3 dicas simples para curar a anemia

Contents
  1. Conheça os 12 melhores alimentos para anemia
  2. Os melhores alimentos para anemia
  3. Quinoa
  4. Amaranto
  5. Cereais integrais
  6. Feijão
  7. Grão-de-bico
  8. Soja
  9. Frutas secas
  10. Nozes e sementes
  11. Folhas verde-escuras
  12. Carnes
  13. Miúdos
  14. Frutos do mar
  15. Como aumentar a absorção do ferro
  16. Quais os principais sintomas da anemia?
  17. Sugestão Jasmine
  18. 3 receitas que ajudam a curar a anemia | Familia
  19. 1. Alimentos ricos em ferro
  20. 2. Redutores da absorção de ferro pelo organismo
  21. 3. Dicas nutricionais para melhorar a absorção do ferro
  22. Shake de banana:
  23. Suco de couve com maracujá:
  24. Refogado de folhas de beterraba:
  25. Dieta certa pode driblar anemia em crianças – Hospital Sabará
  26. 1. O que é a anemia?
  27. 2. Cerca de 45% das crianças até 5 anos no Brasil têm anemia. Por que isso acontece? Por que esta faixa etária é a mais afetada?
  28. 3. A falta de ferro na alimentação explica a alta incidência da anemia em crianças?
  29. 4. Como é possível identificar anemia em crianças? É uma doença silenciosa?
  30. 5. É verdade que a anemia começa precocemente nos bebês, principalmente naquela fase em que a amamentação é trocada pela alimentação?
  31. 6. Existe uma resistência dos pais em dar carne para as crianças?
  32. 7. É verdade que o ferro dos vegetais não é tão facilmente absorvido quanto o das carnes, por isso é importante que as crianças comam carne?
  33. 8. Quais os alimentos mais ricos em ferro?
  34. 9. Falta de ferro faz as crianças terem comportamentos diferentes, como comer terra?
  35. 10. Como é feito o tratamento? A complementação com ferro é indispensável?
  36. 11. Se a anemia não for tratada, o que pode acontecer com a criança?
  37. 12. Muitos pais se assustam com a palavra anemia porque associam a doença à leucemia? Qual a relação da anemia e da leucemia?
  38. Remédios naturais contra a anemia – inclui 4 receitas!
  39. 1. Suco de abacaxi
  40. 2. Suco de laranja, cenoura e beterraba
  41. 3. Suco de ameixa
  42. 4. Refogado de couve com quinoa
  43. 5. Wrap de feijão preto e carne moída 
  44. 6. Salada de feijão fradinho com atum 
  45. 7. Salada de beterraba com cenoura 
  46. 8. Hambúrguer de lentilha

Conheça os 12 melhores alimentos para anemia

3 dicas simples para curar a anemia

A anemia é causada pela redução no sangue do número de glóbulos vermelhos (hemácias) que funcionam corretamente.

Essas células são responsáveis por levar o oxigênio a todos os órgãos do corpo e, quando diminuem em número ou não funcionam bem, há problemas de oxigenação em todos o organismo.

 Na maioria dos casos, o problema pode ser resultado de uma grande perda de sangue, da presença de parasitas intestinas ou da deficiência de ferro no organismo. A falta desse mineral pode ser suprida com a inclusão de boas opções de alimentos para anemia na dieta.

Para prevenir casos de anemia, ou mesmo durante o seu tratamento, é muito comum a recomendação de ingestão de alimentos ricos em ferro. E esse nutriente pode ser facilmente encontrado na natureza em diferentes concentrações. Por isso, é possível variar bem o cardápio e, ainda assim, garantir o suprimento necessário desse mineral.

Flora intestinal: como cuidar do nosso “segundo cérebro”Doença celíaca: uma vida sem glúten

De acordo com recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), uma dieta equilibrada prevê um consumo de  9 miligramas por dia desse mineral para crianças de sete meses a dez anos, 14 miligramas para adultos e 27 miligramas para grávidas.

Um levantamento da Organização Mundial de Saúde (OMS) indica que 40% das gestantes do mundo sofrem com anemia.

A boa notícia é que combater essa doença pode até pedir alguma dedicação, mas isso pode ser feito de maneira bastante simples e saborosa. Consumir a quantidade necessária de alimentos ricos em ferro diariamente é o primeiro passo para uma vida mais saudável.

Os melhores alimentos para anemia

O ferro é um dos principais itens que precisam ser repostos quando a anemia é causada por problemas nutricionais. Mas ele não é o único que precisa de atenção. Incluir fontes de vitamina C e proteínas ajuda a melhorar a absorção desse mineral pelo organismo, o que garante um melhor aproveitamento alimentar.

Quinoa

Esse alimento contém 4,2 miligramas de ferro em uma porção de 45 gramas e pode substituir outros cereais nas refeições.

Amaranto

Alguns estudos apontam que, entre os cereais, é o que apresenta teores mais altos de ferro.

Cereais integrais

Aveia e versões integrais de arroz e farinha de trigo apresentam teores mais altos de ferro do que os cereais refinados. É sempre a melhor escolha para receitas e refeições.

Feijão

Preto, carioca, rosa ou rajado, entre tantos outros, o feijão é uma fonte bem conhecida do nutriente e fornece 3,7 mg de ferro a cada 100 g.

Grão-de-bico

Esse grão é outra uma ótima opção rica nesse nutriente, já que possui cerca de 6 mg de ferro a cada 100 gramas.

Soja

Assim como as outras leguminosas, a soja é excelente fonte de ferro. Cada 100 g do grão oferecem 9,4 mg do mineral.

Frutas secas

Uva-passa, damasco e ameixa seca podem compor lanches e sobremesas para aumentar o consumo de ferro no dia a dia.

Nozes e sementes

Ótimas para variar o cardápio e incluir na preparação de saladas. Entre as opções estão a castanha-de-caju, o pistache e a semente de abóbora.

Folhas verde-escuras

As verduras com folhas escuras são uma boa fonte de ferro. Alguns exemplos são o espinafre e a couve.

Carnes

As carnes vermelhas magras estão entre as melhores fontes de ferro entre as proteínas animais. Inclua um vegetal, como espinafre ou couve, para ampliar sua absorção. Tente variar o cardápio com carne magra bovina, cordeiro, frango e peru.

Miúdos

Quase todas as mães recorrem ao fígado de boi para aumentar a ingestão de ferro da família. E todas sempre estiveram certas: é uma ótima fonte do mineral, embora não agrade ao paladar de muita gente.

Frutos do mar

Crustáceos e alguns peixes também são boa fonte de ferro. Entre as boas opções estão o atum (fresco ou em lata), salmão, ostra e camarão.

Como aumentar a absorção do ferro

Segundo o Ministério da Saúde, a presença de vitamina C, disponível em frutas cítricas, e alimentos ricos em proteínas na refeição melhora a absorção do ferro presente nos vegetais. Por isso, você pode temperar sua salada de folhas com limão, tomar um suco de laranja para acompanhar a refeição ou escolher uma fruta cítrica para a sobremesa.

Atenção: evite alimentos ricos em fosfatos, polifenóis, taninos e cálcio, elementos que podem inibir a absorção do ferro. Ao consumir alimentos ricos no mineral, deixe de lado café, chás, mate, leite e derivados.

Quais os principais sintomas da anemia?

Entre os sinais mais comuns da doença estão cansaço, mal-estar, falta de ar, palpitações, sensibilidade ao frio e palidez. Se a anemia estiver em estágios mais avançados e for mais grave, pode haver ainda alterações na pele e nas mucosas. As unhas e os cabelos também tendem a ficar mais frágeis e a se quebrarem com bastante facilidade.

Se você desconfiar que esse pode ser o caso, procure um médico antes de fazer qualquer alteração na sua dieta. E lembre-se: manter uma alimentação equilibrada e um estilo de vida saudável é a melhor forma de cuidar da saúde e de melhorar sua qualidade de vida.

Sugestão Jasmine

O portfólio da Jasmine inclui produtos que ajudam a aumentar a ingestão de ferro e dos nutrientes que ajudam na sua absorção. Você encontra os grãos Arroz Integral e a Aveia em Flocos Finos, além do Extrato de Soja, do Mix Sementes Tradicional e o Mix Sementes e Nuts. Não deixe ainda de garantir a ingestão de vitamina C com Goji Berries, Red Berries e o Mix Fruits.

Источник: https://www.jasminealimentos.com/alimentacao/alimentos-para-anemia/

3 receitas que ajudam a curar a anemia | Familia

3 dicas simples para curar a anemia

A anemia é um problema que pode ser facilmente diagnosticado e resolvido. Entenda aqui como sair deste quadro.

Sentir-se fraca, cansada, sonolenta e sem energia pode não ser só consequência da vida atribulada e estressante que você está levando. Não devemos atribuir ao estresse sintomas que podem significar outras condições sérias e que precisam de atenção médica, como a anemia.

Digo isso com conhecimento de causa. Houve época em que eu estudava e trabalhava bastante.

Vivia com sono, sentia vontade de devorar os alimentos mais calóricos que existem e chegava a cochilar nos locais mais inusitados, como congestionamentos.

Ora! Estresse pode até causar tudo isso, mas um check up pode ser bem útil de vez em quando também. Foi o que resolvi fazer. E os resultados do hemograma mostraram que eu estava com uma anemia severa por deficiência de ferro.

Tive que me conscientizar de que minha saúde vale muito mais que o trabalho e o estudo e passei a priorizá-la. O médico mudou minha alimentação e pediu que eu tomasse alguns tipos de suplementos minerais e vitamínicos. Depois de um tempo, voltei a me sentir cheia de energia e com vontade de estudar e trabalhar mais ainda, mas não abandonei a boa alimentação.

Se seus exames sanguíneos, também, mostraram que você está com anemia ferropriva, aqui vão algumas dicas que podem te ajudar a melhorar a saúde. Mesmo assim, não deixe de consultar seu médico, pois o excesso de ferro no organismo é tão ruim quanto sua falta, podendo provocar alterações hormonais, cirrose e insuficiência cardíaca.

1. Alimentos ricos em ferro

Carnes vermelhas e brancas, fígado, peixes, mexilhões, pães integrais, aveia crua, salsa, ervilha, lentilha, grão-de-bico, beterraba, nozes, castanhas, feijão, frutas secas, açúcar mascavo, chocolate meio amargo, abacaxi, goiaba, morango, laranja, tangerina, maracujá, acerola, kiwi, jabuticaba, manga, uva, limão, melado, brócolis e espinafre.

Lembre-se de comer uma fonte de vitamina C (laranja, kiwi, acerola, morango) na mesma refeição em que ingeriu a fonte de ferro, pois ela auxilia na absorção do mineral.

Para sair do quadro de anemia, também é necessário ingerir alimentos ricos em vitamina B12 (levedo de cerveja, carne, fígado, ovos, queijos, cereais integrais e vegetais verdes), pois ela participa da formação das células sanguíneas.

A combinação desses três elementos e dieta balanceada são a receita certa para trazer sua energia de volta.

2. Redutores da absorção de ferro pelo organismo

Tanino e cafeína (chá preto, café, refrigerante, mate), cálcio, ingestão de alimentos cozidos em excesso, parasitas intestinais (alimentam-se de sangue ou de bolo fecal que contêm os nutrientes necessários ao nosso organismo), diarreia crônica (evita a absorção de nutrientes) e úlcera gástrica (prejudica a absorção de ferro e vitamina B12).

3. Dicas nutricionais para melhorar a absorção do ferro

(retiradas do livro Comida: um santo remédio, de Joselaine Stürmer).

  • Evite tomar chá preto, café, mate e refrigerantes junto com as refeições, prefira um copo de suco de frutas ricas em vitamina C;
  • Não misture alimentos ricos em cálcio com outros ricos em ferro, como leite e iogurte com as refeições principais, chocolate como sobremesa e omelete com espinafre;
  • Escolha, pelo menos uma vez ao dia, alimentos ricos em ferro de origem animal, pois essa forma de ferro é mais bem absorvida e não sofre interferência da dieta ou do suco gástrico;
  • Troque o vinagre pelo limão ao temperar saladas;
  • Substitua o açúcar refinado por açúcar mascavo ou melado;
  • Coma rapadura.

Shake de banana:

Ingredientes (5 porções): 1 litro de leite; 3 bananas nanicas; 4 colheres de sopa de aveia; 4 colheres de sopa de açúcar mascavo; 1/2 copo de melado.

Modo de Preparo: gele o leite até quase congelar e depois bata-o com a banana, a aveia e o açúcar mascavo no liquidificador; enfeite o copo com o melado e sirva.

Suco de couve com maracujá:

Ingredientes (5 porções): 4 folhas de couve; 3 maracujás; gotas de limão; 1litro de água; açúcar mascavo a gosto.

Modo de Preparo: pique a couve e a coloque no liquidificador junto com os maracujás, a água e algumas gotas de limão; bata tudo e adoce com açúcar mascavo.

Refogado de folhas de beterraba:

Ingredientes (2 porções): 400g de folha de beterraba; 1 colher de sopa de azeite; 1 cebola picada; 1 dente de alho amassado; 1/2 colher de sopa de sal; 1 pitada de pimenta-do-reino.

Modo de Preparo: refogar o alho e a cebola em azeite por 3 minutos; depois de lavadas e picadas em pedaços menores, acrescente as folhas de beterraba, o sal, a pimenta e 50 ml de água e mantenha em fogo brando até as folhas ficarem macias.

Cuide de sua saúde e sempre consulte um médico em caso de anemia ou de qualquer outra doença que necessite de cuidados e alimentação especiais.

Toma un momento para compartir …

A anemia é um problema que pode ser facilmente diagnosticado e resolvido. Entenda aqui como sair deste quadro.

Sentir-se fraca, cansada, sonolenta e sem energia pode não ser só consequência da vida atribulada e estressante que você está levando. Não devemos atribuir ao estresse sintomas que podem significar outras condições sérias e que precisam de atenção médica, como a anemia.

Digo isso com conhecimento de causa. Houve época em que eu estudava e trabalhava bastante.

Vivia com sono, sentia vontade de devorar os alimentos mais calóricos que existem e chegava a cochilar nos locais mais inusitados, como congestionamentos.

Ora! Estresse pode até causar tudo isso, mas um check up pode ser bem útil de vez em quando também. Foi o que resolvi fazer. E os resultados do hemograma mostraram que eu estava com uma anemia severa por deficiência de ferro.

Tive que me conscientizar de que minha saúde vale muito mais que o trabalho e o estudo e passei a priorizá-la. O médico mudou minha alimentação e pediu que eu tomasse alguns tipos de suplementos minerais e vitamínicos. Depois de um tempo, voltei a me sentir cheia de energia e com vontade de estudar e trabalhar mais ainda, mas não abandonei a boa alimentação.

Se seus exames sanguíneos, também, mostraram que você está com anemia ferropriva, aqui vão algumas dicas que podem te ajudar a melhorar a saúde. Mesmo assim, não deixe de consultar seu médico, pois o excesso de ferro no organismo é tão ruim quanto sua falta, podendo provocar alterações hormonais, cirrose e insuficiência cardíaca.

Dieta certa pode driblar anemia em crianças – Hospital Sabará

3 dicas simples para curar a anemia

Em países em desenvolvimento, a prevalência da anemia causada pela falta de ferro ultrapassa os 50% em crianças até os quatro anos de idade. Durante a amamentação, o leite materno supre as necessidades desse nutriente. O problema começa entre os 9 e 12 meses de vida, quando introduzimos a dieta da família.

Como essa fase de transição nem sempre ocorre facilmente, os pais, por inexperiência ou falta de conhecimento, acham que as crianças não estão gostando do novo cardápio e acabam exagerando nos laticínios e nos carboidratos.

As carnes vermelhas ainda são as melhores fontes do mineral.

O ferro do feijão, da gema do ovo, das verduras e das hortaliças verde-escuras (couve, brócolis, agrião, espinafre, rúcula) oferece um aproveitamento limitado, mas não sem importância.

Para aprimorar essa assimilação, valem algumas dicas. Antes de cozinhar, deixe o feijão de molho na água por uma hora, assim os fitatos são liberados e o ferro será melhor absorvido. Alojado na hemoglobina, pigmento do glóbulo vermelho, o ferro possui nobre missão: a de transportar oxigênio aos tecidos do organismo.

Sua deficiência implica em palidez, fadiga, sono excessivo e inapetência. O hábito de comer terra, sabão e até gelo também pode sinalizar a anemia ferropriva.

Se não tratada, a doença se transforma numa bola de neve: a carência do nutriente leva à perda de apetite, sem comer, o sistema imunológico enfraquece, a criança vira alvo de infecções, perde rendimento escolar e pode ter complicações em seu desenvolvimento neuropsicomotor.

1. O que é a anemia?

Anemia é a condição na qual ocorre queda da hemoglobina no sangue. A hemoglobina é a responsável pela coloração avermelhada da pele e pelo carregamento do oxigênio aos tecidos, o que gera a energia para as atividades diárias. Muitas são as causas de anemia, ela pode ser congênita ou adquirida, mas a que nos interessa aqui é a anemia carencial, consequente da falta de ferro.

2. Cerca de 45% das crianças até 5 anos no Brasil têm anemia. Por que isso acontece? Por que esta faixa etária é a mais afetada?

Realmente a prevalência é grande. A OMS (Organização Mundial da Saúde) estima que em países em desenvolvimento mais de 50% das crianças menores de 4 anos apresentam deficiência de ferro.

Até em países desenvolvidos a anemia apresenta níveis crescentes de prevalência, tornando-se um grave problema de saúde pública.

No Brasil, estudos regionais com crianças de diferentes faixas etárias apontam variação de 28 a 68%.

Essa faixa etária é a mais acometida porque durante a infância, principalmente até 18 meses de vida, ocorre o rápido crescimento e desenvolvimento do organismo, que requer uma demanda aumentada de ferro. Porém, muitas vezes a ingestão é inadequada e/ou ocorrem perdas gastrointestinais devido à alergia a proteína do leite de vaca, parasitoses intestinais, perdas diarreicas, refluxo gastro-esofágico…

3. A falta de ferro na alimentação explica a alta incidência da anemia em crianças?

Sem dúvida, a dieta pobre em ferro é o principal fator causal das anemias na infância.

4. Como é possível identificar anemia em crianças? É uma doença silenciosa?

Não, a anemia em crianças não é uma doença silenciosa. Os primeiros estágios da deficiência de ferro geralmente não apresentam sintomas, mas a anemia instalada vai sempre cursar com alterações clínicas como palidez, fadiga, fraqueza, sono excessivo e inapetência, que são os principais sintomas.

5. É verdade que a anemia começa precocemente nos bebês, principalmente naquela fase em que a amamentação é trocada pela alimentação?

Sim. A maior incidência de anemia ferropriva ocorre entre 9 e 12 meses de vida, época em que geralmente se faz a introdução da dieta da família e da mamadeira (na maioria das vezes leite de vaca integral).

Muitas vezes essa fase de transição não é “bem aceita” pela criança, simplesmente porque é uma questão de aprendizado, e os pais, por inexperiência ou falta de orientação adequada, interpretam como a criança não gostando dos novos alimentos e deixam de insistir na oferta de alimentos saudáveis justamente numa fase da vida em que eles são tão importantes.

6. Existe uma resistência dos pais em dar carne para as crianças?

Não diria resistência em dar carne, na verdade poucas são as famílias vegetarianas. O que acontece muito é que as crianças não engolem a carne, chupam e depois cospem. Oriento que o ferro está literalmente na carne e que não adianta só o caldinho.

7. É verdade que o ferro dos vegetais não é tão facilmente absorvido quanto o das carnes, por isso é importante que as crianças comam carne?

Sim. O ferro de origem vegetal, ao contrário do de origem animal, para ser absorvido, sofre influência de fatores inibidores (fitatos, fibras, cafeína, sais de cálcio…) e facilitadores (vitamina C, frutose, citratos…).

8. Quais os alimentos mais ricos em ferro?

As carnes, principalmente as vermelhas; as vísceras (fígado de boi e de galinha); feijão (todos os tipos); gema de ovo; verduras e hortaliças (as verdes escuras são as que mais têm ferro: couve, brócolis, agrião, espinafre, rúcula, escarola…).

Aqui vão 2 dicas importantes: sempre deixar o feijão de molho por pelo menos 1 hora antes do cozimento, o que ajuda a liberar os fitatos com consequente melhora da absorção do ferro e também das cólicas intestinais. A outra dica é que a beterraba só tem açúcar, o ferro está no talo. Podemos cozinhá-lo na sopa, no feijão, fazer refogado…

9. Falta de ferro faz as crianças terem comportamentos diferentes, como comer terra?

Sim. A deficiência de ferro pode cursar com perversão do apetite, também conhecida como “pica”. Pode ocorrer ingestão de terra, espuma, sabão, gelo…

10. Como é feito o tratamento? A complementação com ferro é indispensável?

A dieta rica em ferro é muito importante, mas na anemia já instalada, faz-se necessário suplementação com ferro oral na dose de 3-5mg/kg/dia, geralmente por um período de 3 meses.

11. Se a anemia não for tratada, o que pode acontecer com a criança?

Quando a anemia em crianças não é tratada ou é inadequadamente tratada, vai se formando uma “bola de neve”: a anemia cursa com falta de apetite, sem apetite a criança não se alimenta bem e a anemia piora, ficando a criança cada vez mais fraca, sem querer brincar, com baixo rendimento escolar, com maior susceptibilidade a quadros infecciosos, com mais sono e mais pálida-amarela.

12. Muitos pais se assustam com a palavra anemia porque associam a doença à leucemia? Qual a relação da anemia e da leucemia?

Essa é uma pergunta importante e que sempre esclareço aos pais antes mesmo que eles me perguntem. Anemia não vira Leucemia. Leucemia é um câncer que acomete a fábrica do sangue, gerando alteração em todas as células do sangue, inclusive as vermelhas, levando à anemia, que neste caso não é carencial.

Dra. Alessandra Souza Ramos – Hematologista Pediátrica do Sabará Hospital Infantil

Источник: https://www.hospitalinfantilsabara.org.br/dieta-certa-pode-driblar-anemia-em-criancas/

Remédios naturais contra a anemia – inclui 4 receitas!

3 dicas simples para curar a anemia

Para combater a anemia, que, na maioria dos casos, acontece por falta de ferro no sangue, é recomendado incluir na dieta alimentos ricos em ferro, que geralmente são de cor escura, como beterraba, ameixa, feijão preto e, até, chocolate.

Dessa forma, conhecer uma lista de alimentos ricos em ferro, é uma ótima forma de ajudar a tratar a doença. Para refrescar e tornar mais agradável o tratamento, alguns desses alimentos podem ser usados para fazer sucos bem gostosos, que são excelentes armas contra a doença mas dependendo da gravidade da anemia, o médico poderá receitar a suplementação de ferro.

Confira algumas ótimas opções de receitas contra anemia.

1. Suco de abacaxi

O suco de abacaxi com salsinha é ótimo para combater a anemia porque a salsa tem ferro e o abacaxi tem vitamina C que potencializa a absorção do ferro.

Ingredientes

  • 2 fatias de abacaxi
  • 1 copo de água
  • algumas folhas de salsinha

Modo de preparo

Bater os ingredientes no liquidificador e beber logo a seguir o seu preparo. O abacaxi pode ser substituído por laranja ou maçã.

2. Suco de laranja, cenoura e beterraba

O suco de laranja, cenoura e beterraba é ótimo para combater a anemia porque é rico em ferro.

Ingredientes

  • 150 gramas de beterraba crua ou cozida (cerca de 2 fatias grossas)
  • 1 cenoura pequena crua
  • 2 laranjas com bastante suco
  • melaço à gosto para adoçar

Modo de preparo

Passe a beterraba e a cenoura pela centrifugadora ou processador de alimentos, para retirar ao máximo o seu suco. Depois, adicione a mistura ao suco puro da laranja e beba logo a seguir, para aproveitar ao máximo suas propriedades medicinais. 

Se não possuir estes eletrodomésticos, pode-se bater o suco no liquidificador, sem acrescentar água e coá-lo a seguir.

3. Suco de ameixa

O suco de ameixa também é ótimo para combater a anemia porque é rico em vitamina C, e por isso potencializa a absorção do ferro dos alimentos de origem vegetal.

Ingredientes

  • 100 g de ameixa
  • 600 ml de água

Modo de preparo

Adicionar todos os ingredientes no liquidificador e bater bem. Após adoçar o suco de ameixa está pronto para ser bebido.

4. Refogado de couve com quinoa

Este refogado fica delicioso e tem uma boa quantidade de ferro, sendo uma boa opção para o vegetariano.

Ingredientes

  • 1 molhe de couve manteiga cortado em tiras finas
  • 1 alho fatiado
  • azeite
  • sal à gosto
  • 1 copo de quinoa já pronta para consumir 

Modo de preparo 

Colocar a couve, o alho e o azeite numa frigideira grande ou wook e mexer sempre para que reduza. Se necessário pode adicionar 2-3 colheres de água para não queimar o refogado, quando este estiver pronto adicionar a quinoa pronta e temperar à gosto com sal e limão. 

5. Wrap de feijão preto e carne moída 

Uma boa refeição para quem tem anemia é comer um wrap com recheio de feijão preto e carne moída, com sabor picante, uma comida típica mexicana, também conhecida por 'taco' ou 'burrito'. 

Ingredientes

  • 1 folha de wrap
  • 2 colheres de carne moída (de vaca) temperada com pimenta
  • 2 colheres de feijão preto cozido
  • folhas de espinafre frescas temperadas com limão

Modo de preparo

Basta colocar os ingredientes dentro do wrap, enrolar e comer a seguir. 

Se desejar pode substituir a folha de wrap por uma crepioca que consiste em levar à frigideira untada 2 colheres de tapioca +1 ovo. 

6. Salada de feijão fradinho com atum 

Esta opção também é rica em ferro, e pode ser uma boa opção para o almoço ou jantar, ou para comer no pós-treino.

Ingredientes

  • 200 g de feijão fradinho cozido
  • 1 lata de atum
  • 1/2 cebola picada
  • folhas de salsinha picadas
  • azeite
  • 1/2 limão
  • sal à gosto 

Modo de preparo 

Refogar a cebola até que fique bem dourada e adicionar o feijão fradinho já cozido. Depois adicionar o atum em lata cru, a salsinha e tempere com sal, azeite e limão à gosto. 

7. Salada de beterraba com cenoura 

Esta salada é deliciosa sendo uma boa opção para acompanhar as refeições. 

Ingredientes

  • 1 cenoura grande
  • 1/2 beterraba 
  • 200 g de grão de bico cozido
  • sal e limão à gosto

Modo de preparo 

Ralar a cenoura e a beterraba (cruas), adicionar o grão de bico já cozido e temperar com sal e limão à gosto. 

8. Hambúrguer de lentilha

Este 'hambúrguer' de lentilhas é rico em ferro, sendo uma boa opção para quem é vegetariano porque não tem carne.

Ingredientes

  • 65 g de macarrão de letrinhas
  • 200 g de lentilhas cozidas
  • 4 colheres (de sopa) de farinha de rosca
  • 1 cebola
  • salsinha à gosto
  • 40 g queijo parmesão ralado
  • 4 colheres (de sopa) de manteiga de amendoim
  • 1 colher (de sopa) de extrato de levedura
  • 2 colheres de extrato de tomate
  • 4 colheres (de sopa) de água

Modo de preparo 

Confira no vídeo a seguir como preparar esta deliciosa receita:

Источник: https://www.tuasaude.com/remedio-caseiro-para-anemia/

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: