5 benefícios da laranja para a saúde

Contents
  1. Frutas cítricas: os verdadeiros (e novos) benefícios de laranja, limão…
  2. Mais motivos para apostar nos cítricos
  3. Já que falamos de suco…
  4. Benefícios da laranja: 20 motivos para consumir a fruta no dia a dia
  5. 20 benefícios da laranja que comprovam sua eficiência na alimentação
  6. 1. Contribui para o bom funcionamento do intestino
  7. 2. Atua no combate às inflamações
  8. 3. Auxilia no emagrecimento
  9. 4. Desempenha funções digestivas
  10. 5. Retarda o envelhecimento precoce
  11. 6. Reduz a arritmia cardíaca
  12. 7. Ajuda no controle da hipertensão
  13. 8. Atua em atividades anticâncer
  14. 9. Auxilia na redução do colesterol (LDL)
  15. 10. Tem ação antioxidante
  16. 11. Melhora a pele
  17. 12. Contribui para a saúde dos fios
  18. 13. Fortalece a imunidade
  19. 14. Faz bem para os olhos
  20. 15. Previne doenças degenerativas
  21. 16. Combate a anemia
  22. 17. Inibe os efeitos da artrite reumatoide
  23. 18. Controla o diabetes tipo 2
  24. 19. Tem poucas calorias
  25. 20. É um excelente alimento para as grávidas
  26. É bom comer o bagaço da laranja?
  27. O consumo da laranja pode fazer mal?
  28. Muito além do reforço contra gripe: 13 benefícios da laranja para a saúde
  29. 2. Pedras nos rins
  30. 3. Diminui o colesterol
  31. 4. Evita o câncer
  32. 5. Melhora a memória
  33. 6. Protege os olhos
  34. 7. Protege o coração
  35. 8. Afasta doenças respiratórias
  36. 9. Diminui a prisão de ventre
  37. 10. Previne gripes e resfriados
  38. 11. Adia o envelhecimento
  39. 12. Colabora com o funcionamento da tireoide
  40. 13. Melhora o humor
  41. Benefícios em estudo
  42. Diferenças entre os tipos de laranja
  43. Como consumir e a quantidade adequada
  44. Quem deve evitar o consumo em excesso

Frutas cítricas: os verdadeiros (e novos) benefícios de laranja, limão…

5 benefícios da laranja para a saúde

Já reparou na constituição de uma fruta cítrica, como laranja e limão? Cada gomo guarda inúmeras bolsinhas repletas de líquido e envolvidas por membranas resistentes.

Ao redor delas, um entremeado branco e fibroso ajuda a dar sustentação. E, por cima, há a casca lustrosa que armazena óleos essenciais, os responsáveis pelo aroma inconfundível.

Em todos os cantos dessa estrutura, reside uma porção de substâncias benéficas. E não pense que falamos só da vitamina C.

A família dos cítricos esbanja minerais como o potássio e o magnésio, oferece ácido fólico e outras vitaminas do complexo B, entrega fibras e, pra completar, fornece compostos badalados pela ciência, caso dos carotenoides e dos flavonoides. Neste último, inclusive, cabe destacar a classe das chamadas flavononas e, dentro dela, a dupla hesperidina e naringenina. Um combo e tanto.

Assim, fica fácil entender por que cientistas de várias partes do planeta decidiram se reunir para falar só desses alimentos.

O 1º Simpósio Internacional de Compostos Bioativos de Citrus e Benefícios à Saúde ocorreu em março, na capital paulista, e colocou limão, tangerina, lima e grapefruit na roda de debates. Mas a laranja roubou a cena.

Muito querida em nosso país, a fruta seria a responsável por um terço do consumo diário dos tais flavonoides pelos brasileiros.

Uma das novidades é que garantir essas substâncias, em especial as flavononas, nos protegeria contra o declínio cognitivo. “No simpósio, foram citados estudos sobre a ação delas no cérebro”, conta a farmacêutica-bioquímica Neuza Hassimotto, professora da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (USP) e uma das organizadoras do evento.

Aos sortudos que têm um pomar à disposição, o melhor é chupar o fruto direto do pé. Para quem não conta com a facilidade, vale encher a fruteira com essas espécies. Além dos deliciosos aromas que invadirão sua casa, o organismo sairá ganhando. Para a cabeça, as evidências são de fato animadoras.

Um dos estudos mais recentes sobre a função dos cítricos em prol da cuca foi publicado no periódico científico British Journal of Nutrition.

Realizado com mais de 13 mil japoneses adultos, ele mostra que aqueles que ingerem esses frutos de três a cinco vezes por semana apresentam menor risco de desenvolver demências.

Segundo a epidemiologista e autora do trabalho Shu Zhang, da Universidade Tohoku, no Japão, a ideia de investigar a relação surgiu porque esse grupo de alimentos é consumido em todo o mundo.

Mas a motivação vai além da popularidade, claro. “Pesquisas têm demonstrado que os flavonoides dessas frutas têm atividade antioxidante e anti-inflamatória”, afirma.

Mas com uma grande vantagem: as tais moléculas conseguem a proeza de atravessar a chamada barreira hematoencefálica. Isso significa que conseguem chegar e atuar diretamente no cérebro, inibindo danos associados aos radicais livres, por exemplo.

Turbinar a comunicação entre os neurônios também está em seu rol de atuação.

Outra estudiosa do cérebro, a biogerontóloga Ivana Cruz, professora da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), no Rio Grande do Sul, aponta que a hesperidina tem atraído os holofotes nesse quesito.

“Na última década, numerosos estudos avaliaram os efeitos dela”, comenta.

E há evidências quentes de que esse “citroflavonoide” colabore no bloqueio das placas beta-amiloide, formações que levam à destruição dos neurônios e ao desenvolvimento do Alzheimer.

Ivana revela que mesmo os idosos tiram proveito disso. Existem indícios de que a hesperidina aperfeiçoa a função cognitiva e desacelera a derrocada da memória. Nessa mesma frente, está a já mencionada naringenina. “Apesar de suas propriedades serem menos estudadas, os achados até agora descritos sugerem que também favoreça o cérebro”, diz Ivana.

Embora a dupla de substâncias mereça muitos louros, os cítricos oferecem outros integrantes da turma das flavononas dotados de poderes antioxidantes. Por isso, vira e mexe são citados como facilitadores do fluxo sanguíneo e zeladores das artérias. Como se sabe, quando o sangue circula sem enroscos, somam-se mais pontos em favor da blindagem da massa cinzenta.

Em um trabalho publicado na Stroke, revista científica da Associação Americana do Coração, estudiosos analisaram o consumo total de flavonoides e suas subclasses entre 69 622 mulheres durante um período de 14 anos.

Constatou-se, entre outras coisas, que as que consumiam mais flavononas tinham menor risco de sofrer um acidente vascular cerebral. Laranja e grapefruit ocupavam o posto de preferidas das participantes.

Inclusive, aqui é bom mencionar outra família de compostos presentes nessas espécies: a dos carotenoides. São eles que colorem a polpa e dão notas amareladas e avermelhadas a ambos os frutos.

Continua após a publicidade

Esse time de benfeitores também é justamente o que o peito deseja para bater feliz.

O mix interage com as nossas células, disparando uma cascata de eventos bioquímicos que, no fim das contas, interferem no funcionamento de genes envolvidos na resposta inflamatória.

Esse processo todo acaba por proteger o tapete celular que recobre o interior das nossas artérias, o endotélio. Dessa maneira, cai o risco de encrencas como hipertensão e acúmulo de gorduras nos vasos.

E não para por aí. Todos os cítricos entregam potássio, mineral aclamado por também auxiliar no controle da pressão arterial. Para completar, aquela parte branca que recobre a polpa, tão nítida nos gomos de mexerica, está lotada de pectina, um tipinho fibroso capaz de regular as taxas de colesterol.

Mais motivos para apostar nos cítricos

Apesar de tantas descobertas inéditas colocarem os cítricos na lista de alimentos indispensáveis ao organismo, já no século 19 eles exibiam suas benesses. Remonta a essa época a atuação da laranja no combate ao escorbuto, doença por trás de hemorragia nas gengivas e potencialmente fatal. A boa fama se deu graças aos teores de vitamina C.

Também não é de hoje que esse nutriente, batizado oficialmente de ácido ascórbico, é reconhecido por cooperar com a imunidade. Parte desse mérito vem de seu efeito antioxidante que, como explicamos, resguarda as células, incluindo as de defesa e os anticorpos produzidos por algumas delas.

Aliás, quando se almeja um sistema imunológico afiado, há que se ressaltar o papel da flora intestinal. Cada vez mais a ciência salienta que é preciso cultivar uma comunidade de bactérias do bem em nosso intestino. Além de coibir o aparecimento de micróbios ligados a infecções, há fortes indícios de que aumentar esse contingente colabora no combate à inflamação pelo corpo.

Mas o que os cítricos têm a ver com isso? Em primeiro lugar, são grandes fontes de fibras, que alimentam os micro-organismos bonzinhos. E, mais uma vez, os fitoquímicos participam do enredo.

“As flavononas contribuem para o equilíbrio da microbiota”, afirma a professora Neuza Hassimotto. Um dos trabalhos realizados em seu laboratório na USP mostra que o consumo rotineiro de suco de laranja incita a multiplicação dessas famílias benéficas.

Na pesquisa, foram usadas as variedades baía e cara-cara – esta última ainda não é popular por aqui.

Já que falamos de suco…

Por mais que não faltem razões para que a bebida feita do sumo dos cítricos entre no cotidiano, obviamente é preciso encaixá-la em um contexto saudável. Veja bem, na nutrição moderna nada é proibido.

Ninguém deve fugir da laranjada ou da limonada, mas, como em tudo na vida, se não souber dosar, corre-se o risco de ver o ponteiro da balança ir para o alto e avante. Para ter ideia, o preparo de 200 mililitros de suco de laranja demanda, em média, três unidades do fruto.

Imagine, portanto, que beber uma jarra só faz multiplicar as calorias.

O fato é que, inclusive por causa do crescimento da obesidade, algumas tradições estão se perdendo. Antes, o suquinho de laranja-lima era um dos primeiros itens a ser apresentado aos bebês na fase de alimentação complementar. Hoje, muitos pediatras não o indicam.

“Diferente do líquido, que é engolido de forma passiva, a fruta sólida garante experiências sensoriais”, defende a nutricionista Priscila Maximino, do Instituto Pensi, do Hospital Sabará, em São Paulo. Claro que há exceções. “Quando a criança está doente e se recusa a comer, a bebida pode ser uma opção”, exemplifica Priscila.

Há ainda uma paranoia moderna que atende pelo nome de frutose. O açúcar intrínseco dos vegetais tem sido acusado dos piores crimes à saúde. “Mas, quando consumido em proporções normais, como num suco de fruta natural, ele não traz problemas”, afirma a nutricionista Renata Juliana da Silva, pesquisadora da USP e professora do Centro Universitário Senac, em São Paulo.

Sem neuras, quem gosta de espremer os cítricos só não deve cometer o pecado de coar e atirar no lixo algumas preciosidades.

“Observamos que resíduos desprezados, como os bagaços de laranjas e limões, são fonte de cálcio, magnésio e contêm ferro e zinco”, diz a engenheira de alimentos Joyce Siqueira Silva, que avaliou essa riqueza na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), no interior paulista. A cientista sugere, inclusive, o uso de cascas no preparo de bolos.

Apostar na criatividade ajuda a introduzir os frutos no menu – se fizer um rodízio entre eles, melhor. Não precisa passar o dia descascando mexericas nem se render a modismos pouco apetitosos, como tomar água morna com limão e em jejum. Prazer e equilíbrio, assim como os cítricos, são ingredientes indispensáveis da receita do bem-estar.

Continua após a publicidade

Источник: https://saude.abril.com.br/alimentacao/frutas-citricas-beneficios-laranja-limao/

Benefícios da laranja: 20 motivos para consumir a fruta no dia a dia

5 benefícios da laranja para a saúde

iStock

Por Lívia Pinheiro                                
Em 31.05.20

Doce e apetitosa, os benefícios da laranja vão muito além do seu sabor. A fruta é fonte de vitaminas, fibras, antioxidantes e minerais, trazendo inúmeras vantagens para a pele e contribuindo até para a redução do colesterol. Saiba mais e surpreenda-se com os benefícios que seu consumo traz para a saúde:

Índice do conteúdo:

  • Benefícios
  • Consumo do bagaço
  • Existem malefícios?

20 benefícios da laranja que comprovam sua eficiência na alimentação

Riquíssima em vitaminas, minerais e fibras, a laranja está presente na mesa de milhares de pessoas. A nutricionista Camila Gimenes (CRN 13304) apresenta ótimos benefícios que farão você se tornar fã dessa fruta. Confira:

1. Contribui para o bom funcionamento do intestino

iStock

As fibras presentes no bagaço da laranja auxiliam muito o desenvolvimento da flora intestinal – as bactérias boas presentes no intestino. Além disso, a fruta ainda ajuda na prevenção de doenças intestinais.

2. Atua no combate às inflamações

A vitamina C e os flavonoides presentes na fruta apresentam funções que reduzem as dores da inflamação, além de fortalecerem o sistema imunológico.

3. Auxilia no emagrecimento

iStock

Por sua firme atuação no sistema intestinal, a laranja pode ser uma boa aliada à perda de peso, já que o órgão tem um importante papel no processo. Além disso, a fruta promove maior saciedade.

4. Desempenha funções digestivas

A pectina, presente no bagaço da laranja, é uma substância potente, que auxilia na boa digestão e impede o acúmulo de gordura.

5. Retarda o envelhecimento precoce

iStock

A vitamina C encontrada na laranja contribui para a preservação das células contra a ação dos radicais livres. Além disso, protege dos efeitos da radiação UV, processos que oxidam e envelhecem a pele.

6. Reduz a arritmia cardíaca

As substâncias existentes na laranja demonstram atividades que reduzem o problema, diminuindo a arritmia cardíaca.

7. Ajuda no controle da hipertensão

iStock

Substâncias encontradas no sumo da laranja, como o potássio e a vitamina C, atuam, juntamente com os rins, na eliminação de toxinas. Por isso, aliviam a pressão dos vasos sanguíneos, levando a um maior controle da hipertensão.

8. Atua em atividades anticâncer

Compostos como as flavanonas, presentes nas laranjas, obstruem atividades de células cancerígenas e podem ser um potente agente anticâncer.

9. Auxilia na redução do colesterol (LDL)

iStock

O trabalho das fibras das laranjas não para por aqui: elas também atuam no controle das lipoproteínas LDL.

10. Tem ação antioxidante

Veja também 7 chás diuréticos para desinchar a barriga de forma natural

A vitamina C presente na fruta é capaz de preservar as moléculas dos temidos radicais livres. Além disso, os flavonoides da laranja auxiliam na eliminação das toxinas do corpo.

11. Melhora a pele

iStock

A laranja pode te deixar ainda mais bela e com uma pele radiante, devido ao seu alto teor de vitamina C. Essa substância é necessária para a síntese de colágeno – proteína que dá estrutura à pele.

12. Contribui para a saúde dos fios

Assim como para a pele, a importância da vitamina C para o cabelos está relacionada à síntese de colágeno – proteína que dá elasticidade e resistência aos fios.

13. Fortalece a imunidade

iStock

Quem nunca tomou aquele cházinho de laranja com mel para se livrar de uma gripe ou resfriado? As substâncias presentes na laranja, como minerais, vitamina C e flavonoides, são essenciais para fortalecer o sistema imunológico.

14. Faz bem para os olhos

A aclamada vitamina C também desempenha uma importante atividade na saúde dos olhos, prevenindo doenças e protegendo a membrana ocular.

15. Previne doenças degenerativas

iStock

Você sabia que a laranja atua até na prevenção de doenças degenerativas, como o Parkinson? Além disso, sua ação antioxidante também é muito importante para a proteção cerebral.

16. Combate a anemia

A significativa quantidade de vitamina C presente na laranja a torna uma excelente aliada no combate à anemia, já que a vitamina auxilia na absorção do ferro.

17. Inibe os efeitos da artrite reumatoide

iStock

A função antioxidante da vitamina C protege as células da deterioração causada pela inflamação, e sua ação reduz as dores da artrite reumatoide.

18. Controla o diabetes tipo 2

As fibras da fruta retardam o ritmo de absorção de glicose, o que dificulta o acúmulo de gordura e favorece o controle do diabetes.

19. Tem poucas calorias

iStock

Uma porção de laranja contém, em média, 50 calorias, o que favorece sua inclusão em um cardápio de baixas calorias – além, é claro, das vantagens de seus inúmeros nutrientes.

20. É um excelente alimento para as grávidas

A fruta contém significativa quantidade de ácido fólico, substância que tem um papel importantíssimo no desenvolvimento do bebê.

São muitos os benefícios da laranja, né? Para completar, a nutricionista recomenda que se consuma de 3 a 4 porções de frutas por dia, para que o organismo faça a digestão completa e necessária de vitaminas, fibras e minerais.

É bom comer o bagaço da laranja?

Comer o bagaço da laranja é motivo para muitos torcerem o nariz, mas saiba que o consumo dessa parte da fruta traz muitos benefícios para a sua saúde. Conheça 5 vantagens do consumo do bagaço da laranja:

  • Fonte de minerais: ferro, cálcio, magnésio e zinco são os minerais que você pode encontrar no bagaço da laranja, os quais desempenham funções importantes para uma boa digestão.
  • Função imunológica: as fibras que se encontram no bagaço estimulam os organismos de defesa do corpo, o que se torna um reforço para o sistema imunológico.
  • Mais saciedade: ao comer o bagaço da laranja, as fibras presentes aumentam o tempo de saciedade e causam menos fome.
  • Limpeza: o bagaço da laranja auxilia na eliminação de toxinas do corpo.
  • Ação direta na saúde intestinal: as fibras trabalham na manutenção da flora intestinal e regulação do intestino.

Aproveite a fruta por completo: ao fazer um suco, não jogue fora o bagaço e usufrua das fibras que lá se concentram, e até a casca pode ser utilizada como raspas em sobremesas ou saladas. Bom apetite!

O consumo da laranja pode fazer mal?

iStock

A nutricionista explica que a laranja, assim como as demais frutas, não traz prejuízos à saúde, desde que consumida sem exageros e com moderação. Ainda, ressalta que a laranja pode e deve ser consumida com a combinação de outras frutas, para que haja a ingestão das variadas vitaminas, minerais e bioativos essenciais para a manutenção e funcionalidade adequada do organismo.

Laranja Lima, Bahia, Natal, Valência, Baianinha… São muitas variedades, e você percebeu que não é à toa que essa fruta é tão consumida no Brasil, não é mesmo? Aproveite e melhore sua imunidade com deliciosas opções de frutas verdes para incluir no cardápio.

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Источник: https://www.dicasdemulher.com.br/beneficios-da-laranja/

Muito além do reforço contra gripe: 13 benefícios da laranja para a saúde

5 benefícios da laranja para a saúde

Bastante popular no Brasil, a laranja é uma das maiores representantes das frutas cítricas. Seu sabor costuma ser doce ou levemente ácido (mais azedo), de acordo com o tipo da laranja. Além de ser rica em vitamina C, a fruta possui flavonoides e diversos nutrientes importantes para prevenir doenças e deixar o organismo mais resistente.

A laranja faz parte do cardápio de diversas pessoas que optam pelo suco da fruta pela manhã ou para acompanhar refeições. Além de ser usada como ingrediente de diversas receitas ou consumida in natura. A fruta está disponível para o consumo praticamente durante todo o ano. Confira, a seguir, os benefícios da laranja:

Imagem: iStock

De acordo com a American Heart Association, consumir laranjas e frutas cítricas pode reduzir o risco de acidentes vasculares cerebrais isquêmico (AVC) em mulheres. O problema de saúde é causado pela obstrução nas artérias do cérebro.

Segundo a pesquisa, que contou com mais de 69 mil pessoas, aquelas que comeram mais a fruta diminuíram o risco de derrame em 19%.

Os pesquisadores acreditam que os flavonoides são os responsáveis por esse benefício, pois melhoram a função dos vasos sanguíneos e têm efeito anti-inflamatório.

VEJA TAMBÉM

2. Pedras nos rins

Imagem: Getty Images

Uma pesquisa realizada pela University of Texas Southwestern Medical Center (EUA) mostrou que o consumo de suco de laranja pode ajudar na prevenção de pedras nos rins. Esse problema de saúde acontece quando formam-se pequenos cristais nos rins e canais urinários, devido ao excesso de algumas substâncias no organismo.

Foram examinados homens saudáveis e com pedras nos rins que ingeriram suco de laranja. O líquido da fruta produziu uma carga alcalina e diminuiu os níveis de ácido úrico no corpo, o que ajuda a controlar as pedras nos rins. Há um aumento no nível de citrato na urina, que ajuda a prevenir a formação de cálculos renais.

3. Diminui o colesterol

Imagem: iStock

O consumo da laranja diminui os níveis de colesterol ruim no organismo. Os flavonoides presentes na fruta limitam a absorção do colesterol no intestino.

A laranja também é rica em vitamina C, flavonoides, betacaroteno e fibras, por isso é ideal para combater o colesterol ruim (LDL).

As fibras presentes na laranja também diminuem a absorção do colesterol presente nos alimentos.

4. Evita o câncer

Imagem: iStock

Diversos estudos relacionam o consumo de frutas cítricas, como laranjas, à diminuição do risco de aparecimento de alguns tipos de câncer. Elas podem proteger contra câncer de mama, estômago, esôfago e pâncreas.

Isso porque possui os flavonoides, que atuam como antioxidantes e podem bloquear o surgimento de determinados genes, responsáveis por doenças degenerativas, incluindo o câncer.

A vitamina C também atua removendo e interrompendo as reações dos radicais livres, auxiliando na prevenção de alguns tipos de câncer.

5. Melhora a memória

Imagem: iStock

Beber suco de laranja todos os dias pode ajudar a melhorar a função cerebral em pessoas idosas, segundo um estudo divulgado pelo The American Journal of Clinical Nutrition.

A pesquisa foi realizada com 37 pessoas com idade média de 67 anos que beberam cerca de 500 ml do suco por oito semanas. Como resultado, eles apresentaram melhora geral nas funções cognitivas em comparação com um grupo que não consumiu o suco.

A vitamina C é um antioxidante que ajuda na sinapse dos neurônios, ou seja, melhora a transmissão de impulsos nervosos de uma célula para outra.

6. Protege os olhos

Imagem: iStock

Um estudo divulgado pela Westmead Institute for Medical Research mostrou que pessoas que comiam pelo menos uma laranja por dia diminuíram em 60% o risco de ter degeneração macular. A doença ocular pode levar à perda progressiva da visão. Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores acompanharam mais de 2 mil australianos acima de 50 anos por 15 anos.

7. Protege o coração

Imagem: iStock

Comer frutas cítricas, como as laranjas, pode ser bom para o coração. É o que afirma um estudo japonês que mostrou que as pessoas que comiam quantidades maiores de laranja tinham menores chances de desenvolver doença cardíaca e derrame.

Placas de gorduras nas artérias (doença cardiovascular) são formadas com a combinação de colesterol alto e excesso de radicais livres. A laranja combate esses radicais livres devido a sua quantidade de antioxidades, o que diminui a chance de desenvolver problemas cardíacos.

A laranja possui uma substância conhecida como hesperidina que atua no aumento da diurese e na manutenção da função endotelial agindo como protetora cardiovascular.

8. Afasta doenças respiratórias

Imagem: iStock

Os sintomas das alergias respiratórias podem ser amenizados com o consumo da laranja. A fruta é uma fonte de ácido fólico, responsável por diminuir as crises alérgicas. Uma pesquisa da Escola de Medicina Johns Hopkins (EUA) acompanhou 8 mil pessoas com rinite ou asma, por cerca de dois anos e comprovou os benefícios da laranja.

9. Diminui a prisão de ventre

Imagem: iStock

Um estudo conduzido pelo Centro de Pesquisa em Alimentos da USP (Universidade de São Paulo) mostrou que a ingestão do suco de laranja das variedades laranja baía e laranja cara cara proporcionam mudanças benéficas na composição da microbiota intestinal. Isso ocorre porque todos os tipos de laranjas são ricos em fibras. Quem consome com frequência pode ser beneficiado, pois a fibra é importante para a flora intestinal, a formação do bolo fecal e melhora a prisão de ventre.

10. Previne gripes e resfriados

Imagem: iStock

Pelo fato da laranja ser rica em vitamina C, seu consumo impulsiona o sistema imunológico, melhorando as defesas do organismo.

Além de prevenir gripes e resfriados, o nutriente faz com que o tempo de duração das doenças seja menor.

A vitamina C age alimentando nossas células de defesa, melhorando nossa capacidade e amplitude imunológica, o que evita esses problemas de saúde.

11. Adia o envelhecimento

Imagem: iStock

A vitamina C apresenta um potente efeito antioxidante, o que auxilia no combate aos radicais livres que causam o envelhecimento precoce. Essa substância remove substâncias potencialmente inflamatórias e que estão relacionadas ao envelhecimento das células do corpo.

12. Colabora com o funcionamento da tireoide

Imagem: iStock

Por ser repleta de carotenoides e vitamina C, a laranja ajuda no bom funcionamento da tireoide. A glândula se encontra na região do pescoço e tem o formato de uma borboleta, sendo responsável por liberar hormônios para todo o organismo.

Além disso, a laranja estimula o bom funcionamento imunológico e melhora a absorção do ferro, mineral que costuma estar em falta em quem tem hipotireoidismo (quando a tireoide não produz a quantidade suficiente de hormônio).

Uma pesquisa divulgada no The Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism mostrou que a vitamina C melhora a produção dos hormônios produzidos pela tireoide.

13. Melhora o humor

Imagem: iStock

Consumir alimentos com vitamina C, como a laranja, melhora rapidamente o estado emocional de pacientes hospitalizados, de acordo com um estudo realizado por pesquisadores do Montreal's Jewish General Hospital (JGH). As pessoas receberam vitamina C ou vitamina D por sete a dez dias. Aqueles que receberam vitamina C tiveram uma melhora rápida no humor. Veja aqui outros alimentos que melhoram seu humor.

Benefícios em estudo

– Melhora a saúde dos ossos: uma pesquisa divulgada na revista Nutrition mostrou que o suco de laranja é um poderoso antioxidante para a saúde dos ossos e ajuda a prevenir a osteoporose, uma condição que deixa os ossos mais frágeis. Foram realizados testes com cobaias.

– Melhora o diabetes: o diabetes é uma das principais causas de mortalidade no mundo. Uma pesquisa realizada com ratos mostrou que a ingestão de antioxidantes, como a vitamina C, presente na laranja, pode reduzir o estresse oxidativo associado ao diabetes e, consequentemente, ajudar a restaurar o sistema de defesa antioxidante do organismo e melhorar os sintomas da doença.

Diferenças entre os tipos de laranja

Imagem: iStock

Há diversos tipos de laranja (baía, seleta, lima, pera…) e a maior diferença entre elas é apenas o sabor, pois elas apresentam valor nutricional muito similar, com poucas variações na quantidade de fibras.

Em relação à vitamina C existe uma pequena diferença entre as laranjas. A fruta que possui maior teor dessa vitamina é a laranja-da-baía (56,9 mg a cada 100 g de alimento), seguida da laranja-pera (53,7 mg). Todas as outras possuem quantidades similares (aproximadamente 42 mg).

Como consumir e a quantidade adequada

Os especialistas recomendam que a laranja seja consumida

A melhor forma de ingerir a laranja é juntamente com o bagaço para aproveitar 100% de suas fibras. Corte a laranja apenas na hora que for consumir, pois suas propriedades antioxidantes são muito sensíveis e oxidam rapidamente após o manuseio do alimento.

Para obter os benefícios da laranja, deve-se consumir pelo menos uma laranja crua por dia ou 150 ml do seu suco natural. Porém, o suco da fruta tem a desvantagem de não possuir as fibras que existem na fruta fresca.

Se optar pelo suco, lembre-se de prepará-lo apenas com a fruta, sem água ou açúcar, de preferência espremido na hora para que os nutrientes sejam bem aproveitados.

Quem deve evitar o consumo em excesso

Imagem: iStock

Pessoas com diabetes ou doenças hepáticas –como fígado gorduroso, hepatite ou cirrose –, devem se atentar ao consumo desta fruta, principalmente na forma de suco.

As fibras nas laranjas ajudam a modular o açúcar no sangue, reduzindo a absorção na corrente sanguínea. A fruta tende a aumentar a glicemia do paciente com diabetes.

Não é preciso excluir da alimentação, mas não exagere.

Além disso, pessoas com problemas gástricos, como gastrite ou úlceras, devem evitar o consumo da laranja em excesso. Isso porque o alto teor de acidez das frutas cítricas pode agravar a lesão gástrica e causar desconfortos.

Fontes: Renato Zilli, endocrinologista do hospital Sírio-Libanês; Marcela Voris, nutróloga e membro da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran); Tarcila Beatriz Ferraz de Campos, nutricionista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz; André Freitas, nutricionista e professor do curso de Nutrição do CEUNSP (Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio); Alan Tiago Scaglione, nutricionista da Estima Nutrição

Источник: https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2018/10/27/laranja-beneficios-e-como-consumir.htm

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: