5 piores alimentos para diabetes

Pressão Arterial: O Segredo Escondido da Bíblia

5 piores alimentos para diabetes

A diabetes é uma doença que atinge pessoas de todas as idades (1). Suas consequências podem ser graves. Portanto, conheceros alimentos que devem ser evitados por pessoas com diabetes pode ser de grande auxílio.

Além da diabetes, a pré-diabetes também está relacionada a complicações graves. Entre elas estão a cegueira, doenças renais ou cardíacas (2). Se você se alimentar de forma errada, pode piorar o quadro ou estimular a doença, caso não a possua.

Alguns alimentos podem aumentar as taxas de insulina e de açúcar no sangue. E isso leva a consequências desagradáveis tanto em pessoas saudáveis quanto em quem já sofre com a doença. Por isso, ter um cardápio específico é fundamental.

Um estilo de vida equilibrado é sempre uma boa recomendação. Então, se você teme que sua alimentação prejudique seu diabetes, confira os alimentos que você precisa evitar.

2 Presentes + Acesso VIP GRÁTIS!

Cadastre-se e recebe agora 2 Books com 20 Receitas Caseiras SUPERSUCOS + 14 Práticos Chás TERAPÊUTICOS + Acesso VIP Premium.

Quais são os 11 alimentos que diabéticos precisam evitar?

O corpo humano obtém energia a partir do que consome. Para isso, ele conta majoritariamente com macro nutrientes, como gorduras, proteínas e carboidratos. Pessoas com diabetes devem se atentar à ingestão deste último.

Os carboidratos se dividem em glicose e, posteriormente, são absorvidos pela corrente sanguínea. Eles atuam sobre a quantidade de açúcar no sangue. Como suas fibras não são digeridas, elas não aumentam os níveis de açúcar no sangue.

Pessoas que sofram com diabetes podem ter as taxas de açúcar no sangue elevadas em excesso caso consumam carboidratos.

Portanto, se você possui diabetes, a recomendação é que consuma pouco carboidrato.

Veja a seguir os alimentos que quem tem diabetes precisa evitar:

1. Bebidas com excesso de açúcar

Esse tipo de produto é, possivelmente, o pior produto a ser ingerido por um diabético. Além de ter muitos carboidratos, essas bebidas são recheadas de açúcares (3).

Se usarmos uma lata de chá gelado com edulcorantes e uma lata de limonada processada, veremos que é possível encontrar 36 gramas de carboidrato em cada (4, 5).

Esses açúcares são geralmente vêm da frutose, que é prejudicial ao diabetes. E isso porque aumentam a resistência à insulina, adicionando complicações ao corpo, como gordura no fígado e outras doenças (6, 7, 8).

Um estudo com adultos obesos também demonstrou que essas bebidas estimulam a gordura na região da barriga. O consumo de 25% das calorias advindas desse tipo de bebida aumentou a resistência à insulina e as taxas de gordura na barriga. Além disso também afetou a saúde do coração e diminuiu o metabolismo (9, 10).

2. Gordura trans

As gorduras trans são produzidas de forma industrial. Elas não fazem nenhum bem à saúde, especialmente em pessoas diabéticos. Ao se adicionar hidrogênio a ácidos graxos não saturados, eles são mais estabilizados e, por consequência, dão origem a essas gorduras.

Sua presença pode ser vista em diversos alimentos do dia a dia, como biscoitos, produtos assados, margarinas e congelados. Essas gorduras não agem diretamente nos níveis de açúcar do sangue, mas fazem outros males.

Elas estão entre os alimentos que pessoas com diabetes precisam evitar por aumentarem a resistência à insulina. Além disso, elas elevam as taxas de gordura na barriga, inflamações e diminuem as taxas do “bom colesterol” (11, 12, 13, 14, 15, 16).

Indivíduos com diabetes têm mais riscos de sofrer com doenças do coração. No ano de 2015, as gorduras trans passaram a ser proibidas em diversos países. Porém, ainda são encontradas por outras nomenclaturas nos rótulos (17).

3. Pão branco, macarrão e arroz

Esses alimentos contam com alto teor de carboidratos e aumentam o nível de açúcar do sangue. Por isso, esses e outros alimentos processados devem ser excluídos do cardápio (18, 19).

Muitas pessoas diabéticas acreditam que as versões sem glúten as livram das consequências, porém, segundo estudos, isso não é verdade (20).

Pesquisas apontam que o excesso de carboidratos nos pães, macarrões e arroz afetam as funções cerebrais, em especial em indivíduos que sofrem com diabetes tipo 2 (21).

A baixa quantidade de fibra desse alimento não propicia que o açúcar seja absorvido pelo sangue. E isso gera o aumento de suas taxas na corrente sanguínea.

Em outro estudo, percebeu-se que pães com altas taxas de fibra reduziram as taxas de açúcar no sangue. E isso porque a fibra diminui o colesterol e a pressão arterial (22).

4. Iogurte com sabor

O iogurte comum é uma opção saudável. Ele tem culturas vivas na composição, que são positivas ao organismo – inclusive dos diabéticos. Porém, suas versões com sabor estão entre os alimentos que devem ser evitados.

A adição de aromatizantes e sabores extras geralmente conta com a adição excessiva de carboidratos e açúcares. Isso transforma seus benefícios em pontos negativos para um indivíduo diabético.

Um copo de 245 g de iogurte de frutas possui teor calórico de 81% de açúcar (cerca de 47g da substância). O mesmo vale para as versões congeladas do iogurte, que podem conter mais açúcar do que um sorvete (23, 24, 25).

Se quiser usufruir dos benefícios do iogurte, aposte nas versões desnatadas ou integrais livres de açúcar (26, 27).

Alimentos apontados como “comuns” na rotina alimentar podem ser mais prejudiciais do que se imagina. Assim, conferir os riscos que estamos correndo, especialmente sendo portadores de diabetes, se torna essencial.

5. Cereais açucarados

Famosos no café da manhã, os cereais com açúcar são produtos altamente processados e maléficos à saúde. Seu nível proteico é baixo, fazendo com que você sinta fome mais rápido, além de elevar as taxas de açúcar no sangue (28).

Muitas pessoas acham que a granola é uma opção saudável. Mas isso não é verdade. Segundo estudos, 55g do produto tem 30g de carboidratos e apenas 7g de proteínas (29, 30).

6. Bebidas à base de café

Bebidas que levam esse sabor não são de fato bebidas e, sim, sobremesas – como os cappuccinos e frappuccinos (31, 32, 33).

Segundo estudos, o cérebro não diferencia as bebidas líquidas de alimentos sólidos na hora de digeri-los. Assim, os líquidos são digeridos mais rapidamente. E, por consequência, você ingere mais calorias (34, 35).

Um frappuccino de sabor caramelo de 454 ml contém altasdoses de carboidratos. Prefira o café comum sem açúcar e aproveite os seus benefícios sem fazer mal à sua saúde (36, 37).

7. Mel, néctar agave e xarope

Sendo formas alternativas ao açúcar, a quantidade de carboidratos contidos nesse tipo de alimento é perigosa à saúde de um diabético. O açúcar branco, por exemplo, contém 12,6g de carboidrato. Já o néctar agave contém 16g; o xarope 13g e o mel 17g (38, 39, 40, 41)

Pessoas com tendências à diabetes foram estudadas em relação a seus aumentos de taxas de açúcar no sangue. Percebeu-se que o consumo de 50g de açúcar branco ou de mel estimulava esse aumento. A melhor saída é contar com opções naturais com baixo nível de carboidratos (42).

8. Frutas secas

As frutas são alimentos que precisam estar na dieta. Elas são fontes de minerais, potássio, vitaminas e fibras. Porém, as frutas secas têm sua água removida e isso eleva o açúcar e o nível de carboidrato.

Por exemplo, uvas secas possuem 27g de carboidrato e quase nenhuma quantidade de fibra. Já as passas contam com 155g e um baixíssimo nível de fibras (43, 44).

Se as frutas secas forem uma de suas paixões, não é necessário excluí-las de sua vida. Porém, é importante apostar em frutas que tenham naturalmente um baixo teor de açúcar, como as maçãs.

9. Petiscos

Famosos entre as refeições, os petiscos estão entre os alimentos que pessoas com diabetes precisam evitar. O baixo nível de nutrientes e alto de farinha e carboidratos explica isso.

Os biscoitos salgados contam como 21g de carboidratos. Já os pretzels contam com 22g e as bolachas Graham contam como 21g. Todas essas opções contêm apenas 1g de fibra (45, 46, 47).

Um estudo também descobriu que os rótulos dos produtos podem apresentar uma contagem menor de carboidratos do que o real (48).

10. Suco de fruta

Os sucos de fruta estão contidos entre os alimentos que pessoas com diabetes precisam evitar. E isso porque eles eles possuem efeitos similares à bebidas açucaradas, mesmo os sem nenhuma adição de açúcar.

Segundo uma análise, 250 ml de suco de maçã sem açúcar contém a mesma quantidade de açúcar que um refrigerante: 24g.

A opção de uva contém ainda mais, chegando a 32g. O suco de fruta é carregado de frutose, que gera resistência à insulina. Por isso, prefira água com adição de limão (49, 50, 51, 52, 53).

11. Batatas fritas

As famosas batatas são um perigo extra para diabéticos. Além da batata em si ser rica em carboidratos, fritá-las aumenta drasticamente o seu nível de açúcar e reduz as fibras (54).

Os alimentos fritos, como batatas, têm demonstrado produzir grandes quantidades de compostos tóxicos, como AGEs e aldeídos, que podem promover a inflamação e aumentar o risco de doença, além de causar câncer (55, 56, 57, 58, 59, 60).

Agora que você já conhece os alimentos que pessoas com diabetes precisam evitar é importante estar sempre de olho na quantidade de carboidratos e açúcares dos alimentos. Assim, você pode escolher produtos mais naturais e que não aumentem os níveis de açúcar no sangue.

Источник: https://www.doutornature.com/diabetes/

5 Piores Alimentos para Diabéticos

5 piores alimentos para diabetes

Em novembro de 2018, o Ministério da Saúde divulgou dados que mostram que no Brasil há 12,5 milhões de pessoas que sofrem com diabetes, cerca de 7% de toda a população, e de acordo com o International Diabetes Federation (IDF), o Brasil está em quarto lugar entre os países com maior número de diabéticos em todo o mundo, ficando atrás da China, que está em primeiro lugar, Índia e Estados Unidos consecutivamente.

  Continua Depois da Publicidade  

Muitas pessoas tendem a comer muitos alimentos açucarados e gordurosos, e por isso, para muitos, particularmente aqueles com diabetes, é uma luta cotidiana deixar esses alimentos de lado.

Natalia Torres-Negron, nutricionista no departamento de endocrinologia da Cleveland Clinic e educadora de pacientes no hospital Weston, ambos nos Estados Unidos, disse que “Pesquisadores descobriram mais de 60 causas diferentes para diabetes tipo 2” e que o estilo de vida “desempenha um enorme papel” na prevenção ou melhoria da doença.

“Dieta, peso e estilo de vida sedentário fazem parte deste ‘pacote’” acrescentou Randy Kaplan, nutricionista clínico do Memorial Hospital Pembroke.

Uma estratégia é perguntar aos pacientes sobre sua atual dieta e “juntos escolhermos o que deve mudar”, disse Torres-Negron, “Um paciente consumia suco ou refrigerante em todas as refeições. Ele mudou para água e não fez nenhuma outra mudança em sua dieta. Fazendo apenas isso, ele foi capaz de perder 10 quilos em um mês”, afirmou a especialista.

“Os pacientes geralmente pensam que certos alimentos são seus inimigos”, disse Carla Duenas, nutricionista da Baptist Health. “Nada está fora dos limites, mas algumas opções são melhores do que outras, com base na rapidez com que elas se decompõem em glicose no corpo. A nutrição é extremamente importante na gestão do açúcar no sangue.”

A diabetes pode aumentar o risco de doenças cardíacas e derrame através de artérias entupidas e endurecidas, e por isso é importante dar muita atenção a carboidratos e gorduras, particularmente aos que estão presentes em alimentos altamente calóricos.

Sendo assim, as suas escolhas alimentares importam muito, principalmente quando você tem diabetes, pois alguns piores alimentos são melhores ou piores que os outros.

Nada está completamente proibido, até mesmo alguns destes piores alimentos para diabetes podem ser consumidos ocasionalmente em pequenas quantidades, mas eles não ajudarão na nutrição, e será muito mais fácil cuidar da diabetes se você optar por outros.

Por isso, veja agora quais são os 5 piores alimentos para diabéticos e fique de olho para evitar.

1. Açúcares adicionados

Como a diabetes é caracterizada por níveis anormalmente elevados de glicose no sangue, é claro que é prudente evitar os alimentos que causam picos de glicose no sangue – principalmente alimentos refinados como bebidas adoçadas com açúcar que são desprovidos de fibra para retardar a absorção de glicose no sangue.

  Continua Depois da Publicidade  

Sucos de frutas, alimentos processados açucarados e doces têm efeitos semelhantes.

Esses alimentos promovem hiperglicemia e resistência à insulina e também promovem a formação de produtos finais de glicação avançada (AGEs) no organismo: os AGEs alteram a função normal e saudável das proteínas celulares, endurecem os vasos sanguíneos, acelerando o envelhecimento e promovendo complicações da diabetes.

2. Grãos refinados (arroz branco e farinha branca)

Os carboidratos refinados, como por exemplo o arroz, macarrão e pão branco estão sem a fibra do grão original e por isso elevam a glicose do sangue mais e mais rapidamente do que os seus homólogos intactos e não processados.

Em um estudo realizado durante seis anos com 65.000 mulheres que seguiam dietas ricas em carboidratos refinados de pão branco, arroz branco e massas eram 2,5 vezes mais prováveis de serem diagnosticadas com diabetes tipo 2 em comparação com aquelas que ingeriram alimentos com carga glicêmica inferior, como grãos integrais intactos e pão integral.

Uma análise de quatro estudos prospectivos sobre o consumo de arroz branco e diabetes constatou que cada porção diária de arroz branco aumentou o risco de diabetes em 11%.

Além dos efeitos de aumento de glicose, os alimentos ricos em amido também contêm AGEs, que promovem o envelhecimento e complicações do diabetes.

3. Carnes vermelhas e processadas

Muitos diabéticos passaram a acreditar que, se o açúcar e os grãos refinados, entre outros alimentos com alto índice glicêmico, aumentam o açúcar no sangue e os triglicerídeos, eles devem evitá-los e ingerir mais proteína animal para manter os níveis de glicose no sangue sob controle. No entanto, vários estudos já confirmaram que estes também estão entre os piores alimentos para diabéticos.

Uma meta-análise de 12 estudos concluiu que o consumo elevado de carne aumentou o risco de diabetes tipo 2 em 17% acima da baixa ingestão, o alto consumo de carne vermelha aumentou em 21% e o alto consumo de carne processada aumentou em 41%.

4. Comidas fritas

Batatas fritas, salgadinhos, donuts entre outros amidos fritos são alimentos com alto índice glicêmico, várias calorias e baixo teor de nutrientes na forma de óleo. Além disso, assim como outros alimentos cozidos, os alimentos fritos contêm AGEs, o que os configura como alguns dos piores alimentos para diabéticos.

  Continua Depois da Publicidade  

A diabetes acelera o risco de doenças cardiovasculares, e como a grande maioria dos diabéticos (mais de 80%) morre de doenças cardiovasculares, qualquer alimento que aumento o risco cardiovascular será especialmente problemático para os diabéticos.

A ingestão de gordura trans é um forte fator de risco alimentar para doenças cardíacas; mesmo uma pequena quantidade de ingestão de gordura trans aumenta o risco.

Além dos seus efeitos cardiovasculares, as gorduras saturadas e trans reduzem a sensibilidade à insulina, levando a níveis elevados de glicose e insulina e a um maior risco de diabetes.

5. Ovos inteiros (em quantidade)

Comer 5 ovos ou mais por semana tem sido associado a um aumento no risco de desenvolver diabetes tipo 2. Quando se trata de doença cardíaca, os ovos têm sido um assunto controverso. No entanto, para aquelas pessoas com diabetes não há controversa, pois há ligações claras em muitos estudos observacionais para os grandes aumentos de risco.

Grandes estudos prospectivos como The Nurses Health Study, Health Professionals Follow-up Study e Physicians’ Health Study relataram que diabéticos que comem mais de um ovo por dia dobram o risco de doença cardiovascular ou risco de morte em comparação com diabéticos que comiam menos de um ovo por semana.

Outro estudo realizado com diabéticos relatou que aqueles que ingeriram um ovo por dia ou mais tiveram um aumento de cinco vezes no risco de morte por doença cardiovascular.

Por isso, se você quer evitar a diabetes, se cuidar e aumentar a sua expectativa de vida, deverá evitar esses 5 piores alimentos para diabéticos e adotar uma dieta rica em nutrientes, que reduz a hemoglobina glicada na faixa não-diabética, e reduz ou inclusive elimina a necessidade de medicamentos, melhorando drasticamente sua pressão sanguínea e triglicerídeos, principalmente no caso de pacientes diabéticos.

Você consome com certa frequência alguns destes piores alimentos para diabéticos? Possui essa condição do tipo 1 ou tipo 2 e precisa melhorar a alimentação? Comente abaixo!

(5 votos, média: 5,00 de 5)
Loading…

Источник: https://www.mundoboaforma.com.br/5-piores-alimentos-para-diabeticos/

Os 6 Piores Alimentos para a Diabetes

5 piores alimentos para diabetes

Milhões de pessoas no mundo todo têm diabetes e a diabetes cobra um enorme pedágio sobre a saúde da nossa população. A diabetes acelera o envelhecimento; danifica os rins, sistema cardiovascular, olhos e tecido nervoso; e ainda aumenta o risco de câncer.

As complicações devastadoras e mortes prematuras relacionadas com o diabetes podem ser evitadas. A causa principal do número astronômico tanto da obesidade quanto da diabetes é a dieta empobrecida em nutrientes.

 Os piores alimentos para diabetes – os alimentos que elevam o açúcar no sangue, reduzem a sensibilidade à insulina fazendo aumentar o risco do tipo 2 da diabetes – são alimentos comuns na dieta padrão da nossa população.

1. Açúcares adicionados

Desde que a diabetes é caracterizada pelos níveis anormalmente elevados de glicose no sangue, é claro que é aconselhável evitar os alimentos que causam elevação dos picos de glicose no sangue – principalmente alimentos refinados, como bebidas adoçadas com açúcar, desprovidas de fibra que retardam a absorção da glicose no sangue.

Alguns sucos de frutas, alimentos processados ​​açucarados e sobremesas doces têm efeitos semelhantes. Estes alimentos promovem a hiperglicemia e resistência à insulina, e também  provocam a formação de produtos de glicação avançada no corpo, AGEs.

AGEs alteram a função normal e saudável de proteínas celulares, endurecendo os vasos sanguíneos, que aceleram o envelhecimento e dão causa à maioria das complicações do diabetes.

2. Grãos refinados (arroz branco e produtos à base de farinha branca)

Carboidratos refinados como arroz branco, macarrão comum e pão branco não possuem a fibra do grão original, de modo que elevam a glicemia para níveis altos mais rápido do que suas contrapartes não transformadas e ainda intactas.

 Em um estudo de 6 anos com 65 mil mulheres, pessoas com dietas ricas em carboidratos refinados de pão branco, arroz branco e massas, tiveram 2,5 vezes mais probabilidade de serem diagnosticadas com diabetes tipo 2 em comparação com aquelas que comiam alimentos de menor índice glicêmico como cereais e pão integrais. Em uma análise de quatro estudos prospectivos sobre a relação entre o consumo de arroz branco e diabetes, descobriu-se que cada porção diária de arroz branco faz aumentar o risco de diabetes em 11%. Além dos efeitos colaterais do aumento da glicose, alimentos amiláceos cozidos também contêm AGE, que acelera o envelhecimento e traz complicações do diabetes.

3. Frituras

Batatas fritas, donuts e outros amidos fritos a princípio são alimentos de alto índice glicêmico possuindo altos níveis de caloria e com poucos nutrientes na forma de óleo. A combinação de carboidratos e óleo é particularmente potente para estimular os hormônios ao armazenamento de gordura. Além disso, como outros amidos cozidos, alimentos fritos contêm AGEs.

4. Gorduras Trans (margarina, gordura, Fast Food, ​​Assados processados)

Diabetes acelera doenças cardiovasculares.

Uma vez que a grande maioria dos diabéticos (mais do que 80 por cento ) morrem de doenças cardiovasculares, qualquer comida que aumenta o risco cardiovascular será especialmente problemática para as pessoas com diabetes. Ingestão de gordura trans é um forte fator de risco dietético para doenças do coração; mesmo uma pequena quantidade de ingestão de gordura trans aumenta o risco.

Para além dos seus efeitos cardiovasculares, gorduras saturadas e trans reduzem a sensibilidade à insulina, conduzindo à glicose elevada e maiores níveis de insulina, provocando maior risco de diabetes.

5. Carnes vermelhas e processadas

Muitos diabéticos passaram a acreditar que, se os grãos de açúcar e refinados e outros alimentos com alto índice glicêmico elevam o nível de açúcar no sangue e de triglicérides, devem evitar comer estes alimentos e passarem a comer mais proteína animal para manter seus níveis de glicose sob controle.

 No entanto, vários estudos têm confirmado que o consumo elevado de carne aumenta o risco de diabetes. Uma meta-análise de 12 estudos concluiu que o consumo elevado de carne aumenta em 17% o risco para a diabetes do tipo 2 em relação a aqueles que tem um baixo consumo.

 A ingestão elevada de carne vermelha aumenta o risco em 21%, e a ingestão alta de carne processada aumenta o risco em 41%.

6. Ovos inteiros

Comer 5 ovos / semana ou mais está associado a um aumento do risco de desenvolver diabetes de tipo 2. Quando se trata de doenças do coração, os ovos têm sido um tema controverso.

 No entanto, para aqueles com diabetes, a pesquisa não é controversa; há ligações claras em muitos estudos observacionais para grandes aumentos no risco.

 Outros grandes estudos prospectivos, como ‘Health Study, Health Professionals Follow-up Study, e Physicians’ The Nurses Health Study relatou que os diabéticos que ingeriram mais de um ovo / dia dobrou sua doença cardiovascular ou risco de morte em comparação com os diabéticos que ingeriram menos de um ovo por semana. Outro estudo de diabéticos relatou que aqueles que comiam um ovo / dia ou mais tiveram um aumento de 5 vezes no risco de morte por doença cardiovascular.

Se você quiser evitar o diabetes e melhorar a sua expectativa de vida, evite estes seis alimentos e adote uma dieta rica em nutrientes.

Este artigo foi originalmente publicado em  www.drfuhrman.com . Leia o original aqui.

http://www.theepochtimes.com/

Источник: https://www.tiabeth.com/index.php/2014/06/12/os-6-piores-alimentos-para-a-diabetes/

Dieta para Diabetes

5 piores alimentos para diabetes

Na dieta para diabetes deve-se evitar especialmente o consumo de açúcar simples e de alimentos ricos em farinha branca.

Além disso, também é preciso reduzir o consumo de grandes quantidades de qualquer alimento com muito carboidrato, mesmo que sejam considerados saudáveis, como frutas, arroz integral e aveia. Isso porque o excesso de carboidratos numa mesma refeição estimula o aumento da glicemia, levando ao descontrole da diabetes.

A diabetes tipo 2 é aquela que normalmente aparece como consequência do excesso de peso e da má alimentação, surgindo já na vida adulta. Ela é mais fácil de ser controlada e melhora bastante com a adequação da dieta, perda de peso e a prática regular de atividade física.

Os alimentos permitidos na dieta para diabetes são aqueles ricos em fibras, proteínas e gorduras boas, como:

  • Grãos integrais: farinha de trigo, arroz e macarrão integrais, aveia, pipoca;
  • Leguminosas: feijão, soja, grão-de-bico, lentilha, ervilha;
  • Legumes em geral, exceto batata, batata doce, macaxeira e inhame, pois têm elevada concentração de carboidratos e devem ser consumidos em pequenas porções;
  • Carnes em geral, exceto carnes processadas, como presunto, peito de peru, salsicha, linguiça, bacon, mortadela e salame;
  • Frutas em geral, desde que consumidas 1 unidade por vez;
  • Gorduras boas: abacate, coco, azeite, óleo de coco e manteiga;
  • Oleaginosas: castanhas, amendoim, avelãs, nozes e amêndoas;
  • Leite e derivados, devendo-se ter atenção para escolher iogurtes sem adição de açúcar.

É importante lembrar que os tubérculos, como batata inglesa, batata doce, macaxeira e inhame são alimentos saudáveis, mas que por serem ricos em carboidratos, também devem ser consumidos em pequenas quantidades.

Quantidade recomendada de frutas

Por terem seu açúcar natural, chamado de frutose, as frutas devem ser consumidas em pequenas quantidades pelos diabéticos. A recomendação de consumo é de 1 porção de fruta por vez, que, de forma simplificada, funciona nas seguintes quantidades:

  • 1 unidade média de frutas inteiras, como maçã, banana, laranja, tangerina e pera;
  • 2 fatias finas de frutas grandes, como melancia, melão, mamão e abacaxi;
  • 1 mão cheia de frutas pequenas, dando cerca de 8 unidades de uvas ou cerejas, por exemplo;
  • 1 colher de sopa de frutas secas, como uva passa, ameixa e damasco.

Além disso, é importante evitar o consumo de frutas juntamente com outros alimentos ricos em carboidratos, como tapioca, arroz branco, pão e doces. Veja mais dicas em Frutas recomendadas para diabetes.

Alimentos proibidos na diabetes

Os alimentos proibidos na dieta para diabetes são aqueles ricos em açúcar ou carboidratos simples, como:

  • Açúcar e doces em geral;
  • Mel, geleia de frutas, compotas, marmelada, produtos de confeitaria e pastelaria;
  • Doces em geral, chocolates e guloseimas;
  • Bebidas açucaradas, como refrigerantes, sucos industrializados, achocolatados;
  • Bebidas alcoólicas.

É importante que diabético aprenda a ler os rótulos dos produtos antes de consumir, porque o açúcar pode aparecer escondido sob a forma de glicose, xarope de glicose ou de milho, frutose, maltose, maltodextrina ou açúcar invertido. Veja outros alimentos em: Alimentos ricos em açúcar.

Exemplo de cardápio para diabetes

A tabela a seguir traz o exemplo de um cardápio de 3 dias para diabéticos:

RefeiçãoDia 1Dia 2Dia 3
Café da manhã1 xícara de café sem açúcar + 2 fatias de pão integral com ovo1 copo de café com leite + 1 banana frita com ovo mexido e 1 fatia de queijo1 iogurte natural + 1 fatia de pão integral com manteiga e queijo
Lanche da Manhã1 maçã + 10 castanhas de caju1 copo de suco verde1 banana massada com 1 colher de chá de chia
Almoço/Jantar4 col de sopa de arroz integral + 3 col de sopa de feijão + frango gratinado com queijo no forno + salada refogada no azeitePeixe ao forno com azeite, batata e legumesmacarrão integral com carne moída e molho de tomate + salada verde
Lanche da Tarde1 iogurte natural + 1 fatia de pão integral com queijo1 copo de vitamina de abacate adoçado com 1/2 col de sopa de mel de abelha1 xícara de café sem açúcar + 1 fatia de bolo integral + 5 castanhas de caju

Na dieta para diabetes é importante controlar os horários das refeições para evitar que a hipoglicemia, especialmente antes de praticar exercício físico. Veja o que o diabético deve comer antes do exercício.

Assista o vídeo e veja como se alimentar:

Ficou alguma dúvida? Clique aqui para ser respondido.

Источник: https://www.tuasaude.com/dieta-para-diabetes/

Alerta: Os 10 piores alimentos do mundo!

5 piores alimentos para diabetes

Olá queridas! Sempre buscamos nos alimentar melhor e aqui sempre abordamos os melhores alimentos para a nossa saúde. Mas você sabe quais são as verdadeiras “bombas alimentícias”, os piores alimentos do mundo, aqueles dos quais devemos fugir?

Lembrando que a intenção de mostrar essa lista não é para você ser radical e banir todos esses alimentos de uma vez só. A ideia sempre é de ficarmos mais conscientes do que estamos ingerindo no dia-a-dia. Se você comer com moderação, e somente de vez em quando, isso não vai causar nenhum mal permanente: o que prejudica a saúde é sempre a frequência e o exagero. Ok? Então vamos à lista das maiores “bombas” de todos os tempos!

Источник: https://belezaesaude.com/10-piores-alimentos/

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: