6 dicas para baixar os triglicerídeos altos

Triglicerídeos: o que são, sintomas e tratamento

6 dicas para baixar os triglicerídeos altos

Os triglicerídeos, também chamados de triglicérides ou triglicéridos, são as principais gorduras do nosso organismo e compõem a maior parte das gorduras de origem vegetal e animal da nossa dieta.

Os triglicerídeos estão presentes em vários alimentos, mas a maior parte que circula no sangue costuma ser produzida pelo nosso próprio organismo, através do fígado.

Quando comemos carboidratos em excesso (doces, massas, pães, etc.

), o fígado pega esses açúcares a mais e os transforma em triglicerídeos, para que eles possam ser estocados nos tecidos adiposos (gordura), servindo como reserva energética.

 Quando você desenvolve aquelas gordurinhas pelo corpo, como nos quadris ou na barriga, você está, na verdade, armazenando os triglicérides que estão em excesso.

Os triglicerídeos viajam pela corrente sanguínea acoplados a uma proteína chamada VLDL, uma lipoproteína semelhante ao HDL e LDL que transportam o colesterol pelo sangue. Quando há excesso de triglicerídeos circulando no sangue, damos o nome de hipertrigliceridemia.

Níveis sanguíneos indicados

Como veremos adiante, excesso de triglicerídeos no sangue é um problema, pois ele está associado à deposição de gorduras nos vasos, um processo chamado aterosclerose, que está intimamente ligado ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Todo indivíduo acima dos 20 anos deve medir seus níveis de colesterol e triglicerídeos pelo menos uma vez a cada 5 anos.

Os níveis sanguíneos de triglicerídeos são classificados da seguinte forma pela National Cholesterol Education Program, Adult Treatment Panel III (NCEP ATP III):

  • Normal: abaixo de 150 mg/dL.
  • Moderado: entre 150 e 199 mg/dL.
  • Alto: entre 200 e 499 mg/dL.
  • Muito alto: maior ou igual a 500 mg/dL.

Já a Sociedade Americana de Endocrinologia propõe uma classificação diferente, dividida em 5 estágios:

  • Normal: abaixo de 150 mg/dL..
  • Leve: entre 150–199 mg/dL.
  • Moderada: entre 200–999 mg/dL.
  • Alto: entre 1000–1999 mg/dL.
  • Muito alto: acima de 2000 mg/dL.

Causas

Os níveis de triglicerídeos podem se elevar por vários motivos. Algumas pessoas apresentam alterações genéticas que predispõem à hipertrigliceridemia, outras desenvolvem hipertrigliceridemia devido a uma dieta hipercalórica ou à presença de determinadas doenças.

Entre as condições que mais frequentemente provocam hipertrigliceridemia estão:

O uso regular de alguns medicamentos também pode provocar um aumento dos triglicerídeos:

O aumento dos triglicerídeos pode ou não vir acompanhado de alterações no colesterol. As duas situações mais comuns são triglicerídeos e LDL (colesterol ruim) elevados ou triglicerídeos elevados e HDL (colesterol bom) baixo. A elevação isolada dos triglicérides, sem alterações do colesterol não é muito comum.

Existem algumas formas de hipertrigliceridemia familiar, que são alterações de origem genética, que fazem com que o paciente produza triglicerídeos em excesso, independentemente da sua dieta. Nestes caso é possível que o paciente apresente níveis graves de triglicerídeos, às vezes acima dos 1000 mg/dL.

Dieta

Uma dieta rica em gorduras saturadas e carboidratos é um importante fator de risco para hipertrigliceridemia. Pessoas com hipertrigliceridemia devem evitar o consumo regular de:

  • Refrigerantes ou qualquer outra bebida rica em açúcar.
  • Bebidas alcoólicas.
  • Doces.
  • Chocolate.
  • Pão.
  • Biscoitos.
  • Massas.
  • Pizzas.
  • Batata.
  • Sorvetes.
  • Frozen yogurt.
  • Tortas.
  • Bolos.
  • Leite integral.
  • Frituras.
  • Queijos gordurosos.

Quando for comprar comida, procure ler as informações nutricionais no verso de cada alimento e evite produtos ricos nos seguintes açúcares:

  • Sacarose.
  • Glicose.
  • Frutose.
  • Xarope de milho.
  • Maltose.
  • Melaço.

A lista de alimentos acima está longe de ser completa. Qualquer alimento rico em carboidratos e/ou gorduras saturadas pode causar aumento dos triglicerídeos. Mais à frente, na parte de tratamento da hipertrigliceridemia, daremos algumas dicas sobre a dieta para baixar os triglicerídeos.

Sintomas

Via de regra, a hipertrigliceridemia não provoca sintomas. É impossível saber se seus triglicerídeos estão altos ou baixos sem realizar exames de sangue.

Porém, os pacientes com as formas familiares de hipertrigliceridemia, geralmente com valores de triglicérides cronicamente acima dos 800 mg/dL, podem apresentar xantomas, depósitos subcutâneos de colesterol sob a forma de nódulos ou placas amareladas que ocorrem frequentemente nas palmas, ao redor dos olhos, nos pés ou nas articulações.

Consequências

Embora a relação entre triglicérides altos e risco cardiovascular tenha sido questionada no passado, com os atuais estudos tornou-se claro que pacientes com hipertrigliceridemia apresentam um maior risco de desenvolver doenças cardiovasculares, particularmente doenças coronarianas.

Níveis elevados de triglicerídeos também estão associados a um maior depósito de gorduras no fígado, provocando uma alteração conhecida como esteatose hepática.

Quando os valores dos triglicéridos estão persistentemente acima de 1000 mg/dL, o paciente pode apresentar um quadro de pancreatite aguda.

Tratamento

O principal objetivo do tratamento da hipertrigliceridemia é reduzir o risco de doenças cardiovasculares. Ainda não se sabe se a simples redução dos valores dos triglicérides é suficiente para obter estes resultados.

Por isso, o manejo da hipertrigliceridemia deve sempre incluir modalidades de tratamento que sabidamente são benéficas para pacientes com alto risco cardiovascular, como dieta balanceada, prática de exercícios físicos, perda de peso, controle do diabetes e controle do colesterol LDL e HDL.

Dieta para baixar os triglicerídeos

Em relação à dieta, como já referido anteriormente neste texto, pacientes com hipertrigliceridemia devem evitar alimentos ricos em carboidratos e gorduras.

Dê preferência a alimentos ricos em fibras, peixes e alimentos ricos em gordura insaturada e pobre em gorduras saturadas.

Escolha pães, biscoitos e cereais que contenham aveia, grãos integrais, cevada, milho, arroz ou trigo como primeiro ingrediente. Dê preferência ao arroz integral e às massas à base de trigo integral.

Nas bebidas, evite o álcool e prefira os refrigerantes diet. O leite deve ser desnatado.

Quando pensamos em baixar o colesterol LDL o mais importante é evitar alimentos gordurosos. Quando pensamos em baixar os triglicerídeos, limitar o consumo de carboidratos e calorias é o mais efetivo.

Remédios para baixar os triglicerídeos

Nos pacientes com  triglicerídeos acima de 200 mg/dL, o tratamento com medicamentos deve ser considerado, principalmente se o colesterol LDL também estiver elevado.

É importante destacar que o uso de remédios para controlar a hipertrigliceridemia de modo algum exclui a necessidade do paciente mudar hábitos de vida.

Se não houver controle na dieta, perda de peso, controle do diabetes e aumento da carga de exercícios físicos, o beneficio do tratamento farmacológico ficará muito aquém do desejado.

Se além da hipertrigliceridemia o paciente também tiver níveis elevados de colesterol, o uso das estatinas, como Sinvastatina, Pravastatina, Rosuvastatina ou Atorvastatina pode ser útil. Estas drogas agem mais sob o colesterol, mas também tem algum efeito sobre os níveis de triglicérides.

Os fibratos (Genfibrozila ou Fenofibrato) são drogas mais específicas para reduzir níveis de triglicerídeos, podendo alcançar reduções de até 70% em alguns casos. Estas drogas, porém, não agem sobre os valores de colesterol. Se houver necessidade de associar uma estatina a um fibrato, o Fenofibrato deve ser a droga de escolha, pois apresenta menos riscos de interação medicamentosa.

Suplementos ricos em óleo de peixe (ômega 3) também são efetivos para redução da hipertrigliceridemia.

Para haver efeito, as doses devem ser elevadas, acima de doses 3 gramas por dia de ácido eicosapentaenoico/ácido docosaexaenoico (EPA/DHA), o que significa pelo menos 4 cápsulas por dia.

Alguns pacientes não toleram doses muito altas de óleo de peixa, apresentando diarreia e cólicas abdominais (leia: ÔMEGA 3 – Benefícios para a saúde).

Referências

Источник: https://www.mdsaude.com/cardiologia/colesterol/triglicerideos/

6 chaves para reduzir os níveis de triglicerídeos no café da manhã

6 dicas para baixar os triglicerídeos altos

Se você quer reduzir seus níveis de triglicerídeos, não hesite em incluir a aveia em seu café da manhã. Graças ao seu teor de fibras solúveis e insolúveis, ela irá ajudar a cuidar da sua saúde cardiovascular.

Além dos níveis de colesterol, devemos prestar atenção aos nossos níveis de triglicerídeos. Estes, na verdade, constituem um risco ainda maior.

Trata-se de um tipo de gordura que está ligada à nossa dieta e que, quase sem nos darmos conta, eleva de forma significativa o risco de sofrer um acidente cardiovascular.

É necessário cuidar ao máximo da nossa alimentação e da quantidade de gorduras que ingerimos.

Assim, evitaremos ter excesso de gorduras no sangue, que pode acabar causando a aterosclerose, condição que dificulta gravemente o correto fluxo sanguíneo.

Por outro lado, é importante relembrar, uma vez mais, sobre a importância de realizar exames médicos periódicos.

Os altos níveis de triglicerídeos não costumam apresentar sintomas claros.

Portanto, é uma doença que não se vê, que não deixa marcas. Entretanto, por outro lado, vai nos roubando a vida pouco a pouco, sem que nos demos conta.

Hoje, em nosso espaço, propomos dicas para começar a cuidar um pouco melhor do seu corpo a partir do café da manhã.

As propostas que compartilhamos a seguir te permitirão reduzir e regular os níveis de triglicerídeos.

Além disso, você também estará cuidando do seu coração, do seu peso, e obterá energia para começar o dia com força total.

Dicas para reduzir os níveis de triglicerídeos no café da manhã

Para reduzir e controlar os níveis de triglicerídeos, precisamos da gordura saudável procedente de alimentos como, por exemplo, o azeite de oliva extravirgem.

Seu teor de ômega 3 nos ajudará a reduzir o excesso de gordura nociva no sangue que tende a endurecer nossas artérias e sobrecarregar as funções do nosso fígado.

É muito recomendável, portanto, incluir no nosso café da manhã essa simples proposta.

No entanto, lembre-se: o tipo de pão mais recomendável é aquele que contém grãos integrais, livre de farinhas refinadas.

2. Frutas silvestres

Há um erro que costumamos cometer com muita frequência na hora de reduzir nossos níveis de colesterol e triglicerídeos: pensar que devemos comer muitas frutas, sejam quais forem.

  • Devemos repensar essa crença com cuidado. A frutose, que se encontra de forma natural nas frutas, pode aumentar os níveis de triglicerídeos.
  • Portanto, não se trata de comer muitas frutas ao longo do dia, e sim de escolher de forma acertada, combinando-as bem e sem consumir em excesso.
  • As frutas secas, como as passas e as tâmaras, não são recomendáveis. No entanto, as framboesas, os mirtilos, as cerejas e os morangos são opções maravilhosas para estes casos.
  • São pobres em frutose e muito ricas em vitamina C. Ficam ótimas, por exemplo, combinadas com banana, outra fruta ideal para reduzir os níveis de triglicerídeos.

3. Bebida matinal para reduzir os triglicerídeos

Será ótimo para sua saúde preparar essa maravilhosa bebida três vezes por semana. Nos outros dias, não hesite em optar pela clássica xícara de café.

No entanto, procure não adicionar leite integral ou outro tipo de gordura para não transformar essa saudável xícara de café em um inimigo da sua saúde cardiovascular.

Veja como preparar essa saudável bebida:

Ingredientes

  • 1 xícara de espinafre fresco (30g)
  • 1 maçã
  • 5 colheres de sopa de suco de limão (50ml)
  • 1 colher de sopa de aveia (10g)
  • 1 copo de água (200 ml)

Preparo

  • Em primeiro lugar, lave bem o espinafre e a maçã, que deve ser usada com casca. Em seguida, corte a fruta em quatro partes e retire as sementes do centro.
  • No liquidificador, basta adicionar os pedaços de maçã, o espinafre, o suco de limão, a colher de aveia e o copo de água.
  • Bata bem até obter uma bebida homogênea.

Leia também: Batida de melão e banana para reduzir o colesterol

4. Diga sim à aveia

A aveia é recomendável quase para qualquer dieta. A rainha dos cereais é, sem dúvida, uma aliada da sua saúde cardiovascular.

Ela te ajuda a regular o nível de colesterol, de triglicerídeos, cuida do seu peso, oferece energia, entre outras vantagens.

O segredo de seus grandes benefícios está em seu teor de fibras solúveis e insolúveis.

O betaglucano e as mucilagens são princípios ativos que otimizam e potencializam o metabolismo do colesterol e dos triglicerídeos. É sensacional!

5. Combinação de abacate e melancia

A melancia contém muitas vitaminas, minerais e água. Combiná-la com meio abacate nos permitirá conseguir múltiplos benefícios:

  • O abacate é um alimento rico em ácidos graxos ômega 3 e 6.
  • O recomendável é consumir um pouco menos de meio abacate combinado com uma porção de melancia. Dessa forma, conseguiremos fibras, potássio, magnésio, vitamina C, etc.
  • O segredo, como sempre, está na variedade e na moderação.

6. Maçãs e nozes

Por fim, outra proposta sensacional baseada em uma combinação saudável é cortar uma maçã verde (com casca) em pedaços e adicionar algumas nozes.

  • Simples, saboroso, saciante! É um remédio maravilhoso para cuidar da nossa saúde cardiovascular.
  • A maçã com casca é rica em antioxidantes, pectina e fibras, algo fabuloso para lutar contra os níveis elevados de triglicerídeos.
  • As nozes, por sua vez, são ricas em gorduras monoinsaturadas, são anti-inflamatórias e contêm vitamina E, ácido fólico, magnésio, etc.

Leia também: 7 sinais de que seu coração não está trabalhando como deveria

Prepare uma tigela com algumas nozes e uma maçã orgânica e comece hoje mesmo a cuidar muito melhor da sua saúde.

Sem dúvida, dentro de alguns meses, você verá os resultados nos seus exames.

Pode interessar a você…

Источник: https://melhorcomsaude.com.br/reduzir-triglicerideos-cafe-da-manha/

Chá para Triglicerídeos Altos – 5 Melhores, Como Fazer e Dicas

6 dicas para baixar os triglicerídeos altos

Os triglicerídeos são um tipo de gordura encontrado no sangue que são utilizados como energia pelo corpo e, até certo ponto, são necessários para a saúde. No entanto, níveis elevados podem ser preocupantes. Logo abaixo, você encontrará a lista das melhores receitas de chá para triglicerídeos altos. Você aprenderá como fazê-los e ainda receberá dicas importantíssimas para a sua saúde.

  Continua Depois da Publicidade  

E por que não aliar o chá com a sua alimentação? Saiba que também existem pratos deliciosos que podem ser feitos com alimentos para baixar os triglicerídeos.

Você pode e deve usar a sua criatividade para bolar refeições que são verdadeiros remédios para quem está com o triglicerídeo alto. Uma salada com salmão e ervilha regada no azeite de oliva, por exemplo, é um ótimo exemplo.

Esse, e muitos outros, você pode conferir nos 6 melhores alimentos para baixar o triglicerídeo.

Apesar de necessário, apresentar níveis altos de triglicerídeos não é bom para o corpo e pode aumentar o risco de desenvolvimento de doença no coração, além de ser um sinal da chamada síndrome metabólica, que é a combinação de uma série de sintomas que elevam as chances do surgimento de problemas como diabetes, acidente vascular cerebral (AVC) e da doença no coração (olha ela aí outra vez!).

Segundo publicação creditada ao médico Chris Iliades, taxas muito altas de triglicerídeos ainda podem causar o inchaço do pâncreas, e se isso resultar um vazamento de sucos digestivos, a vida do paciente pode ser ameaçada.

Mas não é só isso: ao lado da diabetes e da obesidade, os níveis altos de triglicerídeos estão entre as causas mais comuns para a doença hepática gordurosa não alcoólica, em que 10% do fígado é substituído por gordura.

O acúmulo de gordura no órgão é uma das razões comuns para o surgimento de doença crônica no fígado. O processo ainda pode levar a outros problemas como a cicatrização do fígado (cirrose), câncer e insuficiência hepática, algo que coloca a vida em risco.

As taxas altas de triglicerídeos ainda estão associadas a condições como a demência e a doença arterial periférica, que causa dormência e dor nas pernas, especialmente ao caminhar.

5 opções de chá para triglicerídeos altos

O tratamento para os níveis de triglicerídeos altos inclui mudanças no estilo de vida como alterações na alimentação, diminuição do consumo de álcool e o início da prática de exercícios físicos. Além disso, o médico também pode prescrever o uso de medicamentos para lidar com o problema.

Porém, vamos falar abaixo de algumas opções de chá que prometem auxiliar a vida de quem sofre com altos níveis de triglicerídeos. Obviamente, eles não devem substituir o tratamento indicado pelo médico, porém, podem ser incluídos, caso o médico permita.

E, então vamos conhecer quais são os melhores tipos de chá para triglicerídeos altos? Confira na lista a seguir:

  Continua Depois da Publicidade  

Mas antes de seguirmos, se você ainda não se convenceu de que os chás podem ser realmente incríveis, conheça também os 15 remédios mais usados para triglicerídeos. Essa lista vai te deixar impressionado sobre como hábitos simples podem se tornar o remédio que faltava para uma diferença significativa na sua vida.

1. Chá preto

Segundo informações do Dr. Axe, ao longo de 12 semanas pesquisadores avaliaram pessoas que ingeriam chá preto sem aditivos com indivíduos que ingerem água morna. O chá preto utilizado era composto por altas doses de substâncias como flavano-3-ol, flavonol, teaflavina e derivados do ácido gálico.

O resultado foi que a ingestão de 9 g de chá preto diariamente trouxe uma diminuição significativa nos níveis de triglicerídeos.

O consumo da bebida em quantidades moderadas costuma ser seguro para a maioria das pessoas. Porém,  o chá preto possui cafeína, cujo limite diário é de 400 mg (que correspondem a 13 xícaras de chá preto) para adultos saudáveis. Já pessoas sensíveis à cafeína ou que sofrem com ritmo cardíaco irregular, hipertensão e estresse excessivo devem ingerir uma quantia ainda menor por dia.

Ingredientes: 

  • 3 saquinhos de chá preto;
  • 1 liltro de água – 200 ml para ferver e os 800 ml restantes gelados;
  • Pedrinhas de gelo (opcional);
  • Adoçante a gosto.

Modo de preparo:

Levar 200 ml em uma panela e levar ao fogão para aquecer até quase ferver; Adicionar o chá preto e deixar descansar na água quente em infusão durante cinco minutos; Então, acrescentar o adoçante e misturar. Em seguida, esperar esfriar e servir-se.

2. Chá de salsa

O chá de salsa pode ser tanto um bom chá para triglicerídeos altos quanto para o colesterol alto graças ao fato de possuir niacina em sua composição. Também conhecida como vitamina B3 ou ácido nicotínico, ela é utilizada como uma agente farmacológico para reduzir os triglicerídeos.

  Continua Depois da Publicidade  

A vitamina B3 mostra-se como um agente regulador de gorduras e que atua na inibição de uma enzima chave para a síntese dos triglicerídeos.

O chá de salsa não deve ser tomado por mulheres que estejam grávidas, pessoas que sofram com falência renal e pacientes com cálculo renal.

Como fazer chá de salsa

Ingredientes:

  • 1 punhado de salsa;
  • 1 l de água.

Modo de preparo:

Ferver o punhado de salsa em uma panela com o litro de água durante cinco minutos; Deixar descansar por 10 minutos e servir-se. A recomendação é tomar três xícaras por dia.

Agora que você já está aprendendo receitas incríveis, vale a pena se aprofundar muito mais sobre esse assunto. Conhecer as causas, efeitos e sintomas do triglicerídeo alto pode te dar ferramentas muito mais robustas para lutar contra esse mal.

3. Chá de canela

A bebida aparece na lista de opções de chá para triglicerídeos alto por estar associada à diminuição dos níveis de gordura no corpo, beneficiando assim a saúde do coração.

Entretanto, a canela não é indicada para mulheres grávidas ou que estejam amamentando, pessoas que sofrem com problemas cardíacos, rosácea ou hipertensão. Quem tem problemas nos fígados ou nos rins ou foi diagnosticado com diabetes deve consultar o médico antes de ingerir a especiaria.

  • Veja também: Muita canela faz mal?

Além disso, recomenda-se ingerir no máximo 6 g ou 1 ¼ de colher de chá da especiaria diariamente.

Como fazer chá de canela 

Ingredientes:

  • 1 canela em pau;
  • 1 xícara de água;
  • Adoçante, açúcar ou mel a gosto (opcional).

Modo de preparo:

Colocar a canela em pau em uma panela com a água e levar ao fogo para ferver durante cinco minutos;Esperar amornar, retirar o pau de canela, adoçar a bebida (se assim desejar) e consumir o chá.

4. Chá verde

As catequinas encontradas na composição do chá verde podem auxiliar a diminuir os níveis de triglicerídeos no organismo em 20%. Entretanto, são requeridos de 600 mg a 700 mg das catequinas do chá verde para que esse efeito aconteça, o que corresponde a 6 a 12 xícaras do chá.

Como a bebida pode atrapalhar a absorção de ferro e cálcio durante a digestão, ela não deve ser consumida logo antes ou logo depois das refeições.

Além disso, ela não deve ser utilizada por pessoas com anemia, mulheres que estejam grávidas ou amamentando, indivíduos com doenças gástricas como úlceras, gastrite ou irritação no cólon e por quem tem insônia, problemas nervosos e taquicardia.

Assim como o chá preto, o chá verde é composto por cafeína, logo, em excesso apresenta os mesmos riscos e exige os mesmos cuidados por parte de pessoas sensíveis à cafeína ou que sofrem com ritmo cardíaco irregular, hipertensão e estresse excessivo.

Como fazer chá verde

Ingredientes:

  • 1 colher de sobremesa de folhas de chá verde;
  • 1 xícara de água.

Modo de preparo:

Levar a água ao fogo para aquecê-la. Desligar o fogo antes da água entrar em ponto de ebulição (80º – 85º); Despejar a água em cima das folhas de chá verde; Tampar e deixar abafar por três minutos. Coar e tomar o chá.

5. Chá de cúrcuma

A cúrcuma possui propriedades antioxidantes que auxiliam a eliminação de gorduras e toxinas no sangue.

Uma pesquisa publicada no The Journal Of Nutrition mostrou que quando a cúrcuma e a canela foram consumidas antes de uma refeição rica em gorduras, a combinação entre os dois ingredientes ajudou a diminuir em aproximadamente 30% os níveis de triglicerídeos no sangue.

A cúrcuma não é segura em quantidades medicinais para as mulheres grávidas. Portanto, caso você esteja gestante, consulte o seu médico para saber quanto do ingrediente pode usar. Ela ainda pode agravar problemas na vesícula biliar, além de casos de doença do refluxo gastroesofágico.

O ingrediente não é indicado para pessoas com cálculo renal e obstruções no canal biliar. Quem tem diabetes também precisa tomar cuidado e falar com o médico sobre o uso da cúrcuma. Por prevenir a absorção do ferro, ela também exige cautela no uso por parte de pessoas que sofram com deficiência de ferro.

O mesmo serve para pessoas que têm doenças sensíveis ao hormônios como câncer nas mamas, no útero ou no ovário e endometriose. O uso do ingrediente também deve ser interrompido duas semanas antes da realização de uma cirurgia.

Como fazer chá de cúrcuma

Ingredientes:

  • 1 colher de café de cúrcuma em pó;
  • 1 xícara de água.

Modo de preparo:

Colocar a água para ferver; Depois que levantar fervura, desligar o fogo e adicionar a cúrcuma. Tampar a panela e deixar descansar por cinco a 10 minutos. Coar e servir-se. Recomenda-se tomar de duas a quatro xícaras do chá por dia.

Cuidados com o chá para triglicerídeos altos

Antes de escolher uma dessas opções de chá para triglicerídeos altos que apresentamos acima, converse com o seu médico para saber qual é o mais indicado para o seu caso em particular. Verifique se a bebida escolhida não é contraindicada para a sua saúde ou se ela não pode interagir com algum medicamento que você esteja tomando.

Além disso, não deixe de seguir o tratamento indicado pelo profissional para controlar os seus níveis de triglicerídeos. Tenha em mente que o chá pode ser um aliado, porém, assumi-lo como único tratamento é uma atitude arriscada.

Você pretende tomar algum chá para triglicerídeos altos? Já foi diagnosticado com essa condição? Que tratamento seu médico recomendou? Comente abaixo!

(35 votos, média: 3,74 de 5)
Loading…

Источник: https://www.mundoboaforma.com.br/cha-para-triglicerideos-altos-5-melhores-como-fazer-e-dicas/

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: