7 DICAS PARA EVITAR O CÂNCER

Contents
  1. 8 dicas para prevenir o câncer
  2. 1. Mantenha uma alimentação saudável
  3. 2. Pratique atividade física regularmente
  4. 3. Não fume
  5. 4. Evite bebidas alcoólicas
  6. 5. Cuidado com o sol
  7. 6. Tome as vacinas recomendadas
  8. 7. Mantenha um acompanhamento médico
  9. 8. Controle o estresse
  10. Como evitar o câncer?
  11. 1. Pare de fumar
  12. 2. Dê uma maneirada no álcool
  13. 3. Proteja-se do sol
  14. 4. Faça exercícios físicos
  15. 5. Controle seu peso
  16. 6. Evite fazer reposição hormonal
  17. 7. Tome medicamentos sob consulta médica que reduzam o risco de câncer
  18. 8. Evite se expor a substâncias cancerígenas
  19. 9. Cuide da sua alimentação
  20. 10. Faça check-ups regularmente
  21. Veja também:
  22. 10 DICAS DE COMO PREVENIR O CÂNCER
  23. 2. Faça atividades físicas regulares
  24. 3. Evite beber em excesso
  25. 4. Tenha uma dieta saudável
  26. 5. Evite o sobrepeso e obesidade
  27. 6. Pratique sexo seguro
  28. 7. Use protetor solar e evite se expor ao sol entre 10 e 15hs
  29. 8. Esteja atento aos diagnósticos de câncer que ocorreram na sua família
  30. 9. Faça os exames de rotina que estão comprovadamente indicados para screnning
  31. 10. Esteja rodeado de pessoas alegres e faça coisas que trazem felicidade para a sua rotina
  32. Como evitar o câncer? Confira 10 dicas principais- Blog Hilab
  33. Como evitar o câncer?
  34. 1. Não fumar
  35. 2. Adotar uma alimentação saudável
  36. 3. Manter o peso corporal adequado e praticar atividade física
  37. 4. Amamentar
  38. 5. Fazer o exame preventivo do câncer do colo do útero a cada três anos
  39. 6. Vacinar contra o HPV
  40. 7. Fazer exames e vacinar-se contra a hepatite B
  41. 8. Evitar a ingestão de bebidas alcoólicas
  42. 9. Evitar comer carne processada
  43. 10. Evitar a exposição ao sol entre 10h e 16h
  44. Prevenção do câncer: principal forma de evitá-lo – Revista Online ABRALE
  45. Importância da prevenção do câncer
  46. Como prevenir o câncer
  47. Não fumar
  48. Evitar o consumo de bebidas alcoólicas
  49. Evitar o consumo de carnes ultraprocessadas
  50. Evitar exposição ao sol entre 10h e 16h
  51. Evite exposição a substâncias industriais
  52. Comer alimentos saudáveis
  53. Manter um peso adequado
  54. Praticar exercícios físicos
  55. Vacine contra o HPV
  56. Vacine contra a hepatite B
  57. Amamente
  58. Realizar exame preventivo
  59. É possível prevenir os cânceres hematológicos?
  60. Oncologista do HCor aponta 10 dicas para prevenção do câncer | HCor
  61. 1. Não fume:
  62. 2. Não abuse de bebidas alcoólicas:
  63. 3. Mantenha hábitos de sexo seguro:
  64. 4. Proteja-se contra a hepatite:
  65. 5. Evite o consumo excessivo de açúcares, gorduras, carne vermelha, de porco e das processadas:
  66. 6. Evite o consumo de alimentos ricos em sódio e conservantes:
  67. 7. Cuidado com o sol. Use filtro solar diariamente e evite a exposição entre 10h e 16h:
  68. 8. Pratique atividades físicas todos os dias:
  69. 9. Mantenha-se atento a sua saúde:
  70. 10. Faça um check up médicoanual:

8 dicas para prevenir o câncer

7 DICAS PARA EVITAR O CÂNCER

Conteúdo validado por Luciana Soldá, Head da Proxismed

O Dia Mundial do Câncer é comemorado no dia 4 de fevereiro e busca aumentar a conscientização da população sobre essa doença tão temida. Com as informações necessárias e corretas, é possível lutar contra o câncer.

O câncer pode afetar a todos, jovens e idosos, ricos e pobres, homens e mulheres. E o cenário não é tão animador. Estima-se que 9,6 milhões de pessoas morreram de câncer em 2018, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Porém, o câncer pode sim ser prevenido!

De acordo com a OMS, 30% a 50% dos casos de câncer podem ser prevenidos com escolhas saudáveis de estilo de vida. Além disso, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), entre 80% e 90% dos casos estão associados a causas externas.

Neste ano, a União Internacional de Controle do Câncer, que organiza o Dia Mundial do Câncer, escolheu como tema da campanha “Eu sou e eu quero”.

O objetivo é que cada pessoa busque cuidar da própria saúde e combata o câncer. Mas, para cumprir esse compromisso pessoal, é necessário saber o que é possível fazer para prevenir o câncer.

Por isso, separamos algumas dicas importantes. Confira!

1. Mantenha uma alimentação saudável

A alimentação para prevenir o câncer deve ser equilibrada e com o máximo possível de alimentos naturais.

O ideal é incluir no prato mais alimentos de origem vegetal, menos de origem animal e tirar do dia a dia o máximo que puder de alimentos industrializados, que são prontos para consumo ou prontos para aquecer.

Portanto, coma mais frutas, verduras e cereais integrais. Deixe de lado carnes processadas e produtos industrializados.

2. Pratique atividade física regularmente

Ser uma pessoa ativa é uma forma de proteção de várias doenças, inclusive de prevenção do câncer. Tente incluir exercícios físicos em sua rotina, como um esporte, uma dança ou aulas coletivas em academias ou clubes. Mas seja sempre orientado por um profissional.

Além disso, inclua formas simples de atividade física no seu dia a dia. Por exemplo, você pode caminhar ou ir de bicicleta até o trabalho, escolher as escadas no lugar do elevador, levar o cachorro para passear e cuidar do jardim. Assim, você também controla seu peso que, se estiver acima do ideal, pode aumentar o risco de câncer.

3. Não fume

De acordo com a OMS, o consumo de tabaco é o principal fator de risco para mortalidade de câncer que pode ser evitado. Segundo o Inca, ao fumar, são liberadas mais de 4.700 substâncias tóxicas e cancerígenas que são inaladas por fumantes e não fumantes. Assim, o tabagismo pode causar câncer de pulmão, esôfago, laringe, pâncreas, rim, entre outros tipos de tumor.

4. Evite bebidas alcoólicas

O consumo de álcool é um fator de risco para vários tipos de câncer, como fígado, mama e colorretal. Portanto, evite consumir bebidas alcoólicas. E, se for beber, seja qual tipo for, limite sua ingestão. Se fumar e beber, o risco de desenvolver câncer é ainda maior.

5. Cuidado com o sol

Apesar de ser benéfico para garantir vitamina D no organismo, a exposição em excesso ao sol é um fator de risco para o câncer de pele. Este é o tipo mais comum de câncer no mundo.

Portanto, evite tomar sol entre 10h e 16h, período com raios ultravioletas mais fortes, use diariamente protetor solar e, se for à praia ou for fazer uma atividade ao ar livre, proteja-se com bonés ou chapéus.

6. Tome as vacinas recomendadas

Existem alguns tipos de câncer que se desenvolvem a partir de outras doenças.

Por exemplo, a hepatite B pode evoluir para um câncer de fígado, enquanto o HPV (vírus do papiloma humano) pode levar a um câncer do colo do útero.

Portanto, não deixe de se vacinar contra a hepatite B e o HPV. Em 2012, aproximadamente 15% de todos os tipos de câncer foram atribuídos a agentes infecciosos, segundo a OMS.

7. Mantenha um acompanhamento médico

Além desses cuidados, é recomendado fazer acompanhamento médico periodicamente e realizar exames preventivos. Um check-up anual pode ajudar a evitar o desenvolvimento de um câncer e também diagnosticá-lo precocemente. Isso aumenta a chance de cura e qualidade de vida do paciente.

8. Controle o estresse

Não há evidências de que o estresse aumenta o risco de câncer diretamente.

Porém, pessoas sob estresse podem desenvolver certos comportamentos, como fumar, beber álcool e comer em excesso, que aumentam a chance de desenvolvimento de câncer. Além disso, o estresse enfraquece seu sistema imunológico.

Cuide da sua saúde mental e emocional praticando mindfulness, administrando melhor seu tempo e tendo tempo para cuidar de si mesmo e relaxar.

Existem fatores de risco que não podemos controlar, como idade e genética. Porém, nós podemos controlar os fatores de risco citados anteriormente. Portanto, tente seguir essas dicas e aumente a chance de evitar o câncer!

Achou o artigo interessante? Compartilhe nas redes sociais e leia outras dicas para cuidar da saúde em nosso blog!

Источник: https://proxis.com.br/dicas-para-prevenir-o-cancer/

Como evitar o câncer?

7 DICAS PARA EVITAR O CÂNCER
Imagem de National Cancer Institute no Unsplash

O câncer é uma doença degenerativa causada pela proliferação desordenada de células que sofreram mutações genéticas.

Por conta dessa alteração do funcionamento de uma célula, ocorre a formação de tumores.

Apesar de ser dito que o câncer aparece repentinamente e algumas pessoas são mais propensas a desenvolvê-lo por motivos genéticos, é possível tomar certas atitudes para evitar e prevenir o desenvolvimento da doença.

Um terço das mortes causadas por 20 tipos de câncer no Brasil poderia ser evitado com mudanças no estilo de vida. Tabagismo, consumo de álcool, excesso de peso, alimentação não saudável e falta de atividade física são fatores de risco associados a 114 mil casos da doença (27% do total) e 63 mil mortes (34% do total) por ano no Brasil.

Os dados, publicados na revista Cancer Epidemiology, fazem parte de um estudo realizado por pesquisadores do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e da Harvard University, nos Estados Unidos, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

O levantamento aponta, por exemplo, que a incidência de câncer de pulmão, de laringe, de orofaringe, de esôfago, de colón e de reto poderia ser reduzida pela metade caso esses fatores de risco fossem eliminados. Por isso, confira dez maneiras de como evitar o câncer.

1. Pare de fumar

O uso constante de tabaco provoca uma série de cânceres, como de pulmão, esôfago, boca, garganta, estômago, pâncreas e leucemia, segundo o Instituto Nacional do Câncer nos Estados Unidos; além disso, o cigarro é o maior causador de mortes evitáveis.

O hábito não só atinge fumantes ativos, como também afeta pessoas ao redor deles, assim como foi mostrado na pesquisa que encontrou substâncias cancerígenas na urina de bebês que moram com fumantes. Veja dicas de métodos naturais para deixar o hábito.

2. Dê uma maneirada no álcool

O consumo excessivo de álcool pode causar câncer de esôfago, fígado e intestino. O câncer de boca, por exemplo, é seis vezes mais comum em quem toma bebidas alcoólicas do que em pessoas que não bebem.

Outro fator notado é que o álcool potencializa os efeitos do tabaco, fazendo com o que o risco de tumores em órgãos afetados pelo cigarro seja bem maior.

Segundo a Agência Internacional de Pesquisa Sobre Câncer (Iarc), 18 gramas de álcool por dia já aumentam o risco de mulheres desenvolverem câncer de mama; o consumo de 50 gramas, aumentaria o risco em 50%. Nos homens, tais 50 gramas dobram as chances de desenvolver câncer de próstata.

3. Proteja-se do sol

Atualmente, os raios ultravioletas atingem a Terra com mais intensidade. Esses raios podem desencadear mutações genéticas que levam ao desenvolvimento do câncer de pele. Sempre que ficar exposto ao sol, use protetor solar de no mínimo 30 FPS, que proteja dos raios UVA e UVB. Se possível, utilize bonés e óculos de sol também.

O artista Thomas Leveritt mostrou como os rostos ficam quando expostos à luz ultravioleta e como o protetor solar reage à ela. Veja no vídeo “How the sun sees you” (Como o sol te vê, em tradução livre) o resultado e a reação das pessoas.

4. Faça exercícios físicos

Estudos mostram que pessoas que fazem exercícios físicos têm menos riscos de desenvolver câncer de cólon e de mama do que as pessoas que não praticam atividade alguma.

Não é preciso ser um atleta profissional, basta fazer alguma atividade que acelere o seu coração ou que te faça transpirar, assim como caminhar, andar de bicicleta e até mesmo dançar.

Exercícios físicos diminuem a circulação das citocinas em nosso organismo, além de trazerem um bem estar geral ao nosso corpo. Veja mais “Vinte exercícios para fazer em casa ou sozinho”.

5. Controle seu peso

Fique atento ao seu índice de massa corporal para saber se o seu peso está apropriado para a sua altura. Um aumento drástico do IMC pode estar ligado ao câncer endométrico, de bexiga, de esôfago, renal ou do cólon.

6. Evite fazer reposição hormonal

Muitas mulheres fazem terapia de reposição hormonal para tratar os sintomas da menopausa. No entanto, estudos têm relacionado o uso de hormônios ao aumento do risco de câncer de útero e de mama.

Caso seja necessário usar hormônios, as doses devem ser pequenas e tomadas por pouco tempo, já que a terapia de reposição hormonal pode acabar com as ondas de calor que as mulheres sentem durante a menopausa, mas não ocorrerão efeitos benéficos de longo prazo caso o tratamento seja estendido.

7. Tome medicamentos sob consulta médica que reduzam o risco de câncer

Alguns medicamentos podem reduzir o risco do desenvolvimento de câncer em pessoas que são propensas a terem a doença.

Por exemplo, alguns moduladores seletivos dos receptores estrogênicos, como o raloxifeno, podem ajudar mulheres com alto risco de ter câncer de mama a diminuírem as chances de desenvolverem a doença, sendo necessária a consulta de um médico para a utilização de tais remédios.

8. Evite se expor a substâncias cancerígenas

A exposição à radiação e a alguns produtos químicos pode causar câncer. Por exemplo, a radiação de raios gama, raios UV e raios-X pode provocar câncer de pulmão, pele, tireoide, mama e estômago.

9. Cuide da sua alimentação

É possível acrescentar alguns alimentos na sua dieta para prevenir o câncer, como melão amargo e brócolis. Mas, no geral, seguir uma alimentação saudável e regulada, além de banir alguns itens já podem fazer uma grande diferença. Confira cinco dicas de alimentação que ajudam na prevenção contra o câncer que podem ser muito eficazes para aprimorar a sua dieta.

10. Faça check-ups regularmente

Os check-ups podem incluir exames de sangue, exames de imagem, exames físicos, raios-X e testes genéticos.

Mesmo que você não tenha sintomas de tumores, visitas regulares ao médico podem ser capazes de diagnosticar um tumor em seu início, aumentando as chances de cura da doença.

Além disso, o nosso corpo sempre dá sinais quando há algo de errado. Fique atento a eles, e caso note algo fora do comum, consulte seu médico.

Fontes: Minha Vida e Live Science

Veja também:

Cadastre-se e receba nosso conteúdo em seu email. Comunicar erro

Источник: https://www.ecycle.com.br/3011-como-evitar-o-cancer.html

10 DICAS DE COMO PREVENIR O CÂNCER

7 DICAS PARA EVITAR O CÂNCER

O cigarro está associado a vários tipos de tumores. Já foram encontradas associações não só com câncer de pulmão, mas também em neoplasia de cabeça e pescoço, pâncreas, esôfago e estômago, por exemplo. Quando antes o hábito cessar melhor, e com o passar dos anos, o risco vai reduzindo se a parada for definitiva. Sempre dá tempo de correr atrás o tempo perdido!

2. Faça atividades físicas regulares

A prática de exercícios está extremamente ligada à saúde de maneira geral. No campo da oncologia, diversas neoplasias tem seu risco aumentado devido à obesidade, como câncer de mama e de endométrio por exemplo.

Entretanto, o mais impressionante são os trabalhos que surgiram recentemente mostrando que pacientes com diagnóstico comprovado devem ser orientados a estar sempre se exercitando, pois isto diminui também o risco de recidiva tumoral.

E claro, a liberação de endorfina que ocorre após a prática de atividades está totalmente ligada à sensação de prazer e bem estar, o que com certeza só pode trazer benefícios para a saúde.

3. Evite beber em excesso

O álcool em demasia é nocivo não só ao fígado, pois além de aumentar a chance de cirrose e consequentemente tumores hepáticos, também pode causar tumores de cabeça e pescoço, pancreas, estômago e esôfago, por exemplo. Principalmente se for combinado ao tabagismo.

Além do efeito maléfico imediato, ele pode a curto e longo prazo causar dependência e depressão, que estão ligados à baixa qualidade de vida, sentimentos de tristeza e isolamento, comprometendo a execução de outros hábitos importantes na prevenção, como a prática de atividades físicas.

4. Tenha uma dieta saudável

De maneira geral, frutas, verduras, fibras e alimentos integrais são importantes para saúde do seu intestino e também para o seu bem estar. Não é necessário ficar totalmente restrito a estes tipos de alimentos, mas procure deixar as doçuras e alimentos mais gordurosos para ocasiões especiais.

E lembre-se sempre de priorizar comer comida de verdade! Aquela que vem da terra, e não em embalada em pacotinhos prontos.

Os produtos industrializados acabam sendo cheios de conservantes que podem ser nocivos, sendo assim, sempre que possível, prepare seu próprio alimento e prefira sempre os produtos orgânicos.

5. Evite o sobrepeso e obesidade

Vários estudos comprovam que estes fatores estão associados a vários tipos de tumores, e assim como a prática de atividades físicas, estar magro também diminui o risco de recidiva de alguns tumores após o diagnóstico. A obesidade muitas vezes também pode levar a uma vida mais sedentária e susceptível a sintomas depressivos, o que também contribui para uma vida menos saudável.

6. Pratique sexo seguro

O HPV, vírus que é transmitido pela via sexual, está associado com tumores de colo uterino e mais recentemente também com neoplasias de cabeça e pescoço.

A presença do vírus não significa em desenvolvimento imediato de tumores, existem outros fatores associados (como baixa imunidade, porém exemplo), porém devemos estar atentos para evitar a contaminação. Hoje em dia já está disponível a vacina para este vírus no Brasil.

Hepatites e HIV são outros doenças que também  podem ser transmitidas pela via sexual e estão associadas a um maior risco de certas neoplasias como hepatocarcinomas, sarcomas e linfomas.

7. Use protetor solar e evite se expor ao sol entre 10 e 15hs

Está mais que comprovado a ligação de neoplasias de pele com exposição constante ao sol. O mais perigoso deles é o melanoma maligno, que tem potencial de se disseminar rapidamente para pulmão, ossos, crânio e fígado podendo ser letal.

8. Esteja atento aos diagnósticos de câncer que ocorreram na sua família

Se você possui história familiar de câncer, (principalmente familiares com diagnóstico em idade jovem, ou mais de um familiar com o mesmo tipo de câncer) procure um oncologista ou geneticista para aconselhar você sobre os exames que podem ser feitos para um possível diagnóstico precoce ou cirurgias preventivas. Hoje em dia algumas mutações estão relacionadas a câncer de mama e intestino por exemplo. Existem nesses casos exames que podem ser feitos periodicamente para aqueles que estão em risco.

9. Faça os exames de rotina que estão comprovadamente indicados para screnning

Mesmo que você esteja assintomático, a partir de certa idade você deve fazê-los. Alguns exemplos: preventivo (ao iniciar a vida sexual) e mamografia a partir de 40 anos para mulheres, avaliação com urologista (exame de toque e PSA geralmente indicado aos 50 anos) para homens e colonoscopia a partir de 50 anos para todos.

10. Esteja rodeado de pessoas alegres e faça coisas que trazem felicidade para a sua rotina

Estudos já mostraram que a depressão pode estar relacionada ao diagnóstico de câncer. Então procure na maioria do tempo se preocupar com as coisas que merecem preocupação de verdade, gaste seu tempo não apenas com trabalho, mas esteja com amigos, batendo papo, jogando conversa fora, sorrindo e aproveitando as pequenas coisas da vida!

Источник: http://viverclinicamedica.com.br/10-dicas-de-como-prevenir-o-cancer/

Como evitar o câncer? Confira 10 dicas principais- Blog Hilab

7 DICAS PARA EVITAR O CÂNCER

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o câncer é a segunda principal causa de morte em todo o mundo, ficando atrás apenas das doenças cardiovasculares. Felizmente, uma parte significativa dos casos pode ser evitada apenas com mudanças no estilo de vida. 

Acompanhe o artigo a seguir e descubra como evitar o câncer.

O câncer não é uma doença única e sim o nome dado a um conjunto de doenças que têm em comum o crescimento incontrolável de células, que invadem tecidos e órgãos.

O câncer também não tem uma causa única, pois diversos fatores contribuem para o desenvolvimento da doença. 

A maior parte dos casos (80 a 90%) estão associados a causas externas, ou seja, aos hábitos e ao estilo de vida.  O restante está relacionado à condições internas como a capacidade do organismo de se defender de agressões externas e mutações genéticas.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima-se, para o Brasil, biênio 2018-2019, a ocorrência de 600 mil casos novos de câncer, para cada ano.

Segundo essas estimativas, os tipos de câncer mais incidentes, (excetuando-se o câncer de pele não melanoma) em homens serão próstata (31,7%), pulmão (8,7%), intestino (8,1%), estômago (6,3%) e cavidade oral (5,2%).

Nas mulheres, serão os cânceres de mama (29,5%), intestino (9,4%), colo do útero (8,1%), pulmão (6,2%) e tireoide (4,0%).

Em homens, os cânceres de traqueia, brônquios e pulmões, próstata, estômago, cólon e reto, esôfago e fígado são responsáveis por aproximadamente 40% dos óbitos por câncer. 

Já em mulheres, cerca de metade dos óbitos por câncer são causados pelos cânceres de mama, traqueia, brônquios e pulmões, cólon, reto e ânus, colo do útero, estômago e pâncreas.

Importante destacar que reduzir a mortalidade por câncer é possível. Como vimos, a maior parte dos casos estão relacionados ao estilo de vida.

Como evitar o câncer?

Para evitar o câncer você deve adotar algumas ações e assim reduzir os riscos de ter a doença. O Instituto Nacional de Câncer (INCA) recomenda:

1. Não fumar

O tabagismo e a exposição passiva ao cigarro são importantes fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de pulmão, que é um dos mais comuns em homens e mulheres e também um dos mais agressivos. 

Entre fumantes, a mortalidade por este tipo de câncer é 15 vezes maior do que entre pessoas que nunca fumaram.

2. Adotar uma alimentação saudável

Adotar uma dieta saudável, rica em alimentos de origem vegetal como frutas, legumes e verduras e pobre em alimentos ultraprocessados (bebidas açucaradas, salgadinhos e pratos congelados como nuggets) é importante para evitar o câncer. 

Segundo uma pesquisa feita pela Universidade de Sorbonne, em Paris, na medida em que a proporção de alimentos ultraprocessados na dieta aumentasse 10%, a quantidade de câncer detectada aumentaria 12%. Portanto, fique longe deste tipo de alimento.

3. Manter o peso corporal adequado e praticar atividade física

As chances de desenvolver câncer são maiores se você está acima do peso. Uma alimentação saudável pode evitar cerca de um terço de todos os casos de câncer.

Realizar atividade física também é importante pois quanto mais você se movimenta maior a proteção contra o câncer.

Como a atividade física promove o equilíbrio hormonal, fortalece as defesas do organismo e reduz o tempo de trânsito gastrointestinal você estará contribuindo para prevenir o câncer de intestino e de mama.

4. Amamentar

O aleitamento materno protege as mães contra o câncer de mama e as crianças contra a obesidade infantil. Amamentar é a primeira ação de alimentação saudável.

5. Fazer o exame preventivo do câncer do colo do útero a cada três anos

A recomendação é que mulheres com idade entre 25 e 64 anos façam o exame preventivo a cada três anos.

Por meio deste exame, também conhecido como Papanicolau, é possível descobrir alterações das células do colo do útero.

6. Vacinar contra o HPV

O HPV é um vírus relacionado ao câncer do colo do útero. A vacina contra o HPV está disponível pelo SUS e é recomendada para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos.

7. Fazer exames e vacinar-se contra a hepatite B

O câncer de fígado está relacionado à infecção pelo HBV, o vírus causador da hepatite B. Vacinar-se é muito importante para evitar esse tipo de câncer.

A infecção é curável com tratamento, por isso também é importante fazer um exame para verificar se você tem a doença, além de adotar algumas medidas para evitar a infecção pelo HBV.

A infecção pelo vírus da hepatite C também pode levar ao câncer no fígado, no entanto não existe vacina contra a doença.

Para saber se você tem hepatite C é necessário fazer um exame. Caso você seja diagnosticado com a doença, poderá receber tratamento e assim evitar as complicações da hepatite C.

8. Evitar a ingestão de bebidas alcoólicas

As bebidas alcoólicas têm um efeito cancerígeno sobre as células e favorecem o desenvolvimento de muitos tipos de câncer como o de boca, faringe, laringe, esôfago, estômago, fígado, intestino (cólon e reto) e mama (pré- e pós-menopausa).

9. Evitar comer carne processada

Carnes processadas como salsicha, linguiça, mortadela, salame e peito de peru são ricas em conservantes (nitritos e nitratos) que contribuem para o desenvolvimento de câncer de intestino.

10. Evitar a exposição ao sol entre 10h e 16h

O câncer de pele é o mais frequente no mundo e no Brasil. Por isso, evite se expor ao sol das 10h às 16h. Se a exposição for inevitável, utilize chapéu de aba larga, camisa de manga longa e calça comprida.

Para prevenir o câncer, além de adotar essas medidas, também é importante realizar um check-up com frequência. Consulte os profissionais de saúde para avaliar quais são os exames necessários para a sua faixa etária.

Quer receber mais conteúdos assim em primeira mão? Assine o Blog do Hilab e curta nossa página no !

Источник: https://hilab.com.br/blog/como-evitar-o-cancer/

Prevenção do câncer: principal forma de evitá-lo – Revista Online ABRALE

7 DICAS PARA EVITAR O CÂNCER

O Dia Mundial de Combate ao Câncer (04/02) lembra que prevenção do câncer é a melhor forma de evitar o seu surgimento. De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), são estimados 625 mil novos casos de câncer para 2020. Isso significa um aumento de cerca de 40 mil casos em relação a 2019. Pensando nisso, a Abrale criou a ação Vá de Lenço.

O câncer aparece pela junção da disposição genética com a exposição aos fatores de risco.

A disposição genética está ligada tanto à hereditariedade, ou seja, a capacidade da mutação genética que causa o tumor ser transmitido para a próxima geração, quanto ao envelhecimento das células.

Quando um indivíduo envelhece, suas células também ficam mais velhas e sofrem mudanças. Nesse processo elas podem ficar mais suscetíveis a desenvolver um câncer.

Ao juntar essas questões genéticas com os fatores de risco, situações que fazem com que o risco para algo seja maior, explica-se o porquê das pessoas com mais idade serem mais atingidas pelo câncer.

“O aumento do número de casos de câncer se dá basicamente por dois fatores principais. Primeiramente, o envelhecimento populacional e, em segundo, o melhor controle de outras doenças. Por isso, o câncer é uma doença preferencialmente de pessoas mais velhas, embora possa acontecer em jovens”, explica o Dr. Felipe Ades, oncologista no Hospital Oswaldo Cruz.

A grande questão, entretanto, é que cada vez mais, pessoas com menor idade também estão sendo diagnosticadas. De acordo com um estudo feito pelo Observatório de Oncologia, entre 1997 e 2016 houve um aumento no diagnóstico de alguns tipos de cânceres em pessoas que têm de 20 a 49 anos.

“Cânceres como de cólon e reto, próstata e glândula tireoide tiveram um aumento significativo nessa faixa etária”, conta o Dr. Luiz Antonio Santini, ex-diretor geral do Inca.

Importância da prevenção do câncer

Atualmente, no Brasil, uma em cada seis pessoas morre devido ao câncer, de acordo com dados do Observatório de Oncologia. Ou seja, a cada seis mortes, uma é por essa doença.

Na genética, não há muito o que possa ser feito. Porém, felizmente, os casos de câncer causados exclusivamente por essa questão são raros.

Entretanto, o que pode (e deve) ser feito é a diminuição de exposição aos fatores de risco. Cerca de 80% a 90% dos casos poderiam ser evitados se alguns hábitos da rotina da população fossem mudados.

Para chamar a atenção das pessoas para a necessidade de evitar esses costumes, a Abrale realizou uma grande ação na Av. Paulista no Dia Mundial de Combate ao Câncer para a campanha #VáDeLenço.

Quem passava pelo local era convidado a entrar em uma cabine montada na frente do Shopping Top Center para descobrir o seu futuro. Entretanto, ao entrar, a pessoa percebia que não era um futuro qualquer. Era o futuro da saúde dela e de todos os brasileiros.

As pessoas respondiam perguntas relacionadas aos fatores de risco e descobriam se suas ações estavam levando-as para a doença ou se tinham hábitos saudáveis. Foram mais de 400 pessoas diretamente impactadas e conscientizadas pela ação física.

Além disso, a campanha Vá de Lenço mobilizou mais de 10 famosos nas redes sociais, dentre eles Carol Castro, Juliano Cazarré, Malvino Salvador e Adriane Galisteu.

Eles foram convidados a postar uma foto nas suas redes sociais utilizando um lenço para lembrar a população do Dia Mundial de Combate ao Câncer, da importância da prevenção e homenagear aqueles que já enfrentaram ou enfrentam um câncer.

Como prevenir o câncer

Existem 12 “mandamentos” indicados pelo Inca de como ter uma vida mais saudável e evitar o câncer. O Dr. Ades considera que “por ordem, o hábito mais importante é não fumar. Depois, vem o tripé boa alimentação, prática de exercícios e manutenção de um bom peso”.

Não fumar

Fumar aumenta em até 20 vezes a chance de a pessoa desenvolver câncer de pulmão. Além disso está ligado também ao câncer de laringe, faringe, cavidade oral, esôfago e contribui para os de bexiga, pâncreas, útero, rim, estômago e intestino e alguns tipos de leucemia.

Somente um cigarro por dia aumenta em 64% o risco de morte prematura, mas ao parar de fumar, dentro de 10 anos, a chance de desenvolver o câncer diminui em até 50%.

O mesmo vale para cigarros eletrônicos. Por mais que, antigamente, achava-se que eles eram menos nocivos, atualmente sabe-se que eles também são compostos por substâncias cancerígenas. Então não vale substituir um pelo outro.

Idem para o narguilé! Uma roda de 20 a 60 minutos inalando a fumaça equivale a fumar cerca de 100 cigarros.

Evitar o consumo de bebidas alcoólicas

Duas doses por dia, ao longo de 40 anos, aumentam em 54% a chance de desenvolver câncer de faringe, laringe, esôfago, estômago, fígado e intestino. Inclusive, o câncer de mama também está relacionado com esse hábito.

Evitar o consumo de carnes ultraprocessadas

Os conservantes presentes nesses alimentos e o modo como eles são processados podem provocar danos nas células da mucosa intestinal. Dessa forma, afeta seu DNA podendo causar um câncer.

Consumir 50g por dia de carne ultraprocessada aumenta 18% o risco de câncer colorretal. Isso equivale a duas fatias de bacon ou uma salsicha.

Outros exemplos de carnes processadas são: presunto, linguiça, salame, mortadela e peito e blanquet de peru.

Evitar exposição ao sol entre 10h e 16h

Evitar totalmente o Sol é impossível, e também não é recomendado. Entretanto, nesse intervalo entre 10h e 16h é quando o Sol está mais forte e ele é o grande vilão de todos os tipos de câncer de pele.

É importante sempre sair com protetor solar, chapéu e protetor labial.

Evite exposição a substâncias industriais

Agentes químicos, físicos e biológicos, como o benzeno, presente na gasolina, e agrotóxicos, estão relacionados ao desenvolvimento do câncer. Principalmente linfoma de Hodgkin, leucemias e pulmão.

Comer alimentos saudáveis

Esse “mandamento” foca principalmente na questão de consumir vegetais, frutas e legumes, cereais etc. Especialmente os livre de agrotóxicos, já que essas substâncias podem causar, além da intoxicação aguda, alteração nas células levando ao câncer.

Fora isso, também recomenda-se evitar o consumo de fastfoods.

Manter um peso adequado

Essa é uma indicação razoavelmente nova, de acordo com o Dr. Ades. “As medidas para prevenção seguem as mesmas. Temos apenas mais ênfase agora na prevenção da obesidade, um fator de risco anteriormente não muito relacionado a câncer. ”

Praticar exercícios físicos

As atividades mais indicadas são as chamadas aeróbicas, que são movimentos contínuos, prolongados e rápidos. Por exemplo, corrida, dança ou até subir escada.

Além de ajudarem a controlar o peso, auxiliam na diminuição do colesterol e fortalece o sistema imunológico.

Vacine contra o HPV

O HPV é um vírus sexualmente transmissível que pode causar mutações genéticas nas células do local onde se hospedar. Ele está extremamente ligado aos cânceres de colo do útero, canal anal, pênis e orofaringe.

“A vacinação contra o HPV é fundamental na prevenção do câncer de colo uterino. Praticamente todos os casos são causados por este vírus”, diz o Dr. Ades. Dessa forma, meninas entre 9 e 4 anos e meninos entre 11 e 14, devem ser vacinados!

Vacine contra a hepatite B

O câncer de fígado está relacionado à infecção causada pelo vírus da hepatite B.

Assim como no caso do HPV, ao receber a vacina, a pessoa cria anticorpos contra aquele vírus e caso ela entre em contato com ele ao longo de sua vida, seu corpo já vai saber como combatê-los.

Amamente

As mulheres que amamentam podem reduzir de 20 a 25% as chances de terem um câncer de mama e também o de ovário. Isso acontece porque ao amamentar, há uma menor produção de estrógeno, ligado ao desenvolvimento do câncer de mama. Além dos hábitos saudáveis que as mães costumam aderir durante a amamentação, como alimentação e não beber.

Realizar exame preventivo

De acordo com o Dr. Ades, a mamografia deve ser realizada anualmente por mulheres acima de 45 anos e o preventivo de colo uterino a partir dos 25. Sendo que após dois ou três resultados negativos, o intervalo entre os exames deve ser de três anos.

A colonoscopia deve ser feita por homens e mulheres com mais de 45 anos e intervalo de cinco anos.

“Rastreamento para câncer de próstata ainda é controverso. Entretanto, se for feito deve iniciar a partir de 45 anos e feito a cada um ou dois anos. ”

Além disso, os exames dermatológicos, com periodicidade determinada pelo especialista, e tomografia helicoidal de baixa dose para fumantes de longa data a partir dos 55 anos também são indicados.

É possível prevenir os cânceres hematológicos?

Segundo o documento lançado pelo Inca com as estimativas do câncer para os anos de 2020, 2021 e 2022, ainda não é possível estabelecer uma ligação direta entre os fatores de risco e as leucemias.

Entretanto, existem algumas associações entre os fatores e alguns tipos específicos da leucemia. Por exemplo:

Leucemia mieloide aguda (LMA): tabagismo, benzeno, radiação ionizante, quimioterapia, síndrome de Down, síndrome mielodisplásica e outras desordens sanguíneas.

Leucemia mieloide crônica (LMC): benzeno.

Leucemia linfoide aguda (LLA): benzeno, radiação ionizante e quimioterapia.

A produção de borracha, histórico familiar, exposição a agrotóxicos, solventes e infecção por vírus da hepatite B ou C estão associadas a todos os tipos de leucemia.

Orgânicos contra o câncer

Maiores mentiras sobre o câncer

Источник: https://revista.abrale.org.br/prevencao-principal-forma-de-evitar-cancer/

Oncologista do HCor aponta 10 dicas para prevenção do câncer | HCor

7 DICAS PARA EVITAR O CÂNCER

A máxima “prevenir é melhor que remediar” não poderia se aplicar tão bem a outra doença quanto ao câncer. Estudos recentes mostram que até 40% dos casos de câncer e metade das mortes causadas pela doença são resultados de hábitos de vida que podem ser alterados e não causados por determinação genética, acaso ou contaminação química.

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o câncer é a segunda maior causa de mortes no Brasil – sendo responsável por 15,6% dos óbitos -, perdendo apenas para doenças cardiovasculares (como infarto e hipertensão).

Isso se deve, principalmente, à maior exposição aos fatores de risco, como o cigarro, alimentação inadequada e o abuso do álcool. Em contrapartida, quem segue uma vida mais saudável consegue prevenir-se e diminuir os riscos de ter a doença.

A prevenção dos diversos tipos de cânceres inclui, basicamente, a adoção de uma vida saudável, com bons hábitos alimentares e comportamentais. De acordo com o oncologista do HCor, Dr. Auro Del Giglio, os hábitos recomendados abaixo são fundamentais para se evitar diversos tipos de câncer:

1. Não fume:

Segundo estatísticas do Inca (Instituto Nacional de Câncer), o tabagismo é a principal causa de câncer evitável no mundo. Ao queimar o cigarro, as consequências são sentidas não apenas por quem fuma, mas também por todos ao seu redor.

“Para se ter uma ideia, 90% dos casos de câncer de pulmão tem o cigarro como responsável – os outros 10% são decorrentes do fumo passivo. O tabagismo também é o grande culpado por 30% da ocorrência de outros tipos de câncer, como boca, laringe, faringe, esôfago, estômago, pâncreas, fígado, rim, bexiga, colo de útero e leucemia”, esclarece Dr. Auro Del Giglio.

2. Não abuse de bebidas alcoólicas:

O álcool aumenta a chance de desenvolvimento de alguns tumores, como intestino, esôfago e fígado. Mas o que mais se nota é que ele potencializa os efeitos do tabaco.

“Além disso, estudos científicos têm relacionado o abuso do álcool com outros tipos de câncer. De acordo com a Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer, a quantia de 18 gramas (aproximadamente duas doses) de álcool por dia era suficiente para aumentar significantemente o risco de desenvolver câncer de mama”, aconselha o oncologista.

3. Mantenha hábitos de sexo seguro:

O uso de preservativo é fundamental na prevenção do câncer de colo de útero e outros tipos de câncer.

Hoje, sabe-se que o papiloma vírus humano (HPV) – doença sexualmente transmissível – é o principal responsável por alguns tipos de câncer como o câncer do colo do útero, vulva, pênis e orofaringe (garganta).

“Por isso, a importância de praticar sexo seguro e sempre com o uso da camisinha – até mesmo para o sexo oral”, alerta.

4. Proteja-se contra a hepatite:

O sexo seguro também evita os vírus da hepatite B (para a qual há vacina) e da hepatite C, ambos com potencial para levar ao câncer de fígado. “O uso da camisinha, além de reduzir as chances de cânceres no sistema reprodutor e orofaringe, também pode proteger seu fígado. Isso porque a hepatite B também é sexualmente transmissível”, diz Dr. Auro.

5. Evite o consumo excessivo de açúcares, gorduras, carne vermelha, de porco e das processadas:

O açúcar não tem relação direta com os diversos tipos de câncer. No entanto, quando é consumido em excesso, faz o organismo liberar muita insulina para metaboliza-lo.

“A insulina muito alta aumenta a produção de uma substância chamada citocina pró-inflamatória. E quanto maior a quantidade dessa substância, maiores as chances de câncer. Em relação as frutas, legumes e verduras, elas são ricas em fibras e protegem o intestino contra o câncer”, alerta.

6. Evite o consumo de alimentos ricos em sódio e conservantes:

Os alimentos processados – o que incluem enlatados e embutidos como mortadela, presunto, salame, bacon e salsicha -, são alimentos que causam câncer pois são ricos em uma substância chamada nitrosamina, que é cancerígena. Por isso é importante que estes são alimentos que devem ser evitados ao máximo, assim como fast foods que, em geral, são ricos em processados.

7. Cuidado com o sol. Use filtro solar diariamente e evite a exposição entre 10h e 16h:

Os raios UVA e UVB, emanados pelo sol, são os responsáveis pelas alterações celulares que levam ao câncer de pele. “Por isso proteger-se do sol é algo tão importante na prevenção do câncer de pele.

Além do protetor solar, que deve ter o mínimo de fator 20 -, é preferível tomar sol apenas antes das 10h e depois das 16h e não abrir mão de barreiras físicas, como chapéus, guarda-sol, bonés e óculos escuros”, explica Dr. Giglio.

8. Pratique atividades físicas todos os dias:

A prática de atividades físicas promove um bem geral ao organismo e também protege contra o câncer. Isto se deve graças a capacidade, em especial de exercícios aeróbicos, de diminuir a circulação das citocinas pró-inflamatórias em nosso organismo.

9. Mantenha-se atento a sua saúde:

Sabemos que o nosso corpo dá sinais quando algo não está certo. Isso também vale para casos de câncer. É importante que se preste atenção no corpo e realize autoexame, pois só assim é possível notar sintomas de câncer, como a presença de algum caroço estranho, uma íngua, mancha na pele ou outro sinal.

10. Faça um check up médico anual:

É importante realizar todos os exames de diagnóstico precoce indicados pelo seu médico. Existe uma série de fundamentais exames que diagnosticam câncer. Entre eles a mamografia, que deve ser feita a partir dos 40 anos para detectar o câncer de mama ou a coleta do PSA – exame de sangue que pode detectar câncer de próstata”, finaliza Dr. Giglio, do HCor.

Источник: https://www.hcor.com.br/imprensa/noticias/oncologista-do-hcor-aponta-10-dicas-para-prevencao-do-cancer/

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: