7 formas naturais de aliviar a sinusite

13 truques para aliviar as crises de sinusite

7 formas naturais de aliviar a sinusite

Foto: Getty Images

Obstrução e secreção nasal, uma sensação de que a face ou a cabeça está “mais pesada do que o normal”. Esses podem ser alguns dos sintomas relatados por quem sofre de sinusite, ou, mais corretamente: rinossinusite, que é, resumidamente, uma inflamação que envolve os seios da face.

Estes últimos são cavidades ósseas localizadas ao redor do nariz, das maçãs do rosto e dos olhos.

Para entender melhor, é preciso saber que existe um fluxo contínuo de secreção nesta região, o que ajuda a eliminar organismos estranhos para o corpo.

Porém, quando esse processo é interrompido (por diferentes motivos), vírus, bactérias ou fungos conseguem se concentrar e se multiplicar no local, resultando na sinusite e causando sintomas bastante desagradáveis.

Flávia Silveira Amato, otorrinolaringologista da Amato Instituto de Medicina Avançada, comenta que a rinossinusite pode ser classificada pelo tempo de duração: “como aguda, quando tem duração inferior a 12 semanas e resolução completa dos sintomas, e como crônica, quando tem mais de 12 semanas e não tem resolução completa dos sintomas”.

No inverno, os casos de sinusite costumam aumentar muito, especialmente em função do aumento das gripes e resfriados. Além disso, o ar mais seco e a possível aglomeração de pessoas em ambientes menos arejados também são fatores agravantes.

Quem sofre com o problema sabe o quanto ele é incômodo. Mas algumas dicas podem ajudar a pessoa a lidar melhor com a sinusite, sem que ela prejudique sua qualidade de vida.

Truques para aliviar as crises de sinusite em casa

Foto: Getty Images

Abaixo você confere algumas ideias de “tratamentos naturais” que podem ser aplicados no dia a dia, ajudando a aliviar as crises de sinusite. Vale destacar que as dicas a seguir não substituem o tratamento médico orientado por um profissional de sua confiança.

1. Vinagre de maçã. Misture vinagre de maçã com água quente e mel e beba uma xícara (de chá) diariamente.

2. Menta. Misture água e menta e ferva esta solução. Respire o vapor, o que provavelmente ajudará a descongestionar a mucosa nasal.

3. Extrato de semente de uva. Esse extrato é conhecido por ser um potente antibiótico natural. Pode ser comprado em forma de spray nasal ou ainda, feito em casa (basta espremer as sementes com um espremedor caseiro e depois gotejar com um conta-gotas o líquido dentro do nariz).

4. Água e gengibre. Ferva um pouco de água com uma raiz de gengibre. Depois molhe uma toalha com o líquido, e cubra o rosto com ela. (Certifique-se antes de que ela não está mais muito quente).

5. Espinafre e hortelã. Faça um suco contendo espinafre e hortelã (pode conter ainda água de coco e mel), pois estes são alimentos conhecidos pelas propriedades anti-inflamatórias e descongestionantes.

6. Cenoura. Beba sucos que contenham cenoura.

7. Eucalipto. Tome o chá feito com folhas de eucalipto, que possui propriedades antissépticas e ajuda a evitar a inflamação das cavidades nasais.

8. Solução com sal. Misture uma colher (chá) de sal para 1 litro de água. Inale a solução salina ou pingue em seu nariz, isso ajudará a dissolver as secreções nasais.

9. Faça lavagem nasal. Flávia explica que, primeiramente, é necessário ver o tipo de rinossinusite e a provável causa. “Mas, no geral, o hábito de lavar as narinas com solução fisiológica 0,9%, em abundância, todos os dias, previne a estase de secreção e, consequentemente, previne também as crises de rinossinusite”, diz.

10. Aumente a ingestão diária de água. Esta medida hidratará seu corpo, ajudando a reduzir os bloqueios dos seios paranasais. Para ser ter uma ideia da quantidade mínima de água que deve ser ingerida, multiplique seu peso por 30. (Por exemplo, se tem 70 quilos, multiplicados por 30, têm-se 2100, que é a quantidade aproximada de ml de água que você deve consumir ao longo do dia).

11. Fique longe do cigarro. Ele é altamente irritante para o nariz. Sua fumaça dificulta a limpeza e favorece a concentração de secreções. O fumo passivo (ficar perto de pessoas que fumam) também é prejudicial, fique atenta!

12. Evite ao máximo o acúmulo de poeira em sua casa e/ou nos locais em que você fica com mais frequência.

13. Tome cuidado com o ar condicionado. Isso porque, além de retirar a umidade do ar e deixar o ambiente frio, ele pode favorecer a concentração de poluentes (se não for submetido à limpeza regular).

Causas da sinusite

Flávia explica que as rinossinusites agudas são as mais comuns e suas causas principais são: infecções virais (resfriados) e infecções bacterianas.

Veja também 5 maneiras de desentupir o nariz

As rinossinusites crônicas, de acordo com a otorrinolaringologista, são mais raras, e são definidas como um processo inflamatório infeccioso bacteriano crônico persistente.

Há também rinossinusites fúngicas, em que os fungos são os agentes causadores, conforme destaca a médica.

“Como a sinusite é uma doença multifatorial, os prováveis fatores contribuintes podem ser infecções, alergias e variações anatômicas da cavidade nasal e dos seios paranasais”, acrescenta Flávia.

A gripe, por exemplo, é um problema que, por baixar a imunidade, abre caminho para bactérias. Um ambiente com ar-condicionado ou um clima muito seco também ajudam a disseminar fungos. Choque térmico, determinados cheiros, tabagismo e excesso de pó também são alguns agravantes.

Tipos de sinusite

Foto: Getty Images

A sinusite é dividida em diferentes tipos, dependendo dos seios nasais afetados, da duração dos sintomas e da causa.

Levando em conta a região dos seios em que se manifesta, pode se classificar em:

  • Maxilar (maçãs do rosto)
  • Etmoidal (entre o globo ocular e o nariz)
  • Frontal (testa)
  • Esfenoidal (provoca dor na lateral ou no vértice da cabeça ou, às vezes, na altura do dente canino).

Já quando se fala em duração dos sintomas, de acordo com Flávia, a sinusite pode ser:

  • Aguda: quando tem duração inferior a 12 semanas e resolução completa dos sintomas.
  • Crônica: quando tem mais de 12 semanas e sem resolução completa dos sintomas.

Quando se avalia a sinusite pelas causas, pode ser classificada como:

  • Sinusite viral, se for provocada por vírus.
  • Sinusite bacteriana, se causada por bactérias.
  • Sinusite alérgica, se for causada por uma alergia.
  • Sinusite fúngica, se for causada por fungos.

Sintomas e diagnóstico da sinusite

Flávia destaca como principais sinais da sinusite:

  • Obstrução e secreção nasal;
  • Gotejamento de secreção pós-nasal (atrás do nariz, engolindo a secreção);
  • Dor ou pressão na face;
  • Dor de cabeça;
  • Perda de olfato.

Vale destacar que a sinusite crônica e a sinusite aguda têm sintomas bem semelhantes, mas esta segunda é uma infecção temporária dos seios (associada muitas vezes a um resfriado, por exemplo).

Já a crônica, possui duração prolongada (maior que 12 semanas) e a obstrução nasal ou secreção nasal podem estar associadas a mais alguns sintomas, como: dores no maxilar superior e dentes, tosse, garganta inflamada, fadiga, irritabilidade.

Veja também Ar seco pede cuidados redobrados com a saúde

Cada caso é único e deve ser avaliado por um especialista para que o melhor tratamento seja indicado após descoberta a causa do problema.

“O diagnóstico é clínico, através da história e exame físico. Exames de imagem somente são necessários quando há suspeita de complicações”, destaca Flávia.

Como prevenir a sinusite?

Foto: Getty Images

Confira as principais dicas que podem ajudar você a evitar a sinusite:

  1. A lavagem nasal, de acordo com a otorrinolaringologista, contribui bastante na prevenção. As narinas devem ser lavadas com solução fisiológica 0,9%, em abundância, diariamente.
  2. “Também devemos considerar o controle dos possíveis fatores causais, como tratamento da rinite alérgica e correção de possíveis alterações anatômicas nasais”, destaca Flávia.
  3. Procurar um médico para acompanhar gripes e resfriados também é uma medida interessante.
  4. Seguir uma dieta equilibrada (com todos os grupos alimentares) é fundamental para fortalecer a imunidade.
  5. Manter-se bem hidratada (tomando cerca de 2 litros de água por dia) ajuda a prevenir a ocorrência de infecções.
  6. Não passar muitas horas sem se alimentar é um hábito importante, pois, caso contrário, o organismo prioriza a manutenção das funções vitais e, com isso, o combate à infecção torna-se secundário.
  7. Lavar bem as mãos, especialmente antes de manusear alimentos ou levá-las à boca, já que elas estão sempre propensas a entrar em contato com o vírus da gripe e outros agentes alergênicos.
  8. Tomar cuidado com o excesso de pelos de animais, poeira domiciliar, insetos etc.
  9. Evitar cheiros fortes como, por exemplo, velas, sprays aromatizadores.
  10. Proteger-se do frio utilizando, por exemplo, cachecol, lenços, além de agasalhos.
  11. Não fumar e evitar ficar perto de pessoas que estejam fumando.
  12. Praticar exercícios físicos, pois estes promovem a melhora do sistema cardiorrespiratório, além de fazerem bem para o organismo em geral.

O mais importante, no caso de quem já teve sinusite, é seguir à risca as orientações passadas pelo profissional que o acompanha.

Tratamentos e cirurgia

Foto: Getty Images

Flávia explica que, para a rinossinusite aguda viral, o tratamento é sintomático e local, com a lavagem nasal. “Já na bacteriana, necessitamos usar antibióticos”.

“Para a rinossinusite crônica, na maioria das vezes, se faz necessário o tratamento cirúrgico e medicamentoso tópico e oral (lavagem nasal, antibióticos orais)”, acrescenta a otorrinolaringologista.

Abaixo você confere as principais considerações e exemplos de tratamentos que podem ser recomendados para ajudar a aliviar os sintomas da sinusite:

  • Lavagem nasal é importante tanto na prevenção como no tratamento da sinusite.
  • Corticoides nasais podem ser indicados.
  • Corticosteroides orais ou injetáveis podem ser indicados pelo médico para aliviar inflamações de sinusite grave. Quando usado por longos períodos podem causar sérios efeitos colaterais, por isso são recomendados somente para tratar sintomas graves.
  • Descongestionantes podem ser encontrados em forma de comprimidos, líquidos ou sprays nasais. Também só devem ser utilizados com indicação médica.
  • Os antibióticos costumam ser indicados no caso da sinusite bacteriana.
  • Cirurgia: “indicamos a cirurgia quando há alterações na anatomia do nariz que predispõem a rinossinusite, geralmente nos casos crônicos e nos agudos de repetição. A cirurgia também é indicada nos casos em que há complicação da rinossinusite (por exemplo, quando a infecção atinge o olho)”, explica a otorrinolaringologista Flávia.

Vale destacar que o melhor tipo de tratamento deverá ser indicado por um médico de sua confiança, afinal, a automedicação é muito perigosa e pode agravar o caso em vez de melhorar os sintomas.

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Источник: https://www.dicasdemulher.com.br/sinusite/

Remédio caseiro para sinusite – 12 opções para aliviar sintomas

7 formas naturais de aliviar a sinusite

Aquela dor entre os olhos e, até mesmo, uma certa pressão na cabeça, provavelmente pode ser sinusite. O problema de saúde causa a inflamação dos seios paranasais, que engloba os olhos, as maçãs do rosto e a testa. Apesar disso, você pode usar algum remédio caseiro para sinusite e amenizar os sintomas.

Independente se é aguda ou crônica, a sinusite requer tratamentos e, muitas vezes, podem estar relacionados com simples hábitos. Na forma aguda surge inesperadamente e pode ter curta duração. Apesar disso, no caso crônico pode se estender por períodos longos.

Congestionamento na mucosa nasal provocada pela sinusite

Contudo, alguns casos contribuem para o desenvolvimento da sinusite. Problemas como alergia respiratória, tabagismo ou exposição à gases tóxicos e poeira. Entre outros exemplos estão: gripe, redução de imunidade, infecção por bactérias, desvio de septo nasal, asma, fungos e etc.

Com relação aos sintomas pode-se destacar: irritação na garganta, tosse, redução do olfato, dores de cabeça, cansaço, dores musculares e congestão nasal. Contudo, em alguns casos também pode haver sangramento do nariz, febre e perda de apetite.

Ao misturar água morna e sal, cria-se uma composição efetiva para a limpeza das vias aéreas. Além disso, a solução tem efeito hidratante e descongestionante.

O ideal é dissolver 1 colher de sal em um copo d’água e, logo após, inserir o líquido no nariz com o auxílio de uma seringa, por exemplo. Com essa opção, será possível extrair a secreção que provoca o congestionamento nasal.

Por fim, você tem um ótimo remédio caseiro para sinusite.

Solução caseira: água morna + sal

Algumas gotas de soro fisiológico pode ser um aliado na limpeza nasal, já que é capaz de obstruir a sujeira e as secreções. Com isso, é mais fácil assoar o nariz para eliminar a congestão.

Solução de soro fisiológico que pode encontrar em qualquer farmácia

3 – Cloreto de magnésio

Similar a solução salina, o magnésio de cloreto atua como o soro fisiológico promovendo a limpeza e descongestionamento nasal.

Uma das únicas indicações do cloreto de magnésio é para sinusite

4 – Inalação com cebola

Se é para o tratamento de sinusite, a cebola não serve apenas para tempero e é uma opção. Todavia, as suas propriedades antivirais e antibacterianas ajuda no alívio dos sintomas da sinusite. Lembre-se que não é uma cura, mas ameniza o quadro.

A cebola atua da obstrução do congestionamento nasal

5 – Suco de espinafre

Não é só o Popeye que usufrui dos benefícios do espinafre. quem tem sinusite também. A verdura possui propriedades anti-inflamatórias e também atua na eliminação de secreção. No entanto, é uma alternativa para o alívio dos sintomas.

Suco de espinafre é anti-inflamatório

6 – Chá de camomila

Por ser antisséptica, anti-inflamatória, cicatrizante e analgésica, a camomila é uma opção para combater inflamação mucosa e da gargante, além também de amenizar a congestão nasal.

Camomila: opção de chá caseiro

7 – Refeições mornas

Duas opções simples de refeições para desobstruir as vias aéreas são as sopas e caldos. Ou seja, ambos conseguem atenuar a dor e irritação nasal.

Refeições mornas são aliados no alívio de dores

Com ação expectorante o eucalipto entra na lista sendo usado por meio da nebulização, ou seja, será necessário inalar o vapor. Desta forma, ao adicionar água e sal o efeito do descongestionamento nasal pode ser potencializado.

Inalação de eucalipto mergulhado em água para sinusite

9 – Umidifique o ar

Para umidificar o ar há dois métodos: primeiro, usando o aparelho específico e, segundo, colocando água morna em algum recipiente para ser colocado nos ambientes. Basicamente, essa alternativa evita que o local fique seco e mantém hidratada as vias aéreas.

Aparelho é capaz de manter o ambiente mais úmido

10 – Vapor de ervas

Folhas e flores de camomila ou eucalipto também funciona como remédio caseiro para sinusite. Para isso, use um recipiente e adicione água quente e, depois junte as ervas. A inalação do vapor dessa solução ajuda contra a congestão nasal. Contudo, pode-se usar um pano quente e úmido sobre o rosto que ajudará na respiração.

Mistura de flores e plantas amenizam a sinusite

11 – Beba mais água

Hidratar o corpo tem vários benefícios e, portanto, auxilia no tratamento da sinusite já que hidrata a mucosa nasal. Sendo assim, chás sem açúcar também podem ter o mesmo efeito.

Ingerir, principalmente, água mantém o corpo hidratado

12 – Descanso

Por fim, o repouso é um aliado contra a potencialização dos sintomas. Ademais, evitar esforços físicos e noites mal dormidas ajudam o corpo a se recuperar do cansaço. Entretanto, isso não significa que não possa fazer nenhum movimento. Nesse caso, é importante manter caminhadas leves, por exemplo, em locais arejados. Contudo, em caso de alergia, observe o ambiente.

O corpo precisa de descanso para se fortalecer contra a sinusite

Você gostou de algum remédio caseiro para sinusite indicado nesse artigo? Então veja sobre Dor de garganta: 10 remédios caseiros para curar sua garganta

Fontes: Guia da Farmácia Minha Vida Tua Saúde

Imagens: Women’s Helth InfoMoney Mercado Bom Sucesso Alto Astral Greenme O Fala Veja Saúde Fala Universidades Clinmage Blossom Santa Apolonia Kitano Suino São Joaquim Online Salute

Источник: https://segredosdomundo.r7.com/remedio-caseiro-para-sinusite/

Como tratar sinusite em criança logo no início? Entenda!

7 formas naturais de aliviar a sinusite

A inflamação nos seios nasais é uma condição muito comum nos primeiros anos de vida. Por essa razão, os pais devem saber como tratar a sinusite em crianças. O primeiro passo é sempre a consulta com um pediatra, o qual indicará as medidas corretas para melhorar a causa do problema. As medidas de alívio e tratamento que falaremos aqui precisam ter sido indicadas por este profissional.

Devido à imaturidade dos seus sistemas respiratório e imunológico, elas não conseguem se defender adequadamente das infecções. Por exemplo, até os seis anos de idade, é perfeitamente comum que elas tenham de 6 a 9 crises de sinusite aguda todos os anos sem que isso gere maiores preocupações nos pediatras. À medida que ficam mais velhas, porém, há uma redução nesse número.

Para isso, neste post, vamos ajudá-lo a identificar os sintomas desse quadro e os principais sinais de alerta. Depois disso, falaremos sobre as medidas de tratamentos caseiros e médicos. Quer saber mais? Não deixe de acompanhar o post até o final!

O que é sinusite?

Conceitualmente, a doença é definida como uma inflamação dos seios nasais. Essas estruturas ficam dentro do nosso crânio, logo atrás do nariz. Por essa razão, a dor e a vermelhidão na face são uma das queixas.

Para eliminar o micro-organismo invasor, secreções começam a ser produzidas com células de defesa, as quais provocam uma cor amarelada ou verde, conhecida popularmente como “catarro”.

Vários outros sinais e sintomas podem aparecer durante o quadro, como:

  • febre;
  • dor de cabeça;
  • mal-estar;
  • cansaço;
  • tosse durante a noite, entre outros.

Quais são as principais causas de sinusite?

Não há uma causa única para sinusite, porém, podemos classificá-la em 4 tipos principais. Vamos falar de cada uma, a seguir!

Viral

Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, não são as bactérias as principais causas de sinusite, mas os vírus. Apesar de não haver uma estatística sobre o assunto, os profissionais acreditam que eles sejam responsáveis pela maioria dos casos.

As épocas de inverno e de tempo seco deixam as crianças mais expostas à infecção. Como elas passam grande parte do tempo nas creches e escolas, basta uma criança doente para que haja um surto.

Felizmente, a doença tem um curso benigno de resolução espontânea. Assim, não é necessário tratá-la com antibióticos. Busca-se somente um alívio dos sintomas como a coriza, a febre e a dor no corpo. Isso pode ser feito com soro fisiológico e antitérmicos.

Bacteriana

É a causa que mais preocupa os médicos e as mães, pois o quadro clínico é mais intenso. Os pequenos perdem grande parte do apetite, ficam quietinhos na cama, apresentam febre alto e parecem nunca sarar. Nesse caso, pode ser necessária a administração de um antibiótico, porém, ele só pode ser receitado pelo médico.

Alérgica

É uma manifestação aguda de uma alergia respiratória. Ao entrar em contato com pelos, pólen, mofo, entre outros, há uma reação imediata dos seios nasais, que produzem muita secreção. Na maioria das vezes, não há sinais sistêmicos de febre, dor no corpo e queda do estado geral.

Inserção de corpo estranho

As crianças pequenas, frequentemente, tentam inserir peças de brinquedos por suas narinas, mas muitos deles não passam pelo pequeno orifício. No entanto, pode ocorrer de eles conseguirem isso sem que os pais vejam.

Esse objeto vai gerar uma reação do organismo e facilitar as infecções, sendo a principal suspeita quando há sinusites bacterianas de repetição, pois, ao contrário das virais, elas não ocorrem muitas vezes em um mesmo período. A partir de uma radiografia, o médico poderá chegar ao diagnóstico.

Quais as diferenças entre a sinusite aguda e a crônica?

Praticamente todas as doenças respiratórias se apresentam de duas formas:

  • aguda: começa de repente e se cura espontaneamente ou com o tratamento. Não dura mais do que duas semanas;
  • crônica: a criança apresenta vários quadros repetidos, os quais praticamente nunca se resolvem com o tratamento usual das formas agudas.

Esse é o caso da bronquite e da rinite, provocadas por uma reação exagerada do sistema imune a alérgenos.

Na sinusite, entretanto, a cronicidade possivelmente indica outro problema, como defeitos do septo nasal, doenças congênitas, reação de corpo estranho etc.

Assim, o profissional deverá iniciar uma investigação maior, que pode envolver exames de imagem, consultas com otorrinos e tratamentos prolongados.

Como tratar a sinusite em criança logo no início?

Como a maioria das infecções são virais, o tratamento inicial pode ser mais brando e feito pelos pais, em casa. As medidas também poderão ser adotadas para outras condições respiratórias, como a rinite.

Nebulização

Esse equipamento é excelente para as formas agudas e crônicas. A umidificação das narinas ajuda a dissolver a secreção, o que facilita a sua eliminação e alivia a congestão nasal. O procedimento mais correto é utilizar somente soro fisiológico sem nenhum outro medicamento.

Bolsa de água quente

As bolsas de água quente ajudam a facilitar a drenagem das secreções pelo organismo, reduzindo a obstrução à passagem do ar. Isso proporciona um alívio sintomático.

Alimentação

O sistema imunológico será a principal defesa do corpo contra os micro-organismos. Para isso, ele deve estar funcionando adequadamente, o que só é possível com uma alimentação completa e equilibrada. Dê bastante frutas, legumes e vegetais para o doente. Se ele estiver se recusando a comer, não force, pois isso pode provocar engasgos.

O que fazer se não houver melhora?

Algumas situações devem chamar a atenção dos pais, como:

  • ausência de melhora do quadro no prazo de dez dias;
  • uma piora significativa dos sintomas, com o surgimento de inapetência, febre alta e prostração intensa;
  • em poucos dias após uma melhora importante, houver o ressurgimento das queixas.

Então, será o momento de procurar a ajuda médica novamente para que o pediatra indique um tratamento resolutivo. Em alguns casos, poderá ser necessária também a realização de cirurgias, como a remoção de corpo estranho, correção de desvio de septo, cauterização de cornetos nasais hipertrofiados etc. São procedimentos simples de poucas horas, mas essenciais para evitar a sinusite crônica.

Portanto, todos os pais e responsáveis devem saber como tratar sinusite em crianças nos casos mais leves. Afinal, provavelmente, os filhos podem apresentá-la várias vezes aos anos. Muitas medidas podem ser tomadas em casa, mas é preciso muita observação e, em caso de qualquer sinal de alarme, a criança deverá ser levada ao médico o quanto antes.

Quer continuar recebendo as melhores dicas para a sua saúde e de seus filhos? Então, não deixe de assinar nossa newsletter!

Источник: https://conteudo.omronbrasil.com/como-tratar-sinusite-em-crianca/

Como é feito o tratamento para sinusite e opções caseiras

7 formas naturais de aliviar a sinusite

O tratamento para a sinusite aguda, geralmente, é feito com remédios para aliviar os principais sintomas causados pela inflamação, prescritos pelo clínico geral ou otorrino, no entanto algumas medidas caseiras como lavagem nasal com água e sal ou soro fisiológico, ou inalações a vapor podem ajudar a reduzir os sintomas e o incômodo da doença.

Desta forma, o tratamento para sinusite, normalmente, inclui o uso de remédios como:

  • Analgésicos e anti-inflamatórios como o Paracetamol ou o Ibuprofeno, por exemplo, para aliviar a dor de cabeça e dos ossos da face, e diminuir a inflamação dos seios nasais;
  • Sprays nasais como Fluticasona ou Mometasona, por exemplo, sob orientação do médico, que servem para reduzir a inflamação dos seios nasais e aliviar a congestão nasal, coriza, coceira e espirros;
  • Corticóides orais como a Prednisona, sob indicação e prescrição médica, para tratar a inflamação dos seios nasais;
  • Antibióticos, como a Amoxicilina ou Azitromicina, por exemplo, são recomendados pelo médico somente para o tratamento da sinusite bacteriana, ou seja, quando é causada por uma infecção por bactérias;
  • Descongestionantes nasais contenham Nafazolina, Oximetazolina ou Tetrahidrozolina, como o Sorine, por exemplo, ajudam a melhorar os sintomas, mas devem ser feito com cautela, por menos de 3 semanas, pois causam efeito rebote e dependência.

Quando a sinusite tem uma causa alérgica, como após episódios de alergia à poeira, por exemplo, o médico poderá prescrever remédios antialérgicos como a Loratadina ou Cetirizina, para tratar a inflamação dos seios nasais desencadeada por uma alergia à poeira.

Além disso, é importante evitar antibióticos quando não há indicação de sinusite bacteriana, pois o uso desnecessário destes medicamentos pode, levar à resistência de bactérias, o que pode causar sinusite crônica e de difícil tratamento. Para diferenciar melhor cada tipo de sinusite, confira sintomas de sinusite. 

Como tratar a sinusite crônica

A sinusite crônica é aquela que dura mais que 12 semanas, geralmente causada por bactérias resistentes aos antibióticos ou por outras causas como alergias de difícil controle, por fungos ou por outras situações mais raras, como por deficiência da imunidade ou alterações na drenagem da secreção dos seios da face, como acontece na fibrose cística, por exemplo.

O tratamento para a sinusite crônica é prolongado, durando 3 ou 4 semanas, e pode incluir o uso de antibióticos, corticoides orais ou em spray nasal, bem como nebulizadores com água filtrada ou soro fisiológico para aliviar a congestão nasal.

Nos casos em que as pessoas com sinusite crônica não melhoram com as medicações, a cirurgia pode ser indicada pelo médico otorrinolaringologista para tentar resolver o problema. Esta cirurgia consiste na abertura dos buracos de drenagem dos seios da face, facilitando a drenagem do muco retido nos seios, ou na correção de desvio do septo do nariz, melhorando os sintomas da sinusite.

Saiba mais sobre como é feita, riscos e recuperação da cirurgia para sinusite.

Opções de tratamento caseiro

Algumas opções de tratamento caseiro podem ajudar a complementar o tratamento, mas não substituem as orientações do médico. Uma ótima opção é a lavagem nasal com água e sal, pois ela facilita a retirada das secreções, deixando as vias aéreas livres, diminuindo a dor e o congestionamento nasal. Veja como fazer esta solução salina para sinusite.

Outro remédio natural para sinusite são as inalações de vapor de plantas medicinais, como eucalipto ou com cascas de laranja, pois possuem propriedades expectorantes.

Para fazer estas inalações, deve-se colocar 1 gota de óleo essencial de eucalipto ou a casca de 1 laranja numa panela, juntamente com 1 litro de água, e deixar ferver.

Depois, apagar o fogo e inspirar o vapor, quando este estiver amornado, para evitar lesões.

Tratamento para sinusite infantil

O tratamento da sinusite infantil também deve ser feito de acordo com a sua causa e com os sintomas de cada criança, com uso de anti-inflamatórios, anti-alérgicos e, se necessário, antibióticos que devem ser prescritos pelo pediatra de acordo com a idade e o peso da criança.

Além dos remédios, uma ótima solução é fazer lavagens nasais com soro fisiológico ou água e sal, assim como, nebulizações com soro fisiológico, para facilitar a saída das secreções e aliviar a inflamação dos seios nasais e alguns sintomas como a coriza e o congestionamento nasal. Veja como fazer as nebulização para sinusite assistindo esse video: 

Cuidados durante o tratamento para sinusite

Durante o tratamento para sinusite, é importante adotar alguns cuidados como:

  • Beber cerca de 1,5 a 2 litros de água por dia;
  • Evitar frequentar locais com fumaça do cigarro ou com o ar condicionado ligado;
  • Evitar limpar a casa até a sinusite passar;
  • Evitar estar em locais ou manipular objetos com muita poeira.

Além disso, se estiver em um local frio, é recomendado proteger a boca e o nariz com cachecol.

Sinais de melhora

Os sinais de melhora da sinusite incluem a diminuição da coriza, do congestionamento nasal, da dor de cabeça e da dor nos ossos da face.

Sinais de piora

Os sinais de piora da sinusite incluem o aumento da coriza, do congestionamento nasal, da dor de cabeça e da dor nos ossos da face. Nestes casos, é importante retornar ao médico para reavaliar os sintomas e considerar a possibilidade de mudar ou aumentar a dose dos medicamentos. 

Источник: https://www.tuasaude.com/tratamento-para-sinusite/

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: