9 Plantas venenosas que pode ter em casa

Contents
  1. Visão | Plantas tóxicas: Perigos escondidos nos jardins e até em casa
  2. Incógnitas com os animais
  3. Cuidado com o cão (e o gato)
  4. 6 Plantas que você não deve ter dentro de casa de jeito nenhum
  5. 7) Uma das plantas mais venenosas, o Philodendron
  6. 6) Nunca coloque uma hortência dentro de casa
  7. 5) Planta linda e mortal… beladona
  8. 4) Estrela-do-natal ou bico-de-papagaio
  9. 3) Plantas venenosas inesperadamente: sálvia
  10. 2) Cuidado com a planta Serpentária!
  11. 1) Plantas não venenosas que você pode ter com segurança em casa
  12. Veja também:
  13. Plantas Tóxicas – Evite ter em casa com crianças
  14. Saiba tirar riscos do piso de madeira
  15. Plantas tóxicas e reações em animais
  16. Conheça 16 plantas venenosas que podem estar bem próximas de você
  17. 1. Espada-de-São-Jorge
  18. 2. Lírio-da-paz
  19. 3. Espirradeira
  20. 4. Costela-de-Adão
  21. 5. Copo-de-leite
  22. 6. Comigo-ninguém-pode
  23. 7. Pinhão-roxo
  24. 8. Mamona
  25. 9. Coroa-de-Cristo
  26. 10. Tinhorão
  27. 11. Estramônio
  28. 12. Cicuta venenosa
  29. 13. Azaleia
  30. 14. Avelós
  31. 15. Mandioca brava
  32. 16. Dedaleira
  33. 25 plantas tóxicas para evitar se você tiver animais em casa
  34. 1. Dama-da-noite
  35. 2. Azaleia
  36. 3. Mamona
  37. 4. Espirradeira
  38. 5. Coroa-de-cristo
  39. 6. Lírio
  40. 7. Hera
  41. 8. Bico-de-papagaio
  42. 9. Glicínia
  43. 10. Espada-de-são-jorge
  44. 11. Comigo-ninguém-pode
  45. 12. Costela-de-adão
  46. 13. Copo-de-leite
  47. 14. Mandioca brava ou castelinha
  48. 15. Samambaia
  49. 16. Antúrio
  50. 17. Violeta
  51. 18. Tomate verde
  52. 19. Dedaleira
  53. 20. Cannabis
  54. 21. Beladona
  55. 22. Hibisco
  56. 23. Avenca
  57. 24. Fumo-bravo
  58. 25. Tulipa
  59. Plantas venenosas – 16 tipos mais comuns no Brasil
  60. 2. Mandioca Brava
  61. 3. Lírio-da-paz
  62. 4. Espada-de-São-Jorge
  63. 5. Costela-de-Adão
  64. 6. Avelós
  65. 7. Azaleia
  66. 8. Cicuta venenosa
  67. 9. Estramônio
  68. 11. Espirradeira
  69. 12. Coroa-de-Cristo
  70. 13. Mamona
  71. 14. Pinhão-roxo
  72. 15. Comigo-ninguém-pode
  73. 16. Copo-de-leite

Visão | Plantas tóxicas: Perigos escondidos nos jardins e até em casa

9 Plantas venenosas que pode ter em casa

As folhas das hortênsias podem causar náuseas e dermatite de contacto, e as das estrelas-do-natal provocam irritação nos olhos e dificuldades na visão.

O loendro, aquele arbusto com flores brancas e cor-de-rosa que se vê com frequência junto aos separadores das autoestradas, é todo ele tão tóxico que pode originar tonturas, vómitos e uma sensação de pulsação fraca.

E a seiva da difembáquia (Dieffenbachia ssp), uma plantinha de interior ornamental que é escolhida por ter fama de purificar mais o ar do que as outras, leva ao edema da língua e da glote e à asfixia.

São muitas as plantas que, por conterem substâncias tóxicas, podem ser prejudiciais – e até perigosas – para a saúde. A maioria exige cuidados especiais no seu manuseamento, e algumas podem mesmo ser desaconselhadas caso existam crianças pequenas ou cães e gatos nas proximidades.

“É preciso ensinar as pessoas a terem atenção ao que compram”, diz a engenheira agrónoma Teresa Vasconcellos. “Não comprem pela boniteza, mas pensem no que metem em casa porque há plantas que podem provocar alergias.

No outro dia, um colega meu salvou uma pessoa no estrangeiro ao reconhecer uma planta muito tóxica que estava no hall do hotel.”

A difembáquia talvez seja a mais perigosa, com mais acidentes, diz esta investigadora do Instituto Superior de Agronomia, em Lisboa. “Ela pode fazer exsudados depois da rega, bastando tocar no chão que esteja pingado para uma pessoa nem conseguir respirar. E mata gatos.”

Logo abaixo, numa eventual lista das plantas tóxicas que encontramos facilmente em Portugal, Teresa Vasconcellos aponta o loendro (Nerium oleander), nalgumas regiões conhecido como aloendro ou cevadilha. “Já têm morrido pessoas por usarem os seus ramos como se fossem de louro, em espetadas”, conta. “Depende da quantidade de carne que comerem, claro.”

Cinco minutos a ouvir esta engenheira agrónoma deixa-nos com vontade de ir a casa deitar fora várias plantas, a começar pelas hortênsias.

Mas há uma frase sua que ajuda a pôr as coisas em perspetiva: “As hortênsias contêm cianeto, sim, mas se elas fossem assim tóxicas o que aconteceria nos Açores, onde até são invasoras? O que é importante”, repete, “é ensinar as pessoas.

Explicar-lhes que não devem pôr nada à boca, devem jardinar com luvas e ter atenção com os bichos.”

Incógnitas com os animais

As dúvidas são muitas, sabe-se no Centro de Informação Antivenenos (CIAV), ao qual as chamadas de casos que envolvem plantas chegam habitualmente com perguntas.

“Somos contactados sobretudo por causa de criancinhas que metem uma folha na boca e choram porque sentem ardor nas mucosas da boca”, conta Fátima Rato, médica coordenadora deste centro de consulta telefónica na área da toxicologia que funciona na dependência do INEM.

Nos últimos três anos, foram atendidas no CIAV 100 a 150 chamadas por ano, num universo de cerca de 30 mil. “No cômputo geral, são ínfimas aquelas que se referem a plantas, e recebemos do País todo, tanto de hospitais (os colegas normalmente ligam para aqui) como diretamente do público”, nota a mesma médica.

Ainda segundo Fátima Rato, no período do Natal surgem com alguma frequência relatos de ingestão de bagas de azevinho.

Quanto aos loendros, “que existem por todo o lado”, lembra, os casos de irritabilidade das mucosas são “mínimos”, considerando a distribuição no País.

Porém, embora a prática lhe diga que os casos e a sintomatologia grave são raros, recomenda que se evite ter plantas tóxicas em locais onde o potencial de ocorrência é grande – junto a parques infantis, por exemplo.

As dúvidas são também muitas quando se trata de cães e de gatos, sabe a veterinária Carolina Rebelo, fundadora da Linha Saúde Animal 24, que funcionou entre dezembro de 2016 e junho de 2018.

Ao call center chegaram alguns casos de suspeitas de intoxicação por plantas, em que os animais apresentavam sintomas, mas os donos não tinham a certeza do que se passara. “Os sintomas são inespecíficos”, nota.

“Normalmente, como há vómitos e diarreia, pensa-se que é um problema gastrointestinal, mas pode ser uma insuficiência renal – e causada por uma planta tóxica.”

É difícil chegar a um diagnóstico, até porque os sintomas podem aparecer quase 24 horas depois. Só uma vez lhe aconteceu terem sido os próprios donos a dar ao cão uma planta altamente tóxica – aloé vera –, que acreditavam ser benéfica. Por sorte, o animal vomitou e sobreviveu, recorda.

“Há certas plantas que não se devem ter, sobretudo no caso de haver gatos”, diz a mesma veterinária.

“Eles andam por todo o lado, e embora tenham um apetite mais seletivo do que os cães (o meu primeiro cão comeu um esfregão da loiça que cheirava a limão…), podem brincar com as plantas e haver ingestão por brincadeira.”

O médico, alquimista, físico e astrólogo suíço-alemão Paracelso dizia, já no século XVI, que “tudo é venenoso e nada é veneno, só a dose faz o veneno”.

A prática de Carolina Rebelo diz-lhe que não há uma proporção da quantidade ingerida com a toxicidade – tem que ver com o metabolismo do animal.

E dá um exemplo: “O chocolate faz mal aos cães, mas dois quadradinhos podem não afetar um chihuahua e causar sintomas graves a um labrador.” E, voltando às plantas tóxicas, quem diz cães, diz pessoas.

Cuidado com o cão (e o gato)

Os sintomas de intoxicação por plantas são inespecíficos, alerta a veterinária Carolina Rebelo

1 – Plantas comuns mais tóxicas Lírios, tulipas, aloé vera, palmeira cica, loendro, hera, rícino, rododendro (ou azálea)

2 – Modo de exposição Por contacto, ingestão e/ou inalação

3 – Principal sintomatologia Vómitos, diarreia, dificuldade em urinar, prostração, falta de apetite, abdómen distendido

4 – O que fazer Levar de imediato o animal ao veterinário para fazer um exame de estado geral, e depois estar atento ao aparecimento de sintomas

5 – O que não fazer Nunca dar leite para “limpar”, nem dar azeite, sal ou detergente para induzir o vómito. Também não se deve tentar provocar o vómito pondo os dedos na garganta do animal

Источник: https://visao.sapo.pt/atualidade/sociedade/2018-10-07-plantas-toxicas-perigos-escondidos-nos-jardins-e-ate-em-casa/

6 Plantas que você não deve ter dentro de casa de jeito nenhum

9 Plantas venenosas que pode ter em casa

As plantas de interior são um ótimo elemento decorativo para a nossa casa e escritório. Embelezam e dão vida à sala de estar, dão harmonia para a cozinha e, se possuem flores perfumadas, deixam o seu perfume natural por toda a casa. Porém, podem ser plantas venenosas.

Se, por um lado, elas são populares como elemento decorativo doméstico, por outro é preciso lembrar que são seres vivos e que, como tais, podem não ser totalmente inofensivas ao homem.

Em particular, devemos estar muito atentos se em casa temos crianças pequenas (naquela faixa etária em que tudo aquilo que se encontra vai parar… na boca!) e animais domésticos que podem ingerir as folhas, as flores ou até simplesmente tocá-las.

Sim, porque nem todas as plantas são inofensivas, algumas podem ter componentes que irritam a pele ou também que podem ser muito tóxicos para o organismo!

A esta altura, vamos ver quais são estas plantas das quais temos que nos proteger e quais NÃO devemos ter em casa >>

7) Uma das plantas mais venenosas, o Philodendron

No Brasil, é conhecida com o nome popular de Imbé e é muito difundida: é uma planta super bonita e em casa cria um efeito como se fosse um cenário, graças as suas folhas grandes e imponentes que podem atingir até um metro de altura.

Mas mesmo assim, é preciso ter cuidado e não estar muito perto, pois os pecíolos (são os cabinhos que unem as folhas à planta) emitem uma substância branca leitosa que pode causar irritações na pele e nos olhos e, se acidentalmente ingerida, pode até mesmo provocar asfixia! (O negócio é regar e sair correndo! Brincadeira)

Imagem à esquerda: Pexels – Imagem ao centro: Pixabay – Imagem à direita: Wikipedia

6) Nunca coloque uma hortência dentro de casa

Levante a mão quem nunca quis ter na sacada ou varanda uma linda e exuberante hortência, com aquelas belas florzinhas azúis, roxas, e as vezes rosa.

Pois é, só que atrás da sua grande beleza, se esconde uma certa periculosidade, porque as suas flores e folhas contêm a hidrangina.

Uma substância que, se ingerida, provoca sintomas semelhantes aos causados pelo cianeto, como náuseas, vômito, cólicas abdominais, diarréia, convulsões e até coma! E isso já nos dá uma idéia do porquê é melhor evitá-las dentro de casa.

Imagem: Pixabay

5) Planta linda e mortal… beladona

A beladona sempre foi utilizada como remédio à base de plantas, devido as suas propriedades anti-inflamatórias e por suas propriedades benéficas ao sistema nervoso, porém existem muitas contra-indicações.

É que ela pode ser uma das plantas venenosas até mesmo com um simples contato: a beladona contêm nos seus frutos e flores os alcalóides, componentes tóxicos que na antiguidade, eram utilizados para a fabricação de um soro venenoso.

E não é só isso! Já foi usada no Antigo Egito como narcótico e na Idade Média teve grande sucesso pelo seu uso na, pasmem, bruxaria!

Imagem: Pixabay

4) Estrela-do-natal ou bico-de-papagaio

Muitas pessoas adoram comprar essa planta com flores na época do Natal.

E ela é linda! O perigo do bico de papagaio está na sua seiva que parece leite, pois esta é muito tóxica.

Por isso, se você colocá-la em casa, use sempre luvas quando for manuseá-la. Suas toxinas podem causar irritações na pele, com direito a coceira, bolhas e dor como a dor da queimadura.

Imagem: Pixabay

3) Plantas venenosas inesperadamente: sálvia

Essa me surpreendeu! Sim, porque a sálvia é muito conhecida: se usa na culinária para temperar os pratos a base de carnes e peixes. Se usa como remédio natural pelas suas propriedades anti-inflamatórias e é usada até mesmo em cosméticos.

Aparentemente, nem todos sabem que o tipo mais comum é aquela utilizada na cozinha, que é a salvia officinalis, enquanto que as plantas venenosas são a salvia divinorum que possui folhas maiores e que contêm a salvinorina, uma perigosa substância com efeitos danosos e alucinógenos como aqueles da droga!

Imagem: Wikipedia

2) Cuidado com a planta Serpentária!

Quando eu fui pesquisar sobre essa planta, só de ler o nome científico já me borrei toda: Dracunculus vulgaris, ou seja, boa coisa não é! O nome deriva do grego e significa “pequeno dragão” ou “pequena serpente”(porque o caule é todo manchadinho como o de uma cobra).

No Brasil, também é chamada de Serpentina e Cachimbo-de-turco. Estas plantas venenosas liberam um cheiro forte e ruím, o que também é um alarme indicando claramente o perigo.

Porém, a planta é super exótica e de cores vibrantes, o que pode ser uma tentação para decorar a casa e também um fator que atrai as crianças.

Imagem: Wikipedia

1) Plantas não venenosas que você pode ter com segurança em casa

Felizmente, existem algumas plantas que você pode ter dentro de casa tranquilamente, mesmo tendo crianças e animais domésticos. Entre elas estão as palmeiras, uma planta que também tem a vantagem de purificar o ar liberando-o das perigosas emissões de formaldeído que poluem o nosso ar doméstico.

Outra planta muito conhecida e que não exige muitos cuidados é a famosa espada-de-são-jorge, também chamada de língua-de-sogra, rabo-de-lagarto e sanseviéria. Esta planta também tem a vantagem de purificar o ar pois é capaz de re-oxigenar os ambientes, liberando-os do dióxido de carbono.

E tem ainda a planta que conhecemos com o nome de “jiboia” que é muito resistente e não requer grandes cuidados. A jiboia também é ótima para ter dentro de casa ou escritório, pois é útil contra a poluição dos ambientes domésticos.

Em fim, a nossa casa deve ser um lugar seguro! Portanto, não caia nas armadilhas que podem estar escondidas entre as quatro paredes da sua casa!

Imagens: Pixabay

Você gostou do artigo? Então compartilhe com as suas amigas no , elas irão lhe agradecer!

Imagens acima: à esquerda: Pixabay – à direita: Pexels

Veja também:

Pé de limão: como cultivá-lo em casa

Источник: https://www.dicasdecasaebeleza.com.br/plantas-nao-deve-ter/

Plantas Tóxicas – Evite ter em casa com crianças

9 Plantas venenosas que pode ter em casa

Embora muitas espécies da flora sejam inofensivas, algumas delas devem ser evitadas em ambientes que tenham crianças ou animais de estimação. Isso porque existem diversas plantas tóxicas, que podem causar alergias ou inflamações.

Segundo a arquiteta Adriana Victorelli, entre as plantas que devem ser evitadas estão: comigo-ninguém-pode, coroa-de-Cristo, alamanda – que é uma espécie de arbusto muito usada como trepadeira -, mamona, espirradeira e guiné.  A Coroa-de-Cristo, por exemplo, além de ter espinhos, tem uma seiva leitosa que pode causar lesões em peles e mucosas.

A Coroa-de-Cristo é uma planta toxica e deve ser evitada em lares com crianças e animais (Foto: reprodução – Flickr – Wonderlane)

+ Decore sua casa com orquídeas e deixe os ambientes mais charmosos

 + Conheça 9 plantas que atuam como repelentes naturais 

Saiba tirar riscos do piso de madeira

Já a comigo-ninguém-pode é responsável por intoxicações graves cujas principais vítimas são crianças pequenas e animais. Em toda a sua estrutura, sejam flores, folhas, caule e látex, a comigo-ninguém-pode é altamente impregnada por cristais de Oxalato de Cálcio e outras substâncias tóxicas.

Esse composto, quando entra em contato com o organismo por meio da mastigação, dispara uma reação do tipo inflamatória, com formação de edema imediato na língua e na glote, dificultando muito a respiração, podendo vir a causar até a morte por asfixia. Em contato com os olhos, o oxalato pode causar dor, irritação e lesão na córnea. E ainda o seu látex é corrosivo ao toque da pele e mucosas.

A alamanda é uma trepadeira arbustiva. É uma planta tóxica muito utilizada na medicina popular, principalmente como purgante. Porém, este uso, bem como ingestões acidentais da planta, acarretam distúrbios gastrintestinais intensos caracterizados por náuseas, vômitos, cólicas abdominais e diarreia.

A mamona também pode ser muito perigosa. O óleo é de difícil digestão e provoca diarreia, mas o maior risco na ingestão da semente está na toxina ricina. Mais de três sementes podem matar uma criança; mais de oito, um adulto.

Já uma única folha de espirradeira pode causar envenenamento. Os sintomas podem ser dores abdominais, pulsação acelerada, diarreia, vertigem, sonolência, dispneia, irritação da boca, náusea, vômitos e podem ocorrer várias horas após a ingestão. Sua ingestão pode levar à coma e morte.

A guiné é tóxica e seu consumo implica em alucinações,  apatia, alteração do sistema nervoso e insônia. Além disso, ela tem propriedades que a fazem diurética, causando extremo desgaste dos rins e provocando uma desidratação corporal. Essa planta é especialmente contraindicada para mulheres, pois tem efeito abortivo e pode causar a infertilidade em casos extremos.

Plantas tóxicas e reações em animais

Evite que os bichos de estimação comam plantas, pois elas podem ser tóxicas a eles (Fotos: Thinkstock)

Algumas plantas podem ainda ser as causas mais comuns de alergias.

 A dermatite alérgica é uma doença de pele muito comum tanto em cães que moram em casas quanto em apartamentos. A alergia é uma reação do sistema imunológico do cachorro contra alguma substância.

Os sintomas mais comuns são coceira e perda de pelos intensa, lambedura excessiva no local da alergia, secreção nos olhos, pele com machucados, crostas e inflamações.

Das várias causas que podem levar o animal a consumir uma planta tóxica, a fome é a principal delas.

Outros fatores que devem ser considerados são o vício, situação em que os animais podem desenvolver o hábito especial de ingerir a planta; a perversão do apetite, quando o animal torna-se pouco seletivo ao alimento (por exemplo, quando ocorre a deficiência de fósforo); e a adaptação, situação em que animais trazidos de regiões distantes não passam por um período prévio de adaptação em novas regiões.  Dentre as plantas que mais afetam pequenos animais destacam-se a espirradeira e comigo-ninguém-pode.

Em caso de intoxicação, é de extrema importância retirar o animal do local em que a planta está localizada e levá-lo à clínica veterinária para fazer os cuidados necessários.

++ Veja casas à venda no ZAP

+ Saiba quais são as melhores plantas para a casa de um homem

+ Veja quais são as melhores plantas para ambientes fechados

+ Aprenda a regar as plantas em períodos de economia de água

+ Confira dicas para fazer uma horta no apartamento

+ Aprenda a criar e cultivar uma horta em casa em pequenos espaços. Veja o vídeo

 + Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Informe seu nome e e-mail no espaço para comentários desta matéria. Os dados não serão publicados nessa página

Источник: https://revista.zapimoveis.com.br/veja-lista-de-plantas-toxicas-proibidas-em-casas-com-criancas-e-pets/

Conheça 16 plantas venenosas que podem estar bem próximas de você

9 Plantas venenosas que pode ter em casa

Plantas tóxicas estão por toda a parte: no canteiro da rua, no quintal do vizinho, às vezes dentro da sala de casa. Há flores que, de tão belas, nem imaginamos que podem ser tóxicas. É o caso do copo-de-leite e da dedaleira. Por isso, todo cuidado é pouco.

1. Espada-de-São-Jorge

Muita gente acredita que ela afasta as más energias e protege o lar. O que talvez as pessoas não saibam é que a espada-de-São Jorge (Sansevieria trifasciata), se ingerida, também é tóxica.

Não precisamos ficar muito preocupados, já que seu nível de toxicidade é bem baixo. Comê-la provoca salivação e irritação da mucosa. Animais domésticos costumam ser as maiores vítimas dessa planta.

Por isso, atenção com os pets!

2. Lírio-da-paz

Quem não adora lírios-da-paz? São belos, elegantes e costumam ficar bem em varandas, quintais e espaços interiores. Mas eles possuem a mesma substância tóxica do tinhorão e da costela-de-Adão: o oxalato de cálcio.

Ainda que seu nível de periculosidade seja baixo, é preciso ter cuidado com o Spathiphyllum wallisii.

Nunca mastigue suas plantas, nem deixe seus animaizinhos fazer isso, pois os efeitos serão bem incômodos: sialorreia (salivação excessiva), disfagia (dificuldade para engolir), náuseas, vômitos e diarreia.

3. Espirradeira

A espirradeira (Nerium oleander L) é bela e poderosa. O látex de suas folhas ou ramos pode provocar inflamação na pele e irritação nos olhos. E nem pense em comer as folhas ou as flores dessa planta, pois são tóxicas.

Alguns sintomas da intoxicação por Glicosídeos Cardiotóxicos, o princípio ativo da espirradeira, são: queimação na boca, língua e lábios, sialorreia (salivação excessiva), disfagia (dificuldade para engolir), além de vômitos e diarreias.

Ela também pode provocar tontura, confusão mental e arritmia.

4. Costela-de-Adão

A costela-de-Adão (Monstera deliciosa) é ótima para enfeitar espaços interiores, já que ela se dá bem com pouca luz. Suas folhas grandes, que lembram o formato de costelas humanas, possuem a mesma substância tóxica do tinhorão, os cristais de oxalato de cálcio.

Por isso, se mastigadas, as folhas da costela-de-Adão podem provocar sialorreia (salivação excessiva), disfagia (dificuldade para engolir), náuseas, vômitos e diarreia.

Apesar disso, a costela-de-Adão pode ser considerada uma das menos nocivas dentre as plantas tóxicas desta lista.

5. Copo-de-leite

O copo-de-leite (Zantedeschia aethiopica Spreng) costuma enfeitar nossos jardins e salas devido a sua beleza. Mas é bom saber que ele é tóxico, tanto para quem o manuseia quanto para quem o ingere.

É bom também evitar o contato com os olhos, já que pode gerar irritação. Seu princípio ativo, o oxalato de cálcio, se ingerido provoca queimação, dores, vômitos, diarreia e cálculos renais.

Portanto, se você gosta do copo-de-leite, faça o seguinte: enfeite sua casa com ele, mas evite tocá-lo. Comê-lo, jamais!

6. Comigo-ninguém-pode

Só pelo nome já é preciso ficar esperto. Todas as partes do comigo-ninguém-pode (Dieffenbachia picta Schott) são tóxicas: folha, caule e seiva.

Como o princípio ativo é o mesmo do copo-de-leite (o oxalato de cálcio), então já sabe o que deve fazer: evitar o manuseio, manter a planta longe dos olhos e não comê-la em hipótese alguma! Se houver algum acidente, a recomendação da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) é procurar imediatamente um pronto-socorro.

Saiba mais: Por que a planta comigo-ninguém-pode é perigosa?

7. Pinhão-roxo

Também conhecido como pinhão-paraguaio, pinhão-bravo ou pinha-de-purga, o Jatropha curcas L. é natural da América Central, mas é cultivado no Brasil. Com suas sementes se pode produzir biodiesel. Porém, é altamente tóxico.

O contato provoca irritação na pele. E a ingestão de suas folhas ou frutos pode causar vômitos, cólicas, diarreias, desidratação e, em casos mais graves, parada cardíaca e coma.

A Fiocruz recomenda que se evite a aspiração do vômito e que se tome água em caso de envenenamento.

8. Mamona

É verdade: mamonas são assassinas. Muito encontrada em matagais e terrenos baldios, a mamona é uma das plantas mais perigosas do mundo.

Suas sementes contêm ricina, uma proteína altamente tóxica que, se ingerida, pode levar à morte em algumas horas. De acordo com o Centro de Atendimento Toxicológio do Governo do Espírito Santo, a dose letal varia entre 0,06 e 0,18 g (de uma a duas sementes).

As sementes da Ricinus communis L. podem causar distúrbios gastrointestinais e levar a quadros de desidratação. Portanto, muito cuidado!

9. Coroa-de-Cristo

Todas as partes da coroa-de-Cristo (Euphorbia milii L.) são tóxicas, pois podem soltar o látex, que provoca irritação. Portanto, é preciso evitar o contato do látex com a pele e os olhos.

Comer, nem pensar! Segundo o site da Secretaria de Saúde do Paraná, a coro-de-Cristo, se ingerida, pode causar sialorreia (salivação excessiva), disfagia (dificuldade para engolir), queimação estomacal e vômitos.

Por isso, se quiser tê-la em casa para enfeitar seu jardim, tenha cuidado!

10. Tinhorão

O tinhorão (Caladium bicolor Vent), nativo do Brasil, tem folhas belíssimas e produz flores parecidas com o copo-de-leite. Por isso, é uma ótima ideia ter um tinhorão em casa, não é mesmo? Sem dúvida.

Mas saiba que o tinhorão possui oxalato de cálcio, o mesmo composto químico que faz do copo-de-leite uma planta venenosa. Os cristais de oxalato de cálcio, presentes nas folhas, provocam irritação na pele e nos olhos.

Sua ingestão causa sialorreia (salivação excessiva), disfagia (dificuldade para engolir), náuseas, vômitos e diarreia.

11. Estramônio

Muita gente a chama de figueira-do-inferno. Acredite: esse apelido não é à toa. O estramônio é muito tóxico e pode matar. Ele dá frutos espinhosos semelhantes aos da mamona e possui um cheiro bem desagradável.

Os princípios ativos da Datura stramonium L. são alcaloides beladonados, entre os quais a atropina, que provocam, no caso de ingestão, náuseas, vômitos, alucinações e delírios.

Em casos de intoxicações graves, o estramônio pode levar ao coma e à morte.

12. Cicuta venenosa

A Conium maculatum L. foi o veneno que o filósofo grego Sócrates bebeu para pôr fim à própria vida. Assim, pelo menos desde a Antiguidade a cicuta é usada como veneno: e um veneno poderosíssimo. Nativa da Europa, foi introduzida nas Américas no século XIX como planta ornamental.

No Brasil, ela é vista com mais frequência nas regiões Sul e Sudeste. Vômitos, diarreia, tremores no corpo e pulso lento são alguns dos sintomas do envenenamento por essa planta.

Em casos mais graves, a intoxicação pode levar ao coma ou à morte por insuficiência respiratória.

13. Azaleia

A azaleia (Rhododendron spp.) é uma das preferidas para ornamentar jardins e interiores, devido à beleza de suas flores. Porém, saiba que ela é tóxica.

Seu princípio ativo é a andromedotixina, que pode provocar distúrbios digestivos e arritmias em caso de ingestão das folhas ou flores. As maiores vítimas dos poderes tóxicos da azaleia costumam ser cães e gatos.

Por isso, se você tiver azaleias em casa, tente manter seus pets longe delas.

14. Avelós

A avelós (Euphorbia tirucalli L.), também conhecida como graveto-do-cão e pau-pelado, é uma das menos nocivas dentre as plantas desta lista. Mas, ainda assim, tem seus inconvenientes. Tocá-la provoca irritação, dor, queimação e bolhas na pele.

Se houver contato ocular, pode desencadear processos inflamatórios bastante incômodos. Nunca se deve comê-la. Os sintomas de intoxicação por ingestão de avelós são sialorreia (salivação excessiva), disfagia (dificuldade para engolir), náuseas e vômitos.

15. Mandioca brava

As raízes da Manihot esculenta, mais conhecida como mandioca-brava, são extremamente tóxicas e podem matar.

O responsável por isso é o ácido cianídrico, substância tóxica presente em grande quantidade nas mandiocas-bravas e em pequena quantidade nas chamadas mansas ou de mesa, que são aquelas que nós encontramos no mercado.

A mandioca-brava, após passar por processos industriais, torna-se apta para o consumo. Ela é usada na fabricação da farinha, por exemplo.

É praticamente impossível diferenciar a mandioca de mesa da brava apenas pelas características das folhas ou das raízes. Por isso, se você não souber a procedência, não se arrisque.

A intoxicação pode causar distúrbios gastrointestinais, torpor, asfixia, coma e, em casos graves, a morte.

A Fiocruz recomenda, em caso de envenenamento, a procura imediata do serviço médico de urgência mais próximo.

16. Dedaleira

A dedaleira (Digitalis purpúrea L.) tem flores magníficas, de cor violeta, que lembram tacinhas viradas de boca para baixo. Mas tanto a folha quanto a flor são tóxicas.

Os sintomas são iguais aos da espirradeira: queimação na boca, língua e lábios, sialorreia (salivação excessiva), disfagia (dificuldade para engolir), além de vômitos e diarreias.

Se ingerida, pode provocar tontura e distúrbios visuais. O contato ocular causa lacrimejamento.

Observação importante: apesar de algumas dessas plantas serem usadas pela indústria farmacêutica para obtenção de medicamentos, isso não significa que podemos mastigar suas folhas, sementes e raízes.

Leia também:

Источник: https://www.hipercultura.com/plantas-venenosas-proximas/

25 plantas tóxicas para evitar se você tiver animais em casa

9 Plantas venenosas que pode ter em casa

Foto: iStock

Algumas das plantas ornamentais que cultivamos em casa podem parecer inofensivas, mas existem espécies que, quando ingeridas, se tornam tóxicas a animais e algumas vezes até mesmo a pessoas. Muitos bichinhos, principalmente gatos e cachorros, têm o costume de ingerir elementos da natureza, seja por curiosidade ou quando não estão se sentindo muito bem.

De acordo com Manoella Tuppan, médica veterinária da empresa A Casa do Bicho, a maioria dos animais que acaba se intoxicando tem idade até oito meses, e por serem pequenos e imaturos, querem cheirar e comer de tudo.

Por isso, ela adverte “é sempre bom tomar cuidado na hora de comprar qualquer tipo de planta. Pesquise sobre ela, se é venenosa ou traz algum tipo de malefício ao pet”.

Juliana Packness, médica veterinária da Petlove, concorda e lembra que todos os tipos de plantas tóxicas são facilmente encontradas em lojas de floricultura e decoração, e que, por isso, se informar na hora da compra é essencial.

Existem alguns tipos de plantas que, contrariamente, não causam danos alguns quando ingeridas, inclusive são aconselhadas caso necessário. “A grama comum é bem procurada pelos cachorros na hora do passeio e não causa nenhum tipo de malefício.

Além dela, folhas de alpiste e de milho de pipoca também os atraem e são do bem”, afirma Packness. A veterinária Tuppan explica que as gramíneas ajudam a fazer uma limpeza no estômago do pet. “A ‘valeriana’ é uma florzinha que também pode ser de fácil acesso ao seu animal.

A sua ação no cãozinho traz tranquilidade, eles ficam bem calminhos”, completa.

Mas, é possível, ainda assim, cultivar plantas tóxicas em sua casa, basta mantê-las em locais de difícil acesso, pois elas só farão mal no caso de ingeridas ou colocadas em contato com mucosas. Para prevenir possíveis acidentes e o consequente adoecimento do seu animalzinho, conheça algumas espécies abaixo.

1. Dama-da-noite

Foto: iStock

Considerada uma planta invasiva, a dama-da-noite chama atenção pelo aroma de suas flores, que atraem abelhas, beija-flores e borboletas. “Suas partes tóxicas são os frutos imaturos e suas folhas, que se ingeridos podem causar náuseas, vômito, agitação psicomotora, distúrbios comportamentais e alucinações”, afirma a veterinária Manoella Tuppan.

2. Azaleia

Foto: Reprodução / Pixabay

A azaleia é uma planta que fascina pela beleza de suas flores e que, por causa disso, pode ser facilmente encontrada dentro de casas e em jardins.

No entanto, o seu nível de toxidade varia de moderado a grave, desencadeando os seguintes sintomas em quem a consome: vômitos, salivação intensa, perda de apetite, diarreia, arritmia cardíaca, queda de pressão, convulsões, cegueira, fraqueza, tremores e até mesmo coma.

3. Mamona

Foto: Reprodução / Pixabay

Os sintomas da ingestão dessa planta começam a aparecer no sistema nervoso do animal depois de cerca de 24 horas. Tuppan explica que “todas as suas sementes são tóxicas. Os sintomas desencadeados são: náuseas, vômitos, cólicas abdominais, secura de mucosas, hipotermia, taquicardia, vertigens, sonolência, torpor e em casos mais graves, coma e óbito”.

4. Espirradeira

Foto: iStock

A espirradeira possui folhas rústicas e flores variadas encontradas em diversas cores, como rosa, amarelo, branco e vermelho.

Também muito usada para ornamentar jardins, possui todas as suas partes tóxicas.

Com sintomas que variam desde vômitos, diarreia, arritmias, dispneia até paralisia, como e consequentemente a morte do animalzinho. Tais sintomas podem ser observados dentro de um período de 24 horas.

5. Coroa-de-cristo

Foto: iStock

Comumente encontrada como proteção em cercas viva, sua toxina está presente no látex irritante que exala da planta. Ao entrar em contato com seu animal de estimação, a seiva leitosa poderá provocar reações inflamatórias (dor, vermelhidão e inchaço). Caso em contato com os olhos, poderá provocar até mesmo cegueira.

6. Lírio

Foto: Reprodução / Pixabay

Planta frequentemente usada como ornamento, principalmente por suas flores aromáticas. Todas as suas espécies são consideradas tóxicas, e a sua ingestão pode ocasionar irritação nos olhos, oral e de mucosas, pele seca e avermelhada, agitação psicomotora, dificuldade de engolir, alucinações e delírios e problemas respiratórios.

7. Hera

Foto: iStock

Tóxica por inteira, o seu óleo “urushiol” irrita principalmente mucosas, causando coceira excessiva, irritação nos olhos, irritação oral, dificuldade de deglutinação e até mesmo de respiração. Por ser uma planta trepadeira, pode ser encontrada no formato de arbustos, misturada a outras vegetações.

8. Bico-de-papagaio

Foto: Reprodução / Pixabay

O bico-de-papagaio também possui uma seiva que provoca muitos danos, como lesão na pele e mucosas, queimação e coceira, náuseas, vômitos e gastroenterite.

“É comum na época de Natal, muito usada para combinar com a decoração de fim de ano.

Mas poucas pessoas sabem do potencial venenoso da planta, fazendo com que casos de envenenamento se tornem comuns nessa época”, explica a veterinária Juliana Packness.

9. Glicínia

Foto: Reprodução / Pixabay

Apesar de ser deslumbrante, com flores que caem como cascata nas cores braco, rosa ou azul, essa planta é completamente tóxica. O consumo de suas sementes e vagens pode provocar diarreia, cólicas, náusea e vômito. Por isso, é importante que ela fique fora do alcance de animais de estimação e crianças, que acabam sendo atraídas pela beleza da planta.

10. Espada-de-são-jorge

Foto: iStock

Muitas pessoas acreditam que essa planta trás prosperidade a casa e, por isso, ela é facilmente encontrada como ornamento. É considerada uma das plantas com menor grau de toxidade, pois a consequência de sua ingestão se resume a salivação intensa, dificuldade de movimentação e respiração.

11. Comigo-ninguém-pode

Foto: Reprodução / Pixabay

Além de possuir folhas de beleza incomparável, acredita-se que essa planta traga proteção a casa, o que contribui para um maior número de incidentes por intoxicação. Tuppan salienta que todas as partes da planta são consideradas tóxicas.

“A seiva provoca irritação das mucosas, edema de lábios, língua e palato; o consumo de outras partes da planta pode causar cólicas abdominais, náuseas e vômitos; o contato com os olhos gera edema, fotofobia, lacrimejamento”, completa.

12. Costela-de-adão

Foto: iStock

A costela-de-adão possui folhas grandes e flores aromáticas, além de ser facilmente confundida com outra planta chamada banana-de-macaco, no entanto, pode ser reconhecida por seus furos maiores e regulares.

Apesar do seu fruto ser comestível, suas folhas quando ingeridas podem causar irritação e edema nas mucosas, asfixia, vômito, náuseas, queimação e, se em contato com os olhos, pode levar a lesão na córnea.

13. Copo-de-leite

Foto: iStock

Considerada uma das plantas mais populares, é também tóxica, possui o mesmo princípio ativo da comigo-ninguém-pode. A veterinária Tuppan descreve alguns dos sintomas mais comuns: “a seiva provoca inflamações na garganta e boca; a planta causa irritação das mucosas, edema de lábio, língua e palato, náuseas e vômitos; já o contato com os olhos, gera edema, fotofobia e lacrimejamento”.

14. Mandioca brava ou castelinha

Foto: Reprodução / Pixabay

Quando ingerida crua, a castelinha se torna extremamente tóxica, pois suas raízes e folhas possuem uma substância chamada linamarina que pode até mesmo matar. Os efeitos provocados são asfixia e convulsões. Em seu tratamento, é necessário mais que depressa a hospitalização, lavagem gástrica e por fim um tipo de antídoto específico.

15. Samambaia

Foto: iStock

As samambaias são encontradas principalmente nas regiões sul e sudeste do Brasil e costumam manter seus princípios tóxicos mesmo secas.

Tuppan explica que é importante lembrar que todas as suas folhas são tóxicas, e os sintomas podem se limitar a “febre, hemorragia na pele (suor com sangue), diarreia com sangue, diminuição do número de plaquetas.

Devido a todos esses efeitos, o animal perde sangue rapidamente, podendo provocar a morte”.

16. Antúrio

Foto: Reprodução / Pixabay

Todas as partes do antúrio são tóxicas, geralmente nos enganamos quanto a suas flores que na verdade são os minúsculos pontinhos amarelos, protegidos pela folha modificada avermelhada. Os principais sintoma as da ingestão são inchaço na garganta, lábios e boca, salivação, edema de glote, paralisia da língua, asfixia, diarreia e vômito.

17. Violeta

Foto: Reprodução / Pixabay

A violeta se caracteriza por seu cheiro suave e suas folhas levemente em formato de coração. Seu caule e sementes possuem princípios ativos extremamente tóxicos. Seu consumo pode causar nervosismo, gastrite severa, queda na circulação e respiração, vômitos e diarreias.

18. Tomate verde

Foto: Reprodução / Pixabay

O tomate é uma fruta altamente consumida quando madura. Mas, os que possuem animais de estimação, devem tomar cuidado, pois quando verdes os frutos e suas folhas, possuem alta quantidade de uma substância tóxica chamada tomatina. A tomatina causa salivação, diarreia, vômitos, arritmia cardíaca e dificuldade na respiração.

19. Dedaleira

Foto: Reprodução / Pixabay

Também conhecida como “campainhas”, a planta é tóxica por inteiro, com ênfase nas flores e frutos, que se ingeridas afetam diretamente o coração. Há quem a cultive para fins medicinais ou ornamentais, pois seu componente considerado tóxico em alguns casos, também pode ajudar os que sofrem de insuficiência cardíaca. Após seu consumo podem surgir vômitos, diarreia,

20. Cannabis

Foto: Reprodução / Pixabay

O elemento tóxico presente na cannabis pode agir por dias no sistema no sistema nervoso central do animal e, por isso, ela é considerada uma planta extremamente nociva.

A própria fumaça exalada da queima da planta pode causar malefícios como a fotofobia.

Os sintomas podem ser notados nas primeiras horas após seu consumo, caracterizados por desorientação, ritmo cardíaco lento e tremores, salivação excessiva, depressão e até mesmo coma.

21. Beladona

Foto: Reprodução / Pixabay

A Beladona é uma planta de jardim, que possui componentes tóxicos principalmente nas raízes e sementes. Ela não ocorre naturalmente no Brasil, mas ser reproduzida por semente e estaca. O seu consumo pode gerar pele, principalmente da face, vermelha, quente e avermelhada, boca seca, aumento da frequência cardíaca, pupilas dilatadas, confusão mental e febre.

22. Hibisco

Foto: Reprodução / Pixabay

O hibisco é muito procurado, pois se acredita que suas propriedades ajudam no emagrecimento e, por isso, são frequentemente utilizados para fazer chás. Mas, suas flores e folhas têm efeito tóxico aos animais e podem ser fatais. As características dos sintomas são, primeiramente, gastrointestinais, incluindo diarreia, vômito, perda de apetite e náusea.

23. Avenca

Foto: Reprodução / Pixabay

Apesar de não ser nativa do Brasil, essa planta é geralmente cultivada com base na crença de que ela é capaz de ajudar a espantar o mau-olhado. Mas, consumir essa planta pode ocasionar futuramente em câncer.

24. Fumo-bravo

Foto: Reprodução / Hernán Tolosa

O componente tóxico do fumo-bravo está em toda a planta, com concentrações maiores em seus frutos. Esta é uma espécie muito adaptável e rústica, facilmente disseminada por pássaros. A ingestão da planta ocasiona em inflamação do intestino delgado (duodeno), gastrite, náuseas, diarreia, vômitos e aumento das enzimas hepáticas.

25. Tulipa

Foto: Reprodução / Pixabay

Apesar de muito populares, as tulipas também são tóxicas e seu bulbo é prejudicial principalmente para gatos. Alguns dos sintomas comuns após sua ingestão são vômitos, irritação gástrica e diarreia.

Se mesmo assim você suspeitar que seu pet foi exposto a alguma planta tóxica, a veterinária Packness aconselha: “leve seu animal imediatamente a uma clínica veterinária mais próxima e informe o nome da planta tóxica ingerida, para que seja feito o tratamento correto de primeiros socorros. Os sintomas variam de prostração e vômito a irritação de pele.

Contudo, a evolução geralmente é rápida devido à toxina, levando à morte em pouco tempo”. Em momentos como esse, não se deve tentar nenhuma “receita caseira” como dar leite ao animal ou induzir o vômito, pois além de não funcionar, podem prejudicar a situação.

Por isso, leve seu amiguinho ao veterinário mais que depressa para que o profissional tome as medidas cabíveis.

Источник: https://www.tuacasa.com.br/plantas-toxicas-para-animais-de-estimacao/

Plantas venenosas – 16 tipos mais comuns no Brasil

9 Plantas venenosas que pode ter em casa

A diversidade da flora brasileira é uma das maiores do mundo, e isso engloba diversos tipos de vegetais. Porém, nem todos são tão amigáveis, isso porque existem vários tipos de plantas venenosas. Contudo, o que as tornam ainda mais perigosas é o fato de serem belas, além de serem usadas, na maioria das vezes, como plantas ornamentais.

Ademais, é quase impossível uma casa brasileira não ter plantas venenosas. Por isso, é preciso ter cuidado especial com crianças e animais, que podem, por acidente, ingerirem estes vegetais, podendo ficar em risco de vida.

Por este fato, elaboramos uma lista com os 16 tipos mais comuns de plantas venenosas em nosso país. Contudo, são vegetais e flores belos, mas que devem ser apenas admirado com os olhos, e não com contato direto.

Com nome científico de Digitalis purpúrea L., a dedaleira possui cor violeta, além de ter um formato que lembra o de taças pequenas viradas para baixo. Porém, as folhas e flores são tóxicas.

Os sintomas do contato com a planta são de queimação na língua, boca e lábios, além de salivação excessiva. Além disso, causa diarreia e vômitos. Se comida, pode dar tontura e distúrbios visuais, além de lacrimejamento.

2. Mandioca Brava

O problema da mandioca-brava são suas raízes, que são extremamente tóxicas. De nome científico Manihot esculenta, a mandioca-brava, o agente tóxico na planta é o ácido cianídrico, presente em grandes quantidades na planta.

É quase impossível diferenciar uma mandioca-brava com a de mesa, aquela que comemos normalmente, somente pelas folhas e raízes. Ademais, sua intoxicação pode gerar asfixia, distúrbios gastrointestinais, coma e até pode matar.

3. Lírio-da-paz

Os lírios-da-paz são belos e comuns em jardins. Porém, essa planta formosa contém a substância oxalato de cálcio, este que pode causar salivação excessiva, disfagia, vômitos e diarreia. O nome científico do lírio-da-paz é Spathiphyllum wallisii.

4. Espada-de-São-Jorge

Esta é uma das plantas venenosas mais comuns nas casas brasileiras. Isso porque, acredita-se que ela afasta más energias. Porém, a Sansevieria trifasciata esconde em si toxinas. Contudo, seu nível de toxidade é baixo, mas é necessário evitar seu consumo, já que esta planta pode causar irritação na mucosa e salivação excessiva.

5. Costela-de-Adão

Muito usada no enfeite de ambientes interiores, a Monstera deliciosa, conhecida como costela-de-Adão pode causar excesso de salivação, diarreia e náuseas se for consumida. Isso porque ela tem a substância oxalato de cálcio. Mas a costela-de-Adão é uma das plantas venenosas menos nocivas da lista.

6. Avelós

A avelós, de nome científico Euphorbia tirucalli L., também é conhecida como graveto-de-cão pu pau-pelado. Ademais, também é uma dos vegetais com menos periculosidade da lista, porém, pode incomodar. Isso porque, ao tocá-la, pode dar irritação e bolhas na pele.

Nos olhos pode causar inflamação e, por fim, se comida, pode trazer sintomas de sialorreia (excesso de saliva) e disfagia (dificuldade de engolir).

7. Azaleia

Uma das plantas venenosas mais belas da lista, a azaleia (Rhododendron spp.) é uma das mais usadas para ornamentação. Porém é tóxica, já que tem a substância andromedotixina, que pode levar a distúrbios digestivos e arritmias, isso se suas flores ou folhas forem ingeridas.

Pets geralmente são as maiores vitimas das azaleias. Portante, deixe seu bichinho longe delas.

8. Cicuta venenosa

A cicuta venenosa (Conium maculatum L.) é uma das piores da lista. Para se ter noção, o filósofo grego Sócrates ingeriu o veneno desta planta para se matar. Por isso, até hoje a planta é usada como veneno, que é poderoso.

Nativa da Europa, esta planta veio para as Américas no século XIX, e chegou como planta ornamental. Em nosso país, ela é muito comum nas regiões Sul e Sudeste.

Os sintomas do envenenamento são: tremores, pulso lento e insuficiência respiratória, que pode levar à morte.

9. Estramônio

Esta é mais uma planta venenosa que pode matar. Conhecida como figueira-do-inferno, este vegetal tem frutos espinhosos e um cheiro desagradável.

Os princípios ativos da Datura stramonium L. são os alcaloides beladonados, que podem levar, na ingestão da planta, a náuseas, vômitos, delírios e, em casos mais perigosos, coma e morte.

11. Espirradeira

A espirradeira (Nerium oleander L) é uma das plantas venenosas mais belas. Porém, o látex que solta de suas folhas e flores pode provocar irritação na pele e olhos. Além disso, ingerir a Glicosídeos Cardiotóxicos pode causar queimação na boca, lábios e língua, náuseas e vômito. Por fim, pode levar a arritmia e confusão mental.

12. Coroa-de-Cristo

Com uma bela flor, a coroa-de-Cristo é totalmente tóxica, á que possui um látex que causa irritação na pele e os olhos. Nunca coma a Euphorbia milii L., pois você pode ter excesso de saliva, vômitos e náuseas.

13. Mamona

Lembra da banda Mamonas Assassinas? Ela tinha toda razão, pois mamonas podem matar. Ademais, encontrada facilmente em qualquer terreno baldio, a Ricinus communis L é uma das plantas venenosas mais perigosas do mundo!

O principal problema são suas sementes, isso porque elas contém ricina, substância altamente tóxica e que pode matar em poucas horas se ingerida. Comer de uma a duas sementes desta planta pode ser fatal.

14. Pinhão-roxo

O pinhão-roxo (Jatropha curcas L.) tem mais três nomes conhecidos: pinhão-paraguaio, pinhão-bravo e pinha-de-purga. Esta planta, originária da América Central, tem suas sementes usadas para fazer biodiesel. Porém, ela é tóxica.

Um simples contato pode gerar irritação na pele. Se comida, pode levar a vômitos, náuseas e, em casos mais graves, arritmia cardíaca e coma.

15. Comigo-ninguém-pode

Esta figura no ranking das plantas ornamentais mais comuns no Brasil. E, como o nome já diz, ninguém pode com ela. A comigo-ninguém-pode (Dieffenbachia picta Schott) é totalmente tóxica, seja nas folhas, caule ou seiva. Se  ingerir este vegetal, você pode parar no pronto-socorro, já que ela tem oxalato de cálcio, já citado anteriormente.

16. Copo-de-leite

Fechamos a nossa lista com outra popular planta venenosa que todo mundo tem em casa: a copo-de-leite. Este vegetal é tóxico e pode nos causar danos ao ingeri-lo ou manuseá-lo, já que ela também tem oxalato de cálcio, que pode levar a queimação, dores, vômitos, diarreia e cálculos renais.

Gostou das nossas dicas nesta matéria? Então você também vai gostar de ler sobre: Qual é o veneno mais mortal do mundo?

Fonte: Hipercultura.

Imagens: Divã Veterinário, Você Sabia?, Pinterest, Vida No Campo, Blog Plantei, Pinterest, Massanori Takaki, Facilíssimo, MegaCurioso, Tecnologia e Treinamento, Coisas da Roça, Minhas Plantas, Veja, Im Grower, Mundo Ecologia, Pinterest, Planta Sonya.

Источник: https://segredosdomundo.r7.com/plantas-venenosas/

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: