CALCULE O SEU PESO IDEAL E IMC

IMC: o que é, como calcular e tabela de resultados

CALCULE O SEU PESO IDEAL E IMC

IMC é a sigla para Índice de Massa Corporal,que é um cálculo que serve para avaliar se a pessoa está dentro do seu peso ideal em relação à altura. Assim, de acordo com o valor do resultado de IMC, a pessoa pode saber se está dentro do peso ideal, acima ou abaixo do peso desejado.

Estar dentro do peso certo é importante porque estar acima ou abaixo desse peso pode influenciar bastante a saúde, aumentando o risco de doenças como desnutrição quando se está abaixo do peso, e AVC ou infarto, quando se está acima do peso. Assim, é comum os médicos, enfermeiros e nutricionistas avaliem o IMC da pessoa nas consultas de rotina para verificar a possibilidade de doenças que a pessoa pode estar pre-disposta.

Como calcular o IMC

O cálculo do IMC deve ser feito usando a seguinte fórmula matemática: Peso ÷ (altura x altura). Mas você também pode saber se está dentro do peso ideal utilizando a nossa calculadora online, apenas inserindo seus dados:

Essa fórmula é ideal para calcular o peso de adultos saudáveis. Além disso, também pode ser usado o cálculo da relação cintura-quadril para avaliar o risco de ter doenças cardiovasculares, como diabetes e infarto. Veja como calcular aqui.

Tabela de resultados do IMC

Cada resultado do IMC deve ser avaliado por um profissional de saúde. No entanto, a tabela a seguir indica os possíveis resultados do IMC, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, sendo que o IMC entre 18,5 a 24,9 representa o peso ideal e o menor risco de algumas doenças.

ClassificaçãoIMCO que pode acontecer
Muito abaixo do peso16 a 16,9 kg/m2Queda de cabelo, infertilidade, ausência menstrual
Abaixo do peso17 a 18,4 kg/m2Fadiga, stress, ansiedade
Peso normal18,5 a 24,9 kg/m2Menor risco de doenças cardíacas e vasculares
Acima do peso25 a 29,9 kg/m2Fadiga, má circulação, varizes
Obesidade Grau I30 a 34,9 kg/m2Diabetes, angina, infarto, aterosclerose
Obesidade Grau II35 a 40 kg/m2Apneia do sono, falta de ar
Obesidade Grau IIImaior que 40 kg/m2Refluxo, dificuldade para se mover, escaras, diabetes, infarto, AVC

Quem não estiver dentro do peso ideal deve adequar a alimentação e fazer exercícios para conseguir atingir o peso mais indicado para sua altura e idade.

Quando se está abaixo do peso ideal deve-se aumentar o consumo de alimentos ricos em nutrientes para que o corpo tenha o necessário para se proteger de doenças. Já quem está acima do peso ideal deve consumir menos calorias e fazer algum tipo de atividade física para eliminar os estoques de gordura, que aumenta o risco de doenças cardíacas.

Quando o resultado do IMC não é o ideal, existem alguns cuidados, principalmente com a alimentação, que podem ajudar a atingir o valor ideal:

1. O que fazer para baixar o IMC

Se o resultado do IMC estiver acima do ideal e a pessoa não for muito musculosa, nem atleta, pode indicar que é preciso emagrecer, eliminando o acúmulo de gordura, que contribui para o peso alto.

Para isso deve-se comer somente alimentos ricos em vitaminas e minerais, tendo o cuidado de diminuir o consumo de alimentos industrializados e ricos em gordura, como massa folheada, bolos, biscoitos recheados e salgadinhos, por exemplo.

Para que os resultados sejam alcançados ainda mais rápido é aconselhado fazer exercícios para aumentar o gasto calórico e aumentar o metabolismo.

Recorrer a chás e suplementos naturais pode ser um estímulo para ajudar a emagrecer de forma mais rápida e saudável, sem ter que passar fome.

Alguns exemplos são o chá de hibisco ou o chá de gengibre com canela, mas um nutricionista poderá indicar outros que sejam mais adequados às necessidades de cada pessoa

Veja mais sobre reeducação alimentar para emagrecer de vez de forma saudável.

2. O que fazer para aumentar o IMC

Se o resultado do IMC estiver abaixo do ideal, o que se deve fazer é aumentar a ingestão de alimentos ricos em vitaminas e minerais de boa qualidade, mas sem cair no erro de comer alimentos processados e ricos em gordura trans.

Pizzas, frituras, cachorro quente e hambúrguer não são os melhores alimentos para quem precisa aumentar o peso de forma saudável, porque este tipo de gordura pode se acumular no interior das artérias, aumentando o risco de doença cardíaca.

Confira 6 dicas para engordar e ganhar massa muscular de forma saudável.

Quando não calcular o IMC

Apesar do IMC ser muito utilizado para verificar se o indivíduo está acima do peso ou não, este método possui algumas falhas e, por isso, recomenda-se que além dele, utilize outros meios de diagnóstico para verificar se o indivíduo está realmente acima ou abaixo do peso ideal, como a medição da prega de gordura, por exemplo.

Assim, o IMC não é o parâmetro ideal para se avaliar o peso ideal em:

  • Atletas e pessoas muito musculosas: porque não leva em consideração o peso dos músculos. Nesse caso a medida do pescoço é uma melhor opção.
  • Idosos: porque não leva em consideração a redução natural dos músculos nessas idades;
  • Durante a gravidez: porque não leva em consideração o crescimento do bebê.

Além disso ele é contraindicado em caso de desnutrição, ascite, edemas e em pacientes acamados.

Um nutricionista poderá pessoalmente fazer todos os cálculos necessários para avaliar seu peso e o quanto precisa engordar ou emagrecer, levando em consideração o estado de saúde geral.

Porque é importante estar dentro do peso ideal

É importante estar dentro do peso ideal porque o peso certo está intimamente ligado ao estado de saúde da pessoa.

Ter um pequeno acumulo de gordura no corpo é importante para que hajam reservas de energia para quando a pessoa ficar doente ter tempo para se recuperar. No entanto, o excesso de gordura se acumula no fígado, na cintura e também dentro das artérias dificultando a passagem do sangue, e isso aumenta o risco de doenças cardíacas.

Por isso, estar dentro do peso ideal é importante para aumentar a saúde, prevenindo doenças cardiovasculares e aumentar a qualidade de vida. Assim, quem está abaixo do peso deve aumentar o volume muscular para aumentar de peso de forma saudável e quem está acima do peso, deve queimar gordura para ganhar saúde.

Saiba se a criança está no peso ideal e como faze-la chegar a este peso clicando aqui.

Источник: https://www.tuasaude.com/imc/

CALCULE O SEU PESO IDEAL E IMC

CALCULE O SEU PESO IDEAL E IMC

Em medicina, o conceito de peso ideal nada tem a ver com estética ou com padrões culturais. O que chamamos de peso ideal é o peso corporal que não está associado a um aumento do risco de desenvolver doenças.

Existe ampla literatura científica demonstrando que o excesso de peso aumenta o risco de problemas de saúde e reduz a expectativa de vida. Pessoas obesas ou com sobrepeso, por exemplo, apresentam uma maior incidências de problemas cardiovasculares, diabetes, hipertensão, apneia do sono e até de alguns tipos de câncer.

Mas não é só o excesso de peso que é considerado danoso à saúde, pessoas com peso corporal abaixo do normal também apresentam maior taxa de mortalidade.

O baixo peso pode ser um sinal de transtorno psiquiátrico, como nos casos de anorexia nervosa, como também pode indicar a existência de uma doença grave que provoque perda de peso não intencional, como são os casos do câncer ou da AIDS.

O que é o índice de massa corporal (IMC)?

O conceito de peso ideal é obtido através do cálculo do índice de massa corporal (IMC). Peso ideal e IMC ideal são conceitos semelhantes. Vamos explicar.

O índice de massa corporal é um indicador adotado pela OMS (Organização Mundial de Saúde), que é usado para o diagnóstico do baixo peso, sobrepeso e da obesidade. O IMC pode ser facilmente calculado a partir de dois simples dados: peso e altura. A fórmula é simples:

IMC = peso (em quilos) ÷ altura² (em metros)

Os resultados do IMC são interpretados da seguinte forma:

  • Baixo peso muito grave = abaixo de 16 kg/m².
  • Baixo peso grave = entre 16 e 16,99 kg/m².
  • Baixo peso = entre 17 e 18,49 kg/m².
  • Peso normal = entre 18,50 e 24,99 kg/m².
  • Sobrepeso = entre 25 e 29,99 kg/m².
  • Obesidade grau I = entre 30 e 34,99 kg/m².
  • Obesidade grau II = entre 35 e 39,99 kg/m².
  • Obesidade grau III (obesidade mórbida) = maior que 40 kg/m².

Como é fácil deduzir, você deve procurar ter um IMC na faixa normal, ou seja, entre 18,50 e 24,99 kg/m².

Os valores de IMC fornecidos acima são para a população adulta, entre 20 e 65 anos. O cálculo do IMC para idosos, crianças e adolescentes será explicado ao final do texto.

Valores acima ou abaixo da faixa de normalidade estão associados a um maior risco de doenças e uma redução na expectativa de vida. Quanto mais afastado da faixa de IMC ideal você estiver, seja para mais ou para menos, maior é o risco de você desenvolver problemas de saúde.

O índice de massa corporal é um relevante indicador de saúde, cuja utilidade já foi comprovada por vários estudos científicos.

Tabela de IMC

Além da calculadora e do cálculo feito á mão com a formula, uma outra maneira de se calcular o índice de massa corporal é através das tabelas de IMC.

A tabela fornecida abaixo é um dos vários exemplos disponíveis. Procure a linha que corresponde ao seu peso e altura e veja qual é a sua classificação de acordo com o IMC.

Tabela de peso ideal

Cálculo do peso ideal

O conceito de um peso ideal vem sendo debatido há décadas sem que tenhamos chegado a um consenso.

O que a maioria dos médicos e nutricionistas concordam é que o peso saudável deve ser individualizado para cada pessoa, de acordo com o sexo, idade, altura, biotipo e existência ou não de doenças associadas.

Diversas fórmulas foram desenvolvidas ao longo dos anos, de forma a tentar encontrar um modo das pessoas saberem qual seria o peso ideal ou o peso saudável. A calculadora abaixo é uma dessas opções.

Calculadora de peso ideal

O problema da maioria das fórmulas é que elas levam pouco dados clínicos em consideração e frequentemente apresentam resultados distintos entre si.

Por exemplo: na calculadora que fornecemos acima, um homem de um metro e oitenta tem estipulado como peso ideal 72 kg. Mas as outras fórmulas existentes fornecem os seguintes resultados para esse mesmo indivíduo:

  • Pela fórmula de Hamwi (1964), o peso ideal seria 77,3 kg.
  • Pela fórmula de Devine (1974), o peso ideal seria 75,0 kg.
  • Pela fórmula de Robinson (1983), o peso ideal seria 72,6 kg.
  • Pela fórmula de Miller (1983), o peso ideal seria 71,5 kg.

Portanto, dependendo da fórmula utilizada, o peso ideal para um homem de 1,80 metro poderia variar de 71,5 kg até 77,3 kg.

Como descobrir o peso ideal?

Na verdade, apesar de fornecerem resultados que discordam em quase 6 quilos, nenhuma das fórmulas acima está complemente errada. O conceito atual de peso ideal está intimamente ligado ao IMC.

O ideal é que você tente se manter dentro da faixa de IMC normal, ou seja, entre 18,50 e 24,99 kg/m².

O que a maioria das fórmulas de peso ideal tenta é encontrar um peso que faça com que o paciente fique mais ou menos ao redor de 22 ou 23 kg/m².

Seguindo essa lógica, para o nosso hipotético exemplo de um homem de 1,80m, qualquer peso entre a faixa de 60 kg e 81kg faria com que ele se enquadrasse dentro do conceito de IMC normal.

Obviamente, com algo em torno de 60 kg (IMC = 18,52 kg/m²) ou de 81 kg (25 kg/m²), o nosso exemplo estaria muito próximo do baixo peso ou do sobrepeso, respectivamente, o que de certa forma não dá para ser considerado peso ideal.

Portanto, levando em conta tudo o que foi discutido até agora, faz sentido considerar que o peso ideal seria aquele que mantivesse o indivíduo com um IMC normal, mas com alguma margem de segurança entre os limites. É por isso que a maioria das fórmulas mira um IMC entre 20 e 23 kg/m².

Peso ideal não é tudo

É importante destacar que estar no peso ideal é apenas um dos fatores para se ter uma vida saudável. Tão importante quanto o peso são a prática de exercícios físicos, uma dieta equilibrada, uma quantidade adequada de sono por noite e o evitamento de substâncias nocivas à saúde, tais como o cigarro, o álcool em excesso ou outras drogas.

Peso ideal na gravidez

A gravidez é uma situação especial. O ganho de peso não só é esperado como também é inevitável. Não há como uma mulher grávida não ganhar alguns quilos de peso ao longo da sua gravidez. Porém, da mesma forma que ocorre com as mulheres não grávidas, um ganho excessivo ou insuficiente de peso estão ligados a complicações de saúde (da mãe e do bebê).

A maior parte do ganho de peso na gravidez ocorre no 2º e no 3º trimestre.

No primeiro trimestre, o ganho de peso é pequeno, variando entre 0,5 a 2,0 kg. Não só não há nenhuma necessidade de engordar nesta fase, como é difícil fazê-lo, já que é nas primeiras semanas de gravidez, a gestante costuma ter enjoos e vômitos frequentemente (leia: ENJOOS E VÔMITOS NA GRAVIDEZ).

A partir do segundo trimestre de gravidez, o ganho de peso acelera-se, devendo ficar em torno de 0,5 kg por semana.

O ganho de peso total durante a gravidez deve variar de acordo com o IMC prévio da gestante. Os valores atualmente indicados são os seguintes:

  • IMC menor que 18.5 kg/m2 (baixo peso) → ganho de peso gestacional desejado entre 12.5 e 18.0 kg.
  • IMC entre 18.5 e 24.9 kg/m2 (peso normal) → ganho de peso gestacional desejado entre 11.5 e 16.0 kg.
  • IMC entre 25.0 e 29.9 kg/m2 (sobrepeso) → ganho de peso gestacional desejado entre 7.0 e 11.5 kg.
  • IMC maior que 30.0 kg/m2 (obesidade) → ganho de peso gestacional desejado entre 5.0 e 9.0 kg.

Explicamos o ganho de peso na gravidez com detalhes no seguinte artigo: GANHO DE PESO NA GRAVIDEZ.

Cálculo do IMC em idosos

Os idosos têm menos massa muscular que os adultos jovens e, por isso, o cálculo do IMC não costuma ter na população mais idosa o mesmo significado que no resto da população adulta.

Enquanto nos adultos um índice de massa corporal acima de 25 kg/m² está claramente associado a um aumento na incidência de doenças e a um maior risco de morte precoce, nos idosos isso não parece ser verdade.

Há cada vez mais estudos que mostram que os valores de peso ideal sugeridos pelo IMC não se adéquam à população idosa. Por isso, foi proposta uma nova tabela de índice de massa corporal, concebida especialmente para a população com mais de 65 anos.

A forma de calcular o IMC é exatamente igual, porém, os resultados devem ser interpretados da seguinte forma:

Índice de massa corporal para mulheres acima de 65 anos:

  • Baixo peso = abaixo de 21,9 kg/m².
  • Peso normal = entre 22 e 27 kg/m².
  • Sobrepeso = entre 27,1 e 32 kg/m².
  • Obesidade grau I =  entre 32,1 e 37 kg/m².
  • Obesidade grau II = entre 37,1 e 41,9 kg/m².
  • Obesidade grau III (obesidade mórbida) = maior que 42 kg/m².

Índice de massa corporal para homens acima de 65 anos:

  • Baixo peso = abaixo de 21,9 kg/m².
  • Peso normal =  entre 22 e 27 kg/m².
  • Sobrepeso = entre 27,1 e 30 kg/m².
  • Obesidade grau I = entre 30,1 e 35 kg/m².
  • Obesidade grau II = entre 35,1 e 39,9 kg/m².
  • Obesidade grau III (obesidade mórbida) = maior que 40 kg/m².

Cálculo do IMC nas crianças

Os valores do índice de massa corporal do adulto também não são os mais adequados para crianças e adolescentes. Assim como nos idosos, o cálculo do IMC é o mesmo, mas a interpretação dos resultados é diferente nas crianças.

O processo deve ser feito da seguinte forma: primeiro você deve calcular o IMC através da fórmula tradicional (ou pela calculadora de IMC), depois, com a tabela de idade e sexo fornecida abaixo, veja em que percentil o valor encontrado de índice de massa corporal se encaixa. Os resultados devem ser interpretados da seguinte forma:

  • Baixo peso = abaixo do percentil 5.
  • Peso normal = entre o percentil 5 e 85.
  • Sobrepeso = entre o percentil 85 e 95.
  • Obesidade = acima do percentil 95.

Tabela de IMC em meninos Tabela de IMC em meninas

Sendo o paciente criança, adolescente, adulto ou idoso, o ideal é sempre ter como alvo um IMC dentro da faixa da normalidade. Se você estiver com IMC normal, você estará dentro do peso ideal.

Referências

Источник: https://www.mdsaude.com/obesidade/calcule-o-seu-peso-ideal-e-imc/

Calcular IMC pessoal: Calculadora GRÁTIS

CALCULE O SEU PESO IDEAL E IMC

Para um cálculo preciso, necessitamos de algumas informações básicas sobre você

IMC, ou Índice de Massa Corporal, é uma medida que leva em consideração o peso corporal em relação à altura. A medida pode ser adotada como referência em qualquer idade, portanto, é possível calcular tanto o IMC masculino e feminino para adultos, quanto realizar o cálculo de IMC infantil.

Esta medida classifica as pessoas em abaixo do peso, peso normal ou…Continue lendo

IMC, ou Índice de Massa Corporal, é uma medida que leva em consideração o peso corporal em relação à altura. A medida pode ser adotada como referência em qualquer idade, portanto, é possível calcular tanto o IMC masculino e feminino para adultos, quanto realizar o cálculo de IMC infantil.

Esta medida classifica as pessoas em abaixo do peso, peso normal ou sobrepeso e assim determina se o indivíduo está com peso inadequado ou não saudável para sua altura. Calcular o IMC para mulheres e homens também é útil para estabelecer objetivos de atividades físicas.

O cálculo de IMC tem um papel importante no acompanhamento do peso e é hoje em dia o método preferido dentre outros indicadores de saúde.

Fatores que influenciam o IMC

Os fatores mencionados que incluímos na nosso cálculo de IMC são essenciais para determinar o índice de massa corporal. Idade e gênero, por exemplo, são cruciais para calcular valores confiáveis.

Visto que os homens tendem a ter uma porcentagem muscular maior que as mulheres, o resultado do cálculo de IMC masculino é geralmente maior do que o do IMC feminino. Os valores de IMC saudável também são consideravelmente maiores para adultos do que o IMC infantil ou de adolescentes.

Outros fatores que influenciam na hora de calcular o IMC compreendem atividade diária, tipo de corpo e até amputações. Há, de fato, uma significativa diferença se alguém tem uma porcentagem alta de gordura ou de músculo no corpo, já que a gordura é geralmente a principal causa de obesidade.

Esta distinção, dentre outras, pode ser considerada ao calcular o IMC. No entanto, para garantir que nossa calculadora de IMC seja o mais simples possível de usar, nós optamos por deixar esta variável fora de nosso cálculo.

Como os valores apresentados pela calculadora de IMC do YAZIO devem ser interpretados? Dependendo do seu gênero, idade e outros fatores, seu IMC é classificado como abaixo do peso, normal, sobrepeso ou obeso (peso excessivo). Além de indicar sua medida atual, nossa calculadora de IMC online também apresenta seu peso ideal e a sua zona de…Continue lendo

Como os valores apresentados pela calculadora de IMC do YAZIO devem ser interpretados? Dependendo do seu gênero, idade e outros fatores, seu IMC é classificado como abaixo do peso, normal, sobrepeso ou obeso (peso excessivo). Além de indicar sua medida atual, nossa calculadora de IMC online também apresenta seu peso ideal e a sua zona de IMC.

Um IMC saudável para homens, por exemplo, é de 19 – 24 kg / m². Já o cálculo do IMC feminino apresenta valor normal entre 18 – 23 kg / m². Qualquer resultado inferior a estes valores sinalizaria um peso abaixo do indicado. Se a calculadora de IMC apresenta um valor abaixo de 18 kg / m², pode ser um indício de que um distúrbio alimentar existe.

Geralmente, o cálculo de IMC indicando valores entre 23 e 24 demonstra uma tendência ao sobrepeso. O IMC torna-se preocupante quando chega a valores de 28 a 29, colocando o indivíduo na categoria Obesidade Classe 1. Um IMC de 39 a 40 indica um grau de obesidade Classe 2.

De acordo com os dados da Organização Mundial de Saúde (2014), mais de 39% dos adultos têm um IMC superior a 25 e são categorizados como sobrepeso. A obesidade infantil também é um problema crescente, com 42 milhões de crianças com menos de 5 anos sendo classificadas como obesas no ano de 2013.

Através do cálculo do IMC infantil, pais podem entender melhor o quadro de saúde dos seus filhos e acompanhar melhor seu desenvolvimento.

Consequência de um IMC alto ou baixo

Com valores altos de IMC, condições de saúde severas são esperadas. A obesidade não apenas limita o desempenho físico de uma pessoa, como também aumenta as chances de doenças secundárias. A obesidade aumenta o risco de diabetes e pode levar ao aumento da pressão arterial e à hipertensão (pressão alta).

Isto pode resultar também em dislipidemia e alto nível de lipídios no sangue. Com um IMC acima de 30 ou 40, o risco de ataque do coração ou derrame aumenta significativamente. Pacientes com obesidade frequentemente sofrem de artrite degenerativa, problemas de vesícula e desequilíbrios hormonais.

Os riscos de diversas formas de câncer, como de fígado e de cólon, também aumentam.

Da mesma forma, um IMC abaixo do peso pode ser muito perigoso. Neste caso, o maior problema é normalmente a falta de nutrientes essenciais que resultam em deficiências. As deficiências nutricionais podem contribuir para o desenvolvimento de osteoporose e pode afetar a função muscular.

Indivíduos que estão abaixo do peso têm normalmente um sistema imunológico mais fraco, o que os torna suscetíveis a doenças contagiosas e dificulta o processo de cicatrização. Estas sérias deficiências podem ser o resultado de distúrbios alimentares, como anorexia.

Estes distúrbios produzem efeitos extremamente negativos em ossos, dentes e no sistema imunológico em geral. Em casos mais extremos, a deficiência de potássio pode causar arritmia cardíaca.

Existem críticas quanto ao cálculo de IMC. Um dos questionamentos comuns é se um valor de IMC acima de 24 indica automaticamente risco de problemas de saúde. Em virtude disto, alguns preferem focar na completa composição do peso corporal.

Isto se aplica especialmente a atletas, os quais normalmente possuem massa muscular elevada, e consequentemente…Continue lendo

Existem críticas quanto ao cálculo de IMC. Um dos questionamentos comuns é se um valor de IMC acima de 24 indica automaticamente risco de problemas de saúde. Em virtude disto, alguns preferem focar na completa composição do peso corporal.

Isto se aplica especialmente a atletas, os quais normalmente possuem massa muscular elevada, e consequentemente um IMC mais alto, neste caso não indicando problemas de saúde. Mesmo a classificação de indivíduos que possuem porcentagem elevada de gordura corporal pode variar, dependendo do caso.

Um estudo da Clínica Médica da Universidade Ludwig Maximilian em Munique, por exemplo, diferencia entre gordura abdominal e gordura nos quadris e coxas. A gordura concentrada no abdômen pode aumentar o risco de doenças cardiovasculares e derrame.

Para simplificar o uso da nossa calculadora, nós não consideramos estes fatores ao calcular o seu IMC.

Inconsistências entre pesquisadores

Além dos questionamentos quanto ao IMC ideal em relação à composição corporal e às variações entre indivíduos com diferentes estilos de vida, existem também dissonâncias entre as opiniões dos próprios pesquisadores.

Enquanto muitos estudos chamam a atenção para consequências específicas de um IMC muito alto, como derrame, ataque cardíaco ou até a morte, por exemplo, o estudo da universidade de Munique mencionado anteriormente não menciona tais consequências.

Inconsistências também são encontradas nos níveis de classificação. Recentemente, especialistas diminuíram o valor que classifica um indivíduo como abaixo do peso. Como resultado, indivíduos saudáveis podem erroneamente parar na categoria de sobrepeso, como no caso de atletas.

Tais discordâncias questionam a necessidade e a precisão deste tipo de indicador.

Política de Privacidade.>

Источник: https://www.yazio.com/pt/calculadora-imc

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: