Canela ajuda a controlar diabetes

Contents
  1. Canela para Diabetes – Benefícios, Chá, Como Usar e Dicas
  2. O uso da canela para diabetes
  3. Outras pesquisas
  4. Medicina chinesa
  5. Como a canela pode atuar na diminuição dos níveis de açúcar no sangue?
  6. Melhora da sensibilidade ao hormônio insulina
  7. Como usar a canela para diabetes
  8. Cuidado: não há garantias de resultados
  9. Como fazer chá de canela
  10. Cuidados com a canela
  11. Você já tinha ouvido falar do uso da canela para diabetes? Já foi diagnosticado com a condição, e utilizou a especiaria no tratamento? Comente abaixo!
  12. 7 mitos e 5 verdades sobre o diabetes
  13. 1.Diabetes é contagioso
  14. 2.Canela ajuda a controlar o diabetes
  15. 3.Diabético pode consumir mel, açúcar mascavo e caldo de cana sem problemas
  16. 4.Alguns alimentos ajudam a controlar os níveis de glicose no sangue auxiliando o tratamento do diabetes 
  17. 5.A aplicação de insulina causa dependência química
  18. 6.Deve-se substituir o açúcar dos alimentos por adoçante
  19. 7.Dá para evitar a insulina se você não ingere carboidratos
  20. 8.Não é permitido ingerir bebidas alcoólicas 
  21. 9.Bebida alcoólica pode porque o remédio para diabetes tem álcool e não faz mal
  22. 10.Quem tem diabetes deve fazer somente exercícios leves
  23. 11.Estresse ajuda a descontrolar o diabetes
  24. 12.Diabéticos podem usar sauna e fazer escalda pés
  25. Como a Canela Reduz o Açúcar no Sangue e Combate a Diabetes
  26. Canela e a Diabetes
  27. 1-Contém Antioxidantes
  28. 2-Sensibilidade à Insulina
  29. 3-Diminui os Açúcares no Sangue
  30. 4-Diminuir o Risco de Complicações
  31. Quanto Você Deve Tomar
  32. Camomila e canela para reduzir o açúcar e controlar a diabetes
  33. Por que a camomila e a canela estabilizam os níveis de açúcar no sangue?
  34. Benefícios da camomila
  35. Benefícios da canela
  36. Como preparar este remédio de camomila e canela para controlar a diabetes?
  37. Ingredientes
  38. Como preparar
  39. Como consumir
  40. Contraindicações

Canela para Diabetes – Benefícios, Chá, Como Usar e Dicas

Canela ajuda a controlar diabetes

Utilizada no preparo de bebidas como chás e vitaminas e de pratos culinários como mingau, biscoitos, tortas e bolos, a canela também é conhecida pelos benefícios que traz em relação à saúde. A especiaria é fonte de antioxidantes, possui propriedades anti-inflamatórias e contribui com o combate a infecções provenientes de fungos e bactérias.

  Continua Depois da Publicidade  

  • Veja mais: Benefícios da canela para a saúde e boa forma.

Mas além disso tudo, você sabia que o ingrediente também já foi associado a alguns efeitos relacionados a diabetes? Vamos conferir como funciona esse uso da canela para diabetes abaixo.

O uso da canela para diabetes

Antes de entrarmos mais fundo no assunto, vai um breve resumo sobre a condição: ela é caracterizada pelo descontrole dos níveis de glicose no sangue e surge quando o corpo não é capaz de produzir insulina ou não consegue utilizar adequadamente o hormônio que produz.

Em tempo: o hormônio insulina é responsável por atuar justamente no controle da quantidade de açúcar que é encontrada no sangue.

Uma das possibilidades de benefícios da canela para diabetes foi apresentado em um artigo publicado no ano de 2010 no Journal of Diabetes Science and Technology (Jornal de Ciência e Tecnologia do Diabetes, tradução livre).

A publicação em questão indicou que a canela pode colaborar ao limitar a elevação das taxas de açúcar no sangue.

Outras pesquisas

No ano de 2011, o Journal of Medicinal Food (Jornal da Alimentação Medicinal, tradução livre) publicou uma espécie de levantamento de estudos referentes aos efeitos da canela em relação aos níveis de açúcar no sangue.

Os pesquisadores do levantamento descobriram que os estudos relacionados à ação da especiaria normalmente mostravam que a inclusão da canela na dieta contribuía com a diminuição dos níveis de glicose no sangue e das oscilações das taxas de açúcar no sangue em pessoas com pré-diabetes e diabetes do tipo 2.

Medicina chinesa

Além disso, a canela é utilizada na medicina chinesa para tratar quadros de níveis elevados e irregulares de açúcar no sangue.

Como a canela pode atuar na diminuição dos níveis de açúcar no sangue?

De acordo com o Authority Nutrition, isso acontece porque a canela parece diminuir a quantidade de glicose que entra na corrente sanguínea depois da realização de uma refeição. Acredita-se que o mecanismo que dá origem a esse resultado é a interferência da especiaria com diversas enzimas digestivas.

  Continua Depois da Publicidade  

Outro ponto de atuação da canela para diabetes é que pesquisas publicadas nos anos de 1998 e 2001 e feitas por pesquisadores americanos mostraram a existência de compostos na canela que atuam de maneira parecida com a insulina.

Com isso, ocorre uma melhoria na captação de glicose por parte das células, ainda que a ação seja bem mais lenta que a do hormônio. Vale lembrar que a insulina atua no controle das taxas de açúcar no sangue.

  • Veja também: Como os picos de insulina afetam seu corpo e como evitá-los.

Melhora da sensibilidade ao hormônio insulina

Além disso, ainda conforme informações do Authority Nutrition, pesquisas divulgadas nos anos de 2008 e 2010 e que foram realizadas por cientistas americanos, mostraram que a especiaria diminui significativamente a resistência ao hormônio insulina.

E por que isso é importante? Porque a resistência à insulina é conhecida justamente uma das características da diabetes.

Como usar a canela para diabetes

Ainda que existam evidências que apontem os benefícios da canela para diabetes, é fundamental que a sua utilização seja feita após uma conversa com o médico que acompanha o tratamento do caso e mediante à autorização do profissional, respeitando suas indicações referentes às porções da especiaria.

Isso porque existe a possibilidade de que o ingrediente interaja com medicamentos que são prescritos para o tratamento da condição. Por exemplo, se o paciente já utiliza medicamentos que reduzem os níveis de açúcar no sangue, o uso da canela pode resultar em uma diminuição muito drástica.

Isso pode dar origem a um quadro de hipoglicemia, que é justamente provocado pela baixa concentração de glicose no sangue e que pode vir acompanhado de sintomas como confusão mental, dificuldade de fazer tarefas simples do dia a dia, palpitação, tremor, suor frio, fome excessiva e formigamento ao redor da boca.

A mesma recomendação serve para quem deseja usar suplementos de canela – é preciso falar com o médico para saber se não existe o risco de uma interação.

  Continua Depois da Publicidade  

Cuidado: não há garantias de resultados

Ainda não está claro que a canela é realmente boa para diabetes. Isso porque enquanto alguns estudos, como os que citamos no decorrer deste artigo, mostraram que a especiaria atua neste sentido, outros concluíram que a canela não reduz os níveis de glicose no sangue.

Além disso, a Associação Americana de Diabetes descarta a utilização da canela para diabetes. A instituição enfatiza que as pesquisas sobre os efeitos da especiaria são conflitantes e considera que não existem evidências suficientes para confirmar a existência de benefícios da canela para ajudar a tratar a diabetes.

Sobre as diferenças nos resultados dos estudos, a organização explica que pesquisadores afirmam que isso pode acontecer por conta da fonte de canela utilizada e das formas pelas quais a especiaria é extraída.

Para quem procura a diminuição de seus níveis de glicose no sangue, a Associação Americana de Diabetes recomenda seguir uma dieta para diabetes, ser uma pessoa ativa fisicamente e tomar todos os remédios prescritos por seu médico para tratar a condição.

Ainda assim, a canela é considerada um ingrediente seguro para pessoas com diabetes, a não ser que esta pessoa sofra com outras condições que podem ser prejudicadas pelo uso da especiaria, como você poderá conferir com mais detalhes no tópico sobre os cuidados com a canela mais abaixo.

Como fazer chá de canela

Ingredientes:

  • 1 canela em pau;
  • 1 xícara de água.

Modo de preparo:

  1. Colocar a canela em pau dentro de uma panela com a água e levar ao fogo para ferver durante cinco minutos;
  2. Desligar o fogo, esperar ficar morno e tirar a canela em pau. Se desejar, adoçar de acordo com a sua preferência, e servir-se.

Cuidados com a canela

É importante saber que a canela é um ingrediente que exige certos cuidados em relação ao seu consumo. Por exemplo, ela não é recomendada para pessoas que sofrem com hipertensão e problemas cardíacos porque a especiaria pode acelerar os batimentos do coração.

A canela também não é indicada para mulheres grávidas porque pode causar o relaxamento do útero e provocar abortos. Mulheres que estejam em processo de amamentação de seus bebês também não devem consumir a canela e quem tem problemas nos fígados ou rins deve consultar o médico antes de ingerir a especiaria.

Pessoas que foram diagnosticadas com rosácea, uma doença da pele que causa vermelhidão na pele e lesões inflamadas em regiões como as bochechas, o nariz e o queixo, também devem evitar o consumo da especiaria. Isso porque a canela pode piorar os sintomas da condição.

A canela ainda deve ser consumida com moderação por conta do risco de causar danos ao fígado. A recomendação é ingerir no máximo 6 g ou 1 ¼ de colher de chá da especiaria diariamente.

Você já tinha ouvido falar do uso da canela para diabetes? Já foi diagnosticado com a condição, e utilizou a especiaria no tratamento? Comente abaixo!

(17 votos, média: 4,24 de 5)
Loading…

Источник: https://www.mundoboaforma.com.br/canela-para-diabetes-beneficios-cha-como-usar-e-dicas/

7 mitos e 5 verdades sobre o diabetes

Canela ajuda a controlar diabetes

No Brasil, cerca de sete milhões de pessoas, acima de 18 anos, têm a doença. Um estudo recente da Sociedade Brasileira de Diabetes, aponta que mais de 60% deles não sabem que têm a doença.

Disfunção metabólica crônica decorrente de uma deficiência de insulina – hormônio produzido pelo pâncreas – que pode ser causada por fatores genéticos ou em decorrência de maus hábitos de vida como sedentarismo e uma dieta desequilibrada, recheada, principalmente de açúcar.

O problema pode trazer perda ou aumento de peso, é fator de risco para problemas cardiovasculares e, nos casos mais graves, provocar falência de órgãos (rins, olhos) e até a morte. Apesar dos perigos, é completamente controlável.

“É uma doença crônica e deve ser tratada como tal, mas com informação e mudança de hábitos, dá para ser controlada e ter qualidade de vida”, explica a nutricionista Patrícia Ramos, coordenadora do Hospital Bandeirantes. Pensando nisso, o MinhaVida conversou com especialistas para descobrir os mitos e verdades do diabetes para facilitar a vida de quem convive com a doença.  

1.Diabetes é contagioso

Mito: o diabetes não passa de pessoa para pessoa. É preciso acabar com essa discriminação de que o diabético não pode ter emprego, amigos e vida social.

O que acontece é que, em especial no tipo 1, há uma propensão genética para se ter a doença e não uma transmissão comum.

“Temos exemplos de mães diabéticas que tem filhos totalmente saudáveis”, explica a nutricionista. 

2.Canela ajuda a controlar o diabetes

Mito: não tem nenhum estudo científico que comprove isso. Existem alguns estudos em relação à canela, porém são estudos preliminares, que merecem mais esclarecimentos para provar esse efeito satisfatório. “É melhor não seguir nada que não seja comprovado, afinal, trata-se de um problema crônico e qualquer descuido pode piorar a situação”, diz a nutri.   

3.Diabético pode consumir mel, açúcar mascavo e caldo de cana sem problemas

Mito: apesar de naturais, estes alimentos tem açúcar do tipo sacarose, maior vilã dos diabéticos.

“Hoje, os padrões internacionais já liberam que 10% dos carboidratos ingeridos podem ser sacarose, mas sem o controle e a compensação, os níveis de glicose podem subir e desencadear uma crise”, explica Patrícia.

“O diabético até pode consumir, mas ele deve ter noção de que não pode abusar e compensar com equilíbrio na dieta”, continua.

4.Alguns alimentos ajudam a controlar os níveis de glicose no sangue auxiliando o tratamento do diabetes 

Verdade: Sim. Isso por conta do Índice Glicêmico (IG) dos alimentos. Quando um alimento tem o índice glicêmico baixo, ele retarda a absorção da glicose pelo sangue e, portanto estabiliza a doença.

Mas, quando o índice é alto, esta absorção é rápida e acelera o aumento das taxas de glicose no sangue.

“Alimentos integrais, iogurtes sem açúcar, maçã, pera, feijão, lentilha e manga, podem ser considerados indutores deste controle, por isso ajudam a amenizar os sintomas da doença, já os de alto índice, como batata e demais carboidratos, aumentam o problema”, continua 

5.A aplicação de insulina causa dependência química

Mito: a aplicação de insulina não promove qualquer tipo de dependência química ou psíquica. O hormônio é importante para permitir a entrada de glicose na célula, tornando-se fonte de energia.

“No caso dos pacientes com diabetes tipo 1, não tem jeito eles são insulino-dependentes, e não porque ela cause esta dependência, mas pelo fato de sua deficiência ser crônica desde o nascimento”, explica Patrícia.

“Não se trata de dependência química e sim de necessidade vital. Você precisa da insulina para sobreviver, mas não é um viciado na substância”, explica o endocrinologista e presidente da Associação Nacional de Apoio ao Diabético (Anad), Fadlo Farige. 

6.Deve-se substituir o açúcar dos alimentos por adoçante

Verdade: os adoçantes foram feitos exatamente para os diabéticos ou para quem está de dieta, porém, para pessoas que não têm nenhuma disfunção, existe um limite para seu uso. “O valor diário recomendado de aspartame, por exemplo, é 40 mg por kg, já no ciclamato, este número é bem menor, 11 mg”, explica a nutricionista.  

7.Dá para evitar a insulina se você não ingere carboidratos

Mito: neste caso, depende. O carboidrato eleva a glicemia com mais rapidez, por isso sua ingestão deve ser controlada. “No diabetes Tipo 1, é necessária a aplicação de insulina diariamente, já que o pâncreas não produz este hormônio.

Portanto, mesmo que não coma carboidratos, precisará aplicar insulina. No caso do diabetes Tipo2, a ingestão da insulina vai depender do nível de glicemia.

Se estiver controlado, pode-se parar o uso, porém, só um médico poderá fazer esta avaliação”, explica Patrícia.  

8.Não é permitido ingerir bebidas alcoólicas 

Verdade: “o consumo é permitido, mas com alguns cuidados: de forma moderada e sempre junto a uma refeição, pois o consumo isolado pode levar a hipoglicemia (baixa nas taxas de glicose sanguínea) ou dificultar a recuperação de uma crise hipoglicêmica, já que o uso de insulina e de outros medicamentos para controlar o diabetes é feito para baixar a glicemia, e o álcool tende a diminuir ainda mais estas taxas, o que pode levar a um quadro crônico”, explica a nutricionista. 

Também é importante fazer o monitoramento de glicemia antes e depois de consumir bebidas alcoólicas. Para Fadlo Fraige, apenas as bebidas destiladas são permitidas (e com muita moderação), pois, segundo ele, não são feitas à base de carboidratos e o álcool tem baixo índice glicêmico.

Já sobre as fermentadas, à base de glicose, o endocrinologista recomenda: “Cuidado com cervejas e bebidas doces ou à base de carboidratos. Elas têm alto índice glicêmico e podem trazer problemas.

Ao contrário do que se imagina, as bebidas sem álcool são piores, pois, têm o carboidrato e não têm o álcool que ajuda a baixar a glicemia”, explica o presidente da Anad.  

9.Bebida alcoólica pode porque o remédio para diabetes tem álcool e não faz mal

Mito: A taxa de álcool presente nos remédios são mínimas e, por isso, não dá para fazer esta comparação. “Bebidas alcoólicas são permitidas com restrições”, diz a nutricionista.

10.Quem tem diabetes deve fazer somente exercícios leves

Verdade: diabéticos devem ser estimulados a fazer atividades físicas, respeitando contra-indicações, se houver. “De uma forma geral, os exercícios melhoram os níveis glicêmicos, porém, quando o gasto calórico é maior do que a reposição de nutrientes após o treino, pode haver um quadro de hipoglicemia, por isso, deve-se fazer um monitoramento”, diz a nutricionista. 

11.Estresse ajuda a descontrolar o diabetes

Verdade: quando uma pessoa fica nervosa, a sua taxa de glicose sanguínea sobe. “Mas isso não acontece só com diabéticos”, diz Patrícia.

12.Diabéticos podem usar sauna e fazer escalda pés

Mito:  Por ser uma disfunção metabólica o diabetes altera a circulação e compromete os vasos sanguíneos, dificultando o processo de cicatrização e pode causar problemas em diversas outras funções como problemas renais e o comprometimento da visão. “Em função desta alteração circulatória, os riscos de exposição à altas temperaturas e aos choques térmicos podem agravar ou desencadear quadros de angiopatias e outros problemas cardíacos”, finaliza a Patrícia. 

Fonte: Araruna 1

VOLTAR

Источник: https://www.diabetes.org.br/publico/para-voces/sbd-na-imprensa/1182-7-mitos-e-5-verdades-sobre-o-diabetes

Como a Canela Reduz o Açúcar no Sangue e Combate a Diabetes

Canela ajuda a controlar diabetes

A canela é uma especiaria rica em propriedades importantes para a saúde. Se você sofre com o problema de diabetes e com altos níveis de açúcar no sangue, então é importante você dar atenção a esse artigo.

A diabetes e o açúcar no sangue são assuntos sérios a considerar; apesar da prevenção ser o melhor remédio, quem sofre com a diabetes pode se beneficiar do consumo da canela.

Veja abaixo como a canela é útil para cuidar da diabetes (1).

Não deixe de ler e compartilhar.

Canela e a Diabetes

Primeiro vamos falar sobre a Diabetes, ela é uma doença caracterizada por níveis elevados de açúcar no sangue. Sendo assim, ela pode desencadear complicações como doença cardíaca, doença renal e danos nervosos.

O tratamento geralmente inclui medicamentos e injeções de insulina; mas o tipo de alimento que é consumo também influencia no controle da doença (2).

A canela é uma especiaria muito usada e conhecida no mundo todo. Existem diversas variedades da canela, e são tipicamente categorizadas por dois tipos diferentes:

Ceilão: Também chamado de “canela verdade”.

Cassia: Com um preço mais acessível, e encontrada na maioria dos produtos alimentares que contém canela (3).

Conheça os benefícios:

1-Contém Antioxidantes

A canela contém grandes quantidades de antioxidantes, o que lhe dá benefícios para a saúde.

Para se ter ideia, um grupo de cientistas comparou o teor de antioxidantes de 26 diferentes ervas e especiarias, e concluiu que a canela tinha a segunda maior quantidade de antioxidantes entre eles (ficando atrás apenas do cravo) (4).

Os antioxidantes são importantes, pois ajudam o corpo a reduzir o estresse oxidativo, um tipo de dano às células, causado pelos radicais livres.

Um estudo mostrou que consumir 500 mg de extrato de canela por dia, durante 12 semanas diminuiu 14% o marcador de estresse oxidativo em adultos com pré diabetes.

Isto é significativo, uma vez que o estresse oxidativo tem sido implicado no desenvolvimento de quase todas as doenças crônicas, incluindo o diabetes tipo 2.

2-Sensibilidade à Insulina

Em pessoas com diabetes, por exemplo, o pâncreas não consegue produzir a quantidade de insulina adequada, ou o corpo não responde à insulina corretamente, conduzindo aos níveis de açúcar de sangue elevados.

A canela pode ajudar a diminuir o açúcar no sangue, e combater o diabetes imitando os efeitos da insulina e aumentando o transporte de glicose nas células.

Além disso, ela também pode aumentar a sensibilidade à insulina, tornando-a mais eficiente na movimentação da glicose para as células.

Um estudo mostrou que a canela aumentou a sensibilidade à insulina imediatamente após o consumo, com o efeito de pelo menos 12 horas (5).

Outro estudo porém, apontou o aumento na sensibilidade à insulina, após duas semanas de suplementação com canela.

3-Diminui os Açúcares no Sangue

Dependendo do tamanho da refeição e quantos carboidratos foram consumidos, os níveis de açúcar no sangue podem subir consideravelmente após as refeições.

Estas flutuações podem aumentar os níveis de estresse oxidativo e inflamação, que tendem a causar um grande dano às células do corpo e aumentar o risco de doença crônica.

Porém, a canela pode ajudar a evitar estes picos de açúcar no sangue após as refeições.

Alguns pesquisadores apontam, que ela abranda a rapidez com que a comida se esvazia do estômago (6).

Sendo assim, consumir 1,2 colheres (6 gramas) de canela levou a um esvaziamento do estômago mais lento, por bloquear as enzimas digestivas que quebram carboidratos no intestino delgado.

4-Diminuir o Risco de Complicações

A canela também pode diminuir o risco de complicações comuns da diabetes. Afinal, pessoas com diabetes têm o dobro do risco de doença cardíaca, que os indivíduos que não são diabéticos.  

Uma revisão de estudos controlados em pessoas com diabetes tipo 2, constatou que a ingestão de canela está associada à diminuição do mau colesterol (LDL) e dos triglicéridos.

O mesmo estudo relatou um aumento médio de colesterol HDL “bom”.

A diabetes também tem sido cada vez mais implicada, no desenvolvimento da doença de Alzheimer assim como outras demências.

Outras pesquisas sugerem que o extrato de canela, pode diminuir a capacidade de duas proteínas – beta-amilóide e tau – em formar placas e emaranhados, que são rotineiramente ligados ao desenvolvimento da doença de Alzheimer (7).

Quanto Você Deve Tomar

Consumir até 1 ou 2 colheres de chá (6 gramas) por dia, é o mais indicado  (8).

Afinal, em quantidades moderadas, ela traz muitos benefícios para a saúde e deve fazer parte da sua alimentação de verdade.

Porém, se você tenha alguma restrição médica para o uso da canela, converse com o seu médico.

Cuide da sua saúde e inclua especiarias naturais em suas alimentações. Uma última dica é na verdade um convite para você conhecer meu programa DETOX. 

>> Ouça os depoimentos!

Transforme a sua vida e da sua família.

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

Источник: https://drjulianopimentel.com.br/alimentacao/canela-reduz-acucar-combate-diabetes/

Camomila e canela para reduzir o açúcar e controlar a diabetes

Canela ajuda a controlar diabetes

Se ao medir os níveis de açúcar no sangue eles permanecerem superiores a 180, é possível que haja um descontrole. Pensando nisso, hoje falaremos sobre um remédio de camomila e canela.

Este remédio natural ajuda a reduzir o açúcar e controlar a diabetes, já que o corpo não conta com uma quantidade suficiente de insulina, hormônio responsável por manter o açúcar sob controle.

Quando não prestamos a atenção adequada e seguimos adotando de maneira constante os hábitos que causam estas subidas, pode surgir uma doença crônica conhecida como diabetes que, por sua vez, traz outras consequências.

Em grande parte dos casos, ela ocorre devido a maus costumes alimentares, em especial pelo consumo excessivo de açúcares.

No entanto, também influenciam o sedentarismo, o consumo de tabaco, o estresse constante e a reação de alguns medicamentos usados para tratar outras patologias.

A frequente sensação de fadiga, as alterações na micção e a desidratação são alguns dos sinais que permitem alertar sobre uma crise de açúcar alto.

Depois de consultar o médico, e seguir suas indicações com relação ao tratamento, podemos complementá-lo com algumas preparações naturais. Entretanto, elas também devem ser aprovadas pelo profissional.

Vejamos a seguir, algumas soluções de origem natural que podem contribuir para controlar o problema, antes que o mesmo piore e cause outros tipos de danos.

Por que a camomila e a canela estabilizam os níveis de açúcar no sangue?

Tanto a camomila quanto a canela têm diversas aplicações medicinais que são aproveitadas desde a antiguidade.

Ambas são anti-inflamatórias e contêm princípios ativos que lhes permitem regular e manter sob controle os níveis altos de glicemia.

Em várias oportunidades, cada uma delas se destacou por ser a solução natural paraaliviar vários tipos de doenças digestivas, do sistema cardiovascular e nervoso.

No entanto, somente há algum tempo foi descoberto que combinando-as em um mesmo remédio poderíamos obter um bom aliado contra a diabetes tipo 2.

Conheça: Suco para controlar a diabetes mellitus

Benefícios da camomila

As finalidades da camomila como remédio alternativo foram fonte de investigação desde muitas décadas.

Estas flores populares ajudam a curar sintomas digestivos e transtornos psicológicos como o estresse, a ansiedade e a insônia.

Em uma das pesquisas realizadas sobre os seus benefícios, foi determinado que seu teor significativo de quercetina tem a capacidade de prevenir os descontroles de açúcar após as refeições.

Este poderoso antioxidante torna mais lenta a absorção de glicose no intestino, dando ao corpo tempo suficiente para metabolizá-la de forma adequada.

Em um comentário, Mina T Kelleni, do Departamento de Farmacologia da Universidade de Minia, no Egito, comenta que o chá de camomila tem o potencial de contribuir para o tratamento da diabetes.

Benefícios da canela

Apesar dos benefícios para a saúde, se ingerida em grandes quantidades a canela pode ser prejudicial. Portanto, é importante seguir as orientações do seu médico.

Conhecida por seu agradável aroma e seu sabor particular, a canela é uma especiaria com centenas de benefícios para a nossa saúde.

A ingestão regular e moderada de canela favorece a distribuição da glicose através da insulina, melhorando o metabolismo celular e de todo o organismo.

Leia também: Acelerar o metabolismo, uma das melhores opções ao perder peso

Aparentemente, após ingerir a canela, seus ativos estimulam enzimas essenciais que se encarregam de melhorar a resposta das células diante da insulina.

Além disso, um de seus bioativos apoiaria o processo mediante o qual o organismo transforma o açúcar em energia.

Como preparar este remédio de camomila e canela para controlar a diabetes?

Para preparar este remédio contra a diabetes basta combinar algumas flores de camomila com uma pequena quantidade de canela.

O resultado é uma infusão com pouquíssimas calorias que pode ser ingerida todos os dias para aproveitar todos os seus benefícios.

Ingredientes

  • 1 xícara de água (250 ml)
  • 2 colheres de flores de camomila (10 g)
  • 1 colher de canela (5 g)

Como preparar

  • Introduza a canela em uma panela com uma xícara de água e deixe ferver.
  • Quando chegar à ebulição, retire-a e acrescente as flores de camomila.
  • Deixe em repouso durante 10 minutos e coe em seguida.

Como consumir

  • Beba uma xícara por dia, depois da refeição principal ou em jejum, pela manhã.
  • Tome este remédio natural duas ou três semanas seguidas para sentir a diferença.

Contraindicações

  • Este remédio não deve ser consumido por pacientes com problemas no fígado.
  • Ele também não deve ser tomado em excesso se o paciente estiver fazendo uso de medicamentos ou suplementos com a mesma finalidade.
  • Por nenhuma razão deve-se exceder a dose de canela, pois a mesma pode ser tóxica.

Trata-se de um complemento natural que não substitui o tratamento receitado pelo médico.

Se surgirem dúvidas sobre o seu consumo, o mais conveniente é consultar o especialista.

Seus resultados dependem muito da constância com a qual a mesma for consumida, assim como dos demais hábitos que sejam adotados contra a diabetes.

Pode interessar a você…

Источник: https://melhorcomsaude.com.br/remedio-camomila-canela-reduzir-acucar-controlar-diabetes/

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: