Como Evitar as Principais Causas do Cabelo Oleoso

Contents
  1. Matização nos cabelos: por que e como fazer?
  2. Entenda a importância de tratar o couro cabeludo
  3. Aposte na massagem capilar
  4. Ofereça esfoliação capilar dentre seus serviços
  5. Evite o uso de água quente
  6. Use produtos de qualidade no seu salão
  7. Tome cuidado com o uso do secador
  8. Remova os resíduos de produtos com a lavagem
  9. Instrua suas clientes sobre a higienização diária
  10. Outras dicas que ajudam a prevenir e combater a oleosidade
  11. 9 Causas que Provocam a Oleosidade nos Fios
  12. 1. Alterações hormonais
  13. 2. Excesso de estresse ou de preocupações
  14. 3. Uso de produtos não apropriados no cabelo
  15. 4. Alimentação rica em gorduras
  16. 5. Lavar o cabelo com água quente
  17. 6. Usar cosméticos na raiz do cabelo
  18. 7. Usar chapéus, lenços ou toucas no cabelo
  19. 8. Usar fronha de algodão para dormir
  20. 9. Passar regularmente a mão pelo cabelo
  21. 10 razões por que o cabelo fica mais oleoso (e soluções para vencer o combate)
  22. 1. Baixe a temperatura
  23. 2. Não precisa de lavar o cabelo todos os dias (sim, leu bem)
  24. 3. Penteie q.b
  25. 4. Modere as ferramentas
  26. 5. Tire as mãos de cima
  27. 6. Solte o cavalo
  28. 7. Dia de descanso
  29. 8. Escolha bem os aliados
  30. 9. Mão leve
  31. 10. Elimine a poluição… do cabelo
  32. Avenida dos Aliados: produtos que ajudam a controlar a oleosidade
  33. Couro Cabeludo Oleoso [Causas e Tratamentos CASEIROS]!
  34. O que é essa oleosidade em excesso?
  35. Quais são as causas disso?
  36. Como tratar e o que fazer pra resolver?
  37. Como evitar o problema?
  38. Saiba como lidar com a oleosidade
  39. O que causa a oleosidade?
  40. O excesso de sebo deixa a pele, além de brilhante, com os poros dilatados e favorece o aparecimento da acne. Nos cabelos, além da aparência engordurada, ainda deixa os fios sem volume e grudados no couro cabeludo.
  41. Causas Hormonais para a Oleosidade
  42. Como conviver com a oleosidade?
  43. Dr. Victor Sorrentino
  44. Dicas para Cabelos Oleosos
  45. Cuidados com Cabelos Oleosos
  46. Causas da Oleosidade
  47. Tratamento
  48. Pré-Shampoo
  49. Shampoo para Cabelos Oleosos
  50. Shampoo a Seco
  51. Dicas de Shampoo a Seco
  52. Cabelo oleoso? Veja como tratar a oleosidade!
  53. Oleosidade nas madeixas: descubra as causas!
  54. Como evitar cabelos oleosos:
  55. Shampoos a seco – o melhor amigo dos cabelos oleosos
  56. Bons tratamentos para cabelos oleosos

Matização nos cabelos: por que e como fazer?

Como Evitar as Principais Causas do Cabelo Oleoso

A oleosidade excessiva é um problema capilar que afeta muitas pessoas. Bastante comum e aparentemente simples, a oleosidade traz consequências ruins, como o aspecto opaco e a impressão de peso e sujeira nos fios. Além disso, o acúmulo de sebo nos cabelos pode causar coceira e a temida caspa.

O alto teor de óleo acumulado nos fios e no couro cabeludo é causado pela ação intensa e direta das glândulas sebáceas que formam o sebo e recobrem os cabelos. A lavagem com água muito quente, os cosméticos oleosos demais e, até mesmo, o estresse do dia a dia são os principais causadores da oleosidade excessiva, pois esses fatores intensificam o trabalho das glândulas sebáceas.

Cabelos oleosos requerem tratamento específico, tanto em casa, quanto nos salões. Daí, a necessidade dos profissionais de beleza se aprofundarem no assunto, para oferecer as melhores opções de produtos e procedimentos para as clientes, até porque, não basta fazer um belo corte, uma coloração incrível ou um alisamento poderoso, se as madeixas não possuem um aspecto limpo e saudável.

Quer saber quais são as melhores medidas para tratar a oleosidade do couro cabeludo das clientes do seu salão? Então, continue lendo o nosso artigo!

Entenda a importância de tratar o couro cabeludo

Muitas mulheres dedicam atenção especial aos fios, mas se esquecem dos cuidados com o couro cabeludo. É papel do bom cabeleireiro dar a mesma importância ao couro cabeludo, afinal, a saúde dessa área está intimamente ligada a cabelos fortes e bonitos.

O couro cabeludo acomoda a raiz, que é justamente a base do cabelo. Se ele não for bem tratado, certamente, o comprimento inteiro sofrerá e as madeixas não terão uma aparência sedosa, solta e brilhante.

Aposte na massagem capilar

A massagem no couro cabeludo é uma excelente medida para tratar a oleosidade excessiva. Esse processo é simples e estimula a circulação sanguínea no topo da cabeça, aumentando o nível de oxigenação no couro cabeludo e facilitando o transporte dos nutrientes nessa área.

Assim, os fios nascem e crescem mais saudáveis e fortes, ficando imunes a problemas como quebra, queda, opacidade e excesso de oleosidade. Sempre que possível, massageie o couro cabeludo das suas clientes, mas também não deixe de recomendar que elas mesmas façam a massagem em casa, durante o banho, com movimentos circulares e com as pontas dos dedos tocando toda a cabeça.

Ofereça esfoliação capilar dentre seus serviços

Para manter os cabelos de suas clientes livres da oleosidade, inclua a esfoliação capilar dentre os serviços do seu salão.

A esfoliação é super indicada para tratar a oleosidade do couro cabeludo porque o procedimento elimina as células mortas, controla a produção de sebo e ainda remove os resíduos de produtos acumulados na raiz dos fios.

O Shampoo Peeling da linha Venit System Aneethun foi desenvolvido para equilibrar a saúde do couro cabeludo, sua fórmula possui microesferas esfoliantes que promovem o seu descongestionamento e uma limpeza profunda dos fios.

 O ideal é que as clientes recorram a esse tratamento de 15 em 15 dias para ficarem com as madeixas limpas e soltinhas. 

Evite o uso de água quente

A menos que esteja no inverno ou que suas clientes peçam, não use água quente para fazer a lavagem dos cabelos.

A água quente demais aumenta não só a produção, como também a secreção de óleo por meio das glândulas sebáceas. Isso torna o couro cabeludo mais oleoso e deixa os fios com a aparência sebosa e pesada, mesmo depois de uma escova caprichada.

Use produtos de qualidade no seu salão

Tenha no seu salão produtos específicos para tratar a oleosidade. Tenha a segurança que esses produtos são de boas marcas e possuem qualidade comprovada.

Existem, por exemplo, linhas modernas de Peeling Capilar que purificam o couro cabeludo, eliminam resíduos, controlam a oleosidade e proporcionam maior oxigenação, condicionamento, nutrição e refrescância aos fios.

Tome cuidado com o uso do secador

No salão, você não deve focar apenas em uma lavagem perfeita para eliminar a oleosidade. A hora da escova também requer cuidados especiais!

Para evitar o acúmulo de óleo no couro cabeludo, não use o aparelho em temperaturas muito altas, mantenha o secador a uma distância entre 10 cm e 15 cm do couro cabeludo e de cada mecha. Além disso, não abra mão do termoprotetor para blindar os fios.

Remova os resíduos de produtos com a lavagem

Recomende para as suas clientes a limpeza profunda do couro cabeludo, pois esse procedimento deixa as madeixas imediatamente mais soltas e volumosas, com uma aparência limpa e fresca.

Esse tratamento é feito com shampoos antiresíduos e linhas capilares com efeito detox, em que a principal finalidade é remover os restos de shampoo, condicionador, creme, leave-in, pomada e/ou mousse que não foram enxaguados corretamente e acabaram se acumulando nos fios. Vale ressaltar que esse tipo de tratamento pode ser realizado a cada 15 dias.

Instrua suas clientes sobre a higienização diária

Fale com as suas clientes sobre a importância de lavar os fios em dias alternados para manter os cabelos limpos, sugira que elas utilizem produtos suaves, diga a elas para evitarem o uso de água muito quente e para capricharem no enxágue, eliminando assim os resíduos de cosméticos.

Lembre-se de avisá-las que os cabelos não devem ser lavados repetidas vezes, pois, ao invés de diminuir o sebo, lavar demais pode causar o efeito contrário, tornando o couro cabeludo mais oleoso ainda. Além disso, a água em excesso remove a proteção natural dos fios, tornando-os mais frágeis e predispostos a danos.

Outras dicas que ajudam a prevenir e combater a oleosidade

Seja mais que um cabeleireiro, seja um consultor em que a sua cliente pode confiar! Para tanto, sempre vá além e dê dicas realmente úteis. No caso da oleosidade capilar, existem cuidados que não dependem do profissional, mas da própria cliente.

Sendo assim, vale a pena instruí-las. Diga que elas devem evitar passar as mãos repetidamente no cabelo, fale que o ideal é substituir as escovas por pentes de dentes largos, preferencialmente de madeira.

Para completar, informe a elas que uma vida livre do estresse e uma alimentação equilibrada também pode fazer a diferença na saúde e na beleza dos fios.

E aí, você gostou das nossas dicas de como tratar a oleosidade do couro cabeludo? Vai apostar nessas estratégias para ajudar a manter os cabelos de suas clientes lindos, leves e soltos? Quais outras medidas você adota para combater a oleosidade excessiva nas madeixas das clientes?

Compartilhe as suas opiniões e experiências conosco nos comentários. Até a próxima e continue acompanhando as novidades do nosso blog!

Compartilhe nas suas redes sociais

Источник: https://blog.aneethun.com/como-tratar-oleosidade-do-couro-cabeludo/

9 Causas que Provocam a Oleosidade nos Fios

Como Evitar as Principais Causas do Cabelo Oleoso

Dormir com fronha de algodão, excesso de estresse, uso de produtos inapropriados ou aplicação de cosméticos na raiz do cabelo, são alguns dos fatores que podem aumentar a oleosidade produzida pelo cabelo.

A tendência do cabelo para ficar oleoso depende de pessoa para pessoa, pois ela é causada especialmente por fatores genéticos responsáveis pelo tipo de cabelo e pela sua capacidade para produzir cebo. O cabelo oleoso é um tipo de cabelo bastante sensível, que exige alguns cuidados. Por isso, fique a conhecer que fatores que podem contribuir para um cabelo oleoso e com pouco volume:

1. Alterações hormonais

As alterações hormonais como as sentidas durante a gravidez podem provocar um aumento da oleosidade no cabelo, pois pode ser potenciada uma produção elevada de gordura pelas células do cabelo durante esses períodos.

Geralmente estes períodos são transitórios, e com o tempo o cabelo acaba voltando ao normal. O ideal nesse períodos é consultar um dermatologista, para fazer um tratamento para o controle da oleosidade.

2. Excesso de estresse ou de preocupações

Períodos de grande estresse ou com muitas preocupações podem acabar provocando oleosidade no cabelo, pois as alterações que ocorrem no sistema nervoso durante esse período acabam aumentando a produção de gordura pelo couro cabeludo.

Outra alteração comum durante esses períodos é o aumento da quantidade de suor produzida, o que também acaba contribuindo para o aumento da oleosidade no cabelo.

Nestas alterações, o recomendado é também consultar um dermatologista para fazer um tratamento para o controle da oleosidade e tentar relaxar, através de técnicas como o yoga ou meditação por exemplo.

3. Uso de produtos não apropriados no cabelo

Usar produtos que não são adequados para cabelos oleosos como shampoo, condicionador ou creme de pentear por exemplo, podem acabar aumentando a oleosidade no cabelo.

Estes produtos, especialmente quando são indicados para cabelos secos acabam não só aumentando a oleosidade na raiz do cabelo, como também podem deixar estes tipos de cabelo pesados e sem volume.

Os produtos para cabelos oleosos, para aumentar o volume ou a densidade são sempre os mais indicados, pois apenas eles permitem uma limpeza profunda na raiz do cabelo, eliminando eficientemente todos os resíduos de gordura dos poros.

4. Alimentação rica em gorduras

Fazer uma alimentação rica em alimentos gordurosos como frituras, fast food, manteigas, creme de leite, queijos amarelos ou molhos, por exemplo, é outra das causas que pode levar a um aumento da oleosidade no cabelo.

Estes alimentos acabam contribuindo para a produção de gordura pelo couro cabeludo, pois acabam alterando o metabolismo do corpo e o funcionamento dos folículos capilares.

O ideal é evitar este tipo de alimentos e apostar numa alimentação saudável, com poucas gorduras. Além disso, investir em alimentos ricos em Vitamina A, Biotina, Silicio, Zinco, Betacaroteno, ômega-3, aminoácidos e colágeno
ajuda a fortalecer os fios, o que contribui para a saúde do cabelo.

Assista a esse vídeo da Tati para aprender a preparar uma vitamina para fortalecer o cabelo:

5. Lavar o cabelo com água quente

Lavar o cabelo com água quente é outro fator que aumenta a oleosidade no couro cabeludo, sendo por isso indicado lavar sempre que possível com água morna ou fria.

Além disso, secar o cabelo com o secador numa temperatura muito quente também acaba trazendo as mesmas consequências da água quente, sendo por isso recomendado manter o secador em temperaturas mais baixas, secando sempre com ele longe do couro cabeludo.

6. Usar cosméticos na raiz do cabelo

Passar máscara, creme de pentear ou protetor térmico diretamente no couro cabeludo ou usar ampolas de hidratação são outros comportamentos que também contribuem para o aumento da produção de óleo.

Esses produtos podem ser usados, porém devem ser evitados produtos muito gordurosos e a sua utilização deve restringir-se ás pontas do cabelo.

7. Usar chapéus, lenços ou toucas no cabelo

O ideal para os cabelos com tendencia para a oleosidade é andarem soltos, pois o uso de acessórios como chapéus, lenços ou toucas por exemplo dificultam a respiração e ventilação do coura cabeludo.

O ideal mesmo é optar pelo cabelo solto ou fazer penteados simples, pondo de parte este tipo de acessórios.

8. Usar fronha de algodão para dormir

As fronhas de algodão roubam a umidade dos fios, o que acaba por ressecar o cabelo, aumentar o frizz e estimular a produção de sedo na raiz do cabelo.

O ideal é optar pelas fronhas de seda ou de cetim, que mantêm a umidade natural do cabelo e ajudam no controle da oleosidade, ou usar toucas de cetim para dormir. 

9. Passar regularmente a mão pelo cabelo

Passar regularmente a mão pelo cabelo,  jogando o cabelo para trás ou para o lado, é um comportamento que estimula a produção de sebo e que acaba piorando a oleosidade. Além disso, este hábito faz com que toda a sujeira das mãos passe para o cabelo, deixando-o também mais sujo e mais pesado. 

Por isso, se quer livrar-se desse hábito, opte por usar um grampo ou piranha para prender a franja, ou escolha usar o cabelo amarrado. 

O cabelo oleoso pode ser difícil de lidar, mas essas dicas vão ajudar a manter o óleo sob controle. Se não sabe qual o seu tipo de cabelo, aprenda a identificar em Saiba qual é o seu tipo de cabelo.

Источник: https://www.tuasaude.com/cabelos-oleosos/

10 razões por que o cabelo fica mais oleoso (e soluções para vencer o combate)

Como Evitar as Principais Causas do Cabelo Oleoso

As vitaminas do complexo B desempenham um papel activo na produção e regulação dos níveis de óleos naturais do cabelo. Não ter quantidades suficientes deste nutriente pode fazer com que os fios fiquem muito oleosos.

Os níveis hormonais também desempenham um papel importante e podem ficar irregulares devido a situações como gravidez, puberdade, menopausa e stress.

Certos medicamentos, como a pílula, também podem levar a um aumento da produção de óleo no couro cabeludo.

Em qualquer caso, a primeira e melhor opção é sempre procurar um dermatologista, que aconselhará exames, especialistas ou tratamentos que podem ajudar.

Se a falta de vitamina B ou a questão hormonal não for o seu caso, mas ainda assim o seu look parece um anúncio – inadvertido – a um gel de cabelo, há 10 possíveis razões para isso.

A boa notícia é que a oleosidade não é, necessariamente, um problema para toda a vida. E sim, é possível controlá-la com um pouco de tempo e paciência

1. Baixe a temperatura

Vamos falar da temperatura da água que usa no duche. Gosta dela bem quente? Ah, pois é… o vapor e a água quente retiram a humidade e o óleo natural do couro cabeludo.

Quando isso acontece, as glândulas sebáceas produzem mais óleo para compensar, ou seja, o cabelo fica novamente oleoso em pouco tempo.

Reduza a temperatura para morna e verá rapidamente uma redução na produção sebácea e também no brilho dos fios de cabelo. A pele também agradece.

2. Não precisa de lavar o cabelo todos os dias (sim, leu bem)

Não tem necessariamente de lavar o cabelo todos os dias. O seu champô pode estar a tirar os óleos naturais dos fios, mas em excesso. E nunca é demais reforçar: o condicionador deve ser aplicado apenas do meio para as pontas, e nunca no couro cabeludo. Deve enxaguá-los muito bem após cada aplicação.

3. Penteie q.b

Penteie os cabelos com uma escova que distribua uniformemente os óleos naturais da raiz até às pontas, o que ajudará também a manter as extremidades hidratadas. Mas não o faça mais do que duas ou três vezes por dia, e lembre-se de lavar sempre a escova após o uso e de retirar o excesso de fios que ficam presos nela.

4. Modere as ferramentas

Evite usar o modelador, ou o alisador, ou fazer brushing demasiadas vezes por semana — sim, há quem alise ou encaracole o cabelo todos os dias. Quando o secar, sempre que possível, faça-o no modo frio, novamente, para evitar estimular demasiado as glândulas sebáceas do couro cabeludo. E nunca se esqueça de aplicar um protector térmico para os fios.

5. Tire as mãos de cima

Se tem aquele tique de estar a mexer constantemente no cabelo… já adivinhou… ele ficará mais oleoso. O toque transfere o calor e a oleosidade das mãos para os fios. O mesmo acontece com o rosto. O ideal é evitar o excesso de toque na pele e nos cabelos, por isso, controle-se!

6. Solte o cavalo

Não prenda o cabelo num rabo de cavalo muito apertado. Isso pode contribuir para que o óleo se acumule sobretudo nessa parte do couro cabeludo e lhe dê mais rapidamente o  aspecto de cabelo oleoso.

7. Dia de descanso

Se insiste em lavar diariamente, escolha pelo menos um dia de descanso. Quando lavar a cabeça, escolha champôs e produtos com fórmulas específicas para a sua necessidade. Para os dias “não”, ou em S.O.S., use um champô seco, são uma das recentes maravilhas da cosmética capilar e funcionam mesmo.

8. Escolha bem os aliados

Use os produtos certos (veja as sugestões na galeria). Se têm fios finos a médios, deve usar um champô e condicionador com uma fórmula para esse tipo de cabelo. Quem tem cabelo grosso ou encaracolado, pode optar por fórmulas mais nutritivas e ainda aplicar produtos à base de creme rico e óleos.

9. Mão leve

Não exagere na quantidade de produtos que aplica.

Usar, de todas as vezes que lava o cabelo, champô, condicionador, leave-in, spray de volume, mousse, fixador, óleo para as pontas, protector térmico, entre outros…

 além de cansativo é capaz de ser um exagero, por muito que as coreanas usem 25 produtos de beleza por dia na sua rotina. Menos costuma ser mais e pode sempre intercalar a utilização dos seus produtos favoritos.

10. Elimine a poluição… do cabelo

A sujidade contribui para a oleosidade. Já existem champôs com características detox e pode usá-los todos os dias (ou conforme indicado na embalagem) para se certificar que removeu dos fios todas as impurezas do ambiente, excesso de oleosidade e produtos de styling.

Avenida dos Aliados: produtos que ajudam a controlar a oleosidade

Источник: https://miranda.sapo.pt/cabelo/artigos/cabelo-oleoso

Couro Cabeludo Oleoso [Causas e Tratamentos CASEIROS]!

Como Evitar as Principais Causas do Cabelo Oleoso
Couro cabeludo oleoso – o que tratar e como fazer

Conheça as causas e como tratar o couro cabeludo oleoso. Imagine a seguinte cena: você foi ao salão, gastou uma quantia significativa para mudar a cor dos fios ou investiu em um tratamento poderoso e no final do dia seu cabelo já está com aspecto oleoso.

A frustração é certa e a sensação de dinheiro jogado fora logo aparece. O cabelo oleoso é um problema enfrentado por grande parte das mulheres – o cabelo masculino não está de fora – e pode comprometer o visual e arruinar aquela cor incrível do salão.

Tem notado os fios da raiz oleosos? Então é hora de ficar alerta. O couro cabeludo oleoso pode provocar diversos problemas capilares e deve ser tratado para evitar complicações. A seguir você vai conhecer as principais causas e como tratar o couro cabeludo oleoso.

O que é essa oleosidade em excesso?

Antes de partir para as causas, formas de evitar e tratamento, é importante avaliar corretamente se você tem o couro cabeludo oleoso ou se é apenas algo passageiro. No verão, por exemplo, é comum que sejam observados casos de oleosidade na raiz devido às altas temperaturas.

O primeiro ponto a se observar é se, ao longo do dia em que você lavou os fios, o cabelo começa a apresentar oleosidade.

Em casos como ida à academia, esse quadro se agrava mais ainda devido ao suor. Quem sofre com o couro cabeludo oleoso logo vê a raiz ficar grudada e com aquele aspecto gorduroso e fedido.

Se mesmo lavando os fios dia sim dia não, a oleosidade insiste em aparecer, é importante investigar as causas para poder tratar o problema.

Quais são as causas disso?

As glândulas sebáceas presentes no couro cabeludo produzem uma gordura responsável por proteger a região. Mas em alguns casos, essa produção pode aumentar gerando gordura em excesso, o que causa a oleosidade.

A oleosidade no couro cabeludo, além de afetar a beleza dos fios, pode causar problemas mais graves como a queda de cabelo. Isso acontece porque a oleosidade excessiva entope os poros do couro cabeludo, dificultando a absorção de nutrientes.

Com isso, o fio começa a crescer fraco e, sem forças em sua estrutura, há a quebra e, consequentemente, queda. Além disso, a oleosidade pode causar mau cheiro, aspecto sujo e caspa.

Com caspa

Mas o que causa mesmo a oleosidade no couro cabeludo?

  1. Problemas hormonais e estresse podem desencadear irregularidades na produção de gordura. Clima muito quente ou muito úmido também pode contribuir para o aumento da oleosidade no couro cabeludo.
  2. A falta de higiene adequada, o uso do shampoo incorretamente, acúmulo de produtos na raiz e água muito quente na hora do banho são outros fatores que causam a oleosidade.
  3. Há também a oleosidade excessiva genética, essa condição não tem cura e pode apenas ser controlada.

Como tratar e o que fazer pra resolver?

O que fazer e como tratar couro cabeludo com muita oleosidadeSaiba como tratar e o que fazer com couro cabeludo oleoso

Assim que for notado o couro cabeludo oleoso é recomendado procurar um dermatologista para que ele possa analisar o estado da região e, assim, prescrever o tratamento adequado e ver se existe alguma inflamação.

Na maioria dos casos são prescritos medicamentos que ajudam a normalizar a produção de gordura no couro cabeludo.

Também pode ser indicado o uso de algum medicamento tópico, ou seja, aplicado diretamente na região, especialmente quando a oleosidade causa coceira e dor no couro cabeludo.

Há também tratamentos estéticos que podem ajudar a aliviar a oleosidade e até mesmo acabar com o problema, como é o caso da neve carbônica.

Também podem ser encontrados facilmente produtos capilares específicos para o couro cabeludo oleoso: shampoos, condicionadores e loções, por exemplo.

Uma forma fácil de tratar a oleosidade e que não demanda nenhum tipo de gasto é a massagem no couro cabeludo. A massagem pode ser feita durante o banho enquanto se aplica o shampoo.

O recomendado é que se massageie suavemente a região com movimentos circulares, mas sem muita pressão. O objetivo da massagem é estimular a circulação sanguínea e, assim, aumentar a oxigenação do couro cabeludo.

Além de auxiliar na limpeza da região, a massagem também favorece a absorção de nutrientes, fazendo com que os fios cresçam mais fortes.

Outra forma de tratar a oleosidade no couro cabeludo é fazer uma esfoliação na região com shampoo específico. Essa esfoliação deve ser feita quinzenalmente e evitada por quem apresenta descamação no couro cabeludo.

A esfoliação ajuda a renovar as células do couro cabeludo, eliminando as células mortas além de impurezas e resíduos de outros produtos. Isso faz com que a região fique higienizada e a produção de gordura é normalizada.

CAUSASTRATAMENTOS
Problemas hormonaisMedicações
EstresseMeditação e massagem no couro cabeludo
Clima quente e úmidoLavar o cabelo mais vezes, usando sempre água morna ou fria
Higiene e uso de produtos inadequadosUsar produtos para cabelos oleosos e lavar o cabelo corretamente
GenéticaBasicamente, a combinação de tudo que foi falado acima

Olha esse vídeo com resenha de shampoo pra couro cabeludo oleoso:

Shampoo para cuidar do couro cabeludo oleoso (ajuda no crescimento)

Veja também esse tutorial passo a passo para tratamento caseiro pra couro cabeludo oleoso:

Como evitar o problema?

Para evitar que a oleosidade retorne e para manter os fios sempre saudáveis é essencial cuidar do couro cabeludo diariamente.

  • Procure lavar os fios em dias intercalados e com água fria ou morna, nunca quente. Utilize shampoo de acordo com o seu tipo de cabelo e para raiz oleosa.
  • Massageie o shampoo apenas no couro cabeludo, o comprimento e pontas são higienizados naturalmente com a espuma. Já o condicionador deve passar longe da raiz, devendo ser aplicado apenas no comprimento e pontas.
  • Evite dormir com os cabelos úmidos, já que essa prática pode causar oleosidade e até mesmo caspa.

Shampoos que funcionamXampus bons para resolver

Também é importante evitar o uso de boné e chapéu por muitas horas e especialmente em dias quentes. O uso desses acessórios no calor vai criar uma sauna no seu couro cabeludo, favorecendo a oleosidade.

Invista no uso do shampoo antirresíduos sempre que usar produtos finalizadores como spray, mousse e creme para pentear. Esses produtos podem deixar resíduos no couro cabeludo que favorecem a oleosidade e o aparecimento da caspa.

Também é importante cuidar da sua alimentação: inclua no seu cardápio alimentos saudáveis como grãos, frutas, legumes, verduras e carnes magras, com vitaminas que evitem a queda de cabelo. Beba bastante água para manter a pele e o cabelo hidratados.

O couro cabeludo oleoso pode se tornar um ambiente perfeito para a caspa e levar até mesmo à queda capilar. Ao notar que sua raiz fica com aspecto gorduroso muito rápido mesmo tendo lavado os fios no dia, é essencial procurar um dermatologista.

Sabendo como tratar o problema, você vai conseguir controlar e até acabar com a oleosidade. Mas para manter esse problema longe dos seus fios é importante ter cuidados regulares. Com o couro cabeludo saudável e limpo, seus fios vão crescer fortes e bonitos.

Gostou das dicas que demos sobre oleosidade no couro cabeludo? Conhece alguém que tem o problema? Compartilhe a matéria com ele!

Источник: https://salaovirtual.org/couro-cabeludo-oleoso/

Saiba como lidar com a oleosidade

Como Evitar as Principais Causas do Cabelo Oleoso

Geralmente quem tem cabelos oleosos também tem a pele oleosa, pois as glândulas sebáceas funcionam, ou deveriam funcionar, da mesma forma nos dois lugares. Portanto, quem tem o cabelo oleoso, provavelmente terá a pele oleosa também.

O que causa a oleosidade?

Pois então, as grandes causadoras da oleosidade são as glândulas sebáceas, as quais produzem uma substância oleosa chamada sebo, que, ao ser liberada na pele e nos cabelos, causa aquela aparência gordurosa, brilhante, e mais opaca nos cabelos.

O excesso de sebo deixa a pele, além de brilhante, com os poros dilatados e favorece o aparecimento da acne. Nos cabelos, além da aparência engordurada, ainda deixa os fios sem volume e grudados no couro cabeludo.

É importante salientar que, ao identificar o excesso de oleosidade na pele ou nos cabelos, é sinal de que as glândulas sebáceas estão trabalhando intensamente, ou também que elas existem em maior número.

As causas para essa produção acelerada de sebo podem ser várias, passando pelo clima, herança genética, e logicamente hábitos, incluindo principalmente a alimentação, mas também podem ser hormonais.

Causas Hormonais para a Oleosidade

Sabemos que os hormônios são responsáveis por muitos processos no nosso corpo. Portanto, quando existem alterações, disfunções na síntese e na circulação dos hormônios, tenha a certeza de que aparecerão consequências nas principais atividades orgânicas do corpo.

Alerto aqui que quem possui oleosidade excessiva pode estar sofrendo de desequilíbrio hormonal, uma vez que a produção de sebo é gerenciada pelos hormônios masculinos androgênios, principalmente a testosterona. Aviso aqui que, logicamente, os anticoncepcionais também podem influenciar neste caso.

Quando os casos são extremos, indico a investigação, por meio de exames, para saber exatamente se a causa é hormonal e então poder apontar a melhor forma de tratar o excesso de oleosidade.

Mas o que gostaria de dizer aqui é que a oleosidade não é tão ruim quanto todos pensam. Saiba que para a pele, é considerado o melhor creme anti rugas que existe, a oleosidade natural da pele.

Principalmente aquela que é formada enquanto aproveitamos nosso sono reparador, essa oleosidade é que ajuda a pele a recompor-se, ela vai ajudar nas olheiras, e vai trazer junto com o sono, um aspecto fresco para a sua pele no dia seguinte.

Como conviver com a oleosidade?

Sobre os hábitos, combata a oleosidade de dentro para fora, uma alimentação balanceada é sua maior aliada no combate da oleosidade excessiva, escolha alimentos anti-inflamatórios e antioxidantes, e lembre-se de beber bastante água, 2 litros por dia no mínimo é altamente recomendado.

Sobre lavar os cabelos, quanto mais você lavar, mais rápido eles ficarão oleosos, e na pele acontece o mesmo, se lavar muitas vezes por dia, vai continuar estimulando a produção de sebo.

Para os cabelos aponto como soluções práticas o uso do shampoo seco, dry shampoo, e também o talco de bebê, por exemplo, funcionam muito bem para remover a oleosidade momentaneamente e assim você consegue segurar um tempo sem ficar lavando seus cabelos.

Para a pele, o pó facial, aquele soltinho, translúcido, funciona muito bem, pesquise sobre os pós e linhas de maquiagem naturais e profissionais, utilizadas por fotógrafos para diminuir o brilho da pele. Evite o pó compacto, funciona mas não evita o brilho da pele.

Falando de maquiagem, use sempre produtos à prova de água e peles oleosas, assim não corre o risco de borrar. Antes de aplicar a sua maquiagem, um truque é passar gelo ou água gelada na pele, contrai os poros e assim a maquiagem se torna mais durável. Fixador de maquiagem e um primer também são uma boa, para evitar que as cores derretam com a oleosidade da pele.

E uma última dica, ao lavar seus cabelos, aplique o shampoo para cabelos oleosos duas vezes, esfregue bem com movimentos circulares. E de maneira nenhuma aplique condicionador na área perto da raiz dos cabelos, pois todos os condicionadores possuem óleo, que vão deixar sua raiz oleosa num tempo menor do que o normal.

E para finalizar, é importante salientar que caso você sofra de oleosidade excessiva, procure um médico especializado, para descobrir se realmente o problema pode estar relacionada à hormônios, para assim indicar tratamentos adequados.

Caso a oleosidade seja aturável, sugiro que faça as pazes com ela. Saiba que quanto mais você lutar para remover o sebo, mais sebo vai criar, na sua pele e nos seus cabelos. Simplesmente porque a função do sebo é a proteção, e quanto mais você retira ele, o corpo querendo se defender, mais vai produzir.

Leia também meu artigo sobre os Benefícios do Óleo de Coco.

Dr. Victor Sorrentino

Источник: https://drvictorsorrentino.com.br/oleosidade-saiba-como-lidar-com-ela/

Dicas para Cabelos Oleosos

Como Evitar as Principais Causas do Cabelo Oleoso

Os cabelos oleosos normalmente são gordurosos, pesados, finos e sem volume. Chegam ao final do dia grudados na cabeça e com aspecto sujo. Para um bom cuidado, o primeiro passo importante é a limpeza: ela deve ser feita diariamente e com muito critério para não comprometer ainda mais a função equilibrante das glândulas.

O excesso de oleosidade ocorre quando as glândulas sebáceas produzem uma quantidade de oleosidade maior do que a necessária. Este problema pode ainda ser piorado devido a alterações hormonais ou estresse.

A excessiva oleosidade capilar tem sido apontada com frequência como um importante causador de queda de cabelo. A limpeza adequada e a correta estimulação do metabolismo capilar são aliados fortes no combate à queda. 

Cuidados com Cabelos Oleosos

Existem alguns cuidados que ajudam a controlar a oleosidade do cabelo. Com algumas poucas mudanças de hábitos, você já poderá notar melhoras.

  • Procure manter os cabelos sempre soltos, evitando o uso de boinas, lenços, toucas ou chapéus que possam impedir a ventilação do couro cabeludo.
  • Não passe as mãos ou escove muito os cabelos. Evite também massagens no couro cabeludo. Esses são hábitos que estimulam a produção de óleo.
  • Lave os cabelos diariamente: limpeza é fundamental.
  • Use shampoos adstringentes, com pH neutro ou os específicos para cabelos oleosos. O ideal é alternar.
  • Use shampoo antirresíduo ou esfoliante capilar uma vez por semana.
  • Ao passar máscaras hidratantes, condicionadores e leave-in, passe sempre da metade da raiz até as pontas: jamais passe no couro cabeludo.
  • Evite água quente, pois a alta temperatura resseca os cabelos e, por isso, estimula a produção de mais oleosidade.

O ideal é usar um produto que cuide da raiz ao fio de cabelo contribuindo na desobstrução de pequenas partículas de gordura acumuladas no folículo piloso, e que nutra adequadamente o bulbo capilar. A formulação dos shampoos deve proporcionar limpeza sem agressão à estrutura dos fios dos cabelos oleosos.

Causas da Oleosidade

A causa desse problema é de ordem genética, mas alterações hormonais e estresse podem agravar o problema. A oleosidade se dá pela produção de glândulas sebáceas que normalmente entram em hiperatividade por alguma disfunção endócrina ou até mesmo por um processo de atividade exacerbada por fatores genéticos.

Tratamento

Para se livrar desse incômodo constante e diário, o recomendado é procurar uma clínica especializada em tratamento capilar para que o terapeuta possa analisar o couro cabeludo. A oleosidade excessiva, quando genética, não tem cura: por isso é recomendado um tratamento para controlá-la.

No mundo da cosmética já existem shampoos e loções indicados especificamente para esse tipo de cabelo. Eles removem os resíduos sem ressecar tanto os fios. Shampoos anti-caspa também ajudam e, se o caso for grave, o dermatologista pode indicar também medicamentos via oral.

Para mais ideias, confira também o artigo Receitas Naturais para Cabelos Oleosos.

Pré-Shampoo

O pré-shampoo nada mais é que um shampoo de ação mais astringente usado pra primeira lavagem. Ele é indicado para todos os tipos de cabelo, mas os cabelos oleosos se beneficiam ainda mais, pois ele serve para proteger os fios. Então, para quem lava os cabelos todos os dias, usar o pré-shampoo ajuda na proteção do fio, evitando a quebra.

O pré-shampoo vai fazer a “limpeza pesada”: remover resíduos e oleosidade em excesso, o que nem sempre o shampoo de tratamento consegue fazer. É um produto com propriedades nutritivas que prepara o cabelo para receber o shampoo, desembaraçando os fios. Ele evita a quebra, deixa o cabelo mais maleável, macio e brilhante.

Existem as versões mais transparentes que ajudam na limpeza extra, e a versão em creme e óleo que tem a função de proteger os fios.

Shampoo para Cabelos Oleosos

Shampoos específicos para cada tipo de cabelo não são um mito: há estudos para desenvolver cada produto, e eles realmente tendem a ser melhores para aquele tipo de cabelo específico.

Os para cabelos oleosos possuem tensoativos, ou seja, substâncias encarregadas de se ligarem a gorduras e sujeiras e levá-las embora com o enxágue. O Lauril Sulfato de Sódio (ingrediente comum nos shampoos) é um tensoativo que age como um potente agente desengordurante.

Para quem tem fios bem oleosos, o Lauril Sulfato de Sódio, proporciona limpeza e remoção do óleo dos cabelos.

Porém, é importante lembrar que da mesma forma que o tensoativo remove a oleosidade dos fios, também acaba ‘limpando’ a gordura natural que mantém os fios mais hidratados. Ao remover esses componentes, os cabelos podem ficar ressecados. Para opções mais suaves, uma boa ideia são os shampoos sem sulfato.

Shampoo a Seco

O shampoo a seco é uma espécie de talco que ajuda a retirar o excesso de sebo do couro cabeludo. Ele é o melhor amigo dos cabelos oleosos. Mas, atenção: ele só deve ser usado em emergências ou compromissos de última hora.

O uso do shampoo a seco nunca deve ser estimulado como um hábito de vida diário.

A substância utilizada para a sua formulação é o amido de alumínio, que ajuda a absorver a oleosidade e melhorar o brilho dos cabelos, mas não substitui uma lavagem por não remover a sujeira.

Usar este tipo de produto constantemente também gera resíduos que podem ajudar a obstruir a saída dos poros de oleosidade, o que pioraria o quadro.

Ideal para ser usado entre as lavagens convencionais. Elimina o excesso de oleosidade da raiz. O shampoo a seco ajuda disfarçar a oleosidade dos fios, deixando-os com aparência de limpos, soltos e com volume natural. Ele ainda neutraliza os maus odores e dá sensação de frescor ao couro cabeludo.

Como usar?

Agite o frasco e borrife o shampoo nas raízes do cabelo seco, a cerca de 30 cm de distância. Com as pontas dos dedos, massageie, e, depois, penteie como de costume. Não utilize o shampoo a seco por mais de 1 dia seguido; ele deve ser usado em ocasiões esporádicas.

Dicas de Shampoo a Seco

Obs: Para mais informações sobre cada produto (como preço, por exemplo), clique nos links individuais (eles abrem em uma nova janela ou aba de seu navegador). Essa é uma pesquisa dos produtos mais eficientes e recomendados.

E você, como cuida dos cabelos oleosos?

Источник: https://belezaesaude.com/dicas-cabelos-oleosos/

Cabelo oleoso? Veja como tratar a oleosidade!

Como Evitar as Principais Causas do Cabelo Oleoso

Cabelo limpo, brilhante e sedoso todos os dias é um verdadeiro sonho não é mesmo? Porém, nem sempre há tempo para cuidar das madeixas como gostaríamos. Existem variados tipos de fios e de couro cabeludo, não saber qual é o seu pode te levar a ter cabelos oleosos.

A oleosidade capilar pode ser algo congênito ou uma característica adquirida por erros rotineiros, como shampoo contraindicado, lavagem em demasia e muitos outros atos.

Quem tem esse tipo de cabelo sabe das dificuldades para tratar ou evitar que eles fiquem com uma aparência desgastada, aspecto pesado, sem um brilho saudável e, algumas vezes, com uma aparência de cabelo sujo.

Pensando nisso, a Beleza de Mulher fez esse post completíssimo sobre o que são cabelos oleosos, como tratá-los e evitá-los. Vamos lá!

Oleosidade nas madeixas: descubra as causas!

O excesso de produção de gordura nas glândulas sebáceas do couro cabeludo é a principal característica do cabelo oleoso. Essa produção começa a acontecer na adolescência quando a quantidade de hormônios androgênicos é maior, é por isso que nessa época a face e os cabelos são os mais afetados.

É possível, também, ter um fator genético predisposto à oleosidade, por isso é sempre bom prestar atenção se seus pais sofrem disso, assim você consegue tratar ou evitar o problema com mais facilidade.

A oleosidade também está relacionada com o estresse e preocupações, resultando na liberação de cortisol, que faz as glândulas sebáceas produzirem mais oleosidade.

Outros fatores que podem influenciar são a incidência de cistos nos ovários, produtos impróprios para seus cabelos ou aplicação de cosméticos diretamente na raiz.

Se você não sofre de nada disso, há outros fatores que determinam o grau de oleosidade de suas madeixas, como:

  • deixá-los expostos em lugares onde há muita umidade ou vapores de gordura no ar;
  • exagerar na alimentação rica em gorduras;
  • fazer escova progressiva;
  • usar secador em alta temperatura muito perto da raiz;
  • usar fronhas de algodão, que absorvem a umidade dos fios.

São muitas causas, não é? Mas cuidando de suas madeixas de modo correto, é possível tratar e evitar a oleosidade capilar.

Como evitar cabelos oleosos:

Agora que você já identificou qual a causa do seu problema de oleosidade, é muito mais fácil e simples evitar que os fios fiquem dessa maneira. Você deve ter em mente que isso requer alguns cuidados, mas garantimos que será um sucesso!

A principal causa de cabelos oleosos é a lavagem inadequada. Para lavar corretamente os cabelos, opte por dias alternados. A lavagem diária dos fios produz mais gordura e resseca o seu couro cabeludo, visto que não permite um tempo para que o acúmulo de minerais se realize.

Evite lavar os cabelos em água quente, pois ela é campeã em espalhar oleosidade. Água muito quente não faz bem para nenhum tipo de cabelo, pois o deixa muito ressecado, assim resultando em uma produção maior de gordura, ou seja, é um efeito rebote.

Você deve prestar atenção, também, nos produtos que escolhe para lavar suas madeixas. Para ter a certeza de que está escolhendo o produto certo para seu tipo de cabelo, veja a indicação dos tipos de fios que o shampoo e o condicionador devem ser usados e eles devem ter, é claro, um tratamento antioleosidade.

Você pode optar por alguns produtos de marcas conhecidas, como o shampoo Kérastase Specifique Bain Divalent, da linha L’Oréal Professionel Pure Resource e muitos outros. Esses shampoos são específicos para o tratamento do couro cabeludo oleoso e das pontas secas, além de eliminar a caspa.

No caso do condicionador, você não deve abusar! Procure passar o produto apenas nas pontas, para fechar as escamas dos fios abertas durante a lavagem com shampoo. Você pode procurar, ainda, condicionadores e máscaras de tratamento em gel, que são bem menos oleosas que os cremes.

Algumas opções de bons condicionadores antioleosidade são o Truss Specific Equilíbrium, o Cadiveu Detox e muito mais! Além de hidratar e conferir maciez, esses condicionadores vão auxiliar no controle da oleosidade.

Evitando essas práticas errantes, o seu cabelo vai ficar muito mais saudável e com menos aspecto gorduroso.

Shampoos a seco – o melhor amigo dos cabelos oleosos

Uma solução bem cômoda para as donas de cabelos oleosos é o shampoo a seco, que tem como função absorver a oleosidade presente nas madeixas, devolvendo o aspecto de limpeza e fazendo com que os cabelos pareçam recém-lavados.

Além de remover o aspecto “sujo” deixado pela oleosidade, é possível escolher um shampoo a seco que tenha um perfume agradável, servindo também para ocasiões em que qualquer tipo de cheiro fique no cabelo (fumaça de cigarro, por exemplo). Com uma esborrifada, devolve-se a beleza e também elimina o odor.

A solução, porém, não deve ser tratada como regra. O shampoo a seco não limpa de fato os cabelos, mas torna seu aspecto melhorado. Todos os especialistas recomendam que seu uso seja emergencial e que não substitua a higienização.

O próprio formato do shampoo a seco foi desenvolvido para carregar na bolsa e ser utilizado em situações de emergência. A aplicação é feita através de aerosol e as embalagens são pequenas, ideal para levar em diferentes tamanhos de bolsa.

Esses shampoos a seco são ótimos também se você tem aquele compromisso importante e está atrasada ou não teve tempo de fazer uma boa lavagem e precisa sair. Os produtos Redken Pillow Proof Two Day Extender e Paul Mitchell Express Dry Wash são ótimas opções!

Investir em bons produtos é sempre importante!

Bons tratamentos para cabelos oleosos

Depois de tudo isso você deve estar pensando “É muito difícil!”. Não é, acredite. Os tratamentos para cabelos oleosos, no geral, não apresentam grandes complicações:

  • Use shampoo adstringente e máscara esfoliante para o couro cabeludo para limpar profundamente, resultando na absorção do excesso de sebo.
  • Faça um detox capilar, é como terapia para os cabelos. É um processo que age diretamente onde o fio nasce.
  • Use tônicos capilares antiqueda, grandes aliados para o fortalecimento dos fios, combate da caspa e controle da oleosidade.
  • Alimentação saudável sempre! Uma alimentação rica em vitaminas e minerais contribuirá para o aspecto saudável dos seus cabelos.

Tenha em mente que é um tratamento constante, não tem como deixar para cuidar das madeixas apenas em emergências. É preciso apostar em cuidados de longa duração, que vão manter seus cabelos sempre saudáveis. Faça uso de shampoos e cremes de qualidade e evite os fatores externos que favorecem a oleosidade, como os já citados acima.

Seguindo nossas dicas, seu cabelo ficará sempre lindo, saudável e livre de oleosidade. E continue em nosso blog para dicas como essa e muito mais. Até o próximo post!

Источник: https://blog.belezademulher.com.br/cabelos-oleosos-como-evitar-tratar/

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: