Como fazer água alcalina e possíveis benefícios

As águas alcalinas estão na moda. São ou não benéficas?

Como fazer água alcalina e possíveis benefícios

Os desportistas preferem as águas alcalinas e até já existem restaurantes que vendem a água consoante o seu grau de alcalinidade. É notório que o consumo deste tipo de águas está na moda.

Quanto aos seus benefícios, as opiniões dividem-se. Há quem diga que as águas alcalinas eliminam toxinas, ativam os músculos e melhoram o funcionamento do estômago e pâncreas.

Mas também há quem contradiga estes benefícios.

O que sabemos ser certo é que beber água é um dos hábitos mais importantes que devemos ter. Implemente-o.

Pedro Cantista, presidente da International Society of Medical Hydrology

Verificamos nos dias de hoje uma certa ‘moda’ de preferência pela ingestão de águas alcalinas. Esta ideia deriva da argumentação de que estas águas teriam ações antioxidantes, capacidade de regulação hormonal ou, mesmo, possuiriam propriedades preventivas de doenças neoplásicas.

Contudo, não existem estudos científicos que comprovem essas possíveis vantagens. Não há nenhum consenso sobre um superior benefício dessas águas em relação a outras de diferente pH.

Mais do que estabelecer uma ‘regra’ absoluta ou geral acerca do pH ideal de uma água, importa saber que deve ingerir água em quantidade suficiente. Em certas circunstâncias, alguns dos sais minerais que se encontram dissolvidos em diferentes águas têm, efetivamente, ações benéficas.

As águas são todas iguais?

Todas as águas têm composições diferentes. Não existem duas águas iguais.

Seja qual for o pH que uma dada água tenha, o organismo humano possui mecanismos fisiológicos para controlar e, se necessário, corrigir esse pH, reequilibrando o seu valor.

Não é porque se bebe mais água alcalina que o pH se mantém sempre ideal. É o rim que exerce essa função, mantendo o pH do sangue com valores entre 7,3 e 7,4.

Em situações pouco favoráveis da nossa saúde, o nosso organismo, e particularmente os nossos rins, têm a capacidade de retificar os desvios hidroeletrolíticos. Seja no sentido da acidose (baixa do pH) ou da alcalose (aumento do pH).

Mais do que estabelecer uma ‘regra’ absoluta ou geral acerca do pH ideal de uma água, importa saber que deve ingerir água em quantidade suficiente.

Talvez muito mais relevante para a nossa saúde seria questionar outros aspetos da água que consumimos. Seja a que nos é fornecida pela rede pública ou a que muitas vezes bebemos sem qualquer tipo de controlo sanitário – de poços, fontes ou mesmo de outros cursos naturais.

Se as primeiras, em geral, nos garantem parâmetros seguros de tratamento anti bacteriológico, as últimas estão sujeitas a contaminação. Constituem um grande risco de propagação de verdadeiras epidemias. Por isso se constituiu uma rede de abastecimento público, controlando os parâmetros bacteriológicos da água através da sua filtragem e do seu tratamento químico.

De modo a evitar que esta veiculasse agentes infeciosos patogénicos, isto é, suscetíveis de causar doenças.

No entanto, alguns desses tratamentos da água da rede pública acabam de facto por poder constituir um risco potencial para a nossa saúde, por exemplo, quando se verifica um excesso de cloro ou flúor.

Aqui, sim, pode verificar-se uma certa acidificação, o que até poderá estar na base da argumentação a favor da alcalinidade. Mas o problema não está no pH. Está sim no excesso de alguns químicos.

Alguns desses tratamentos da água da rede pública acabam de facto por poder constituir um risco potencial para a nossa saúde.

A propaganda que tem veiculado a ideia dos benefícios de alcalinidade da água leva, muitas vezes, as pessoas a quererem, elas próprias, processar a água que vão consumir. Por exemplo, acrescentando bicarbonatos. Fazer isto por sistema e sem qualquer razão médica é um erro. Para essa tarefa existem os nossos rins.

Um aconselhamento de uma água baseado unicamente no simples critério do pH é altamente redutor. Há muitos outros fatores a ter em conta, quando se pretende aconselhar uma água. A começar pelo conhecimento de muitas das suas outras propriedades, que muitas vezes se constituem mesmo como terapêuticas.

Aqui estamos já a falar de águas minerais naturais e devemos mesmo considerar este aconselhamento como uma verdadeira prescrição médica.

As ações terapêuticas de uma determinada água mineral natural podem ser de extremo valor para a nossa saúde e, como tal, são objecto de uma área especializada da Medicina conhecida por Hidrologia Médica.

As ações terapêuticas de uma determinada água mineral natural podem ser de extremo valor para a nossa saúde.

Somos dos que defendem que a ingestão de água mineral natural deve ser valorizada. É uma prática com benefícios de saúde ancestralmente verificados. Primeiro, de modo empírico mas, nos dias de hoje, cientificamente comprovados.

O processamento químico da água torna-se necessário pela necessidade do seu consumo em grande escala para alimentação de uma imensa população mundial. Infelizmente, a água potável escasseia.

Não porque haja menos água no Planeta (essa quantidade é a mesma desde há milhões de anos), mas porque se verifica uma gestão errada do seu consumo.

Urge dinamizar o nosso conhecimento sobre este bem que faz parte de nós e em torno do qual se processa toda a Vida. Incremente-se por isso a investigação científica. Mas proceda-se, também, a um cuidadoso tratamento da informação difundida sobre as suas características, propriedades e correto consumo.

Não devem, por isso, ser veiculadas como verdades informações descontextualizadas. Ainda que possam porvir de um ou outro trabalho, ou de uma ou outra opinião. A sua generalização não é de todo exata, benéfica ou mesmo verdadeira.

Descodificador

O que é o pH?
Entende-se por pH, o marcador que indica se uma substância é ácida ou alcalina.

Quando é considerado alcalino?
O pH varia de 0 a 14, sendo considerado alcalino quando superior a 7.

Costuma preferir águas alcalinas? Ficou elucidada com o testemunho deste médico?

Источник: https://www.saberviver.pt/bem-estar/saude/aguas-alcalinas-sao-ou-nao-beneficas/

Água alcalina realmente faz bem à saúde?

Como fazer água alcalina e possíveis benefícios

Muito se fala sobre a água alcalina e seus possíveis benefícios para a saúde. Há anos circula pela internet que ela pode curar e prevenir diversas doenças e até combater o envelhecimento.

Que a água tem papel importante para a saúde do corpo humano todos nós sabemos. Mas será que a água alcalina realmente traz mais benefícios que a água comum? Por que?

Antes de mais nada, é importante contextualizar algumas questões. Vamos saber o que é exatamente uma água alcalina e quais seriam os benefícios de se consumir essa água.

Assim, podemos avaliar, com um pouco mais de conhecimento, se estas afirmações têm pertinência ou não.

O que é água alcalina?

Com exceção à água utilizada para reações químicas nos laboratórios, todas as outras possuem minerais. Isso inclui a de torneira, a dos rios, lagos e lagoas e as de garrafa. 

Alguns dos minerais que podem estar presentes na água são o cloreto, zinco, fluoreto, sódio, silício e muitos outros.

O que diferencia a água alcalina da comum é que ela é composta principalmente por minerais mais básicos, como cálcio, magnésio e ferro. Isso significa que, diferente das águas comuns que possuem pH neutro, ela é menos ácida. Logo, possui um pH maior. 

Por definição, uma água alcalina é aquela que tem o pH acima de 7. Mas afinal, o que é pH? Ele é uma medida da acidez de uma solução. “Solução” é um tipo de mistura em que uma ou mais substâncias, os solutos, se dissolvem em outra.

Ou seja, o pH da água é o potencial hidrogeniônico que ela tem. Em outras palavras, a quantidade do íon H+, que pode variar entre 1 e 14. 

Dentro dessa escala, de 1 a 6 o pH é considerado baixo e por isso a água é ácida. Com pH 7 a água é neutra, e entre 8 e 14 ela é alcalina. Segundo alguns, esse seria o ideal. 

Como a água alcalina pode melhorar a saúde?

A massa corporal dos adultos, em média, é formada por cerca de 60% de água. Aproximadamente 75% do peso de um músculo é formado por água. Ela é responsável pelo peso de 95% do sangue, bem como de 14% da gordura e de 22% do tecido ósseo.

É evidente a importância da água e da hidratação para o bom funcionamento do organismo. Então, o que a água alcalina poderia fazer de diferente para o nosso corpo?

Seu pH alcalino combate a hiperacidez e reduz as toxinas ácidas comumente associadas à doenças degenerativas. Além disso, o organismo não precisaria usar sua reserva de minerais alcalinos para manter o pH equilibrado em 7,4.

Consumir água alcalina é indicado para neutralizar os efeitos de alimentos ácidos. Dessa forma, contribuindo para a redução dos sintomas de distúrbios digestivos.

 Conheça outros possíveis benefícios:

  • Manutenção da massa magra no corpo – Como a água alcalina tem magnésio em sua composição, é capaz de preservar a massa óssea. Ainda mais, pode ajudar a estimular a perda de gordura e conservar a massa magra. 
  • Estrutura óssea mais forte – Com o pH do sangue equilibrado, acontece uma inibição da destruição óssea, assim o magnésio é utilizado para fortalecer o tecido;
  • Desintoxica o corpo – Nosso corpo trabalha constantemente para eliminar os ácidos acumulados, podendo nos trazer alguns problemas de saúde. Ingerindo a água alcalina todos os dias, nosso organismo tem como neutralizar a acidez. É como se estivesse fazendo uma limpeza nos tecidos e nas células;
  • Atua contra o envelhecimento-  Essa água seria capaz de reduzir os efeitos de oxidação dos radicais livres do nosso organismo. Além disso, as células estariam mais hidratadas, já que a água é muito rica em minerais.

Mito ou verdade?

Ainda não existe nenhuma comprovação científica para os benefícios da água alcalina no organismo. Com promessas que parecem milagrosas, como a cura de doenças e rejuvenescimento, é importante estar alerta.

A verdade é que o pH sanguíneo nas artérias de um recém-nascido é exatamente igual ao de uma pessoa idosa. Assim ele se mantém entre 7,35 e 7,45 durante toda a vida,a não ser que a pessoa fique gravemente doente.

Como já foi explicado anteriormente, o pH é a medida de acidez de uma solução. Quanto mais baixo o pH, maior a acidez da solução. 

Uma solução ácida é aquela que tem uma predominância de íons de hidrogênio (H+), e tem pH menor que 7. Dessa forma, entendemos que o nosso sangue tem uma ligeira predominância alcalina. 

A ideia de consumir água com pH alcalino para equilibrar o sangue não parece fazer muito sentido. Isto  porque o sangue arterial é apenas um dos muitos componentes do nosso corpo, e cada componente tem um pH próprio, em pessoas saudáveis. 

A água alcalina passa por outros órgãos, como os do sistema digestivo, por exemplo, e posteriormente é absorvida no sangue. O estômago, juntamente com o intestino, são bastante ácidos (pH entre 1,5 e 3,5 e 6, respectivamente).

Você sabia que seu corpo produz ácidos diariamente?

Desde já, é importante estabelecer que a maior fonte de acidificação dos nossos corpos é o metabolismo. No processo metabólico, geramos energia continuamente, do mesmo modo que geramos ácidos em nossas células. 

Moléculas grandes, com longas sequências de carbono se quebram em moléculas com apenas um carbono (CO2). Estas, ao se dissolverem na água, geram uma molécula de ácido carbônico. 

Isto acontece a vida inteira e é perfeitamente natural e saudável. Um ser humano adulto gera, em média, 900g de CO2 todos os dias, metabolizando a comida que ingere. 

Na verdade, o que comemos ou bebemos de produtos ácidos ao longo do dia é insignificante. O ácido gerado pelo metabolismo é muito maior. Se assim fosse, colocar limão ou vinagre na salada (ambos muito ácidos) seria perigoso. 

Para neutralizar os 900g de CO2 gerados todos os dias, seria preciso beber 205 mil litros de água com pH10. Isso é mais do que qualquer um consegue beber a vida inteira, e até mesmo a água, em excesso, pode fazer mal.

Mas, afinal, como nosso corpo se mantém saudável com tanto ácido?

Mesmo produzindo uma grande quantidade de ácidos diariamente, temos mecanismos perfeitos de regulação. Eles mantêm o pH exatamente do jeito que deve ser.

Nossos pulmões são responsáveis por eliminar o gás e ácido carbônico do sangue. Eliminamos cerca de 450 litros de gás carbônico pela respiração todos os dias. 

Da mesma forma, os rins  também ajudam a manter seu pH estável, eliminando automaticamente ácidos e bases em excesso, conforme a necessidade. 

Definitivamente, pudemos perceber que existem muitos pontos controversos com relação à água alcalina e seus benefícios. Existem até mesmo empresas que comercializam este tipo de água que tiveram propagandas suspensas por serem consideradas enganosas. 

Qual é a sua opinião? Uma certeza que todos temos é que manter a hidratação com água purificada de qualidade sempre faz bem.

Источник: https://europa.com.br/blog/agua-alcalina-tem-beneficios/

Será que beber água do mar faz bem à saúde?

Como fazer água alcalina e possíveis benefícios

A água do mar pura é quimicamente muito semelhante ao nosso plasma. Existe um paralelismo funcional em ambos e é onde se desenvolve vida.

René Quinton, investigador Francês, dedicou parte da sua investigação a analisar a composição da água do mar e comprovou a sua semelhança com o plasma sanguíneo.

Então, será que devemos beber água do mar?

Qual a composição da água do Mar?

A água do mar aporta todos os oligoelementos, incluindo excelentes concentrações de zinco, sódio, potássio, iodo e magnésio, imprescindíveis para o nosso equilíbrio e que hoje em dia existem em níveis deficitários na maioria das pessoas.

Sendo hipertónica, a água do mar aporta altas concentrações dos minerais relativamente à concentração dos mesmos no nosso sangue. Esta característica faz com que a água do mar seja um excelente produto para limpeza de mucosidades das fossas nasais.

Mais de 70% do nosso corpo é água. A água é imprescindível e essencial para a saúde, no entanto a grande maioria das pessoas está desidratada.

Muitas vezes não damos o devido valor ao conteúdo hídrico que ingerimos ao longo do dia, mas se sofrermos de dores crónicas e aumentarmos a quantidade da água que bebemos para cerca de 2 litros por dia, verificaremos uma redução significativa nas dores difusas e crónicas.

Beba 2 litros de água mineral com uma colher de chá de sal dos Himalaias BIO e purificado e verá que as suas dores crónicas melhoram.

O que difere a água do mar da água engarrafada que bebemos?

A composição qualitativa e quantitativa em oligoelementos da água do mar é substancialmente maior do que a que existe nas águas engarrafadas. Por outro lado, a solubilidade dos sais das águas marinhas é distinto dos que existem nas águas que normalmente bebemos.

Benefícios da água do mar

A água do mar traz inúmeros benefícios como:

  • Equilíbrio geral do organismo por reposição em oligoelementos essenciais;
  • Regula a tensão arterial;
  • Melhora a função renal;
  • Melhora o humor pelo conteúdo em Magnésio;
  • Controla a função tiroidea – riqueza em Iodo;
  • Promove um meio interno alcalino essencial;
  • Retarda o processo de envelhecimento;
  • Reforça e melhora as respostas do sistema imunitário;
  • Ajuda a controlar o peso;
  • Promove a eliminação de toxinas;
  • Melhora a pele, doenças de pele e couro cabeludo;
  • Melhora a aceleração da cicatrização de feridas na pele.

Perigos da água do mar

Como vimos, são muitos os benefícios da água do mar, mas sabemos que os mares estão contaminados por poluentes químicos ou biológicos, como metais pesados, areias, algas e muitas vezes também por microrganismos. Torna-se, por isso, perigoso beber água retirada diretamente do mar, mesmo sendo a recolha feita em águas profundas.

Segundo os especialistas, a maioria dos microrganismos poderá não constituir perigo de contaminação uma vez que eles próprios não conseguem sobreviver num meio hipertónico, como o da água do mar, cuja concentração em sais pode chegar a 36 gr / litro. No entanto, na água do mar são encontradas formas de bactérias coliformes e fungos perigosos para a nossa saúde.

Mas atenção, por ser hipertónica é extremamente perigoso beber água do mar pura em quantidades significativas, podendo até matar por excesso de minerais.

Como usufruir das vantagens da água do mar e não ser contaminado?

Podemos substituir a água do mar por versões purificadas. Hoje em dia já existem formulações com água do mar purificadas, diluídas e isentas de contaminantes.

René Quinton realizou inúmeras pesquisas antes de determinar exatamente como a água do mar deveria ser captada, esterilizada a frio e diluída para obter um produto seguro.

Quando falamos em água do mar isotónica referimo-nos à água já diluída. Contrariamente, água do mar hipertónica significa que está no seu estado natural e não sofreu nenhuma diluição, apresentando uma concentração de 36 gramas de sais por litro.

No caso da água do mar isotónica, esta já foi diluída para estar ajustada ao teor salino do nosso organismo que é cerca de 9 gramas de sais por litro.

Assim, a diluição deve ser feita com ¾ de água mineral para 1/4 de água do mar, de forma a que a concentração em minerais seja semelhante à do nosso plasma.

O meu conselho é que deve usufruir das propriedades fantásticas que a água do mar nos oferece através da ingestão de água do mar engarrafada ou em ampolas. Pode comprar estes produtos em farmácias ou lojas biológicas.

Os laboratórios Quinton, foram os pioneiros, mas hoje em dia existem outras marcas disponíveis como a Biomaris, Nutergia, Innovance entre outras. O laboratório Francês, Nutergia, disponibiliza concentrados em água do mar purificada e com a possibilidade de poder optar pelas fórmulas enriquecidas no oligoelemento que mais necessita.

Estas soluções oferecem um controlo de segurança sobre a composição química e possíveis contaminações assegurado pelas autoridades sanitárias, evitando assim possíveis contaminações que existem na água do mar e possibilitando o usofruto de todas as suas vantagens. É mesmo a melhor solução.

Pergunte-nos sobre as opções disponíveis no mercado

Como fazer água do mar alcalina em casa?

Se ingerirmos apenas água engarrafada ou da torneira não conseguimos o equilíbrio em minerais necessário ao bom funcionamento do nosso corpo. Mas pode fazer em casa a sua água enriquecida. Basta juntar uma colher de café de sal integral marinho ou sal rosa dos Himalaias purificado ou flor de sal em 1 litro de água e beber ao longo do dia.

Desta forma está a ingerir mais de 60 minerais, incluindo o magnésio, potássio, zinco, iodo, etc., cujas carências estão cada vez mais presentes nas populações, atendendo à pobreza dos alimentos que ingerimos.

Se puder use agua tratada, com Ph ligeiramente alcalino (7,3 a 8,5) e com bom poder antioxidante.

Atenção não use sal de cozinha corrente refinado. Esse sal provoca hipertensão e inúmeros desequilíbrios por ser apenas composto por cloreto de sódio.

A água do mar, pela semelhança com o nosso sangue e riqueza em minerais, é benéfica para a nossa saúde, no entanto, recomendo a ingestão das versões purificadas e concebidas para serem bebidas. Se tiver duvidas ou dificuldade em selecionar a melhor água do mar entre em contacto connosco.

Источник: https://clinicasviver.pt/sera-que-beber-agua-do-mar-faz-bem-a-saude/

Dieta Alcalina: O Que É e Quais os Seus Benefícios?

Como fazer água alcalina e possíveis benefícios

A dieta alcalina é uma escolha cada vez mais recorrente para quem procura de um estilo de vida mais saudável. Hoje partilhamos consigo os principais benefícios deste tipo de alimentação.

Atualmente existe uma crescente procura por um estilo de vida mais saudável e com foco no bem-estar. O ritmo de vida cada vez mais acelerado e os elevados níveis de stress fazem com que seja essencial procurar novas formas de equilibrar o nosso organismo.

Especialmente numa altura como esta, em que devemos reforçar o nosso sistema imunitário, as atenções focam-se especialmente na alimentação.

A dieta alcalina é uma das formas de conseguir ter um sistema imunitário mais forte. Esta já é a escolha de várias celebridades a nível internacional que realçam benefícios como a perda de peso e a redução da inflamação.

Mas, antes de mais, é necessário perceber o que é a dieta alcalina e quais são os seus princípios.

O que é a Dieta Alcalina?

A alimentação alcalina promove, acima de tudo, uma alimentação mais saudável e equilibrada, com base em alimentos naturais e orgânicos. Esta tem como base a teoria de que podemos alterar e equilibrar o pH do nosso corpo com base em escolhas mais saudáveis e conscientes.

O pH é uma escala que varia entre zero e 14 e que indica o nível de acidez do organismo. Sendo que o zero é o valor mais ácido e o 14 o mais alcalino, o ideal é que o nosso corpo mantenha um pH neutro, por volta do 7 ou 7,35.

Hoje em dia, a nossa alimentação tem como base muitos produtos ácidos e que levam a que nosso organismo não consiga eliminar o excesso de toxinas.

A dieta alcalina funciona como um plano de reeducação alimentar que dá prioridade à ingestão de alimentos alcalinos para que criar um maior balanço e equilíbrio.

No entanto, isto não significa que deva excluir os alimentos ácidos da sua alimentação, mas sim dar preferência aos alcalinos. Uma forma de conseguir este equilíbrio é a cada cinco refeições, três serem com alimentos alcalinos e duas com alimentos ácidos, por exemplo.

Alimentos Ácidos e Possíveis Problemas Associados

O consumo excessivo de alimentos ácidos, nomeadamente o açúcar, gordura e processados, contribui para um aumento de propriedades tóxicas presentes no organismo.

Quando damos preferência a este tipo de alimentos, o nosso corpo não consegue eliminar de forma eficaz as toxinas, o que leva uma sensação de mal-estar.

Um organismo com um pH ácido reflete-se em diferentes problemas:

. Baixo nível de energia

. Dores de cabeça

. Fadiga e tensão muscular

. Dores musculares, especialmente nas costas

. Irritabilidade

. Celulite

. Cabelo Seco

. Diabetes

. Obesidade

Benefícios da Dieta Alcalina

Como já explicamos acima, a dieta alcalina tem como principal objetivo equilibrar o pH do nosso organismo. Segundo a BBC , esta foi criada para ajudar a prevenir pedras nos rins e infeções urinárias, uma vez que aquilo que comemos influencia o pH da urina.

No que toca ao bem-estar, o principal benefício prende-se com a reeducação alimentar. Esta dieta inclui elementos de vários grupos, com destaque para verduras, frutas, legumes e produtos integrais. Estas escolhas contribuem para uma melhor saúde cardiovascular e para a diminuição da pressão arterial e colesterol.

Para além disso, uma dieta rica em potássio, aliada a um consumo reduzido de ácidos, contribui para a preservação da massa muscular.

Existem evidências que mostram que a alimentação alcalina ajuda na renovação do organismo, aumentando a vitalidade e níveis de energia.

Alimentos para a Dieta Alcalina

Para adotar a dieta alcalina, o ideal é aumentar o consumo de frutas, legumes e grão. Alguns dos alimentos são:

. Brócolos

. Espinafres

. Abacate

. Tomate

. Beterraba

. Couve

. Feijão branco

. Lentilhas

. Grão-de-bico

. Soja

. Salsa

. Gengibre

. Banana

. Batata

Na hora de cozinhar, prefira o vapor ou a fervura em água, de forma a evitar que os alimentos percam os seus nutrientes. Dê preferência a temperos como ervas aromáticas e sal mineral e troque o óleo de girassol por azeite extra virgem ou óleo de coco.

O estudo “The Importance of Alkaline and Acid Balance in Our Bodies” aponta que a maioria das pessoas não gosta de alimentos alcalinos, como é o caso dos brócolos e espinafres.

Nestes casos, a solução passa por escolher uma água alcalina, de preferência com um pH superior a 9. Segundo o mesmo estudo, este tipo de água hidrata o corpo de forma três vezes mais eficaz do que qualquer outro tipo de água.

[divide icon=”circle” width=”medium”]

Texto / fotos: Água Monchique

Источник: https://www.opraticante.pt/dieta-alcalina-o-que-e-e-quais-os-seus-beneficios/

O pH da Água Importa Realmente?

Como fazer água alcalina e possíveis benefícios
12 de Abril, 2020

Sabia que as águas não são todas iguais? Hoje explicamos-lhe o que é o pH da água e a importância que este tem no seu organismo.

A água que escolhemos tem um forte impacto no nosso organismo. Isto porque o pH da água não é igual de marca para marca. Apesar de ser um tema cada vez mais comum, a verdade é que ainda existem muitas dúvidas sobre este assunto.

Mas, antes de lhe explicarmos em que consiste o pH da água, é importante refletir sobre a importância deste bem na nossa vida.

É dito e sabido que 70% do nosso corpo é composto por água. Por isso mesmo, é essencial mantermo-nos hidratados e beber entre 1,5 a 2 litros de água por dia. Contudo, é preciso ter em atenção que este valor varia de pessoa para pessoa.

Beber a quantidade de água recomendada tem inúmeros benefícios para o nosso organismo. Este bem ajuda a:

. Eliminar toxinas do organismo;

. Levar nutrientes a todas as células do corpo humano, em especial minerais;

. Manter uma pele e cabelo cuidados e bonitos;

. Retardar o envelhecimento;

. Promover o correto funcionamento do trânsito intestinal;

. Prevenir infeções urinárias;

. Manter a temperatura corporal estável.

Para além dos benefícios para o seu corpo, o consumo da quantidade de água necessária também ajuda a melhorar o seu bem-estar.

PH da Água: O que é?

Em primeiro lugar, é importante perceber o que é o pH. Esta sigla, que significa potencial de hidrogénio, mede o grau de acidez, neutralidade ou alcalinidade de uma solução. Os valores variam entre zero e 14.

Em termos de pH, as águas podem ser divididas em três tipos diferentes: Ácidas, Neutras e Alcalinas. As ácidas são aquelas que têm um pH entre 5 e 6,5, enquanto as neutras situam-se no 7. Já as águas alcalinas têm um pH a partir de 7,5.

Sendo que o corpo humano deve manter um pH de 7, o ideal é optar por beber águas neutras ou alcalinas.

PH da Água: As Águas Ácidas

As águas ácidas podem ter um impacto negativo no seu organismo, uma vez que não têm tantos minerais na sua composição.

Segundo o médico Stephan Domenig, autor do livro A Cura Alcalina, a acidificação do pH do nosso organismo pode ser responsável por problemas como a falta de concentração. Isto acontece porque os ácidos esgotam o oxigénio do sangue e fazem com que sinta uma sensação de moleza.

Para além da falta de concentração, outras condições associadas ao pH da água ácida passam por obstipação, digestão lenta, falta de energia e sensação de inchaço.

Mas os possíveis problemas não se ficam por aqui. Para além disso, estas águas podem ser responsáveis por problemas de saúde oral – cáries, problemas nas gengivas e mau hálito –, dores musculares e articulares e pele seca.

Resumindo, todas as células do nosso corpo acabam por ter um desempenho menos eficiente e torna-se mais difícil a libertação das toxinas.

PH da Água: Os Benefícios da Água Alcalina

O pH da água alcalina tem inúmeros benefícios para o seu organismo e bem-estar, uma vez que torna menos propício o desenvolvimento de doenças inflamatórias e degenerativas.

Este tipo de água é especialmente benéfico para quem pratica exercício físico, mas também tem várias vantagens associadas de que todos nós podemos beneficiar.

Partilhamos 6 Benefícios da Água Alcalina:

. Ajuda a neutralizar o consumo de alimentos ácidos;

. Elimina as toxinas de forma mais eficiente;

. Auxilia na ativação dos músculos;

. Melhora o funcionamento do estômago e pâncreas, ajudando a reduzir os sintomas da azia e gastrite;

. Melhora o funcionamento dos rins, permitindo que o sangue se torne mais alcalino e otimizando a oxigenação do mesmo;

. Ajuda a retardar os sinais de envelhecimento, graças à sua função antioxidante;

Para além destas vantagens, a água alcalina também pode ser uma importante ajuda na perda de massa gorda.

Entre as diferentes opções disponíveis no mercado, destaca-se a Água Monchique. Com um pH de 9,5 – o mais elevado dentro da oferta existente – esta é recomendada por muitos profissionais de saúde aos seus utentes.

Se quer cuidar do seu bem-estar e fazer mudanças no seu estilo de vida, leia também os Cinco Hábitos para uma Vida Saudável.

Источник: https://blog.aguamonchique.pt/o-ph-da-agua-importa-realmente/

Como fazer água alcalina?

Como fazer água alcalina e possíveis benefícios

Você já pensou em fazer água alcalina em casa? Saiba que isso é possível e bem fácil. Confira como fazer e seus benefícios:

  • Como tratar água da chuva?

Como fazer água alcalina

Para fazer água alcalina em casa você só precisa de uma garrafa de vidro higienizada contendo água filtrada e, surpreenda-se, sol. Então basta deixar a garrafa semiaberta algumas horas no sol. Esse processo vai fazer com que agentes acidificantes como o flúor e o cloro evaporem, tornando a água mais alcalina – de modo que minerais alcalinizadores como o magnésio permaneçam.

  • Magnésio: para que serve?
  • Flúor reduz o QI?

Além do benefício de tornar uma bebida alcalina, esse método é uma forma de diminuir a exposição ao flúor (entenda melhor esse tema na matéria: “Flúor faz mal? Entenda o que é e conheça alternativas”).

Veja com mais detalhes e entenda o processo no vídeo feito pela cientista química, palestrante e escritora, Conceição Trucom sobre como tornar a água alcalina de forma natural e caseira, via solarização.

Entenda o por quê

A massa corporal de uma mulher, em média, é formada por cerca de 60% de água, enquanto a de um homem é de cerca de 65%. Aproximadamente 75% do peso de um músculo é formado por água. Ela é responsável pelo peso de 95% do sangue, de 14% da gordura e de 22% do tecido ósseo.

Que a água tem papel importante para a saúde do corpo humano todos nós sabemos. Mas o que muita gente não sabe é que nem toda água é igual. De acordo com alguns estudos, o consumo da chamada água alcalina proporciona mais benefícios em relação à água comum.

Excluindo-se a água utilizada para reações químicas nos laboratórios, todas as outras possuem minerais, incluindo as de torneira, rios, lagos, lagoas e as de garrafa. Alguns dos minerais que podem estar presentes na água – em quantidades baixíssimas – são o cloreto, zinco, fluoreto, sódio, silício e muitos outros.

Mas o que diferencia a água alcalina da comum é que a alcalina é composta principalmente por minerais mais básicos, como cálcio, magnésio e ferro. Isso significa que, diferente das águas comuns que possuem pH neutro, ela é menos ácida. Em outras palavras, possui um pH maior.

Saúde alcalina

Tem-se afirmado que manter uma dieta alcalina possibilita a cura de diversas doenças, incluindo doenças ósseas, como a osteoporose, e até mesmo câncer. Entretanto, não há comprovação suficiente que embase estas afirmações. Por outro lado, um estudo publicado pelo PubMed afirma que a dieta alcalina pode trazer uma série de benefícios para a saúde.

Confira uma lista a seguir:

  • O aumento de frutas e vegetais incluídos em uma dieta alcalina melhoraria a relação potássio/sódio, podendo beneficiar a saúde óssea e reduzir a perda de músculos, bem como mitigar outras doenças crônicas, como hipertensão e derrames;
  • Uma dieta alcalina resultaria em um aumento do hormônio do crescimento, o que pode melhorar muitos resultados da saúde cardiovascular, faz bem para a memória e para a cognição;
  • Um aumento no magnésio (um nutriente alcalinizador) intracelular, que é necessário para a função de muitos sistemas enzimáticos, é outro benefício adicional da dieta alcalina. O magnésio é necessário para ativar a vitamina D e o seu aumento, portanto, melhora a concentração dessa vitamina;
  • A alcalinidade pode resultar em benefício adicional para alguns agentes quimioterapêuticos que requerem um pH maior, ou seja, mais alcalino.

De acordo com o próprio estudo, a partir das afirmações acima seria necessário considerar uma dieta alcalina para reduzir a morbidade e a mortalidade de doenças crônicas.

Segundo o estudo, uma das primeiras considerações em uma dieta alcalina, que inclui mais frutas e vegetais, é saber o tipo de solo em que os alimentos foram cultivados, pois isso pode influenciar significativamente o conteúdo mineral.

A água alcalina, então, seria mais um item para inclui na alimentação alcalina.

Benefícios comprovados da água alcalina

Imagem de Maria Shanina em Unsplash

Um estudo que analisou pacientes que consumiram e que não consumiram água alcalina concluiu que aqueles que consumiram apresentaram um melhoramento do equilíbrio corporal ácido/base e melhor estado geral de hidratação.

Outro estudo mostrou que o consumo de água alcalina ionizada reduziu a pressão arterial e os níveis de açúcar e gordura no sangue. Isto significa, de acordo com o mesmo estudo, que a água alcalina pode ser utilizada como um dos métodos terapêuticos secundários para a hipertensão arterial, diabetes mellitus e hiperlipidemia (distúrbio nos níveis de gordura).

Um estudo de 2016 realizado com 100 pessoas mostrou que o consumo de água alcalina, em comparação com o consumo de água comum, reduziu a viscosidade do sangue. Isso significa que a água alcalina melhora a fluidez do sangue, o que pode aumentar a oxigenação do corpo como um todo.

Outro estudo publicado pela plataforma PubMed concluiu que o consumo de água alcalina traz benefícios terapêuticos para quem sofre de refluxo.

Água alcalina natural ou artificial?

A água alcalina natural ocorre quando a água passa sobre as rochas e absorve seus minerais, o que aumenta seu nível alcalino por meio do enriquecimento com minerais.

Um outra forma de obter água alcalina natural é via solarização.

O sol faz com que minerais acidificantes como o flúor e o cloro evaporem, deixando maior quantidade de minerais alcalinizantes e necessários para a saúde como o magnésio e o cálcio.

A água alcalina artificial, em contrapartida, é feita a partir de um processo de desmineralização. O problema é que, de acordo com estudo publicado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), consumir água com baixo teor mineral (principalmente os alcalizantes) pode trazer riscos à saúde, como perda de cálcio, magnésio e outros elementos essenciais presente nos alimentos preparados com água.

Então, se for escolher, prefira a água alcalina natural ou a que foi solarizada. Pois a água alcalinizada por meio da subtração ou acréscimo de minerais pode prejudicar a nutrição ou afetar os rins.

Não substitua tratamentos

Apesar dos benefícios, a água alcalina não é milagrosa e não vai curar enfermidades sozinha. Em hipótese alguma substitua tratamentos com medicamentos tradicionais pelo simples hábito de beber água alcalina.

Veja também:

Cadastre-se e receba nosso conteúdo em seu email. Comunicar erro

Источник: https://www.ecycle.com.br/5902-agua-alcalina

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: