Como melhorar a concentração usando as cores

10 dicas para melhorar a concentração nos estudos

Como melhorar a concentração usando as cores

Estudar nem sempre é uma das melhores atividades que precisamos realizar. Além disso, o nosso cérebro parece estar treinado a nos boicotar: ele coopera na concentração em um jogo virtual, por exemplo, mas se distrai facilmente na hora de encarar um livro de estudos para uma prova.

A solução para esse impasse pode estar na organização e elaboração de estratégias de estudo para treinarmos o nosso cérebro a ser fiel.

Um estudo concentrado pode poupar tempo e gerar resultados mais satisfatórios e com qualidade, independentemente da quantidade de horas de estudo por dia.

Por isso, listamos dez dicas que podem ajudar a manter o foco. Teste cada uma delas e veja quais se adaptam melhor a você.

1. Leia, mas escreva também

O estudo feito só por meio da leitura não é tão eficiente. O estudante pode se pegar facilmente distraído no decorrer das páginas. Por isso, escreva! Faça esquemas, transcreva partes importantes e organize resumos. Quem escreve consegue assimilar melhor o conteúdo e tê-lo por mais tempo na mente.

2. Escreva à mão

Com as pessoas totalmente adaptadas aos teclados dos computadores, escrever à mão pode soar meio arcaico ou ainda gerar um pouco de preguiça. No entanto, estudos mostram que, enquanto a pessoa escreve, uma linha de raciocínio é formada e a atenção naquilo que se escreve é bem maior do que se ela estivesse digitando.

3. Afaste interferências

A hora do estudo deve ser sagrada, por isso, afaste tudo que possa lhe chamar a atenção e desviar o foco. Se possível, desligue ou mantenha no silencioso aparelhos telefônicos, feche páginas da internet alheias ao conteúdo de estudo, desligue a televisão. Separe apenas o material de estudo e concentre-se nele.

4. Mapas mentais e uso de cores

No tópico sobre escrever a mão, relatamos a importância dessa prática, mas não se trata de sair escrevendo todo trecho dito importante, pois, dessa forma, você escreveria outro livro, só que menor.

O ideal é utilizar esquemas, os ditos mapas mentais: informações sucintas que se inter-relacionam com outras. E mais: usar cores.

Setas coloridas, palavras grifadas em outro tom, “caixas de atenção”, que atraem o olhar do estudante para alguma informação em destaque.

5. Estude sozinho

Estudar em grupo pode até parecer interessante no sentido de compartilhar saberes, mas, em um primeiro momento, é melhor que o estudante opte por realizar a atividade sozinho.

Afinal, com os colegas, o estudo pode ser desfocado por conversas paralelas, e a qualidade do aprendizado, prejudicada.

Para os professores, uma boa ideia é explicar a matéria para si mesmo, como se estivesse dando uma aula.

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade ;)

De nada adianta você estudar um cronograma inteiro e só no final realizar a revisão. O processo de revisão deve ser contínuo, por isso, releia a matéria dada em sala de aula no mesmo dia. Além disso, tire um dia no final de semana para revisar a matéria da semana e realizar exercícios. Essa prática deixa seu cérebro mais acostumado à rotina.

7. Organize o local de estudo

Antes de começar a maratona, deixe tudo que você precisa organizado e separado: livros, cadernos, canetas, computador. Estudar em um local onde as coisas estão bagunçadas pode tirar sua concentração. O simples fato de ter que procurar por uma caneta já pode desviar a sua atenção para outras coisas.

8. Faça um cronograma de estudo e respeite seu tempo

É extremamente fundamental que o estudante elabore um cronograma de estudo e, principalmente, que esse cronograma atenda o seu ritmo de estudos. Estudar com organização de tempo e conteúdo pode ser mais eficiente e gerar bons resultados.

O estudo aleatório causa desconcentração, uma vez que não se segue uma rotina, e o cérebro acaba vendo cada dia uma coisa diferente. Além disso, é importante respeitar o seu tempo de estudo.

É melhor você estudar três horas por dia com bastante concentração do que seis horas sem a atenção devida.

9. Esteja fisicamente bem

Esteja fisicamente bem ao iniciar os estudos. Alimente-se e durma bem. Estudar com fome ou sono não será proveitoso. É preciso ter energia para ter um bom rendimento. Atividades físicas regulares também podem ajudar nesse período.

10. Crie um “ritual” e mentalize a rotina daquele dia

Todo dia antes de começar a estudar, crie um pequeno ritual, seja levar uma jarra de água para a mesa, seja organizar os livros de acordo com o que se vai estudar no dia.

Sente-se, respire fundo e mentalize todo o conteúdo que deverá ser visto, a sequência de estudos, os exercícios.

Dessa maneira, seu cérebro irá se acostumar que a partir daquele momento não tem brincadeira mais, é hora de estudar. Por Carolina Simiema

Equipe Brasil Escola

Источник: https://brasilescola.uol.com.br/dicas-de-estudo/10-dicas-para-melhorar-concentracao-nos-estudos.htm

Exercícios para trabalhar a concentração em crianças

Como melhorar a concentração usando as cores

15 Maio, 2020Educação, Lazer e Tempo Livre

Sabia que os bebés com menos de 1 ano só são capazes de manter atenção durante 2 ou 3 minutos?

A capacidade de atenção vai-se desenvolvendo à medida que se produz o desenvolvimento cognitivo da criança. Por este motivo, à medida que vai avançando no seu crescimento, é capaz de manter a atenção durante mais tempo seguido.Com intuito meramente indicativo, e tendo em conta as diferenças específicas de cada criança apresentamos a seguinte tabela de capacidade de atenção por idades:

A manutenção da atenção também é influenciada por outras variáveis como as circunstâncias nas quais se desenvolve a atividade, o contexto e outros estímulos ambientais e pessoais.

Algumas destas varáveis são suscetíveis de ser controladas de forma a melhorar a atenção.

Assim, neste post sugerimos algumas pautas que podem favorecer a atenção e concentração para as tarefas escolares, assim como alguns exercícios e jogos que podem servir para treinar estas capacidades a um nível geral.

Pautas para favorecer a concentração e atenção no âmbito escolar

Dormir durante o tempo necessário para evitar o cansaço em função de cada idade.

  • Ter uma boa alimentação, com alimentos ricos em fósforo, ácidos gordos Omega 3 e cálcio (entre outros), que ajude a criança a enfrentar o dia.
  • Identificar o momento do dia em que está mais predisposta para a concentração, evitando a noite e a primeira hora da manhã.
  • Procurar um espaço adequado para a atividade que vai realizar: se é o estudo, deve ser uma zona bem iluminada, silenciosa, arejada e, preferivelmente, sempre o mesmo espaço para que o associe à atividade e a predisponha à concentração.
  • Preparar os materiais que se vão utilizar para evitar interrupções durante a atividade.
  • Organizar as tarefas que se vão realizar em cada momento. No caso do estudo, é recomendável começar com tarefas de dificuldade média para a criança, seguir com as difíceis e terminar com aqueles que lhe sejam mais fáceis.
  • Fazer pausas programadas para descansar entre as atividades.
  • Evitar os elementos que a possam distrair como a televisão, o computador, o telemóvel, se não vão ser necessários para o desenvolvimento da atividade.
  • Estabelecer objetivos a curso prazo para os ir aumentando progressivamente e aproximando-os da meta desejada. A consecução dos objetivos marcados motivará a criança e aumentará a sua predisposição a continuar a trabalhar e a ir conseguindo os seguintes.
  • Reforçar os êxitos com comentários positivos e ensiná-la a autorreforçar-se para que se sinta orgulhosa do trabalho que está a realizar.

Exercícios e jogos para melhorar a concentração a nível geral

Para fortalecer a capacidade de concentração é necessário treino e este pode conseguir-se de maneira lúdica com os seguintes exercícios e jogos:

Exercícios:

  • Ouvir música: sobretudo instrumental, faz com que se ativem as áreas do cérebro responsáveis da compreensão, concentração, atenção, criatividade, pensamento espontâneo, controlo cognitivo, etc.
  • Técnicas de estimulação sensorial: fomentam o desenvolvimento das capacidades sensoriais, ajudam a relaxar-se e a prestar atenção áquilo que vê e sente. Para o efeito, colocam-se umas luzes de cores na sala ou quarto com efeitos de movimentos projetados, um feixe fibras óticas ou ter objetos de diferentes texturas, diferentes sons e utilizar elementos de aromaterapia.
  • Técnicas de descontração: os exercícios de respiração também favorecem a concentração e mantêm o corpo num estado descontraído evitando o que o stress ou a ansiedade interfiram na capacidade de concentração.
  • Mindfulness: é uma técnica baseada na meditação e significa “atenção plena”. Refere-se a ser consciente e a estar atento ao momento presente, ajudando à concentração e à atenção.

Mindfulness para crianças:

  • Posturas corporais: imitando o Superman ou a Wonder Woman, colocando-se comodamente com as pernas abertas, os punhos apertados e os braços estendidos, ou com as pernas abertas de modo a que os pés estejam alinhados com as ancas, esticando o corpo o mais possível, sentindo a força e como se estira cada parte do corpo.
  • Safari ou passeio de atenção plena: passear com a criança e definir o objetivo de anotar a maior quantidade de animais que possa ver (pássaros, insetos, ou qualquer coisa que ande, nade ou voe) para que concentrem os seus sentidos em encontrá-los.
  • Sentidos: animar a criança a que ative os seus sentidos (como Spiderman) para controlar o mundo que a rodeia. Deverá prestar atenção ao que ouve, vê, saboreia, cheira e toca. Pode-se fazer de maneira conjunta com todos os sentidos ao mesmo tempo, ou prestando atenção a cada sentido por separado.

Jogos

  • Puzzles: exigem uma grande concentração ao ter que observar as peças. Deve procurar aqueles que tenham um número de peças adequada à idade da criança.
  • Copiar desenhos: calcar ou copiar desenhos num papel faz com que se fixem nos detalhes que devem copiar. Também desenhar algum objeto real que atue de modelo, o que ajuda a fixar a atenção.
  • Desenhos com números: obrigam a procurar os números seguintes para unir as linhas e pintá-los depois com as cores indicadas.
  • Jogos de pares ou memory: colocam-se as cartas viradas para baixo e deve-se encontrar a carta levantando só duas cartas de cada vez. Deve-se recordar as cartas que se vão levantando e onde está cada uma para encontrar o par.
  • Encontrar as diferenças: os jogos de procurar as diferenças entre dois desenhos ajuda-o a exercitar a atenção sustentada.
  • Aprender a letra de canções e danças: ajuda a prestar atenção para compaginar o movimento com o som de maneira rítmica.
  • Sopa de letras, crucigramas e sudokus: ajudam a melhorar a atenção.
  • Labirintos: são divertidos e precisam de atenção e inteligência.
  • Mandalas: pintar qualquer desenho, especialmente ajudam à concentração e descontração.
  • Jogos tradicionais de mesa: sobe e desce, damas, xadrez, etc. São jogos que ajudam a que a criança se concentre durante longos períodos e procure estratégias para ganhar.
  • Jogos de construção: além de ajudar na concentração, favorecem o desenvolvimento motriz e a coordenação olhos-mão.
  • Fazer trabalhos manuais: origamis (figuras de papel), figuras de plasticina, areia sensorial, etc.

Podemos melhorar a capacidade de atenção e de concentração através de muitas maneiras. E tu, conheces algum jogo ou exercício que ajude as crianças nestes âmbitos? De qual gosta mais?

Olá! Somos Divulgação Dinâmica, um centro de formação e produção educativa especializada em Ciências Sociais.

O nosso catálogo formativo inclui mais de 100 cursos de especialização em diplomas de Máster, Experto e Técnico, e pelo nosso campos passaram mais de 50.200 alunos. O que espera para nos conhecer?

Privacy & Cookies Policy

Источник: https://www.divulgacaodinamica.pt/blog/exercicios-para-trabalhar-a-concentracao-em-criancas/

9 Ideias de Cores para Quarto: Cromoterapia

Como melhorar a concentração usando as cores

Escolher as cores para quarto é uma tarefa importante, afinal vivemos sob a influência das cores em qualquer lugar que formos. Em dias de sol, por exemplo, ficamos muito mais animados e dispostos do que aqueles longos dias cinzas e chuvosos em que só queremos ficar deitados em nossas camas.

Para adaptar os tons do nosso dia a dia com a escolha de cores para quarto, é só seguir o mesmo princípio que a cromoterapia explica: cada cor é responsável por um efeito diferente em nossa rotina e em nosso emocional, afinal as cores influenciam as sensações e emoções, através da percepção sensorial. 

Por isso, se você deseja um ambiente para relaxar, aguçar a criatividade ou entrar em equilíbrio, siga as dicas do Westwing com ideias de cores para quarto.

Qual a melhor cor para pintar o quarto?

As cores devem estar conectadas com o seu gosto pessoal e a sensação que deseja criar para o ambiente. 

Algumas cores trazem energia, outras relaxamento ou estimulam a criatividade. A cor escolhida  para pintar o quarto pode melhorar a qualidade de vida, pois induzem sentimentos positivos ou negativos. 

Você também pode investir em cores nos móveis para quarto e detalhes da decoração, como almofadas, cortinas, roupa de cama e objetos decorativos. Descubra a melhor cor para pintar o seu quarto.

Amarelo

Entre as cores para pintar o quarto, o amarelo é a cor da comunicação e concentração. Estimula a espontaneidade e alegria no ambiente. É indicado para quartos que também sirvam como local de trabalho. 

Verde

A cor verde para quarto remete ao natural, vindo das plantas, frutos e flores. Estimulam um ambiente de criatividade. Por criar um ambiente equilibrado e harmonioso, combinam perfeitamente com qualquer tipo de quarto, assim como para qualquer cômodo.

Azul

A cor azul representa a paz, harmonia e tranquilidade. Os tons de quarto azul e branco remetem ao céu e ao oceano. O azul é a melhor opção dentre as cores de tinta para quarto, pois cria um ambiente propício ao relaxamento. Combine com móveis neutros e crie um ambiente propício para uma noite de sono tranquila.

Roxo

Cor que representa o equilíbrio entre a sabedoria e o amor. Cria um ambiente espiritual onde razão e emoção podem viver em sintonia.

Vermelho

A cor de quarto vermelho representa o amor e a energia. Estimula o movimento, por isso não é muito indicada ser usada em grande quantidade nesse cômodo. No entanto, se usada de forma moderada, pode criar um ambiente propício à paixão. Invista em roupa de cama vermelha para dar um toque de cor e trazer vida ao ambiente.

Rosa

Mistura entre o vermelho e o branco, o que significa o encontro entre o amor e a felicidade. Indicado para quartos onde se deseja reavivar o relacionamento. É uma das cores de quarto feminino favoritas.

Branco

Quarto branco representa a paz e tranquilidade. É uma das cores de quarto preferidas de pessoas ativas e inquietas. Mas, cuidado ao usar o branco em excesso, pois pode estimular a ansiedade. Prefira usá-lo em detalhes como móveis e portas ou em espaços pequenos para dar sensação de amplitude.

Preto

A cor mais forte da cartela. Pode ter duplo significado dependendo da quantidade em que for usada, podendo deixar o ambiente sofisticado ou pesado. Para criar o efeito ideal, escolha usá-lo em detalhes ou em apenas uma parede para ativar a profundidade e a sabedoria.

Cinza

Cor símbolo do equilíbrio por ser a mistura do branco e do preto, que são cores opostas. O quarto cinza pode criar um ambiente de conciliação e amizade, por isso é uma das melhores cores para quarto pequeno ou grande de casal. Outra opção aqui é utilizar o cimento queimado.

Continue no Westwing e descubra as últimas tendências em decoração! Inspire-se com nossas ideias para pintar parede de quarto e dicas para otimizar a sua rotina com praticidade e muito charme.

Gostou das dicas? Conheça a nossa paleta de cores em parceria com a Suvinil e confira 16 ideias para inserir a cor Living Coral na decoração.

Influência das cores para quarto

Além de complementar a decoração, as cores, seja cor do quarto de casal ou solteiro, são responsáveis por criar efeitos diferenciados que influenciam os nossos dias. 

Para isso, é importante levar em consideração o princípio da cromoterapia na hora de escolher as melhores cores para quarto para obter o efeito desejado, seja ele dormir bem, se relacionar melhor com a família ou criar um ambiente propício à criatividade.

Você pode apostar em objetos decorativos na cor escolhida, por exemplo: luminárias, jogo de cama, almofadas, cortina ou até mesmo um móvel, como a poltrona ou o aparador. E, assim, criar pontos de cor no ambiente, afinal os detalhes fazem toda a diferença para trazer conforto e aconchego para a decoração do quarto.

Outra dica é investir na pintura de uma parede ou um papel de parede que tenha uma cor predominante. Lembre-se, leve sempre em consideração a harmonização do ambiente.

Westwing e Tintas Suvinil – Colorindo Histórias

Assista o vídeo e veja repaginar no quarto da influencer Loo Nascimento. Que transformou seu quarto com valor afetivo e muita cor.

Источник: https://www.westwing.com.br/revista/inspiracao-decor/cores-para-quarto/

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: