Dermatite Seborreica: causas, sinais e tratamento

DERMATITE SEBORREICA: MANCHAS AVERMELHADAS E ESCAMOSAS NA PELE

Dermatite Seborreica: causas, sinais e tratamento

4 minuto(s) de leitura

A dermatite seborreica afeta áreas repletas de glândulas sebáceas (que produzem óleo): o rosto, o couro cabeludo e o tórax.

Ela causa manchas vermelhas escamosas, com descamações esbranquiçadas ou amareladas na superfície da pele. Nos bebês, essa condição é conhecida como crosta láctea.

Qual a origem da dermatite seborreica? Ela é causada pelo fungo pityrosporum ovale, que estimula a inflamação na pele.

Para curar a dermatite seborreica:

• Use soluções leves, como água micelar

• Se a pele estiver tensionada, passe um hidratante para peles sensíveis

• Seu médico pode prescrever uma pomada antifúngica

• Tente minimizar o uso de esteroides tópicos

• Para dermatite seborreica no couro cabeludo ou crosta láctea em bebês, use shampoos superleves

Os médicos não identificaram uma única causa para a dermatite seborreica; acredita-se que ela é desencadeada por vários fatores combinados. Eles incluem:

• Estresse
• Pele ou couro cabeludo oleoso
 Proliferação de fungos naturais da pele
 Algumas condições médicas ou medicamentos
• Clima seco e frio
• Genética (predisposição entre membros da mesma família)

Nos bebês, acredita-se que a causa da crosta láctea é um excesso na produção de sebo (couro cabeludo oleoso) associado a uma proliferação desenfreada de fungos que leva à inflamação. Continue a ler para saber mais.

Nos bebês, a dermatite seborreica é conhecida como crosta láctea

A crosta láctea é a dermatite seborreica em bebês de até 3 meses.

Os sinais e sintomas são parecidos com a dermatite seborreica em adultos, mas a distribuição das erupções no corpo é diferente, já que, em geral, elas se concentram no couro cabeludo, embora também possam aparecer nas orelhas, pálpebras, sobrancelhas, nariz, pescoço, virilha ou axilas. O couro cabeludo do bebê desenvolve vermelhidão, coceira e escamação espessa amarelada ou marrom.

Onde a dermatite seborreica aparece?

A dermatite seborreica se manifesta em manchas avermelhadas e escamosas no rosto, nas laterais do nariz e acima das sobrancelhas.

Um exame do couro cabeludo geralmente revela flocos pegajosos que acompanham a linha do cabelo. Por vezes, aparece uma mancha redonda e escamosa no meio do tórax. A pele do rosto fica irritada com facilidade. O couro cabeludo coça.

Essas manchas problemáticas surgem de tempos em tempos, geralmente durante períodos de cansaço e estresse.

A pele de quem sofre com dermatite seborreica fica facilmente irritada até ao lavar o rosto. Lave o rosto com soluções leves, como uma água micelar, mas nunca use sabão, para não piorar a irritação.

Os hidratantes nem sempre são bem tolerados. Entretanto, se a pele está tensionada, ela precisa de hidratação.

Prefira produtos dermocosméticos testados para tolerância e compostos por agentes ativos que fazem milagres na dermatite seborreica.

Para tratar a dermatite seborreica no couro cabeludo, passe primeiro um shampoo antifúngico, como o cetoconazol, para aliviar a coceira. Em seguida, para a limpeza, use um shampoo superleve especialmente formulado para couros cabeludos sensíveis.

Você sabia? A crosta láctea nada mais é que dermatite seborreica, só que em bebês. Tal como acontece com a dermatite do couro cabeludo em adultos, a base do tratamento é o uso de um shampoo muito leve com uma massagem suave.

Se possível, evite os esteroides tópicos em caso de dermatite seborreica. Embora eficientes, eles podem causar pequenas lesões parecidas com acne nessas áreas, que são repletas de glândulas sebáceas.

Eles também podem causar rosácea se usados com muita frequência. Seu dermatologista pode prescrever pomadas antifúngicas (contendo cetoconazol ou ciclopirox olamina) que combatem o pityrosporon oval. Os tratamentos locais à base de lítio também são eficazes.

Recomenda-se um tratamento de manutenção prolongado para estabilizar os surtos.

Источник: https://www.laroche-posay.com.br/artigos/dermatite-seborreica-e-como-cura-la

Dermatite seborreica: sintomas, causas e tratamentos indicados

Dermatite Seborreica: causas, sinais e tratamento

A dermatite seborreica é uma inflamação crônica, não contagiosa e que possui tratamento

A dermatite seborreica, também conhecida como caspa, eczema, sebopsoríase ou seborréia, é uma inflamação crônica, bastante comum e que se manifesta em partes do corpo onde existe maior produção de óleo pelas glândulas sebáceas.

A inflamação também pode ocorrer pela presença do fungo Pityrosporum ovale.

Desse modo, a dermatite seborreica se manifesta por lesões avermelhadas que coçam e descascam, principalmente na barba, no couro cabeludo, nas sobrancelhas, próximo ao nariz, dentro e atrás das orelhas, no peito nas costas. Bem como nas dobras da pele, como na virilha e nas axilas.

Neste artigo, você vai entender o que é a dermatite seborreica, como tratá-la, como preveni-la e também as diferenças entre os tipos de dermatite. Confira!

A dermatite é uma inflamação crônica de pele, causada principalmente pela vermelhidão e descamação de áreas da face, do tórax e do couro cabeludo.

A doença, que é mais comum em pessoas do sexo masculino, possui períodos de melhora e de piora dos sintomas, e pode ser influenciada pelos hábitos de vida da pessoa.

A inflamação pode ter origem genética ou ser desencadeada por agentes externos, como estresse, alergias, situações de fadiga, álcool, baixa temperatura, medicamentos, bem como o excesso de oleosidade na pele. 

Além disso, a presença do fungo Pityrosporum ovaletambém é uma das origens da doença.

A dermatite seborreica também é comum em recém-nascidos, quando aparecem crostas marrons ou amarelas no couro cabeludo do bebê. Todavia, a condição, chamada de crosta láctea, é temporária e inofensiva.

Além disso, a doença não é causada pela falta de higiene e não é perigosa, ou contagiosa. Tais percepções errôneas costumam ser motivos de estigma e preconceito com a dermatite seborreica.

Quais as causas da dermatite seborreica?

Como vimos anteriormente, a origem da inflamação não é totalmente conhecida.

Porém, a causa pode ter origem genética ou ser desencadeada por diversos fatores externos citados no item anterior. 

A presença do fungo Pityrosporum ovale  também pode causar a dermatite seborréica.

Principais sintomas da dermatite seborreica

Os sintomas da doença podem variar de uma pessoa para a outra, porém, os principais são:

  • Lesões avermelhadas com descamação e coceira
  • Possível perda de cabelo
  • Escamas brancas que descascam e escamas amarelas que ardem
  • Oleosidade no couro cabeludo e na pele.

Além disso, a dermatite seborreica pode ocorrer em diversas partes do corpo e devemos ficar atentos para identificá-la. Confira mais informações no tópico a seguir.

Como realizar o diagnóstico?

O diagnóstico é feito clinicamente por um dermatologista, que irá analisar a localização das lesões e o relato do paciente.

Serão observadas questões como as páulas ou máculas, eritematodas ou amareladas, descamativas, com aspecto gorduroso.

Em alguns casos, para realizar o diagnóstico é necessária a realização de exames clínicos, como o teste de contato, a biópsia e o micológico.

Tipos de Dermatite 

A dermatite pode ser seborreica, atópica, alérgica, herpetiforme, esfoliativa, entre outras. 

Confira as outras variáveis a seguir:

Dermatite alérgica

A dermatite alérgica provoca o surgimento de coceira, vermelhidão e bolhas em locais da pele que tiveram contato com substâncias irritantes. 

Tais substâncias podem variar de pessoa para pessoa. Assim, alguns exemplos são: cosméticos, perfumes, bijuterias, entre outros. 

Para evitá-la, a melhor indicação é evitar o contato com a substância que causa alergia.

Dermatite herpetiforme

A dermatite herpetiforme também é uma doença crônica que é causada pela intolerância ao glúten. 

A pessoa com dermatite herpetiforme possui pequenas bolhas que provocam coceira e sensação de queimação.

Dermatite atópica

A dermatite atópica é caracterizada pelo aparecimento de lesões vermelhas e acinzentadas que causam descamação e coceira.

Dermatite numular

A dermatite numular se caracteriza pelo surgimento de manchas arredondadas que ardem e coçam. 

Normalmente, esta dermatite também causa bolhas e crostas devido a infecções bacterianas e ao ressecamento da pele.

Dermatite esfoliativa

A dermatite esfoliativa é grave e causa vermelhidão e descamação em grandes áreas do corpo. 

Este tipo de dermatite costuma precisar de internamento hospitalar para fazer o uso de medicamentos como corticoides.

Dermatite perioral

Mais comum em pessoas do sexo feminino, com idades entre 20 e 45 anos, a dermatite perioral é caracterizada por manchas irregulares na pele ao redor da boca.

Dermatite ocre

A dermatite ocre é caracterizada pela coloração marrom ou roxa nos tornozelos e nas pernas causadas pelo acúmulo de sangue. 

O tratamento para essa dermatite costuma ser mais simples, tratado com a utilização de meias elásticas e elevação e repouso das pernas.

Dermatite de fralda

A dermatite de fralda ocorre quando a pele do bebê fica irritada devido ao contato com o plástico da fralda. 

Essa dermatite pode ser tratada facilmente com a limpeza adequada do local e pomadas para assaduras.

Principais tratamentos para a seborreia

O tratamento das crises varia e pode envolver mudanças simples de atitude, como a interrupção do uso de cosméticos; o não uso de bonés ou chapéus; o uso de creme e pomadas que contenham antifúngicos e outras ações especificadas por dermatologistas.

Todavia, todas as dermatites podem ter seus sintomas amenizados, em sua maioria combinando o tratamento com medicamentos a mudanças no estilo de vida.

Contudo, a principal recomendação é procurar um médico para receber a orientação correta e iniciar o tratamento rapidamente.

Fatores de risco da dermatite seborreica

Alguns fatores de risco podem aumentar a chance de desenvolver a dermatite seborreica e outras dermatites. 

Alguns deles são:

  • Familiares com a doença.
  • Infecção pelo HIV.
  • Pele e cabelos oleosos.
  • Derrames ou outras condições neurológicas, como a doença de Parkinson.

Como prevenir a dermatite seborreica?

Não existe uma fórmula mágica para prevenir o desenvolvimento ou a reincidência da dermatite seborréica. 

Entretanto, alguns cuidados podem tornar o tratamento mais fácil e reduzir as chances da doença aparecer. 

 Confira algumas recomendações:

  • Ter uma boa alimentação;
  • Não fumar;
  • Consumir bebidas alcoólicas moderadamente;
  • Utilizar xampus e hidratantes adequados diariamente;
  • Evitar banhos muito quentes e demorados;
  • Enxugar o corpo sem esfregar a pele;
  • Evitar o contato com substâncias que causem alergia;
  • Usar roupas que não retenham o suor (evitar tecidos sintéticos, por exemplo), e;
  • Controlar o estresse e a ansiedade.

Adultos

As atitudes para controlar a dermatite seborreica variam de pessoa para pessoa e também da região e da intensidade que os sintomas aparecem.

Durante as crises é recomendada a lavagem regular da pele com água e sabão. Assim, evitando o uso de cremes, perfumes e outros itens muito perfumados.

Além disso, evite produtos que contenham álcool e utilize roupas leves de algodão. Isso ajuda a manter o ar circulando na pele e reduz a irritação.

No caso dos homens, a barba e o bigode podem acentuar a dermatite seborreica. Considere barbear-se. 

Evite coçar a pele, pois pode aumentar o risco de infecção e a irritação. Para a coceira, hidratar a região e fazer compressas com água morna pode auxiliar.

Por isso, siga o tratamento correto orientado pelo seu dermatologista e as orientações recomendadas no item “Como prevenir a dermatite seborreica?”.

Crianças

As mesmas orientações descritas para os adultos podem ser feitas com as crianças.

Contudo, para um melhor tratamento das crises e da dermatite seborreica, o recomendado é que você consulte um dermatologista.

Leia também: Dermatite atópica acomete cerca de 15% das crianças no mundo

Idosos

A melhor abordagem para o tratamento de dermatite seborreica depende do grau da inflamação, do tipo de pele da pessoa, dos sintomas e da região do corpo.  

Entretanto, para prevenir a doença em idosos, são indicadas as mesmas ações descritas para um adulto com dermatite seborreica. 

Algumas delas são: 

  • Tomar banhos rápidos e não muito quentes;
  • Secar bem os cabelos, e;
  • Evitar o uso de bonés e chapéus.

Confira o tópico “Adultos” para as informações completas.

Leia também: Como prevenir e atenuar a Dermatite atópica

Como melhorar os sintomas da dermatite seborreica

Para melhorar os sintomas da dermatite seborreica é necessário consultar um médico e seguir suas orientações de tratamento.

Contudo, algumas ações e mudanças de hábitos de vida podem aliviar os sintomas e auxiliar no tratamento. 

São elas:

  • Evite o uso de pomadas, géis e sprays para cabelo, bem como chapéus e bonés;
  • Não consuma alimentos muito gordurosos ou bebidas alcoólicas;
  • Controle os níveis de ansiedade e estresse;
  • Pare de fumar;
  • Opte por roupas que não retenham o suor, como as feitas com tecidos sintéticos, por exemplo;
  • Aplique hidratante na pele;
  • Retire completamente o xampu e o condicionador do cabelo;
  • Tome banhos rápidos e não muito quentes, e;
  • Enxugue bem os cabelos.

Conclusão

A dermatite seborreica é uma doença inflamatória crônica que deve ser tratada e que pode ocorrer em vários momentos da vida.

Como vimos, algumas atitudes como utilizar hidratantes diariamente, evitar substâncias que causem alergias e tomar banhos rápidos e com a temperatura da água morna, são dicas que podem ser utilizadas para prevenir a doença.

Contudo, as mesmas dicas são estratégias para melhorar os sintomas da doença em momentos de crise.

A dermatite seborreica não é perigosa, ou contagiosa, mas muitas pessoas ainda têm preconceito com a doença. 

Por isso, é necessário divulgar a informação para conscientizar mais pessoas sobre o tema e diminuir a discriminação.

Além disso, para descobrir o melhor tratamento para o seu tipo de dermatite é indicado consultar um médico e seguir o tratamento indicado.

Leia também:

Conheça os benefícios da vitamina C para a pele

Dermocosméticos ajudam quem se preocupa com a pele

Quais são os cuidados com a pele no verão?

Veja as doenças de pele, cabelo e unhas comuns em crianças pós-férias

Fotos: Shutterstock

Fonte: Guia da Farmácia

  • Cadastre-se no nosso Whatsapp

Источник: https://guiadafarmacia.com.br/dermatite-seborreica-sintomas-causas-e-tratamentos-indicados/

Autor: Luisa Silva, Luciana Costa, Raquel Pinheiro

Última atualização: 2019/09/23

Palavras-chave: Dermatite seborreica, Pele, Eczema, Inflamação

A dermatite seborreica é uma doença da pele que se desenvolve-se em qualquer idade, mas é mais comum em adultos entre os 30 e 60 anos e em crianças (“crosta láctea”) com menos de 3 meses de idade.É mais frequente nos homens e em pessoas com um tipo de pele mais oleosa. É uma doença não contagiosa nem alérgica. Pode ser agravada por alguns fatores como o stress ou o clima seco e frio. O diagnóstico baseia-se na observação da pele. É uma doença crónica cuja gravidade pode ser diminuída pelo controlo dos fatores de risco e que pode ser melhorada com tratamento.

Dermatite seborreica

A dermatite seborreica é uma doença da pele que aparece em locais com muitas glândulas produtoras de gordura (glândulas sebáceas), como a parte superior das costas, nariz e couro cabeludo.

A causa exata é desconhecida, mas pensa-se que fatores genéticos, fatores hormonais e os microrganismos que vivem na nossa pele possam ter um papel importante na sua origem.
Desenvolve-se em qualquer idade, mas é mais comum em adultos entre os 30 e 60 anos e em crianças com menos de 3 meses de idade (“crosta láctea”).

Em geral é um pouco mais frequente nos homens e em pessoas com um tipo de pele mais oleosa.

Costuma surgir de forma espontânea, mas pode ser potenciada por vários fatores:

  • Stress;
  • Cansaço físico;
  • Alterações hormonais ou doenças;
  • Detergentes agressivos, solventes, químicos ou sabonetes;
  • Clima frio e seco: agrava no inverno e início da primavera, melhora durante o verão;
  • Medicamentos (exemplo: interferão, metildopa, haloperidol).

Pessoas com algumas doenças do sistema imunitário (infeção HIV/SIDA, psoríase) e do sistema nervoso (doença de Parkinson) estão também em maior risco de desenvolver dermatite seborreica.

A dermatite seborreica:

  • Não é contagiosa;
  • Não é causada por má higiene pessoal;
  • Não é uma alergia.

Como se apresenta?

No adolescente e no adulto a dermatite seborreica surge em zonas abundantes em glândulas sebáceas, como é o caso da cabeça e da parte superior do tronco.

É muito comum surgir no couro cabeludo, provocando uma descamação habitualmente chamada de “caspa”.

Além do couro cabeludo, envolve também outras partes do corpo ricas em pelo (sobrancelhas, bigode, barba), bem como regiões de pregas (na face em redor do nariz ou orelhas, axilas, virilhas, sulco internadegueiro).

Sintomas comuns da dermatite seborreica incluem:

  • Manchas descamativas na pele;
  • A pele abaixo dessas manchas é avermelhada;
  • Apesar de descamativas, as manchas geralmente parecem oleosas e húmidas;
  • Pele oleosa e edemaciada;
  • As escamas podem sair e tendem a ser brancas ou amareladas;
  • Comichão (especialmente no canal auditivo e couro cabeludo) e ardor.

No recém-nascido manifesta-se pela chamada “crosta láctea”, uma acumulação de escamas oleosas aderentes ao couro cabeludo. Nas formas mais extensas afeta também as pregas da face, pescoço, axilas e as pregas na região da fralda.

É uma condição geralmente inofensiva e comum em bebés. Geralmente causa pouca comichão e desaparece por volta dos 6 a 12 meses de idade. A dermatite seborreica pode muitas vezes ser semelhante a outras alterações de pele ou aparecer juntamente com elas.

Uma observação cuidada é suficiente para fazer o diagnóstico.

Crianças

Se a dermatite seborreica for leve, um creme antifúngico ou um champô medicamentoso podem ser suficientes para controlar os sintomas. Não há problema em deixar uma dermatite seborreica leve sem tratamento, caso o bebé não esteja desconfortável. Em casos mais graves, podem ser prescritos medicamentos para controlar a inflamação, como os corticosteroides tópicos.

Para melhorar a crosta láctea dos bebés, pode lavar o cabelo regularmente com champô de bebé, e assim que as escamas começam a amolecer, escovar suavemente. Em alguns casos, pode ser útil a aplicação de um emoliente suave não perfumado antes da lavagem com o champô de bebé.

Não se deve utilizar sabão, champô para adultos, ou arrancar as escamas (pelo risco de infeção).

Deve consultar o médico no caso de:

  • A crosta láctea se apresentar em todo o corpo do seu bebê;
  • As crostas vazarem fluido ou sangrarem;
  • As áreas afetadas parecem inchadas;
  • Não existir melhoria após algumas semanas de tratamento.

Adultos

O tratamento não cura a dermatite seborreica, mas ajuda a soltar e remover a descamação, prevenir uma infeção da pele e reduzir a comichão e o edema. Pode incluir cremes antifúngicos, champôs anticaspa, cremes reparadores da barreira da pele, cremes com corticoide, antifungicos orais ou outros medicamentos específicos.

Interessa seguir as instruções de prescrição: usar um tratamento mais tempo ou com mais frequência do que o prescrito pode causar efeitos secundários.Esta é uma área em que a ausência de um tratamento eficaz leva à proliferação de alternativas com eficácia duvidosa e muitas vezes extremamente onerosas.

Consultar o médico assistente ou um profissional de saúde especializado pode ajudar a distinguir as melhores opções.

Conclusão

A dermatite seborreica é uma doença crónica da pele, cuja gravidade pode ser diminuída pelo controlo dos fatores de risco e que pode ser melhorada com tratamento.

Referências recomendadas

Tem alguma dúvida? Fale connosco

Luísa SIlva • Luciana Costa • Raquel Pinheiro

Источник: http://metis.med.up.pt/index.php/Dermatite_seborreica

Dermatite Seborreica: causas, sinais e tratamento

Dermatite Seborreica: causas, sinais e tratamento

A dermatite seborreica, também chamada de eczema seborreico, é uma doença da pele bastante comum e de pouca gravidade. Essa forma de dermatite é uma inflamação crônica que surge em áreas da pele que contêm grande número de glândulas sebáceas.

A dermatite seborreica não é uma doença contagiosa e não é um sinal de má higiene pessoal. Tocar nas lesões não fará você pegar a doença.

Esse eczema não afeta a sua saúde de forma relevante, mas pode ser desconfortável devido à coceira. As lesões também podem causar constrangimento quando surgem em partes visíveis do corpo, como no caso do rosto.

A dermatite seborreica se caracteriza por lesões de pele tipo rash, com placas vermelhas que coçam e podem descamar.

As lesões surgem habitualmente em áreas com grande produção de oleosidade na pele, como couro cabeludo, face, região peitoral, canal auditivo e costas. Quando acomete o couro cabeludo, a produção de caspa é um dos seus sinais mais comuns.

Falamos especificamente sobre a caspa em um artigo à parte que pode ser acessado através deste link: Como acabar com a caspa.

O eczema seborreico acomete cerca de 20% da população mundial, porém, somente 3% lesões de pele são clinicamente relevantes. Homens são mais acometidos que mulheres. É uma doença que têm dois picos de incidência: durante o primeiro ano de vida e após a puberdade.

Uma vez que as lesões tenham surgido pela primeira vez, ela torna-se uma doença crônica, que vai e volta ao longo das décadas, com períodos de agravamento das lesões, seguidos de grande melhora e desaparecimento dos sintomas.

Causas

As causas da dermatite seborreica não estão totalmente esclarecidas.

Sabemos que ela não é propriamente uma doença das glândulas sebáceas, e os pacientes acometidos não necessariamente têm um aumento da produção de sebo (oleosidade) por essas glândulas.

Contudo, a predileção da dermatite seborreica por áreas da pele ricas em glândulas sebáceas nos indica que estas estruturas fazem parte do processo fisiopatológico da doença.

A teoria mais aceita atualmente é de que as glândulas sebáceas, e a oleosidade produzida pelas mesmas, desempenham um papel permissivo na gênese da dermatite seborreica, possivelmente através da criação de um ambiente favorável para o crescimento de fungos do gênero Malassezia (antigamente chamada de Pityrosporum ovale).

O fungo Malassezia alimenta-se de restos de pele morta e tem preferência por áreas com maior produção de sebo. É preciso destacar, no entanto, que ainda não existe evidência direta de que a Malassezia esteja implicada na origem da dermatite seborreica.

Este fungo faz parte da flora de germes habituais da pele, podendo ser encontrado facilmente em muitas pessoas.

Além disso, os pacientes com dermatite seborreica não necessariamente possuem uma maior população do fungo Malassezia em sua pele, mesmo nas formas mais graves  da doença.

Todavia, a forma como o sistema imunológico do paciente lida com a presença da Malassezia na pele é que parece ser a causa da inflamação e dos sintomas. A Malassezia pode ser irritante para algumas pessoas geneticamente predispostas, o que explica a ocorrência de dermatite seborreica somente em um percentual pequeno das pessoas colonizadas por esse fungo.

A dermatite seborreica não é considerada uma doença infecciosa, apesar de haver melhora dos sintomas quando tratada com medicamentos antifúngicos. Não é preciso temer o contato com pessoas com eczema seborreico, você provavelmente já tem o fungo o Malassezia na sua pele, e não tem a dermatite porque o seu sistema imunológico convive pacificamente com ele.

Sintomas

A dermatite seborreica se caracteriza por um rash avermelhado na pele, geralmente em placas ou crostas, associado à coceira e descamação da pele. A descamação pode gerar caspa no couro cabeludo, nas sobrancelhas, barba e outras regiões com pelos, como a região torácica nos homens.

As lesões do couro cabeludo podem ultrapassar os limites do cabelo, tornando-se visíveis, apresentando-se como crostas ou placas ligeiramente elevadas, cor de salmão e com descamações amareladas ou prateada. Pode haver queda de cabelo, que costuma regredir com o tratamento.

A dermatite seborreica no rosto costuma surgir na testa, sobrancelhas, cílios, atras da orelha, região da barba e ao redor dos sulcos do nariz e da boca. O acometimento ao redor dos olhos favorece o desenvolvimento de blefarite e terçol.

O acometimento do canal auditivo costuma causar coceira no ouvido e favorece a formação de cerume.

O tronco é outra região frequentemente acometida pela dermatite seborreica. As lesões, costumam ser em placas arredondadas ou em formato geográfico, e acometem o peito e a região do osso esterno. Homens com pelos no peito são mais acometidos.

Dermatite seborreica de couro cabeludo

Outras áreas do corpo também podem ser acometidas, como virilhas, axilas e nádegas.

A dermatite seborreica apresenta um caráter crônico, com períodos de melhora e piora que persistem por décadas. A doença costuma agravar-se em tempo frio e seco, em situações de fadiga ou estresse emocional, após ingestão de alimentos gordurosos ou bebidas alcoólicas, em pessoas que fumam ou após banhos quentes. Banhos de sol parecem melhorar as lesões.

Tratamento

Não existe cura para dermatite seborreica. Porém, há tratamentos e a doença pode ser controlada de tal forma que ela quase não provoca incômodo ao paciente.

Os casos leves, somente com caspa no couro cabeludo, podem ser controlados apenas com shampoo anti-caspa.

Há vários tipos de shampoos anti-caspa disponíveis no mercado. A diferença entre eles é o ingrediente ativo. Shampoos com qualquer uma das substâncias abaixo são igualmente eficazes após quatro semanas de uso:

O shampoo deve ser deixado no cabelo por pelo menos cinco minutos antes de ser enxaguado.

Se não houver melhora com os shampoos tradicionais, ou se as lesões forem muito intensas, uma consulta com o médico dermatologista faz-se necessária. O uso de loções ou shampoos especiais com corticoides pode ser necessário para o controle das lesões.

Nas lesões na face ou tronco, cremes com corticoides e antifúngicos (ex: hidrocortisona + cetoconazol) costumam ser eficientes. Outras opções incluem cremes ou pomadas com pimecrolimos ou tacrolimos.

Referências

Источник: https://www.mdsaude.com/dermatologia/dermatite-seborreica/

Seborreia: o que é, sintomas e tratamento

Dermatite Seborreica: causas, sinais e tratamento

A dermatite seborreica (CID 10 – L21) é uma inflamação na pele que causa descamação e vermelhidão principalmente em algumas áreas da face, como sobrancelhas e cantos do nariz, além de afetar couro cabeludo e colo. É uma doença crônica, com períodos de melhora e piora dos sintomas.

A dermatite seborreica em recém-nascidos, conhecida como crosta-láctea, é uma condição inofensiva e temporária. Aparecem crostas grossas e amarelas ou marrons sobre o couro cabeludo da criança. Escamas semelhantes também podem ser encontradas nas pálpebras, nas orelhas, ao redor do nariz e na virilha.

Atualmente, a dermatite seborreica acomete cerca 18% da população mundial. Tanto em adultos como em crianças a doença não é contagiosa e não é causada por falta de higiene. Não é uma alergia, e não é perigosa.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Getty Images

Causas

As causas exatas da dermatite seborreia ainda não são conhecidas. Parece ser uma combinação de vários fatores, tais como:

  • Tendência individual (tipo de pele)
  • Estresse
  • Um fungo (Pityrosporum ovale) que vive normalmente na pele
  • Certas condições médicas e medicamentos
  • Tempo frio e seco.

No entanto, sabe-se que a dermatite seborreica não é causada por uma alergia ou falta de higiene.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Fatores de risco

Os recém-nascidos e adultos com idades entre 30 e 60 anos são mais propensos a desenvolver uma dermatite seborreica. É mais comum em homens do que em mulheres e em pessoas com pele oleosa. Além disso, essas condições médicas também podem aumentar o risco:

Sintomas de Seborreia

As características clínicas da dermatite seborreica incluem:

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

  • Flocos de pele (caspa) em seu couro cabeludo, cabelos, sobrancelhas, barba ou bigode
  • Crostas de pele que descamam
  • Pele avermelhada
  • Vermelhidão ou descamação das pálpebras (blefarite)
  • Coceira ou ardor, que pode piorar caso a área seja infectada pelo ato de “cutucar” a pele
  • Oleosidade na pele e no couro cabeludo.

A dermatite seborreica pode ocorrer em diversas áreas do corpo. Normalmente se forma onde a pele é oleosa ou gordurosa, como couro cabeludo, sobrancelhas, pálpebras, vincos do nariz, lábios, atrás das orelhas e tórax.

Buscando ajuda médica

Marque uma consulta médica se:

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

  • Apresentar sinais de dermatite seborreica
  • Sua condição está causando constrangimento e ansiedade
  • Você suspeita que sua pele está infectada
  • Você já tentou medidas de autocuidado sem sucesso.

Na consulta médica

Você provavelmente visitará clínico geral ou dermatologista. Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Leve suas dúvidas por escrito, começando pela mais importante. Isso garante que você conseguirá responder as perguntas relevantes antes da consulta acabar.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quais são os seus sintomas e quando você começou a notá-los?
  • Essa é a primeira vez que você teve esses sintomas, ou você teve antes?
  • Quão grave são os seus sintomas? Eles estão sempre do mesmo jeito ou vezes pioram/melhoram?
  • Alguma coisa parece piorar os sintomas?
  • Que medicamentos, vitaminas ou suplementos você está tomando?
  • Você esteve sob estresse recentemente ou experimentou grandes mudanças na vida?

Diagnóstico de Seborreia

O diagnóstico é feito clinicamente por um dermatologista, que irá se basear na localização das lesões e no relato do paciente. O dermatologista poderá necessitar de alguns exames clínicos, como:

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

  • Exame micológico
  • Biópsia
  • Teste de contato.

Tratamento de Seborreia

Às vezes, a dermatite seborreica vai desaparecer por si só. Pode ser um problema que vai e volta durante a vida ou durar anos. Em todos os casos, é possível amenizar os sintomas.

Muitas vezes, os melhores resultados vêm de uma combinação de tratamentos, tanto de medicamentos e estilo de vida.

Se a dermatite seborreica não melhorar, ou se a área se tornar dolorosa, com vermelhidão, inchaço e pus, marque uma consulta médica.

Os adultos com dermatite seborreica no couro cabeludo podem usar um xampu anticaspa que contenha algum desses ingredientes:

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

  • Alcatrão de hulha
  • Cetoconazol
  • Ácido salicílico
  • sulfeto de selênio
  • Piritionato de zinco.

Já para a dermatite seborreica no rosto e no corpo, podem ser utilizados cremes e pomadas antifúngicas. Além disso, outros tratamentos podem ser usados, como:

  • Loções de corticosteroides
  • Produtos de enxofre.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Para as crianças com dermatite seborreica, o pediatra pode receitar um xampu que ajuda a lidar com o problema. Um xampu anticaspa normal pode irritar o couro cabeludo de seu bebê. Para suavizar as escamações mais grossas, escove suavemente o couro cabeludo do bebê para ajudar a descascar sem ferir a pele.

Se as escamas não se soltarem facilmente, passe um pouco de óleo mineral no couro cabeludo e enrole um pano quente e úmido na cabeça da criança por até uma hora antes de dar o banho. Depois disso, lave o cabelo como indicado anteriormente.

É importante lembrar que os bebês perdem muito calor através do couro cabeludo. Se você usar um pano quente e úmido com o óleo mineral, verifique-o com frequência para não deixar o pano esfriar.

O pano frio e úmido pode baixar drasticamente a temperatura do bebê.

SAIBA MAIS: 10 medidas para eliminar a caspa

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Medicamentos para Seborreia

Os medicamentos mais usados para o tratamento de seborreia são:

  • Berlison
  • Betametasona + Ácido Salicílico
  • Betametasona + Sulfato de Gentamicina
  • Betnovate
  • Betnovate N
  • Cefanaxil
  • Cetobeta
  • Cetoconazol + Betametasona
  • Ciclopirox Olamina (creme)
  • Ciclopirox Olamina (solução)
  • Clindamin-C
  • Cetoconazol
  • Diane 35
  • Diclin
  • Fungirox
  • Meticorten
  • Novacort
  • Oto Betnovate
  • Prednisolona
  • Prednisona.

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Convivendo/ Prognóstico

A melhor abordagem para você depende do seu tipo de pele, a gravidade do seu estado e se os seus sintomas afetam o couro cabeludo ou outras áreas de seu corpo. Mas, mesmo que a sua condição desapareça, é provável que vá voltar em algum momento. Fique atento para os sintomas e retome o tratamento da condição quando se repetir.

Durante as crises de dermatite seborreica, você pode adotar alguns hábitos que, juntamente com o isso de xampu e outros medicamentos, ajudam a eliminar as escamas da pele:

  • Lave a pele regularmente com água e sabão. Evite usar perfumes, cremes e sabonetes muito perfumados
  • Evite produtos que contenham álcool, pois eles podem fazer com que a doença se espalhe
  • Use roupas leves e de algodão, isso ajuda a manter o ar circulando em torno de sua pele e reduz a irritação
  • Se você tem barba ou bigode, considere barbear-se. A dermatite seborreica pode ser piorar com bigodes e barbas
  • Evite coçar. Coçar pode aumentar a irritação e seu risco de infecção
  • Limpe suavemente as pálpebras. Se suas pálpebras mostrarem sinais de vermelhidão ou descamação, lave-as com xampu neutro e limpe as escamas com um cotonete. Fazer compressas mornas ou quentes também pode ajudar
  • Delicadamente, lave couro cabeludo do bebê. Se a criança tem dermatite seborreica de berço, lavar o couro cabeludo uma vez por dia. Delicadamente, solte as escamas com um pincel pequeno de cerdas macias antes de enxaguar o xampu.

É necessário seguir o tratamento correto, o qual irá depender da localização das lesões e da intensidade dos sintomas. Alguns cuidados podem ajudar na melhora dos sintomas, como:

  • Evitar o uso de sprays, pomadas e géis para o cabelo
  • Evitar usar chapéus ou bonés
  • Evitar a ingestão de alimentos gordurosos e bebidas alcoólicas
  • Não tomar banhos muito quentes
  • Enxugar-se bem antes de vestir-se
  • Usar roupas que não retenham o suor
  • Controlar o estresse e a ansiedade
  • Retirar completamente o xampu e o condicionador dos cabelos quando lavar a cabeça
  • Cessar o tabagismo.

Complicações possíveis

Caso a higiene não seja feita corretamente e você coçar a área afetada, pode ser que aconteça uma infecção.

Referências

Ministério da Saúde

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Revisado por: Victor Reis, dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Источник: https://www.minhavida.com.br/saude/temas/seborreia

SAIBA MAIS SOBRE A DERMATITE SEBORREICA E COMO A TRATAR

Dermatite Seborreica: causas, sinais e tratamento

4 min. de leitura

A dermatite seborreica afeta as áreas ricas em glândulas sebáceas (produtoras de óleo): o rosto, o couro cabeludo e o tórax.

Causa placas sebodescamativas vermelhas, numa superfície de descamação branca ou amarela. Nos recém-nascidos, é conhecida como “crosta láctea”.

Qual é a origem da dermatite seborreica? É causada por uma levedura, a Pityrosporum ovale, que estimula a inflamação na pele.

Para tratar a dermatite seborreica:

• Utilize loções de limpeza neutras como as águas micelares

• Se sentir a pele a repuxar, utilize um creme hidratante pensado para a pele sensível

• O seu médico poderá prescrever-lhe um creme antifúngico

• Procure minimizar a utilização de esteroides tópicos

• No caso da dermatite seborreica no couro cabeludo ou na crosta láctea, nos bebés, utilize champôs muitos suaves

Os médicos não identificaram uma causa isolada da dermatite seborreica; pensa-se que esta condição seja causada por vários fatores que agem de forma combinada. Estes incluem:

  • Stress
  • Pele ou couro cabeludo oleoso
  • Proliferação excessiva de leveduras normalmente presentes na pele
  • Algumas doenças ou medicamentos
  • Clima frio e seco
  • Genética (pensa-se que seja hereditária)
  • Nos bebés, pensa-se que a causa da crosta láctea seja um excesso de produção de sebo (couro cabeludo oleoso) associado a uma proliferação excessiva de leveduras, o que tem como resultado a inflamação. Continue a ler para saber mais.

    Nos bebés, a dermatite seborreica é conhecida como crosta láctea

    A crosta láctea é essencialmente o nome que se dá à dermatite seborreica nos bebés com até 3 meses.

    Os sinais e sintomas são semelhantes à dermatite seborreica dos adultos, mas a distribuição é diferente, uma vez que se encontra normalmente limitada ao couro cabeludo, embora por vezes possa ocorrer também nos ouvidos, pálpebras, sobrancelhas, nariz, pescoço, virilhas ou axilas. O couro cabeludo do bebé desenvolve vermelhidão, comichão e espessas placas sebodescamativas amarelas ou castanhas.

    Em que locais ocorre a dermatite seborreica?

    A dermatite seborreica manifesta-se por placas sebodescamativas vermelhas no rosto, em torno das laterais do nariz e acima das sobrancelhas. Um exame do couro cabeludo revela com frequência descamações pegajosas ao longo da linha do couro cabeludo.

    Por vezes está presente uma placa sebodescamativa redonda na zona central do tórax. A pele do rosto fica facilmente irritada. Surge prurido no couro cabeludo. As placas problemáticas acentuam-se de tempos a tempos, com frequência durante períodos de cansaço e de stress.

    A pele das pessoas que sofrem de dermatite seborreica fica facilmente irritada com uma simples lavagem do rosto. Utilize loções de limpeza neutras tais como Águas Micelares mas nunca sabão, que agrava a irritação.

    Os cremes hidratantes nem sempre são bem tolerados. No entanto, se a pele repuxar, precisa de ser hidratada.

    Escolha produtos dermocosméticos que foram pensados para serem bem tolerados e que contenham substâncias ativas que façam milagres no tratamento da dermatite seborreica.

    No caso de dermatite seborreica localizada no couro cabeludo, num primeiro momento deverá optar por um champô antifúngico tal como o cetoconazol para o alívio da comichão. Posteriormente, para fins de manutenção, utilize um champô muito suave especificamente pensado para couros cabeludos sensíveis.

    Sabia que? A Crosta Láctea é o nome que se dá à dermatite seborreica nos bebés. Tal como a dermatite no couro cabeludo nos adultos, a base do tratamento consiste na utilização de um champô neutro aliado a massagens suaves.

    Se possível, deverá evitar a utilização de esteroides tópicos na pele com dermatite seborreica. Embora sejam eficazes, poderão produzir pequenas lesões semelhantes às da acne nas zonas onde atuam, áreas ricas em glândulas sebáceas.

    Podem também originar rosácea, se usados com demasiada frequência. O seu dermatologista poderá prescrever cremes antifúngicos (contendo Cetoconazol ou Ciclopirox olamina) que eliminam a Pityrosporon ovale. Os tratamentos locais à base de lítio também podem ser eficazes.

    É recomendado um tratamento de manutenção prolongado com vista à estabilização das manifestações cutâneas.

    Источник: https://www.laroche-posay.pt/article/dermatite-seborreica-e-como-trata-la

    Sobre a Medicina
    Deixe uma resposta

    ;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: