DIFERENÇAS ENTRE GASTRITE E ÚLCERA

DIFERENÇAS ENTRE GASTRITE E ÚLCERA

DIFERENÇAS ENTRE GASTRITE E ÚLCERA

Gastrite, duodenite e úlcera péptica são problemas distintos do estômago e do duodeno (primeira porção do intestino delgado) que envolvem graus diferentes de lesão do epitélio, camada de tecido que recobre a parede interna desses órgãos.

Apesar de serem condições diferentes, as causas e os sintomas da gastrite/duodenite e da úlcera péptica são bem semelhantes.

O que é a gastrite e duodenite?

A mucosa do estômago é composta por um tecido resistente à acidez intensa, fato que faz todo sentido, uma vez que o material contido no estômago apresenta pH extremamente baixo (ácido).

A gastrite surge quando esse revestimento fica inflamado, seja por alguma infecção, uso de medicamentos ou por substâncias agressoras, como o cigarro ou álcool.

A duodenite é um processo semelhante, Porém, em vez da inflamação ocorrer na parede do estômago, ela ocorre no epitélio do duodeno.

O que é úlcera péptica?

A úlcera péptica, como próprio nome diz, é uma ulceração (ou erosão) do epitélio do estômago ou do duodeno, como se fosse uma grande afta.

A úlcera é chamada de úlcera gástrica quando acomete o estômago, ou úlcera duodenal, quando se faz presente no duodeno.

Causas

A gastrite é o resultado final de diversos tipos de agressão ao estômago.

As suas principais causas são:

Sintomas

Os principais sintomas da gastrite são:

  • Queimação estomacal.
  • Azia.
  • Dor na “boca do estômago”.
  • Náuseas.
  • Empanzinamento.
  • Eructações (arrotos)

Os sintomas listados acima são enquadrados em um quadro chamado dispepsia ou sintomas dispépticos.

A intensidade dos sintomas não tem, necessariamente, relação direta com a gravidade da gastrite ou com a presença de uma úlcera. O paciente pode ter dor intensa e apenas um gastrite leve ou pode ter uma gastrite grave com sintomas leves.

Falamos mais sobre os sintomas da gastrite e sobre a dispepsia nos artigos:

  • SINTOMAS DE GASTRITE.
  • DOR NO ESTÔMAGO – DISPEPSIA.

A gastrite pode ser aguda, quando se desenvolve rapidamente, ou crônica, quando a inflamação se instala lentamente e persiste por vários meses. A primeira é normalmente causada por álcool, medicamentos e intoxicações alimentares. Já a segunda costuma ter como causa a bactéria H.pylori.

As gastrites se não tratadas podem evoluir com erosões da mucosa do estômago, levando a formação das úlceras.

Dispepsia funcional

Também é possível que o paciente tenha sintomas dispépticos, mas ao fazer uma endoscopia digestiva não apresente lesão alguma no estômago ou no duodeno.

Quando isso ocorre dizemos que o paciente tem dispepsia funcional, que é um quadro clínico de gastrite/úlcera sem que haja efetivamente essas lesões. A dispepsia funcional é a situação responsável pelo que é erradamente chamado de gastrite nervosa.

Gastrite nervosa

Gastrite nervosa é um fenômeno que não existe de verdade. Ao contrário do estresse físico, o estresse emocional sozinho não é uma causa de lesões no estômago ou duodeno. Situações de estresse podem desencadear sintomas de dispepsia, podem também atrasar a cicatrização de lesões existentes, mas individualmente nunca causarão gastrite ou úlcera.

Úlcera péptica

As úlceras pépticas são aquelas causadas pela ação do suco gástrico na parede do duodeno, estômago ou esôfago.

As úlceras duodenais são mais comuns que as úlceras gástricas e acometem principalmente indivíduos entre 30 e 50 anos de idade. As úlceras gástricas são mais comuns em pessoas acima dos 60 anos.

Risco de câncer

Úlceras pépticas não viram câncer, mas alguns cânceres podem ter uma aparência semelhante à de uma úlcera.

Por isso, toda úlcera identificada na endoscopia digestiva deve ser biopsiada. Não é possível descartar a existência de uma neoplasia maligna apenas pela aparência da úlcera na endoscopia.

As úlceras gástricas da pequena curvatura do estômago são as que mais merecem atenção pois é neste ponto que os cânceres gástricos costumam surgir.

Diagnóstico

O diagnóstico das úlceras e da gastrite são feitos através da endoscopia digestiva alta.

A pesquisa do H.pylori só deve ser feita quando o paciente tiver úlceras.

Os laudos das endoscopias digestivas costumam causar algum grau de confusão. Alguns termos do laudo endoscópico que costumam gerar dúvidas são:

  • Gastrite antral ou de antro: significa gastrite da porção final do estômago.
  • Gastrite enantematosa: enantema significa lesão inflamatória avermelhada de uma mucosa. Logo, gastrite enantematosa é uma inflamação com lesão da mucosa do estômago.
  • Pangastrite: significa um inflamação difusa, acometendo grande parte do estômago.
  • Gastrite erosiva: é uma forma mais grave de gastrite, com erosão superficial da parede do estômago. Essa lesão é menos profunda que a ulcera.

Tratamento

O tratamento hoje em dia é feito com supressão da acidez gástrica. Existem duas classes de medicamentos com esse objetivo:

  • Antagonista do receptor H2: ranitidina.
  • Inibidores da bomba de prótons (IBP): omeprazol, esomeprazol, pantoprazol e lanzoprazol.

Atualmente, damos preferência aos IBP por serem estes fármacos mais eficazes (leia: REMÉDIOS PARA O ESTÔMAGO  e OMEPRAZOL – Para que Serve, Como Tomar e Efeitos Colaterais).

O tratamento deve ser feito por pelo menos 4 semanas.

Para que o tratamento tenha sucesso é preciso orientar o paciente a suspender ou evitar anti-inflamatórios, cortar o cigarro e as bebidas alcoólicas.

O tratamento do H.pylori só está indicado se houver úlceras. Para saber mais, leia: HELICOBACTER PYLORI – Causas, sintomas e tratamento.

Referências

Источник: https://www.mdsaude.com/gastroenterologia/gastrite-ulcera/

4 sinais de úlcera no estômago que você deve ficar atento – veja os sintomas!

DIFERENÇAS ENTRE GASTRITE E ÚLCERA

O principal sintoma de úlcera no estômago é a dor na “boca do estômago”, que se localiza cerca de 4 a 5 dedos acima do umbigo. Em geral, a dor aparece entre as refeições ou à noite, sendo de difícil controle mesmo com medicamentos que melhoram a acidez.

A úlcera é uma ferida no estômago, que dói e agrava quando o suco gástrico entra em contato com o ferimento, pois esse líquido é ácido e provoca mais irritação e inflamação no local afetado. A principal causa de úlceras gástricas é a presença da bactéria H. pylori no estômago, mas esse problema também pode aparecer devido ao estresse ou uso de anti-inflamatórios.

Para identificar a presença de úlceras gástricas deve-se estar atento aos seguintes sintomas:

  1. Sensação constante de estômago inchado;
  2. Náuseas e vômitos;
  3. Dor e queimação na garganta ou no meio do peito;
  4. Mal-estar geral;
  5. Perda de peso sem razão aparente;
  6. Fezes muito escuras ou avermelhadas.

A presença de fezes ou vômitos avermelhados indicam sangramento no intestino, sendo necessário procurar o médico para identificar a localização e causa do problema. As úlceras normalmente são causadas por gastrite crônica, veja os sintomas dela aqui.

Como confirmar o diagnóstico

Em muitos casos, o médico pode suspeitar de uma úlcera no estômago apenas através da avaliação dos sintomas apresentados, no entanto, como os sintomas também podem indicar outros problemas no sistema digestivo é comum que o médico peça exames complementares como a endoscopia, por exemplo. Entenda a Endoscopia e qual o preparo necessário.

Além disso, como uma das principais causas da úlcera é a infecção pela bactéria H. pylori, o médico pode ainda pedir o teste da urease, exames de sangue ou um teste respiratório com ureia marcada, para saber se realmente se trata de um caso de infecção pela bactéria que precise ser tratado com antibióticos.

Principais causas de úlcera no estômago

As causas mais comuns que levam ao desenvolvimento de uma úlcera no estômago incluem:

  • Uso prolongado de alguns medicamentos, como aspirina, ibuprofeno e outros anti-inflamatórios não esteroides: estes remédios causam erosões progressiva da mucosa gástrica, especialmente em idosos, que tende a cicatrizar quando a toma é interrompida;
  • Infecção por H. Pylori: é uma das principais causas de úlcera porque a bactéria, quando presente no estômago, produz uma toxina que interfere nas defesas normais da mucosa do estômago contra o ácido gástrico, o que facilita o surgimento de úlceras;
  • Excesso de estresse: aumenta a secreção de ácido no estômago, facilitando o surgimento de uma úlcera;
  • alimentação: comidas processadas e muito gordurosas demoram mais tempo para serem digeridos e podem favorecer o aumento da acidez;
  • Excesso de bebidasalcoólicas: quando o álcool chega ao estômago altera o pH da região e faz o organismo produzir mais ácido gástrico, que contribui para a formação de úlceras;
  • Fumar: vários estudos sugerem que o cigarro também aumenta a produção de ácido no estômago, favorecendo a úlcera.

Existem ainda algumas pessoas que parecem apresentar uma alteração genética que facilita o surgimento de gastrite e úlceras. Normalmente, essas pessoas possuem outros familiares que também são mais propensos a desenvolver úlceras.

Como é feito o tratamento

O tratamento para uma úlcera no estômago geralmente é iniciado com o uso de anti-ácidos, como o Omeprazol ou Lanzoprazol, mas caso seja confirmada a presença da bactéria H. Pylori no estômago também é preciso incluir o uso de um antibiótico, como Claritromicina. Veja melhor como é feito o tratamento para H. pylori. 

Além disso, é ainda importante ter alguns cuidados durante o tratamento, para regular a produção de ácido gástrico e facilitar a cicatrização da úlcera, como:

  • Fazer uma alimentação mais leve e saudável, dando preferência para legumes, frutas e verduras cozidas e as carnes magras cozidas ou grelhadas;
  • Evitar situações de grande estresse;
  • Praticar exercícios com regularidade.

Com estas medidas é possível curar a úlcera mais rápido e acabar definitivamente com a dor de estômago. Existem ainda alguns remédios caseiros, como o suco de batata, que ajudam a regular o pH do estômago, aliviando o desconforto e facilitando a cicatrização da úlcera. Veja como preparar esses remédios caseiros.

Ficou alguma dúvida? Clique aqui para ser respondido.

Источник: https://www.tuasaude.com/sintomas-de-ulcera-no-estomago/

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: