Engov: para que serve e como tomar

ENGOV COM 6 COMPRIMIDOS

Engov: para que serve e como tomar

OURO

Engov é indicado para o alívio dos sintomas de dores de cabeça e alergias.

Como o Engov funciona?

Esse medicamento atua como analgésico (alivia as dores) e na melhora de sintomas alérgicos. Atua ainda como estimulante suave do Sistema Nervoso Central (SNC) que associado a analgésicos auxilia no alívio da dor.

O tempo de início da ação deste medicamento varia conforme o histórico de cada paciente. Em cefaleias leves a moderadas, sabe-se que em 60 minutos, após sua ingestão, tem-se o efeito esperado do medicamento.

Este medicamento deve ser utilizado até que haja o alívio dos sintomas da cefaleia ou alergia, sempre respeitando a dosagem máxima recomendada.

Posologia do Engov

Este medicamento deve ser ingerido da forma descrita abaixo. 

Tomar de 1 a 4 comprimidos ao dia.

Dose máxima diária 4 comprimidos por dia.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Engov?

Não há motivos significativos para se preocupar caso se esqueça de utilizar o medicamento. Caso necessite utilizá-lo novamente, retome o seu uso da maneira recomendada, até o limite de 4 comprimidos por dia. 

Este medicamento é contraindicado para pacientes com histórico de alcoolismo crônico. Este medicamento não deve ser utilizado por pacientes que apresentarem antecedentes de hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

É contraindicado o uso com outras substâncias que deprimem o SNC e com bebidas alcoólicas. Por conter a cafeína é contraindicado em indivíduos com presença de úlcera gastroduodenal. Devido à ação estimulante da cafeína no SNC, não é recomendada a administração durante o período de gravidez.

O ácido acetilsalicílico por possuir ação antiagregante plaquetária está contraindicado em casos suspeitos ou diagnosticados de dengue.

A administração deve ser cautelosa nos pacientes com função renal comprometida como ocorre com outros medicamentos.

Durante o tratamento, o paciente não deve dirigir veículos ou operar máquinas, pois sua habilidade e atenção podem estar prejudicadas.

Maleato de mepiramina + hidróxido de alumínio + ácido acetilsalicílico + cafeína.

Embalagens contendo 24 ou 150 comprimidos.

Cada comprimido contém:

Maleato de mepiramina (equivalente a 10,7mg de mepiramina)15mg
Hidróxido de alumínio150mg
Ácido acetilsalicílico150mg
Cafeína50mg
Excipientes*1 comprimido

*Amido, sacarose, corante amarelo de tartrazina (C.I. n° 19140), corante vermelho (C.I. nº 16185), azul de indigotina (C.I. nº 73015), dióxido de silício e estearato de magnésio.

Não devem ser utilizadas doses superiores às recomendadas. A interrupção repentina deste medicamento não causa efeitos desagradáveis, nem risco, apenas cessará o efeito terapêutico.

Na superdosagem pode ocorrer sedação excessiva, tontura, agitação, tremores, acompanhado de náuseas e vômitos.

Nos casos de superdosagem assumir procedimentos de lavagem gástrica. Deverá ser aplicado também um tratamento para reposição de fluídos e eletrólitos perdidos, correção da acidose e administração de glicose.

Código do produto:19809
Marca:Engov
EAN:7896094903104
Tipo de Medicamento:Novo
Registro MS:1781700930031
Classe Terapêutica:Antiácidos com Outros Fármacos
Princípio Ativo:Ácido Acetilsalicílico + Cafeína + Hidróxido de Alumínio + Mepiramina

A sua avaliação passará por uma aprovação antes de ser publicada.

TopoGanheR$10 OFF Somente produtos com selo Frete Grátis entram no cálculo de preço e peso total

Frete Grátis somente nas cidades atendidas por PAC

– REGIÃO SUDESTE e DF
Compras acima dePeso atéValor do frete
R$150,00 em produtos2,0 KGFRETE GRÁTIS
R$250,00 em produtos3,0 KGFRETE GRÁTIS
Compras com peso acima de 3,0 KGCÁLCULO NO CARRINHO

– OUTRAS REGIÕES
Compras acima dePeso atéValor do frete
R$250,00 em produtos2,0 KGFRETE GRÁTIS
R$350,00 em produtos3,0 KGFRETE GRÁTIS
Compras com peso acima de 3,0 KGCÁLCULO NO CARRINHO

1

Источник: https://www.drogariaminasbrasil.com.br/engov-c-6-comprimidos

Pílula contra ressaca funciona? Médicos dizem que não

Engov: para que serve e como tomar

Imagine tomar um comprimido antes de sair para o bloco de Carnaval, beber à vontade e, no dia seguinte, não ter um sinal de ressaca? Essa é a promessa do DetoxEtil. Vendido como “pílula da ressaca”, o produto é rico em vitaminas, minerais e aminoácidos. Segundo o fabricante, sua combinação de nutrientes seria capaz de impedir dores de cabeça, enjoo e vômitos, típicos da bebedeira.

No entanto, os especialistas ouvidos pelo VivaBem afirmam não haver estudos científicos que comprovem a eficácia dessas substâncias para combater os efeitos do álcool, e não indicam o suplemento. Entenda os motivos.

Adelson Araujo, criador do produto, afirma que estuda a “bioquímica da ressaca” há quatro anos e desenvolveu a fórmula do DetoxEtil com a ajuda de um bioquímico e uma farmacêutica. A pílula, segundo ele, seria capaz de inibir o tripé que gera ressaca. Ou seja, os três problemas que o o álcool provoca no organismo: intoxicação, desidratação e hipoglicemia.

De fato, o tripé citado por Araujo é real. O álcool é uma droga neurotóxica que afeta o sistema nervoso central e vários órgãos, principalmente o estômago, onde é mais absorvido.

A substância provoca desidratação por inibir o hormônio ADH, responsável por “frear” o trabalho dos rins, o que faz com que a vontade de ir ao banheiro aumente.

Sem contar a hipoglicemia (falta de açúcar no sangue), que pode provocar desmaio e até levar ao coma. 

Porém, enquanto o fabricante do DetoxEtil afirma que o maior vilão da ressaca é justamente a intoxicação, os médicos explicam que não dá para cravar isso.

A metabolização do álcool afeta nosso organismos de diversas maneiras e não sabemos exatamente o que gera a ressaca”, explica Maria Fernanda Barca, doutora em endocrinologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). 

Segundo Barca, só será possível descobrir isso por meio de um amplo estudo científico, feito com a pílula e com um placebo, para identificar em qual das partes do tripé ela consegue agir, e de que maneira.

E o que tem dentro da pílula?

De acordo com o fabricante, o DetoxEtil possui nutrientes antioxidantes, como a vitamina C, o selênio e a cisteína (um aminoácido). Além desses ingredientes, a pílula tem magnésio na composição.

No entanto, falta embasamento científico de que esses componentes são eficazes contra a ressaca. “Nenhum estudo comprova que aminoácidos e vitaminas podem nos proteger dos efeitos tóxicos do álcool”, explica Nelson Iucif Jr., médico nutrólogo e diretor da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia).

O médico ainda alerta para insegurança técnica do produto. Além de no site não constar o laboratório que produz o suplemento, não informa ao certo a quantidade de cada componente em sua composição. O selênio, por exemplo, não é indicado em altas doses.

Os responsáveis pelo produto dizem que há no rótulo do produto a quantidade de ingredientes. 

Qual a diferença para os remédios?

O DetoxEtil é um suplemento e possui em sua fórmula nutrientes encontrados nos alimentos. Já outros comprimidos que prometem aliviar a ressaca, como o Engov, são medicamentos.

Eles têm compostos químicos com ação analgésica, antiácida, anti-inflamatória e antiemética. Essas substâncias apenas inibem os sintomas trazidos pela bebedeira (dor de cabeça, enjoo, desconforto estomacal) e não os curam.

Antes de tomar qualquer remédio, lembre-se de que é importante consultar um médico.

Já que não há milagres, como podemos evitar a ressaca?

Para evitar os sintomas da intoxicação pelo álcool, Paulo Olzon, clínico geral e professor das disciplinas de clínica médica e infectologia da Unifesp, dá a dica clássica: beber água entre as latinhas de cerveja.

“Ao nos mantermos hidratados, diminuímos a concentração de álcool no sangue e eliminamos mais aldeídos (compostos que se formam após a fermentação das bebidas). Assim, o risco de sofrer com a ressaca no dia seguinte diminui”, explica.

O clínico também recomenda se manter muito bem alimentado antes, durante e depois de beber, já que o estômago vazio facilita a ocorrência de quadros de hipoglicemia. “Evite comidas gordurosas e fritas, pois o álcool provoca gastrites e esses alimentos podem piorar esse quadro. Prefira carboidratos integrais, frutas e leite”, diz.

Anvisa não reconhece segurança e eficácia do produto

Em comunicado enviado ao VivaBem, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) informou que “não há medicamento com o nome DetoxEtil junto à agência. “Tão pouco, existem alimentos com a mesma denominação. Trata-se, portanto, de um produto irregular, sem comprovação de segurança e eficácia, que não pode ser comercializado no mercado brasileiro”. 

Apesar de a empresa alegar que a pílula é um suplemento alimentar, o que não exige registro na Anvisa, o órgão explica que nem todos os suplementos estão isentos de registro. “Alguns produtos precisam de registro. Consideramos o produto irregular, pois não há segurança de uso e ele não passou por um crivo sanitário para identificar o que tem lá dentro”.

Fabricante defende segurança do produto

Em comunicado enviado ao VivaBem no dia 12/02, Adelson Araujo, responsável pelo DetoxEtil afirma que o produto é totalmente seguro.

“O suplemento contém apenas nutrientes e respeita os limites mínimos e máximos estabelecidos pela Anvisa, além de trazer todas as informações necessárias no rótulo.

Na embalagem do produto há uma tabela nutricional com a quantidade de substâncias presente por dose e o IDR (ingestão diária recomendada), assim como o laboratório que fabrica os comprimidos”. 

Araujo explica que o produto não se trata de um um medicamento ou alimento com propriedades funcionais, por isso a Anvisa não pode exigir seu registro. “O DetoxEtil apenas repõe os nutrientes degradados.

É apenas um alimento e podemos dizer até que não tem alegações funcionais, pois parte do princípio que algo funcional requer que algo não esteja funcionando bem.

DetoxEtil age antes de “algo” não estar funcionado direito, portanto, pode-se sim dizer que não tem alegações funcionais”.

Ele acrescenta que o produto não foi lançado oficialmente, “pois está aguardando o prazo de 90 dias para publicação de uma nova resolução da Anvisa a fim de evitar qualquer tipo de questionamento”.

SIGA O VIVABEM NAS REDES SOCIAIS

: https://www..com/VivaBemUOL/
Instagram: https://www.instagram.com/vivabemuol/
Inscreva-se no nosso canal no : http://goo.gl/TXjFAy

Источник: https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2018/02/11/medicos-nao-indicam-pilula-que-promete-acabar-com-a-ressaca.htm

Engov: para que serve, como tomar e efeitos colaterais

Engov: para que serve e como tomar

Engov é um remédio analgésico indicado para cefaleia, alergias, náuseas, azia e dor de cabeça. Exatamente por seus efeitos é tido popularmente como aliado de pessoas com ressaca, quadro causados pela ingestão excessiva de bebidas alcoólicas.

Saiba para que serve, quais indicações e cuidados ter ao tomar Engov.

Para que serve

De acordo com o farmacêutico Leonardo Jun Otuyama, do Centro de Informações sobre Medicamentos (CIM), do Instituto Central do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Engov pode ser usado para o alívio de dores, combate a sintomas alérgicos e estimulo ao sistema nervoso central.

Problemas gastrointestinais

O hidróxido de alumínio presente no Engov é um componente com ação antiácida, capaz de combater azia e hiperacidez do estômago – sintomas que costumam aparecer após uma noite de exageros alcoólicos.

Dores

Aliada aos analgésicos, a cafeína contida em Engov estimula a atividade neural, aliviando dores de cabeça.

Alergias

Engov contém maleato de mepiramina, um anti-histamínico que ameniza os sintomas da alergia, reduzindo coceira, inchaço, vermelhidão, e age também como um antiemético, aliviando náuseas.

Ação esperada

Após a ingestão do comprimido, é esperado que os sintomas comecem a melhorar em aproximadamente 60 minutos.

É preciso ressaltar que, quando o indivíduo está com sintomas tão diversos, como em um estado de ressaca, deve tomar também outras providências para se sentir melhor. Por exemplo, aumentar a hidratação, se alimentar de forma equilibrada e procurar repousar o máximo possível.

Pode usar antes de ressaca?

Procurando atenuar o mal-estar causado por excessos alimentares e alcoólicos, muitas pessoas fazem uso de Engov antes mesmo de os sintomas surgirem, ou seja, antes de festas e outras ocasiões similares. Isso não é recomendado, visto que os remédios agem no organismo quando o problema já está instalado e nunca como prevenção.

Nesse caso, para evitar ressaca uma boa estratégia é intercalar bebidas com copos de água, procurar se alimentar bem e não misturar tipos diferentes de bebida na mesma noite.

Como tomar

O ideal é sempre seguir as orientações do médico e da bula do medicamento, que indica o uso de um a quatro comprimidos ao dia.

Efeitos colaterais

Engov é um remédio que, nas doses recomendadas, é considerado seguro.

No entanto, seus componentes podem apresentar efeitos adversos com o uso prolongado. Altas doses de ácido acetilsalicílico podem gerar necrose papilar renal, já o hidróxido de alumínio pode causar constipação intestinal e, por fim, quantidades extremas de cafeína promovem insônia e agitação.

O que acontece quando usado em excesso

A superdosagem pode causar sedação excessiva, tontura, agitação, tremores, náuseas e vômitos.

Contraindicação

Trata-se de um medicamento contraindicado para pacientes com histórico de alcoolismo ou aqueles que apresentarem hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Também é contraindicado o uso com outras substâncias que deprimem o sistema nervoso central, como bebidas alcoólicas. Por conta da cafeína, Engov não é indicado para quem sofre com úlcera gástrica.

A ação estimulante da cafeína também impede o uso por grávidas.

O produto é não é recomendado em casos diagnosticados ou de suspeita de dengue.

Engov é indicado somente para maiores de 12 anos.

Cuidados

Assim como a maior parte dos medicamentos, exceto os que precisam ser conservados na geladeira, Engov deve ser mantido em temperatura ambiente, entre 15ºC e 30ºC, protegido da luz e da umidade.

“O produto deve ser mantido em sua embalagem original até o momento do uso, preservando sempre o número de lote, as datas de fabricação e a validade para que o paciente saiba até quando pode fazer utilização da droga. Trata-se de uma garantia de segurança”, indica o farmacêutico.

Para se certificar da veracidade do produto, o fabricante alerta para alguns aspectos importantes. Engov é um comprimido circular, plano, de duas camadas, sendo uma violeta e outra amarela. A camada violeta apresenta a gravação Engov e sulco mediano, já a camada amarela é lisa e uniforme. Antes de usar, observe o aspecto do medicamento e, em caso de alterações, consulte o farmacêutico.

O Engov pode ser facilmente encontrado em farmácias por R$ 5 a R$ 20, valor que varia de acordo com a quantidade de comprimidos. É um remédio que pode ser adquirido sem receita médica.

Referências

Farmacêutico Leonardo Jun Otuyama, do Centro de Informações sobre Medicamentos (CIM), do Instituto Central do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Neo Química. Bula Engov. Disponível em: www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/frmVisualizarBula.asp?pNuTransacao=3498632015&pIdAnexo=2585303

Источник: https://www.ativosaude.com/saude/engov-remedio/

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: