Hematúria: principais causas de sangue na urina

O que pode ser urina com sangue e o que fazer

Hematúria: principais causas de sangue na urina

A urina com sangue pode ser denominada hematúria ou hemoglobinúria de acordo com a quantidade de hemácias e hemoglobina encontradas na urina durante a avaliação microscópica.

Na maioria das vezes a urina com sangue isolada não causa sintomas, no entanto é possível que surjam alguns sintomas de acordo com a causa, como ardência ao urinar, urina rosada e presença de fios de sangue na urina, por exemplo.

A presença de sangue na urina está normalmente relacionada com problemas nos rins ou no trato urinário, no entanto também pode acontecer devido à prática excessiva de atividade física, não sendo preocupante caso dure menos de 24 horas. Já no caso específico das mulheres, a urina com sangue também pode surgir durante a menstruação, não devendo ser motivo de alarme.

As principais causas de sangue na urina são:

1. Menstruação

É comum que seja verificado sangue na urina das mulheres durante o período menstrual, principalmente nos primeiros dias do ciclo.

Ao longo do ciclo é comum que a urine volte à coloração normal, no entanto no exame de urina é ainda possível identificar a presença de hemácias e/ou hemoglobina na urina e, por isso, a realização do exame durante esse período não é recomendada, já que pode interferir no resultado.

O que fazer: O sangue na urina durante o período menstrual é normal e, por isso, não necessita de tratamento.

No entanto caso a presença de sangue seja verificada por vários dias, não apenas nos primeiros dias do ciclo, ou caso seja verificado sangue mesmo fora do período menstrual, é importante que o ginecologista seja consultado para que seja investigada a causa e iniciado o tratamento mais adequado.

2. Infecção urinária

A infecção urinária é mais comum em mulheres e normalmente leva ao aparecimento de alguns sintomas, como vontade frequente para urinar, dor ao urinar e sensação de peso no fundo da barriga.

A presença de sangue na urina nesse caso é mais comum que acontecer quando a infecção já encontra-se em estágio mais avançado e quando há grande quantidade de microrganismos. Assim, no exame de urina é comum de serem observadas numerosas bactérias, leucócitos e células epiteliais, além de hemácias. Confira outras situações em que pode haver hemácias na urina.

O que fazer: É importante consultar um ginecologista ou urologista, pois a infecção urinária deve ser tratada com antibióticos receitados pelo médico de acordo com o microrganismo identificado.

3. Pedra nos rins

A presença de pedra nos rins, também conhecida como cálculo renal, é mais comum em adultos, mas pode surgir em qualquer idade, causando queimação ao urinar, dor intensa no fundo das costas e enjoos.

No exame de urina, além de poder ser observada a presença de hemácias, são frequentemente encontrados cilindros e cristais de acordo com o tipo de pedra presente no rins. Veja como saber se tem pedra nos rins.

O que fazer: A pedra nos rins é uma emergência médica devido às dores fortes que causa e, por isso, é recomendado ir ao pronto-socorro o mais rápido possível para que se possa estabelecer o tratamento mais adequado.

Em alguns casos pode ser indicado o uso de alguns medicamentos que favorecem a eliminação das pedras pela urina, mas quando mesmo com o uso do medicamento não acontece eliminação ou quando a pedra é muito grande, é recomendada a realização de cirurgia para promover sua destruição e remoção.

4. Ingestão de alguns remédios

O uso de alguns medicamentos anticoagulantes, como Varfarina ou Aspirina, podem provocar o aparecimento de sangue na urina, especialmente em pacientes idosos.

O que fazer: Nesses casos, é recomendado que o médico que indicou o uso do medicamento seja consultado para que seja feito ajuste da dose ou alteração do tratamento.

5. Câncer renal, na bexiga ou na próstata

A presença de sangue muitas vezes pode ser indicativo de câncer nos rins, na bexiga e na próstata e, por isso, é um dos principais sintomas indicativos de câncer no homem. Além da alteração na urina, é possível também que surjam outros sinais e sintomas, como incontinência urinária, dor ao urinar e perda de peso sem causa aparente, por exemplo.

O que fazer: É recomendado consultar um ginecologista, no caso da mulher, ou um urologista, no caso do homem, se surgirem estes sintomas ou o sangue surgir sem razão aparente, pois assim quanto mais rápido for feito o diagnóstico, mais cedo é inciado o tratamento e maiores são as chances de cura.

[exame-review-highlight]

Urina com sangue na gravidez

A urina com sangue na gravidez, geralmente, é causada por uma infecção urinária, no entanto, o sangue pode ter origem na vagina e se misturar com a urina, indicando problemas mais graves, como descolamento da placenta, que devem ser tratados o mais rapidamente possível para evitar alterações no desenvolvimento do bebê.

Assim, sempre que surgir urina com sangue na gravidez, é aconselhado informar imediatamente o obstetra para que ele possa fazer os exames de diagnóstico necessários e iniciar o tratamento adequado.

Urina com sangue no recém-nascido

A urina com sangue no recém-nascido, geralmente, não é grave, uma vez que ela pode ser causada pela presença de cristais de urato na urina, os quais conferem uma cor avermelhada ou rosada, parecendo que o bebê tem sangue na urina.

Assim, para tratar a urina com sangue no recém-nascido, os pais devem dar água ao bebê várias vezes por dia para diluir a urina. Porém, caso o sangue na urina não desapareça após 2 a 3 dias, é recomendado consultar o pediatra para diagnosticar o problema e iniciar o tratamento adequado.

Conheça outras causas de sangue na fralda do bebê.

Quando ir ao médico

É recomendado consultar um ginecologista, no caso da mulher, ou um urologista, no caso do homem, quando a urina com sangue é persistente, durante mais de 48 horas, existe dificuldade para urinar ou incontinência urinária, ou quando surgem outro sintomas como febre acima de 38ºC, dor intensa ao urinar ou vômitos. 

Para identificar a causa de urina com sangue, o médico pode pedir exames de diagnóstico, como ultrassonografia, tomografia computadorizada ou cistoscopia.

Источник: https://www.tuasaude.com/urina-com-sangue/

Hematúria: Apareceu SANGUE na minha urina, e agora?

Hematúria: principais causas de sangue na urina

03.07.2017

Hematúria é a presença de sangue na urina e precisa ser sempre investigada.

Habitualmente a urina é um líquido límpido, amarelo citrino, mais ou menos claro dependendo da quantidade de água (ou de alimentos ricos em água como as frutas e legumes) ingerimos no dia a dia.

Observar sangue no jato urinário ou no vaso sanitário após urinar geralmente assusta, eventualmente trazendo grande angústia e até desespero para o indivíduo que vive essa experiência pela primeira vez.

Já abordamos esse tema anteriormente, mas vamos agora rever esse tema com alguma profundidade para frisar que esse fato é, sim, importante, mas que nem sempre isso é sinal de câncer do aparelho urinário ou genital.

Conceitos:

O termo médico para descrever a presença de sangue na urina é Hematúria.

Quando se consegue perceber o sangue na urina a olho nu, chamamos isso de Hematúria Macroscópica.

Quando essa presença é tão sutil que somente pode ser identificada em um exame de urina, chamamos de Hematúria Microscópica. Nesse texto vamos tratar da Hematúria Macroscópica.

Causas:

São diversas as possíveis causas de sangue na urina visível a olho nu.

Para citar as mais frequentes e as mais importantes devemos sempre lembrar das infecções urinárias, dos cálculos urinários, do sangramento urinário causado por esforço físico, dos traumatismo, do crescimento prostático benigno que acontece com os homens à partir da meia idade e, claro, das neoplasias (cânceres) que podem acometer a bexiga, os rins, os ureteres e a próstata.

Dentre as causas infecciosas a mais comum é a cistite aguda, muito mais comum nas mulheres e geralmente acompanhada de sintomas para urinar como ardência na uretra e uma vontade exagerada de urinar, que não passa totalmente, mesmo após a micção.

A hematúria nesse caso geralmente aparece no final da micção (chama-se hematúria terminal) e na maioria das vezes é percebida pela mulher quando enxuga a vulva com papel higiênico depois de urinar.

Ainda, entre as causas infecciosas merece atenção a infecção do rim, chamada Pielonefrite Aguda, que pode, raramente, cursar com sangue na urina. Nesse caso o sangue, quando presente, costuma aparecer misturado na urina, evidente desde o início até o final da micção.

A pielonefrite aguda é um quadro infeccioso grave, geralmente acompanhado de febre e de dor nas costas e deve ser sempre tratado de forma imediata, por um médico habilitado e sem qualquer forma de auto-medicação.

Os cálculos urinários também podem causar hematúria, que aparece como consequência do contato do cálculo com o revestimento interno do aparelho urinário (chamado Urotélio).

Em geral a hematúria relacionada com os cálculos urinários é microscópica (só aparece nos exames de urina) e a investigação realizada pelo urologista chega a esse diagnóstico depois de afastar causas mais preocupantes ou mais graves de sangramento.

O crescimento benigno da próstata, no homem, também pode levar ao sangramento na urina, por vezes um sangramento leve, principalmente no início (Hematúria Inicial) ou no final (Hematúria Terminal) da micção.

Isso acontece porque quando a próstata cresce ocorrem mudanças na anatomia pélvica do homem que determinam a formação de pequenas varizes no assoalho da bexiga, onde a bexiga desemboca na uretra (região chamada de Colo Vesical).

Essas varizes em gral são pequenas e causam sangramento limitado, mas eventualmente podem se tornar tão exuberantes que acabam sendo o motivo de tratamento cirúrgico do paciente. Vale lembrar que os tratamentos medicamentosos que a Urologia tem hoje podem minimizar também esse fenômeno.

O esforço físico, principalmente quando intenso, pode ser causa de sangramento na urina.

Diversos esportes, tanto com impacto associado (futebol, boxe) como esportes de corrida (maratona, corredores de enduro) e mesmo esportes sem impacto (ciclismo em bicicleta estacionária) podem causar hematúria.

Dentre os maratonistas há relatos de até 24% de corredores com algum grau de hematúria após uma corrida de longa distância, de esforço extenuante.

Mesmo tendo aparente e clara relação com o esforço ou com o esporte, toda hematúria deve ser investigada porque o esforço, por vezes, pode estar somente acentuando o sangramento urinário de outra causa (tumores ou cálculos) e esse deve ser um diagnóstico de exclusão, ou seja, o urologista deve  ter certeza de que a hematúria não tem outra causa mais grave antes de assumir que se trata de hematúria de esforço.

Dentre as causas benignas de sangramento na urina temos, ainda, as doenças clínicas dos rins como as doenças glomerulares, os quadros de alterações da coagulação sanguínea e os traumas graves, como os que ocorrem nos acidentes de trânsito ou nas quedas de nível.

Os tumores malignos do trato urinário são a causa mais preocupante de hematúria. O urologista que investiga um paciente com hematúria deve ter como primeira meta em mente buscar e descartar a possibilidade de um tumor como causa da hematúria para,  só então, aceitar outra causa como o mais provável diagnóstico para o seu paciente.

Dentre os tumores urinários, o que mais frequentemente causa hematúria é o câncer de bexiga. Leia o que já postamos anteriormente sobre esse tema clicando aqui e aqui. Geralmente o primeiro sinal de um tumor de bexiga é o sangramento visto na urina.

Muitas vezes esse sangramento vem só, sem qualquer outro sintoma associado, e desaparece espontaneamente. Por vezes o paciente permanece vários dias ou semanas sem qualquer novo episódio de sangramento. Isso, muitas vezes, faz com que o paciente retarde a busca pelo médico.

Frisamos sempre que, qualquer episódio de sangramento na urina em adultos deve ser imediatamente investigado, ainda que muitas causas benignas possam estar por trás desse fenômeno.

Os tumores de próstata não costumam causar sangramento na urina, a não ser quando já localmente avançados, causando erosões no revestimento da uretra ou do colo da bexiga.

Os tumores do trato urinário superior (abrangendo o revestimento interno dos rins e dos ureteres) também se apresentam inicialmente com hematúria e, à exemplo do que acontece com os tumores de bexiga, muitas vezes esse é o único sinal apresentado pelo paciente quando a doença está em fase inicial.

Aqui vale lembrar que esse tipo de tumor guarda muita semelhança com os tumores malignos da bexiga, inclusive em relação às causas. No nosso meio, a causa mais comum de câncer de bexiga e de tumores uroteliais do trato urinário superior é o tabagismo.  Leia o que já escrevemos sobre isso clicando aqui.
Os tumores renais também são causa de hematúria, no entanto, nesses tumores, a hematúria geralmente aparece tardiamente, só depois que o tumor primário do rim cresceu bastante ao ponto de causar rupturas para dentro do sistema coletor da urina.

Investigação:

A investigação de um paciente com hematúria macroscópica começa sempre com uma anamnese bem feita, seguida de um exame físico cuidadoso do paciente. Só então vêm os exames complementares. Dentre os exames mais importantes na avaliação inicial da hematúria destacamos:

  • O Ultrassom do aparelho urinário, que pode abranger a próstata nos pacientes do sexo masculino para avaliar estruturalmente o trato urinário do paciente e observar eventuais alterações anatômicas, presença de tumores ou cálculos e sinais obstrutivos (dilatação) do trato urinário. A maioria dos tumores de bexiga são, atualmente, inicialmente vistos pelo Ultrassom do aparelho urinário.
  • O exame qualitativo de urina – Exame Parcial de Urina e a Urocultura (para avaliar a possibilidade de uma infecção urinária) fazem a análise inicial da urina e são importantes mesmo que a hematúria tenha desaparecido.
  • A pesquisa de células de câncer na urina, através da Citologia Oncótica do Sedimento rinário.
  • Outros exames de imagem como a Tomografia Computadorizada ou a Ressonância Magnética, realizadas em casos específicos, geralmente quando a presença de um tumor no trato urinário já foi identificada pela Ultrassonografia.
  • Finalmente, a Uretrocistoscopia e a Ureterorrenoscopia. Tratam-se de exames endoscópicos do trato urinário através de aparelhos que enxergam (através de lentes e de uma câmara) o trato urinário por dentro.
    • A Uretrocistoscopia (comumente conhecida apenas por Cistoscopia) é o exame endoscópico da uretra e da bexiga. É um exame geralmente realizado na sala de exames do consultório do urologista, com anestesia local e eventualmente sob leve sedação. Existem aparelhos rígidos (de metal) e flexíveis (que se moldam às curvas da uretra) para realizar a cistoscopia. Abordaremos essa diferença com desenhos e exemplos em outro tópico.
    • A Ureterorrenoscopia é o exame endoscópico dos ureteres e dos rins. É geralmente realizado em ambiente hospitalar, com o paciente anestesiado, para permitir a adequada exploração endoscópica de todo o trato urinário alto, até dentro dos cálices renais. Também para esse fim existem aparelhos rígidos (de metal) e aparelhos flexíveis (que se moldam às curvas do ureter e permitem entrar individualmente nos cálices renais).

Depois de bem investigada, quando foram excluídas as causas mais importantes e graves da hematúria, normalmente o paciente retoma a tranqüilidade e passa a observar com mais naturalidade o aspecto de sua urina, sempre em sintonia com o urologista que o investigou.

Quando algo importante como um cálculo urinário, um quadro infeccioso ou mesmo um tumor do trato urinário é encontrado na investigação da hematúria, o tratamento será tanto mais resolutivo e com melhor prognóstico quanto mais cedo o diagnóstico foi feito.

Aqui reside a importância de não se deixar para investigar depois um quadro de hematúria que acabou de aparecer.

Resumindo, nada de pânico pois muitas vezes a hematúria tem causas benignas ou até mesmo constitucionais (como a hematúria de esforço, por exemplo), mas muita proatividade no sentido de buscar o urologista e investigar a hematúria com o devido cuidado.

Equipe NeoUro
Urologia Oncológica

Источник: http://neouro.com.br/artigos/sangue-na-urina/

Hematúria

Hematúria: principais causas de sangue na urina

A hematúria é o nome dado à presença de sangue na urina. Esta pode ser identificada pela coloração avermelhada (hematúria macroscópica) ou ser apenas visível ao microscópio ou identificada em análises laboratoriais de urina (hematúria microscópica).

Estas análises de urina permitem identificar a presença de eritrócitos (glóbulos vermelhos) e deve ser considerada positiva se forem encontrados mais de 3 glóbulos vermelhos por campo de grande aumento.

A hematúria pode ser devida a diversas causas. Algumas causas podem afetar ambos os sexos (ex. infeção urinária). Noutros casos pode afetar apenas um dos sexos.

A hematúria nos homens pode estar relacionada com patologias relacionados com o aparelho urinário / reprodutor, exclusivas do sexo masculino (ex. prostatite). Por sua vez, algumas patologias podem ser exclusivas das mulheres (ex.

endometriose). Veja mais informação em “causas para a hematúria”

A hematúria deve ser sempre investigada, sendo normalmente um sinal de uma patologia (doença) subjacente mais ou menos grave, conforme discutiremos adiante. A hematúria pode ser assintomática (sem outros sintomas) ou surgir acompanhada de outros sinais ou sintomas como dor, febre, entre outros. Veja sintomas relacionados em cada uma das causas para a hematúria.

Muitas vezes, a hematúria é detetada em análises de rotina ou surge em contextos de investigação de sintomas do trato urinário inferior. Em qualquer caso, o médico deve, sempre, investigar as causas de modo a instituir o tratamento o mais precocemente possível. Veja mais informação em diagnóstico e tratamento da hematúria.

Causas para a hematúria

De seguida, enumerámos algumas das causas mais frequentes que afetam ambos os sexos ou que são exclusivas apenas de um dos sexos.

1. Infeção urinária

A infecção urinária provoca inflamação do trato urinário e, em casos graves, pode provocar a presença de sangue na urina (microscópica ou macroscópica).
Os sintomas mais comuns são: dor ao urinar, vontades súbitas, falsas vontades, aumento da frequência urinaria, febre, etc..

Saiba, aqui, tudo sobre infecção urinária.

2. Tumores do trato urinário

Os tumores do trato urinário (a nível do rim, ureter, bexiga, próstata ou uretra) podem provocar a presença de sangue na urina.

Em fases iniciais poderão não existir outros sintomas associados; em casos mais avançados podem provocar vários sintomas diferentes, variando mediante a localização do tumor: por exemplo tumores do rim e do ureter podem provocar dor lombar unilateral, febre e perda de peso; tumores da bexiga ou da uretra podem dar origem a sintomas irritativos como urgência, aumento frequência miccional ou falsas vontades, etc..

Saiba, aqui, tudo sobre cancro da próstata.

Saiba, aqui, tudo sobre cancro da bexiga.

3. Hipertrofia benigna da próstata

O aumento do volume prostático geralmente provoca um aumento da vascularização. Gradualmente este aumento da vascularização aumenta a probabilidade de sangramento com origem na próstata, sendo tanto mais provável quanto maior for o tamanho da próstata.

Os sintomas mais comuns são: dificuldade em urinar, esforço para urinar, jacto fraco, sensação esvaziamento incompleto, entre outros.

Saiba, aqui, tudo sobre hiperplasia benigna da próstata.

4. Inflamação da bexiga (cistite)

Todas as situações clínicas que despoletem inflamação da bexiga poderão provocar o aparecimento de sangue na urina.

Estas condições poderão estar relacionadas com: antecedentes de radioterapia (cistite radica), inflamação crónica da bexiga (cistite crónica/intersticial), cistite química (alguns agentes químicos usados para tratamentos de outras doenças podem provocar inflamação da bexiga e hematúria), etc..

Os sintomas são semelhantes aos provocados nas situações de infeções urinárias.

Saiba, aqui, tudo sobre cistite.

5. Cálculos urinários / litíase

A presença de litíase (“pedras”) no trato urinário, nomeadamente se volumosa, pode provocar hemorragia. Esta pode surgir em contexto de lesão da mucosa quando o cálculo se desloca ou simplesmente pela irritação e inflamação que provoca.

Na maioria dos casos os cálculos urinários não provocam grandes sintomas; quando se deslocam e condicionam obstrução do trato urinário ou inflamação relevante é comum o aparecimento de dor, hematúria macroscópica, sintomas irritativos do trato urinário, etc..

Saiba, aqui, tudo sobre cálculo renal.

6. Trauma urogenital

Em situações de lesões traumáticas sobre o trato urinário pode surgir a presença de sangue na urina. Isto é mais comum em acidentes de viação, desportos de contacto, quedas com trauma do períneo, etc..

Os sintomas associados estão geralmente relacionados com o trauma propriamente dito. Todas as situações de traumatismo que provoquem o aparecimento de hematúria devem ser avaliadas em contexto hospitalar logo que possível.

7. Causas nefrológicas / glomerulares / tubulo intersticial

O rim é responsável por filtrar do sangue as substâncias nocivas ao organismo. Mas por vezes esse sistema de filtro poderá não estar a funcionar bem e os glóbulos vermelhos podem também passar para a urina.

Geralmente, nestes casos, os glóbulos vermelhos assumem formas características (dismorficos, cilindros, etc.) e podem surgir outras alterações nas características e propriedades da urina (ex.

presença de proteínas em excesso, etc.).

8. Malformações vasculares

Em 75% dos casos as malformações vasculares são adquiridas após a cirurgia, biópsia ou trauma. Estas malformações podem provocar outros sintomas além da presença de sangue na urina como dor, hipertensão arterial, etc..

9. Outras causas para hematúria

Para além das patologias (doenças) atrás enumeradas que estão entre as principais para a hematúria, podem existir outras, conforme descrevemos de seguida:

  • Endometriose no trato urinário;
  • Fistula uretero-iliaca;
  • Alterações da coagulação do sangue ou toma de anticoagulantes;
  • Síndrome quebra nozes;
  • Hematúria do esforço;
  • Hematúria essencial benigna;

Algumas substâncias podem causar coloração anormal da urina, que não corresponde a sangue na urina apesar de aparentar ser.

Entre estas incluem-se alguns fármacos e alimentos como: Mirtilos, Beterraba, Amoras, Paprica, Favas, Corantes alimentares artificiais como a Rifampicina, Sulfonamidas , Fenitoína, Fenolftaleína, Cloroquina, Levodopa, Adriamicina , Nitrofurantoína, Metronidazol, Quinina.

Diagnóstico da hematúria

Na presença dos sinais ou sintomas atrás descritos, o doente deve procurar um médico urologista (especialista em urologia) para avaliação e diagnóstico da patologia subjacente.

Na avaliação inicial de hematúria é comum que se repitam as análises da urina, onde se poderão incluir a análise da urina das 24 horas. Consoante o tipo de hematúria, os sintomas associados e os fatores de risco do doente, o restante estudo incluirá:

  • Uretrocistoscopia: estudo realizado em ambulatório onde sob visão, se observa a uretra e bexiga e que permite a colheita de líquido para estudo citológico ou mesmo de tecido para análise anatomo-patológica. Saiba, aqui, o que é uretrocistoscopia.
  • Citologia urinária – analise ao microscópio das células presentes na urina. Exame útil na avaliação de eventuais tumores agressivos do urotélio (camada que reveste a uretra, a bexiga os ureteres e o excretor renal)
  • Ecografia da bexiga, próstata e rins: estudo imagiológico que permite a avaliação de alterações grosseiras do rim da bexiga e avaliação da volumetria da próstata. Pode auxiliar no diagnóstico de litíase/cálculos urinários, quistos e tumores renais, tumores da bexiga, obstrução do trato urinário, etc.. Saiba, aqui, o que é ecografia da bexiga, ecografia da próstata, ecografia renal.
  • Tomografia Computorizada (TC ou TAC): estudo imagiológico mais detalhado que permite o auxílio no diagnóstico da maioria das causas de hematúria. Além da maior sensibilidade e especificidade em comparação com a ecografia, permite também estudar os ureteres com maior detalhe. As principais desvantagens são a maior quantidade de radiação, a necessidade da administração de contraste e o custo associado. Saiba, aqui, o que é TC.
  • Ressonância Magnética (RM): utilizada nas situações em que não seja possível a realização da TC ou para esclarecimento de dúvida diagnóstica na TC (exclusivo para casos específicos). Saiba, aqui, o que é RM.

Tratamento da hematúria

O tratamento da hematúria depende da causa subjacente (qual a patologia ou doença que está a provocar a presença de sangue na urina).

O conselho geral para prevenir a formação de coágulos e tentar minimizar os efeitos da hematúria são o reforço da hidratação oral.

Nalguns casos pode estar aconselhado a toma de determinados fármacos que potenciam a coagulação e que podem limitar a duração da hematúria e ainda o recurso a medicamentos analgésicos/anti-inflamatórios para diminuir a dor.

Em todo o caso, é fundamental consultar o seu médico para estudo da causa e orientação terapêutica dirigida a esta.

Em casos graves de hematúria, nomeadamente quando macroscópica e prolongada no tempo e/ou associada a coágulos é necessário avaliação no Serviço de urgência: nestes casos é frequente proceder-se a algaliação e lavagem vesical com soro fisiológico. As análises sanguíneas permitem a avaliação dos valores de hemoglobina e o diagnóstico de anemia para determinação da necessidade de transfusão sanguínea.

Veja mais informação sobre tratamento específico para a hematúria em cada uma das causas atrás elencadas.

Источник: https://www.saudebemestar.pt/pt/clinica/urologia/sangue-na-urina/

Urina com sangue: tratamentos e causas

Hematúria: principais causas de sangue na urina

Urina com sangue é um sinal de problemas no organismo. Normalmente os rins filtram cerca de 190 litros de sangue nas 24 horas e cerca de 1.000.000 de hemácias são eliminadas na urina por dia.

Isso ocorre sem que exista qualquer modificação da cor da urina.

Por isso, no exame de uma gota de urina no microscópio com um grande aumento (400 vezes) considera-se normal a observação de até 5 hemácias por campo.

Quando esse limite é ultrapassado, chamamos o fato de hematúria, que nem sempre é motivo para preocupação, mas é bom procurar orientação médica e ficar de olhos abertos.

Tipos

  • Hematúria microscópica: quando há muito pouco sangue na urina, que somente pode ser visto com a ajuda de um microscópio.

    Seria a presença de sangue só identificada no exame de urina chamado EAS (elementos anormais e sedimentos)

  • Hematúria macroscópica: quando há sangue suficiente na urina para ser visto a olho nu. Normalmente, a água do vaso sanitário fique rosa claro ou vermelho vivo.

    Pode ser também que você veja pontos de sangue na água depois de urinar. Tente observar em que momento a urina fica vermelha, se no começo ou apenas no final da micção.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Causas

Há muitas causas possíveis para o sangue na urina. As causas mais comuns são as infecções e inflamações urinárias e os cálculos (pedras). Geralmente, o sangue da urina tem origem em um problema nos rins, ureteres, bexiga ou em outra parte do trato genito-urinário. Um aumento da próstata, por exemplo, muito comum no homem depois dos 50 anos pode se manifestar com urina com sangue.

Se os rins, a próstata, órgãos genitais ou o trato urinário em geral estiverem bem, o médico poderá verificar se existe um distúrbio hemorrágico que possa estar causando esse sangramento. Ou seja, o defeito é na capacidade de coagulação e não no trato urinário propriamente dito.

Mas existem ainda situações onde a hematúria ocorre com alguma frequência e os exames são todos normais. Pessoas de uma mesma família apresentam a chamada Hematúria Familiar Benigna.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Entre as causas renais e do trato urinário que podem causar urina com sangue estão:

  • Câncer da bexiga, câncer de próstata ou câncer dos rins
  • Cálculo renal, ureteral ou na bexiga
  • Doença renal após uma infecção de garganta por estreptococo (chamada glomerulopatia)
  • Insuficiência renal
  • Infecção da bexiga, rim, próstata ou uretra
  • Inflamação da bexiga, uretra, próstata ou rim
  • Lesão na bexiga ou no rim
  • Doença renal policística
  • Doenças auto-imune: lúpus, microhematúria paroxística noturna
  • Procedimento recente no trato urinário como cauterização, circuncisão, cirurgia ou biópsia de rim, bexiga ou próstata.

As causas relacionadas a distúrbios do sangue incluem:

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

  • Distúrbios de coagulação (como a hemofilia, leucemias)
  • Baixa contagem de plaquetas chamada plaquetopenia (acontece na dengue hemorrágica)
  • Medicamentos que afetam a coagulação
  • Anemia falciforme.

Buscando ajuda médica

O sangue na urina nunca deve ser ignorado. Fale de seus sinais e sintomas para o médico e receba uma avaliação adequada, principalmente se tiver perda de peso inexplicável, dor nas costas, febre alta, desconforto ao urinar, micção frequente ou urgência para urinar.

Procure um médico se:

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

  • Tiver febre, náuseas, vômitos, calafrios ou dor no abdome, nas laterais do corpo ou nas costas
  • Não conseguir urinar
  • Estiver eliminando coágulos sanguíneos na urina
  • Sentir dor durante as relações sexuais ou tiver um fluxo menstrual muito intenso (o problema pode estar relacionado aos órgãos reprodutores)
  • Apresentar gotejamento de urina, jato urinário diminuído e/ou intermitente, enurese noturna ou dificuldade para começar a urinar (o problema pode estar relacionado com a próstata).

Na consulta médica

O médico fará um histórico clínico e realizará um exame físico. As perguntas do histórico poderão incluir:

  • Quando você observou sangue na urina pela primeira vez?
  • Qual é a cor de sua urina?
  • O sangramento apareceu em que momento da micção? Jato inical? Jato final?
  • Você sente dor ao urinar?
  • Você notou a presença de pedaços de sangue na urina (coágulos?)
  • A quantidade de urina aumentou ou diminuiu?
  • A urina tem cheiro?
  • Você está urinando mais frequentemente?
  • Você tem necessidade urgente de urinar?
  • Você faz sua consulta periódica com urologista/ginecologista? Quando foi a última? Leve os exames do último periódico pois podem ajudar
  • Que medicamentos você está tomando, incluindo os medicamentos de venda livre?
  • Você ingeriu recentemente alimentos que podem alterar a coloração da urina como beterraba, frutas vermelhas ou ruibarbo?
  • Você tem outros sintomas, como dor nas costas, no abdome ou nas laterais? Febre, perda de peso, náuseas, vômitos ou diarreia? Enurese noturna? Gotejamento? Secreção peniana ou vaginal? Dor durante as relações sexuais?
  • Você teve problemas urinários ou renais anteriormente?
  • Você tem alguma alergia?
  • Você usa ou já usou tabaco?
  • Você teve algum traumatismo recentemente?
  • Você fez algum exame ou procedimento cirúrgico recente envolvendo o trato urinário?

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Referências

Revisado por: Urologista Valter Javaroni, membro do Departamento de Sexologia Humana da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) (gestão 2012-2013) e membro do Departamento de Educação Continuada da SBU seccional Rio de Janeiro (gestão 2014-2015)

Sociedade Brasileira de Urologia

Ministério da Saúde

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Источник: https://www.minhavida.com.br/saude/temas/urina-com-sangue

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: