Hemoglobina Glicada HbA1c: entenda os resultados

Entenda a Hemoglobia Glicada

Hemoglobina Glicada HbA1c: entenda os resultados

O diagnóstico, tratamento e acompanhamento de diabetes é uma verdadeira atividade de quebra cabeça, sendo necessário a utilização e interpretação de diferentes exames de sangue. Além da glicemia de jejum, é rotina incluir a avaliação do exame de hemoglobina glicada no acompanhamento de diabéticos e inclusive não diabéticos.

A pergunta de hoje é: Você sabe o que é hemoglobina glicada?

No período escolar, aprendemos que as hemácias são células que circulam dentro dos vasos sanguíneos, cuja principal função é ofertar oxigênio para as células. A hemoglobina é uma estrutura das hemácias. O oxigênio é vital para que as reações dentro das células de todo o corpo ocorram, assim como a presença de água também.

Mudando de assunto rapidinho: Para oferecer oxigênio ao corpo então, precisamos respirar com a presença de um sistema respiratório e circulatório saudável. Mas para oferecer água, precisamos ingerir água, mesmo que sem sede. Fique esperto quanto a sua ingesta de água!

Voltando ao assunto de hoje que é diabetes, glicose e o exame laboratorial chamado hemoglobina glicada…

As hemácias têm uma vida média de 120 dias. Ou seja, desde o dia em que elas ficaram maduras e chegaram na corrente sanguínea para realizar sua principal função, elas possuem um tempo de circulação e atividade em torno de 120 dias dentro da corrente sanguínea. Quando elas envelhecem, o baço identifica a presença dessas células velhas e programa sua morte e seu descarte.

Durante o tempo de vida no interior da corrente sanguínea, a hemoglobina (que é uma estrutura das hemácias) reage com a glicose que está circulante e livre naquele fluido, através da reação de glicação. É como se a glicose tivesse uma ação de “cola” com a hemoglobina. Assim, quanto mais velha é a hemoglobina, mais colada com a glicose ela será.

A glicose não precisa da hemoglobina para chegar até as células, como eu citei antes, tal como ocorre com o oxigênio, mas acaba que ela cola nessas células vermelhas. Interessante é que quando ocorre essa fusão não se desfaz mais. Ou seja, é natural de entender que a glicação ocorre quando a glicose sanguínea está sobrando, sendo as hemácias um local de captura de excesso de glicose.

Simplificando, a hemoglobina sintetizada pelo organismo é pura, enquanto a hemoglobina glicada é mais velha e passou pelo processo de glicação (ligação com a glicose).

O que é a sigla HbA1c?

Existem vários tipos de hemoglobinas que são representadas pela sigla Hb adicionadas a outras letras que vão classificando as hemoglobinas.

A hemoglobina do tipo A1c é a que ficou sendo a referência para acompanhamento do açúcar (glicose) do individuo em questão.

O que representa o exame de hemoglobina glicada?

Entendendo as informações anteriores, agora fica mais fácil de entender o que esse exame representa.

Se as hemácias fazem uma ligação fixa com a glicose e isso só costuma ocorrer quando a glicose do sangue estiver elevada, a dosagem de hemoglobina glicada traduz se nos últimos 120 dias (três meses) houve momentos de aumento de glicose no sangue.

Nem todas hemoglobinas estarão igualmente glicadas. Algumas mais ricas em glicose por que serão mais velhas e outras menos ricas em glicose.

Sendo assim, o exame também estima uma média de glicose na corrente sanguínea através da média dos valores de glicação.

Ou seja, identifica a hemoglobina menos glicada e a mais glicada de todas e faz a média. Isso estima uma média de glicose na corrente sanguínea.

Tá, mas não é somente uma média aritmética simples. Na verdade, ele é estimado através da formula abaixo

Este cálculo é realizado em cima da seguinte fórmula:

Glicose média estimada = 28,7 × Hb A1c – 46,7

(Essa informação serve apenas de conhecimento, por que já vem tudo calculado no resultado do exame)

Concluindo..

O exame de hemoglobina glicada nos responde algumas perguntas:

1- Como esteve a glicose desse paciente nos últimos três meses?

2- Qual a média de glicose se permaneceu nos últimos três meses dessa pessoa?

3- Essa pessoa tem diabetes?

Podemos dar diagnostico com os resultados de HbA1c

4- Essa pessoa com diabetes está com os valores de HbA1c no alvo?

Com esse exame também podemos estipular metas de resultados indicativos de sucesso no tratamento de diabetes.

5- A medicação prescrita está controlando bem o diabetes?

Esse exame ajuda avaliar a eficácia dos medicamentos sobre a doença.

Algumas situações enganam o exame de HbA1c, tais como:

  • Anemia por deficiência de ferro, b12 ou acido fólico
  • Doenças de células vermelhas: anemia falciforme, talassemias, leucemias
  • Hemorragias
  • Transfusão de sangue
  • Insuficiência renal
  • Hemodiálise
  • Gestação
  • Hipoglicemia

Valores de referência para diagnóstico da diabetes

  • Entre 4,5% e 5,6%: hemoglobina glicada está dentro do normal, sem alteração e indica a ausência de diabetes;
  • Entre 5,7% e 6,4%: este valor indica um quadro de pré-diabetes, alteração metabólica que pode vir a evoluir para diabetes propriamente dita;
  • Igual ou superior a 6,5%: possível presença de diabetes, o que sugere a repetição do exame para confirmação do diagnóstico.

Valores de referência para controle da diabetes

  • Entre 4% a 6%: diabetes está totalmente controlada, o paciente está seguindo a prescrição médica e dieta indicada;
  • Entre 6% a 7%: diabetes parcialmente controlada, a medicação está conseguindo amenizar a diabetes e deve ser mantida;
  • Maior que 7%: diabetes mal controlada, deve ser trocada a medicação ou reformulado o sistema do tratamento, que inclui dieta e hábitos do paciente. Foram encontrados em estudos que valores de hemoglobina glicada acima de 7% estaria associado a maior chance de eventos cardiovasculares e por isso essa referencia.

Esses resultados não devem ser fixados para todos os tipos de pacientes uma vez que para gestantes, crianças, idosos e até pessoas com idade de diabetes muito longa podem ter metas de hemoglobina glicada diferente.

Observe que um resultado de HbA1c menor que 6%, mesmo que considerado bons, a média da glicemia ainda é maior que 100mg/dl e veja também que a variação de 7% para 6%, quando a pessoa reduz 1% de HbA1c, ela está reduzindo uma média de glicose sanguínea de 150mg/dl para 115mg/dl, resultado bastante expressivos.

Entendendo a glicemia estimada

Observe que um resultado de HbA1c menor que 6%, mesmo que considerado bons, a média da glicemia ainda é maior que 100mg/dl e veja também que a variação de 7% para 6%, quando a pessoa reduz 1% de HbA1c, ela está reduzindo uma média de glicose sanguínea de 150mg/dl para 115mg/dl, resultado bastante expressivos.

Hemoglobina glicada alta: como baixar?

  • Fazer uma dieta com baixo consumo de carboidratos – Low Carb;
  • Manter o consumo de vegetais com coloração verde, como brócolis, hortaliças e couve-flor;
  • Praticar atividades físicas regularmente;
  • Buscar não descontrolar na alimentação;
  • Ter uma boa adesão ao tratamento medicamentoso.

TEM EBOOK GRATUITO DE DIABETES E REDUÇÃO DE CARBOIDRATOS, BAIXE AQUI!

Por hoje é isso!

Espero que tenham gostado e entendido. Qualquer dúvida, comenta aqui e não deixa de compartilhar informação, pois pode ajuda a muita gente!

Muito Obrigada, Mil Beijos e Fiquem em Paz

Dra. Lia Lima

Referencias:

ATUALIZAÇÃO SOBRE HEMOGLOBINA GLICADA (A1C) PARA AVALIAÇÃO DO CONTROLE GLICÊMICO E PARA O DIAGNÓSTICO DO DIABETES: ASPECTOS CLÍNICOS E LABORATORIAIS. POSICIONAMENTO OFICIA L 3ª EDIÇÃO 2009. http://www.sbpc.org.br/upload/conteudo/320110603170201.pdf

ATUALIZAÇÃO SOBRE HEMOGLOBINA GLICADA (A1C) PARA AVALIAÇÃO DO CONTROLE GLICÊMICO E PARA O DIAGNÓSTICO DO DIABETES: ASPECTOS CLÍNICOS E LABORATORIAIS. Posicionamento Oficial SBD, SBPC-ML, SBEM e FENAD 2017/2018. http://www.diabetes.org.br/publico/images/banners/posicionamento-3-2.pdf

Источник: https://www.dralialimablog.com.br/single-post/2018/04/21/entenda-a-hemoglobia-glicada

Como baixar a hemoglobina glicada rapidamente

Hemoglobina Glicada HbA1c: entenda os resultados

É um indicador de controle em pacientes com diabetes, pois quanto mais alto o valor da hemoglobina glicada, mais altos os níveis de glicose no sangue. A seguir explicamos os valores da hemoglobina glicada :. Recomenda-se que o teste de hemoglobina glicada seja repetido a cada três meses para manter um controle preciso da diabetes.

Outra forma de manter os valores de hemoglobina glicada dentro da faixa normal é através do consumo de plantas medicinais. O que fazer para baixar a hemoglobina glicada? Situações que podem interferir no resultado.

Pinterest WhatsApp. Dieta Dukan — O que dizem os nutricionistas. Rocha e hoje iremos falar sobre um assunto muito importante, porém pouco conhecido pelas pessoas: A hemoglobina glicada.

Além disso, alguns pacientes podem apresentar a glicemia de jejum normal e sofrer com picos de hiperglicemia em outros períodos.

A hemoglobina glicada serve para diagnosticar e acompanhar a diabetes, em conjunto com outros exames como curva glicêmica, e a glicemia de jejum.

Esse método é comprovado pela boa ciência por meio de estudos de elevado nível de evidência científica realizados pelas melhores universidades do mundo. Assim como o exame de hemoglobina glicada, a glicose média estimada é muito importante para fechar um diagnóstico completo de diabetes.

Eu respondo que sim! Portanto, para manter os níveis de glicose e hemoglobina glicada normais, devemos prezar por alimentos verdes folhosos, altamente proteicos e que contenham gorduras de qualidade. Como mediu essa glicose?

DIABETES E HEMOGLOBINA GLICADA OU A1C: COMO REDUZIR

Boa tarde!!! Sugiro que mostre esse resultado ao médico, para que ele possa analisar e verificar se é preciso refazer o exame antes de passar algum diagnostico. Você chegou a conversar com seu médico sobre isso? Pois é preciso investigar através de exame laboratorial, exames físico e etc.

2. Procure perder peso

Fiz exame de glicose em jejum com aquela maquininha caseira e deu …tem algum problema nisso? Estou pré-diabetico? A melhor forma de saber se tem diabetes é realizando o exame laboratorial solicitado pelo médico, pois é a parti do resultado do exame que ele consegue te dar o diagnostico. Boa tarde!

Corro perigo?! Eu faço exames anuais e minha glicemia nunca passou de 87 em jejum.

Solange no 21 setembro, a partir do Uberlandia no 8 agosto, a partir do GlicOnline no 18 dezembro, a partir do Erica Matsumoto no como baixar a hemoglobina glicada rapidamente agosto, a partir do Em jejum fiz o reste e deu Fora isso você tem uma importante ponta de dedo apontando uma hiperglicemia.

Roberto Apenas com duas glicemias é difícil dizer, precisa passar em consulta com um médico. Naty no 13 julho, a partir do Tudo que você precisa é de um bom par de tênis. Sugerimos retornar no médico que solicitou o exame para ele poder avaliar você como um todo, ta? Eu tive diabetes gestacional e afetou meu filho.

Eu fiz o exame curva glicemica gestantes.

Sugiro que retorne ao médico e mostre o resultado do exame, pois dessa forma ele pode analisar e verificar se é preciso refazer o exame antes de te passar algum diagnostico.

É importante que retorne ao médico e mostre esse resultado, para que ele possa analisar e verificar se é preciso refazer o exame antes de dar o diagnostico. Sou pré diabética? Quando fiz o exame nao bebi.

Obrugada pelo retorno. A glicemia varia muito. Sugiro procurar atendimento médico. Toda vez que me sento por 20 ou 30min me deparo com um formigamento nas duas pernas.

Pode ser diabete? Oi,tenho 28 anos estou com a minha glicose e estou percebendo q estou perdendo peso apesar de comer muito. Bom dia eu fis teste do aparelho dois dias em jejum todas as duas vez deu Eu sou diabético.

Hoje deu Devo ficar preocupada? A minha glicose cai repentinamente isso e diabetes?

Esperamos que esta mensagem te encontre bem, se cuidando e que você se sinta muito abraçada por todo o nosso time.

  • Como baixar o excesso de açúcar no sangue?
  • O que é bom para baixar a glicose no sangue? – Farmadelivery.
  • baixar zombie defense dinheiro infinito;
  • Como baixar a hemoglobina glicada naturalmente.
  • Categorias?
  • Diminuição da Hemoglobina Glicada: efeito do Exercício Físico!
  • O que é Hemoglobina Glicada – HbA1c.

No entanto, isso é um mito. Boa noite recentemente fiz o teste no aparelho de diabetes de uma amiga,o resultado foi de esse resultado é considerado diabetes?

Pode ser importante investigar. E um pouco desanimada. Agora estou querendo comprar por minha conta e tomar. Qual o remedio apropriado para quem é pré. Pelo amor de Deus me ajude? Pelo amor de Deus me ajude.

Diga o nome de um remedio que posso tomsr. Apenas o médico que te acompanha pode prescrever remédios. Mas vamos tentar te ajudar fazendo algumas perguntas.

Você tem tido outros sintomas? Muita sede também? Seria interessante você passar com um médico para ele solicitar exames laboratoriais. Se você quiser a gente te ligar ou você manda mensagem pra gente poder te explicar direitinho como fazer uso e tirar proveito da plataforma.

No Glic vc conecta seus dados com o seu médico e seu nutricionista. É uma glicemia alta. Orientamos você a procurar atendimento médico.

Meu exame de glicose deu , mais estou TB com gordura no fígado isso quer dizer que sou diabete. Nos dois casos, sugiro você conversar com o seu médico. Bom Dia. Hoje estou com kg. Demoro muito pra dormir. Acreditam que seja pré diabetes? Apenas pelos sintomas é muito difícil a gente dizer.

Mas sugeriria você procurar atendimento médico. Oi aqui é cleidiane.. O diagnóstico correto só pode ser feito por um médico, analisando algumas coisas, inclusive este exame. Bom dia, o resultado do exame de glicose do meu marido deu Aguardar 15 minutos e reavaliar a glicemia.

Gostaria de contar como foi o retorno ao médico?

Contou para ele sobre esses sinais sede e urinar a noite toda? Isso é um mito. O que comemos de salgado também altera a glicemia, pois é o carboidrato dos alimentos, principalmente, que aumenta a glicemia. Boa noite fiz exame de sangue deu que eatou com diabetes alta 6.

Mas inda ñ acreditei.

Источник: https://year.anfiorpapchamtihea.tk/

Hemoglobina glicada: o que é e para que serve o exame?

Hemoglobina Glicada HbA1c: entenda os resultados

O exame de hemoglobina glicada, assim como o teste de glicemia, está relacionado ao diabetes, uma doença caracterizada pelo excesso de açúcar no sangue e na urina. Segundo um relatório do Ministério da Saúde, em 10 anos, o número de brasileiros com diabetes aumentou 61,8%.

Quando não tratado, o diabetes pode aumentar o risco de complicações como doença renal, disfunção sexual, problemas oculares e cardiovasculares. Apesar disso, estima-se que 50% das pessoas com diabetes não sabem que têm a doença.

Acompanhe o post a seguir e entenda o que você precisa fazer para saber se tem diabetes e o que é o exame de hemoglobina glicada.

Para que serve o exame de hemoglobina glicada?

O exame, também conhecido como teste de HbA1C ou A1C, é um dos testes realizados para avaliar o controle glicêmico, ou seja, o controle de açúcar no sangue, da pessoa com diabetes.

Também pode ser utilizado para auxiliar o médico no diagnóstico de diabetes e pré-diabetes. Por isso, o exame de hemoglobina glicada é um teste de rastreamento para a doença, ou seja, um teste de check-up para o diabetes.

O que é a hemoglobina glicada?

Existe um pigmento que dá ao sangue a cor vermelha, denominado hemoglobina. No sangue, a glicose (açúcar) liga-se à hemoglobina, formando a hemoglobina glicada.

Quanto maior for o nível de glicose na corrente sanguínea, maior será a ligação da glicose com a hemoglobina e, consequentemente, maior o nível de hemoglobina glicada.

Como as pessoas com diabetes apresentam excesso de glicose no sangue, o exame pode ser utilizado para avaliar o controle da doença e também para auxiliar na identificação de pacientes que têm a doença e ainda não sabem.

Qual é a diferença entre o teste de hemoglobina glicada e o teste de glicemia? 

Para fazer o exame de glicemia, é preciso estar em jejum, diferente do exame de hemoglobina glicada. Este jejum pode ser de 12 horas (para pessoas saudáveis) ou 8 horas (para pacientes diabéticos). 

Além disso, a hemoglobina glicada reflete os níveis glicêmicos dos últimos 3 a 4 meses da hemoglobina HbA1C e revela se você está realmente controlando o diabetes.

Já o exame de glicemia reflete os níveis de glicose da corrente sanguínea no momento do teste.

Para detectar o diabetes ou a condição de pré-diabetes (termo utilizado para indicar que o paciente tem potencial para desenvolver o diabetes) você pode fazer qualquer um dos exames.

No entanto, a combinação dos dois é o mais indicado. Importante ressaltar que os exames não definem o diagnóstico. Após fazer estes testes, é necessário consultar um médico.

Quando devo fazer o exame de hemoglobina glicada?

Nos casos de diabetes estável, com a glicemia controlada, o ideal é realizar o exame a cada 6 meses. No entanto, se o diabetes não está controlado, você deve fazer o exame com mais frequência, a cada 3 meses.

Se você nunca realizou o exame e apresenta alguns dos fatores de risco para diabetes, também deve realizá-lo.

Quais são os fatores de risco para o diabetes?

O tipo mais comum de diabetes é o Diabetes Mellitus tipo 2. Este tipo de diabetes corresponde a 90-95% de todos os casos da doença e está relacionada principalmente, à má alimentação e à inatividade física. Os principais fatores de risco incluem:

  • Pressão alta;
  • Colesterol alto ou alterações na taxa de triglicerídeos;
  • Estar acima do peso, principalmente gordura concentrada na cintura;
  • Ter familiares com diabetes;
  • Ter alguma condição que possa estar associada ao diabetes (como doença renal);
  • Ter bebê com peso superior a 4 quilogramas ou diabetes gestacional;
  • Síndrome dos ovários policísticos;
  • Diagnóstico para distúrbios psiquiátricos;
  • Apneia do sono.
  • Receber prescrição para medicamentos glicocorticóides.

O que devo fazer? 

Agora que você já sabe para que serve o exame de hemoglobina glicada, procure a farmácia mais próxima e não deixe de realizá-lo, caso tenha identificado algum fator de risco.

 

Além disso, cuide da sua saúde adotando as medidas para evitar o DM como reduzir o peso corporal, consumir alimentos saudáveis, praticar atividade física, evitar ao máximo o consumo de alimentos ultraprocessados e limitar a ingestão de bebidas e comidas açucaradas.

Se você é diabético, também é importante lembrar que o controle da doença vai além do controle da glicemia. Você também precisa acompanhar os seus níveis de colesterol e a sua pressão. O diabetes tem tratamento. Faça os exames e consulte um médico.

Quer saber onde você pode fazer o exame de Hemoglobina Glicada? Conheça o Hilab!

Leia também:

Источник: https://fazumhilab.com.br/hemoglobina-glicada-o-que-e-e-para-que-serve-o-exame/

Hemoglobina Glicada: para que serve e qual o valor de referência? | MS

Hemoglobina Glicada HbA1c: entenda os resultados

Início » Saúde » Doenças » Exames de Saúde » Hemoglobina Glicada: para que serve e qual o valor de referência?

Os exames de sangue são rotinas bem comuns à maioria das pessoas. E, muitas vezes, a requisição para a Hemoglobina Glicada aparece. 

Seja para quem está apenas fazendo um check up, para confirmar o diagnóstico de diabetes ou para manter o acompanhamento do tratamento, o exame é bem importante! 

Entenda mais sobre a hemoglobina glicada e o que os resultados indicam:

Índice – neste artigo você vai encontrar:

O que é hemoglobina glicada?

A hemoglobina glicada é a ligação da glicose (açúcar no sangue) com a hemoglobina (proteína presente nas células vermelhas do sangue). 

Então, quanto mais açúcar (glicose) no sangue, mais ligações são feitas, aumentando assim a taxa de hemoglobina glicada no organismo. Por isso, o exame é indicado tanto para o diagnóstico quanto para o acompanhamento de quadros de diabetes.

É importante apontar que o exame é diferente de outros testes, como a glicemia em jejum. Isso, porque consegue avaliar a média glicêmica dos últimos 3 ou 4 meses, aproximadamente.

É sempre importante que os resultados sejam avaliados por profissionais, para que fatores individuais e clínicos sejam considerados. 

Hemoglobina glicada e glicemia

A hemoglobina (Hb) é uma proteína encontrada nas hemácias, popularmente conhecidas como glóbulos vermelhos. Trata-se de um dos elementos presentes em maior quantidade no sangue, que dá a coloração vermelha para ele.

A função da hemoglobina na corrente sanguínea é de realizar o transporte de oxigênio por todo corpo através do sistema circulatório. Seu período de vida dura por volta de 120 dias (4 meses) no organismo, mesmo tempo de vida do glóbulo vermelho.

Já a hemoglobina glicada (HbA1c) é o produto da ligação da hemoglobina com a glicose, chamada de glicação. Esta ligação é vitalícia, ou seja, quando ocorre, não é mais possível desunir as duas partes, tornando-as uma só.

Simplificando, a hemoglobina sintetizada pelo organismo é pura, enquanto a hemoglobina glicada passou pelo processo de glicação (ligação com a glicose).

Por fim, a quantidade de glicose (um dos principais carboidratos fontes de energia para os organismos vivos) presente no sangue é denominada glicemia. Ela possui ligação direta com a insulina, um hormônio produzido pelo pâncreas responsável pela redução da quantidade da glicose no sangue.

Quanto maiores os níveis de glicose no sangue, maior será a formação de hemoglobina glicada. Assim sendo, um paciente portador de diabetes sem controle apresenta uma elevação da HbA1c no sangue, enquanto um paciente que está com a diabetes controlada apresenta níveis de hemoglobina glicada também controlados.

Hemoglobina glicada ou hemoglobina glicosilada: qual a diferença?

Na prática, os termos hemoglobina glicada e hemoglobina glicosilada são, geralmente, usados como sinônimos. Porém, é importante apontar que, do ponto de vista clínico, isso é errado. 

A hemoglobina glicada se refere à ligação não enzimática e permanente de açúcares como a glicose na hemoglobina, que formam a hemoglobina glicada (HbA1).

Já a hemoglobina glicosilada é o nome do processo de glicosilação. Isso envolve uma ligação enzimática e instável, que é, basicamente, um processo oposto ao que ocorre na formação da hemoglobina glicada.

Sendo assim, o termo hemoglobina glicosilada é incorreto se for usado para se referir à hemoglobina glicada, mas geralmente são usados para indicar a mesma coisa.

Para que serve o exame de hemoglobina glicada?

O exame de hemoglobina glicada pode ser indicado em caso de suspeita de diabetes.

O exame de hemoglobina glicada demonstra a porcentagem de glicose ligadas a hemoglobinas (que são proteínas presentes nas células vermelhas do sangue), por meio da análise de sangue coletado.

Ele é usado para avaliar a média glicêmica dos últimos 3 ou 4 meses, mais ou menos. Por isso, serve para acompanhar e avaliar a saúde de pacientes nos exames de rotina.

Também serve para confirmar o diagnóstico de diabetes ou pré-diabetes. Além disso, a hemoglobina glicada é usada para ver a aderência ao tratamento para diabetes. Assim, pacientes com o diagnóstico fazem o exame com frequência para acompanhar como estão as taxas glicêmicas.

Como é feito?

Para o exame de hemoglobina glicada é feito por meio de uma coleta comum de sangue, e de forma geral não há necessidade de jejum. Porém, normalmente é feito após 2 horas de ingestão de alimento, para que não haja interferência por hipertrigliceridemia (nível elevado de gordura no sangue).

O exame é seguro, rápido e sem riscos. No geral, pode ocorrer apenas um desconforto devido à picada, mas isso tende a ser bem tolerado pela maioria das pessoas.

A Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) recomenda que pessoas saudáveis ou com histórico de diabetes na família realizem o exame pelo menos uma vez ao ano. Já para quem tem o diagnóstico de diabetes, a recomendação é a cada 3 meses ou conforme orientação médica.

Resultados: o que significa hemoglobina glicada alta?

Quando o resultado de hemoglobina glicada for maior ou igual a 6,5%, pode ser caracterizado quadro de diabetes, sendo necessário um reteste para confirmar o diagnóstico.

Depois da confirmação, é feita a orientação médica para o tratamento de diabetes. Mas é sempre importante levar o resultado do exame ao médico ou médica para que o resultado seja devidamente interpretado.

Já o resultado alto para quem tem diabetes indica a necessidade de ajustar o tratamento. Rever a alimentação, as doses de insulina/medicamento e a adoção de exercícios físicos podem ser opções.

Qual o valor de referência da hemoglobina glicada em jejum?

A taxa considerada ideal e sem indício de diabetes de hemoglobina glicada (HbA1c) é estabelecida por alguns parâmetros. De forma geral, o diagnóstico geral de diabetes tem como referência:

  • HbA1C abaixo de 5,7% = ausência de diabetes;
  • HbA1C entre 5,7% e 6,4% = presença de pré-diabetes;
  • HbA1C maior ou igual a 6,5% = indício de diabetes.

É importante ressaltar que os valores são gerais e que não consideram condições individuais como histórico médico, idade, influência de outras enfermidades e características físicas de cada indivíduo.

Por isso, a interpretação e avaliação do resultado do exame precisam ser feitas por profissionais.

Diferença entre os exames hemoglobina glicada e glicose em jejum

Uma dúvida corriqueira é a diferença do exame de glicemia em jejum e da hemoglobina glicada. O principal fator que os difere é que o exame da glicemia em jejum não consegue realizar um “histórico” do paciente, indicando os níveis de glicemia apenas no momento da coleta.

Para exemplificar de forma mais clara, observe o exemplo a seguir:

Se uma paciente portadora de diabetes não seguiu a dieta prescrita pelo médico e não usou a medicação de forma correta no seu dia a dia, ela teve um aumento na hemoglobina glicada.

Quando o médico solicitou o exame de glicose em jejum, 5 dias antes do exame, ela aderiu a dieta e tomou a medicação. Ao levar os resultados para seu médico, seus níveis de glicose estavam dentro dos padrões de referência.

Usando o mesmo exemplo citado anteriormente, porém com o exame de hemoglobina glicada, os resultados apontariam a quantidade de hemoglobinas que sofreram glicação durante os últimos meses, o que levaria o médico identificar o não seguimento correto da dieta e a irregularidade da medicação.

Diferente do exame de glicemia em jejum, o exame de hemoglobina glicada não analisa apenas o momento da coleta de sangue, mas consegue dosar a concentração de hemoglobinas que estão ligadas à glicose em uma janela média de 90 dias.

Vale lembrar que, no exame da hemoglobina glicada, também é possível estabelecer a média da glicemia ao longo dos meses.

As unidades de medidas para o teste de glicemia em jejum é mg/dL (miligramas por decilitro), já o de hemoglobina glicada é em porcentagem. Confira, abaixo, a tabela de equivalência entre esses valores:

Valores
Glicemia em jejumHemoglobina glicada
97mg/dl5,00%
111mg/dl5,50%
126mg/dl6,00%
140mg/dl6,50%
154mg/dl7,00%
169mg/dl7,50%
183mg/dl8,00%
197mg/dl8,50%
212mg/dl9,00%
226mg/dl9,50%
240mg/dl10,00%
255mg/dl10,50%
269mg/dl11,00%
283mg/dl11,50%
298mg/dl12,00%

Hemoglobina glicada alta: como baixar?

Com mudanças simples é possível baixar e controlar melhor a taxa da hemoglobina glicada.

Baixar a hemoglobina glicada alta é possível por meio de mudanças no estilo de vida. Geralmente é recomendado uma dieta saudável, exercícios físicos regulares, o uso de medicamento próprio para o tratamento, entre outros hábitos.

Entenda melhor como aderir a um controle melhor:

Alimentação saudável

Ajustar a rotina e aderir à alimentação saudável é um ponto bastante importante para regular a hemoglobina glicada. Muitas vezes, somente isso pode ser suficiente para melhorar os valores dos exames: 

  • Comer mais fibras: uma refeição com fibras reduz a velocidade de entrada da glicose na circulação sanguínea — ou seja, é liberada lentamente, o que evita os picos de glicemia logo após a refeição. Isso pode ajudar até mesmo a reduzir os quadros de hipoglicemia;
  • Combinar proteínas e/ou fibras às refeições: alimentos com alto índice de carboidratos (como algumas frutas) podem ser equilibradas com a adição de uma fonte de proteínas ou fibras;
  • Evitar vários carboidratos em uma única refeição: prefira escolher um tipo (como arroz branco, pães brancos ou massas) e combine com carnes magras ou proteínas vegetais e fibras;
  • Fazer trocas: existem diversas opções chamadas de diet, que são especialmente indicadas para pessoas com diabetes. Isso reduz a ingesta de carboidratos, facilitando o controle glicêmico.

Lembre-se de sempre consultar nutricionistas e especialistas em endocrinologia para planejar a alimentação.

Atenção ao peso

Controlar o peso é uma das formas de baixar a taxa de hemoglobina glicada, pois há uma relação direta com diabetes tipo 2. Isso ocorre porque o corpo fica mais predisposto à resistência à insulina.

Com mudanças na alimentação, acompanhamento médico e atividade física regular é mais fácil perder o excesso de peso e estabilizar a glicemia.

Atividades físicas

Com a prática de atividades físicas os músculos retiram da circulação sanguínea a glicose, “gastando” e diminuindo a taxa a longo prazo. Além disso, o exercício regular auxilia na diminuição do peso corporal.

Para que haja benefícios com a prática é recomendado 150 minutos de atividade física semanal, ou seja 30 minutos 5 vezes na semana. 

Medicação

O uso de medicação receitada por médico(a), quando necessário, é importante e deve ser feita com responsabilidade.

Tomar os remédios no horário certo, reavaliar as dosagens com frequência e manter a consulta em dia faz toda a diferença.

Existem diferentes medicamentos que podem ser usados, dependendo do diagnóstico. Entre eles, insulina (diabetes tipo 1 ou insulinodependente) ou medicações de uso oral (geralmente, diabetes tipo 2 ou pré-diabetes).

O cuidado com a saúde é importante ao longo da vida. Para isso, o acompanhamento médico é necessário para esclarecer dúvidas e auxiliar na prevenção de doenças.

Confira no Minuto Saudável mais informações sobre cuidados com a saúde e dicas de como manter uma vida mais saudável.

Источник: https://minutosaudavel.com.br/hemoglobina-glicada/

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: