O que comer quando a pressão está baixa

A hipotensão: 10 alimentos que podem ajudar a combatê-la

O que comer quando a pressão está baixa

A hipotensão é uma condição da pressão sanguínea anormalmente baixa, e seus sintomas mais comuns são vertigem ou tontura.

Uma crise pode durar entre alguns segundos a poucos minutos.

Neste artigo, falaremos dos alimentos que podem ajudar quando você está sofrendo de pressão baixa.

Hipotensão: o que é e por que surge?

A pressão arterial é a pressão que o sangue exerce nas paredes dos vasos. A hipotensão consiste em uma pressão nas paredes deficiente ou menor do que o normal (dependendo da idade ou do sexo da pessoa).

A pressão é baixa quando não chega sangue suficiente aos órgãos vitais.

As principais causas são:

  • Consumir analgésicos, ansiolíticos e antidepressivos
  • Sofrer arritmias ou ataques cardíacos
  • Estar desidratado
  • Ter diabetes
  • Ingerir diuréticos ou medicamentos para o coração
  • Padecer de insuficiência cardíaca
  • Passar por transtornos alimentares
  • Mudar repentinamente a posição do corpo (por exemplo, ao levantar-se da cama)

Os sintomas mais frequentes de hipotensão são:

  • Tontura, visão turva, vertigem
  • Náusea e vômito
  • Palidez
  • Dor no peito
  • Desmaio
  • Dificuldade para respirar
  • Dor de cabeça
  • Dormência nas pernas ou mãos
  • Sensação de instabilidade
  • Rigidez cervical

Não se esqueça de ler: Método natural para reduzir a pressão arterial em cinco minutos sem medicamentos

Alimentos para elevar a pressão arterial

Se você estiver sofrendo de queda na pressão sanguínea e experimenta, ao menos, um destes sintomas frequentemente, seria bom, como primeira medida, sentar-se em um lugar tranquilo e respirar com normalidade

Uma boa ideia para regular a pressão e reduzir os desconfortos é consumir certos alimentos ou bebidas.

Água

Se o motivo da hipotensão for a desidratação ou uma insolação, então o remédio mais eficaz é beber água.

Comece devagar, com alguns goles e, à medida que você se sentir melhor, beba mais. Não se esqueça de que devemos beber todos os dias dois litros de água para evitar sua falta em nosso organismo, o que pode provocar diversos sintomas.

Chocolate

Você é uma daquelas pessoas que sofrem quedas de pressão regularmente? Então não hesite em levar dentro de sua bolsa um chocolate. Seu conteúdo de teobromina aumenta a pressão arterial e melhora a frequência sanguínea.

Recomendamos que você escolha aqueles com maior quantidade de cacau do que gorduras ou leite. São mais saudáveis!

As conhecidas “bebidas esportivas” são recomendadas para pessoas com pressão arterial baixa, já que contêm diversos minerais: sódio, magnésio e potássio.

Se beber água mineral não melhorar os sintomas por completo, experimente estas bebidas isotônicas.

Queijos

Por conter sal, comer uma porção de queijo fresco é uma excelente forma de aumentar a pressão.

Você também pode consumir um sanduíche de peru, azeitonas ou picles em conserva.

O sódio contido nesses alimentos é suficiente para evitar a hipotensão, mas você não deve exagerar na ingestão de sal, já que ela pode fazer disparar sua pressão e ser perigoso para a sua saúde.

Café ou chá

Assim como o sal, é bom consumir cafeína ou teína em pequenas quantidades se a pressão estiver baixa. Uma xícara de qualquer uma das bebidas é suficiente.

Mas também não abuse da sua ingestão, já que podem causar taquicardia.

Alcaçuz

É uma opção bem interessante para evitar novos casos de hipotensão. O alcaçuz mantém a pressão regulada e pode ser consumido tanto em bebidas como em sobremesas.

Se, por exemplo, fizer muito calor no verão, beba uma xícara de chá de alcaçuz no café da manhã para prevenir uma queda de pressão.

Oleaginosas

Por serem fontes de vitamina B, possuem a capacidade de equilibrar a pressão e evitar não apenas a hipotensão, como também a hipertensão.

Você pode sempre levar consigo uma bolsa pequena com amêndoas, nozes, castanhas e avelãs para consumir se começar a sentir-se mal.

Outros alimentos que oferecem esta vitamina são as leguminosas e os cereais.

Alecrim

Uma planta de alecrim em um pote é perfeita para ter na cozinha e usar em centenas de receitas (sobretudo as que contêm carne).

O alecrim mantém estáveis os níveis de pressão arterial, e também o recomendamos em forma de chá durante o início dos sintomas.

Uma vez que todas as frutas são boas para evitar a desidratação ou aliviar os sintomas da hipotensão, há um grupo que se sobressai sobre o restante: os cítricos.

Não despreze o consumo de sucos de laranja ou acerola, ou comer kiwi de sobremesa.

Não esqueça de ler: 5 alimentos para incluir em seu café da manhã para fortalecer os músculos

Carne

Você pode adicionar alecrim a ela e estará potencializando suas vantagens. Além da carne, também recomendamos a você embutidos no caso de haver sofrido de um caso grave de hipotensão.

Procure não comer um prato muito grande, caso contrário você estará acumulando gordura em excesso no seu organismo.

O que fazer se a minha pressão cair?

Além de consumir qualquer um dos alimentos e bebidas mencionados, é importante prestar atenção a estas indicações:

  • Deite-se com as pernas levantadas ou sente-se colocando a cabeça entre as pernas;
  • Abra as janelas e respire ar fresco;
  • Beba um copo de água;
  • Consuma um aperitivo ou doce;
  • Pare as suas atividades para evitar um desmaio ou queda;
  • Se os sintomas não cessarem, chame a emergência.

Pode interessar a você…

Источник: https://melhorcomsaude.com.br/hipotensao-alimentos-combate-la/

O Que Comer Quando a Pressão Está Baixa?

O que comer quando a pressão está baixa

A força que movimenta o sangue através do sistema circulatório do organismo humano é conhecida como a pressão arterial. Nós precisamos que a nossa pressão arterial seja normal por diversos motivos.

  Continua Depois da Publicidade  

Por exemplo, você sabia que sem a pressão que força o nosso sangue a fluir pelo sistema circulatório, nenhum oxigênio ou nutriente seria enviado por meio das artérias aos órgãos e tecidos do corpo? Mas não termina por aí: a pressão arterial também trabalha na entrega glóbulos brancos e anticorpos para a imunidade e hormônios como a insulina.

Essesangue fresco que chega ainda captura os produtos tóxicos do metabolismo, assimcomo as toxinas que são removidas por meio do fígado e dos rins.

Ou seja, é importante que a gente se esforce para manter um nível de pressão arterial saudável. Por isso, devemos saber o que comer quando a pressão está baixa.

A pressão baixa

Nós ouvimos falar da pressão arterial alta ou hipertensão com certa frequência, não é mesmo? Entretanto, outro problema de pressão que pode ser desenvolvido é a hipotensão ou pressão arterial baixa.

Tem-seuma hipotensão quando a checagem da pressão arterial registra uma medida de90/60 mmHg (9×6) ou menos. Não é sempre que a condição provoca sintomas, masquando ela trouxer sinais, é possível que um tratamento seja necessário.

Alista de sintomas que indicam que a pressão pode estar muito baixa incluem:vertigem ou tontura, mal-estar, visão borrada, sensação geral de fraqueza,confusão, desmaio, náusea, desidratação e sede atípica, falta de concentração,pele fria, úmida e pálida, respiração rápida e superficial, fadiga e depressão.

O tipode tratamento a ser empregado em um quadro de pressão baixa varia de acordo como que causou a condição.

A hipotensão pode ser causada por uma série de fatores como: herança familiar; gravidez; diabetes; remédios como os usados para tratar hipertensão, diabetes e doença de Parkinson, antidepressivos tricíclicos e medicamentos para disfunção erétil, principalmente se combinados com narcóticos e bebidas alcoólicas; descanso prolongado na cama; redução no volume sanguíneo/perda de sangue; problemas cardíacos; problemas endócrinos; infecção severa; choque anafilático e deficiência de vitamina B9 (ácido fólico/folato) e vitamina B12.

Asinformações são da Associação Americana do Coração e do National Health Service(Serviço Nacional de Saúde, NHS, sigla em inglês) do Reino Unido.

  Continua Depois da Publicidade  

O que comer quando a pressão está baixa?

1. Refeições pequenas e frequentes

A NHSrecomenda fazer refeições pequenas e frequentes ao longo do dia e deitar-se ouficar sentado por um tempinho depois de comer como forma de amenizar ossintomas da pressão arterial baixa.

2. Beber água

Como a desidratação pode ser uma das causas da pressão baixa, consumir mais fluidos também deve estar entre o que comer quando a pressão está baixa.

É importanteingerir mais líquidos especialmete quando o clima estiver quente e enquanto apessoa estiver com uma doença viral como a gripe ou o resfriado.

3. Alimentos com vitamina B9 e vitamina B12

Outrapossível causa para a hipotensão é a deficiência de vitamina B9 e vitamina B12,portanto, também recomendamos ingerir alimentos que sirvam como fonte dessesnutrientes como ovos, cereais fortificados e carne de vaca (no caso da vitaminaB12) e aspargo e fígado (no caso da vitamina B9), por exemplo.

4. Alimentos salgados

  Continua Depois da Publicidade  

Alimento salgados geralmente são a primeira coisa que vem à mente quando pensamos o que comer quando a pressão está baixa. Eles realmente podem auxiliar neste sentido porque fazem a pressão subir.

Por outro lado, alertamos que, apesar do sódio presente no sal aumentar drasticamente a pressão arterial, é necessário conversar com o médico antes de elevar a ingestão de sal nas refeições, já que o excesso de sódio faz mal e pode gerar a insuficiência cardíaca.

5. Chá de alcaçuz

É também indicado tomar o chá de alcaçuz, argumentando que a bebida pode diminuir o efeito da aldosterona, um hormônio que auxilia a regulação do impacto do sal no organismo.

Segundo um caso apresentado no The British Medical Journal (O Jornal Médico Britânico), o consumo da bebida pode aumentar os índices de pressão arterial, completou o Healthline.

Entretanto,antes de tomar esse chá, consulte o médico para saber se ele não écontraindicado para você, se ele não faz mal ao ser tomado juntamente com algumremédio, suplemento ou planta que você utilize e em que dosagem e frequênciapode ser utilizado.

O que evitar

Sabero que comer quando a pressão está baixa é importante, mas também é necessárioconhecer o que se deve evitar consumir durante a hipotensão.

Poisbem, a NHS alerta que para aliviar os sinais da hipotensão é necessário nãoconsumir muitas bebidas alcoólicas e nem ingerir bebidas cafeinadas no períodonoturno.

Recomenda-se evitar consumir muitos alimentos ricos em carboidratos, principalmente carboidratos processados, porque essas comidas são digeridas rapidamente, algo que pode resultar na pressão arterial baixa.

Atenção

A indicações sobre o que comer quando a pressão está baixa estiveram, em diversos casos, associada a uma possível causa da condição. Ou seja, para aliviar os sintomas do problema, conhecer a sua causa ajuda bastante.

Portanto, além de saber de maneira geral o que comer para melhorar a hipotensão, é importante lembrar que, se você acha que tem pressão baixa e/ou já experimentou um dos sintomas associados à condição, é fundamental que você procure o auxílio médico, principalmente se isso acontecer com frequência.

Aconsulta médica é essencial para receber o diagnóstico apropriado, conforme oque causou a pressão baixa, descobrir quais são essas prováveis causas dahipotensão e dar início ao tratamento adequado.

A NHSaconselha procurar a ajuda do médico quando se tem a pressão arterial econtinua enfrentando sintomas da condição como a tontura. Portanto, não demorepara cuidar de sua possível pressão baixa.

Tenha sempre em mente que artigos como este servem unicamente para informar e jamais podem substituir o diagnóstico e a opinião do médico, além do tratamento prescrito pelo profissional.

Você já imaginava o que comer quando a pressão está baixa? Já foi diagnosticado com essa condição? Comente abaixo!

(3 votos, média: 3,67 de 5)
Loading…

Источник: https://www.mundoboaforma.com.br/o-que-comer-quando-a-pressao-esta-baixa/

Pressão baixa: o que comer e evitar durante a hipotensão

O que comer quando a pressão está baixa

Muito se fala da pressão arterial alta ou hipertensão, mas e sobre a pressão baixa? Também chamada de hipotensão, ela ocorre quando é registrado uma medida de 90/60 mmHg (9×6) ou menos no indivíduo. Nesse momento, alguns alimentos e mudanças na dieta podem ajudar a elevar a pressão a um nível saudável.

Leia também: Alimentos que ajudam na hidratação do corpo

Não é sempre que essa condição provoca sintomas, mas eles são comuns quando a pressão está baixa demais. Possíveis sinais são:

  • Vertigem ou tontura;
  • Mal-estar;
  • Visão borrada;
  • Sensação de fraqueza;
  • Confusão;
  • Desmaio;
  • Náusea;
  • Desidratação e sede atípica;
  • Falta de concentração;
  • Pele fria, úmida e pálida;
  • Respiração rápida e superficial;
  • Fadiga;
  • Depressão.

O tratamento para essa condição varia de acordo com a causa.

Ela pode ocorrer devido a diversos fatores, como: herança familiar, gravidez, diabetes, remédios (como os usados para tratar hipertensão, diabetes e doença de Parkinson, antidepressivos tricíclicos e medicamentos para disfunção erétil, principalmente se combinados com narcóticos e bebidas alcoólicas), descanso prolongado na cama, redução no volume sanguíneo/perda de sangue, problemas cardíacos, problemas endócrinos, infecção severa, choque anafilático, e deficiência de vitamina B9 e vitamina B12.

O que comer quando a pressão está baixa?

Para pacientes com hipotensão em geral, recomenda-se que faça pequenas refeições com frequência ao longo do dia. Deitar-se ou ficar sentado por um curto tempo depois de comer também ajuda a amenizar os sintomas.

Beber água também é indicado, pois a desidratação pode ser uma das causas da pressão baixa. Principalmente quando o clima estiver mais quente e quando a pessoa estiver com uma doença viral (como gripe ou resfriado) é ainda mais importante ingerir bastante líquidos.

Além dessas recomendações, certos alimentos podem aliviar os sintomas. São eles:

Alimentos com vitamina B9 e vitamina B12

A hipotensão pode ser causada pela carência dessas vitaminas. Portanto, é ideal ingerir alimentos que sejam fonte desses nutrientes, como:

Vitamina B9

  • Aspargo;
  • Fígado;
  • Vegetais folhosos;
  • Milho;
  • Amendoim.

Vitamina B12

  • Ovos;
  • Cereais fortificados;
  • Carne de vaca;
  • Fígado;
  • Salmão;
  • Atum.

Alimentos salgados

Sal e alimentos salgados costumam a ajudar a fazer a pressão subir. No entanto, seu consumo deve ser realizado no mínimo, apenas para auxiliar no momento dos sintomas. Logo em seguida, é recomendado fazer uma refeição melhor.

Isso porque, apesar do sódio aumentar de forma drástica a pressão arterial, a sua ingestão em excesso faz mal e pode gerar a insuficiência cardíaca. Portanto, converse primeiro com o médico antes de adicionar mais sal nas suas refeições.

Chá de alcaçuz

O chá de alcaçuz pode diminuir o efeito da aldosterona, um hormônio que auxilia a regulação do impacto do sal no organismo. No entanto, antes de beber, consulte o médico para saber se ele não é contraindicado pra você, principalmente se estiver tomando algum remédio, suplemento ou planta. Pergunte sobre a dosagem e a frequência que pode utilizá-lo.

O que evitar comer?

Para aliviar os sinais da hipotensão é necessário não consumir muitas bebidas alcoólicas e nem ingerir bebidas cafeinadas durante a noite. Evite comer muitos carboidratos, principalmente carboidratos processados (arroz branco, pão branco, batatas, etc), porque são digeridos rapidamente e isso é algo que pode resultar em pressão baixa.

Se você acha que tem pressão baixa ou já passou por algum dos sintomas associados a essa condição, é fundamental que procure um auxílio médico, principalmente se isso acontecer com frequência. A consulta médica é importante para que você receba o diagnóstico apropriado, conforme a causa da hipotensão, e iniciar o melhor tratamento.

Caso tenha pressão arterial baixa e continua enfrentando sintomas como tontura, não demore para ir ao médico. Este artigo pode ajudá-lo a elevar a pressão, mas não substitui a opinião do médico e nem o tratamento prescrito.

Referência: Mundo Boa Forma

Источник: http://eutrophe.com.br/saude-e-bem-estar/pressao-baixa-o-que-comer-e-evitar-durante-a-hipotensao/

8 alimentos que ajudam a baixar a pressão

O que comer quando a pressão está baixa

A cada dois minutos, uma pessoa morre em decorrência de males cardiovasculares no Brasil. Por trás do número indiscutivelmente alarmante, muitas vezes se esconde a hipertensão, um problema pra lá de traiçoeiro, porque é capaz de permanecer anos sem dar sinais.

Ainda bem que, detectada precocemente, a situação não exige medidas drásticas. Muito pelo contrário: elas podem até ser saborosas, como pesquisas recentes têm comprovado ao relacionar certos alimentos a um menor aperto nos vasos sanguíneos. Destacamos oito companheiros nessa empreitada. Eles vão garantir que ela seja bem menos árdua!

1. Suco de beterraba

Em estudos anteriores, cientistas da Universidade Queen Mary, no Reino Unido, mostraram que essa receita conseguiu derrubar a pressão em indivíduos que não penavam com o problema. Agora, notaram que o benefício é até mais expressivo em quem já tem hipertensão.

Dos 15 pacientes que participaram da nova análise, aqueles que tomaram 250 mililitros de suco de beterraba viram a pressão sistólica despencar cerca de 10 mmHg.

Isso significa que, se uma pessoa tem pressão de 140 por 90 mmHg, ao tomar o refresco a medida cairia para 130 por 90 mmHg.

Dica: na investigação, o refresco foi feito com duas beterrabas. Se preferir, você pode usar o vegetal em sanduíches e saladas.

“É melhor optar pelo alimento cru porque o cozimento causa perdas nutricionais”, aconselha a nutricionista Regina Pereira, da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp). Só não vale abusar.

“Há evidências de que o excesso de nitrato é tóxico”, salienta.

2. Clara de ovo

Ao contrário da gema, essa parte do alimento não tem colesterol. Só que essa não é sua única vantagem, como apontam pesquisadores da Universidade Jilin, na China. Eles descobriram que a clara tem boas doses de um peptídeo capaz de inibir uma enzima cuja tarefa é formar a angiotensina, substância que contribui para o estreitamento dos vasos e a elevação da pressão.

A ação seria similar à do captopril, medicamento usado com a mesma finalidade. Infelizmente, a análise não se dedicou a avaliar a melhor forma de consumo de ovos ou cápsulas com o peptídeo. De qualquer maneira, a revelação empolga. “Quanto mais natural for o tratamento, melhor”, opina Heno Lopes, cardiologista do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas de São Paulo (Incor).

Dica: Dá para fazer ovo mexido só com a clara ou usá-la em uma omelete com legumes. Mas atenção: apesar de não haver restrição de consumo, ela tem muita proteína. O exagero diário pode, portanto, sobrecarregar os rins.

3. Chocolate

Uma revisão de 20 trabalhos científicos, com mais de 800 participantes, concluiu que o doce contendo de 50 a 85% de cacau faz a pressão cair cerca de 3 mmHg. Basta se deliciar com um quadrado ou, no máximo, uma barrinha.

“Os flavonoides do cacau propiciam a formação de óxido nítrico, que, por sua vez, relaxa os vasos sanguíneos”, descreve Karin Reid, diretora de pesquisa do Instituto Nacional de Medicina Integrativa, em Melbourne, na Austrália.

Segundo ela, os resultados reforçam as evidências de que uma dieta rica nessas substâncias, que também estão no chá-verde, no vinho e nas frutas vermelhas, protege o coração.

Dica: os trunfos do chocolate são decorrentes da presença de cacau, visto em abundância na versão amarga. Por isso, maneire nos chocolates branco e ao leite, pobres no ingrediente que derruba a pressão.

4. Uva-passa

Vem do Centro de Pesquisa em Aterosclerose e Metabolismo de Louisville, nos Estados Unidos, um experimento que associou a ingestão de passas a uma redução na pressão de pessoas pré-hipertensas. “Isso talvez seja mérito dos polifenóis, antioxidantes detectados na casca do alimento”, supõe Heno Lopes.

Continua após a publicidade

Em análise na também americana Universidade de Connecticut, a uva natural, sem ser desidratada, se mostrou igualmente benéfica. “Demos aos voluntários dois copos da fruta fresca por dia”, conta Jacqueline Barona, cientista de alimentos da instituição.

Dica: a fruta in natura tem mais água do que as passas. Estas, portanto, são menores, o que pode culminar no consumo exagerado. O perigo é que em 100 gramas há 270 calorias. Moral da história: pare na segunda colher de sopa.

5. Nozes

A relação entre elas e o controle da hipertensão ainda gera bafafá. No entanto, em um recente ensaio clínico com mais de 7 mil pessoas, o uso das nozes e de outras oleaginosas, como amêndoas e avelãs, ajudou, sim, a evitar os picos de pressão.

“Provavelmente porque são cheias de polifenóis e de ácido alfalinolênico, uma versão do ômega-3”, especula o estudioso Emilio Ros, da Universidade de Barcelona, na Espanha.

Cabe frisar que toda essa turma seguia a dieta mediterrânea, abastecida de outros itens saudáveis.

6. Leguminosas

Experts da Universidade de Toronto, no Canadá, recrutaram portadores de diabete do tipo 2 para comer uma xícara diária de leguminosas, a exemplo do feijão. Ou seja, nenhum sacrifício. Surpreendentemente, a intervenção não só melhorou os níveis de açúcar correndo pelo sangue como também aliviou as artérias tensionadas.

“O feijão possui baixo índice glicêmico, prevenindo os picos de glicose. Com isso, também fica mais fácil controlar a pressão”, raciocina Camila Torreglosa, nutricionista do Hospital do Coração, na capital paulista.

Dica: ao preparar o feijão, abra mão de temperos industrializados, lotados de sódio. Experimente refogá-lo com alho e cebola e adicionar ervas.

7. Chá-verde

De fato, a bebida, abastecida de polifenóis, é aliada contra a hipertensão.

A prova está na tese de doutorado de Lívia Nogueira, apresentada no programa de pós-graduação de Fisiopatologia Clínica e Experimental da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Depois de dar três cápsulas do extrato, o equivalente a três xícaras de chá, a mulheres quase hipertensas todos os dias, por quatro semanas, ela observou uma baixa significativa na pressão arterial.

“O ponto positivo é que o chá tem poucas calorias”, analisa Antônio Felipe Sanjuliani, coordenador da disciplina e orientador do trabalho. Só que goles em demasia podem ser tóxicos para o fígado. Logo, nada de trocar xícaras por jarras.

Dica: Quem é muito sensível à cafeína, outra substância do chá-verde, deve recusá-lo à noite para não ter o sono prejudicado. Tem mais: evite bebê-lo muito perto das grandes refeições, pois ele atrapalha a absorção de ferro. Por fim, para garantir o total aproveitamento dos compostos bioativos, consuma após o preparo, quente ou gelado.

8. Iogurte

Durante o último encontro da Associação Americana do Coração, um curioso elo foi apontado por pesquisadores da Universidade Tufts, nos Estados Unidos. Após avaliar os hábitos alimentares de 2 mil pessoas por 15 anos, eles perceberam que consumir potinhos de 200 gramas de iogurte com baixo índice de gordura a cada três dias poderia reduzir em 31% o risco de desenvolver hipertensão.

Para a nutricionista Regina Pereira, da Socesp, a explicação está no cálcio. “Na sua ausência, há aumento na concentração de vitamina D.

Isso sinaliza para o corpo que é preciso preservar o pouco cálcio que resta”, informa. O problema é que, aí, ele adere à parede dos vasos, gerando um aumento da pressão lá dentro.

Para escapar de desastrosas consequências, é só caprichar na ingestão de lácteos magros.

Dica: “em vez de simplesmente acrescentar o iogurte à dieta, é importante que ele substitua algum item calórico ou pouco saudável”, ensina Huifen Wang, pesquisadora da Universidade Tufts.

Continua após a publicidade

Источник: https://saude.abril.com.br/alimentacao/8-alimentos-que-ajudam-a-baixar-a-pressao/

Dez dicas de remédio para pressão baixa no estilo caseiro

O que comer quando a pressão está baixa
Equipe eCycle Consuma Consciência – Dia-a-dia
Imagem de The HK Photo Company no Unsplash

Antes de começar a tratar a pressão baixa sozinho, procure uma médica ou médico para que recomende o melhor tratamento no seu caso.

Geralmente ela ou ele alterará ou interromperá medicamentos que deixam a pressão mais baixa ou prescreverá medicamentos para tratar o problema que está causando a pressão baixa. Além disso, existem várias opções de remédio natural para pressão baixa. Pergunte ao profissional que te acompanha se eles são recomendáveis no seu caso.

Confira abaixo uma lista com 10 opções de remédio para pressão baixa no estilo caseiro.

  • Pressão baixa: sintomas, causas e tratamentos

Modo de fazer:

  • Extraia o suco das laranjas e bata no liquidificador com os tomates;
  • Se achar o sabor muito forte, pode acrescentar um pouco de água;
  • Tome 250 ml deste suco duas vezes ao dia, durante cinco dias.

3. Uva-passa

Imagem de Håkan Stigson por Pixabay

Cerca de 30 uvas de molho na água durante a noite servem de alimento e bebida no dia seguinte. Coma em jejum e tome a água. A uva-passa funciona como um remédio natural para ajudar a tratar a pressão baixa.

4. Suco de cenoura

Imagem de Couleur por Pixabay

Beba suco de cenoura à vontade para tratar a pressão baixa! É um ótimo remédio natural.

5. Suco de limão

Imagem de Photo Mix por Pixabay

Beba o suco de limão com moderação por causa dos efeitos gástricos, mas aproveite os benefícios do limão como remédio para pressão baixa. Ele contém vitamina C, potássio e evita a desidratação (que pode levar a quedas de pressão).

6. Água com sal

Imagem de Kobu Agency em Unsplash

Um ótimo remédio para pressão baixa, inclusive nos casos de queda brusca, é tomar meia colher de chá de sal em um copo de água. Isso ajuda a tratar a pressão baixa, por conta do sódio presente no sal.

7. Suco de beterraba

Imagem de Taken por Pixabay

O suco de beterraba é uma das opções de remédio natural para pressão baixa – tomar dois copos de suco por dia pode evitar que a pressão diminua novamente.

8. Alimentação regrada

Imagem de PublicDomainPictures por Pixabay

Consuma mais carboidratos salgados em pequenas porções, várias vezes ao dia (a cada duas ou três horas).

Dentre eles estão: tapioca, pães, macarrão, verduras, frutas, castanhas, abóboras, batata-doce, batatas, arroz e grãos integrais.

Coloque um pouco de sal a mais do que o usual junto com os carboidratos e beba bastante água ao longo do dia para compensar a ingestão extra de sal. Isso irá melhorar sua circulação sanguínea e é um ótimo remédio para prevenir crises de pressão baixa.

Dicas adicionais

Tente consumir:

  • Mais líquidos (exceto refrigerante). A desidratação diminui o volume sanguíneo, fazendo com que a pressão arterial caia. Manter-se hidratado é especialmente importante durante o exercício;
  • Suplemento de vitamina B12. Suplementar B12 pode ajudar, uma vez que a deficiência dessa vitamina pode levar a um tipo de anemia que causa pressão baixa e fadiga;
  • Alimentos ricos em folato. A quantidade insuficiente de folato também pode contribuir para a anemia. Exemplos de alimentos ricos em folato incluem aspargos, feijões, lentilhas, frutas cítricas e folhas verdes;
  • Sal. Alimentos salgados podem aumentar a pressão arterial. Experimente comer sopa e produtos em conserva como azeitonas.

Fontes: Top 10 Home Remedies, Smart Cooky, Times of India e Healthline

Veja também:

Cadastre-se e receba nosso conteúdo em seu email. Comunicar erro

Источник: https://www.ecycle.com.br/5507-remedio-para-pressao-baixa.html

Pressão baixa (hipotensão arterial)

O que comer quando a pressão está baixa

Algumas pessoas, principalmente no calor, sentem sentem tontura, fraqueza e suor frio, decorrentes da pressão baixa. Se a sensação for sentida com frequência, pode ser necessário procurar um médico.

A pressão arterial é consequência da força que o sangue exerce contra as paredes das artérias para conseguir circular pelo corpo.

Quando o coração se contrai (sístole) para expulsar o sangue de seu interior, a pressão nas artérias atinge o valor máximo (pressão máxima ou sistólica).

Quando a musculatura cardíaca relaxa (diástole) para permitir que o sangue volte a encher suas cavidades, a pressão cai para seus valores mínimos: é a pressão mínima ou diastólica.

De acordo com os critérios internacionais estabelecidos, os valores de referência desejáveis da pressão arterial estão ao redor de 120 mmHg x 80 mmHg, ou 12 por 8.

Veja também: Você tem aparelho para medir pressão em casa? Ótimo! Mas alguns detalhes podem interferir na aferição. Aprenda a medir corretamente

Considera-se que uma pessoa está com pressão baixa, ou hipotensão arterial, quando esses níveis são menores que 9 por 6. É comum pessoas que sofrem desse problema apresentarem desmaios quando a pressão cai, mas é preciso ressalvar, porém, que pessoas saudáveis podem ter níveis baixos a esse ponto sem manifestar os sinais negativos da hipotensão arterial.

Pressão baixa não é considerada uma doença em si, mas pode estar relacionada com doenças graves como infarto do miocárdio, embolia pulmonar, diabetes, doença de Addison e a síndrome de Shy-Drager, por exemplo.

Causas de pressão baixa

Quedas de pressão podem acontecer em situações que favorecem a perda do controle do fluxo de sangue e a hipovolemia, ou seja, a diminuição da quantidade de sangue no corpo.

Desidratação, jejum prolongado, uso excessivo de medicamentos contra hipertensão, de diuréticos e de remédios para emagrecer, entre outros, podem ser os responsáveis por essa condição.

Da mesma forma, nos dias de calor, a tendência é diminuírem os níveis de pressão, porque as artérias ficam mais dilatadas e o sangue não precisa exercer muita força para circular.

Quedas de pressão podem ocorrer também, quando a pessoa se levanta de repente depois de muito tempo deitada, agachada ou sentada, em decorrência de um déficit momentâneo na irrigação do cérebro por causa do retorno venoso mais lento e do subsequente débito cardíaco. Nesse caso, elas recebem o nome específico de hipotensão postural ou ortostática. Esses quadros são mais frequentes nos idosos tratados com drogas hipertensivas ou nos portadores de diabetes.

Já a chamada hipotensão neuralmente mediada pode manifestar-se quando a pessoa fica muito tempo em pé, parada, sem se movimentar, ou em resposta a uma experiência de grande impacto emocional.

O limite aceitável da hipotensão é determinado pela capacidade de perfusão tecidual, ou seja, pelo fluxo sanguíneo e aporte de oxigênio oferecido aos tecidos para mantê-los funcionando. Abaixo desses níveis, a situação é considerada de choque circulatório, estabelecido ou iminente, uma urgência médica de extrema gravidade.

Sintomas da pressão baixa

Quando a pressão arterial está baixa, o fluxo de sangue para os tecidos cai e o oxigênio não chega às células em quantidade suficiente. Podem surgir, então, os seguintes sintomas, que variam de intensidade conforme o caso.

  • Fraqueza;
  • Perda de força;
  • Baixa de energia;
  • Tontura;
  • Visão turva;
  • Suor frio;
  • Taquicardia;
  • Sensação de desmaio ou desmaio.

Diagnóstico de pressão baixa

O exame clínico e o levantamento da história do paciente são dados importantes para o diagnóstico da hipotensão, mas testes de laboratório podem fazer-se necessários para respaldar o diagnóstico. Em alguns casos, é necessário pedir um exame chamado MAPA (monitorização ambulatorial da pressão arterial).

Tratamento da pressão baixa

O tratamento da hipotensão arterial é determinado pelas características, gravidade e causas dos sintomas. Na ausência deles, em geral as pessoas saudáveis com pressão baixa não necessitam de nenhum tipo de intervenção terapêutica. No entanto, quando a hipotensão é determinada por uma doença de base, o objetivo do tratamento deve ser reverter, atenuar ou corrigir esse distúrbio.

Nos casos de queda brusca de pressão arterial, as seguintes medidas podem ajudar a controlar a crise:

  • A pessoa deve deitar-se numa posição confortável e, se possível, com os pés mais elevados do que o coração e a cabeça;
  • Deve também ingerir bastante líquido para aumentar o volume do fluxo sanguíneo, mas em pequenos goles e dar preferência a sucos de frutas, se estiver em jejum há muito tempo.

No entanto, se os sintomas persistirem por mais de 15 minutos, a pessoa deve ser encaminhada para atendimento médico de urgência sem demora.

Recomendações para evitar a pressão baixa

  • Levante-se com cuidado.

    Se estiver deitado/a, sente-se primeiro na cama e permaneça nessa posição por alguns minutos antes de ficar em pé;

  • Beba bastante líquido para evitar a desidratação e a hipovolemia;
  • Verifique se os medicamentos que está usando têm algum tipo de ação sobre pressão arterial;
  • Pratique exercícios físicos regularmente: eles têm ação benéfica sobre a circulação sanguínea e a pressão arterial;
  • Evite permanecer por longos períodos em ambientes muito quentes e úmidos;
  • Mantenha o travesseiro levemente elevado para diminuir o risco de hipotensão ao se levantar;
  • Procure um médico para avaliação clínica se as crises de hipotensão se repetirem. A pressão baixa pode ser sinal de algumas doenças que precisam ser investigadas e tratadas.

Perguntas frequentes sobre pressão baixa

Adianta comer sal para se recuperar das crises de pressão baixa?

Não. Essa ideia surgiu porque, como o sódio é associado à hipertensão, ingeri-lo faria a pressão subir e a pessoa com hipotensão se recuperaria. Contudo, o sal demora muito tempo para ter reflexo na pressão arterial e, portanto, não serve para ajudar nas crises repentinas de pressão baixa.

Pressão baixa dá sono?

É comum algumas pessoas acreditarem que têm pressão baixa por sintomas como sono, falta de ânimo e cansaço. Esses, porém, não são sintomas tão comuns da pressão baixa. O que ocorre é que sintomas frequentes da hipotensão, como fraqueza e perda de força, podem ser confundidos com sono.

Como saber se a pressão baixa é reflexo de algo grave?

Hipotensão durante um quadro de infecção é uma emergência médica e deve receber atenção profissional com rapidez. Também é necessário assistência médica se a pressão baixa vier acompanhada de dor no peito. Procure um médico também se você tem episódios frequentes de pressão baixa, pois cada caso exige investigação personalizada.

É normal ter pressão baixa na gravidez?

Sim. Durante a gravidez, o sistema circulatório se expande de forma geral para atender as necessidades do feto em formação, o que pode fazer o fluxo sanguíneo perder força. Esse quadro é normal e a pressão deve voltar à normalidade após o parto, diferentemente dos casos de eclâmpsia, que exigem atendimento médico com urgência.

Medicamentos podem causar pressão baixa?

Sim, certos medicamentos têm a hipotensão como um possível efeito colateral. É o caso, por exemplo, de alguns tipos de diuréticos, antidepressivos, medicamentos para doença de Parkinson, disfunção erétil, entre outros. Consulte sempre a bula e seu médico para tirar todas as dúvidas.

Источник: https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/pressao-baixa-hipotensao-arterial/

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: