O que é a massagem tailandesa e para que serve

Descubra os Benefícios da Massagem Tailandesa !

O que é a massagem tailandesa e para que serve

É bem provável que você já tenha ouvido ou lido algo a respeito sobre a massagem tailandesa e se interessou mais a respeito desta técnica, não é mesmo?
Apesar de ao longo do tempo ter sido atribuída a massagem um estereótipo erótico — por conta do contato próximo entre o corpo do massagista e o cliente —, o procedimento tem relação com saúde e bem-estar.

Portanto, neste artigo, iremos explicar mais sobre o que é massagem tailandesa, do que se trata, e há alguma contra indicação.

Origem da Massagem Tailandesa

A massagem tailandesa, ou thai massage como também é conhecida, existe há mais de 2500 anos e é considerada como uma forma única de terapia que consegue trabalhar em conjunto tanto o corpo, como também a mente, sendo que através dela, é possível que seja incorporada práticas como a da Yoga, assim como também a acupressão, que é utilizada para que seja aumentada a flexibilidades dos músculos e também das articulações.

Este tipo de massagem é uma prática antiga, com origem na Índia, e utiliza técnicas suaves de alongamento, focando-se nos principais pontos energéticos do corpo para liberar a energia bloqueada, melhorando a dor e o desconforto, gerando sensação de relaxamento.

Quem pode fazer?

A massagem tailandesa pode ser feita por pessoas de qualquer idade, porém pessoas com infecções, osteoporose, problemas graves na coluna e doenças não controladas do coração devem consultar o médico antes de iniciar as sessões, para saber se pode ou não fazer, e para que sejam recomendados quaisquer cuidados específicos.

Nestes casos, é importante seguir as indicações médicas pois, mesmo que o massoterapeuta ajuste a intensidade dos movimentos, se a pessoa que tiver algum destes problemas de saúde fizer a massagem tailandesa, pode haver a piora dos sintomas.

Como é feita:

A massagem é realizada no solo, geralmente sob um tatame ou colchão firme.

A massagem tailandesa é baseada na ideia de que o corpo é composto de canais de energia que estão localizados em diferentes partes do corpo como músculos, ossos, sangue e nervos.

Essa energia pode estar bloqueada e provocar doenças, rigidez e dores no corpo, além de afetar a mente e a consciência, por isso essa massagem pode ser benéfica, pois libera esses canais de energia que estão bloqueados.

Tanto o profissional quanto o paciente devem estar usando roupas confortáveis, que facilitem o deslocamento na hora de realizar os movimentos. 

A duração da sessão pode variar entre 1 e 2 horas e consiste em utilizar as mãos, cotovelos, joelhos e pés para alongar, dobrar e pressionar áreas de todo o corpo. Quanto maior a pressão necessária, maior o conjunto de membros utilizados para realizá-la.

Num primeiro momento, o profissional se posiciona de joelhos à frente de quem vai receber a massagem, que fica deitado no chão. Em seguida, vai pressionando com as mãos todo o comprimento das pernas, desde os pés até a cintura.

Durante as sessões de massagem tailandesa, a pessoa participa ativamente dos movimentos, diferente das práticas de shiatsu e massagem sueca, em que a pessoa fica deitada na cama. Entretanto, é necessário que pessoas com problemas de coração ou doenças na coluna consultem o médico antes de fazer esse tipo de massagem.

Após uma massagem tailandesa, a pessoa pode se sentir muito relaxada, no entanto, é importante levar em consideração que os músculos foram trabalhados, alongados e estimulados e por isso, é necessário descansar e beber muita água.

Leia também: A Massagem Tântrica a 4 mãos:Tudo em dobro
    Técnicas de massoterapia: conheça 3 tipos

Seus benefícios:

A massagem tailandesa oferece inúmeros benefícios, principalmente para pessoas com problemas como asma e pressão alta. Mulheres grávidas também podem ser beneficiadas com esta técnica, mas é necessário que o profissional seja especializado para evitar riscos.

Alguns deles são:

  • Relaxamento muscular
  • Melhora da resistência física
  • Melhora da respiração
  • Tonificação dos músculos
  • Liberação do estresse
  • Aumento da energia
  • Prevenção e tratamento da inflamação nas juntas
  • Melhora da pele
  • Melhora do humor

Depois de tirar todas as suas dúvidas sobre essa modalidade de massagem, não tem mais porque você adiar marcar sua sessão! Deixe seu comentário, a fim de ajudar futuramente os amantes da massagem na hora de fazer a escolha certa, em relação a qual massagem escolher.
Te espero no próximo post, até lá!

Não possui comentários no momento. Seja o primeiro a comentar!

Источник: https://espacoterapias.com.br/massagem-tailandesa-conheca-sua-origem-e-beneficios/

Massagem tântrica: conheça todos os seus benefícios para o sexo

O que é a massagem tailandesa e para que serve

30 de maio de 2019

  |  Tempo de leitura: 10 minutos

Massagem tântrica é uma prática que difere da massagem tradicional por incorporar a essência tântrica da shakti, que em sânscrito significa energia. Esta forma de massagem trabalha para remover os bloqueios que as pessoas modernas enfrentam, sejam elas físicas, mentais, emocionais, sexuais ou mesmo psicossomáticas.

Você já deve ter ouvido falar em massagem tântrica. Mas, você sabe como e por quais motivos ela é tão benéfica para a sexualidade?

A técnica, originária da Índia e com mais de 5.000 anos de existência, é mais que uma massagem convencional. Seu objetivo não é relaxar os músculos e aliviar tensões do dia a dia, mas sim excitar o sensorial do corpo inteiro, promovendo um novo entendimento do prazer.

Embora tenha um caráter erótico, a massagem tântrica não é apenas um momento de estímulo sexual: ela funciona como excelente estratégia terapêutica para o processo de autoconhecimento, ajudando a superar traumas, bloqueios e inibições.

Saiba como experimentar esse precioso recurso e entenda porque a prática revoluciona o conceito de prazer — tanto para quem faz quanto para quem recebe a massagem!

Redescoberta da sexualidade

Pare um instante para lembrar como a percepção de sua sexualidade foi construída, através da cultura e das orientações que recebeu, especialmente na adolescência.

Cuidados para evitar uma gravidez indesejada, bem como doenças sexualmente transmissíveis, sempre estiveram em evidência nessas abordagens iniciais, não é verdade? É claro que tais informações são necessárias. Porém, por vezes, elas são tão onipresentes que cedem pouco espaço para conversas mais sintonizadas com a descoberta do prazer.

Com o tempo — e vivência prática — passamos a explorar o corpo e compreendemos o que nos excita e estimula nossa libido. Essa parte do percurso, porém, é muito mais intuitiva e depende do que nos permitimos, depois de recebermos tantas recomendações sobre os perigos do sexo.

Em geral, centramos nossa experiência nas zonas erógenas mais óbvias, atribuindo o ápice da satisfação sexual aos órgãos genitais, já que através deles atingimos o orgasmo.

A essência da massagem tântrica propõe uma revisão nessa ideia. Ela entende que o corpo inteiro é um convite ao prazer.

Portanto, seu objetivo é provocar novos estímulos, tanto para homens quanto para mulheres, expandindo a compreensão da sexualidade, num verdadeiro processo de conexão com os potenciais inexplorados do corpo.

O que é a massagem tântrica?

Diferente de massagens relaxantes tradicionais, a massagem tântrica privilegia toques muito sutis, despertando uma original relação sensorial.

Existem profissionais qualificados, que dominam as técnicas e sabem conduzir as sessões de massagens como legítimas terapias.

É importante destacar que, nesses casos, não estamos falando de situações que envolvam o ato sexual. O que o profissional realiza é um ritual de estímulos, que conduzem a uma inédita empatia com o próprio corpo.

Entenda da seguinte forma: enquanto o psicólogo pode lhe ajudar no processo de autodescoberta psíquica, o massoterapeuta tântrico auxilia no autoconhecimento através do corpo, incitando sensações e emoções reprimidas ou desconhecidas.

A renovada consciência do corpo resulta em prazer. Imediato, mas também contínuo, uma vez que pontos adormecidos foram ativados.

Como o êxtase corporal dá abertura à vivência da sexualidade, é natural que, depois das massagens, homens e mulheres tenham, com seus parceiros, momentos de intimidade mais prazerosos, plenos e libertos de amarras. Os relatos de quem experimenta a técnica são bem enfáticos nesse sentido: a vida sexual atinge uma qualidade ímpar!

Como fazer massagem tântrica?

Embora o conhecimento pleno das técnicas exija aprofundamento — aliás, existem muitos cursos e workshops que podem auxiliar para atingir tal entendimento — você pode experimentar um “modo básico”, com seu parceiro, como uma estratégia para apimentar a relação e aumentar a sintonia do casal.

Confira nossas dicas!

1. Crie o ambiente propício

Na situação ideal, você contará com um futon, já que a massagem tântrica é realizada no chão. Mas nada impede que a criatividade e o improviso deem uma outra solução. Use um colchão comum ou mesmo a cama, desde que se sinta confortável para os movimentos.

Reduza a iluminação, criando um clima mais intimista e aconchegante.

Utilize incenso ou aromatizadores suaves (pode ser uma vela, que também desempenharia a função de iluminar, na medida certa).

Escolha uma música tranquila e deixe tocando ao fundo, em volume baixo, só para ajudar a compor o momento.

Nenhum estímulo deve ser maior que o sentido do tato, protagonista da massagem. Pense em todos esses elementos como cenário: eles não devem roubar a cena!

2. Esqueça o relógio

Nada de pressa! Não existe um tempo a ser cronometrado quando você se propõe à massagem tântrica. Portanto, verifique que a situação escolhida é oportuna para ambos, sem compromissos que possam interromper todo o ritual.

A ideia é que o casal possa se entregar à massagem, esquecendo outras preocupações. A conexão com o corpo pede tranquilidade e exclusividade de atenção.

Assim, você estará cometendo um “erro” se julgar que 15 minutinhos são suficientes. Pense em algo em torno de 1 a 2 horas. É uma média mais equilibrada.

3. Separe alguns apetrechos

Nada extraordinário: apenas um óleo, para deslizar os movimentos com maior facilidade e, se quiser, alguns lenços e plumas, para explorar sensações de toque.

Assim, procure por um óleo corporal — ou específico para massagens — cujo cheiro não incomode quem faz e quem recebe a massagem. Preferencialmente, algum com aroma muito suave. Lembre que o sentido do tato não deve ser ofuscado por nada que roube sua preponderância.

4. Preliminares da massagem tântrica

Ambos devem estar nus e, de frente um para o outro, devem sentar com as pernas cruzadas, em posição de lótus (ou “índio”, como temos o hábito de falar).

Durante um bom tempo, o casal precisa permanecer nessa posição, sem se tocar, apenas trocando olhares profundos, sem nada dizer. A propósito, quanto mais silenciosa for toda a massagem, melhor.

Devem buscar a sintonia entre respirações, entrando num mesmo ritmo e, assim, aguçando a harmonia entre corpos e emoções.

Quando sentirem que estão integrados, podem se aproximar, sempre com muita calma e delicadeza, experimentando abraços e beijos desacelerados e leves.

5. Passo a passo da massagem tântrica

Depois desse preparo, ambos estarão no clima certo para a massagem propriamente dita.

Quem a receberá primeiro? Não há nenhuma regra. O casal pode se deixar levar e buscar intercalar essa “ordem”. Numa primeira vez, é interessante que aquele que está mais instruído tome a iniciativa.

  • Aquele que irá receber a massagem deve deitar de bruços, enquanto quem a realizará deve buscar uma posição confortável, sentado ou de joelhos — uma sugestão é apoiar um dos joelhos entre as pernas entreabertas do parceiro e o outro, do lado de fora.
  • Espalhe um pouco de óleo nas mãos e comece a tocar o corpo do parceiro, apenas com a ponta dos dedos. Essa técnica é chamada de massagem sensitive.
  • Explore cada parte do corpo, com movimentos extremamente leves e sem a menor pressa.
  • Experimente variar as formas dos movimentos, para que não se tornem previsíveis. Em círculos, de cima para baixo, amplos, dedilhados… Enfim, concentre-se em surpreender quem recebe a massagem, com a maior variedade de estímulos possíveis.
  • Caso tenha separado os apetrechos sugeridos no item 3 de nossa lista, utilize-os, se sentir que serão agradáveis. Ou tente o toque com os cabelos, sempre lembrando que, quanto mais sutil for o contato, mais potente a sensação.
  • Depois, quem recebe a massagem deve virar de lado e receber mais estímulos nessa posição.
  • Após explorar os dois lados, peça que o parceiro fique de frente. Siga no mesmo ritmo, sempre buscando manter o silêncio.
  • Num primeiro momento, não toque os genitais. A excitação será maior. Essa demora proposital, quanto ao toque nas zonas erógenas principais, é o grande segredo para orgasmos mais longos e intensos.
  • Por fim, chegue aos genitais e mantenha o tato gentil, como fez nas demais partes do corpo. Não deve ocorrer penetração. É possível que tanto o homem quanto a mulher gozem nesse momento. O ideal seria não parar a massagem tântrica por aí! Especialmente no caso das mulheres — que podem ter orgasmos múltiplos num curto intervalo de tempo — a continuação dos estímulos pode ocasionar níveis de prazer inigualáveis!

Benefícios da massagem tântrica

Casais que praticam a massagem tântrica estabelecem uma intimidade, sintonia, cumplicidade e conexão muito superior. Além, claro, de uma vida sexual bem mais interessante e prazerosa.

Mas, além de redefinir os conceitos sobre a intensidade do prazer, a massagem tântrica traz outros benefícios, tais como:

Ao tornar a massagem tântrica parte de sua vida, é provável que você reinterprete o papel da sexualidade em sua saúde física e mental. Sexo está intrinsecamente ligado à sua felicidade e realização pessoal — e, na prática, isso fica bastante evidente.

Terapia Sexual

Finalmente, invista num próximo passo! Que tal experimentar a terapia sexual? Ela conduzida por sexólogos, que são profissionais com formação em psicologia e especialistas em sexologia.

Se procuramos terapias para vivermos melhor, com menos bloqueios e maior plenitude, por que não buscar alguém com conhecimento específico numa área tão relevante para nossa autossatisfação? Aprimorar o desenvolvimento da sexualidade trará inúmeros reflexos para qualidade de vida. Aposte nisso!

E aí, interessou? Veja como você pode agendar uma consulta com um sexólogo online e, na comodidade de sua casa, receber um atendimento extremamente qualificado, com todo respeito à sua privacidade.

Plataformas como a Vittude podem facilitar a busca por um psicólogo que atenda a requisitos específicos para atender a todos que precisem de acompanhamento. Acesse nosso site e confira você mesmo todas as oportunidades oferecidas!

E então, gostou do artigo? Assine nossa newsletter e receba, em sua caixa de email, notificações sobre nossas publicações!

Leia também:

Como apimentar a relação? 5 dicas para melhorar o sexo

Sexologia: o que é e qual sua ligação com a psicologia?

Tatiana Pimenta

CEO e Fundadora da Vittude. É apaixonada por psicologia e comportamento humano, sendo grande estudiosa de temas como Psicologia Positiva e os impactos da felicidade na saúde física e mental.

Cursou The Science of Happiness pela University of California, Berkeley. É maratonista e praticante de Mindfulness. Encontrou na corrida de rua e na meditação fontes de disciplina, foco, felicidade e produtividade.

Você também pode me seguir no Instagram @tatianaacpimenta

Источник: https://www.vittude.com/blog/massagem-tantrica/

Conheça 15 tipos de massagem e seus benefícios

O que é a massagem tailandesa e para que serve

Massagem é a prática de esfregar e amassar o corpo usando as mãos, aplicando pressão local de modo suave ou forte, com a finalidade de aliviar a dor e a tensão dos músculos e articulações do corpo. Um massagista é uma pessoa treinada para fazer massagem.

Existem vários tipos de massagem que se concentram em diferentes partes do corpo, com distintas abordagens de cura. Confira:

1. Massagem sueca

A massagem sueca é um tipo de massagem de corpo inteiro que é ideal para pessoas que são iniciantes, têm muita tensão e são sensíveis ao toque. Ela ajuda desfazer os nós musculares e é uma boa escolha para relaxar completamente.

Para esse tipo de massagem, é necessário retirar as roupas, com exceção da roupa íntima. A pessoa a ser massageada é coberta por um lençol que será retirado pelo massagista apenas das partes massageadas.

O massagista usará uma combinação de:

  • Amasso;
  • Movimentos longos e fluidos na direção do coração;
  • Movimentos circulares profundos;
  • Vibração e batidas;
  • Técnicas de movimento articular passivo.

Normalmente, uma massagem sueca dura entre 60 e 90 minutos.

2. Massagem com pedras quentes

A massagem com pedras quentes é indicada para pessoas que têm dores musculares e tensão, ou que simplesmente querem relaxar. Esse tipo de massagem terapêutica é semelhante à massagem sueca, a única diferença é que são usadas pedras em vez das mãos. Ela serve para aliviar a tensão muscular, relaxar, melhorar o fluxo sanguíneo e a dor.

O massagista coloca pedras aquecidas em diferentes áreas do corpo fazendo movimentos similares aos da massagem sueca, com pressão suave.

A pessoa a ser massageada não usa roupas, a não ser que se sinta mais confortável. Esse tipo de massagem costuma durar 90 minutos.

3. Massagem de aromaterapia

A massagem de aromaterapia é um tipo de massagem indicado para pessoas que buscam se curar emocionalmente. Esse tipo de massagem melhora o humor; reduz o estresse e a ansiedade; alivia a tensão muscular e a dor; e reduz os sintomas da depressão.

  • O que é depressão pós-sexo
  • O que são óleos essenciais?

O massoterapeuta combina pressão suave e uso de óleos essenciais na pele e em um difusor.

Às vezes, a massagem de aromaterapia se concentra apenas nas costas, ombros e cabeça e dura entre 60 e 90 minutos.

4. Massagem profunda

Durante a massagem profunda é utilizada mais pressão do que na massagem sueca. É uma boa opção para quem tem problemas musculares crônicos, como dor ou lesão. Pode ajudar a aliviar os músculos tensos, a dor muscular crônica e a ansiedade.

  • 15 opções de remédio natural para ansiedade

Durante a massagem profunda, o massagista usa movimentos lentos e uma pressão profunda dos dedos para aliviar a tensão das camadas mais profundas dos músculos e tecidos conjuntivos. A pessoa a ser massageada pode ficar nua ou usar apenas a roupa íntima. Esse tipo de massagem dura em torno de 60 a 90 minutos.

5. Massagem esportiva

A massagem esportiva é uma boa opção para quem possui lesão causada por movimento repetitivo, como pode acontecer quando há prática de algum esporte. Também é importante para prevenir lesões esportivas, aumentar a flexibilidade e o desempenho físico.

Além disso, a massagem esportiva pode ser usada para aliviar a dor, a ansiedade e a tensão muscular. Ela pode ser feita no corpo se concentrar nas partes do corpo que precisam de mais atenção.

A pressão profunda pode ser alternada com movimentos suaves, dependendo das necessidades.

Esse tipo de massagem pode ser feita usando roupas finas ou de corpo nu e dura entre 60 e 90 minutos

6. Massagem de ponto-gatilho

Imagem editada e redimensionada de Toa Heftiba, está disponível no Unsplash

A massagem de ponto-gatilho é mais adequada para pessoas que têm lesões, dores crônicas ou condições específicas.

Às vezes, áreas de tensão nos tecidos musculares, conhecidas como pontos-gatilho, podem causar dor em outras partes do corpo.

Concentrar a massagem nos pontos-gatilho ajuda a reduzir a dor em outras partes do corpo.

A massagem de ponto-gatilho usa traços largos e fluidos que são suaves e relaxantes combinados com uma pressão mais forte e profunda.

A massagem incluirá trabalho em todo o corpo, embora o terapeuta se concentre em áreas específicas do corpo que precisam ser liberadas.

Você pode usar roupas leves para a massagem ou ser totalmente ou parcialmente despido. Esse tipo de massagem geralmente dura entre 60 a 90 minutos.

7. Reflexologia

Imagem editada e redimensionada de massagenerds, está disponível no Pixabay

A reflexologia é indicada para quem está procurando relaxar ou restaurar seus níveis naturais de energia.

Também é uma boa opção para quem não se sente à vontade em ser tocado no corpo inteiro, pois essa técnica usa uma pressão (de suave a firme) apenas em pontos dos pés, mãos e orelhas.

Uma massagem de reflexologia dura em torno de 30 a 60 minutos.

8. Massagem shiatsu

Imagem: “Keith Shiatsu-069-Edit-2-Edit” (CC BY 2.0) de Stewart Black

A massagem shiatsu é um tipo de massagem japonesa indicada para pessoas que querem se sentir relaxadas e aliviar o estresse, a dor e a tensão. Ela promove o relaxamento físico e emocional; alivia o stress, a ansiedade e a depressão; pode aliviar a dor de cabeça e reduz a tensão muscular.

Ela pode ser feita em todo o corpo em regiões específicas que precisem de atenção extra. Durante a massagem, o terapeuta usa as mãos, as palmas das mãos e os polegares para massagear certos pontos do corpo. São utilizadas técnicas de pulsação ou pressão rítmicas e a pessoa não precisa se despir se desejar. Esse tipo de massagem dura entre 60 e 90 minutos.

9. Massagem tailandesa

A massagem tailandesa aumenta a flexibilidade, a circulação e os níveis de energia. Essa massagem é feita no corpo inteiro usando uma sequência de movimentos que são semelhantes aos alongamentos feitos na ioga.

O massagista usa as palmas das mãos e os dedos para aplicar uma pressão firme; e estica e torce o corpo em várias posições. Você pode usar roupas folgadas e confortáveis ​​durante esse tipo de massagem. Ela dura entre 60 e 90 minutos.

10. Massagem pré-natal

A massagem pré-natal pode ser uma maneira segura das gestantes reduzirem as dores, o estresse e a tensão muscular durante a gravidez. Ela pode ser aplicada em qualquer momento da gestação. No entanto, muitas instalações não oferecem as condições ideais para realização de massagem às gestantes no primeiro trimestre de gravidez, devido ao risco de aborto espontâneo durante esse período.

A massagem pré-natal usa pressão leve semelhante à massagem sueca. Nesse tipo de massagem, o massagista se concentra em áreas como a parte inferior das costas, os quadris e as pernas. A pessoa pode ficar total ou parcialmente despida, dependendo do nível de conforto.

Durante a massagem, a gestante fica deitada de lado ou em uma mesa especialmente projetada com um recorte para sua barriga. Mas atenção: se você está grávida e apresenta dor nas panturrilhas ou outras partes da perna, procure ajuda médica antes de fazer massagem.

O tempo de duração é entre 45 e 60 minutos.

11. Massagem de casal

A massagem de casal proporciona todos os benefícios de uma massagem normal e, às vezes, fornece acesso às banheiras de hidromassagem, saunas e outras instalações do spa. Outros tratamentos, como pedicure, tratamentos faciais e esfoliação corporal, às vezes são oferecidos como parte de um pacote.

Normalmente, você pode escolher o tipo de massagem que gostaria de receber junto com sua companheira ou companheiro. Mas também é possível escolher receber um tipo diferente de massagem do parceiro. O casal fica em mesas lado a lado, e cada um tem seu próprio massoterapeuta, sendo possível conversar durante a massagem, se for o desejado

12. Massagem em cadeira

A massagem realizada em uma cadeira é indicada para quem deseja uma massagem rápida concentrada no pescoço, nos ombros e nas costas. Essa técnica também pode ser uma forma de ter o primeiro contato com esse universo da massagem.

Ela ajuda a aliviar o estresse e a ansiedade, usando pressão média. A pessoa massageada permanece totalmente vestida e se senta sobre a cadeira especialmente projetada para que o massagista realizar o seu trabalho.

Esse tipo de massagem dura entre dez e 30 minutos.

13. Shantala

Shantala é uma técnica de massagem de origem indiana, inspirada na Medicina Ayurvédica, desenvolvida para ser aplicada em bebês.

Entre os inúmeros benefícios da shantala, ela proporciona alívio das cólicas, promove bem-estar e fortalece o vínculo afetivo de mãe e pai com o bebê. A técnica é ancestral e foi trazida para o ocidente na década de 1970 pelo obstetra francês Dr.

Frédérick Leboyer, que ficou fascinado ao ver uma mulher em Calcutá massageando seu filho. Entenda mais sobre o tema na matéria: “Shantala: conheça a massagem para bebês”.

14. Massagem tântrica

A massagem tântrica é um tipo de massagem erótica que também envolve uma ligação espiritual muito forte e presente. A técnica tem raízes em terapias antigas do Tantra Yoga e tem como base o Tantra, filosofia que surgiu na cultura Drávida, em 2500 a.C., em uma região hoje conhecida como Paquistão.

O propósito da massagem tântrica é permitir a conexão com o parceiro ou a parceira de forma mais espiritual e consciente, tornando o relaxamento e a tranquilidade o objetivo final.

A prática envolve os chakras e usa transferência de energias para estimular todas partes do corpo. Ainda que seja uma massagem erótica, o foco da massagem tântrica não é, necessariamente, a relação sexual propriamente dita.

Saiba mais sobre o tema na matéria: “Massagem tântrica: o que é, benefícios e como fazer”

15. Automassagem

Automassagem é uma maneira simples, rápida e prática de se livrar de dores indesejáveis e relaxar no conforto de casa. E o melhor de tudo: não custa nada! Além de aliviar a tensão muscular, a automassagem é uma ferramenta de autocuidado e pode proporcionar os mesmos benefícios para a saúde que uma massagem tradicional. Confira 10 técnicas para relaxar e aliviar dores com automassagem.

Veja também:

Cadastre-se e receba nosso conteúdo em seu email. Comunicar erro

Источник: https://www.ecycle.com.br/7206-tipos-de-massagem.html

Massagem tailandesa: o que é e quais os benefícios? | MS

O que é a massagem tailandesa e para que serve

Início » Saúde » Bem-estar » Massagem tailandesa: o que é e quais os benefícios?

Você já ouviu falar sobre massagem tailandesa? 

É bem provável que a grande maioria das pessoas tenha uma visão distorcida sobre a técnica milenar. Ao contrário do que se pensa, o procedimento não possui conotação sexual e sim fins medicinais.

Confira agora mais informações sobre a técnica que incentiva a saúde e o bem-estar.

Criada há mais de 2 mil anos, a massagem tailandesa, também conhecida como Thai massagem, é uma técnica terapêutica corporal que tem como finalidade o equilíbrio e o bem-estar tanto físico quanto mental.

A massagem foi criada como uma maneira de liberar a energia acumulada, por meio dos pontos de energia vital do corpo.

Acredita-se que foi fundada por Jivaka Kumar Baccha, médico indiano muito próximo de Buda. Ele é considerado na Tailândia como o pai da medicina. 

Na filosofia tailandesa, em que a prática se fundamenta, acredita-se que no corpo humano há diversas linhas de energia que governam a vida. Para assegurar o equilíbrio mental e físico do indivíduo, movimentos de pressão e alongamento são efetuados sob essas linhas. 

Apesar de ao longo do tempo ter sido atribuída a massagem um estereótipo erótico — por conta do contato próximo entre o corpo do massagista e o cliente —, o procedimento tem relação com saúde e bem-estar.

É importante ressaltar que a atividade é considerada uma prática medicinal, sendo o relaxamento apenas uma consequência. Sua finalidade médica tem relação com o alívio e tratamento de dores e doenças.

A massagem faz parte da Medicina Tradicional Tailandesa (MTT) e possui semelhanças com o Yoga.

Leia mais: Massagem terapêutica: o que é e quais são os benefícios

Massagem tailandesa é massagem tântrica?

Não. Apesar de ser associada, popularmente, a uma modalidade sexual, a massagem tailandesa não possui relação com a massagem tântrica. 

A primeira diferença é em relação à finalidade. Enquanto a massagem tântrica tem como objetivo o autoconhecimento e expansão da sensibilidade, redistribuindo as energias sexuais do corpo e identificando novos pontos de prazer, a massagem tailandesa visa o bem-estar e o equilíbrio físico e mental.

Outra grande diferença é no ato da massagem. Enquanto a massagem tailandesa é realizada com o indivíduo de roupa, a tântrica é feita sem o uso de vestimentas. A primeira não utiliza óleos durante a massagem, enquanto a segunda, sim.

Os movimentos também são distintos. A massagem tailandesa realiza movimentos de alongamento e pressão sobre o corpo, utilizando as mãos, pés e joelhos como instrumento. Já a tântrica, utiliza toques sutis dos dedos por todo o corpo. 

Massagem tailandesa é yoga?

Não. Apesar de utilizar parte da filosofia e movimentos do yoga, a massagem tailandesa é uma modalidade única.

O Yoga não requer dois indivíduos para ser realizado, podendo ser praticado de forma individual. Já a massagem tailandesa exige a presença de um massagista para que ocorra da forma correta.

Outro ponto é em relação à meditação. A massagem tailandesa não possui foco principal as técnicas de respiração — apesar de serem utilizadas — , já o Yoga promove um processo intenso de controle da inspiração e expiração. 

Os benefícios mentais (e físicos) da respiração profunda

Quem pode fazer?

O procedimento é indicado para todas as pessoas, independentemente da idade e condicionamento físico. É preciso que cada pessoa seja avaliada individualmente para que suas necessidades e limitações sejam consideradas.

Pessoas com problemas estruturais, como a escoliose, em condições pós-cirúrgicas ou com dores articulares ou musculares intensas precisam de uma avaliação individual.

Como é feita a massagem tailandesa: movimentos

A massagem é realizada no solo, geralmente sob um tatame ou colchão firme.

Tanto o(a) profissional quanto o(a) paciente devem estar usando roupas confortáveis, que facilitem o deslocamento na hora de realizar os movimentos. 

A duração da sessão pode variar entre 1 e 2 horas e consiste em utilizar as mãos, cotovelos, joelhos e pés para alongar, dobrar e pressionar áreas de todo o corpo. Quanto maior a pressão necessária, maior o conjunto de membros utilizados para realizá-la.

Num primeiro momento, o(a) profissional se posiciona de joelhos à frente de quem vai receber a massagem, que fica deitado(a) no chão. Em seguida, vai pressionando com as mãos todo o comprimento das pernas, desde os pés até a cintura. 

Ao longo da massagem, outros movimentos são realizados. Um deles é quando o(a) massagista fica de pé e posiciona a perna do(a) paciente em 90º. Logo depois, realiza um alongamento, empurrando a perna do indivíduo em direção à cabeça. 

Outro movimento também característico da Thai Massagem é o alongamento da coluna. O(A) paciente se senta e o(a) massagista puxa os braços da pessoa para trás e apoia os pés em suas costas, realizando o alongamento.  

Apesar de atualmente algumas pessoas utilizarem óleos e cremes durante a prática, na massagem original o uso não é feito. 

Benefícios da massagem tailandesa

A massagem tem finalidade de proporcionar bem-estar e saúde, dessa forma, os movimentos propiciam vários benefícios para o corpo humano.

Alguns deles são:

  • Balanceamento energético;
  • Relaxamento muscular;
  • Melhora da resistência física;
  • Fortalecimento dos músculos;
  • Alívio de dores;
  • Alívio da tensão e ansiedade;
  • Estímulo do sistema linfático;
  • Estímulo à circulação do sangue.

Apesar de possuir benefícios, a massagem tailandesa pode não ser recomendada em algumas situações. Algumas delas são:  

  • Após cirurgias ou lesões;
  • Quando há presença de doenças de pele e/ou machucados;
  • Problemas cardíacos e vasculares;
  • Osteoporose.

Fazer a massagem após as refeições não é indicado e gestantes devem sempre consultar um(a) médico(a) antes de realizar o procedimento. 

A prática com profissionais capacitados também é um cuidado de extrema importância, pois quando não realizada da forma correta, pode desencadear problemas para o corpo. Por isso, procure sempre um(a) profissional qualificado(a).

A Massagem tailandesa não é muito conhecida, mas auxilia na manutenção da boa saúde corporal. Você já conhecia essa técnica? Conta pra gente nos comentários!

O Minuto Saudável traz outras informações sobre saúde e bem-estar. Confira!

Источник: https://minutosaudavel.com.br/massagem-tailandesa/

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: