O que pode ser a dor nos testículos e como tratar

Varicocele – O que é – Doenças Urológicas

O que pode ser a dor nos testículos e como tratar

Também conhecida como varizes do saco escrotal, a varicocele é a dilatação anormal das veias dentro do escroto, a bolsa que detém os testículos.

A varicocele está associada à infertilidade masculina. Segundo dados, 2/3 dos portadores de varicocele são inférteis. Também pode causar atrofia testicular.

A falta de hábito dos homens em realizar consultas periódicas agrava os problemas causados pela varicocele. Quando diagnosticada e tratada precocemente, tem grandes chances de cura. 

Diagnóstico

O exame físico é o primeiro passo para o diagnóstico. Se a averiguação da região escrotal for inconclusiva, o médico poderá solicitar exames específicos como o ultrassom escrotal.

Outros testes complementares ajudam no diagnóstico, entre eles o eco-doppler colorido, que confirma a suspeita do exame clínico.

Fatores de risco

O cordão espermático é responsável por transportar o sangue para os testículos. A varicocele se forma quando as válvulas de dentro das veias do cordão impedem o fluxo adequando de sangue. Isso causa inchaço e alargamento das veias, formando as varizes, como ocorre nas pernas.

É uma condição mais comum em homens entre 15 e 25 anos, sendo a idade o único fator de risco associado ao problema. Pesquisas têm relacionado o surgimento dessas varizes também ao excesso de peso, mas a relação ainda não foi comprovada.

O surgimento súbito de varicocele em homens mais velhos pode estar associado a um tumor renal que bloqueia o fluxo de sangue.

Prevenção

A varicocele não pode ser prevenida. No entanto,é preciso atenção médica para prevenir o avanço das varizes e complicações como a infertilidade.

É importante consultar um urologista para saber como tratar o problema, principalmente quando causa dores.

Sintomas

A varicocele, geralmente, é uma condição indolor. No entanto, em alguns casos a dor pode se manifestar principalmente após a prática de exercícios físicos e melhorará se o homem se deitar de costas. A dor também varia de intensidade ao longo do dia.

Com o tempo, se não tratada, as varizes podem aumentar de tamanho e manifestar sinais de atrofia testicular e infertilidade.

Tratamento

A maioria dos pacientes com varicocele não precisa de tratamento. Quando apresentam dor testicular podem ser tratados com medicamentos ou uso de suspensório escrotal.

No entanto, pacientes com sintomas mais graves como atrofia testicular, infertilidade e deterioração da função testicular podem ser submetidos à reparação cirúrgica das varizes.

A cirurgia tem como objetivo lacrar as veias afetadas para redirecionar o fluxo de sangue para as veias normais. São três os tipos de reparos cirúrgicos: cirurgia aberta, laparoscopia e embolização percutânea.

O procedimento apresenta poucos riscos, entre eles acúmulo de líquido em torno dos testículos, danos a uma artéria ou recorrência do problema.

Perguntas frequentes

Quando a varicocele precisa ser tratada?

Ela deve ser tratada quanto afeta a fertilidade masculina. Quando diagnosticada, deve-se solicitar a coleta de sêmen para realização do espermograma, que avalia a quantidade e a qualidade dos espermatozoides.

Portanto, homens que têm varicocele diagnosticada no exame físico e alteração no espermograma têm indicação para o tratamento cirúrgico.

Como é o pós operatório?

O paciente geralmente tem alta no mesmo dia. Entre os cuidados, destacam-se:

  • Primeiro curativo deve ficar por 48 horas
  • Não dirigir por no mínimo 3 dias
  • Atividades físicas só podem ser retomadas 30 dias depois e a atividade sexual 7 dias após a cirurgia
  • O retorno ao trabalho será decidido depois da primeira inspeção médica
  • As medicações para dor e antibióticos são mantidas por 7 a 14 dias

O tratamento pode ser realizado em conjunto com a fertilização in vitro?

Sim, pode ser feito como uma tentativa antes da fertilização, ou mesmo durante. O tratamento da varicocele deve ser encarado como um cuidado da saúde do homem, precisa ser sempre alinhado com a equipe de ginecologia que cuida do casal, de maneira harmoniosa e transparente.

Após a cirurgia o espermograma melhora?

Sim, em até 70% dos casos há melhora no exame de espermograma. As taxas de gravidez também são mais altas em homens inférteis operados de varicocele, quando comparamos com os não operados.

Mais importante do que isso, ou seja, além de possibilitar o restabelecimento da fertilidade do homem, também previne e preserva a saúde testicular, pois a varicocele é uma doença que irá progredir com o tempo, levando em muitos casos à atrofia testicular.

É preciso tratar a varicocele na adolescência?

Em adolescentes a presença de varicocele levanta preocupação acerca do efeito a longo prazo desta patologia na função testicular. O importante é fazer o acompanhamento do problema com avaliação urológica, ultrassom e espermograma.

Se houver algum sinal de comprometimento da função testicular, seja por redução do volume de um dos testículos ou queda na qualidade do espermograma, está indicado o tratamento cirúrgico.

Источник: https://www.ladoaladopelavida.org.br/varicocele-o-que-e-doencas-urologicas

Dor nos testículos: o que pode ser? – Clínica Reproduce

O que pode ser a dor nos testículos e como tratar
BLOG

Os testículos têm uma função primordial no aparelho reprodutor masculino, pois são eles os responsáveis por produzir o espermatozoide, gameta que se unirá ao óvulo (gameta feminino) para dar origem a um embrião. A produção dos espermatozoides começa na puberdade e continua por toda a vida do homem.

É a partir dos testículos que os espermatozoides seguirão para os epidídimos, canais minúsculos em que ficam armazenados. Depois, continuarão sua jornada até as vesículas seminais, onde se juntarão a um líquido viscoso que os nutre, formando o sêmen.

Quando o homem ejacula durante a relação sexual, o sêmen é projetado para fora do corpo dele, dentro do aparelho reprodutor feminino, com o potencial de fecundar o óvulo e iniciar uma gravidez.

A saúde e consequente bom funcionamento dos testículos, portanto, são aspectos fundamentais para a fertilidade masculina. Qualquer tipo de dor nos testículos pode indicar doenças que eventualmente venham a causar infertilidade. Neste artigo vamos falar sobre possíveis causas de dor nos testículos e como elas podem ser tratadas. Acompanhe.

O que pode causar dor nos testículos?

Algumas das possíveis causas para dor nos testículos são:

Epididimite

A inflamação dos epidídimos normalmente é causada por infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), como clamídia ou gonorreia.

Como os espermatozoides ficam armazenados nos epidídimos e dali seguem para a vesícula seminal, a epididimite pode prejudicar o transporte dos gametas e sua qualidade, causando infertilidade.

A doença pode causar sensibilidade, sensação de peso e dor nos testículos, entre outros sintomas.

Varicocele

Também conhecida como varizes nos testículos, a varicocele consiste na dilatação das veias da região escrotal. Essas varizes acabam por aumentar a temperatura local, o que prejudica a produção dos espermatozoides, podendo também causar infertilidade.

Na maioria das vezes a varicocele é assintomática, sendo percebida somente pelas veias aparentes. No entanto, em alguns casos a doença também pode provocar dor nos testículos.

Orquite

A orquite é a inflamação dos testículos, que pode ser causada por diversos patógenos, entre eles, pelo vírus da caxumba ou por bactérias, normalmente transmitidas por ISTs. A doença pode causar infertilidade, pois prejudica a produção da testosterona e dos espermatozoides. A dor nos testículos provocada pela orquite pode ser grave ou moderada, e geralmente é acompanhada de inchaço.

Torção testicular

Caracterizada por uma dor aguda e repentina, bem como inchaço do testículo, a torção testicular ocorre normalmente na adolescência, mas pode acontecer também na infância ou vida adulta.

Ela consiste na torção do cordão espermático, e precisa ser tratada rapidamente para restabelecer o fluxo sanguíneo no testículo. Na maior parte das vezes é necessário cirurgia, mas a torção pode se desfazer espontaneamente ou por intervenção manual do médico.

Tumores

Os tumores testiculares malignos são raros (representam cerca de 1% a 1,5% dos cânceres masculinos), porém também podem ser a causa de dor nos testículos, ao toque ou não. Normalmente esse sintoma é acompanhado de aumento do volume e lesão de consistência mais dura.

O que fazer em caso de dor nos testículos?

A dor nos testículos, isolada ou acompanhada de outros sintomas, como inchaço e assimetria entre eles, pode ser indicativo de doenças, sendo que muitas delas podem interferir na fertilidade masculina. Ao sentir qualquer tipo de dor nos testículos, portanto, é importante que o homem procure um urologista para investigar o problema, sobretudo se tiver a intenção de ter filhos.

De acordo com a causa da dor nos testículos, pode ser indicado tratamento medicamentoso, como no caso de infecções, ou cirúrgico, a exemplo da cirurgia de correção da varicocele. Quando o tratamento realizado não é o suficiente para restaurar a fertilidade do homem, podem ser indicadas técnicas de reprodução assistida, como a fertilização in vitro (FIV).

Esse método prevê a coleta dos gametas masculinos e femininos para fecundação em laboratório e posterior colocação dos embriões no útero da mulher.

Como a reprodução assistida pode ajudar?

As técnicas de reprodução assistida estão bastante avançadas, tanto em relação ao tratamento da infertilidade feminina como masculina. Sobretudo na FIV, como a fertilização é feita em laboratório, fora do corpo feminino, a manipulação dos gametas permite a utilização de algumas técnicas complementares, especialmente importantes para casos de problemas relacionados ao homem.

A principal delas é a injeção intracitoplasmática de espermatozoide (ICSI), em que a fertilização é conduzida por meio da introdução de um único gameta masculino dentro de um óvulo.

Assim, além de melhorar as chances de que ocorra a fecundação, a ICSI exige menos espermatozoides do que se o processo fosse feito como na FIV tradicional, em que uma grande quantidade de espermatozoides é colocada junto com o óvulo para que a fecundação ocorra espontaneamente.

Outra possibilidade da reprodução assistida para homens com problemas que afetam a produção ou transporte dos espermatozoides são as técnicas de recuperação espermática, em que os gametas são retirados diretamente dos testículos ou epidídimos.

Neste artigo buscamos mostrar alguns problemas que podem ser sinalizados pela dor nos testículos e como eles tendem afetar a fertilidade do homem. Para saber mais sobre infertilidade masculina, toque aqui.

Источник: https://reproduce.com.br/dor-nos-testiculos-o-que-pode-ser/

7 principais causas da dor nos testículos: saiba o que pode ser!

O que pode ser a dor nos testículos e como tratar

A dor nos testículos é um sintoma que pode afetar homens de todas as idades e que pode ser classificada como aguda ou crônica. A dor aguda é aquela que surge rapidamente e que dura poucas horas ou dias, sendo geralmente provocada por uma pancada nos testículos.

Já a dor crônica vai surgindo lentamente e mantém-se por várias semanas ou meses, podendo ser sinal de problemas mais sérios como hérnia inguinal, varicocele ou processos inflamatórios crônicos, por exemplo.

Em casos mais raros, este tipo de dor também pode indicar a presença de câncer de testículo, embora seja mais comum que no câncer o homem não sinta dor, conseguindo identificar somente um nódulo ou caroço endurecido. Saiba mais sobre como identificar o câncer de testículo.

7 principais causas de dor nos testículos

As causas mais comuns de dor no testículo incluem:

1. Varicocele

A varicocele é uma dilatação das veias do testículo que acontece, mais frequentemente, no testículo esquerdo, mas que também pode afetar apenas o direito ou ambos. Esta alteração provoca um desconforto constante, inchaço nos testículos e a sensação de calor, especialmente após caminhar ou fazer alguma atividade física. Entenda mais sobre a varicocele.

Como tratar: na maioria dos casos, a dor provocada pela varicocele é tratada com remédios analgésicos como Paracetamol ou Dipirona. Porém, se existir risco de infertilidade ou se a dor não melhorar com o uso de remédios pode ser preciso fazer uma pequena cirurgia para “ligar” as veias afetadas e fazer com que o sangue apenas circule pelos vasos saudáveis.

2. Hérnia inguinal

A hérnia inguinal é muito comum em crianças e jovens adultos, acontecendo quando uma porção do intestino, ou outro conteúdo abdominal, consegue passar por um local enfraquecido dos músculos abdominais, entrando no escroto e causando inchaço e dor constante, que pode agravar ao levantar, curvar-se ou ao levantar pesos, por exemplo.

Como tratar: a única forma de tratamento disponível é fazer a cirurgia para hérnia inguinal que permite recolocar a porção do intestino no local correto e reforçar os músculos abdominais. Saiba mais sobre como é feito o tratamento.

3. Epididimite

A inflamação do epidídimo, também conhecida como epididimite, pode ser causada por bactérias ou vírus, e tem como sintomas a dor intensa, inchaço do testículo, vermelhidão e febre com calafrios.

Como tratar: é necessário consultar o urologista para avaliar a necessidade de iniciar o uso de antibióticos, podendo ser a ceftriaxona ou quinolonas (geralmente ciprofloxacino), podendo variar o período do tratamento.

A torção do testículo normalmente é uma situação de emergência que é mais comum antes dos 25 anos e que provoca uma dor muito intensa, no entanto, existem casos em que essa torção não acontece completamente e, por isso, o homem pode apresenta apenas um desconforto constante ou uma dor intensa que vai e vem conforme os movimentos. Veja os outros sintomas comuns da torção.

Como tratar: em caso de suspeita de torção do testículo é importante ir rapidamente ao pronto-socorro para confirmar o diagnóstico e fazer a cirurgia para recolocar o testículo no local correto, evitando complicações como infertilidade.

5. Prostatite

A inflamação da próstata, conhecida como prostatite, normalmente causa sintomas como dor ao urinar, febre, dor perineal e sensação de não conseguir fazer o esvaziamento da bexiga. No entanto, também é comum sentir dor nos testículo, que piora ao palpar a região.

Como tratar: uma boa forma de aliviar a dor é fazer banhos de assento com água morna durante 15 minutos e praticar exercícios de kegel, no entanto, quase sempre também é necessário tomar antibióticos receitados pelo urologista, como ciprofloxacino ou levofloxacina.

6. Caxumba

Embora a caxumba normalmente afete as glândulas parótidas, que se encontram na região lateral do rosto, o vírus que provoca a doença também conseguem se deslocar até aos testículos, provocando inflamação. Dessa forma, pode acontecer de surgir dor nos testículos após uma situação de caxumba, devido à migração do vírus.

Como tratar: normalmente são usados remédios anti-inflamatórios e analgésicos, como Ibuprofeno ou Paracetamol, para aliviar os sintomas. Mas também é necessário fazer repouso e beber bastante água durante o dia para ajudar o corpo a eliminar o vírus. Saiba mais sobre porque a caxumba pode descer até os testículos e o que fazer.

7. Câncer de testículo

O câncer de testículo raramente provoca dor, no entanto, em casos mais avançados a dor pode surgir. Porém, nesses casos também é frequente que antes surjam outros sintomas que indiquem que algo está afetando a região, como inchaço intenso, alterações do tamanho dos testículos e caroços, por exemplo. Confira que sinais podem indicar câncer.

Como tratar: sempre que existir suspeita de câncer é muito importante consultar um urologista o mais rápido possível, uma vez que o diagnóstico precoce melhora as chances de cura. No entanto, em quase todos os casos é necessário remover o testículo afetado.

Assista o vídeo seguinte e veja como fazer o autoexame do testículo, de forma a identificar possíveis alterações:

Источник: https://www.tuasaude.com/dor-nos-testiculos/

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: