Principais Causas de Urina com Cheiro Forte

Contents
  1. URINA COM CHEIRO FORTE
  2. CAUSAS DE URINA COM CHEIRO FORTE
  3. TRATAMENTO PARA URINA COM CHEIRO FORTE
  4. Urina malcheirosa? Confira 10 possíveis explicações – Mundo Masculino – iG
  5. Por que sua urina cheira mal
  6. 1. Desidratação
  7. 2. Ingerir comidas diferentes
  8. 3. Tomar café demais
  9. 4. Infecção urinária
  10. 5. Ingerir um novo suplemento ou medicação
  11. 6. Começar uma dieta
  12. 7. Diabetes
  13. 8. Fístula na bexiga
  14. 9. Pedras nos rins
  15. 10. Doenças Sexualmente Transmissíveis
  16. Dor nos Rins? Conheça as principais causas e comece acabar com ela agora!
  17. Principais causas da dor nos rins
  18. 1. Pedras no rins
  19. 2. Infecção
  20. 3. Cisto ou rim policístico
  21. 4. Câncer
  22. 5. Hidronefrose
  23. 6. Trombose ou isquemia da veia renal
  24. 7. Lesões e pancadas
  25. Dor nos rins na gravidez
  26. Quando ir ao médico
  27. OUTRAS OPÇÕES
  28. Principais Causas de Urina com Cheiro Forte
  29. Mau cheiro na urina causado por bactérias
  30. Outras causas de cheiro forte na urina
  31. Doenças
  32. Tratamento para urina com cheiro forte
  33. Referências
  34. A dor é nos rins ou nas costas? Entenda a diferença
  35. Dor nos rins: o que pode ser?
  36. Cálculo renal
  37. Infecção
  38. Cistos
  39. Hidronefrose
  40. Trombose da veia renal
  41. Câncer
  42. Dor nos rins ou nas costas: como diferenciar?
  43. Localização
  44. Gravidade da dor
  45. Alívio da dor
  46. Sintomas característicos
  47. A importância da consulta médica
  48. Quais as principais causas da infecção urinária em mulheres? – PartMed – A maior rede de Clínicas Médicas do Brasil
  49. O que é a infecção urinária?
  50. Quais são as causas de infecção urinária?
  51. Má higiene
  52. Relação sexual
  53. Tamanho da uretra
  54. Mudanças hormonais
  55. Falta de hidratação
  56. Candidíase
  57. Doenças crônicas
  58. Quais são os sintomas da infecção urinária?
  59. Como diagnosticar a infecção urinária?
  60. Como tratar a infecção urinária?
  61. Quais são os riscos da infecção urinária?
  62. Mau cheiro na urina: 8 fatores que podem explicar o problema
  63. 2. Infecção urinária
  64. 3. Diabetes
  65. 5. Alguns alimentos
  66. 6. Uso de duchas vaginais
  67. 7. Ovulação
  68. 8. Alguns medicamentos

URINA COM CHEIRO FORTE

Principais Causas de Urina com Cheiro Forte

Uma urina mal cheirosa pode ser um indício de desidratação ou infecção urinária. Alimentos e medicamentos também são uma causa comum de alteração do odor da urina.

Neste texto vamos abordar as principais causas de uma urina com cheiro forte.

CAUSAS DE URINA COM CHEIRO FORTE

A urina apresenta um odor característico que é causado pela presença de uma substância chamada uréia. Quanto maior for a concentração de uréia, mais forte será o cheiro da urina. Na imensa maioria dos casos, uma urina mal cheirosa indica uma urina pouco diluída; em geral é uma urina com cor amarelo forte.

Portanto, o primeiro passo para que tem uma urina com cheiro forte é aumentar a ingestão de líquidos. Não existe um número mágico, temos que beber líquidos até a urina ficar quase transparente. Às vezes, são necessários até três litros de água por dia.

Além de melhorar o cheiro, uma urina diluída impede a formação de cálculos renais.

Quanto mais desidratado o paciente estiver, mais água os rins irão tentar preservar, o que provoca uma urina concentrada, que se caracteriza pela coloração mais amarelada e um odor mais intenso.

Mau cheiro na urina causado por bactérias

Se a urina já está bem diluída e ainda cheira mal, deve-se pensar na presença de bactérias que metabolizam a uréia em amônia, substância que apresenta odor ainda mais forte.

É importante salientar que a presença de bactérias na urina não indica necessariamente que haja uma infecção urinária. Só é considerada infecção urinária se houver sintomas associados à presença de bactérias.

Além da presença de bactérias na urina, algumas uretrites (infecções da uretra), como a gonorréia, também podem ser a causa do mau cheiro.

Um odor forte associado a um corrimento da uretra é muito indicativo de que a origem do cheiro seja uma infecção uretral.

Nas mulheres, esse corrimento uretral, que é mais discreto que o corrimento vaginal, pode passar despercebido, sendo o mau cheiro na urina uma dica para o diagnóstico.

Aliás, no sexo feminino é preciso ter certeza de que o suposto mau cheiro da urina não é na verdade um mau cheiro da vagina, causado por corrimentos vaginais. Uma consulta ao ginecologista pode descartar infecções vaginais e uretrites.

Outras causas de cheiro forte na urina

Existem medicamentos e alimentos que podem alterar o cheiro da urina. Aspargo e vitaminas são causas comum de urina com cheiro forte. Alguns antibióticos, principalmente da família da penicilina, também podem ser responsáveis. Às vezes não conseguimos detectar a causa do mau cheiro, mas mudanças na dieta podem melhorar o quadro.

O diabetes mellitus pode causar urina mal cheirosa, mas em geral apresenta outros sintomas associados, como perda de peso, fraqueza, sede, excesso de urina (poliúria), etc. Dificilmente, a urina com cheiro ruim é o único sintoma do paciente com diabetes.

Em pessoas mais velhas, câncer de bexiga e fístula (ligação) da bexiga para o intestino podem ser a causa do cheiro ruim. O câncer de bexiga costuma surgir em fumantes e cursa com hematúria (presença de sangue na urina).

A fístula da bexiga com o intestino causa um sintoma chamado pneumaturia, que é a saída de gases do intestino pela urina. São duas doenças que não devem ser pensadas em pessoas jovens, pois são muito raras nesta faixa etária.

Algumas doenças genéticas raras, como fenilcetonúria também dão cheiro forte, mas são doenças de recém-nascidos.

TRATAMENTO PARA URINA COM CHEIRO FORTE

O melhor tratamento para uma urina mal cheirosa é uma maior ingestão de líquidos. Antes de qualquer investigação, devemos nos certificar que a urina está bem diluída.

Se a causa da urina com cheiro forte for uma infecção urinária, uma uretrite ou uma vaginite, o odor melhora com o uso de antibióticos para tratar essas infecções. Se forem detectadas bactérias na urina, mas não existirem sintomas de infecção urinária, o tratamento com antibióticos é polêmico.

É preciso ter cuidado com o uso indiscriminado de antibióticos para evitar a ocorrências de bactérias resistentes. Se o odor for muito incômodo, um curso único de antibióticos pode até ser aceitável.

Porém, se o cheiro forte retornar depois de um tempo, não é prudente ficar repetindo o uso de antibióticos devido ao risco de selecionar bactérias resistentes.

Uso de medicamentos, principalmente aqueles famosos suplementos de vitamina, cuja eficácia para saúde é duvidosa, podem ser a causa. O cheiro pode desaparecer após alguns dias sem estas substâncias.

Источник: https://www.robertapascotto.com.br/urina-com-cheiro-forte/

Urina malcheirosa? Confira 10 possíveis explicações – Mundo Masculino – iG

Principais Causas de Urina com Cheiro Forte

A urina humana tem um cheiro característico de amônia. No entanto, alguns fatores podem piorar o odor do seu xixi, mesmo que você não perceba de imediato. Eles podem ser alimentares ou fruto de alguma doença que você tenha contraído ou herdado dos seus familiares – mas podem ser prevenidos e até mesmo corrigidos.

Leia também: Suco de tomate pode ajudar a prevenir infertilidade nos homens, diz estudo

Pixabay

A urina tem um cheiro característico, principalmente depois de muito tempo parada. Mas se você perceber que o odor piorou ou sofreu alguma alteração, é melhor revisar a sua dieta – e ir ao médico se tiver outros sintomas também

Segundo a revista americana Men’s Health, existem ao menos 10 razões para a sua urina estar cheirando mal, cada qual com uma solução. Se você se identificar com algum dos fatores, talvez seja hora de mudar a sua rotina – ou até mesmo procurar um médico.

Por que sua urina cheira mal

Pixabay

Se a sua urina está cheirando mal, pode ser por uma variedade de fatores, que vão da dieta a problemas médicos

É claro que a maioria desses fatores (principalmente os que estão ligados a doenças) entram em jogo somente quando o seu xixi está com um cheiro muito forte ou uma coloração fora do comum. Como lembra a revista, cheiros levemente marcantes na hora de ir ao banheiro provavelmente podem ser eliminados sem uma visita ao urologista, a não ser que seja algo persistente.

Mesmo assim, vale se lembrar de todos eles, para não ter surpresas no futuro, e até mesmo se prevenir melhor quando detectar algum sintoma esquisito que venha junto com a mudança de odor.

1. Desidratação

Getty Images

Se manter hidratado é importante para garantir que a sua urina saia sempre com a cor e o cheiro dentro do esperado

Não ingerir a quantidade adequada de água no dia a dia pode ter consequências negativas sobre o corpo, que vão desde dores de cabeça e fraqueza até alterações do estado mental da pessoa, em casos mais graves. E um dos sinais de que você está precisando corrigir isso é justamente uma coloração e um odor mais fortes do xixi.

Essas alterações ocorrem porque, segundo a Men’s Health, a água é responsável por diluir a ureia, um subproduto do processamento proteico do organismo altamente tóxico. É ela que causa um cheiro semelhante ao de amônia em altas concentrações, e se você quiser um xixi mais claro e inodoro, é bom pegar um copo d’água.

2. Ingerir comidas diferentes

Pixabay

Alimentos que você não costuma ingerir podem afetar o cheiro da urina também, em especial a couve de bruxelas

Mas não é só a ingestão irregular de água que pode comprometer o cheiro do seu número um. Comer coisas com as quais o seu organismo não está acostumado também pode alterar as propriedades do xixi.

Um dos grandes culpados disso é o aspargo, mas ele não está sozinho. À Men’s Health, o urologista Mehran Movassaghi diz que alimentos como alho, couve de bruxelas e até altas quantidades de proteína na dieta podem levar ao mau cheiro.

3. Tomar café demais

shutterstock

Ao ser moído, o café libera uma substância insolúvel em água, que altera o cheiro da urina, deixando-o mais forte

Outro hábito que pode levar a uma urina mais fedida é o consumo excessivo de café. De acordo com a revista, o café libera um composto denominado caffeol na moagem, que é insolúvel na água. Ou seja, ele passa por todo o seu organismo e sai intacto quando você vai ao banheiro – intensificando o cheiro do xixi.

4. Infecção urinária

shutterstock

A urina também pode mudar de cheiro quando você tiver contraído alguma infecção urinária, tratável com antibióticos

Passando para o campo da urologia, infecções urinárias também vão deixar seu xixi mais fedido. Como diz Movassaghi à Men’s Health, as bactérias que causam a infecção são as culpadas nesse caso, deixando um cheiro semelhante ao de amônia ou de peixe. Por sorte, um antibiótico pode resolver o quadro – então se você suspeitar que está com sintomas de infecção urinária, corra para o médico.

5. Ingerir um novo suplemento ou medicação

shutterstock

Alguns remédios e suplementos também podem mexer na química da sua urina, e deixá-la com um odor distinto

Mas, às vezes, a solução de um problema pode levar a outro – mesmo que menos grave. É o caso de quem adota um novo suplemento, ou precisa começar um tratamento com alguma medicação.

Segundo a revista americana, os principais culpados nessa situação são os suplementos vitamínicos (principalmente se forem do complexo B) e os próprios antibióticos, os quais contém penicilina, que é derivada de fungos e pode levar a alterações no aspecto e no odor do xixi.

6. Começar uma dieta

G. Steph/Commons

Dietas, especialmente as que pregam um baixo consumo de carboidratos, podem gerar efeitos inesperados sobre a sua urina

Voltando à cozinha, quem começa uma nova dieta também pode reparar algumas mudanças no seu xixi. Os destaques, de acordo com a Men’s Health, são as dietas “low-carb”. A redução do consumo de carboidratos que esses regimes propõem faz com que o organismo comece a quebrar gorduras e ácidos graxos para gerar energia e compensar a falta de glicose.

E o resultado é um aumento da concentração de cetona, um tipo de ácido produzido pelo fígado, e um cheiro mais adocicado na urina. 

7. Diabetes

Pixabay

O diabetes não põe em risco apenas a sua vida: ele também pode alterar a sua urina, o que pode facilitar o diagnóstico

O diabetes também causar alterações no cheiro do seu xixi, o que pode ser usado para ajudar a diagnosticar se você sofre com essa doença.

Isso porque, segundo a Men’s Health, como o açúcar não é devidamente processado, ele vai parar no sangue e na urina. Se você sentir sintomas como vontade incontrolável de urinar, odor adocicado do xixi, cansaço, e até mesmo visão embaçada, é melhor fazer uma visita ao seu médico.

Leia também: Tenho perda de libido por conta de diabetes, e agora? Deles responde

8. Fístula na bexiga

Pixabay

Uma fístula ocorre quando dois órgãos são conectados devido a algum dano nos tecidos que os separam. E se ela pegar a sua bexiga, pode alterar o odor da urina, bem como o aspecto dela – então corra para o médico se suspeitar de algo

A fístula na bexiga é uma enfermidade rara. Ela ocorre quando os tecidos que separam o intestino da bexiga são danificados, o que faz com que os dois sejam “integrados”. Dois dos sintomas são um odor de enxofre no xixi e infecções recorrentes na bexiga – então não hesite em ir para o médico.

9. Pedras nos rins

Pixabay

Pedras nos rins são nada mais nada menos que elementos cristalizados. Mas a piora do quadro pode levar a mudanças no cheiro da urina, além da dor inevitável quando o paciente tentar ir ao banheiro fazer xixi e aliviar a bexiga

O cálculo renal (conhecido popularmente como pedra no rim) também pode levar a um cheiro estranho no xixi, bem como a dores na região da lombar. O que acontece nesses quadros é que elementos químicos orgânicos começam a cristalizar no rim, sem serem expelidos.

A solução normalmente é ir ao médico para resolver o problema – seja com soro ou com cirurgia -, então não perca tempo se estiver com algum dos sintomas de pedras nos rins.

Leia também: Quase 95% dos homens que têm tipo de DST desconhecida não sabem. Entendeu?

10. Doenças Sexualmente Transmissíveis

Thinkstock/Getty Images

As DSTs também comprometem o cheiro da sua urina. Se perceber que algo está errado, vale dar um pulo no urologista

Por fim, doenças sexualmente transmissíveis podem alterar o cheiro da sua urina, com destaque para doenças como a clamídia ou a gonorréia. Isso porque, segundo a Men’s Health, os organismos causadores delas incentivam a produção de amônia, que é eliminada pelo xixi. A solução é ir ao médicom e buscar tratamento assim que desconfiar dos sintomas.

Leia tudo sobre:

Источник: https://deles.ig.com.br/mundo-masculino/2019-03-04/urina-mau-cheiro.html

Dor nos Rins? Conheça as principais causas e comece acabar com ela agora!

Principais Causas de Urina com Cheiro Forte

A dor nos rins pode indicar diferentes problemas de saúde, como alterações nas funções do próprio rim, infecções ou problemas de coluna, que podem causar diferentes sintomas, como dor, alterações na cor da urina e ardor ao urinar. O tratamento da dor é feito de acordo com a causa do problema, podendo incluir o uso de medicamentos anti-inflamatórios, antibióticos, repouso e massagem.

Principais causas da dor nos rins

A seguir estão listadas as principais causas da dor nos rins e o que fazer para aliviar e tratar o problema.

1. Pedras no rins

A presença de pedras no rins provoca o aparecimento de dor intensa que pode direcionar-se para a barriga ou órgão genital, dor ao urinar e urina rosa, avermelhada ou marrom, devido à presença de vestígios de sangue.

Como tratar: O tratamento é feito de acordo com o tipo de pedra formada, podendo incluir uso de remédio analgésicos, alterações na alimentação ou tratamento a laser, que quebra as pedras em pedaços menores, facilitando a eliminação pela urina.

Veja mais em: Tratamento para Pedra nos Rins.

2. Infecção

Os sintomas de infecção nos rins são dor forte no fundo das costas, dor e ardor ao urinar, vontade frequente de urinar e urina com cheiro forte.

Em alguns casos também pode ocorrer febre, calafrios, náuseas e vômitos.

Como tratar: Deve-se ingerir bastante água para ajudar a eliminar o micro-organismo causador da dor e fazer uso de antibióticos, de acordo com a orientação do médico clínico geral ou urologista.

3. Cisto ou rim policístico

Os sintomas de cisto no rim só aparecem quando o cisto já é grande, podendo causar dor, urina com sangue, pressão alta e infecções urinárias frequentes. Como tratar: O tratamento deve ser recomendado por um nefrologista e pode ser feito com o uso de medicamentos, quando o cisto é pequeno, ou através de cirurgia, que é feita para remover os cistos maiores.

4. Câncer

A dor causada pelo câncer de rim normalmente só aparece em estágios avançados da doença, e é caracterizada por dor na região lateral da barriga e nas costas, e sangue na urina.

Como tratar: O tratamento é feito com um médico oncologista e depende do estágio do tumor, podendo incluir cirurgia, crioterapia, radiofrequência e uso de medicamentos para aliviar os sintomas.

Os tumores renais normalmente não respondem bem à quimioterapia e à radioterapia.

5. Hidronefrose

É o inchaço do rim devido ao acúmulo de urina, causando dor no fundo das costas, urina com sangue, febre e calafrios. Como tratar: Deve-se ir ao médico para retirar a urina acumulada e identificar a causa do problema, que pode ser pedras nos rins, infecção urinária severa ou presença de tumor nos rins. Veja mais em: Hidronefrose.

6. Trombose ou isquemia da veia renal

É quando não chega sangue suficiente para o rim, causando morte das células e dor. É semelhante ao que acontece no AVC ou quando se tem um infarto. Como tratar: Apenas exames médicos podem detectar o problema, e o tratamento pode ser feito com o uso de medicamentos ou cirurgia, dependendo da gravidade do problema.

7. Lesões e pancadas

Lesões e pancadas nas costas, especialmente na altura da cintura, podem causar inflamação e dor nos rins. Como tratar: Colocar uma bolsa de água quente nas costas e repousar, podendo-se utilizar também remédios analgésicos. Se a dor persistir, deve-se procurar ajuda médica.

Dor nos rins na gravidez

A dor nos rins na gravidez geralmente é causada por alterações na coluna, devido ao esforço que a gestante faz pelo peso da barriga.

Raramente ela está relacionada a alterações renais, mas em casos que também existe dor ao urinar, deve-se consultar o ginecologista para identificar a causa do problema e evitar complicações.

Para aliviar, pode-se colocar uma bolsa de água quente na região dolorida e ficar recostada numa poltrona confortável, com os pés elevados. Essa posição alivia a dor nas costas e desincha os pés. Veja mais em: Dor nos rins na gravidez.

Quando ir ao médico

É recomendado buscar ajuda médica sempre que a dor nos rins for muito forte, impedindo a realização das atividades da rotina normal, ou quando a dor se torna frequente. Embora haja muitas causas de dor nos rins, muitas vezes ela também pode estar relacionada a problemas de coluna, e por isso a fisioterapia também pode ser uma opção de tratamento.

OUTRAS OPÇÕES

Central de Marcação: +55(61)3345-9300

Whatsapp: +55(61)99947-7815

Источник: https://hubrasilia.com.br/index.php/noticias/263-dor-nos-rins-conheca-as-principais-causas-e-comece-acabar-com-ela-agora/

Principais Causas de Urina com Cheiro Forte

Principais Causas de Urina com Cheiro Forte

A urina é um subproduto do nosso metabolismo produzido a partir da filtração do sangue pelos rins. Ela é composta basicamente por grande quantidade de água e um percentual pequeno de vários tipos de solutos presentes no sangue.

A urina apresenta um odor característico que é causado pela presença de uma substância chamada ureia. Quanto maior for a concentração de ureia, mais forte será o cheiro da urina. Na imensa maioria dos casos, uma urina mal cheirosa indica uma urina com menos quantidade de água para diluir a ureia.

Tipicamente, em um litro de urina temos a seguinte composição:

  • Água: 950 ml.
  • Ureia: 9 a 23 mg.
  • Cloro: 1,8 a 8,4 mg.
  • Sódio: 1,2 a 4,4 mg.
  • Potássio: 0,7 a 2,6 mg.
  • Sulfatos: 0,2 a 2,2 mg.
  • Creatinina: 0,6 a 2,1 mg.
  • Fósforo: 0,4 a 1 mg
  • Amônia: 0,2 a 0,7 mg.
  • Ácido úrico: 0,04 a 0,6 mg.
  • Bicarbonato: 0,02 a 0,5 mg
  • Cálcio: 0,03 a 0,4 mg.

Portanto, 95% da urina é formada de água. Essa quantidade pode variar para mais ou para menos de acordo com o estado de hidratação do indivíduo.

Se está um dia quente e você não se hidrata adequadamente, a tendência dos rins é preservar água, diminuindo a sua eliminação na urina e aumentando a concentração dos solutos.

Por outro lado, se você bebe grandes quantidades de água, mais do que o necessário para o organismo, mais água será excretada e mais diluída ficará a urina.

Repare na ilustração abaixo. Quanto mais desidratado o paciente estiver, mais água os rins precisam preservar, o que leva à produção de urina concentrada, caracterizada pela coloração mais amarelada e um odor mais intenso.

Sendo assim, o primeiro passo para que tem uma urina com cheiro forte é aumentar a ingestão de líquidos. Principalmente se a urina estiver com coloração amarelo forte. Não existe um número mágico, temos que beber líquidos até a urina ficar quase transparente. Às vezes, são necessários até três litros de água por dia (leia: Quantos litros de água devemos beber por dia?).

Ter uma urina mais diluída além de melhorar o seu odor também reduz o risco de formação de cálculos renais, conforme explicamos no artigo: PEDRA NOS RINS – Sintomas da Cólica Renal.

Falamos também sobre as diferentes cores da urina, incluindo urinas verdes, vermelhas e azuis, no texto: ALTERAÇÕES NA COR DA URINA.

A urina concentrada é o principal motivo para um odor mais forte, mas não é o único. Uma urina mal cheirosa também pode ser provocada por infecção urinária, substâncias presentes em certos limentos ou determinados tipos de medicamentos, conforme veremos a seguir.

Mau cheiro na urina causado por bactérias

Se a urina já está bem diluída e ainda cheira mal, devemos pensar na presença de bactérias que metabolizam a ureia em amônia, substância que apresenta odor ainda mais forte que a própria ureia. Porém, nem todas as bactérias produzem odores e a maior parte dos quadros de infecção urinária não cursam com urina mal cheirosa.

É importante salientar também que apesar da urina ser normalmente estéril, a presença de pequena quantidade de bactérias não indica necessariamente que haja uma infecção urinária. Esse quadro é chamado de bacteriúria assintomática, ou seja, bactérias na urina sem existirem sintomas.

Para ser infecção urinária, o paciente tem que ter bactérias e sintomas compatíveis com infecção. Ter um urina com cheiro ruim sem qualquer outro sintoma de infecção urinária não é indicação para o tratamento com antibióticos. A maior parte das bacteriúrias assintomáticas melhoram espontaneamente.

Além da presença de bactérias na urina, algumas uretrites (infecções da uretra), como a gonorreia, também podem ser a causa do mau cheiro. Um odor forte associado a um corrimento da uretra é muito indicativo de que a origem do cheiro seja uma uretrite.

Nas mulheres, o corrimento uretral não é tão fácil de ser percebido como no homem. Se não houver também corrimento vaginal, ele pode passar despercebido.

Nesses casos, o mau cheiro na urina pode acabar sendo uma dica para o diagnóstico. Porém, é sempre importante ter certeza de que o suposto mau cheiro da urina não é na verdade um mau cheiro da vagina, causado por corrimentos vaginais.

Uma consulta ao ginecologista pode descartar infecções vaginais e uretrites.

Outras causas de cheiro forte na urina

Existem medicamentos e alimentos que podem alterar o cheiro da urina. O aspargo talvez seja o alimento mais associado à produção de uma urina com cheiro forte. Não sabemos ainda exatamente qual é a substância responsável pelo cheiro sulfuroso da urina provocado pelo aspargo, mas ela costuma estar presente em mais de 90% do casos.

Café, alho e suplementos vitamínicos, principalmente aqueles com vitamina B6, são outras causas possíveis de urina com cheiro forte. Alguns antibióticos, principalmente da família da penicilina, também podem ser responsáveis.

Às vezes, não conseguimos detectar a causa do mau cheiro, mas mudanças na dieta podem melhorar o quadro.

Doenças

O diabetes mellitus pode causar urina mal cheirosa, mas em geral apresenta outros sintomas associados, como perda de peso, fraqueza, sede, excesso de urina (poliúria), etc. Dificilmente, a urina com cheiro ruim é o único sintoma do paciente com diabetes mellitus.

Em pessoas mais velhas, câncer de bexiga e fístula (ligação) da bexiga para o intestino podem ser a causa do cheiro ruim. O câncer de bexiga costuma surgir em fumantes e cursa com hematúria (presença de sangue na urina).

A fístula da bexiga com o intestino causa um sintoma chamado pneumaturia, que é a saída de gases do intestino pela urina. São duas doenças que não devem ser pensadas em pessoas jovens, pois são muito raras nessa faixa etária.

Algumas doenças genéticas raras, tais como fenilcetonúria, doença da urina em xarope de ácer, cistinuria e trimetilaminúria também costumam provocar mau cheiro na urina.  Mas essas são doenças raras e o odor da urina é apenas um sintoma pouco importante no meio de tantos outros.

Tratamento para urina com cheiro forte

O melhor tratamento para uma urina mal cheirosa é uma maior ingestão de líquidos. Antes de qualquer investigação, devemos nos certificar que a urina está bem diluída.

Se a causa da urina com cheiro forte for uma infecção urinária, uma uretrite ou uma vaginite, o odor melhora com o uso de antibióticos para tratar essas infecções.

Se forem detectadas bactérias na urina, mas não existirem sintomas de infecção urinária, o tratamento com antibióticos não está recomendado.

É preciso ter cuidado com o uso indiscriminado de antibióticos para evitar a ocorrências de bactérias resistentes.

Se o paciente faz uso de suplementos de vitamina, o mau cheiro pode desaparecer após alguns dias sem essas substâncias.

Se o odor for algo que incomoda muito e ele não melhora após boa hidratação, o ideal é que o paciente procure um urologista ou ginecologista para elucidação do quadro.

Referências

Источник: https://www.mdsaude.com/nefrologia/urina-com-cheiro-forte/

A dor é nos rins ou nas costas? Entenda a diferença

Principais Causas de Urina com Cheiro Forte

Você está sentindo um incômodo na região lombar, mas não sabe se é dor nos rins ou nas costas? Como os rins ficam abaixo da caixa torácica e apoiam-se nos músculos das costas, nem sempre é fácil identificar a origem do problema. 

No entanto, é preciso investigar as causas e descobrir qual região está sendo afetada, já que as dores nos rins podem indicar sérias complicações renais. Continue a leitura para descobrir como identificar a origem da sua dor!

Dor nos rins: o que pode ser?

A dor nos rins pode indicar diferentes problemas que acometem os órgãos, podendo ser de simples alterações em sua função até um quadro de câncer mais grave. Abaixo, você confere as principais causas:

Cálculo renal

O cálculo renal – popularmente conhecido como pedra nos rins – é uma das condições mais comuns que causam dor nos rins, provocando o aparecimento de dor intensa que pode direcionar-se para a barriga ou órgão genital.

Infecção

A infecção do rim é causada por um tipo específico de infecção do trato urinário que começa na uretra ou na bexiga e passa para os rins. Normalmente, a dor aparece com mais intensidade no fundo das costas. A infecção renal é considerada uma condição potencialmente grave, já que afeta um órgão vital. 

Cistos

Os cistos são uma espécie de bolsa arredondada cheia de água que se forma no interior do rim em decorrência da obstrução de um dos dutos presentes no órgão. A dor provocada pelos cistos é considerada uma das mais difíceis de distinguir da dor lombar e é comum que ela se intensifique ao caminhar.

Hidronefrose

Este problema renal é caracterizado pelo inchaço no rim devido ao acúmulo de urina, causada por uma obstrução no ureter. Assim como a infecção renal, a hidronefrose também provoca dores na região do fundo das costas.

Trombose da veia renal

Ocorre devido a um coágulo que bloqueia a veia renal, responsável por transportar o sangue para fora dos rins, podendo provocar morte das células e dor aguda. Pacientes que sofrem com pressão alta, colesterol elevado e diabetes têm maiores riscos de desenvolver a condição.

Câncer

O câncer de rim é o terceiro mais frequente do aparelho geniturinário e necessita de atenção especial para realizar o diagnóstico quanto antes. O estágio inicial da doença, geralmente, é assintomático. O paciente só passa a sentir dor e desconforto à medida que o tumor cresce e passa a exercer pressão contra as raízes nervosas da região lombar.

Dor nos rins ou nas costas: como diferenciar?

A dor nos rins ou nas costas pode ser identificada observando-se alguns critérios que ajudam a saber a origem do problema. Conheça as principais diferenças entre os dois tipos de dores:

Localização

Geralmente, a dor nos rins ocorre abaixo da caixa torácica em um ou em ambos os lados da coluna, na região próxima à virilha e no fundo das costas. Por outro lado, a dor nas costas pode aparecer em qualquer parte das costas, principalmente na região lombar.

Gravidade da dor

A dor que tem origem nos rins é mais aguda, forte, constante e aparece repentinamente, principalmente quando se trata de pedra nos rins. Já a dor nas costas pode variar de leve a grave e é caracterizada por pontadas, sensação de queimação ou perfuração.

Alívio da dor

A dor nos rins é muito difícil de ser aliviada, sobretudo quando o paciente está com cálculo renal. Nesse caso, independente da posição, a dor não desaparece. A dor nas costas possui características mecânicas, ou seja, piora com um determinado movimento e pode ser aliviada em outras posições.

Sintomas característicos

Além dos fatores acima, é importante ficar atento à presença de outros sintomas que podem ajudar a identificar se a dor é nos rins ou nas costas. De maneira geral, a dor nos rins pode ser acompanhada de:

  • dor ao urinar;
  • micção frequente;
  • febre;
  • náuseas ou vômitos;
  • urina amarelada, vermelha ou marrom;
  • urina com sangue e
  • urina com cheiro forte.

Os principais sintomas que podem acompanhar a dor nas costas são:

  • rigidez ao longo da coluna;
  • dor no pescoço;
  • irradiação da dor para a perna;
  • dificuldade de locomoção;
  • fraqueza muscular nos pés e
  • perda de sensibilidade nos membros inferiores.

A importância da consulta médica

Caso você note sintomas característicos da dor nos rins, não hesite em procurar a ajuda de um urologista quanto antes. Como vimos, a dor renal pode ser provocada por diferentes causas. Identificar a origem do problema é fundamental para realizar o tratamento mais adequado para seu caso e evitar maiores complicações à saúde.

Quer continuar acompanhando minhas dicas, novidades e conteúdos sobre tratamentos inovadores para a saúde urológica? Siga-me no e Instagram para ficar por dentro!

Material escrito por:
Dr. Leonardo Ortigara

CRM 15149 / RQE 7698

Источник: https://www.drleonardoortigara.com.br/artigos/a-dor-e-nos-rins-ou-nas-costas-entenda-a-diferenca/

Quais as principais causas da infecção urinária em mulheres? – PartMed – A maior rede de Clínicas Médicas do Brasil

Principais Causas de Urina com Cheiro Forte

A infecção do trato urinário é caracterizada pela presença de bactérias, com destaque para a Escherichia coli., na uretra, na bexiga ou nos rins. Esse quadro pode evoluir com diversos sintomas, como dor para urinar e urgência urinária, ou ser assintomático, ou seja, silencioso.

Esse tipo de infecção é bastante comum nos consultórios e afeta tanto homens quanto mulheres. No entanto, o sexo feminino, devido a algumas características anatômicas e fisiológicas próprias da mulher, é bem mais acometido.

Neste artigo explicaremos que é a infecção urinária, seus principais sintomas e os riscos que essa doença pode causar. Além disso, saiba por que a infecção urinária em mulheres é mais comum do que nos homens. Confira!

O que é a infecção urinária?

O organismo humano tem várias formas de se defender de patógenos, como as bactérias. No entanto, devido a algumas falhas é possível que os agentes penetrem no corpo e causem doenças. 

Esse é o caso da infecção urinária, que acontece quando bactérias e outros agentes realizam a via ascendente, ou seja, penetram pela vagina ou pelo pênis e “sobem” em direção a uretra e aos outros componentes do trato urinário.

Quais são as causas de infecção urinária?

Existem diversas causas de infecção urinária em mulheres. Detalharemos algumas abaixo.

Má higiene

A vagina e o pênis são naturalmente livres de bactérias. No entanto, a má higiene ou a falta dela permite que as secreções produzidas por essas regiões se acumulem, criando um ambiente propício para o crescimento de bactérias.

A mulher tem um outro fator de risco importante, que é a proximidade da região anal com a vagina. É importante saber que no intestino vivem diversas bactérias, que participam do processo de digestão e saem nas fezes. Se a higiene for feita de forma errada, ou seja, do ânus em direção a vagina, haverá contato com as bactérias das fezes, o que pode causar a infecção urinária.

É por esse motivo que recomenda-se realizar a higiene com ducha de água e, caso essa não seja uma opção, deve-se passar o papel higiênico somente na região anal e após, com outro pedaço de papel, na região vaginal.

Relação sexual

Como falado, para que a infecção ocorra é necessário que a bactéria suba pelo trato urinário. Esse processo é facilitado durante a relação sexual, uma vez que a abertura da uretra (canal por onde sai a urina) fica mais exposta.

Para evitar a infecção urinária nesse caso é recomendado sempre urinar após a relação sexual, a fim de limpar o trato urinário, e higienizar a região com água e sabão.

Tamanho da uretra

A uretra masculina é comprida, uma vez que percorre todo o pênis. Dessa forma, é mais difícil para os patógenos chegarem até a bexiga, o que não ocorre com a mulher, que tem uma uretra até três vezes mais curta.

Mudanças hormonais

A vagina tem defesas naturais contra as bactérias. A mucosa dessa região, por exemplo, é rica em uma substância chamada mucina, que dificulta a aderência de agentes patogênicos. No entanto, mudanças hormonais podem alterar a produção de mucina, prejudicando a defesa natural.

É por esse motivo que a infecção urinária pode ocorrer com mais frequência na adolescência e no climatério (período de transição entre idade reprodutiva e não reprodutiva da mulher, que tem a menopausa como marco), fases em que há mudanças hormonais relevantes.

Falta de hidratação

É fundamental tomar bastante líquido ao longo do dia para evitar episódios de infecção urinária. Isso porque a urina, ao passar pelos componentes do trato urinário, leva consigo possíveis bactérias que penetraram pela vagina ou pelo pênis. No entanto, quem consome pouco líquido produz pouca urina, permitindo que ocorra a ascensão de bactérias.

Candidíase

Existem alguns fungos presentes na flora vaginal, o que é natural. A candidíase surge quando ocorre um crescimento exagerado do fungo Cândida, provocando sintomas como coceira na vagina, corrimento esbranquiçado e irritação na região.

Quando não tratada, a candidíase pode provocar infecção urinária. Isso porque a mulher segura a urina devido à ardência que a sua passagem pela região vaginal causa. Além disso, o acúmulo de corrimento é um ambiente propício para a proliferação de bactérias.

Doenças crônicas

Algumas doenças crônicas, como diabetes e a litíase renal (pedra nos rins), propiciam a proliferação de bactérias. Pessoas com esse quadro devem tomar um cuidado especial para prevenir infecções de repetição.

Quais são os sintomas da infecção urinária?

É importante ressaltar que nem sempre uma pessoa com infecção urinária apresentará sintomas. Em alguns casos, esse quadro só é descoberto quando um exame de urina é feito. Quando os sintomas surgem, os mais comuns são:

  • ardência ou dor ao urinar;
  • urgência para urinar;
  • urina com sangue ou cheiro forte;
  • dor na região pélvica;
  • aumento da frequência de micções;
  • incontinência urinária.

Como diagnosticar a infecção urinária?

Quando a pessoa apresenta uma clínica sugestiva de infecção urinária, ou seja, vários sintomas, o diagnóstico pode ser feito sem um exame de urina. No entanto, quando os sintomas são inespecíficos, como, por exemplo, mal-estar e febre, é necessário pedir um exame para comprovar a presença de bactérias na urina.

Um exame positivo é aquele com colônias de bactérias, piócitos (células de defesa do organismo) numerosos e nitrito positivo.

Como tratar a infecção urinária?

Quando a infecção é causada por bactérias é preciso que o médico prescreva antibióticos. É importante tomá-los no horário correto e pelo período indicado. Afinal, mesmo quando os sintomas somem ainda é possível que tenham bactérias no trato urinário.

Quais são os riscos da infecção urinária?

Quando a infecção baixa (da uretra e da bexiga) não é tratada, as bactérias continuam a ascender no trato urinário, chegando até os rins. Assim, ocorre uma infecção mais grave e complexa, chamada de pielonefrite. Essa infecção, chamada de alta, pode causar danos irreversíveis para os rins, atrapalhando a sua função.

Como visto, medidas simples de higiene e a ingestão abundante de líquido já são suficientes para prevenir grande parte dos casos de infecção urinária.

No entanto, caso você sofra com episódios recorrentes, é fundamental procurar ajuda do médico especialista (urologista).

Isso porque é necessário descobrir qual é a causa, o que pode ser uma pedra nos rins ou uma má formação do trato urinário, por exemplo.

Então, entendeu por que a infecção urinária em mulheres é mais comum? Se você quer ficar por dentro de mais assuntos da área de saúde, não deixe de ler nosso artigo sobre colonoscopia! Saiba como é feito e para que serve esse exame, além de outras informações importantes.

Источник: https://blog.partmedsaude.com.br/quais-as-principais-causas-da-infeccao-urinaria-em-mulheres/

Mau cheiro na urina: 8 fatores que podem explicar o problema

Principais Causas de Urina com Cheiro Forte

Uma coisa que você já deve ter percebido é que não existe xixi com cheiro bom. Isso acontece porque a ureia, liberada pelo organismo no “número 1”, determina aquele mau cheiro na urina característico, que podem vir mais ou menos intenso.

Agora, se seu xixi anda muito mais fedido que o normal, pode ser que você esteja com problemas… ou não. Como você vai ver no post de hoje, uma série de fatores podem influenciar no mau cheiro da urina. Alguns são realmente preocupantes, outros, no entanto, só precisam se um pouco mais de nossa dedicação para serem resolvidos.

Por exemplo, não beber água o suficiente é um dos grandes causadores de mau cheiro na urina, sabia? Alias, se você já conferiu essa outra matéria aqui, esse é um fator que também interfere bastante na cor da urina.

Mas, claro, existem casos um pouco mais sérios, como a presença de bactérias na urina devido a infecções urinárias, que precisam ser tratadas o quanto antes para evitar complicações.

2. Infecção urinária

Outro coisa que também costuma causar mau cheiro na urina é a infecção urinária. Normalmente, o problema vem acompanhado de odor forte no xixi, vontade urgente de urinar, dor no ventre e ardor ao urinar.

Dentre as causas desse tipo de problema estão as bactérias, como a E.coli. Por isso é tão importante procurar um médico e tratar, o mais rápido possível, de uma infecção urinária.

3. Diabetes

Urina com cheiro adocicado e forte pode ser um sinal de diabetes, como você já viu nessa outra matéria aqui.

Agora, se você já for diabético, melhor ficar atento. Nesse caso pode ser que você não esteja seguindo o tratamento indicado devidamente e que seus níveis de glicose no sangue esteja alto. No caso de aplicação de insulina, por exemplo, pode ser necessário reajustar a dose aplicada, por isso, não deixe de informar seu médico sobre o problema identificado.

Doenças hepáticas também podem causar mau cheiro na urina. Para identificar se existe relação entre os problemas, preste atenção se o sinal vem acompanhado de náuseas, vômito, dores abdominais, olhos amarelados, fraqueza e perda de peso.

5. Alguns alimentos

Eles parecem inocentes, mas alguns alimentos podem deixar seu xixi realmente fedorento. Alho, cebola, e vegetais com caules verdes, como aspargos e brócolis, por exemplo, podem deixar sua urina com cheiro muito estranho. Couve-de-bruxelas, curry, salmão, álcool e até mesmo o bom e velho cafezinho costumam causar esse tipo de reação no organismo um tempo depois de serem ingeridos.

Agora, se o problema persistir mesmo depois da digestão completa desses alimentos, seu problema pode ser a quantidade de sal adicionada à comida. Isso acontece porque o sal pode fazer com que sua urina se torne mais concentrada, dando o mau cheiro.

6. Uso de duchas vaginais

Apesar de serem feitas para potencializar a higiene íntima das mulheres, a verdade é que a área íntima das mulheres não precisa (e não pode) ser limpa assim com tanto afinco.

O uso dessas duchas pode desarranjar a flora bacteriana em toda área genital, causando não só mau cheiro na urina, mas também outros problemas mais sérios, como candidíase.

7. Ovulação

Ainda no caso das mulheres, os hormônios que ajudam no período da gestação, o estrogênio e a progesterona; e que também se encarregam da regulação do ciclo menstrual também podem alterar o cheiro da urina.

Quando a mulher está ovulando, por exemplo, a urina tente a ficar com um cheiro similar ao da amônia.

8. Alguns medicamentos

Assim como no caso de alguns alimentos, certos medicamentos também podem alterar o cheiro da urina. Os principais causadores costumam ser o flavorizantes, muito utilizados em medicamentos como suplementos e vitaminas.

Existem também outros tipos de medicamentos que causam mau cheiro na urina exatamente devido ao efeito que têm em determinado órgão tratado. Por isso, para ter certeza do que está acontecendo, o melhor é falar sobre o assunto com seu médico.

E então, se identificou com alguma dessas situações? Não deixe de nos contar se você descobrir a causa do mau cheiro na sua urina, ok?

Agora, falando em cheiros estranhos do nosso corpo, você precisa conferir ainda: O que o cheiro do corpo revela sobre seu estado de saúde.

Fonte: Melhor com saúde

Источник: https://segredosdomundo.r7.com/mau-cheiro-na-urina-8-fatores-que-podem-explicar-o-problema/

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: