Próteses mamárias: o que são e principais tipos

Contents
  1. Quais são os tipos de próteses mamárias que existem?
  2. Por que mulheres colocam a prótese mamária?
  3. Quais são os tipos de prótese mamária que existem?
  4. Prótese Cônica ou Silicone Perfil Super Alto
  5. Prótese Redonda ou Silicone Perfil Alto
  6. Perfil Baixo e Moderado
  7. Prótese Anatômica ou também conhecida como Silicone Formato Gota
  8. Como escolher os tipos de prótese?
  9. Quem posso procurar para realizar minha cirurgia?
  10. Linfoma raro está associado à prótese de silicone- Revista Online ABRALE
  11. O que é o linfoma associado à prótese de silicone?
  12. Como a prótese de silicone pode causar câncer?
  13. Tenho prótese de silicone, devo me preocupar?
  14. Desenvolvi o linfoma associado à prótese de silicone. Posso colocar outro implante?
  15. Implante de prótese mamária: conheça os tamanhos e formatos mais usados
  16. Principais formatos de implante de prótese mamária
  17. Perfil da prótese de silicone
  18. 1. Perfil baixo e Perfil moderado
  19. 2.Perfil alto e Perfil super alto
  20. Variações de textura do silicone mamário
  21. Qual é a melhor opção de próteses mamárias para o meu caso?
  22. Tipos de silicone de mama: conheça os principais!
  23. Por que é importante conhecer os tipos de silicone de mama?
  24. Quais são os tipos de silicone de mama utilizados?
  25. Redondo
  26. Cônico
  27. Anatômico ou em gota
  28. Como a prótese de silicone é colocada?
  29. Quais são os tipos de revestimento para silicone?
  30. Implante liso
  31. Implante texturizado
  32. Implante de Poliuretano
  33. Como escolher o tamanho ideal do seu silicone?
  34. Por que escolher uma clínica especializada?
  35. Prótese de Silicone: principais tipos e como escolher
  36. Como escolher o tipo de silicone
  37. Tamanho da prótese
  38. Local de colocação
  39. Principais tipos de prótese
  40. Forma da prótese
  41. Perfil da prótese
  42. Quem não deve colocar silicone
  43. Tipos De Próteses Mamárias: Quais São?
  44. Por que conhecer os tipos de próteses mamárias?
  45. Perfil
  46. Formatos
  47. Como escolher dentre os tipos de próteses mamárias?

Quais são os tipos de próteses mamárias que existem?

Próteses mamárias: o que são e principais tipos

A colocação de prótese de silicone é um dos procedimentos estéticos mais procurados entre as mulheres, principalmente, por aquelas que desejam melhorar sua autoestima e voltar a ter confiança como antigamente.

Para isso, existem diversos tipos de próteses de silicone, que procuram atender o gosto e desejo de cada mulher. Neste post, vou mostrar quais os tipos de próteses mamárias que existem e como escolher o seu.

Confira!

Por que mulheres colocam a prótese mamária?

Muitas sofrem com a falta de confiança e autoestima por motivos de gestações, os efeitos do passar do tempo, da gravidade, entre outros fatores. Além disso, existem casos de mulheres que possuem seios pequenos demais e sentem que essa parte do corpo é totalmente desproporcional com o restante.

Por isso, possuem vergonha de usar biquínis, pois o corpo parece com o de uma criança comparado com o das suas amigas ou nem se trocam na frente de outra pessoa, mesmo que seja seu marido, namorado ou amigas.

Porém, existem outros fatores que ocasionam a procura das mulheres, sendo:

  • Incômodo com o formato dos seus seios, sente que está caído;
  • Seios pouco projetados para frente ou com o colo desvalorizado;
  • Passou pelo famoso efeito sanfona, emagreceu e engordou várias vezes, o que deixou os seus seios murchos e com a aparência flácida;
  • Está cansada de procurar meios para disfarçar o tamanho dos seus seios ou de deixar de usar diversas blusinhas ou vestidos, pois eles desvalorizam essa região do corpo.

Quais são os tipos de prótese mamária que existem?

Existem muitas variações e fatores na hora de escolher a prótese ideal, para se decidir sem nenhuma complicação, é recomendado consultar a opinião de um especialista no assunto e não se basear na escolha de algum conhecido.

Essa variação serve para proporcionar uma satisfação de forma que a mulher se sinta mais bonita ao corpo, considerando: tamanho do tórax, tendência à flacidez, objetivo e expectativa da paciente.

Veja a seguir os tipos de prótese de silicone, que diferenciam-se entre si pela relação de altura (o quanto a mama é projetada para frente) e largura (diâmetro da base).

Prótese Cônica ou Silicone Perfil Super Alto

Este formato de prótese de silicone é o que possui menor base e maior projeção, ou seja, ele é mais pontudo, comparado aos outros tipos existentes.

Até porque, grande parte do seu volume está concentrado no centro da prótese, e, por essa questão, os seios costumam ficar mais projetados para frente, principalmente o mamilo.

A prótese cônica dá um resultado um pouco mais discreto. Ou seja, você também pode optar por essa prótese para conseguir seios mais projetados, sem colocar grandes volumes.

Prótese Redonda ou Silicone Perfil Alto

O perfil alto é um dos tipos de próteses de silicone mais escolhido pelas mulheres. Este modelo é bem voltado para a estética, pois preenche bastante a parte superior da mama, por isso é o modelo que mais marca o colo.

Perfil Baixo e Moderado

São modelos de prótese de silicone que possuem maior diâmetro e menor projeção. Ou seja, base mais larga e altura mais baixa.

Esse tipo é pouco utilizado pelos médicos, já que essa forma de prótese não projeta a mama para frente e o colo quase não aparece.

Prótese Anatômica ou também conhecida como Silicone Formato Gota

Por fim, o perfil anatômico ou prótese gota como é conhecido, possui a maior parte do volume de silicone concentrado na parte de baixo do produto. Assim, procura proporcionar o aumento da mama, mas sem perder o contorno natural, oferecendo:

Uma mama sem nenhuma projeção; O colo fica pouco marcado;

A parte de baixo dos seios com maior volume.

Como escolher os tipos de prótese?

Quando você começar a procurar pelo médico cirurgião plástico é necessário decidir a melhor opção entre todas que você encontrar pelo caminho.

Claro que isso não é uma tarefa fácil, afinal, existem muitos especialistas para analisar. Mas, eu sugiro que você escolha alguns critérios para podar a sua decisão, sendo:

  • Se o médico passou a certeza de que tudo daria certo e foi muito atencioso;
  • Se, logo na primeira consulta, tirou todas as suas dúvidas;
  • Se explicou todas as diferenças entre os tipos de prótese de silicone;
  • Se existe muitas indicações de outras pacientes e isso a deixou mais confiante;
  • E garantir que a cirurgia não será feita na clínica, e sim, em um hospital, com uma equipe especializada.

É importante que você saiba que o resultado da sua cirurgia vai depender muito do cirurgião plástico escolhido. Isso porque, quanto mais anos de experiência ele tiver, maiores serão as chances de sair um resultado como o imaginado, ou, até mesmo, superar suas expectativas.

Quem posso procurar para realizar minha cirurgia?

Olha, eu sei que, às vezes, é complicado procurar por diversos médicos e não sentir aquela conexão de primeira. Mas, tem momentos em que a mudança é propícia para o um novo início na vida, seja para melhorá-la fisicamente ou mentalmente. Se você possui esse desejo, mude!

Possuo formação completa pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e sempre prezo pelos detalhes, segurança e acompanhamento especial de cada paciente.

Sempre ofereço o que há de mais atual em procedimentos estéticos e reparadores, com um atendimento seguro e exclusivo.

Deixar os pacientes alegres e com a recuperação da autoestima e confiança são coisas das quais procuro sempre trabalhar. Como sempre procuro transformar sua tristeza em alegria e devolver para você, sua confiança, felicidade e força!

Gostou do artigo? Você possui alguma dúvida ou já realizou a cirurgia? Mande-me nos comentários suas experiências, quero poder te ajudar e conhecer você!

Источник: https://dreniogiacchetto.com.br/blog/tipos-de-proteses-mamarias/

Linfoma raro está associado à prótese de silicone- Revista Online ABRALE

Próteses mamárias: o que são e principais tipos

Próteses de silicone podem causar o desenvolvimento de um tipo de linfoma devido ao seu material. Esse câncer possui algumas diferenças em relação aos outros tipos de linfoma, como os sintomas e o tratamento.

Um censo publicado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) mostra que houve um aumento de 25,5% de cirurgias plásticas entre 2014 e 2018. Dessas cirurgias, as reconstrutoras (aquelas que corrigem alguma lesão) cresceram 23% e as estéticas aumentaram em 8%.

Na categoria dos procedimentos estéticos, o implante de silicone aparece em primeiro lugar das mais procuradas. Já nas reconstrutoras, a prótese de silicone aparece em terceiro lugar, nas primeiras posições está a correção de câncer de pele e a pós-bariátrica (retirada do excesso de pele).

Por isso, a notícia do recall de alguns produtos ligados a esse tipo de cirurgia preocupou diversas pessoas. De acordo com as matérias, haviam muitos casos de mulheres que colocaram as próteses e foram diagnosticadas com linfoma.

Dr. Breno Gusmão, hematologista do Hospital A Beneficência Portuguesa de São Paulo, explica que esse é um “linfoma T anaplásico de grandes células-tronco. Na maioria dos casos encontrados, o câncer estava em apenas uma das mamas e era localizado”.

O que é o linfoma associado à prótese de silicone?

O linfoma em si é um câncer do sistema linfático que acontece quando todas (de Hodgkin) ou algumas (não-Hodgkin) células que deveriam nos

proteger se transformam em malignas e crescem de forma descontrolada.

O linfoma T anaplásico de grandes células-tronco está dentro dos linfomas não-Hodgkin. Normalmente, ele se origina nos linfonodos, podendo se espalhar para a pele e costuma apresentar boas respostas ao tratamento.

Diferentemente dos outros linfomas que apresentam como principal sintoma o aparecimento de caroços no pescoço, virilha e axila, nesses casos ligados ao implante, os sintomas acontecem na área dos seios. “Por isso, é preciso ficar atento à inflamação e vermelhidão da mama, palpação de massa ou até mesmo uma úlcera na região”, orienta o Dr. Gusmão.

O linfoma teve maior incidência nas pacientes que estavam com a prótese, em média, há 10 anos. Entretanto, esses sinais podem aparecer depois de um ano da colocação da prótese de silicone.

Além da identificação dos sintomas citados, o hematologista aponta que durante uma revisão clínica habitual é possível suspeitar da doença. Em seguida, é feito a biópsia para confirmar o diagnóstico do linfoma.

O tratamento feito para esse câncer causado pela prótese de silicone é outra grande diferença. Geralmente, é necessário utilizar quimioterapia, radioterapia ou imunoterapia e, para essa doença, na maioria dos casos, não!

“Após o diagnóstico, o tratamento inicial nos casos localizados é a retirada da prótese juntamente com o tumor. Entretanto, em casos de linfoma disseminados, ou em uma recaída (o que é raro) precisamos entrar com quimioterapia”, conta Dr. Gusmão.

Como a prótese de silicone pode causar câncer?

Os estudos ainda não estão claros, dessa forma o hematologista diz que ainda não é possível afirmar corretamente o processo de desenvolvimento. Entretanto, existem várias hipóteses! As possibilidades variam, desde a técnica cirúrgica escolhida até o material utilizado.

Nos casos estudados, as pacientes haviam colocado os implantes mamários ou os expansores, ambos texturizados, da marca Allergan. Por isso, há a probabilidade que essa textura dos produtos seja a responsável pelo desenvolvimento do câncer.

De acordo com o Dr. Gusmão, a texturização pode favorecer a proliferação de bactérias e inflamações. Essas inflamações do tecido mamário, se acontecem de forma contínua, podem causar mutações nas células desencadeando o linfoma.

A Allergan anunciou um recall mundial desses três produtos, os retirou do mercado e abriu um canal de dúvidas para auxiliar os clientes. Posteriormente o ocorrido, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu a venda e importação dos dois implantes e do extensor no Brasil.

O Dr. Gusmão ressalta que a agência americana de Saúde e Serviços Humanos (FDA) não recomenda a retirada ou troca da prótese de silicone em pacientes assintomáticas.

Tenho prótese de silicone, devo me preocupar?

Caso não esteja apresentando nenhum dos sintomas falados, é importante procurar o cirurgião para esclarecer qual prótese foi colocada!

Caso tenha identificado alguma vermelhidão, inflamação ou úlcera, é preciso fazer uma avaliação para saber qual o diagnóstico.

Lembrando que os produtos que fizeram parte do recall do Brasil e foram suspensos pela Anvisa são: Natrelle Expansor Tissular Texturizado e acessórios (lotes a partir de 25/4/2017); Natrelle Implante Mamário Texturizado Allergan (todos) e Natrelle Implante Mamário Duplo Lúmen e acessórios (todos).

Por outro lado, se a prótese colocada for lisa ou de poliuretano, não há identificação de casos ligados ao desenvolvimento do linfoma.

Desenvolvi o linfoma associado à prótese de silicone. Posso colocar outro implante?

Após retirar o implante causador do câncer, sim. Porém, o Dr. Gusmão encerra afirmando que ainda não há consenso sobre qual seria o momento mais adequado para colocar o novo implante.

Linfomas raros

Fazer exames com frequência previne ou não o câncer? Eis a questão

Источник: https://revista.abrale.org.br/linfoma-raro-esta-associado-a-protese-de-silicone/

Implante de prótese mamária: conheça os tamanhos e formatos mais usados

Próteses mamárias: o que são e principais tipos

A cirurgia de implante de prótese mamária está no ranking dos procedimentos mais buscados pelas mulheres brasileiras. 

As estatísticas não nos deixam mentir. Dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) revelam que em 2018, a mamoplastia de aumento conquistou a 1ª posição entre as cirurgias mais frequentes. O mesmo destaque é feito pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP)

Além da preocupação com o planejamento financeiro (preço de implante mamário), colocar silicone envolve uma série de outros fatores como: preparo emocional, informações técnicas sobre o procedimento e claro, conhecimento sobre os diversos tamanhos, formatos e  texturas do implante de prótese mamária.

Se identifica ou conhece alguma amiga que também pretende colocar silicone mamário, mas não sabe por onde começar? Este artigo é para você!

Principais formatos de implante de prótese mamária

Algumas mulheres sonham com seios turbinados e volumosos, outras desejam conciliar volume à naturalidade. 

Independentemente do gosto de cada paciente, conhecer a diversidade de tamanhos, formatos e texturas das próteses mamárias de silicone é essencial para planejar a cirurgia.

Entre os formatos de implante de prótese mamária mais comuns, existem dois que se destacam atualmente: o redondo e o anatômico.

No caso do implante de prótese mamária com base redonda, um dos diferenciais do formato é a harmonia do contorno das mamas. 

Geralmente, esse tipo de prótese é mais indicada para mulheres com baixa ou média estatura que priorizam seios volumosos, com colo bem preenchido  e destacado.

Já o  implante de prótese mamária com formato anatômico , por sua vez, é indicado para mulheres que não abrem mão do volume, mas que preferem naturalidade e discrição no colo.

Outro formato de implante de prótese mamária muito comum é o cônico. Basicamente, esse tipo de prótese tem uma aparência mais pontiaguda, com um perfil bem pronunciado. 

Por conta dessa característica, essas próteses são recomendadas para mulheres que apresentam um pequeno grau de ptose (queda das mamas) e desejam sua correção através do efeito estaca que elas proporcionam.

Seja lá qual for o seu perfil e preferência, é importante que você entenda o porquê da prótese de silicone de gel coesivo ser um critério fundamental na hora de escolher o  seu implante de prótese mamária.  

Atualmente, esse material é considerado um dos mais avançados no mercado das próteses de silicone. Na prática, o gel traz inúmeras vantagens para a paciente. Confira algumas:

  • Naturalidade nos resultados;
  • Alta durabilidade em relação a outras próteses;
  • Mais segurança para a paciente;
  • Excelente custo-benefício diante de situações como flacidez;
  • Menor risco de complicações como contratura capsular, rippling e extravasamentos 

Perfil da prótese de silicone

Não há como falar de volume de implante de prótese mamária, sem entender os diferentes perfis das próteses de silicone e como essa diversidade afeta o resultado.

Na prática, os perfis são definidos pela altura da prótese a partir de sua base até o seu ápice.

Ou seja, num dado volume ( por exemplo, 300 mls ) a prótese poderá ter uma projeção maior (perfil mais alto) e uma base (diâmetro) menor ou ir distribuindo esse volume em formatos com perfis cada vez mais baixos e bases cada vez mais largas.

Dentro desse conceito, existem quatro modelos que se destacam: perfil baixo, perfil moderado, perfil alto e perfil super alto. Veja abaixo as características e indicações para cada um deles:

1. Perfil baixo e Perfil moderado

Esses dois perfis de prótese são caracterizados por dois fatores: largura do implante (diâmetro) destacada e projeção (altura) pequena.

Por conta dessas características, esses modelos de implante de prótese mamária são mais indicados para mulheres que buscam uma projeção discreta na parte da frente dos seios e possuem um tórax mais largo.

2.Perfil alto e Perfil super alto

O grande destaque dessas próteses é que elas proporcionam  maior projeção aos seios. É o implante ideal para pacientes com pouco volume no colo e tórax mais estreito.

Esses perfis além de proporcionar  um colo mais pronunciado,podem também oferecer alguma melhora em graus leves de ptose mamária  (queda das mamas), pelo efeito estaca que a projeção acentuada proporciona.

Variações de textura do silicone mamário

Assim como volume e formato são critérios importantes na hora de escolher o implante de prótese mamária, entender como a textura da superfície externa das próteses afeta o resultado e o corpo da mulher é uma questão importante na hora da escolha do implante mamário.

As próteses revestidas de poliuretano também chamadas de macrotexturizadas são muito macias e porosas. 

Essa característica facilita a aderência do implante ao tecido mamário e à parede torácica, o que reduz o risco de deslocamento dos implantes e ajuda a prevenir a queda precoce das mamas no pós operatório. 

Já as microtexturizadas  apresentam uma textura mais delicada em sua superfície, mas não são lisas  — o que é bom para o processo de aderência do implante de prótese mamária ao corpo da mulher e além disso apresentam uma  baixa probabilidade de contratura capsular.

Por fim, as próteses nanotexturizadas, são  praticamente lisas e oferecem benefícios como reduzida ou ausência de ocorrência de contratura capsular, porém tem uma baixa aderência do implante ao tecido mamário e à parede torácica.

Qual é a melhor opção de próteses mamárias para o meu caso?

Agora que você sabe um pouco mais sobre a diversidade de formatos, texturas e projeções das próteses de silicone, deve estar na dúvida sobre qual é a mais adequada para o seu corpo, certo?

O melhor caminho para entender qual é o implante de prótese mamária ideal para você é marcar uma avaliação médica, afinal há uma série de fatores que influenciam essa escolha, tais como:

  • Altura;
  • Formato do tórax;
  • Preferência estética;
  • Espessura e volume das mamas;
  • Qualidade da pele.

Esses critérios são importantes não só para se definir qual o formato de prótese mamária melhor  se ajustará em seu corpo, mas também ajudam você descobrir qual é o volume mamário que mais combina com seu perfil.

Geralmente, os volumes de próteses mais usados variam entre 250 e 400 ml.

Vale reforçar mais uma vez que as características corporais da paciente como altura, peso, volume prévio das mamas e espessura da pele localizada no tórax são determinantes para o especialista avaliar qual é o implante de prótese mamária certo para você.

Ao passar em consulta com seu cirurgião, você terá uma noção mais completa sobre o que é o procedimento, como é feito e quais são as indicações médicas para o seu caso.

É neste momento que você poderá tirar dúvidas sobre preço de implante mamário, bem como poderá provar os  diferentes moldes que norteiam a escolha das próteses. Assim, será mais fácil alinhar suas expectativas com os possíveis resultados estéticos do implante de prótese mamária.

Ainda com dúvidas? Converse com nossa equipe ou agende uma avaliação com o Dr. Regis Milani!

Источник: https://www.regismilani.com.br/blog/principais-tipos-de-implante-de-protese-mamaria/

Tipos de silicone de mama: conheça os principais!

Próteses mamárias: o que são e principais tipos

Há uma série de motivos que levam uma pessoa a passar por uma cirurgia para a colocação de implantes de silicone. Porém, como todo procedimento cirúrgico, é fundamental que o paciente procure se informar com antecedência sobre o pré e pós-operatório, assim como sobre quaisquer reações ou cicatrizes que possam ser provenientes dessa intervenção.

Se você quer conhecer um pouco mais sobre os tipos de silicone de mamas, assim como os tipos de revestimento existentes, este post é para você. Continue a leitura e entenda por que é importante conhecer as opções existentes, quais são as mais utilizadas, os seus revestimentos e as suas particularidades. Acompanhe!

Por que é importante conhecer os tipos de silicone de mama?

Antes de mostrarmos os diferentes tipos de revestimentos de prótese de silicone existentes, é imprescindível entender a razão da existência deles. Por conta de uma reação natural, uma espécie de cápsula fibrosa é formada ao redor de qualquer tipo de objeto estranho que venha a se instalar em nosso corpo. No caso dos implantes, isso não é diferente.

Quando colocado no seio da mulher, o corpo dela entende que o implante é um agente desconhecido e, por isso, a cápsula fibrosa começa a ser formada. Se houver uma reação exacerbada nessa formação, dá-se o nome de contratura capsular.

Na verdade, os tipos de revestimento de prótese mamária de silicone passaram por alterações à medida que se tentava resolver esse problema. O primeiro modelo, por exemplo, apresentava uma superfície mais lisa, o que causava um maior nível de contratura.

A partir da década de setenta, a Medicina e a tecnologia foram avançando com mais velocidade, e novos estudos foram aplicados aos implantes de silicone. Isso contribuiu para o surgimento dos outros dois tipos de revestimento das próteses: o texturizado e o de Poliuretano.

Quais são os tipos de silicone de mama utilizados?

Para decidir sobre qual o modelo de prótese usar, com cautela e sem medo de ter surpresas desagradáveis, é interessante conhecer as versões disponíveis no mercado. Cada tipo de silicone vai garantir um resultado diferente, compatível com o modelo escolhido.

Pensando nisso, a seguir, saiba mais sobre cada uma das opções e escolha aquela que se encaixe melhor aos seus objetivos.

Redondo

O tipo de silicone com modelo redondo, na prática, tem um padrão semiesférico e, por esse motivo, se adapta melhor ao contorno natural da mama. Não é à toa que essa é uma das opções mais escolhidas pelas mulheres!

As próteses redondas são colocadas por um pequeno corte nas axilas ou no sulco abaixo das mamas. Esse tipo de silicone preenche totalmente o espaço, proporcionando um resultado bem bonito e valorizando tanto os seios, quanto a região do colo.

Entretanto, apesar de um resultado bem aparente, mesmo a prótese de modelo redondo pode parecer mais natural se for colocada parcialmente sobre o músculo do peito e a parte inferior da glândula mamária.

Vale ressaltar que, em caso de deslocamento da prótese, esse tipo de silicone tem baixíssima chance de trazer modificações expressivas e visualmente aparentes.

Cônico

A prótese no formato cônico é o modelo que tem o resultado mais artificial de todos, uma vez que projeta muito os seios para a frente, deixando-os empinados. Por isso, tende a atrair bastante os olhares.

Entretanto, apesar desse detalhe, é uma versão muito recomendada para os casos em que a mulher tem as mamas um pouco caídas, em função da amamentação ou de uma brusca perda de peso, ou tem o tórax mais estreito.

Nas duas situações, esse modelo de prótese de silicone consegue redirecionar os mamilos e assegurar um efeito esteticamente interessante, evitando novas incisões além da própria cirurgia de implante.

Anatômico ou em gota

A prótese anatômica tem um formato de gota e tende a imitar a aparência natural dos seios. Por esse motivo, costuma ser o modelo mais escolhido pelas mulheres que vencem a batalha contra o câncer. Além disso, esse tipo de silicone costuma ser indicado para quem deseja aumentar o volume e a proporção dos seios.

Vale ressaltar que esse volume não se concentra no alto do decote, ou seja, apesar de proporcionar um seio mais volumoso, ele não ficará tão evidente na região do colo. O destaque que essa prótese oferece está concentrado na porção inferior da mama, fazendo com que o resultado seja bem natural.

Apesar da naturalidade que esse tipo de silicone garante para os seios, esse modelo de prótese vem sendo menos utilizado, pois essa diferença entre as proporções do colo e da parte inferior pode causar deslocamentos e rotações indesejáveis.

Como a prótese de silicone é colocada?

A inclusão da prótese de silicone é realizada por meio de uma incisão que pode ser na axila, aréola ou mama, inserida abaixo do músculo ou da glândula mamária. O fato da colocação ser atrás ou na frente do músculo pode variar de acordo com o tipo de mama da paciente.

Por exemplo, é comum que a prótese de silicone seja colocada na parte de trás do músculo se a mulher tiver pouca glândula, já que esse procedimento evita que o implante fique muito aparente. Agora quando a paciente tem uma quantidade de glândula que permita que o implante seja satisfatoriamente coberto, é normal que ele seja inserido na frente do músculo.

Lembrando que uma clínica especializada fará uma anamnese na consulta para que uma série de dados importantes sobre a paciente sejam levantados, como o histórico de doenças familiares, a saúde em questão, entre outras informações.

Quais são os tipos de revestimento para silicone?

Agora que você já sabe como funciona o procedimento cirúrgico para que os implantes sejam colocados, mostraremos quais são diferentes tipos de materiais usados como revestimento.

Implante liso

O implante liso foi o primeiro inventado e utilizado, e apresenta um maior índice de contratura capsular. Atualmente, é pouco usado nos consultórios porque, com o avanço dos estudos e da tecnologia, foi possível criar outros tipos de revestimento com menor ocorrência de tal problema.

Implante texturizado

No caso dos implantes texturizados, eles têm um revestimento que apresenta microrrugosidades, o que oferece um maior grau de aderência e diminui consideravelmente os riscos de contratura capsular, em comparação com os implantes lisos. Essa opção é a mais usada pelos cirurgiões atualmente.

Implante de Poliuretano

Esse tipo de revestimento de prótese de mama é feito de espuma de Poliuretano. O famoso gel contido dentro da prótese continua sendo o mesmo de antes: silicone coesivo. O que muda, em comparação com os outros tipos de revestimento, é somente a membrana externa.

Essa opção de silicone confere uma maior aderência aos tecidos e um menor risco de contratura capsular, comparada com a prótese texturizada. Por causa dessa aderência, a colocação pelo cirurgião por pequenas incisões se torna também mais difícil. O preço desse par de prótese também é um pouco mais elevado.

Como escolher o tamanho ideal do seu silicone?

No momento de escolher entre os tipos de silicone de mama — que podem variar entre 150 ml a 600 ml — o cirurgião deve considerar alguns aspectos a respeito do corpo da paciente, tais como:

  • biótipo;
  • estrutura corporal;
  • distância entre tronco e quadril;
  • altura;
  • estrutura óssea;
  • proporção do tórax;
  • formação original da mama.

Assim, o volume mais adequado pode ser indicado para que a paciente tenha suas expectativas alinhadas em relação ao melhor resultado possível.

Por que escolher uma clínica especializada?

A escolha da equipe que realizará o procedimento cirúrgico é tão importante quanto entender sobre como funciona o implante e os diferentes tipos de silicone de mama. Além de ter a garantia de que você lidará com profissionais pautadas em ética, ao escolher uma clínica especializada você receberá acompanhamento em todo o processo de pré e pós-operatório.

Contudo, essa não é uma tarefa fácil, visto que existem muitos especialistas disponíveis no mercado de beleza hoje em dia. Por isso, nossa sugestão é que você utilize alguns critérios para tomar a melhor decisão, como:

  • se todas as dúvidas foram tiradas logo na primeira consulta;
  • se você recebeu a devida atenção durante o atendimento;
  • se o médico passou a credibilidade e confiança de que tudo daria certo;
  • se existem boas indicações de outras pacientes em relação à clínica;
  • se as diferenças entre os diferentes tipos de silicone de mama foram explicadas;
  • se há a garantia de que a cirurgia será realizada em um hospital — com uma equipe especializada — e não na clínica.

É fundamental que você saiba como será o resultado da cirurgia com antecedência e isso é um aspecto que depende muito dos profissionais escolhidos, já que quanto maior for a sua experiência, maiores as chances de que as expectativas sejam alcançadas ou até mesmo superadas.

Como vimos, há diferentes opções de tipos de silicone e de revestimentos utilizados para as próteses de mama. O importante é que todos os aspectos que envolvem a escolha sejam discutidos com o seu cirurgião, pois ninguém melhor do que ele para indicar o melhor modelo para atender às suas necessidades.

Por isso, agende a sua consulta com a Dra. Luciana Pepino para tirar todas as suas dúvidas e marcar logo a sua tão sonhada cirurgia de implante de silicone!

Источник: https://www.lucianapepino.com.br/blog/cirurgia-plastica/tipos-de-implantes-de-silicone/

Prótese de Silicone: principais tipos e como escolher

Próteses mamárias: o que são e principais tipos

As próteses mamárias são estruturas de silicone, gel ou solução salina que podem ser utilizadas para aumentar os seios, corrigir assimetrias e melhorar o contorno da mama, por exemplo.

Não há indicação específica para colocação das próteses de silicone, sendo normalmente solicitadas por mulheres que estão insatisfeitas com o tamanho ou formato de sua mama, havendo impacto direto na auto-estima.

Muitas mulheres recorrem à colocação de próteses de silicone após a amamentação, já que os seios ficam flácidos, pequenos e, por vezes, caído, sendo indicado nesses casos a colocação da prótese cerca de 6 meses após o término da amamentação. Além disso, as próteses mamárias podem ser usadas no processo de reconstrução mamária no caso de remoção da mama devido ao câncer de mama.

O valor varia de acordo com volume desejado e características da prótese, podendo custar entre R$ 1900 e R$ 2500,00, no entanto, a cirurgia completa pode variar entre R$ 3000 e R$ 7000,00.

No caso de mulheres que desejam a colocação de próteses devido à mastectomia, esse procedimento é um direito para as mulheres que possuem inscrição no Sistema Único de Saúde, podendo ser feito sem custos.

Entenda como é feita a reconstrução mamária.

Como escolher o tipo de silicone

As próteses de silicone variam de acordo com a forma, perfil e tamanho e, por isso, é importante que a escolha da prótese seja feita juntamente com o cirurgião plástico.

Normalmente o cirurgião avalia tamanho do tórax, tendência à flacidez e aparecimento de estrias, espessura da pele e objetivo da pessoa, além de estilo de vida e planos para o futuro, como desejo de engravidar, por exemplo.

É importante que a colocação da prótese seja feito por um médico especialista regularizado pelo Conselho Federal de Medicina (CRM) e que a prótese esteja de acordo com os critérios de qualidade, tenha aprovação da ANVISA e possua prazo de vida útil de pelo menos 10 anos.

Tamanho da prótese

O volume da prótese varia de acordo com a estrutura física da mulher e do seu objetivo, podendo variar entre 150 e 600 ml, sendo recomendado, na maioria das vezes, a colocação de próteses com 300 ml. Próteses com volume superior, só são indicadas para mulheres com estrutura física capaz de suportar o peso das próteses, sendo indicado para mulheres altas e que possuem tórax e quadril largos.

Local de colocação

A prótese pode ser colocada por meio de uma incisão que pode ser feita por baixo da mama, axila ou na auréola. Pode ser colocado por cima ou por baixo do músculo peitoral de acordo com a composição física da mulher. Quando a pessoa possui pele ou gordura suficiente, é indicada a colocação da prótese por cima do músculo peitoral, deixando o aspecto mais natural.

Já quando a pessoa é muito magra ou não possui muita mama, a prótese é colocada por baixo do músculo.  Saiba tudo sobre a cirurgia para colocação de próteses mamárias.

Principais tipos de prótese

As próteses mamárias podem ser classificadas em alguns tipos de acordo com as suas características, como forma, perfil e material, podendo ser constituída por solução salina, gel ou silicone, sendo este último a escolha da maioria das mulheres.

Na prótese de solução salina, a prótese é colocada por meio de uma pequena incisão e enchida após a sua colocação, podendo ser ajustada após a cirurgia.

Esse tipo de prótese é normalmente palpável e em caso de ruptura pode ser percebido um seio menor que o outro, diferentemente da prótese de gel ou silicone, em que na maioria das vezes não são percebidos sintomas de ruptura.

No entanto, as próteses de gel ou de silicone são mais lisas e maciais e dificilmente palpáveis, sendo, por isso, a principal escolha das mulheres.

Forma da prótese

As próteses de silicone podem ser classificadas de acordo com a sua forma em:

  • Prótese cônica, em que pode ser notado maior volume no centro da mama, garantindo maior projeção para os seios;
  • Prótese redonda, que é o tipo mais escolhido pelas mulheres, pois deixa o colo mais desenhado e garante melhor contorno da mama, sendo normalmente indicado para mulheres que já possuem algum volume mamário;
  • Prótese anatômica ou em forma de gota, em que a maior parte do volume da prótese está concentrado na parte debaixo, resultando no aumento da mama de forma natural, porém deixa o colo pouco marcado.

As próteses anatômicas, por não darem tanta projeção aos seios e nem demarcarem bem o colo, não são normalmente escolhidas pelos cirurgiões e pelas mulheres com finalidade estética, sendo normalmente utilizadas em processos de reconstrução mamária, pois promovem o aumento da forma e contorno do seio de forma proporcional.

Perfil da prótese

O perfil da prótese é o que garante o resultado final, podendo ser classificado em super alto, alto, moderado e baixo. Quanto mais alto o perfil da prótese, mais empinada e projetada fica a mama e mais artificial é o resultado. As próteses com perfil super alto são indicadas para mulheres que possuem algum grau de queda dos seios, no entanto, o resultado pode ser pouco natural.

No caso do perfil moderado e baixo, a mama fica mais plana, não havendo projeção e nem marcação do colo, já que a prótese possui pouco volume e grande diâmetro. Assim, esse tipo de prótese é indicado para mulheres que desejam fazer a reconstrução mamária ou que não querem que os seios fiquem projetados muito para a frente, possuindo um resultado mais natural.

Quem não deve colocar silicone

A colocação das próteses de silicone é contraindicada para mulheres grávidas ou que estejam no período pós parto ou em amamentação, devendo esperar no mínimo 6 meses para colocar a prótese, além de não ser recomendado em caso de doenças hematológicas, auto-imunes ou cardiovasculares e para pessoas menores de 16 anos.

Источник: https://www.tuasaude.com/tipos-de-silicone/

Tipos De Próteses Mamárias: Quais São?

Próteses mamárias: o que são e principais tipos

Existem no mercado diversos tipos de próteses mamárias, o que às vezes pode tornar a escolha um pouco mais complexa do que se imaginava.

Por isso organizamos este material, onde você irá conhecer os principais tipos e formatos, de maneira que possa escolher melhor.

Continue lendo para saber mais!

Por que conhecer os tipos de próteses mamárias?

As mulheres, e até mesmo homens, possuem diversos motivos para fazer uso de próteses, sendo essencial que se conheça os vários tipos de próteses mamárias existentes, para que assim não se faça uma escolha ruim.

Dentre os principais motivos para utilizar um dos tipos de próteses mamárias estão os fatores estéticos, de mulheres que desejam aumentar o volume dos seios, ou mesmo trazer mais firmeza para a região.

Problemas de saúde também são um forte motivo para ter que se decidir entre os diversos tipos de próteses mamárias, já que o Câncer de Mama é uma das condições de saúde que mais aflige mulheres pelo Brasil.

E aí a prótese entra como uma opção para a reconstrução das mamas das mulheres que tiveram que passar por processos de Mamoplastia.

Perfil

Um dos itens a se considerar nos tipos de próteses mamárias é o perfil, sendo quatro.

Indicado principalmente para as mulheres que possuem as mamas inteiras e que querem apenas um preenchimento a mais, dando um pouco de base para o volume dos seios.

Porém o modelo é um dos tipos de próteses mamárias menos utilizados, já que não dá a noção estética que a maioria das mulheres tanto deseja. Ele tem um resultado mais natural.

Por não possuir projeção, é pouco utilizado, considerando que apenas realiza o preenchimento da cavidade mamária, sem trazer muitas mudanças estéticas como os próximos modelos.

Preenche bem a cavidade da mama, deixando o colo mamário com formatos esteticamente apresentáveis, trazendo a beleza e o formato desejado pela paciente.

Não é à toa que é um dos modelos mais escolhidos. Nesse perfil ele deixa o colo mais visível. Porém, pode ficar um pouco mais artificial o resultado.

Possui um formato mais cônico, o que deixará o peito bem apontado para frente, com o mamilo bem projetado. É um tipo que traz volume ao seio, sem grandes proporções nas próteses.

Formatos

O formato da prótese também deve ser considerado, tem três opções.

Modelo indicado para mulheres com o corpo mais magro, e que estejam passando pelo procedimento de reconstrução das mamas.

Que fica bem para quem quer volume sem próteses mamárias muito grandes. Mulheres com ombros e tórax mais estreitos também se beneficiam esteticamente deste formato de prótese.

Mais utilizado, considerando que preenche bem a área vazia da mama, trazendo simetria na visão estética.

Esse formato é um meio termo entre anatômico e redondo. Essa é uma prótese redonda, porém, ao ficar de pé o gel se posiciona de maneira que fica mais natural.

Como escolher dentre os tipos de próteses mamárias?

Como existem diversos tipos de próteses mamárias, é muito comum haver a dúvida sobre qual dos tipos escolher. Seguem então alguns processos que podem te ajudar:

  • Leve em consideração o formato do seu corpo, para ver qual prótese mais irá se adaptar esteticamente a ele.
  • Explique ao seu Médico o que você quer, se é firmeza, volume, ambos, pois assim ele terá melhores informações e poderá te encaminhar melhor.
  • Vários consultórios conseguem te mostrar o resultado com computação gráfica. Veja se o seu Médico oferece esta opção, e peça a ele, para que você compreenda melhor como o seu corpo pode ficar.
  • Outro ponto importante é o preenchimento da prótese. Existem próteses mais preenchidas que dão mais volume, deixando a mama mais cheia e dura. Outras opções, menos preenchidas, dão um aspecto mais natural e um toque mais macio.
  • Por fim, mais um aspecto a ser analisado são as texturas das próteses. Podemos incluir na lista as seguintes texturas: Lisa, Nanotextura, Microtextura e Poliuretano (macrotextura). As texturas influenciam nas características das próteses. A Lisa e Nanotextura oferecem mais naturalidade; enquanto as outras duas deixam um pouco mais rígida e fixa no lugar. Tudo isso deve ser discutido com o médico nas primeiras consultas.

Por fim, sempre procure conhecer bem o Médico que fará sua cirurgia, de maneira que se confirme que ele está registrado, e possui bons antecedentes na área, evitando assim surpresas desagradáveis.

E faça com calma a escolha entre os tipos de próteses mamárias, considerando que esta é uma grande cirurgia.

Dê uma olhada em nosso blog para ter acesso a outros conteúdos relevantes. Clique Aqui!

Источник: https://www.thomasbenson.com.br/2020/07/28/tipos-de-proteses-mamarias-quais-sao/

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: