Quando Surgem os Primeiros Sinais de Gravidez?

Contents
  1. Sintomas de gravidez
  2. 1. Atraso do período menstrual
  3. 3. Cansaço
  4. 4. Enjoo (matinal ou não)
  5. 5. Hiperemese gravídica
  6. 6. Aumento das idas ao banheiro
  7. 7. Alterações de humor
  8. 8. Mudança de gosto alimentar (desejos por alimentos) e sensibilidade a odores
  9. 9. Cãibras
  10. Com quantos dias aparecem os primeiros sintomas de gravidez?
  11. Primeiros sintomas de gravidez
  12. 5 – 6 semanas:
  13. 8 a 10 semanas:
  14. 12 a 20 semanas:
  15. Após 28 semanas:
  16. 13 Sintomas de Gravidez elencados pelo Dr. Alfonso Massaguer
  17. 13 principais sintomas de gravidez
  18. 1º Sintoma de gravidez: alterações emocionais
  19. 2º Sintoma de gravidez: alterações do sono
  20. 3º Sintoma de gravidez: alteração da disposição geral
  21. 4º Sintoma de gravidez: cólicas ou dores abdominais
  22. 5º Sintoma de gravidez: mamas sensíveis
  23. 6º Sintoma de gravidez: sangramento vaginal
  24. 7º Sintoma de gravidez: aumento das mamas e escurecimento das aréolas mamárias
  25. 8º Sintoma de gravidez: flacidez abdominal
  26. 9º Sintoma de gravidez: alterações intestinais
  27. 10º Sintoma de gravidez: enjoos
  28. 11º Sintoma de gravidez: queimação gástrica e sensação de refluxo esofágico
  29. 12º Sintoma de gravidez: alterações de apetite
  30. 13º Sintoma de gravidez: alterações da pele e cabelos
  31. A partir de que momento uma mulher pode saber que está grávida?
  32. 1. Desejo por comer certos alimentos: mito ou realidade?
  33. 2. Por que a maioria das mulheres grávidas se sente enjoada?
  34. 3. A partir de que momento a mulher deve procurar um médico?
  35. 4. Sangramentos durante a gravidez são sempre sinal de risco?
  36. 5. Gestante pode praticar atividades físicas?
  37. Cuidados gerais durante a gestação
  38. Sintomas de gravidez: 14 sinais de que pode estar grávida
  39. Teste online de gravidez
  40. Sintomas dos primeiros 7 dias
  41. 1. Corrimento vaginal cor-de-rosa
  42. 2. Corrimento mais espesso
  43. 3. Cólica e inchaço abdominal
  44. Sintomas das primeiras 2 semanas
  45. 4. Cansaço fácil e sono excessivo
  46. 5. Mamas sensíveis e escurecimento da aréola
  47. 6. Atraso ou falta da menstruação
  48. 7. Dor no fundo das costas
  49. 8. Aversão a cheiros fortes
  50. 9. Variações de humor
  51. Sintomas do 1º mês de gravidez
  52. 10. Enjoo matinal e vômitos
  53. 11. Desejo por comidas estranhas
  54. 12. Tonturas e dor de cabeça
  55. 13. Aumento da vontade para urinar
  56. 14. Espinhas e pele oleosa
  57. O que fazer em caso de suspeita de gravidez
  58. O que fazer se o teste de farmácia for positivo
  59. Quando fazer o ultrassom

Sintomas de gravidez

Quando Surgem os Primeiros Sinais de Gravidez?

Existem vários sintomas que podem indicar se você está grávida. Esses primeiros sintomas de gravidez variam em cada mulher e de acordo com a gravidez. Se você estiver grávida, poderá perceber um ou mais desses sintomas. Não se preocupe, é improvável que você tenha todos de uma só vez.

E você também não precisa se preocupar se não tiver nenhum deles. É totalmente possível estar grávida sem perceber nenhum desses sinais de gravidez. Quer você tenha alguns ou nenhum desses sintomas, a única forma de ter certeza de que você está ou não grávida é fazendo um teste de gravidez.

1. Atraso do período menstrual

Se você tiver um ciclo menstrual regular, normalmente esse é o primeiro sinal físico. Lembre-se de que você pode ter um pequeno sangramento ou sangramento de escape na época de sua menstruação mesmo se estiver grávida e quando o óvulo fertilizado se implantar no seu útero. Se os seus ciclos não forem regulares, você poderá perceber outros sintomas antes de sentir falta da menstruação.

Algumas mulheres, após terem um ciclo completamente regular por alguns anos, começam a não ter a menstruação por um bom tempo. A primeira coisa a se fazer se isso acontecer é descartar a possibilidade de gravidez fazendo um teste de gravidez caseiro. O termo clínico para a ausência de menstruação por mais de 6 meses é “amenorreia”.

Existem muitos motivos pelos quais sua menstruação pode ser subitamente interrompida, inclusive ganhar ou perder peso muito rapidamente, exercícios físicos em excesso e estresse. Se sentir fogachos e diminuição da libido, você pode estar sentindo os primeiros sinais da menopausa (perimenopausa).

Independentemente de seus sintomas, consulte seu médico se a menstruação regular mudar ou parar.

Mrs Caroline Overton é especialista em obstetrícia e ginecologia no Hospital da St Michael’s University em Bristol

Caroline Overton

Não, você não deve ficar menstruada durante a gravidez. O sangramento no início da gravidez pode ser normal, mas também pode ser um sinal de risco de perda precoce da gravidez. Você deve procurar um médico se estiver preocupada.

Mesmo que você tenha feito o teste antes do dia em que a menstruação deveria se iniciar e o resultado tiver sido “Grávida”, esse será um resultado preciso no qual você pode confiar. Isso significa que o nível do hormônio da gravidez estava elevado o suficiente para ser detectado.

Seus seios podem aumentar e ficar mais macios ou altamente sensíveis. Talvez seja mais fácil perceber as veias e as auréolas podem escurecer.

Caroline Overton

Nem todas as mulheres sentem os sintomas da gravidez, como o enjoo matinal. Preste atenção à sensibilidade dos seus seios (eles podem ficar mais sensíveis intermitentemente), pois esse é o sintoma mais comumente relatado. Mesmo assim, todas as gravidezes são diferentes, então, não se preocupe.

3. Cansaço

Provavelmente você se sentirá cansada além do normal nas primeiras semanas da gravidez, o que pode ocorrer devido ao aumento nos níveis de progesterona em seu corpo, que mantém o revestimento do útero para ajudar a dar suporte à gravidez.

4. Enjoo (matinal ou não)

Pode ser que você comece a se sentir enjoada e até vomite entre a 2ª e a 8ª semanas de gravidez. Normalmente isso passa em torno da 16ª semana. Embora seja chamado de “enjôo matinal”, ele pode ocorrer a qualquer momento do dia ou da noite e até pode afetá-la a todos os momentos.

Caroline Overton

Não, seu bebê retira os nutrientes necessários de seu corpo. Se estiver com enjoo matinal, beba bastante água e tente comer pouco e com frequência. Usar tiras elásticas para punhos, que fazem pressão similar à da acupuntura, pode ajudar. Vômitos e náuseas durante a gravidez afetam até 8 em 10 grávidas.

5. Hiperemese gravídica

Cerca de uma a cada 200 mulheres grávidas podem sofrer de hiperemese gravídica.

Normalmente passando do primeiro semestre (12 a 13 semanas), a hiperemese gravídica causa vômitos tão graves e com tanta frequência que a pessoa não consegue manter comida ou bebida em seu organismo.

Essa condição geralmente pode ser tratada e somente em casos muito raros há complicações na gravidez, mas é aconselhável procurar um médico caso você esteja sofrendo com enjoos severos.

Caroline Overton

A hiperêmese gravídica consiste em náuseas e vômitos muito fortes, que podem apresentar um risco de vida em potencial. Se estiver preocupada, consulte um clínico geral. Medicamentos antienjoo podem ser prescritos por um médico, mas serão recomendados apenas para mulheres que sofrerem de desidratação, cujos sintomas incluem boca muito seca e urina concentrada (de cor amarela-escura).

6. Aumento das idas ao banheiro

Cerca de 6 a 8 semanas depois da concepção, pode ser que você precise urinar com mais frequência, o que ocorre porque o útero aumenta de tamanho e começa a pressionar a bexiga. Ao final do primeiro trimestre, o útero se eleva em seu abdômen, o que alivia a pressão sobre a bexiga.

7. Alterações de humor

As mudanças nos hormônios podem causar algumas alterações em seu humor nos estágios iniciais da gravidez. Pode ser que você comece a chorar sem realmente saber a razão.

8. Mudança de gosto alimentar (desejos por alimentos) e sensibilidade a odores

Pode ser que você deixe de gostar de algumas coisas, como chá, café ou comida gordurosa, e sinta vontade de alimentos que normalmente não gostaria. Você também pode enjoar de determinados odores, como café, carne ou álcool.

9. Cãibras

Talvez você sinta cãibras nas pernas ou pés no primeiro trimestre ou em algum momento posterior da gravidez, o que acontece devido à mudança na forma que o seu corpo processa o cálcio.

Caroline Overton

Uma gravidez ectópica é quando a gravidez se desenvolve fora do útero. Cerca de 99% das gestações ocorrem normalmente no útero, mas as gravidezes ectópicas podem afetar qualquer mulher. As gravidezes ectópicas podem apresentar uma variedade de sintomas, que nem todas as mulheres sentem.

Os sintomas iniciais da gravidez ectópica podem ser dor (algo que não passe com um medicamento para dor leve, como o paracetamol) e sangramento. Se a gravidez ectópica estiver se rompendo, você poderá sentir uma dor generalizada no abdome, que está muitas vezes associada à dor referida no ombro.

Outros sintomas relatados incluem dor para urinar ou defecar e dor ao andar. Se você sentir esses sintomas, procure um atendimento médico imediatamente.

Se você já tiver tido uma gravidez ectópica, o National Institute of Clinical Excellence recomenda que você se consulte em uma clínica Early Pregnancy Clinic, no Reino Unido, onde poderá ter atendimento médico e exames especializados. É necessária uma ultrassonografia para confirmar o local da gravidez.

Caroline Overton

Sim, você estava grávida, mas a gravidez estava tão no início que não era nem sequer possível detectá-la com uma ultrassonografia. Por isso ela foi chamada de “gravidez bioquímica”. Infelizmente, o aborto precoce não é incomum. Cerca de um quarto das gravidezes terminam nos estágios iniciais.

Источник: https://pt.clearblue.com/como-saber-se-estou-gravida/sintomas-de-gravidez

Com quantos dias aparecem os primeiros sintomas de gravidez?

Quando Surgem os Primeiros Sinais de Gravidez?

Os primeiros sintomas de gravidez começam a surgir na 5ª ou 6ª semanas de gestação. Lembrando que as semanas devem ser contadas a partir do primeiro dia da última menstruação (DUM). Na maioria das vezes, aparecem com 7 a 14 dias de atraso menstrual.

O exame do hormônio beta HCG, no sangue ou na urina, já pode ser detectado 6 a 8 dias após o início da gestação, mas os sintomas levam mais tempo para serem percebidos ou identificados no exame médico.

Primeiros sintomas de gravidez

Em geral, o primeiro sintoma da gravidez é a ausência de menstruação ou atraso menstrual detectado quando o período não vem na data esperada. Após o atraso menstrual, com o passar das semanas, os outros sintomas vão surgindo, naturalmente.

5 – 6 semanas:

  • Náuseas, com ou sem vômitos – Comum na maioria das gestantes, com início entre a quinta e a sexta semana de gestação, sendo pior por volta da nona semana e melhora espontaneamente, após 16 a 20 semanas.
  • Aumento do volume das mamas e sensibilidade nos mamilos – as mamas começam o aumento do volume, os mamilos se tornam mais sensíveis e pode começar a apresentar uma coloração mais escurecida.
  • Aumento da frequência urinária – também é um sinal bastante precoce, o aumento da vontade e do volume de urina, mas sem outros sintomas. Se houver sinais de ardência, dor ou mau cheiro ao urinar, não deve ser entendido como sintoma normal da gravidez. Deve-se procurar um atendimento médico.
  • Distúrbio do sono – A gestante costuma ter alterações de sono, sono noturno insuficiente, sonolência diurna, ou mesmo insônia pelas modificações naturais da gravidez, como aumento do volume urinário, dificuldade de mobilização na cama e queda da pressão.
  • Cansaço (fadiga) – A sonolência durante o dia e o cansaço físico também podem ser percebidos nas primeiras semanas. A fadiga melhora no segundo trimestre, mas pode retornar ao final da gestação.
  • Dores de cabeça – as dores de cabeça, nariz entupido e calorões acontecem devido ao aumento de estrogênio no sangue, responsável pela dilatação dos vasos.

8 a 10 semanas:

  • Aumento do volume do útero – a partir da oitava semana, o útero já pode ser percebido, semelhante ao tamanho de uma pera. Esse aumento pode cursar ainda com desconforto pélvico, e sensação de “inchaço abdominal”.
  • Mudança no paladar – aversão a certos alimentos é outro sintoma comum a muitas gestantes.

12 a 20 semanas:

  • Vulva azulada – Por volta da décima segunda semana, a mulher já percebe um aumento da vulva e coloração azulada, devido ao aumento da vascularização no local.
  • Dor lombar – pode ter início já no segundo trimestre por fatores como postura inadequada, fraqueza muscular, frouxidão ligamentar e desenvolvimento do bebê. Pode piorar ainda mais no terceiro trimestre.
  • Saída de colostro – secreção clara pelo mamilo.

Após 28 semanas:

  • Azia – No início do terceiro trimestre, os sintomas de azia e constipação se tornam mais evidentes, devido a toda a modificação do organismo da mulher, tamanho e desenvolvimento normal do bebê.
  • Inchaço dos pés e tornozelos – O edema nos membros inferiores, especialmente tornozelos começam a incomodar no terceiro trimestre de gestação, e para aliviar os sintomas é indicado beber mais água, reduzir o consumo de sal na comida e colocar as pernas para cima durante o dia, sempre que for possível, para auxiliar na drenagem linfática.

Atividade física devidamente acompanhada e drenagem linfática podem ser indicadas pelo médico.

Algumas mulheres grávidas também podem apresentar outras manifestações menos frequentes no início, como cólicas ou sangramento no momento da implantação do óvulo no útero, o que geralmente acontece na metade do ciclo.

Ao detectar uma gravidez, a mulher deve procurar o serviço de saúde para iniciar os cuidados de pré-natal.

Conheça um pouco mais sobre esse assunto nos artigos a seguir:

Referências:

Lori A Bastian, et al. Clinical manifestations and diagnosis of early pregnancy. UpToDate. Sep 08, 2020.

FEBRASGO – Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia.

Referências bibliográficas

Источник: https://medicoresponde.com.br/com-quantos-dias-aparecem-os-primeiros-sintomas-de-gravidez/

13 Sintomas de Gravidez elencados pelo Dr. Alfonso Massaguer

Quando Surgem os Primeiros Sinais de Gravidez?

Por Tais Romanelli
Atualizado em 23.11.20

Foto: Thinkstock

A espera de um bebê é um momento mágico na vida das mulheres. Mas é verdade que, muitas vezes, a gravidez pega algumas delas de surpresa!

A primeira desconfiança surge, geralmente, após atraso de um ou mais dias na menstruação – isso no caso de ciclos menstruais regulares. Mas, vale destacar que este, embora seja o mais conhecido, não é o único sinal da gravidez.

Quando a mulher engravida, seu corpo inicia uma série de transformações para facilitar a interação entre o metabolismo da mãe e do bebê. Devido a esse fato, começam a surgir os sintomas de gravidez, que variam muito de pessoa para pessoa.

13 principais sintomas de gravidez

Alfonso Massaguer, ginecologista, obstetra e diretor da Clínica Mãe, lembra que, normalmente, o primeiro sinal de uma gravidez é o atraso menstrual. “Mas outros sintomas da gestação podem começar tão logo se inicie a produção do hormônio BHCG, ainda antes da falha da menstruação”, diz.

Os mais comuns, de acordo com o ginecologista, são:

Massaguer reforça que cada gestação é única. “Ou seja, cada mulher sente a gestação de maneira diferente, e mais: cada mulher sente uma gestação diferente das demais gestações! Os sinais de gravidez são muito variados e podem ser experimentados ou não, nas mais diferentes intensidades e combinações a cada nova gestação”, destaca.

Porém, apesar das particularidades de cada gestação, o ginecologista e obstetra fala abaixo sobre os principais sintomas de uma gravidez e dá outras orientações sobre essa fase importante na vida da mulher. Vale a pena conferir:

1º Sintoma de gravidez: alterações emocionais

Podem ocorrer alterações emocionais da alegria à tristeza e, inclusive, labilidade – que é a variação brusca de humor.

A grávida pode chorar, por exemplo, ao se emocionar vendo um comercial de televisão ou ainda, ficar extremamente irritada e triste após uma simples discussão com o parceiro… Isso porque, nessa fase, coisas pequenas podem ganhar uma relevância desproporcional.

2º Sintoma de gravidez: alterações do sono

É mais comum que ocorra aumento do sono. Ou seja, a mulher tende a ir dormir mais cedo e sente mais dificuldades em acordar pela manhã, independentemente de quantas horas já tenha dormido.

Uma sensação de cansaço “desproporcional” às atividades diárias também é de se esperar e esta fadiga pode surgir com apenas uma semana de gestação. O detalhe é que, para as mulheres que já têm uma rotina bastante cansativa, o dia pode se tornar exaustivo.

Vale destacar que o cansaço e o aumento do sono na gravidez ocorrem por alterações hormonais. É um sintoma do início da gravidez, mas que habitualmente desaparece no segundo trimestre, retornando, porém, no final da gravidez, de forma geral.

3º Sintoma de gravidez: alteração da disposição geral

É comum que na gravidez ocorram alterações da disposição geral da mulher. Por exemplo, pela manhã ela pode estar se sentindo perfeitamente bem, disposta para desempenhar suas atividades.

Porém, do bem-estar pode passar à prostração – que é um estado de abatimento extremo, físico e psíquico –, isso sem nenhum motivo evidente.

4º Sintoma de gravidez: cólicas ou dores abdominais

A gravidez, logo no início, pode causar algum desconforto na parte inferior do abdômen e, ainda, uma sensação de inchaço na barriga – sintomas semelhantes aos que surgem dias antes da menstruação.

Vale destacar que, com a gravidez, o útero sofre alterações (inclusive, de tamanho), o que estimula o aparecimento de algumas contrações, sentidas pela mulher como cólicas. É aceitável também que ela sinta uma sensação de peso na parte inferior do ventre, bem como pontadas na região lombar, baixo ventre e vagina.

5º Sintoma de gravidez: mamas sensíveis

A mulher grávida pode sentir suas mamas mais sensíveis e turgidas (inchadas). O simples ato de colocar o sutiã, por exemplo, pode passar a incomodar.

Para as mulheres que têm o costume de dormir de bruços, também, os seios podem se tornar um incômodo nessa fase em que estão mais sensíveis.

6º Sintoma de gravidez: sangramento vaginal

Um sangramento vaginal em pequena quantidade pode ocorrer. Isso porque, após a fecundação do óvulo por um espermatozoide, o embrião percorre as trompas e se implanta na parede do útero entre 6 a 12 dias, e esta implantação pode causar um pequeno sangramento (muitas vezes, é confundido, inclusive, com a menstruação que está para chegar).

7º Sintoma de gravidez: aumento das mamas e escurecimento das aréolas mamárias

O aumento das mamas é um sintoma comum da gravidez e pode surgir logo na primeira ou segunda semana de gestação. Ele ocorre por alterações hormonais que promovem a estimulação das glândulas mamárias, deixando-as preparadas para a fase de amamentação.

Vale ressaltar que essa alteração pode ocorrer precocemente em algumas mulheres, mas isso não é uma regra: outras notam alterações nas mamas somente após várias semanas de gravidez.

Pode ocorrer ainda escurecimento das aréolas mamárias, o que acontece devido ao aumento de células pigmentares na região, por ação dos hormônios.

8º Sintoma de gravidez: flacidez abdominal

Assim como é possível que ocorra aumento do volume abdominal, mesmo em gestações precoces – já como preparação do corpo para suportar o crescimento uterino –, pode ocorrer flacidez abdominal em algumas mulheres. Mas, vale destacar, isso varia muito de mulher para mulher.

9º Sintoma de gravidez: alterações intestinais

É comum que ocorra aumento de gases nesta fase da vida da mulher, inclusive já nas primeiras semanas de gravidez.

Este é um sintoma um tanto embaraçoso, principalmente em situações em que a mulher costuma ficar horas dentro de um lugar fechado com outras pessoas (como, por exemplo, trabalhando em um escritório). Porém, deve ser encarado da melhor maneira possível.

Durante a gravidez, pode ocorrer ainda obstipação (também chamada de prisão de ventre ou constipação intestinal).

10º Sintoma de gravidez: enjoos

Veja também Baby blues: conheça a forma leve da depressão materna

Os enjoos e os vômitos são sintomas típicos da gravidez. Geralmente pioram entre a 8ª e 16ª semanas da gestação, mas, há mulheres que já apresentam estes sintomas já na 2ª ou 3ª semana.

Vale ressaltar que os enjoos têm ainda intensidades muito diferentes de mulher para mulher.

11º Sintoma de gravidez: queimação gástrica e sensação de refluxo esofágico

Durante a gestação, o trânsito intestinal fica mais lento e, devido a isso, além de intestino preso, podem ocorrer queimação gástrica e sensação de refluxo.

12º Sintoma de gravidez: alterações de apetite

Durante a gestação existe grande alteração hormonal, emocional e metabólica, o que gera mudanças de apetite e aceitação alimentar na mulher. Podem acontecer da inapetência (falta de apetite) à compulsão alimentar e a possibilidade de desejos.

Por exemplo, a mulher poderá apresentar aversão a certa comida e/ou cheiro que antes até lhe agradava. Ou vice-versa: poderá ter vontade de experimentar algo que nunca quis provar antes, entre outras mudanças.

13º Sintoma de gravidez: alterações da pele e cabelos

Devido a alterações hormonais que ocorrem durante a gestação, podem ocorrer mudanças na pele e nos cabelos da mulher, provenientes da diminuição ou do aumento da oleosidade.

No sexo feminino, vale ressaltar, a acne está muito relacionada a alterações hormonais que provocam aumento da oleosidade da pele. Por isso, pode ser que, a qualquer momento da gravidez, a mulher desenvolva acne ou apresente agravamento no quadro que já possuía antes.

A partir de que momento uma mulher pode saber que está grávida?

Exame de sangue: Alfonso Massaguer destaca que com testes de detecção do hormônio BHCG cada vez mais precisos e sensíveis, hoje, é possível se detectar uma gestação a partir do oitavo dia após a concepção. “Ou seja, até mesmo antes de qualquer atraso menstrual, quando usado o exame de sangue BHCG quantitativo”, explica.

Teste de farmácia: O exame de urina, acrescenta o médico, apesar de muito seguro, é mais indicado quando existe o atraso menstrual.

1. Desejo por comer certos alimentos: mito ou realidade?

A mulher grávida, de fato, sente mais desejo de comer certos alimentos ou este é somente um mito?

Massaguer explica que durante a gestação existe grande alteração hormonal, emocional e metabólica, o que gera mudanças de apetite e aceitação alimentar. “Durante a fase de enjoos, alimentos mais ácidos, leves e frios são melhores aceitos que os quentes e gordurosos”, diz.

Ainda de acordo com o médico, após a 20ª semana de gestação, inicia-se a formação sanguínea fetal e algumas gestantes desenvolvem anemia, podendo aumentar o desejo por alimentos ricos em ferro, por exemplo.

“Apesar de comum, os desejos das gestantes não têm uma explicação científica confirmada”, destaca o ginecologista e obstetra Massaguer.

2. Por que a maioria das mulheres grávidas se sente enjoada?

Sentir-se enjoada é um sintoma bastante conhecido da gravidez. Mas por que isso acontece? Existe um período da gravidez em que este sintoma se torna mais presente ou isso varia de mulher para mulher?

Alfonso Massaguer explica que tanto o BHCG como a progesterona, hormônios da gestação, podem diminuir movimentos do estômago e intestino e também podem gerar alterações de acidez que aumentam a sensação de enjoos. “Geralmente eles pioram entre a 8ª a 16ª semanas da gestação, mas podem ter intensidade muito diferente de mulher para mulher”, destaca.

3. A partir de que momento a mulher deve procurar um médico?

A partir de que momento a mulher – desconfiada de que pode estar grávida – deve procurar um médico?

Massaguer destaca que a procura por um médico deveria anteceder a tentativa de engravidar.

Mas, no caso da gestação ter ocorrido antes de uma consulta pré-concepcional, o teste de gestação e a consulta médica devem ser feitos o mais breve possível.

“O acompanhamento precoce da gestação com pré-natal adequado é fundamental para o bem-estar de mãe e bebê prevenindo doenças e complicações”, explica.

4. Sangramentos durante a gravidez são sempre sinal de risco?

Os sangramentos durante a gestação merecem atenção. Mas, conforme explica Massaguer, nem sempre estão relacionados a complicações. “Podem ser decorrentes de implantação e movimentação placentária, por exemplo”, diz.

“Sangramentos em pequena ou mínima quantidade não costumam estar associados a perdas gestacionais e 50% das gestações são mantidas mesmo após sangramentos vivos em moderada a grande quantidade”, acrescenta o médico.

Porém, vale lembrar: no caso de sangramentos, consulte o mais rápido possível o seu obstetra.

5. Gestante pode praticar atividades físicas?

Será que as mulheres podem se exercitar durante a gestação ou não se sentem dispostas para isso? Essa é uma dúvida comum entre muitas pessoas.

Alfonso Massaguer explica que as gestantes podem e devem se exercitar, desde que sob orientação de seu obstetra. “Exercícios de baixo impacto, de leves a moderados, são muito benéficos para a maioria das gestantes e podem, inclusive, melhorar seu bem-estar durante a gestação”, destaca.

Cuidados gerais durante a gestação

Foto: Thinkstock

Após a confirmação da gestação e, independentemente dos sintomas que a mulher sente, é fundamental que ela tome certos cuidados neste período importante em sua vida, afinal, ela carrega agora, dentro de si, um novo ser.

Abaixo, o ginecologista e obstetra Massaguer fala sobre os cuidados gerais que uma gestante deve ter:

  • Gestantes não devem ficar em jejum prolongado e devem consumir líquidos adequadamente.
  • Não devem comer carnes mal passadas, nem verduras e legumes mal lavados.
  • Devem evitar mexer diretamente em terra.
  • Devem evitar posições desconfortáveis e estáticas para minimizar risco de mal-estar.
  • Impactos não são bem-vindos, por isso, devem tomar cuidado com quedas!
  • Não devem carregar peso em excesso: se não prejudicar o bebê, certamente prejudicará a coluna.
  • Devem evitar produtos químicos e ler rótulos antes de mudarem o visual dos cabelos.

Lembre-se, por fim, que gravidez não é uma doença, muito pelo contrário: é o começo de uma nova vida. Porém, é uma fase que exige cuidados. Assim, toda atenção é bem-vinda! Em casos de dúvidas consulte sempre seu médico obstetra.

Источник: https://www.dicasdemulher.com.br/sintomas-de-gravidez/

Sintomas de gravidez: 14 sinais de que pode estar grávida

Quando Surgem os Primeiros Sinais de Gravidez?

Os primeiros sintomas de gravidez podem ser tão sutis que somente algumas mulheres conseguem percebê-los, acabando por passar despercebidos na maior parte dos casos. No entanto, conhecer os sintomas que podem aparecer é uma ótima forma de a mulher ficar mais atenta ao próprio corpo e conseguir identificar uma possível gravidez mais rápido. 

Estes sintomas devem ser levados em consideração especialmente após o atraso menstrual, porque, em alguns casos, também podem surgir devido a outras situações, como a TPM.

Teste online de gravidez

Se acha que pode estar grávida, responda a este teste online para saber quais as suas chances:

Independente do resultado deste teste, a melhor forma de confirmar se você está grávida é fazendo um teste de gravidez de farmácia, que pode ser feito a partir do 1º dia de atraso menstrual ou 14 dias após a relação sexual.

Sintomas dos primeiros 7 dias

Os sintomas típicos dos primeiros dias de gravidez são os mais difíceis de perceber, sendo, normalmente, identificados por mulheres que conseguem notar diferenças muito sutis no próprio corpo:

1. Corrimento vaginal cor-de-rosa

Quando o óvulo é fecundado, pode haver um leve corrimento cor-de-rosa, que na verdade é o corrimento normal que a mulher apresenta mensalmente, mas com vestígios de sangue que podem ter sido causados pela implementação do óvulo fecundado no útero.

Este corrimento pode surgir poucos minutos após a relação ou até 3 dias depois. Por vezes, este corrimento só é observado quando a mulher vai limpar-se após urinar.

Veja outras causas para o aparecimento de corrimento vaginal rosado.

2. Corrimento mais espesso

Devido às grandes alterações hormonais que acontecem desde o momento da concepção, é normal que algumas mulheres apresentem um corrimento vaginal mais espesso que o normal. Este corrimento não precisa ser rosado e, na maioria das vezes apresenta até uma coloração ligeiramente esbranquiçada.

Quando este corrimento é acompanhado de mau cheiro ou sintomas como dor ou coceira, é muito importante consultar um ginecologista, já que também poderá indicar uma infecção vaginal, especialmente candidíase. Entenda que alterações do corrimento podem indicar problemas de saúde.

3. Cólica e inchaço abdominal

O inchaço abdominal também é um dos primeiros sintomas de gravidez surgindo mais frequentemente nos primeiros 7 dias a 2 semanas.

O aumento do fluxo sanguíneo e a adaptação ao crescimento uterino são os maiores causadores deste inchaço abdominal, que pode ser confundido com uma cólica menstrual de fraca a média intensidade.

Além disso, a mulher pode ainda ter uma pequena perda de sangue, semelhante à menstruação, mas em menor quantidade.

Sintomas das primeiras 2 semanas

Os sintomas que começam a surgir por volta da 2ª semana são alguns dos mais típicos da gravidez:

4. Cansaço fácil e sono excessivo

O cansaço é um dos sintomas mais comuns da gravidez que pode estar presente durante toda a gestação, começando a surgir por volta da 2ª semana. É normal que este cansaço vá aumentando durante as primeiras 12 semanas de gravidez, enquanto o corpo adapta todo seu metabolismo para fornecer a energia necessária para o desenvolvimento do bebê.

A mulher começa a sentir que as tarefas que fazia anteriormente estão se tornando muito exaustivas e que precisa dormir mais de 10 horas por noite para repor a energia que gastou durante o dia.

Confira outras causas para o aparecimento de cansaço fácil e sono excessivo.

5. Mamas sensíveis e escurecimento da aréola

Nas duas primeiras semanas de gravidez, a mulher pode sentir que os seios ficam mais sensíveis e isto se deve à ação dos hormônios que estimulam as glândulas mamárias preparando a mulher para a amamentação. Existe também um aumento no volume da mama, que começa a ter glândulas mamárias mais desenvolvidas para suportar as necessidades do bebê depois do nascimento.

Além do aumento e sensibilidade das mamas, a mulher pode ainda notar alterações nas aréolas, que tendem a ficar mais escura que o normal pelo aumento de fluxo sanguíneo na região.

Veja as 6 alterações mais comuns dos seios durante a gravidez.

6. Atraso ou falta da menstruação

A falta da menstruação geralmente é o sintoma mais óbvio de gravidez, já que durante a gestação a mulher deixa de ter o período menstrual, para permitir que o feto se desenvolva corretamente no útero.

Este sinal acontece devido ao aumento na produção do hormônio beta hCG, que impede que os ovários continuem liberando óvulos maduros. A falta da menstruação pode acontecer até 4 semanas após a concepção e é mais facilmente identificada em mulheres com período regular.

Confira as 9 principais causas para a menstruação atrasada.

7. Dor no fundo das costas

Embora a dor nas costas seja quase sempre considerada um sintoma frequente das últimas semanas de gestação, algumas mulheres podem desenvolver este tipo de dor logo desde o início da gravidez, estando relacionada com as alterações que acontecem no corpo da mulher para receber o bebê.

Em alguns casos, a dor nas costas pode ser confundida com uma cólica abdominal e, por isso, algumas mulheres podem achar que é a menstruação chegando, no entanto, com a falta do período começam a perceber que se trata, de fato, de dor no fundo das costas, não estando relacionada com a menstruação.

8. Aversão a cheiros fortes

É muito comum que no início da gravidez a mulher tenha aversão a cheiros fortes, mesmo que eles sejam aparentemente agradáveis, como perfume. A maioria das grávidas pode até vomitar após sentir um cheiro forte, como o da gasolina, do cigarro ou de produtos de limpeza, por exemplo.

Além disso, como o olfato está alterado, algumas mulheres também podem relatar que existe uma alteração no sabor da comida, que se torna mais intenso e enjoativo.

9. Variações de humor

Logo nas duas primeiras semanas de gravidez, a mulher poderá perceber algumas variações de humor, sem causa aparente. É muito comum a grávida chorar por situações que não a fariam chorar antes de estar grávida e este sintoma deverá permanecer por toda a gravidez. 

Isso acontece porque as fortes alterações hormonais, normais da gravidez, podem causar um desequilíbrio nos níveis de neurotransmissores, deixando o humor mais instável.

Sintomas do 1º mês de gravidez

Após o primeiro mês de gestação, depois do atraso da menstruação, muitas mulheres começam a ter outros sintomas característicos, como:

10. Enjoo matinal e vômitos

Enjoos e vômitos são comuns, principalmente pela manhã, e estes são alguns dos sintomas de gravidez mais conhecidos, que surgem, geralmente, após a 6ª semana de gestação e que podem perdurar por toda a gravidez. Veja em que situações pode surgir enjoo matinal.

No entanto, as náuseas não precisam ser sempre acompanhadas por vômitos, sendo até mais frequente que o enjoo surja e desapareça sem que a mulher vomite, especialmente durante a manhã.

11. Desejo por comidas estranhas

Os desejos típicos da gravidez podem começar logo no primeiro mês de gravidez e se manter por toda a gestação, sendo comum que algumas mulheres apresentem vontade de comer comidas estranhas, experimentar misturas diferentes ou até ter vontade de comer comidas que nunca provaram antes.

Em alguns casos esses desejos podem estar relacionados com deficiências nutricionais em algum tipo de mineral ou vitamina, especialmente se forem por algo muito diferente do que a mulher costuma comer. Nessas situações é recomendado consultar um médico, para entender qual pode ser a causa.

12. Tonturas e dor de cabeça

As tonturas são um sintoma que ocorre por causa da queda da pressão arterial, da redução da glicose no sangue e da má alimentação devido aos enjoos e vômitos frequentes. Elas surgem logo nas primeiras 5 semanas de gravidez, mas tendem a diminuir a partir da 20ª semana de gestação.

A dor de cabeça também é comum durante a gravidez devido as alterações hormonais, mas ela geralmente é fraca, embora persistente e, muitas vezes, a mulher pode nem associar esse desconforto à gestação.

13. Aumento da vontade para urinar

Com o avanço da gravidez, o corpo da grávida precisa produzir vários hormônios, como a progesterona, para garantir que o bebê se desenvolve de forma saudável.

Quando isso acontece, os músculos da bexiga ficam mais relaxados e, por isso, é mais difícil esvaziar completamente a urina que está dentro da bexiga e, por isso, a mulher pode sentir uma vontade mais frequente para ir no banheiro urinar.

Entenda o que pode causar vontade para urinar toda a hora.

14. Espinhas e pele oleosa

As alterações hormonais podem levar ao surgimento ou piora de cravos e espinhas, chamados cientificamente de acne, e, por isso, após o primeiro mês de gravidez, a mulher pode notar um aumento da oleosidade da pele, que pode ser controlada com o uso de produtos de limpeza de pele e de higiene pessoal adequados.

O que fazer em caso de suspeita de gravidez

No caso de se suspeitar de uma gravidez é aconselhado que a mulher faça um teste de gravidez de farmácia, que pode ser feito a partir do primeiro dia do atraso menstrual. Se o resultado der negativo, pode-se esperar mais 3 a 5 dias, e se a menstruação continuar atrasada, pode-se fazer um novo teste de gravidez.

Se o resultado voltar a ser negativo, pode-se avaliar a possibilidade de fazer um exame de sangue para gravidez, pois este é mais fidedigno e mostra a quantidade do hormônio Beta HCG, que só é produzido durante a gestação. Este exame ajuda ainda a informar com quantas semanas de gestação se está:

  • 7 dias após a fertilização: até 25 mUI/mL
  • 4 semanas após a Data da Última Menstruação: 1.000 mUI/mL
  • 5 semanas após a Data da Última Menstruação: 3.000 mUI/mL
  • 6 semanas após a Data da Última Menstruação: 6.000 mUI/mL
  • 7 semanas após a Data da Última Menstruação: 20.000 mUI/mL
  • 8 a 10 semanas após a Data da Última Menstruação: 100.000 mUI/mL

Entretanto, se mesmo após 10 dias da menstruação atrasada o teste de gravidez de farmácia der negativo, a mulher não deve estar grávida, mas deve marcar uma consulta com um ginecologista para verificar a causa do atraso menstrual. Veja algumas possíveis causas para a menstruação atrasada.

Assista este vídeo para saber quais são os sintomas do início de gravidez que podem passar desapercebidos para algumas mulheres:

Em caso de gravidez psicológica todos estes sintomas podem estar presentes e a única forma de comprovar que não existe nenhum feto se desenvolvendo é através de exames. Se acha que este pode ser o seu caso, veja como identificar e tratar a gravidez psicológica.

O que fazer se o teste de farmácia for positivo

Após a confirmação da gravidez através do teste de urina de farmácia, é aconselhado consultar o ginecologista para fazer um exame de sangue para gravidez, pois este teste indica a quantidade de hormônios Beta HCG e é mais confiável.

Quando fazer o ultrassom

A partir das 5 semanas de gravidez o médico pode fazer uma ultrassonografia transvaginal para observar o saco gestacional e verificar se a gestação está de desenvolvendo dentro do útero, porque em alguns casos, pode ocorrer a gravidez ectópica, que é quando apesar da mulher estar grávida o bebê está se desenvolvendo nas trompas, o que é muito grave e coloca em risco a vida da mulher.

Se o médico não fez a ultrassonografia antes, entre 8 e 13 semanas de gestação deverá pedir esse exame para confirmar também qual a idade gestacional e quando o bebê deve completar 40 semanas, que deve ser a data prevista do parto.

Neste exame o bebê ainda é muito pequeno e pouco pode ser visto, mas geralmente é muito emocionante para os pais. Ainda é muito cedo para saber o sexo do bebê, mas se o médico desconfiar de que é menino, é provável que seja, mas ainda assim é preciso confirmar no próximo ultrassom, no segundo trimestre de gestação, por volta das 20 semanas.

Источник: https://www.tuasaude.com/10-primeiros-sintomas-de-gravidez/

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: