Remédio caseiro para picada de borrachudo

Contents
  1. 10 maneiras de amenizar os sintomas das picadas de inseto
  2. 1 – Gelo
  3. 2 – Óleo de melaleuca
  4. 3 – Vinagre
  5. 4 – Mel
  6. 5 – Bicarbonato de sódio
  7. 6 – Manjericão
  8. 7 – Óleo de lavanda
  9. 8 – Água e leite
  10. 9 – Aloe Vera
  11. 10 – Limão e lima
  12. Picada de mosquito: riscos e tratamento
  13. Não existentes no Brasil:
  14. Picada de mosquito
  15. Prurigo estrófulo (alergia à picada de mosquito)
  16. Como evitar
  17. Como tratar
  18. Referências
  19. 09 Remédios Caseiros para Tratar Picadas de Mosquitos
  20. Como é o Ciclo de Vida dos Mosquitos?
  21. Sintomas: Como Diferenciar Picadas de Mosquitos de Outros Insetos?
  22. Principais Remédios Caseiros para Tratar Picadas de Mosquitos
  23. 1. Remédio caseiro para picadas de mosquitos usando Suco de Limão
  24. 2. Remédio caseiro para picadas de mosquitos usando Cebola
  25. 3. Sal é um ótimo aliado para diminuir o inchaço das picadas de pernilongos
  26. 4. Tratamento caseiro contra picada de pernilongo usando Vinagre de Maçã
  27. 5. Tratar picada de mosquito com Talco para Bebê
  28. 6. Mel com aveia para aliviar os sintomas da picada de mosquito
  29. 7. Tratando a picada de pernilongo usando Vinagre com Farinha de Milho
  30. 8. Compressas Quentes
  31. 9. Sabonete Neutro
  32. Perdendo o medo do borrachudo
  33. 6 dicas importantes sobre o uso de repelentes
  34. 5 dicas pra visitar Ilhabela com bebê
  35. Pomada e remédios caseiros para alergia à picada de mosquito | MS
  36. Pomadas para picada de mosquito
  37. Topison
  38. Advantan Creme
  39. Diprosone
  40. Cremes e pomadas para bebê
  41. Fenergan
  42. Polaramine
  43. Histamin
  44. Polaramine Gotas
  45. Histamin Xarope
  46. Remédios caseiros para picada de mosquito
  47. Fazer compressas de gelo
  48. Aplicar cremes e loções
  49. Por que picada de mosquito incha e causa dor?
  50. Fontes consultadas

10 maneiras de amenizar os sintomas das picadas de inseto

Remédio caseiro para picada de borrachudo

Aloe vera e mel são alguns dos remédios naturais contra o inchaço e a coceira. Foto: Thinkstock

É durante o verão que, normalmente, mosquitos e pernilongos aparecem com mais frequência, causando bastante desconforto com as picadas, que provocam coceiras, inchaço e dor. Isso acontece porque, ao picar a pele, o inseto libera algumas substâncias no organismo, como anestésicos e anticoagulantes.

O nosso sistema imunológico, então, começa a produzir substâncias de defesa, entre elas a histamina, que é a responsável por deixar a pele vermelha e causar coceira. Para que a substância pare de ser produzida, indica-se anti-histamínico ou antialérgico. Mas existem outras maneiras naturais e eficazes para tratar e amenizar as picadas de mosquito. Veja 10 delas:

1 – Gelo

A bolsa de gelo é uma boa opção para aliviar a coceira e o inchaço provocados pelas picadas de inseto, pois com a baixa temperatura do gelo, as fibras nervosas que provocam a “dor” (a coceira) ficam paralisadas, fazendo com que a pessoa não sinta os sintomas da picada. A água quente também provoca um alívio imediato na coceira. No entanto, quando a compressa é removida, o efeito é contrário ao do gelo: a histamina volta a ser produzida, fazendo com que a coceira fique ainda pior.

2 – Óleo de melaleuca

O óleo de melaleuca, também conhecido como Tea Tree Oil, é obtido por meio das folhas da planta, nativa da Austrália. O óleo tem ação anti-inflamatória e combate a coceira, o inchaço e a dor. Além disso, o Tea Tree Oil possui propriedades antibacterianas e antivirais, que ajudam a prevenir infecções posteriores às picadas de insetos.

3 – Vinagre

A acidez do vinagre ajuda a parar a coceira provocada pelas picadas de inseto. Para amenizar o incômodo, basta diluir duas ou três xícaras de vinagre em um litro de água quente e passar sobre as picadas. Se preferir, coloque algumas gotas de vinagre em um algodão e passe diretamente no local.

4 – Mel

O mel tem propriedades antibacterianas e anti-inflamatórias, além de trazer inúmeros benefícios para a saúde humana, ainda ajuda no tratamento dos sintomas provocados pelas picadas. Para tratar a coceira, coloque um pouquinho de mel no local afetado e em pouco tempo a coceira diminuirá.

5 – Bicarbonato de sódio

Além de ser um ótimo componente para desentupir vasos sanitários, o bicarbonato de sódio ajuda no tratamento das picadas de inseto. Isso porque o bicarbonato é um composto alcalino que ajuda a neutralizar o pH da pele, contendo a inflamação, e consequentemente, aliviando a dor.

6 – Manjericão

A folha de manjericão contém dois componentes que ajudam a aliviar a coceira: a cânfora e o timol. Para que isso ocorra, basta amassar as folhas, extrair o sumo e aplicá-lo sobre o local inchado. Se preferir, passe um óleo com essência de manjericão sobre a picada.

7 – Óleo de lavanda

Assim como o óleo de melaleuca, o óleo de lavanda também controla o inchaço e a coceira provocados pelas picadas de insetos. Para aliviar os sintomas, aplique uma ou duas gotas sobre a picada logo que ela ocorrer. Se não adiantar, misture cinco gotas do óleo com 100g de gel aloe vera (babosa) e aplique sobre a pele.

8 – Água e leite

A água e o leite juntos aliviam o inchaço, a coceira e a inflamação. Por isso, embebede em um lenço quantidades iguais de água e leite e aplique-o sobre a pele. A técnica também funciona em caso de queimaduras provocadas pelo sol.

9 – Aloe Vera

Além de provocar a sensação de frescor na pele queimada pelo sol, os produtos que contém aloe vera ajudam a tratar as picadas de inseto e aliviam os sintomas de coceira e inchaço.

10 – Limão e lima

Veja também 9 pequenas coisas que podem transformar o seu dia para melhor

As frutas cítricas como limão e lima têm ação antibactericida, antimicrobiológica e anticoceira.

Tanto os sucos quanto as cascas combatem diversos tipos de bactérias, e por isso, também funcionam no tratamento da inflamação provocada pelas picadas de insetos. O único cuidado deve ser com a exposição da pele ao sol, que pode provocar manchas e até queimaduras.

Por isso, é recomendável que se use apenas remédios com a composição de citrinos, em vez de aplicar o sumo de limão diretamente sobre a pele.

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Источник: https://www.dicasdemulher.com.br/10-maneiras-de-amenizar-os-sintomas-das-picadas-de-inseto/

Picada de mosquito: riscos e tratamento

Remédio caseiro para picada de borrachudo

O mosquito, também conhecido como pernilongo, muriçoca, carapanã ou melga, é um inseto voador que se alimenta de sangue de animais vertebrados, incluindo o ser humano.

Existem centenas de espécies de mosquitos, algumas delas capazes de transmitir doenças para o homem, como são os casos da dengue e da febre amarela.

Mesmo as espécies de mosquito que não são capazes de transmitir doenças podem ser extremamente incômodas, pois suas picadas geram uma intensa reação local, provocando lesões que podem coçar por vários dias.

Uma vez que o mosquito já tenha lhe picado, não há muitas medidas efetivas para aliviar a coceira, por isso, a prevenção das picadas é a melhor estratégia.

Neste artigo, além de listarmos as doenças que podem ser transmitidas por mosquitos, vamos falar um pouco sobre a picada em si, sugerindo formas de preveni-la e de tratar a coceira.

Não existentes no Brasil:

  • Febre do Nilo Ocidental.
  • Febre de Rift Valley.
  • Febre de Ross River.
  • Encefalite japonesa.
  • Encefalite de St. Louis.
  • Encefalite La Crosse.

Picada de mosquito

Os mosquitos alimentam-se basicamente do néctar das plantas, mas a fêmeas da espécie podem também alimentar-se de sangue de animais.

Os mosquitos não dependem de sangue para sobreviver, porém, o sangue é necessário na produção e desenvolvimento dos seus ovos.

A maioria dos mosquitos é mais ativa nos períodos da manhã e no final da tarde, quando há menos calor, sendo estes horários os mais prováveis para se receber uma picada.

Os mosquitos são capazes de reconhecer odores e apresentam predileção por alguns tipos de pessoas em relação a outras. Geralmente são substâncias presentes no suor e na pele que atraem os mosquitos.

Uma substância já reconhecida é o dióxido de carbono.

Não é impossível que duas pessoas permaneçam em um mesmo local povoado por mosquitos e apenas uma delas sofra picadas, ou ainda, uma sofra inúmeras picadas e a outra apenas uma ou duas.

Não se sabe bem por que, mas os mosquitos têm predileção por homens, pessoas obesas, grávidas e pessoas com sangue tipo O. O corpo quente e suado também parece atrair mais os mosquitos.

Antes de sugar, os mosquitos injetam sua própria saliva, que apresenta propriedades anticoagulantes, impedindo a coagulação do sangue que será ingerido.

É essa saliva que costuma causar as reações alérgicas típicas das picadas de mosquito.

Na maioria dos casos, a reação à picada é pequena e localizada, sendo os sintomas da picada de mosquito apenas uma pequena elevação avermelhada na pele com intenso prurido (coceira).

Os sintomas da picada costumam surgir dentro de 20 minutos e podem ficar causando coceira por até dois dias. Quanto mais sensível a pessoa é à saliva do mosquito, mais extensa e mais intensa costuma ser a reação à picada.

Ao longa da vida vamos ganhando resistência às picadas, fazendo com as reações tornem-se menos intensas. É nas crianças que as picadas de mosquito costumam causar mais sintomas.

Raramente uma picada de mosquito pode levar a quadros alérgicos mais graves como anafilaxia (leia: CHOQUE ANAFILÁTICO | Causas e sintomas).

Além das reações alérgicas e da possível transmissão de doenças por algumas espécies de mosquito, outra complicação possível da picada é a infecção secundária causada pelo ato de cocar as lesões.

Se o indivíduo coçar a pele com muita força, pode causar lesões, abrindo portas de entrada para as bactérias da pele em direção ao interior do organismo.

Diabéticos, por exemplo, são um grupo de risco para desenvolverem infecções de pele secundárias a picadas de mosquitos, como impetigo, celulite ou erisipela.

Prurigo estrófulo (alergia à picada de mosquito)

O prurigo estrófulo, também chamado de prurigo agudo simplex ou prurigo agudo infantil, é um processo alérgico da pele que surge geralmente após picadas de mosquitos em pessoas alérgicas. Comum em crianças, o estrófulo pode eventualmente surgir também em adultos.

O quadro clínico é de várias lesões semelhantes às picadas comuns de mosquito, muito pruriginosas (coçam muito) e com o desenvolvimento de uma minúscula bolha em seu centro.

Uma única picada é capaz de desencadear várias lesões, como se a criança tivesse recebido várias picadas. As lesões podem durar por até 1 mês.

Como evitar

É essencial reduzir a população e mosquitos ao seu redor. Jogue fora qualquer tipo de água parada que possa servir como reservatório para os ovos de mosquitos.

Evite deixar as janelas abertas no início da manhã e no final da tarde. Se o calor for grande, use telas para evitar a entrada de mosquitos. Se a temperatura do ambiente permitir, evite andar com pouca roupa no final da tarde.

Os repelentes servem para diminuir a atração do mosquito pela sua pele. Dê preferência aos que possuem DEET em sua fórmula. O DEET já é usado há mais de 40 anos como repelente e ainda é o mais efetivo de todos.

A fórmulas com DEET 10% podem ser usadas em crianças acima de 2 anos. Os repelentes podem ser aplicados na pele e na roupas. O DEET 10% confere proteção por cerca de 2h enquanto o DEET 30% o faz por até 5 horas.

Este repelente não deve ser administrado mais do que 3 vezes por dia e deve-se evitar uso diário e prolongado do mesmo.

Uma opção para quem prefere produtos naturais é o óleo de eucalipto limão, que apresenta eficácia semelhante ao DEET 10%.

Durante a década de 1960 um trabalho mostrou que o consumo de vitamina B1 poderia produzir odores na pele que manteriam as fêmeas do mosquito afastadas. Até hoje, entretanto, não foi publicado mais nenhum outro trabalho científico que confirmasse tal resultado, o que significa que não há evidências claras de que a vitamina B1 seja efetiva contra as picadas de mosquitos

Procutos eletrônicos e por ultrassom vendidos como repelentes não apresentam comprovação científica da sua eficácia. Apenas os aparelhos de tomada que liberam inseticida (líquido ou pastilha) são eficazes em ambientes fechados, mas devem ser evitados em quartos com bebês, devido ao risco de intoxicação.

Aparelhos elétricos que emitem luz ultravioleta e eletrocutam os insetos atraídos também não funcionam, pois atraem muito mais insetos inofensivos do que propriamente os mosquitos, podendo causar desequilíbrios no ecossistema se usados em massa.

Como tratar

A picada de mosquito na imensa maioria dos casos não acarreta em maiores complicações, porém, pode ser muito incômoda, principalmente se forem múltiplas. O mais importante é evitar ficar coçando frequentemente, pois as unhas podem causar feridas na pele, facilitando a infecção secundária por bactérias.

Se a coceira estiver muito forte, tente colocar uma compressa de gelo no local. Se não for suficiente, é possível usar algumas substâncias tópicas que aliviam a coceira.

Uma simples é a mistura de bicarbonato de sódio com água, de forma a criar uma pasta. Algumas alternativas incluem a solução de calamina ou o creme Caladril®. Pomadas com corticoides também podem ser usadas.

Se as picadas forem múltiplas ou houver estrófulo, o uso de anti-histamínicos orais é uma solução.

Referências

Источник: https://www.mdsaude.com/dermatologia/picada-mosquito/

09 Remédios Caseiros para Tratar Picadas de Mosquitos

Remédio caseiro para picada de borrachudo

Picadas de mosquitos podem ser bastante incomodas. Principalmente em crianças. Inclusive, elas podem causar reações alérgicas sérias. O que poucas pessoas sabem é que existem alguns remédios caseiros para tratar esse tipo de picada e até evitar a ação desses insetos, os mosquitos ou pernilongos.

Existem várias alternativas caseiras que podem oferecer alívio ou a diminuição dos sintomas das picadas de mosquitos. Um dos grandes diferenciais desse tipo de tratamento é o seu custo-benefício.

Hoje em dia, medicamentos e pomadas para tratar picadas de mosquitos, que são adquiridos em estabelecimentos como farmácias, por exemplo, podem sair muito caro.

Isso sem contar nas fórmulas. Ao usar remédios caseiros naturais, que são feitos sem adição de componentes sintéticos, você também tem menos chances de ter algum tipo de reação adversa. O que é bastante comum nesse caso.

Nesse artigo, vamos falar um pouco sobre o ciclo de vida desses insetos tão incômodos e mais:

  • Como identificar sintomas de picadas de mosquitos e outros insetos;
  • Quais tratamentos caseiros você pode adotar para acabar de vez com esse problema. Confira!!!

Como é o Ciclo de Vida dos Mosquitos?

Antes de falar sobre os remédios caseiros para tratar picadas de mosquitos, é importante que você entenda sobre o ciclo de vida desses insetos.

Que os mosquitos são um incômodo, principalmente em estações mais quentes, não há dúvidas, mas como eles se proliferam é um mistério para muitas pessoas.

A primeira coisa que você precisa saber é que o tempo de vida desse inseto varia por uma série de fatores. Desde o sexo dos mosquitos, até as condições ambientais, tudo interfere diretamente no seu ciclo.

Por exemplo, os machos podem chegar a viver uma semana em condições desfavoráveis. Já as fêmeas têm um período de vida bem maior, de quase um mês. Além disso, o ciclo consiste em quatro etapas:

Na sua primeira fase de desenvolvimento, os ovos são colocados pela fêmea em um ambiente com água e ficam ali por 48 horas.

A segunda etapa é a de larva. Nesse estado, o inseto fica uma semana se desenvolvendo até ficar quatro vezes maior do que o tamanho original.

Uma curiosidade é que nesse período as larvas são vulneráveis a temperaturas baixas. Por conta disso é que geralmente vemos menos mosquitos no inverno e mais durante o verão. As temperaturas altas são as ideais para o desenvolvimento desse tipo de inseto.

A próxima fase de desenvolvimento é de pupa, que dura dois dias. Após esse período o mosquito já está em sua fase adulta, podendo se reproduzir com facilidade.

Existem cerca de 2.500 espécies de mosquitos no mundo inteiro, catalogadas. É preciso muito cuidado ao lidar com esse tipo de inseto, pois além de causar reações alérgicas, alguns podem transmitir doenças sérias, que precisam de tratamentos específicos.

Sintomas: Como Diferenciar Picadas de Mosquitos de Outros Insetos?

As picadas de mosquito as vezes passam despercebidas, mas em alguns casos, podem gerar bastante desconforto. Principalmente se a pessoa tiver algum tipo de alergia alérgica a uma espécie.

Por isso, é preciso muita atenção para a identificação de sintomas. É comum que as pessoas confundam picadas de mosquitos com a de outros insetos. O que pode gerar consequências sérias.

Uma picada de aranha, por exemplo, pode levar até ao óbito, dependendo da espécie.

As picadas de mosquito são caracterizadas pelos seguintes sintomas:

  • Coceiras: são ocasionados pelas toxinas liberadas durante a picada.
  • Leve inchaço: também é comum que as picadas de mosquitos gerem um leve inchaço na região picada.
  • Vermelhidão: por conta das toxinas e até mesmo da coceira, a região afetada também ficará vermelha.
  • Sensação de ardor: outro sintoma frequente é uma sensação de ardor na picada.

Se você identificar qualquer sintoma diferente desse, como febre mais alta que 38ºC, a pele em torno da picada começa a ficar roxa, calafrios ou qualquer outra coisa fora do comum citado acima, procure um médico.

Você pode ter sido picado por outro inseto, como aranhas, ou ainda, pelo Aedes Aegypti, que pode desencadear consequências ainda mais sérias para a sua saúde.

Principais Remédios Caseiros para Tratar Picadas de Mosquitos

Conheça agora os 10 melhores tratamentos caseiros para picadas de mosquitos. Antes de usar qualquer um dos remédios caseiros que vamos ensinar, é importante ter em mente que eles devem ser utilizados apenas como tratamento para picadas de mosquitos.

Se você for picado por outro inseto, ou sentir algum sintoma diferente dos convencionais que citamos acima, procure um médico.

1. Remédio caseiro para picadas de mosquitos usando Suco de Limão

Um dos remédios caseiros mais populares é o suco de limão. Ele é muito utilizado para combater diversos tipos de distúrbios, graças as suas propriedades únicas e surpreendentes, inclusive, para tratar picadas de mosquito.

Ele contém propriedades anestésicas e anti-inflamatórias quem além de diminuir o desconforto causado pelas picadas, também evita a coceira. O ideal é que você esprema um limão e passe o suco na região afetada. Isso evitará que você desenvolva algum tipo de infecção.

Mas é preciso muito cuidado ao usar esse método. É recomendado que você use esse tratamento apenas em casa, de preferência antes de dormir. Nunca passe o suco de limão e saia no sol, isso pode gerar queimaduras graves e até mesmo manchas na pele.

2. Remédio caseiro para picadas de mosquitos usando Cebola

Mais um dos remédios caseiros bastante eficaz para quem deseja tratar picadas de mosquito é a cebola. Assim como o limão, ela também contém propriedades que acabam auxiliando a diminuir os sintomas e trazer alívio para o paciente.

Para usá-la é bem simples. Basta cortar uma fatia do vegetal, colocar sobre a região que foi picada e deixar ali por cerca de 10 minutos. Isso irá auxiliar a aliviar a área e trazer mais conforto e bem-estar para o paciente.

Como a cebola tem um cheiro bem forte, após a aplicação tome um banho, de preferência com temperatura morna. A água também irá ajudar a diminuir o desconforto causado pelas picadas.

3. Sal é um ótimo aliado para diminuir o inchaço das picadas de pernilongos

O sal também é mais um dos remédios caseiros que pode ser utilizado para várias finalidades. Ele é muito utilizado para a fabricação de soro caseiro, para casos de desidratação, febre e diarreia. Mas ele também é muito útil para o tratamento de picadas de mosquitos.

Isso porque, ele contém várias propriedades anti-inflamatórias e antissépticas. Ou seja, além de diminuir o inchaço, vermelhidão e coceiras da região, ele também irá evitar que ela acabe infeccionando, o que pode gerar mais problemas.

O ideal é que você pingue algumas gotas de água no sal, e então faça aplicação. Deixe agir por alguns minutos e depois retire com água corrente. Você pode repetir a aplicação sempre que sentir desconforto por conta das picadas.

4. Tratamento caseiro contra picada de pernilongo usando Vinagre de Maçã

O vinagre de maçã é mais um dos remédios caseiros que tem mil e uma utilidades. Ele é composto por vários componentes que conseguem trazer alívio imediato contra picada de mosquito e outros insetos. Mas, assim como o limão, você deve usá-lo apenas dentro de casa.

Isso porque ele também pode gerar manchas na sua pele se exposto ao som. É recomendado que você sempre faça a aplicação antes de dormir.

Não há segredo para usar o vinagre de maçã. Basta embeber um pedaço de algodão com um pouco do líquido e em seguida diretamente na área afetada. O alívio da dor e da coceira será praticamente instantâneo. E os demais sintomas irão desaparecer aos poucos.

5. Tratar picada de mosquito com Talco para Bebê

Os produtos para bebê são excelentes para o tratamento de picadas de mosquito. Isso porque, a composição deles é bem menos agressiva, e eles conseguem proporcionar alívio de forma rápida.

Um dos remédios caseiros para que você não tenha mais desconforto por causa desses insetos é o talco para bebê. Ele ajuda a diminuir a inflamação, bem como evita que a pele coce e fique muito irritada.

O ideal é que você procure os talcos neutros, sem a adição de perfumes ou aromatizantes. Isso porque, essas substâncias também podem causar irritações profundas na pele. Principalmente se você tiver alergia a algum componente.

Esse tratamento é bem simples. Tudo o que você precisa fazer é aplicar um pouco do talco na região afetada e em seguida colocar uma gaze por cima. Evite usar qualquer tecido, pois ele pode abafar a região. A gaze vai deixar a pele respirar sem qualquer tipo de problema.

6. Mel com aveia para aliviar os sintomas da picada de mosquito

Mais um dos remédios caseiros que você pode utilizar para aliviar os sintomas das picadas de mosquito é o mel com aveia. Esses dois alimentos também são riquíssimos em nutrientes que irão auxiliar no tratamento desse tipo de distúrbio.

O mel, por exemplo, é uma fonte rica de anti-inflamatórios.  Não é à toa que ele é muito indicado para o tratamento das mais variadas doenças inflamatórias.

O tratamento com esses alimentos é bem simples. Em uma vasilha misture duas colheres de aveia e com algumas gotas de mel, até que forme uma pasta bastante homogênea.

O próximo passo é aplicar essa mistura na região afetada e deixar agir por alguns minutos. Após isso, enxague com água fria.

O bacana desse tratamento é que, além de aliviar o desconforto das picadas de mosquito, ele também irá deixar a sua pele linda. Ele promoverá uma hidratação profunda, diminuindo o ressecamento e deixando ela brilhosa.

7. Tratando a picada de pernilongo usando Vinagre com Farinha de Milho

Outro dos remédios caseiros que você também pode testar em casa para obter alívio imediato dos desconfortos da picada de pernilongo é o vinagre com farinha de milho. Essa mistura irá fazer com que a região fique menos vermelha e também diminuirá as coceiras.

Um dos principais diferenciais de usar esse tipo de tratamento é que você poderá fazê-lo mesmo se precisar sair. Isso porque você não precisará deixar a mistura por muito tempo na sua pele.

É bastante simples fazer esse remédio caseiro. Pegue algumas colheres de farinha de milho e acrescente um pouco de vinagre (pode ser branco ou de maçã). Misture bem até formar uma pasta grossa.

Em seguida, aplique ela na região afetada e deixe ali até secar. Nesse momento você não deve se expor aos raios solares.

Depois que a mistura secar, lave o local com água morna até retirar quaisquer resquícios da pasta. Pronto, você sentirá alívio imediato das irritações e coceiras.

O ideal é que você utilize a farinha de milho fina. Caso só tenha da grossa em casa, basta colocar ela em um saquinho e esmagar bem com um martelo de carne, até que ela se transforme em pó.

8. Compressas Quentes

As compressas também são grandes aliadas de quem deseja diminuir o desconforto das picadas de mosquito. Um dos sintomas mais comuns quando você é picado por um inseto é que a região fique inchada e vermelha.

As altas temperaturas irão diminuir esse tipo de desconforto, pois, ajudarão a eliminar as toxinas transmitidas através da picada. Esse também é um dos remédios caseiros que servem para diversas coisas. As compressas podem ser utilizadas, por exemplo, para aliviar dores musculares.

Esse tratamento é bem simples. Coloque um pouco de água quente em uma vasilha e depois mergulhe um pano nela e deixe aquecer um pouco. Em seguida, retire o excesso de água e aplique a compressa no local afetado.

Atenção com a temperatura, ela não pode estar muito elevada ou poderá ocasionar queimaduras, principalmente em crianças.

9. Sabonete Neutro

Muita gente não sabe, mas o simples ato de lavar a região picada com sabonete neutro já é um dos melhores remédios caseiros para picadas de mosquitos. A grande maioria dos sintomas são causados por conta das toxinas que acabam entrando no organismo com a picada.

Acontece que se você lavar o local com sabonete neutro e água correte, logo após a picada, conseguirá eliminar boa parte delas. Isso fará com que a infecção não se espalhe, que você diminua bastante a coceira.

Mas atenção, ao lavar o local, seja delicado e suave. Se você usar movimentos bruscos ou fortes demais, só irá espalhar as toxinas aumentando a chance de inflamação e infecção.

Esses são apenas alguns dos remédios caseiros que você pode usar no dia a dia para tratar picadas de mosquitos. É importante sempre ter em mente que eles só devem ser usados caso você não sinta os sintomas adversos que indicam doenças ou picadas de outros insetos.

Gostou dessas dicas? Quer saber mais sobre tratamentos caseiros?  Então não deixe de nos seguir nas redes sociais e fique por dentro das novidades.

Ribeira Dedetizadora e Desentupidora

Источник: https://www.ddribeira.com.br/09-remedios-caseiros-para-tratar-picadas-de-mosquitos/

Perdendo o medo do borrachudo

Remédio caseiro para picada de borrachudo

Borrachudo em Ilhabela (Imagem: Wikimedia Commons/Fritz Geller-Grimm)

Por Alessandra Stefani

Praias paradisíacas, cachoeiras cristalinas, mais de 80% de Mata Atlântica e… borrachudos. Esses mosquitinhos parecem existir pra lembrar a gente que Ilhabela chega quase à perfeição. Um beberrão de sangue que adora fazer com que os turistas levem daqui não só as marquinhas do bronze.

O alvo preferido dele (ou melhor, dela: é a “borrachuda” que pica) é da nossa cintura pra baixo, principalmente pés e tornozelos.

Ele pode até ser persistente, mas você não vai deixar que um ser de 4 milímetros acabe com as suas férias, né? É só ter um pouco de precaução pra mostrar pra esse atrevido quem leva a melhor.

Praia do Jabaquara em Ilhabela (Imagem:Flickr/Pedro de Carvalho Ponchio)

Primeiro cuidado: o onde e o quando. Justiça seja feita: borrachudo não inferniza o ano todo e nem em todo lugar. No inverno, ele até dá uma trégua, pelo menos nos lugares mais urbanizados.

Nas áreas selvagens, no começo da manhã e no final da tarde são os horários em que ele prefere dar o ar da (des)graça. Nas praias mais perto da “civilização” ele não é tão traiçoeiro.

Mas é no verão, nas praias isoladas e principalmente nas cachoeiras que ele mais mostra a sua força.

Vela de Citronela (Imagem: Flickr/Jessica S.)

Na operação Xô Borrachudo, cada um tem sua tática. Tem morador que espalha pela casa vasinhos de citronela. Outros, usam vela com o aroma da planta. Mas a maioria não abre mão do repelente, a arma mais eficaz na guerra contra o mosquito.

Seja em spray, aerosol, gel ou creme, o negócio é lambuzar toda parte do corpo que está exposta. Tem gente que prefere a versão em creme por achar que com ele é mais difícil esquecer alguma área desprotegida.

Outros garantem que os que mais funcionam são os oleosos à base da própria citronela.

[separator]

6 dicas importantes sobre o uso de repelentes

Entenda as diferenças dos tipos de repelentes e veja dicas preciosas pra ficar livre de borrachudos e mosquitos que transmitem dengue, febre amarela e outras doenças.

[separator]

Repelentes (Imagem: Flickr/Mike Mozart)

Os repelentes geralmente são feitos a base de dois princípios ativos: icaridina e DEET. Os dois funcionam, mas o primeiro promete durar mais na pele (e costuma custar mais caro também). Cada marca indica um tempo de duração do produto. Só que como a gente sua, entra na água e se molha, os médicos dizem que é bom dar uma reforçada na dose de 4 em 4 horas ou quando sair do mar.

Complexo B contra borrachudos. Funciona? (Imagem: Arquivo Pessoal/Alessandra Stefani)

[separator]

5 dicas pra visitar Ilhabela com bebê

Pras mamães os borrachudos são uma preocupação a mais. Mas com nossas dicas, você vai tirar isso de letra! Leia esta outra matéria e fique tranquila.

[separator]

Mas não vá montar um arsenal contra o borrachudo e esquecer de se proteger do sol, hein. O repelente é sempre o último a ser usado no corpo. Primeiro passe o filtro solar e só depois de uns 15 minutos capriche no repelente. E para os fãs de complexo B, um recado: consumir a vitamina poucos dias antes de vir para Ilhabela não funciona para repelir o mosquito. É mito.

Cachoeira do Gato em Ilhabela (Imagem: Flickr/bisonlux)

Se serve de consolo, a população de borrachudos em Ilhabela já foi bem maior. Para o alívio das nossas panturrilhas, vem sendo feito um tratamento nas cachoeiras – o principal foco das larvas do inseto – e o exército dos sanguessugas está menor do que antes.

Água Limpa – Cachoeira em Ilhabela – (Imagem: Flickr/Vitor Pose Martinez)

Aí você deve estar se perguntando: por que não exterminá-lo de uma vez? Na verdade, ele precisa existir para manter o ecossistema do local – sem ele, um monte de bicho que “almoça” o mosquito ia morrer de fome.

Além disso, é preciso dar o braço a torcer: o vilão número um do turista também é mocinho. O borrachudo só se desenvolve em água limpa e corrente, o que Ilhabela tem de sobra.

Isso quer dizer que, enquanto ele estiver por aqui, a água está boa.

Artesanato em Ilhabela – (Imagem: Flickr/Lucas Lima 91)

Então, o jeito é invadir o território inimigo (ou seria, amigo?) e se armar. Tem quem volte da ilha sem nenhuma picada pra contar história.

Gente que não se descuida do repelente e curte tudo o que Ilhabela tem de melhor. Pode ser que você baixe a guarda e perca uma ou outra batalha.

Mas com bastante cuidado, dá pra vencer a guerra contra os borrachudos e só levar de lembrança daqui os souvernirs.

Источник: https://www.ilhabela.com.br/dicas/perdendo-o-medo-do-borrachudo/

Pomada e remédios caseiros para alergia à picada de mosquito | MS

Remédio caseiro para picada de borrachudo

Início » Remédios » Remédios Naturais » Pomada e remédios caseiros para alergia à picada de mosquito

As estações mais quentes do ano aumentam a proliferação dos mosquitos.

Além de causar incômodos locais, como dor e coceira, a picada de alguns destes insetos também pode transmitir doenças graves (como leishmaniose, febre amarela e dengue) ou gerar reações alérgicas, causando irritações na pele.

Pensando nisso, trouxemos algumas opções de tratamentos e dicas para aliviar os sintomas de alergias às picadas de mosquitos. Vem conferir!

As picadas de mosquito, em sua maioria, não resultam em grandes complicações. Apesar disso, elas podem ser muito incômodas.

Para aliviar os sintomas, alguns tratamentos incluem o uso de cremes e pomadas, ou até mesmo de anti-histamínicos orais, caso as picadas sejam múltiplas.

Além disso, uma maneira de prevenir infecções ou agravamento das picadas é evitar coçar. Isso porque a unha pode causar feridas na pele, facilitando assim a entrada de bactérias.

Pomadas para picada de mosquito

Fazer o uso de corticoides tópicos melhora a reação local e reduz a coceira. A posologia pode variar de acordo com o produto, mas geralmente são indicadas de 1 a 3 aplicações por dia.

Estes medicamentos possuem em sua formulação ação antialérgica, antipruriginosa (evitam a coceira), antisséptica, anti-inflamatória e cicatrizante.

Porém, se houver qualquer tipo de reação alérgica, o recomendado é consultar o médico especialista, pois cada organismo reage diferente às picadas de inseto.

O acompanhamento do profissional também é importante, pois algumas pomadas podem ser fotossensibilizantes, ou seja, podem causar manchas quando a pele é exposta ao sol.

Entre os princípios ativos de média e alta potência, indicados neste tipo de tratamento, estão o mometasona, metilprednisolona e betametasona. Veja algumas opções:

Topison

Indicado para o alívio da inflamação e da coceira, esse medicamento é um corticoide sintético, à base de mometasona, que atua estreitando os vasos sanguíneos. Possui ação rápida e é possível perceber melhora em uma semana de tratamento.

Esse medicamento não deve ser utilizado em crianças menores de 2 anos e deve ser usado de acordo com as orientações médicas e instruções contidas na bula.

Advantan Creme

Advantan atua diminuindo as reações alérgicas e inflamatórias da pele, aliviando a vermelhidão, o inchaço e a coceira. O medicamento tem como princípio ativo o aceponato de metilprednisolona, um corticoide classificado como agente anti-inflamatório potente com perfil de resposta rápido e efetivo.

Sua aplicação deve ser feita apenas uma vez ao dia nas regiões afetadas. Além disso, o tratamento não deve exceder 12 semanas e não deve ser interrompido sem conhecimento médico.

A aplicação o produto é contraindicada em casos de rosácea, dermatites, úlceras, acne e doenças causadas por vírus.

Diprosone

Indicado para o alívio de inflamações e prurido, o Diprosone é feito à base de betametasona. Por ter um efeito vasoconstritor prolongado sua frequência de aplicação é menor, sendo o uso recomendado a cada 12 horas.

O medicamento não deve ser usado em portadores de infecções de pele causadas por vírus e/ou fungos e pacientes com infecções na pele causadas por bactérias que não estejam recebendo tratamento. Também é contraindicado para crianças menores de 2 anos.

Caladryl é um medicamento recomendado para aliviar sintomas relacionados à picadas de insetos, alergias, irritações na pele, urticárias ou queimaduras. Possui efeito antialérgico, analgésico e protetor da pele.

Essa pomada tem efeito rápido, que pode ser percebido logo após a sua aplicação. Porém, não deve ser utilizada sobre bolhas, feridas ou áreas com secreção. Além disso, não é recomendado o uso de Caladryl em lesões de varicela ou sarampo.

Cremes e pomadas para bebê

Por terem a pele e o sistema imunológico ainda muito frágeis, os bebês com menos de 2 anos de idade não devem usar pomadas, cremes ou repelentes tópicos — salvo quando há recomendação médica.

A orientação é sempre recorrer ao tratamento indicado por um pediatra.

Porém, em crianças com idade acima de 2 anos já é possível recorrer às pomadas. Nesses casos, o recomendado é fazer a utilização de cremes como:

Fenergan

Possui propriedades antialérgicas e é utilizado no tratamento de sintomas de alergia (especialmente em picadas de inseto) e em irritações de pele.

Este medicamento contém prometazina, substância capaz de contrapor os sintomas da histamina, produzida pelo organismo durante uma reação alérgica.

Polaramine

Este medicamento é indicado para o alívio da coceira, urticárias e picadas de inseto. Não deve ser aplicado nos olhos, boca, nariz, genitália ou em outras mucosas, nem deve ser utilizado em áreas extensas da pele, principalmente em crianças.

A aplicação pode ser feita sob a área afetada 2 vezes ao dia.

Histamin

Histamin Creme é um antialérgico usado para o alívio do prurido, alergias, coceiras, urticária e picadas de inseto. Feito à base de dexclorfeniramina, mesmo princípio ativo do Polaramine, também pode ser aplicado 2 vezes ao dia.

Pode-se fazer necessário a utilização de anti-histamínicos (antialérgicos) de uso oral em lesões maiores ou de grande quantidade.

Além disso,desde que haja recomendação médica, esses medicamentos podem ser utilizados em crianças pequenas, melhorando a irritabilidade, a coceira e até mesmo o sono da criança.

Conheça algumas opções:

Polaramine Gotas

Destinado para alergias e urticárias, o polaramine é um anti-histamínico que atua reduzindo os sintomas da alergia à picada. Este medicamento é contraindicado para crianças recém nascidas ou pessoas que estejam fazendo uso de inibidores da monoaminoxidase (IMAOs).

Histamin Xarope

Histamin é utilizado no tratamento de diversas manifestações alérgicas, como dermatites e picadas de inseto.

Durante o tratamento, o paciente não deve ingerir bebidas alcoólicas. Além disso, o medicamento não é indicado para bebês em fase de amamentação e mulheres em período de lactação.

Remédios caseiros para picada de mosquito

Se você não conseguiu escapar das picadas de mosquito e está sofrendo com a coceira, existem alguns tratamentos caseiros que podem aliviar os sintomas.

É importante ressaltar que muitos  tratamentos são apresentados na internet não possuem comprovação científica. Por isso, sempre consulte um médico antes de fazer a utilização de qualquer tipo de tratamento.

Algumas alternativas incluem:

Fazer compressas de gelo

Aplicar panos úmidos e gelados no local da picada proporciona um efeito anestésico na região, além de evitar que as substâncias inflamatórias se espalhem para outras partes do corpo.

De acordo com a Academia Americana de Dermatologia (AAD), esse tipo de tratamento busca reduzir o inchaço, a dor, coceira e a inflamação que atinge a pele. A mistura leva leite, aveia e água gelada que pode ser aplicada suavemente com um pano.

Aplicar cremes e loções

Algumas substâncias, como cânfora, calamina e até mesmo mentol, podem ser utilizadas a fim de aliviar os sintomas da picada. Porém, é preciso cuidar na hora da aplicação, pois pode haver irritação ou até mesmo ardência no local.

Por que picada de mosquito incha e causa dor?

Embora, muitas vezes, as mordidas e picadas de mosquito possam ser consideradas inofensivas, em alguns casos elas podem causar dor e até mesmo reações alérgicas graves.

Ao picarem, esses insetos liberam substâncias em nosso organismo, como anestésicos e anticoagulantes, que podem causar bastante desconforto.

Como resposta ao processo inflamatório, o nosso sistema imunológico produz substâncias de defesa, como a histamina, responsável por deixar a pele inchada, coçando e com aquele aspecto vermelho.

As picadas de mosquito, em sua maioria, causam apenas um incômodo local, mas não acarretam maiores complicações. O mais importante é evitar coçar o local para evitar uma infecção secundária causada por bactérias.

Conhece alguém que sofre com as picadas? Então compartilhe esse artigo para que outras pessoas possam aliviar os sintomas também!

Fontes consultadas

  • American Academy of Dermatology
  • Sociedade Brasileira de Dermatologia

Источник: https://minutosaudavel.com.br/picada-de-mosquito-pomada/

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: