Síndrome dos vômitos cíclicos: causas e tratamento

Síndrome de vómitos cíclicos

Síndrome dos vômitos cíclicos: causas e tratamento

A síndrome dos vómitos cíclicos (SVC) é caracterizada por episódios de vómitos intensos que não têm causa aparente. Os episódios podem durar horas e alternar com períodos relativamente livres de sintomas.

Cada episódio é semelhante aos episódios anteriores, ou seja, começam na mesma altura do dia, têm a mesma duração e ocorrem com os mesmos sintomas e nível de intensidade. É uma condição que pode afetar pessoas de todas as idades, mas afeta predominantemente crianças. A SVC pode estar relacionada com enxaquecas.

Os episódios podem ser tão intensos que obriguem a pessoa a ficar de cama durante vários dias.

É uma doença difícil de diagnosticar, porque os vómitos são um sintoma comum a várias doenças.

Causas:

A causa da SVC é desconhecida.

Contudo, alguns especialistas acreditam que pode haver contribuição de vários problemas com funções corporais, como os seguintes:    •    Motilidade gastrointestinal;    •    Funcionamento do sistema nervoso central;    •    Funcionamento do sistema nervoso autónomo;    •    Desequilíbrios hormonais;

   •    Nas crianças pode haver gene hereditário anormal que contribua para a condição.

Várias condições específicas podem desencadear um episódio de vómitos cíclicos:
   •   Stress emocional, ansiedade, ataques de pânica – em crianças estes constituem ansiedade antes de testes escolares ou eventos, festas de aniversário, férias, conflitos familiares ou viagens;    •    Infeções como infeção respiratória ou gripe;    •    Ingestão de certos alimentos, como chocolate ou queijo, ou aditivos como cafeína, nitritos;    •    Clima quente;    •    Períodos menstruais;    •    Enjoo de movimento;    •    Ingestão excessiva, jejum ou comer antes de deitar;

   •    Exaustão física ou realização de demasiado exercício.

Sintomas:

Os principais sintomas da SVC são náusea intensa e vómitos repentinos que duram horas ou dias. É possível experienciar um ou mais dos seguintes sintomas:    •    Tentativa de vómito;    •    Engasgar-se ou respirar profusamente;    •    Dor abdominal;    •    Perda de apetite;    •    Diarreia;    •    Febre;    •    Tonturas;    •    Cefaleias;

   •    Fotossensibilidade.

A intensidade dos sintomas pode variar assim que a pessoa atravessa por quatro fases distintas de um episódio:
   •    Fase prodrómica – durante esta fase, a pessoa sente que um episódio de náuseas e vómitos está prestes a começar. Fase marcada por sudação e náuseas intensas, com ou sem dor abdominal.

A pessoa pode encontrar-se mais pálida que o normal;
   •    Fase de vómitos – esta fase consiste em náusea intensa, e vómitos, que pode durar entre 20-30 minutos.

A pessoa pode estar subjugada e responsiva, imóvel e quase inconsciente ou a contorcer-se com dores abdominais intensas;
   •    Fase de recuperação – esta fase começa quando os vómitos param e a náusea diminui.

A melhoria dos sintomas durante a recuperação podem variar, mas geralmente incluem restauro da cor saudável, apetite e energia;
    •     Fase de bem-estar – esta fase ocorre entre episódios e consiste na ausência dos sintomas.

Diagnóstico:

A SVC pode ser difícil de diagnosticar. Não existe um teste específico que possa confirmar o diagnóstico, e os vómitos são um sintoma comum a várias doenças e condições que devem ser eliminadas em primeira instância.

Os testes que podem auxiliar o diagnóstico incluem:    •   Testes de imagiologia – como endoscopia, tomografia axial computorizada (TAC) ou ressonância magnética enterográfica – para verificas possíveis bloqueios do sistema digestivo ou outras condições digestivas;    •    Testes de motilidade – para verificar os movimentos dos alimentos através do sistema digestivo;    •    Análises laboratoriais, para verificar problema das tiroide e outras condições metabólicas;

   •   Ressonância magnética à cabeça para investigar presença de tumor cerebral ou outras condições do sistema nervoso central.

Tratamento:

Não existe cura para a SVC, por isso o tratamento fica-se em controlar os sinais e sintomas. Os medicamentos podem consistir nos seguintes:    •    Antieméticos;    •    Sedativos;    •    Inibidores da secreção ácida do estômago;

   •    Antidepressivos.

Os medicamentos usados para o tratamento das enxaquecas podem, por vezes, ajudar a parar ou mesmo prevenir episódios de vómitos cíclicos. Estes medicamentos podem ser recomendados para as pessoas com episódios frequentes e de longa duração.

Источник: https://www.mymedfarma.com/pt/guia-da-saude/10-neurologia/2751-sindrome-de-vomitos-ciclicos

Náusea e vômitos: o que é, tratamentos e causas

Síndrome dos vômitos cíclicos: causas e tratamento

Náuseas e vômitos são sintomas muito comuns que podem ser causados por uma grande variedade de condições. O vômito é um reflexo incontrolável que expele o conteúdo do estômago através da boca. Náusea é o termo usado para descrever a sensação de que você vai vomitar, mas não são os vômitos em si, nem significam que você irá vomitar com certeza.

Ambos os sintomas são muito comuns e pode ser causados por uma ampla variedade de fatores. Eles ocorrem em crianças e adultos, embora sejam mais comuns em mulheres grávidas e pacientes submetidos a tratamentos de câncer.

Normalmente o vômito é inofensivo, mas pode ser um sinal de uma doença mais grave. Alguns exemplos de doenças graves que podem resultar em náusea ou vômito incluem infarto agudo do miocárdio, contusões, meningite, obstrução intestinal, apendicite e tumores cerebrais.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Raramente, vômitos podem rasgar a mucosa do esôfago e causar sangramento, também conhecido como uma síndrome de Mallory-Weiss. Se o esôfago é rompido e perfurado, isso é chamado de síndrome de Boerhaave, e é uma emergência médica.

Durante a gravidez, podem ocorrer vômitos em decorrência das alterações hormonais. Por outro lado, vômitos recorrentes podem estar associados a uma condição chamada hiperêmese gravídica, em que a mãe pode desenvolver desequilíbrios de fluidos e minerais, que colocam em perigo a sua vida ou a do feto.

As causas mais comuns de vômitos em crianças são as infecções virais e intoxicação alimentar. No entanto, o vômito também pode ser causado por cinetose, tosse e comer demais.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Em crianças muito jovens, bloqueios no intestino também podem causar vômitos persistentes. Os intestinos podem ser bloqueados por uma hérnia, cálculos biliares ou tumores. Isso é raro, mas deve ser investigado.

A maioria dos adultos raramente vomita. Quando isso ocorre, o vômito é geralmente causado por abuso de álcool ou outras substâncias, uma infecção bacteriana ou viral, ou um tipo de intoxicação alimentar. Em alguns casos, vômitos também podem ser ocasionados por outras doenças, como doenças cardiovasculares, neoplasias e infecções.

Causas

Certos cheiros trazem a sensação de náusea e esta reação pode estar exacerbada durante o primeiro trimestre da gravidez, embora também possa ocorrer em pessoas que não estão grávidas. A náusea que é induzida pela gravidez geralmente desaparece no segundo trimestre.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Náuseas e vômitos podem ocorrer separadamente ou em conjunto. As causas mais comuns incluem:

  • Quimioterapia
  • Gastroparesia (mau funcionamento dos músculos do estômago)
  • Anestesia geral
  • Enxaqueca
  • Cinetose
  • Abuso ou overdose de álcool, substâncias ilícitas ou substâncias tóxicas
  • Rotavírus
  • Vertigem
  • Gastroenterite viral
  • Intoxicação alimentar

Há casos menos comuns de doenças que podem causar náuseas e vômitos, como:

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

As causas mostradas aqui são comumente associadas a estes sintomas, no entanto, não quer dizer que você tenha esse problema. Converse com um médico ou profissional para um diagnóstico preciso e orientação sobre cuidados de saúde.

Buscando ajuda médica

Se você sofre de náuseas ou vômitos você deve procurar atendimento médico. A maioria dos casos de vómitos desaparece ao fim de seis a 24 horas depois do primeiro ataque.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Menores de 6 anos

O atendimento de emergência deve ser procurado para qualquer criança com menos de seis anos de idade que:

  • Apresente vômito e diarreia
  • Mostre sintomas de desidratação, incluindo pele enrugada, irritabilidade, pulso fraco ou consciência reduzida
  • Tem febre de acima de 37,8 ºC
  • Não urinou por mais de seis horas.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Acima de 6 anos

Crianças com mais de seis anos de idade devem receber cuidados médicos de emergência se:

  • Vomitou por mais de 24 horas
  • Há sintomas de desidratação
  • A criança não urinou há mais de seis horas
  • A criança tem febre superior a 38ºC.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Adultos

Os adultos devem procurar assistência médica de emergência se apresentarem algum dos seguintes sintomas:

  • Dor de cabeça severa
  • Torcicolo
  • Letargia
  • Confusão
  • Sangue no vômito
  • Pulso rápido
  • Respiração rápida
  • Febre de mais de 38°C
  • Diminuição da capacidade de resposta
  • Vômito acompanhado de diarreia
  • Dor abdominal grave
  • Náusea e vômitos sem causa aparente (possibilidade de infarto agudo do miocárdio)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar a causa de náuseas e vômitos são:

  • Clínico geral
  • Pediatra
  • Gastroenterologista

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Há quanto tempo os sintomas começaram?
  • O que parece melhorar os sintomas?
  • O que parece piorar os sintomas?
  • Você ou seu filho comeu alguma coisa diferente nos últimos dias?
  • Há suspeita de gravidez?
  • Quais outros sintomas existem, além da náusea e do vômito?

Cuidados

O tratamento para vômitos e náusea (independentemente da idade ou causa) inclui:

  • Beber maiores quantidades de água gradualmente
  • Evitar alimentos sólidos até que o episódio de vômitos passe
  • Temporariamente tome cuidado com todas as medicações orais que podem irritar o estômago e piorar os vômitos. No entanto, não interrompa qualquer medicação antes de verificar com seu médico
  • Se os vômitos e diarreia durarem mais de 24 horas, uma solução de reidratação oral, tal como bebidas isotônicas, deve ser utilizada para prevenir e tratar a desidratação.

Vômitos associados à tratamentos de câncer muitas vezes podem ser tratados com um outro tipo de terapia medicamentosa. Há também medicamentos que podem ser utilizados para controlar os vômitos associados com gravidez, cinetose e algumas formas de tonturas. No entanto, consulte um médico antes de usar estes tratamentos.

Enjoos e vômitos: saiba como aliviar o mal-estar

Medicamentos para Náusea e vômitos

Náusea e vômitos podem ter diversas causas, de modo que o tratamento varia de acordo com o diagnóstico estabelecido pelo médico. Por isso, somente um especialista capacitado pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Os medicamentos mais comuns no tratamento de náuseas e vômitos são:

Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não inicie, nem interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes.

Complicações possíveis

Vômitos persistentes podem causar desidratação, desnutrição e afetar o esmalte dos dentes. Os adultos têm um menor risco de desidratação, quando comparados aos extremos de idade. As crianças têm um maior risco de desidratação, especialmente se elas também também estiverem com diarreia.

Adultos que cuidam de crianças doentes precisam estar cientes destes sinais visíveis de desidratação:

  • Lábios e boca secos
  • Olhos encovados
  • Respiração rápida
  • Pulso rápido

Em lactentes, também é importante prestar atenção para diminuição da urina e fontanelas afundadas (topo da cabeça do bebê).

Referências

Ministério da Saúde

Источник: https://www.minhavida.com.br/saude/temas/nausea-e-vomitos

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: