Suor Excessivo no Rosto: o que pode ser e o que fazer

Contents
  1. Suor Excessivo Cabeça, Testa, Peito e Costas
  2. 1. Dados Pessoais
  3. 2. Responsável pelo Tratamento de Dados Pessoais
  4. 3. Finalidade do Tratamento de Dados Pessoais
  5. 4. Conservação dos Dados Pessoais
  6. 5. Direito de acesso, rectificação, apagamento, limitação do tratamento e direito de portabilidade dos Dados Pessoais
  7. 6. Segurança no Tratamento de Dados Pessoais
  8. 7. Comunicação dos Dados Pessoais a Entidades Terceiras
  9. 8. Direito ao Esquecimento
  10. 9. Direito a apresentar reclamação
  11. 10. Acesso a websites de terceiros
  12. 11. Protecção de Privacidade relativa a Crianças
  13. 12. Alterações à Política de Privacidade
  14. Hiperidrose (suor excessivo): causas e tratamento
  15. O que é o suor?
  16. O que é hiperidrose?
  17. Causas
  18. Tratamento
  19. Antitranspirantes (antiperspirantes)
  20. Remédios
  21. Iontoforese
  22. Aplicação de Botox
  23. Termólise por micro-ondas
  24. Cirurgia
  25. Referências
  26. Suor excessivo no rosto | Dr. Hiperidrose ensina a solução!
  27. Suor excessivo no rosto: como solucionar?
  28. Constrangimento acaba piorando a situação
  29. Aplicação de botox para controlar o suor excessivo
  30. Mudança na fisionomia
  31. Antitranspirantes para o corpo
  32. Custo x Benefício
  33. Suor excessivo no rosto: causas e tratamentos
  34. Origens do suor em excesso no rosto
  35. Como diminuir o suor no rosto
  36. Dicas práticas para combater o suor no rostono dia a dia
  37. Suor Excessivo no Rosto, Saiba o que é
  38. Por que Suamos?
  39. O que Causa Transpiração Facial?
  40. Diagnóstico
  41. Remédios Caseiros para Tratar o Suor Excessivo no Rosto
  42. Feijão-mungo
  43. Fatias de Pepino
  44. Gelo
  45. Dieta para Ajudar a Controlar a Transpiração
  46. Leite Fresco
  47. Suco fresco e Natural
  48. Coisas para Evitar Suor Excessivo no Rosto
  49. Intervenções Médicas
  50. Conclusão

Suor Excessivo Cabeça, Testa, Peito e Costas

Suor Excessivo no Rosto: o que pode ser e o que fazer

A Allure Clinic está empenhada em proteger a privacidade de todos os utilizadores do seu website, tendo, para o efeito, preparado a presente política de privacidade.

Tendo em vista assegurar o seu compromisso com a privacidade dos seus utilizadores, a Allure Clinic adoptou as melhores práticas de segurança e de protecção dos dados pessoais (cf. “Política de Privacidade”), nos termos melhores descritos abaixo.

Neste sentido, e por forma a garantir que todos os dados pessoais são tratados e protegidos de acordo com o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados, pedimos-lhe que leia, por favor, a nova política de privacidade e de proteção de dados, com atenção.

É extremamente importante que leia e dê o seu consentimento expresso para manutenção e tratamento dos seus dados pessoais, por forma a autorizar o envio de comunicações de acordo com as regras aqui definidas.

Este Website recorre ao uso de cookies (cuja política poderá e deverá consultar aqui) para proporcionar uma melhor utilização pelos seus visitantes, bem como para assegurar que o mesmo se encontra em pleno funcionamento.

1. Dados Pessoais

Os dados pessoais correspondem a qualquer informação relativamente a uma pessoa singular identificada ou identificável, de qualquer natureza e independentemente do tipo de suporte.

Considera-se identificável a pessoa singular que possa ser identificada, direta ou indiretamente, designadamente por referência a um identificador (v.g. um número de identificação, dados de localização, identificadores por via eletrónica ou a um ou mais elementos específicos da identidade física, fisiológica, genética, mental, económica, cultural ou social de tal pessoa singular).

Através do presente website, e em função da finalidade de recolha de dados, poderá ser reunida a seguinte informação pessoal: (i) nome, (ii) data de nascimento, (iii) contactos (telefone e email), (iv) dados pessoais que sejam transmitidos na “Mensagem”.

2. Responsável pelo Tratamento de Dados Pessoais

A Clínica Allure, Lda com o NIPC 514277122 e sede em Avenida da Boavista, 117, 3° piso, sala 307 4050-115 Porto, é a entidade responsável pela recolha e tratamento dos dados pessoais para as finalidades abaixo indicadas.

No caso de considerar que a informação constante da presente política de privacidade não está suficientemente esclarecedora e/ou transparente, ou por qualquer outro motivo que considere relevante, entre em contacto connosco através do email: geral@allureclinic.pt .

3. Finalidade do Tratamento de Dados Pessoais

A recolha e tratamento dos dados pessoais no website da Allure Clinic destina-se ao: (i) contacto com o paciente e marcação de consultas, bem como de (ii) envio de newsletters e/ou e-books, pelo que o preenchimento do formulário correspondente a cada uma das finalidades corresponde ao consentimento prévio e expresso ao tratamento dos dados pessoais transmitidos.

Caso o utilizador permita expressa e previamente o tratamento dos seus dados pessoais (consentimento esse que poderá, a qualquer momento, ser retirado – veja o ponto 5 abaixo), a Allure Clinic compromete-se a assegurar o tratamento dos dados pessoais na medida e pelo tempo necessário à prossecução das suas finalidades.

Em face do exposto, a Allure Clinic esclarece que não solicita, nem estimula, no seu website, a remissão e envio de dados pessoais referentes a convicções filosóficas ou políticas, filiação partidária ou sindical, fé religiosa, vida privada e origem racial ou étnica.

Quaisquer dados relativos à saúde e à vida sexual, incluindo os dados genéticos, não devem ser enviados através do Website da Allure Clinic.

Assim, e caso sejam transmitidos à Allure Clinic dados pessoais deste tipo, esta não poderá ser responsabilizada pelo seu tratamento ao abrigo da Política de Privacidade.

4. Conservação dos Dados Pessoais

O período de tempo durante o qual os dados pessoais são armazenados e conservados variará em conformidade com as finalidades acima referidas.

Neste sentido, importa esclarecer que os dados pessoais referentes a contactos que não tenham qualquer seguimento posterior por parte quer da Allure Clinic, quer do paciente, serão conservados pelo prazo de 1 (um) ano, período após o qual a Allure Clinic procederá à sua eliminação, se tal não for solicitado mais cedo pelo titular dos dados.

Os dados pessoais referentes a contactos que tenham seguimento posterior serão conservados pelo prazo necessário ao cumprimento das obrigações contratuais, bem como de todas as obrigações legais aplicáveis.

Os dados pessoais cuja finalidade respeita ao envio de informações relativas a novos produtos e/ou serviços, bem como de newsletters e/ou e-books, serão conservados pelo prazo de 5 anos, findo o qual será enviado novo pedido de consentimento, sob pena dos dados serem apagados.

5. Direito de acesso, rectificação, apagamento, limitação do tratamento e direito de portabilidade dos Dados Pessoais

Assegura-se ao utilizador, a qualquer momento, o direito de acesso aos seus dados pessoais, bem como a respectiva rectificação, eliminação, portabilidade, limitação e/ou oposição ao tratamento – neste sentido, poderá exercer qualquer destes direitos dirigindo-se, por escrito, à Allure Clinic, através da morada da sede ou através do seguinte endereço eletrónico geral@allureclinic.pt.

6. Segurança no Tratamento de Dados Pessoais

Os dados pessoais serão processados e armazenados informaticamente e em suporte de papel.

Todos os dados pessoais recolhidos pela Allure Clinic são armazenados em servidores e bases de dados em que foram implementadas diversas medidas de segurança, de cariz técnico e organizativo, nomeadamente, restringindo-se o acesso aos dados armazenados aos colaboradores especificamente autorizados para o efeito

A Allure Clinic informa que as referidas medidas de segurança são revistas e atualizadas consoante as necessidades e exigências destas matérias.

Caso, por algum motivo, se verifique uma violação da segurança que provoque, de modo acidental ou ilícito, a destruição, a perda, a alteração, a divulgação ou o acesso, não autorizados aos dados pessoais, a Allure Clinic compromete-se, nos termos da legislação aplicável, a comunicar junto das autoridades competentes, sem demora justificada e, sempre que possível, até 72 horas após ter tido conhecimento de tal ocorrência.

Adicionalmente, e nos termos referidos no parágrafo imediatamente anterior, a Allure Clinic compromete-se a comunicar a violação dos dados pessoais ao respectivo titular dos seus dados, em conformidade com a legislação aplicável.

Não obstante as medidas de segurança adoptadas pela Allure Clinic, importa salientar e alertar que os utilizadores deverão, também, adoptar medidas adicionais de segurança, designadamente, assegurar a existência de uma firewall activa, antivírus e anti-spyware actualizados.

7. Comunicação dos Dados Pessoais a Entidades Terceiras

No âmbito da sua actividade, a Allure Clinic poderá recorrer a terceiros para a prestação de determinados serviços, o que poderá implicar, em algumas situações, o acesso, por tais entidades, aos dados pessoais dos utilizadores.

Num tal cenário, a Allure Clinic compromete-se a realizar as medidas necessárias e adequadas, por forma a assegurar que as entidades que tenham acesso a tais dados pessoais, sejam reputadas e ofereçam elevadas garantias a este nível, o que ficará devidamente consagrado e acautelado em contrato a celebrar, por escrito, entre a Allure Clinic e a(s) terceira(s) entidade(s).

Com efeito, qualquer entidade subcontratada pela Allure Clinic tratará os dados pessoais dos utilizadores, em seu nome e por sua conta no compromisso de adoptar as medidas técnicas e organizacionais necessárias por forma a proteger os dados pessoais contra a destruição, acidental ou ilícita, a perda acidental, a alteração, a difusão ou o acesso não autorizado e contra qualquer outra forma de tratamento ilícito.

Em qualquer dos casos, a Allure Clinic permanece responsável pelo tratamento dos dados pessoais.

8. Direito ao Esquecimento

O titular dos dados pessoais tem o direito de obter, do responsável pelo seu tratamento, a eliminação dos seus dados pessoais, que, por sua vez, terá a obrigação de os eliminar, sempre que seja aplicável um dos seguintes motivos: (i) os dados deixaram de ser necessários para a finalidade que motivou a sua recolha ou tratamento; (ii) o titular retira o consentimento, quando o consentimento é a base legal ou o titular opõe-se ao tratamento e não existem interesses legítimos prevalecentes que justifiquem a sua manutenção.

Tal não compromete a licitude do tratamento efectuado com base no consentimento previamente dado.

9. Direito a apresentar reclamação

O direito titular dos dados tem sempre direito a apresentar reclamação que entender por conveniente junta da autoridade de controlo do país em que os dados são tratados. Em Portugal, a autoridade de controlo é a Comissão Nacional de Proteção de Dados.

10. Acesso a websites de terceiros

A política de privacidade não é aplicável a websites de terceiros. Neste caso, sempre que visitar outro website a partir deste, deverá sempre ler a política de privacidade aplicável e verificar se concorda com os seus termos antes de facultar os seus dados pessoais.

A Allure Clinic não se responsabiliza pela política de privacidade aplicável, nem pelos conteúdos disponibilizados nos websites de terceiros.

11. Protecção de Privacidade relativa a Crianças

A Allure Clinic reconhece a importância de proteger a privacidade das crianças no mundo interactivo online. O Website abrangido por esta política de privacidade não está concebido para, ou intencionalmente dirigido a crianças menores de 16 anos. Não é nossa política recolher intencionalmente ou manter informações sobre qualquer pessoa com idade inferior a 16 anos.

12. Alterações à Política de Privacidade

A Allure Clinic reserva-se ao direito de, a qualquer altura, proceder a reajustamentos ou alterações à presente política de privacidade, sendo certo que tais alterações serão devidamente publicadas no presente website.

Источник: https://www.allureclinic.pt/tratamentos/problemas-e-tratamentos-de-hiperidrose/suor-em-outras-areas-do-corpo/

Hiperidrose (suor excessivo): causas e tratamento

Suor Excessivo no Rosto: o que pode ser e o que fazer

Hiperidrose é um estado no qual o corpo produz um volume de suor desproporcional às necessidades fisiológicas para a regulação da temperatura corporal, ou seja, o paciente transpira demais e sem motivo.

A hiperidrose é normalmente uma condição primária, sem que haja uma causa aparente. Todavia, existem algumas doenças e alguns medicamentos que podem causar uma sudorese excessiva.

Neste artigo vamos explicar o que é a hiperidrose, por que ela surge, quais são as suas principais causas e quais são as opções de tratamentos.

O que é o suor?

O suor é um substância composta por água (99%) e pequenas quantidades de sais minerais (1%), basicamente cloreto de sódio e ureia. Outras substâncias presentes no sangue podem estar presentes no suor, tais como cálcio, magnésio, potássio, zinco e ferro. Estas, porém, costumam estar em concentrações muito reduzidas.

Ao contrário do que muitos pensam, o suor não é uma fonte de eliminação de toxinas e não serve para eliminar impurezas do seu organismo. Passar um tempo em uma sauna pode ser relaxante, mas não fará você eliminar nada em quantidades relevantes além de água e sal.

O suor é produzido pelas glândulas sudoríparas, que são glândulas que se localizam nas camadas mais internas da pele (derme), comunicando-se com a camada mais superficial (epiderme) através de micro ductos que desembocam em poros na nossa pele, conforme pode-se ver na imagem ao lado.

O suor tem como função básica ajudar na regulação da nossa temperatura corporal. A produção de suor pelas glândulas sudoríparas é controlada pelo sistema nervoso central, nomeadamente pelo hipotálamo, onde os neurônios termossensíveis se encontram. Para entender mais como o cérebro controla nossa temperatura corporal, leia: O QUE É A FEBRE? Por que ela surge?

O sistema nervoso também pode estimular a sudorese em momentos de estresse emocional. Geralmente, a transpiração nestes casos se restringe a certas áreas do corpo, como mãos, pés, axilas e cabeça.

O que é hiperidrose?

Como já referido na abertura do texto, a hiperidrose é um estado no qual o corpo transpira mais do que seria necessário para arrefecer o organismo.

Qualquer ponto do corpo pode ser afetado pela hiperidrose, porém, palmas das mãos, solas dos pés, face e axilas são os sítios mais comuns. Via de regra, a hiperidrose é uma sudorese focal, acometendo apenas uma área do corpo.

Atualmente, para o diagnóstico da hiperidrose usamos os seguintes critérios:

  • Sudorese focal excessiva com mais de 6 meses de duração e sem causa aparente.

Mais dois dos critérios listados abaixo:

  • Sudorese bilateral e simétrica (acomete ambas as mãos, pés e/ou axilas).
  • Sudorese que atrapalha as atividades diárias comuns.
  • Sudorese excessiva que ocorre pelo menos 1x por semana.
  • Início do quadro antes dos 25 anos de idade.
  • História familiar de hiperidrose.
  • Sudorese focal durante o sono.

Cerca de 2% da população apresenta critérios para o diagnóstico da hiperidrose.

Pessoas de origem asiática, principalmente japoneses, têm um risco maior de apresentar a doença. A hiperidrose focal é mais comum em adolescentes e jovens; menos de 5% dos casos iniciam-se após a puberdade, o que faz com que todo adulto com quadro de sudorese excessiva de inicio recente seja investigado para doenças metabólicas ou uso de medicamentos.

A hiperidrose costuma piorar em períodos de calor ou durante estresse emocional, mas muitos destes pacientes transpiram a todo momento, sem que haja fator desencadeante aparente.

Apesar de não ser uma doença grave, que traga maiores complicações, a hiperidrose pode ser incômoda e atrapalhar a vida social e profissional dos pacientes.

O excesso de suor nas axilas pode manchar roupas e ser esteticamente indesejável, enquanto a transpiração nas mãos pode molhar papeis, tornar o manuseio de instrumentos uma tarefa difícil e causar constrangimento ao apertar as mãos de outras pessoas.

Além do constrangimento social, a hiperidrose favorece o aparecimento de algumas outras doenças de pele, tais como eczemas, verrugas, dermatite atópica, infecção fúngica nas unhas, frieiras, foliculite e odores desagradáveis.

Se você quiser saber mais sobre as doenças relacionadas com a hiperidrose, acesse os links abaixo:

Causas

A hiperidrose primária, ou seja, a hiperidrose sem causa aparente, costuma ser localizada, acometendo apenas mãos, pés ou axilas. Eventualmente, o excesso de suor na face e crânio pode fazer parte do quadro.

Quando a hiperidrose é difusa e/ou inicia-se após a idade adulta, é preciso pensar em causas secundárias, entre elas podemos citar:

Entre os medicamentos que podem causar hiperidrose estão:

  • Propranolol.
  • Nifedipina.
  • Fisiostigmina.
  • Pilocarpina.
  • Antidepressivos.
  • Insulina.
  • Hipoglicemiantes orais.
  • Tamoxifeno.
  • Sildenafil.
  • Omeprazol.
  • Ciclosporina.
  • Tramadol.

Em geral, quando a hiperidrose está sendo provocada por alguma doença, o paciente já apresenta sinais e sintomas que nos ajudam a identificar a doença de base.

Se o paciente apresenta febre, perda de peso, tosse, lesões na pele, etc., é fácil suspeitar que o surgimento de hiperidrose esteja relacionado a uma doença sistêmica e não seja um quadro primário.

Uma hiperidrose que só surge durante o sono também sugere a presença de uma causa secundária.

Tratamento

Existem várias opções de tratamento para a hiperidrose, desde desodorantes até cirurgias. A intensidade dos sintomas, o local que transpira em excesso e as expectativas dos pacientes devem ser levadas em conta na hora de decidir qual é o tratamento que melhor se aplica a cada caso.

Antitranspirantes (antiperspirantes)

Os desodorantes antitranspirantes são comercializados em farmácias e supermercados e vêm normalmente em apresentações roll-on, creme ou aerossol. São produtos que contêm sais de metais, normalmente sais de alumínio, que obstruem os poros das glândulas sudoríparas na pele. Esses produtos só funcionam em casos de hiperidrose branda.

Se os antitranspirantes comuns falharem, existem soluções mais potentes, como o cloreto de alumínio hexaidratado em concentrações que variam de 10 a 30%, que podem ser usados nas mãos, pés e axilas. Os resultados costumam aparecer dentro de uma semana, mas é comum o tratamento precisar ser suspenso por irritação da pele.

Remédios

Os anticolinérgicos são um grupo de drogas que agem inibindo os neurotransmissores que estimulam a secreção de suor pelas glândulas sudoríparas. Atualmente, é um tratamento pouco usado devido ao elevado índice de efeitos colaterais e a baixa eficácia. O glicopirrolato (60% de eficácia) e a oxibutinina (50% de taxa de eficácia) são os mais utilizados.

Nos pacientes que apresentam hiperidrose relacionada a estresse emocional, o uso do propranolol ou de ansiolíticos, como o diazepam, podem aliviar os sintomas.

Iontoforese

A iontoforese é usada para tratar a hiperidrose palmar (mãos) e a hiperidrose plantar (pés).

O tratamento consiste no bloqueio temporário das glândulas sudoríparas através de uma leve descarga elétrica emitida dentro de um recipiente de água.

Os tratamentos duram por volta de 30 minutos e são geralmente aplicados em dias alternados, apresentando uma taxa de sucesso acima 85%. Os resultados são temporários e o tratamento precisa ser repetido constantemente.

Os efeitos adversos mais comuns são a irritação e a pele seca. O aparelho pode ser adquirido e, após o devido treinamento, o paciente pode utilizá-lo em casa.

Aplicação de Botox

A toxina botulínica, comercializada sob a marca Botox, quando aplicada nas regiões que transpiram em excesso, agem bloqueando os neurônios que estimulam o funcionamento das glândulas sudoríparas, causando uma redução temporária da produção de suor nestes locais.

O Botox pode ser aplicado nas mãos, pés, axilas e face, apresentando uma elevada taxa de sucesso, com efeitos que duram várias semanas.

As desvantagens das aplicações de Botox são as picadas de agulha e a necessidade de um médico com bastante treino para se evitar as complicações, como a fraqueza muscular.

Para saber mais sobre o Botox, leia: BOTOX | Aplicações terapêuticas e cosméticas.

Termólise por micro-ondas

Este tratamento é feito através de um aparelho que emite micro-ondas capazes de destruir as glândulas sudoríparas. O tratamento é feito, habitualmente, com 2 ou 3 sessões de 30 minutos, com intervalos de 3 meses. A taxa de sucesso é de 80 a 90%.

O efeito colateral mais comum da termólise é uma sensação estranha na pele no local da aplicação, que pode durar até cerca de 1 mês.

O principal fator negativo da termólise é o seu atual alto custo.

Cirurgia

Se todos os tratamentos explicados acima falharem, a cirurgia torna-se uma opção.

São dois os tipos de cirurgias usadas no tratamento da hiperidrose. Uma delas é a curetagem ou lipoaspiração da axila, que remove as glândulas sudoríparas.

A outra opção é a simpatectomia torácica endoscópica (STE), que é uma cirurgia maior e envolve a remoção dos nervos da medula espinhal ao nível do tórax, responsáveis pela inervação das glândulas sudoríparas das axilas, mãos e face.

A STE é a última opção, pois é um procedimento mais complexo e que apresenta maiores riscos, sendo realizado sob anestesia geral.

Nessa forma de cirurgia, um endoscópio é inserido no tórax através da axila. Uns dos pulmões é desinflado para que o endoscópio possa chegar mais facilmente à coluna. O procedimento é realizado primeiro de uma lado e depois do outro.

Apesar de ser um procedimento com altas taxas de sucesso, a STE apresenta um efeito adverso comum e inconveniente: a sudorese compensatória.

Esse efeito colateral consiste em um suor intenso e excessivo que ocorre em outras áreas do corpo, principalmente nas costas, abdômen e pernas. É um efeito colateral importante, que traz grande insatisfação, pois o suor pode ser tão intenso ou até pior que a transpiração original que levou à cirurgia.

Por esse motivo, atualmente, a simpatectomia torácica endoscópica é raramente indicada.

Referências

Источник: https://www.mdsaude.com/dermatologia/hiperidrose/

Suor excessivo no rosto | Dr. Hiperidrose ensina a solução!

Suor Excessivo no Rosto: o que pode ser e o que fazer

O suor excessivo no rosto é um inconveniente que atrapalha a rotina. Principalmente quando acomete mulheres.

Afinal, a maquiagem tende a não durar por causa da sudorese excessiva. O que acaba limitando o uso de produtos e sendo um inconveniente, especialmente para a autoestima.

Mas o suor excessivo no rosto tem solução. Existem diferentes abordagens que podem solucionar a questão e melhorar a sua qualidade de vida.

Suor excessivo no rosto: como solucionar?

O primeiro passo para solucionar o suor excessivo no rosto é manter a hidratação em dia. A tendência natural é que, por suar muito você acredite que deixar de beber água pode ajudar a conter o suor.

No entanto, essa não é uma verdade e pode expor seu corpo a riscos, a desidratação é extremamente perigosa. Por isso, beba água em quantidade suficiente para hidratar seu corpo.

No mínimo 2 litros de água todos os dias. Além disso, é preciso identificar se você não está usando produtos que obstruem os seus poros.

Ao utilizar maquiagem, é indispensável limpar bem o rosto após o uso. Dessa forma, os poros ficam livres para suar somente na quantidade necessária.

Constrangimento acaba piorando a situação

O suor excessivo no rosto acaba sendo constrangedor para quem sofre com o problema. E isso pode desencadear sintomas como ansiedade, que podem agravar a questão.

Alterações emocionais também desencadeiam o excesso de suor no rosto. Sendo preciso controlar a ansiedade e nervosismo, para que o suor excessivo não se torne ainda mais constrangedor.

Afinal, nessas situações o corpo irá suar cada vez mais. Ocasionando desconforto e aumento da insegurança.

Para lidar com o suor excessivo, existem algumas alternativas disponíveis no mercado. Sempre com o objetivo de conter esse excesso de suor, para que o problema não seja um constrangimento em sua rotina.

Aplicação de botox para controlar o suor excessivo

Se você já tentou de tudo, mas nada parece controlar o suor excessivo no rosto, é possível recorrer ao botox.

A aplicação de botox em regiões específicas é capaz de minimizar o suor excessivo. De modo que, você possa suar somente o suficiente para regular a temperatura de seu corpo.

Apesar de ser eficiente em alguns casos, o botox tem como problema o alto custo e a dor durante a aplicação. Portanto, acaba sendo inviável para algumas pessoas fazer aplicações constantemente por esse motivo.

Tendo em vista que, a cada 6 meses é preciso fazer uma nova aplicação para que o suor excessivo seja contido.

Mudança na fisionomia

Além da questão financeira, o uso de botox para controlar o excesso de suor tem um problema: a mudança no rosto.

Uma vez que, ao aplicar o botox, as expressões ficam temporariamente paralisadas para evitar também as rugas. Portanto, o formato natural do rosto tende a ser negativamente afetado, caso o seu interesse não seja combater o envelhecimento.

O ideal é que, no caso de pessoas mais jovens que sofrem com a transpiração excessiva, ocorra a busca por uma alternativa que não seja o botox.

Tendo em vista que, essa é uma forma de tratar o problema de suor, que pode desencadear outros problemas como a insatisfação com a sua aparência.

Antitranspirantes para o corpo

Muitos já estão habituados a utilizar antitranspirantes nas axilas. No entanto, quem sofre com suor excessivo pode utilizar antitranspirantes em outras regiões do corpo.

De modo que, o produto seja capaz de conter esse suor excessivo, evitando situações constrangedoras no cotidiano.

Atualmente, existem diferentes tipos de antitranspirantes disponíveis no mercado, um deles é o Odaban Spray. 

Que é um produto certificado pela Anvisa, indicado para pacientes com suor excessivo. O produto pode ser aplicado em qualquer parte do corpo, inclusive no rosto.

O uso é muito simples, basta borrifar o produto no rosto todas as noites antes de dormir, lavando a região normalmente pela manhã. Em uma semana, os resultados começam a aparecer.

Por ser um produto em spray, ele é fácil de aplicar em diferentes regiões do corpo, inclusive no rosto.

Custo x Benefício

Odaban Spray é um produto que irá durar por várias aplicações, especialmente por ser usada no rosto que é uma região pequena.

Portanto, é um produto que irá render várias aplicações e que tem o custo muito mais baixo que uma aplicação de botox. Além de ser um produto com aplicação completamente indolor, diferentemente do botox.

Seu uso é seguro e indicado por esteticistas e dermatologistas. Permitindo que você recupere a sua qualidade de vida e autoestima de forma prática. Afinal, o suor excessivo deixará de ser um problema em sua rotina com um simples spray aplicado diariamente.

E o melhor de tudo é que, a compra do spray é online. Por isso mesmo, você não terá qualquer dificuldade de encontrar Odaban para vender. Uma vez que, o produto será entregue em seu endereço sem qualquer burocracia ou dificuldade. Conheça agora, clicando aqui!

Источник: https://odaban.com.br/suor-excessivo-no-rosto/

Suor excessivo no rosto: causas e tratamentos

Suor Excessivo no Rosto: o que pode ser e o que fazer

O suor faz parte de um processo natural e necessário do corpo, porém em alguns casos (e regiões específicas do corpo) ele pode se tornar incômodo. Além disso, também pode indicar que algo em nosso organismo não está indo como o planejado. 

A hiperidrose pode se manifestar em diferentes partes do corpo, como no rosto, por exemplo. Suor excessivo no rosto pode ocorrer a qualquer momento, até mesmo durante o inverno ou quando você estiver parado. 

Felizmente, existem tratamentos e formas simples de lidar com essa questão. A seguir, veja os principais gatilhos que podem originar essa condição e as melhores maneiras de gerenciar o suor em excesso no rosto no dia a dia.

Origens do suor em excesso no rosto

O suor excessivo no rosto – chamado também de hiperidrose craniofacial – nada mais é do que a hiperestimulação das glândulas sudoríparas, causando uma transpiração mais intensa que pode se restringir apenas ao rosto ou se estender para outras áreas. 

Essas glândulas podem ser mais ativas em algumas pessoas, mas em outras nem tanto. O suor no rosto pode ser causado por diversos fatores, como os listados a seguir:

  • Prática de atividades físicas
  • Calor excessivo
  • Uso de produtos que obstruem os poros 
  • Estresse, nervosismo e medo
  • Alimentação
  • Condições genéticas

Além dos motivos citados, o excesso de suor no rosto também pode estar associado a algum transtorno de saúde, como transtornos psicológicos (ansiedade, depressão, síndrome do pânico) diabetes, problemas de tireoide ou cardíacos. No caso das mulheres, a menopausa também pode ser um fator contribuinte para o surgimento do quadro.

O excesso de suor no rosto causado por fatores externos como doenças, ou induzido por medicamentos se enquadra à hiperidrose secundária, e afeta comumente mais de uma área do corpo. Já a hiperidrose primária se caracteriza pelo excesso de suor sem qualquer ligação direta com um fator externo, ou quando não é encontrada nenhuma causa para a condição.

Como diminuir o suor no rosto

Se o problema está diretamente ligado a uma condição médica, esta deverá ser tratada inicialmente, com o acompanhamento médico devido. 

Caso o suor em excesso no rosto estiver ligado ao uso de produtos incorretos como maquiagens, cremes ou pomadas que entopem os poros e facilitam a sudorese intensa – e outros problemas como a acne, por exemplo – é recomendado interromper o uso ou remover os produtos antes de dormir. 

Tendo em vista que outro fator contribuinte ao excesso de suor no rosto é a alimentação, é importante visitar também o seu nutricionista para descobrir qual tipo de comida gera reações incômodas no seu organismo, dado que cada um de nós reage de uma forma diferente à certos alimentos. 

Dicas práticas para combater o suor no rostono dia a dia

Com a rotina corrida, Rexona relembra algumas soluções que podem ajudar a combater o suor excessivo no rosto de maneira prática e simples: 

  • Atente para o uso de bonés e chapéus. Os acessórios protegem do sol, porém abafam a cabeça se usados por um longo período de tempo. Isso pode contribuir para o aumento da temperatura corporal e, consequentemente, para a produção do suor no rosto em excesso. 
  • Limpe o rosto com água fresca. É importante enfatizar que lavar o rosto ao acordar pela manhã e à noite antes de dormir também ajuda a controlar o problema. Mas atenção! Em dias mais quentes, não exagere – ao contrário do que muitos pensam, lavar o rosto mais do que duas vezes ao dia não faz bem para a pele. Isso prejudica a produção de sebo natural, que na quantidade certa ajuda a proteger a pele.
  • Proteja-se do sol. Talvez o boné ou o chapéu estejam fora da sua lista, mas se o trajeto for longo e ensolarado, vale recorrer ao guarda-chuva para se proteger e amenizar o calor intenso. 
  • Mantenha-se hidratado. Lembre-se de tomar muita água. A ingestão de líquidos ajuda a regular a temperatura corporal.
  • Ambiente sempre ventilado. Tente sempre manter seu ambiente bem fresco e ventilado, principalmente durante a noite. 
  • Mantenha a pele devidamente hidratada. Utilizar cremes de rosto que hidratem bem a pele sem causar obstrução dos poros. Consulte seu dermatologista para orientação específica para a sua pele.
  • Evitar cabelos no rosto. Seja uma franja cobrindo a testa, ou uma barba, a presença de muito cabelo no rosto obstrui a pele de respirar com facilidade. Dessa forma, manter uma barba curta durante os meses quentes, facilitará na remediação do suor em excesso no rosto. 

Estas medidas simples lhe ajudaram na sua busca de como diminuir o suor no rosto. Lembre-se que a atenção apenas deve ser redobrada quando as causas do suor no rosto são devido a condições médicas – neste caso o especialista deve sempre ser consultado para maiores esclarecimentos.

Источник: https://www.rexona.com/br/Duvidas-sobre-transpiracao/suor-excessivo-no-rosto-causas-e-tratamentos.html

Suor Excessivo no Rosto, Saiba o que é

Suor Excessivo no Rosto: o que pode ser e o que fazer

Tired woman wiping face while working on row machine

O suor excessivo no rosto pode ser um problema estranho e embaraçoso. A transpiração demais, particularmente na região facial, pode levar a perguntas constantes daqueles ao seu redor. Tendo que explicar uma e outra vez por que você está suando quando não está realmente frio e você não se esforçou, envelhece rápido.

A boa notícia é que existem remédios e intervenções médicas que podem ajudar. Suor excessivo no rosto, saiba o que é:

Por que Suamos?

Em poucas palavras, a transpiração é o mecanismo do corpo humano para esfriar-se. Quando a temperatura do seu corpo aumenta, seu sistema nervoso envia sinais para suas glândulas sudoríparas. Isso desencadeia a secreção de suor na sua pele, que então evapora e esfria a superfície de forma eficaz.

Por que algumas pessoas suam mais do que outras? Os nervos responsáveis ​​pelo desencadeamento das glândulas sudoríparas são mais ativos em pessoas que suam muito. Esses nervos hiperativos podem causar transpiração sem motivo aparente ou transpiração excessiva quando a temperatura corporal aumenta.

O excesso de transpiração é conhecido como hiperidrose, embora isso não se refira especificamente ao rosto. A hiperidrose causa transpiração extrema nas palmas das mãos, nos pés, nas axilas e / ou na área do rosto, incluindo o couro cabeludo e o pescoço.

Há muitas razões pelas quais uma pessoa pode desenvolver hiperidrose. As causas podem ser hereditárias, relacionadas a problemas do sistema nervoso, ansiedade ou simplesmente resultado de calor e exercício. Existem dois tipos de hiperidrose: primária e secundária.

A hiperidrose secundária é causada por um fator externo, como medicação ou uma doença subjacente. A hiperidrose secundária é mais propensa a afetar todo o corpo, ou pelo menos áreas maiores.

Hiperidrose primária é transpiração excessiva que não possui causa externa. Quando os médicos não conseguem encontrar outra explicação para a condição, geralmente é rotulada hiperidrose primária.

O que Causa Transpiração Facial?

Embora nenhum marcador de genes ou outros fatores hereditários tenham sido identificados como causadores de hiperidrose do rosto, muitos médicos acreditam que sua causa pode ser hereditária. Eles fazem essa suposição com base no fato de que a condição parece afetar várias pessoas nas famílias.

O calor e o esforço são causas normais de transpiração. Em algumas pessoas, eles causam transpiração excessiva.

A ansiedade é outro gatilho para esta condição, juntamente com outros problemas de saúde mental. Faz sentido que a hiperatividade do sistema nervoso associado à ansiedade possa fazer com que as glândulas sudoríparas também produzam demais.

Algumas condições médicas podem causar transpiração facial excessiva. Alguns exemplos são desequilíbrios hormonais, tireóide hiperativa, diabetes, baixo nível de açúcar no sangue, ataque cardíaco, alguns tipos de câncer e doenças infecciosas.

Diagnóstico

Existem vários testes que podem ser realizados para descobrir se você tem hiperidrose. O seu médico determinará se um teste de amido-iodo (usa um pó para determinar onde a transpiração está ocorrendo), um teste em papel (papel especial é usado para medir a transpiração), ou testes de sangue devem ser usados.

Como é quase sempre o caso quando se trata de sua saúde, você deve consultar seu médico antes de tomar decisões sobre o suor facial. Esta condição pode significar uma das condições de saúde graves que eu mencionei acima. Verificar com um médico pode salvar sua vida!

Remédios Caseiros para Tratar o Suor Excessivo no Rosto

Como é o caso com muitos sintomas e condições, existem vários remédios caseiros descritos online. Algumas pessoas alcançaram excelentes resultados. Se você está atormentado por excesso de sudação facial, esses remédios podem valer a pena. No entanto, devo notar que evidências científicas para muitos desses tratamentos são instáveis ​​para que sua milhagem possa variar.

Feijão-mungo

Uma leguminosa frequentemente usada na culinária indiana, o feijão-mungo, foi usada com sucesso para tratar o transpiração facial excessiva. Você pode simplesmente fazer uma pasta facial usando uma colher de chá de leite. Isto é capaz de ajudar a controlar a condição por até quinze dias.

Uma substância naturalmente refrescante, calmante e anti-inflamatória, o pepino é usado para acalmar uma grande quantidade de problemas faciais, incluindo suor facial. Basta suco um pepino fresco e mergulhe uma almofada de algodão no suco resultante e deslize a pele para manter seu rosto frio e livre de suor durante horas!

Fatias de Pepino

Você viu isso nos filmes. Talvez você tenha tentado colocar fatias de pepino em seus olhos para relaxar e rejuvenescer a região. Colocar fatias deste vegetariano rico em antioxidantes no resto do seu rosto pode reduzir a transpiração excessiva, além de ser ótimo para a sua pele também!

Gelo

Basta colocar o gelo em um pano limpo e macio e esfregar sobre o rosto pode ajudar a reduzir a transpiração. Ao resfriar natural e fisicamente o rosto, você pode ajudar a desligar a produção de glândulas sudoríparas. Essencialmente, você está enganando o sistema nervoso a acreditar que você não está muito quente e não é necessário transpirar.

Algumas pessoas usam talco em pó para reduzir a hiperidrose facial. O pó ajuda a absorver o excesso de umidade e é dito que torna as glândulas sudoríparas menos ativas. Dizem que mesmo uma maquiagem de pó solto de boa qualidade fará o truque.

Embora o pó de talco tenha sido amplamente utilizado para uma grande quantidade de problemas no passado, há algumas perguntas ultimamente sobre se é seguro para uso. Alguns talcos podem naturalmente conter amianto, um carcinógeno. O pó de talco pode entrar facilmente nos pulmões, o que pode ser prejudicial. Use este produto com cautela.

Dieta para Ajudar a Controlar a Transpiração

Comer uma dieta saudável, bem equilibrada e não processada ajuda com muitas condições de saúde. Comer bem fornece seu corpo com vitaminas, minerais e calorias saudáveis, seu corpo precisa funcionar em condições de pico.

Leite Fresco

Os nutrientes B12, cálcio e potássio são muito importantes para manter seu corpo funcionando bem. É dito que o leite integral ajuda a digestão, que está intimamente relacionada com a saúde da pele. Também é dito que ajuda a reduzir a temperatura corporal. A redução da temperatura corporal é um dos fatores chave na parada da transpiração.

Suco fresco e Natural

O suco fresco é uma ótima maneira de fornecer ao seu corpo todos os nutrientes necessários e de se manter hidratado. A ingestão de nutrientes e líquidos suficientes é um fator importante para manter a pele saudável e a pele saudável pode ajudar a eliminar a transpiração excessiva.

O sódio ajuda a controlar os níveis de hidratação em seu corpo. Tomar muito ou pouco sódio pode ser prejudicial. O suor contém sódio, de modo que suar pouco ou não o suficiente pode afetar os níveis de sódio presentes no corpo.

Coisas para Evitar Suor Excessivo no Rosto

Existem alguns hábitos e alimentos que você pode evitar para ajudar a reduzir a transpiração facial. Embora você não perceba uma diferença simplesmente cortando essas coisas, eles podem funcionar bem em conjunto com algumas das outras sugestões neste artigo.

    • Produtos faciais pesados: Cremes faciais, cremes hidratantes e loções podem contribuir para transpiração excessiva. Se os produtos não absorvem bem na pele ou provocam obstrução dos poros, eles podem não permitir que a pele respire bem. Isso poderia aumentar a temperatura da pele e evitar o suor normal de trabalhar, causando mais transpiração.
    • Calor excessivo:Isso pode parecer senso comum, mas se você sofrer de transpiração extrema, evitar altas temperaturas e a luz solar direta podem ajudar. Manter a temperatura da pele mais baixa impedirá o sistema nervoso de desencadear as glândulas sudoríparas.
    • Comida picante: Os alimentos picantes podem causar transpiração extrema. Embora isso não seja a causa de sua transpiração excessiva, evitar alimentos picantes pode ajudar a manter as glândulas sudoríparas mais inativas.
  • Álcool: O álcool também pode causar transpiração. O rubor facial e o aumento da temperatura corporal que vem com o consumo de álcool provavelmente aumentarão a sudação excessiva, portanto, deve ser evitado.

Vestuário pesado e não respirável: A roupa que atrapa o suor e aumenta a temperatura corporal pode prejudicar o tratamento da hiperidrose. Você não deve usar tecidos pesados ​​que atrapalhem a umidade, optando por roupas respiráveis ​​leves em vez disso. Os tecidos naturais, em vez de sintéticos, são ideais.

Intervenções Médicas

Se você tentou remédios caseiros e produtos para o suor facial sem sucesso, pode ser hora de consultar seu médico sobre intervenções médicas. Existem várias opções, algumas mais extremas do que outras. Conheça as principais:

Medicamentos tópicos prescritos: Os antitranspirantes de força prescrita podem ser um tratamento seguro e eficaz para esta condição. Esta é provavelmente uma das primeiras coisas que seu médico irá tentar, pois é uma das intervenções médicas mais seguras que podem oferecer.

Injeções de Botox: Alguns dermatologistas estão usando injeções de Botox para tratar a hiperidrose facial. Este tratamento ajuda a prevenir que os nervos transmitam sinais que provocam o suor das glândulas sudoríparas. Os efeitos duram vários meses.

Medicamentos anticolinérgicos: Quando outros tratamentos não foram eficazes, seu médico pode prescrever um medicamento anticolinérgico que pode parar a atividade das glândulas sudoríparas. Existem alguns efeitos secundários importantes associados a esta classificação de medicamentos, por isso também são utilizados apenas como último recurso.

Esses medicamentos não são aprovados pela FDA para tratar transpiração excessiva. Isso significa que eles não foram estudados o suficiente ou provados para funcionar bem nesse uso. Isso é definitivamente algo que você vai querer considerar antes de usá-los.

Esses medicamentos podem causar distúrbios do sistema urinário, visão embaçada e problemas cardíacos como palpitações. Uma vez que estes são efeitos colaterais potencialmente graves, o ganho precisaria superar o risco de que este seja um plano de tratamento ideal para você. Discuta com seu médico se você não tiver certeza.

Sintetractomia endoscópica torácica: A sintetractomia endoscópica torácica é uma cirurgia usada apenas nos casos mais difíceis de hiperidrose e raramente é utilizada em casos de sudação facial. Nesta cirurgia, uma incisão muito pequena é feita e os nervos que ativam as glândulas sudoríparas são cortados.

Esta cirurgia é um último recurso, especialmente na hiperidrose do rosto. É provável que a transpiração em outras áreas aumente, tornando os efeitos colaterais bastante indesejáveis.

Remoção da glândula sudorífera: Também é incomum no tratamento da transpiração facial excessiva, a remoção da glândula sudorípara só é utilizada em pacientes que não responderam a outros tratamentos. Esta cirurgia não é muito prática na área facial por razões óbvias.

Quando a transpiração excessiva é um sintoma de outra condição (hiperidrose secundária), tratar a causa da raiz pode proporcionar alívio. Por exemplo, a transpiração causada pelo diabetes pode ser atenuada ao controlar os níveis de açúcar no sangue.

Conclusão

Existem opções para o tratamento da transpiração facial. Primeiro, consulte seu médico para excluir as causas subjacentes. Em seguida, experimente alguns remédios caseiros para ver se eles funcionam para você. Se dar alguns produtos de balcão, um tiro não funciona, o tratamento médico pode ser a opção certa para você.

Com todas as opções disponíveis, é importante não perder a esperança. Se você tiver alguma dúvida sobre o tratamento desta condição, deixe um comentário e farei o meu melhor para ajudá-lo!

RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES

Receba nossos novos artigos em seu e-mail e fique sempre informado, é grátis!

Источник: https://opas.org.br/suor-excessivo-no-rosto-saiba-o-que-e/

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: