Tipos de cogumelo e 9 principais benefícios para a saúde

Contents
  1. Conheça os principais tipos de cogumelos e seus benefícios
  2. Shimeji
  3. Champignon
  4. Shitake
  5. Como preparar cada cogumelo?
  6. Como conservar cogumelos e saber identificar se eles estão bons? 
  7. 9 Tipos de Cogumelo e seus benefícios para a saúde
  8. Quais são os tipos de cogumelos comestíveis?
  9. Quais são os principais benefícios do consumo de cogumelo?
  10. Como consumir os cogumelos comestíveis?
  11. Gratinado de batatas e cogumelos frescos
  12. 9 principais benefícios do cogumelo para a saúde e quais são os tipos
  13. Principais benefícios dos cogumelos
  14. Tipos de Cogumelos
  15. 1. Champignon
  16. 2. Shimeji
  17. 3. Shiitake
  18. 4. Funghi secchi
  19. 5. Portobello ou champignon marrom
  20. Informação nutricional
  21. Tudo o que precisa de saber sobre cogumelos
  22. Benefícios dos cogumelos
  23. Maitake
  24. Cogumelos de Paris (ou portobello)
  25. Cogumelos-ostra (ou pleurotus)
  26. Shiitake
  27. Shimeji Branco
  28. Cogumelo Do Cardo
  29. Como cozinhar (qualquer tipo de) cogumelos
  30. Em azeite
  31. No forno
  32. Assados
  33. Com tomilho
  34. Com recheio extra
  35. Como comprar
  36. Como limpar
  37. Cogumelos aumentam saciedade: conheça os benefícios e os riscos de consumo
  38. 1. Aumentam a saciedade e melhoram o intestino
  39. 3. Indicados para quem tem diabetes
  40. 4. Melhoram o sistema imunológico
  41. 5. Atuam no sistema nervoso e na síntese de energia
  42. 6. Fontes de minerais
  43. 7. Protegem o cérebro
  44. 8. Fontes de vitamina D para vegetarianos e veganos
  45. Tipos mais comuns
  46. Contraindicações e riscos
  47. Como escolher os cogumelos e formas de preparo
  48. 10 Benefícios Incríveis de Cogumelo para a Saúde
  49. 1- Grande fonte de vitamina D
  50. 2- Protege do câncer
  51. 3- Previne a diabetes
  52. 4- Cogumelos não contém glúten
  53. 5- Melhora a saúde do coração
  54. 6- Aumenta a imunidade
  55. 7- Combate a anemia
  56. 8- Fortalece os ossos
  57. 9- Regula os níveis de colesterol
  58. 10- Provoca a perda de peso

Conheça os principais tipos de cogumelos e seus benefícios

Tipos de cogumelo e 9 principais benefícios para a saúde

Existem vários tipos de cogumelos comestíveis. Até aí, nenhuma grande novidade. Mas sabia que todos eles podem ser encaixados em dietas para emagrecer e que trazem vantagens pelo alto teor de proteínas, fibras e minerais?

Versáteis, saborosos e funcionais, os cogumelos são, aliás, os queridinhos dos vegetarianos e veganos. Além de fortalecer o sistema imunológico, por serem ricos em vitamina do complexo B e selênio, os cogumelos também melhoram a saúde óssea e previnem anemia. Achou pouco? 

Por fim, a grande quantidade de fibras presentes também tornam eficazes no combate à prisão de ventre – constipação causada pela pequena ingestão de líquidos, sedentarismo e falta de fibras na alimentação.

Shimeji

Em primeiro lugar, um ingrediente muito conhecido para quem é fã de comida japonesa. Em suma, o shimeji é um cogumelo rico em proteínas, fibras, minerais e vitaminas. Por também ter uma baixa quantidade de calorias, é uma ótima opção para não sair mais do seu cardápio. 

Mini abóbora com shimeji – Uma receita que deixa com água na boca. E melhor, fácil de fazer. Elas podem ser servidas como uma entrada na sua próxima refeição, por exemplo. 

Canapés de polenta com shimeji – A combinação do cogumelo com a polenta fica bem gostosa. Então que tal experimentar? 

Shimeji na manteiga – Poucos ingredientes e um sabor diferenciado. O preparo do shimeji na manteiga é bem rápido, por isso, vale a pena investir. 

EXPERIMENTE NOSSO SHIMEJI BRANCO

Champignon

Em segundo lugar, listamos o que talvez seja o principal ou mais conhecido cogumelo. Também chamados champignons de Paris, são ricos em vitaminas B5 e B12, fósforo e fibras. Assim, ajudam no controle do colesterol e previnem doenças intestinais. 

Sopa de creme de champignon – Independente da estação, tomar uma sopinha de vez em quando é, certamente, algo bem-vindo. Mesmo quem pensa que sopa não é janta, desta vez não vai ter do que reclamar. Além do cogumelo, acrescente bacon e aproveite o sabor do prato. 

Salada Parisiense – O champignon também é uma excelente sugestão para sua salada. Capriche no molho e aproveite esta combinação. 

Bruschettas de champignon – Provavelmente já escutou falar de bruschettas, certo? Com o champignon, além de crocantes, elas ganham um sabor especial e podem ser servidas como entradas no almoço e no jantar. 

Shitake

Completando a lista dos tipos de cogumelos mais conhecidos, chegamos no Shitake. Além de ser delicioso, ele também auxilia na redução do colesterol, no combate ao câncer e muito mais. 

Hambúrguer com shitake – É difícil encontrar alguém que não goste de hambúrguer, não é mesmo? O shiitake combina com carne, pão e queijo e é muito pedido. Já experimentou? 

Bruschetta de shitake – Se a bruschetta combina com o champignon, também combina com o shiitake. Aposte no shitake com manteiga e shoyu que não tem como se arrepender!

Torta de abóbora e shitake – A torta é um prato que é muito escolhida para servir os convidados. Independente da hora, ela é uma massa que pode ser incrementada com abóbora e shiitake.

experimente nosso mix de cogumelos com shitake

Como preparar cada cogumelo?

Fique tranquilo: os cogumelos são bem fáceis de preparar. Antes de mais nada, é importante lembrar que eles não podem ser lavados em água corrente ou deixados de molho, porque absorvem água rapidamente. Além disso, apesar de serem grandes, os cogumelos murcham muito quando cozinham. 

Leve isso em consideração na hora de preparar! 

Se optar por saltear os cogumelos na manteiga, coloque uma frigideira em fogo alto. Quando ficar quente, acrescente uma colher de sopa de manteiga e frite rapidamente em fogo alto até dourar. Esta é uma das técnicas mais usadas para cozinha-los.

Caso opte por grelhar os cogumelos, utilize a churrasqueira. Assim, é só colocá-los lá e esperar dourar!

Preparar os cogumelos assados é uma terceira opção. Espalhe-os em uma assadeira, cubra com azeite de oliva e tempere como preferir. Em seguida, leve para assar em forno preaquecido a 240ºC até ficarem macios e dourados para depois, só servir!

Como conservar cogumelos e saber identificar se eles estão bons? 

Cozinhar esses variados tipos de cogumelos é ótimo para o seu prato – como já vimos anteriormente. Entretanto, atenção na hora de conservar. Eles não duram mais de uma semana quando armazenados na geladeira. Por isso, se precisar de mais tempo, opte por congela-los. 

Será que o cogumelo está estragado? A principal forma para responder esta pergunta é observar o fungo à procura de manchas. Se ele tiver aspectos mais escuros, evite de cozinha-lo. 

Agora que vimos suas variadas receitas com cogumelos e os benefícios que eles trazem, que tal inseri-los em suas refeições? Em nosso cardápio, você encontra diversos pratos deliciosos com diferentes tipos cogumelos.

CONFIRA AS DELÍCIAS com cogumelos DO NOSSO CARDÁPIO

Источник: https://blog.livup.com.br/conheca-os-principais-tipos-de-cogumelos-e-seus-beneficios/

9 Tipos de Cogumelo e seus benefícios para a saúde

Tipos de cogumelo e 9 principais benefícios para a saúde

Os cogumelos são fungos, pertencentes ao Reino Fungi, com grande valor nutricional e possuem mais de 10 mil tipos. Eles são bastante conhecidos como “carne dos vegetarianos”. Os sabores de cogumelos variam entre os mais marcantes até os mais sutis.

Os cogumelos podem incrementar uma receita, assim como ser consumidos grelhados, assados, fritos ou refogados. Eles também podem ser combinados com carnes, queijos, macarrão ou vegetais.

Quais são os tipos de cogumelos comestíveis?

Apesar da grande variedade de cogumelos existentes, há uma pequena variedade específica que pode ser encontrada nos supermercados tradicionais, como o champignon, o shimeji e o shiitake. Conheça as oito principais variedades de cogumelos comestíveis consumidas no Brasil e no mundo.

  1. Champignon – O champignon, também chamado de cogumelo-de-paris, é a variedade mais conhecida no país, em virtude da sua alta comercialização na versão em conserva. Contudo, o champignon fresco também é muito bom, ele tem um sabor suave e agradável, com uma textura interessante.

    Sua cor é marrom e ele pode ser feito assado ou refogado, aliado a vegetais, queijos e ervas.

  2. Portobello – O portobello é o champignon em uma versão mais madura. Ele é maior, mas seu formato é o mesmo, com sabor suave e uma textura firme, que lembra a da carne.

    É muito usado para substituir a proteína animal em receitas, podendo ser feito na brasa ou na grelha.

  3. Shiitake – O shiitake tornou-se conhecido no Brasil em virtude da popularização da cultura asiática. Normalmente, ele é encontrado na sua versão desidrata, mas pode ser encontrado fresco também.

    Ele apresenta coloração escura e sabor que traz mais personalidade aos pratos, sendo bastante utilizado em sopas e molhos para substituir a carne.

  4. Maitake – O maitake é um cogumelo com sabor delicado, considerado quase floral, e com textura firme, que não perde seu formato original quando cozido.

    Ele é de origem japonesa, mas ainda é considerado uma das variedades menos populares no Brasil.

  5. Shimeji – O shimeji é considerado uma das variedades mais saborosas de cogumelos comestíveis e pode ser feito de forma bastante fácil: é necessário apenas refogá-lo na manteiga em uma panela e ele já está pronto para o consumo.

    A variedade é considerada uma das mais populares no Brasil.

  6. Hiratake – O hiratake é uma variedade ainda pouco popular e uma espécie de cogumelo brasileiro. Ele é encontrado em diferentes cores, desde o branco até o salmão ou amarelo. Ele é saboroso, com gosto suave e não muito marcante, podendo ser consumido empanado ou cozido.

  7. Morchella – O morchella está entre as variedades de cogumelos comestíveis mais consumidas pelos franceses. Ele possui um formato diferente, que remente a uma colmeia de abelhas, com sabor único e marcante e textura agradável. Para consumi-lo basta refogá-lo na manteiga e servi-lo como acompanhamento.
  8. Cantarelo – O cantarelo é um cogumelo de aroma agradável, quase floral, e com uma coloração amarelo forte, que o torna conhecido como cogumelo canário. Nas receitas, ele acrescenta um sabor suave e agradável, contudo deve ser colocado mais no final, pois ele pode ficar duro durante o cozimento.
  9. Cogumelo do Sol – O cogumelo do sol, além do sabor adocicado e um aroma que remete às amêndoas, tem diversas propriedades terapêuticas e nutricionais, sendo considerado um cogumelo medicina. Entre suas qualidades está o estímulo ao sistema imunológico e a ajuda no tratamento de doenças como hepatite e diabetes e problemas cardiovasculares.

Quais são os principais benefícios do consumo de cogumelo?

Como vimos, há diversas espécies de cogumelos que são comestíveis e quem pensa que o fungo é prejudicial à saúde, se engana. Cada uma das variedades de cogumelos é rica em substâncias que são importantes para a nossa saúde e que, inclusive, podem nos ajudar a prevenir doenças mais graves.

Os principais benefícios do fungo são a presença mínima de sódio, gordura e colesterol, o que auxilia na prevenção e no tratamento de doenças como a diabetes, a anemia e o câncer. Conheça outros benefícios que o consumo regular de cogumelo oferece ao nosso organismo.

Os cogumelos são a nossa única fonte comestível de vitamina D – nutriente que produzimos somente quando ficamos expostos ao sol. A vitamina D no nosso organismo age no controle dos nossos hormônios, no aumento do ganho muscular e da imunidade e ainda auxilia na perda de peso.

Os cogumelos são completamente desprovidos de glúten e isso é uma boa notícia para os intolerantes à substância, que possuem poucas opções de alimentos. Além disso, atualmente há uma grande revolução alimentar, em que muitas pessoas têm procurado por alimentos que sejam sem glúten.

  • Auxilia na proteção ao câncer

Muitos pesquisadores caracterizam o cogumelo como um superalimento, em virtude da forma como ele atua nos tumores cancerígenos que estão presentes no nosso organismo. Ele é antioxidante, o que significa que ele é capaz de atuar prevenindo e auxiliando no tratamento do câncer, pois age expulsando as células de tumores do corpo.

Entre os seus nutrientes estão o mineral selênio, a vitamina D, o folato e o ácido linoleico. O primeiro atua como uma enzima hepática, realizando a desintoxicação dos agentes que causam o câncer.

Já a vitamina D reduz o crescimento das células cancerígenas, enquanto que o folato atua reparando o DNA e impedindo que formem-se novos tumores. O ácido linoleico age prevenindo o câncer de mama e próstata.

  • Ajuda na prevenção do diabetes

Os cogumelos têm na sua composição uma enzima que age quebrando as moléculas de açúcar do organismo. Além disso, ele possui naturalmente insulina e fibras, que auxiliam a diminuir os níveis de glicose no corpo.

  • Melhora a saúde do coração

Outro nutriente presente nos cogumelos é o potássio, que age no nosso organismo como uma espécie de vasodilatador natural. Isso significa que ele aumenta a espessura dos nossos vasos sanguíneos e ajuda a reduzir a pressão arterial. Além disso, o potássio auxilia no equilíbrio de sódio no sangue, um dos grandes causadores da pressão alta.

Os cogumelos são os únicos alimentos que possuem ergotioneína, um antioxidante que é capaz de eliminar os radicais livres e que tem enxofre na sua composição, cuja atuação no nosso organismo melhora a saúde imunológica. Além disso, esse fungo é considerado um antibiótico natural, pois ele não permite que bactérias e micróbios cresçam no nosso organismo.

Outro nutriente muito importante presente nos cogumelos é o ferro, portanto esses fungos são ótimos alimentos para combater a anemia. A doença é uma condição que ocorre em virtude da falta de ferro no organismo.

Os cogumelos são excelentes fontes de cálcio.

O mineral é essencial para auxiliar na saúde dos nossos ossos, logo consumir porções pequenas de cogumelo por dia ajuda a suprir a quantidade de cálcio que o corpo necessita.

O consumo regular de alimentos com cálcio reduz as chances de termos osteoporose ou outras doenças relacionadas com a degeneração dos ossos.

  • Regula os níveis de colesterol

Em virtude da falta de gordura e de lipídeos na sua composição, o cogumelo atua regulando os níveis de colesterol. Ele reduz os níveis de colesterol ruim e aumenta os de colesterol bom. Sendo assim, é considerado uma proteína magra, pois age provocando a queima de gordura.

Como consumir os cogumelos comestíveis?

A principal e primeira dica para quem deseja comer cogumelos é nunca os consumir crus, e isso inclui os comprados em lojas. Eles podem vir com toxinas e, por isso, é importante cozinha-los para remover elas. Além disso, certifique-se de o cogumelo não esteja manchado e de que não tenha água na bandeja com eles, isso pode ser sinal de que eles não estão bons.

Se você não cozinhou ou refogou cogumelos antes, é indicado que pesquise qual é a melhor forma de preparar eles. Cada tipo de cogumelo comestível pode ter cuidados especiais durante o preparo. Se optar por refogar, corte o fungo em pequenos pedaços, pois, dessa forma, eles irão soltar mais aroma e sabor. Confira uma receita que utiliza cogumelos nos seus ingredientes:

Gratinado de batatas e cogumelos frescos

Para preparar a receita, será necessário de três a quatro unidades de batata, 350 ml de leite integral, três colheres de sopa de vinho branco seco, duas colheres de sopa de manteiga sem sal, duas colheres de sopa de azeite extra virgem, 300 g de cogumelos frescos (shitake, shimeji e paris) e sal, pimenta do reino e noz moscada à gosto.

O primeiro passo para preparar o gratinado é pré-aquecer o forno a 200°C. Enquanto isso, corte as batatas em rodelas finas. Em seguida, em uma panela despeje o vinho, o leite e as rodelas de batata. Após, tempere com a pimenta, o sal e a noz moscada. Misture bem e deixe no fogo baixo até as batatas estarem no ponto “al dente”.

Agora, corte os cogumelos em finas fatias e reserve. Em uma frigideira, acrescente o azeite e o vinagre. Em seguida, mantendo a chama do fogão alta, acrescente os cogumelos aos poucos e os refogue até ficarem murchos e dourados. Tempere eles com pimenta e sal.

Pegue um refratário que possa ir ao forno e unte. Nele, crie camadas com as rodelas de batatas e com os cogumelos refogados. Regue o prato com o líquido do cozimento das batatas e leve ao forno. Deixe assar até o momento que perceber que a parte superior está dourada.

Artigos Relacionados:

Benefícios e Propriedades do Shitake

Benefícios e Propriedades do Shimeji

Benefícios e Propriedades do Champignon

Benefícios e Propriedades do Cogumelo Paris

Benefícios e Propriedades do Cogumelo do Sol

Источник: https://alimentos.com.br/9-tipos-de-cogumelo-e-seus-beneficios-para-a-saude/

9 principais benefícios do cogumelo para a saúde e quais são os tipos

Tipos de cogumelo e 9 principais benefícios para a saúde

Os cogumelos possuem poucas calorias e são bastante nutritivos, podendo possuir diversos benefícios para a saúde devido à presença de vitaminas do complexo B, substâncias antioxidantes e fibras, além de ser uma excelente fonte de proteínas. Por isso, os cogumelos são muito utilizados por pessoas vegetarianas como uma das fontes de proteína quando não há consumo de carnes, por exemplo.

Assim, devido a sua composição, os cogumelos podem ajudar a regular os níveis de açúcar no sangue, prevenindo o desenvolvimento da diabetes do tipo 2, controlar os níveis de colesterol, melhorar a saúde óssea e fortalecer o sistema imune, por exemplo.

São vários os tipos de cogumelos que, devido à composição de nutrientes diferentes, pode ter benefícios diferentes, além de poderem ser consumidos de formas variados. Os tipos de cogumelos mais conhecidos e consumidos no dia a dia são o champignon, o shimeji, o shtitake, o funghi secchi e o portobello.

Champignon

Principais benefícios dos cogumelos

Os cogumelos são ricos em vitaminas do complexo B, principalmente B2, B3 e B5, vitamina C, minerais, como selênio, cobre e potássio, além de conter beta-glucanos, que são fibras solúveis. Dessa forma, os cogumelos podem ter diversos benefícios para a saúde, sendo os principais:

  1. Ajuda no processo de emagrecimento, já que é uma fonte importante de proteínas, possui poucas calorias e gordura, além de serem ricos em água, fibras e minerais;
  2. Previne doença cardíacas, pois são ricos em antioxidantes, como o selênio, principalmente, além e vitaminas do complexo B, que atuam promovendo a saúde do coração. Além disso, o beta-glucano presente nos cogumelos é responsável pela regulação dos níveis de colesterol, prevenindo, por isso, a formação de placas ateromatosas e complicações cardíacas;
  3. Melhora o funcionamento do sistema imunológico, por serem ricos em nutrientes importante como vitamina do complexo B e selênio;
  4. Previne o câncer, por ser rico em antioxidantes e ter propriedades anti-inflamatórias;
  5. Previne o desenvolvimento da diabetes do tipo 2, já que o beta-glucano também atua regulando os níveis de glicose circulantes no sangue;
  6. Melhora o funcionamento do sistema digestivo, pois é rico em niacina;
  7. Melhora a saúde óssea, pois é rico em cobre, vitamina D e fósforo;
  8. Previne o desenvolvimento da anemia, pois possuem em sua composição vitamina B2 e cobre, que atuam diretamente na formação das hemácias, além de ferro, o que tem impacto direto no transporte de oxigênio para o organismo.
  9. Mantém a saúde do sistema nervoso, pois é rico em potássio, cobre, e vitamina B5, que influenciam diretamente na atividade do sistema nervoso.

Os cogumelos podem ser preparados grelhados, fritos, assados ou refogados, e podem ser incluídos em diversas receitas como saladas, massas, molhos e pizzas.

Shiitake

Tipos de Cogumelos

A seguir estão os 5 principais tipos de cogumelos e suas características:

1. Champignon

O champignon é o tipo mais conhecido e mais usado de cogumelo, sendo também conhecido como cogumelo paris. Esse tipo de cogumelo é rico em vitaminas B5 e B12, fósforo, cálcio e em fibras do tipo beta-glucanos, que ajudam no controle do colesterol e previnem doenças intestinais.

2. Shimeji

O shimeji é um dos cogumelos mais saborosos na culinária, e pode ser preparado de forma rápida, apenas com um refogado na manteiga ou no azeite. É rico em fósforo, magnésio, vitamina B3 e potássio, sendo um ótimo aliado no controle da pressão arterial.

3. Shiitake

No Brasil, é mais comum encontrar o shiitake na sua forma desidratada, sendo necessário adicionar água quente na preparação para que ele volte a se hidratar e ficar macio. O shiitake tem cor marrom escura e é bastante utilizado em preparações como sopas, molhos e acompanhamento de massas.

4. Funghi secchi

O funghi secchi é qualquer cogumelo desidratado, sendo normalmente rico em potássio, cálcio, fósforo, magnésio, zinco, sódio, vitaminas do complexo B e vitamina C.

Para utilizá-los na culinária, deve-se lavar os cogumelos em água e deixá-los de molho em água morna por cerca de 30 minutos para hidratar. Depois de hidratados, deve-se espremer os cogumelos para retirar o excesso de água e o líquidos escuro que restou da hidratação pode ser usado para fazer molhos.

5. Portobello ou champignon marrom

O portobello é o champignon mais maduro, tendo normalmente uma cor mais escura e um tamanho maior. Ele tem sabor suave e sua textura é parecida com a da carne, sendo bastante utilizado em pratos vegetarianos. Esse tipo de cogumelo é rico em vitaminas B2 e B3, e pode ser preparado cozido, grelhado ou refogado.

Shimeji

Informação nutricional

A tabela a seguir traz a informação nutricional para 100 g dos principais tipos de cogumelos:

NutrienteChampignonShiitakeShimejiFunghi secchi
Energia25 kcal34,5 kcal16,8 kcal284 kcal
Carboidrato4,66 g4,4 g1,7 g73 g
Proteína2,1 g3,1 g2,5 g9,25 g
Gordura0,4 g0,5 g0 g0,7 g
Fibras1,3 g3,8 g1,12 g70 g
Ferro1,24 mg0,4 mg0,1 mg5,88 mg
Fósforo104 mg0 mg0 mg184 mg

Источник: https://www.tuasaude.com/beneficios-dos-cogumelos/

Tudo o que precisa de saber sobre cogumelos

Tipos de cogumelo e 9 principais benefícios para a saúde

Há muito que é apreciado o sabor dos cogumelos e conhecido o seu potencial terapêutico e qualidades nutricionais. Atrevemo-nos a dizer que se tiver a sorte de conhecer uma coletora de cogumelos experiente, pode acreditar que encontrou um verdadeiro tesouro vindo da terra.

A célebre expressão “crescem como cogumelos” não engana, isto porque “existem mais de dez mil espécies de cogumelos”.

Na  verdade, “conhecem-se apenas cerca de duas mil espécies comestíveis, mas não chega a uma dezena o número de espécies comercializadas.

Alguns são altamente tóxicos para o consumo humano e mesmo em pequenas quantidades causam danos no sistema digestivo e nervoso, podendo ser até fatais em algumas situações”, refere Patrícia Marisa Costa, nutricionista.

Os cogumelos são fungos (organismos vivos sem raízes, flores, folhas ou sementes), essencialmente “constituídos por água (cerca de 90%), algum teor em fibra (hemiceluloses e pectinas), apreciáveis quantidades de vitaminas (complexo B) e minerais (fósforo, selénio, cobre, potássio) e substâncias com características antioxidantes”.

É ainda de salientar o seu teor proteico interessante, sendo por isso uma excelente opção para vegetarianos, e o seu baixo valor calórico (cerca de 14 Kcal por 100g cogumelos frescos)”, enumera a nutricionista.

Benefícios dos cogumelos

De acordo com a nutricionista Patrícia Marisa Costa, os resultados com maior evidência científica prendem-se com
“o fortalecimento do sistema imunitário e diminuição do colesterol sanguíneo”.

Com menor evidência científica, estão associados à diminuição da pressão arterial, propriedades antivirais,  antibacterianas e anticancerígenas (resultados promissores contra o cancro da próstata e bexiga) e prevenção da diabetes.”

“Também revelam um potencial antioxidante, dada a riqueza em compostos fenólicos, tocoferóis e carotenos.”

Maitake

Provenientes do Japão, podem ser encontrados na maioria dos mercados asiáticos. Apresentam um chapéu macio em forma de pétalas e uma base dura. Têm um sabor rico, delicado (quase floral) e amanteigado.

Como cozinhar: São maravilhosos assados, adicionados em sopas, prensados até formar um bife ou hambúrguer. Ficam deliciosos quando marinados e grelhados.  Podem ser comprados frescos ou desidratados.

Cogumelos de Paris (ou portobello)

O cogumelo castanho é conhecido como campobello, cogumelo de Paris. Ainda que a cor seja diferente, (oscila entre o branco, bege e castanho), as fases de crescimento são iguais. Na fase de botão, é conhecido como crimini, na mais fechada como chestnut (castanha) e, na plana, portobello.

Como cozinhar:Os crimini são excelentes inteiros e crus em saladas ou ligeiramente salteados em molhos para massa, assados ou refogados, aliados a vegetais, queijos e ervas. O chestnut e o portobello são ótimos para acompanhar carnes vermelhas, para grelhar ou prensar. O cogumelo branco ou de Paris pode ser encontrado fresco e enlatado e o portobello fresco em supermercados.

Cogumelos-ostra (ou pleurotus)

Pleurotus ostreatus, conhecidos como cogumelos-ostras. A sua cor oscila entre o castanho-acinzentado e o azulado. O chapéu tem o formato de uma concha ou leque. A carne é branca, elástica e o sabor adocicado.

Como cozinhar:Resultam bem em risottos, em molhos para massa ou salteados com outras variedades de cogumelos.  Os talos podem ser um pouco rijos. Encontram-se à venda frescos em supermercados.

Shiitake

São cultivados no Japão. Apresentam uma coloração castanha-escura, com escamas brancas. O pé é fibroso e tem a mesma cor do chapéu.  A carne tem uma textura compacta e cor esbranquiçada.

Como cozinhar: São ideais para dar sabor a uma sopa, o seu sabor característico é ideal para recheios de carne ou salteados, refogados ou no forno, como acompanhamento em pratos de peixe e carne.  Podem ser comprados frescos ou desidratados. Se os encontrar desidratados, é preciso deixá-los durante 30 minutos a demolhar em água quente.

Shimeji Branco

Considerado um dos cogumelos mais saborosos no Japão e Brasil. O chapéu é pequeno, branco e esférico. O pé é da mesma cor e tem cerca de cinco a oito centímetros de altura. A carne é doce, com um travo amanteigado a noz. A textura é firme e crocante.

Como cozinhar: Usado em sopas, guisados, molho ou salteados inteiros, depois de  removida a ponta do caule. Pode ser comprado fresco ou desidratado.

Cogumelo Do Cardo

Tem um chapéu liso, tom castanho e o pé liso e esbranquiçado.  A carne é tenra e branca e o sabor doce. É muitas vezes confundido com os cogumelos- -ostras. Como cozinhar: Sirva-o como acompanhamento, salteado com alho e azeite. Pode ser comprado fresco ou congelado nos supermercados.

Como cozinhar (qualquer tipo de) cogumelos

Opte por saltear, grelhar ou cozinhar os cogumelos no micro-ondas. Se preferir cozê-los, opte por um período curto de cozedura para que mantenham as suas propriedades nutricionais, aconselha Patrícia Costa. Vão muito bem com estes ovos mexidos, mas não só.

Em azeite

Nunca manteiga e jamais junte produtos com sabor forte como pimentas, chouriça, presunto, salpicão, etc. O sabor do cogumelo deve sobressair sobre qualquer um dos acompanhantes.

Aqueça três colheres de sopa de azeite numa frigideira e, depois, salteie-os em lume muito alto durante três ou quatro minutos, mexendo de vez em quando até ficarem ligeiramente moles. Mas atenção: como têm muita água, eles minguam  de tamanho durante a fritura.

tenha isso em conta se vai convidar amigos para jantar.

No forno

Pré-aqueça o forno a 200 ºC e corte meio quilo de cogumelos grandes em rodelas grossas. Coloque-os numa bandeja de forno untada com margarina, deite uma colher de sopa de azeite por cima e deixe cozinhar durante uns 15 ou 20 minutos. Acrescente um dente de alho esmagado e sirva sobre uma fatia de pão integral.

Assados

Se os cogumelos são muito pequenos, pode preparar espetadas com pimento vermelho e cebola. As variedades de grande tamanho são preparadas em lume médio. Retire-os do lume quando estiverem ligeiramente moles. Se acrescentar um pouco de azeite virgem durante a preparação, manter-se-ão hidratados, evitando que fiquem ressequidos.

Com tomilho

Os cogumelos ficam muito saborosos quando acompanhados de ervas aromáticas como o tomilho salpurinha, louro, salsa, alho, limão ou pimenta.

Tudo em pequenas quantidades para não anular o sabor próprio dos cogumelos e apenas fazer contraste de aromas.

Elimine as camadas superiores do talo se necessário, mas não o corte, pois, se o fizer, não derramará líquido e ficará demasiado  mole durante  a preparação.

Com recheio extra

Corte uma cebola ao meio e arranje um punhado de salsa. Acrescente 25 gramas de queijo parmesão ralado, um dente de alho picado  e duas fatias de pão branco, desfeito.

Coloque os cogumelos com o interior virado para cima, recheie-os com o preparado e asse-os no forno a 200 ºC entre 20 e 25 minutos.

tome nota: Cozinhe só cogumelos frescos, pois perdem facilmente o aroma e a consistência; em mau estado, algumas espécies, que em frasco são comestíveis, podem tornar-se indigestas.  Se quiser temperar com sal, faça-o  no fim para  evitar que  libertem  a água.

Como comprar

• “Opte pelos cogumelos frescos que apresentem uma textura firme, que não se encontrem danificados, com um cheiro
estranho ou demasiado escuros.

“A base do cogumelo deve apresentar uma cor clara (quanto mais clara, mais fresco) e a superfície do cogumelo deve apresentar-se sem sinais de humidade. Se optar pela compra de cogumelos frescos, já embalados, é necessário ter em atenção a embalagem. Se tiver demasiada humidade, é sinal de apodrecimento dos cogumelos”, refere a
nutricionista.

Como limpar

“No caso dos cogumelos frescos, escove-os ou use um pano húmido para retirar o excesso de terra.

Os cogumelos não devem ser demolhados. Devem ser lavados debaixo de água corrente por poucos segundos e secos logo de seguida.

 Antes de os cozinhar, deve ser retirada a parte final do caule”, refere Patrícia Marisa Costa.

Costuma cozinhar cogumelos? Conheça ainda os benefícios do amendoim.

almoço jantar vegetariano

Источник: https://www.saberviver.pt/comida/nutricao/cogumelos-beneficios-cozinha-los/

Cogumelos aumentam saciedade: conheça os benefícios e os riscos de consumo

Tipos de cogumelo e 9 principais benefícios para a saúde

O consumo de cogumelos aumentou bastante nos últimos anos no Brasil e eles ganharam popularidade e mais espaço nos cardápios.

Um dos motivos para o crescimento do consumo no Brasil é o fato do veganismo e do vegetarianismo ter aumentando consideravelmente, já que os cogumelos são fontes de proteína para esse grupo de pessoas —apesar de terem menos deste macronutriente do que as leguminosas, por exemplo, a qualidade é alta e a digestibilidade facilitada nesse grupo de alimentos. Outra questão relevante para esse aumento é a utilização dos cogumelos nos pratos orientais, que conquistaram o gosto popular.

Os cogumelos podem possuir diferentes formas, tamanhos e cores. Eles fornecem proteínas, fibras, minerais e vitaminas que contribuem para o bem-estar do organismo. Por isso, proporcionam diversos benefícios para a saúde.

As propriedades nutricionais variam de acordo com o tipo de cogumelo.

Mas, todos possuem antioxidantes e o consumo regular de alimentos com essa propriedade protege o organismo dos radicais livres que podem causar problemas de saúde como o câncer.

Além disso, aumentam a imunidade e diminuem os danos do envelhecimento precoce. Veja, a seguir, algumas vantagens de incluir os cogumelos na dieta.

1. Aumentam a saciedade e melhoram o intestino

Os cogumelos são alimentos ricos em fibras, principalmente a beta-glucana (a mesma da aveia!), o que amplia a sensação de saciedade. Além disso, o consumo de fibras é essencial para o bom funcionamento do intestino, pois diminui a prisão de ventre e os inchaços.

Por possuir um tipo de fibra alimentar solúvel, consumir cogumelos ajuda a diminuir o colesterol “ruim” (o LDL), que é considerado um dos fatores de risco para os problemas cardiovasculares. Além disso, eles contêm potássio que faz bem para a saúde do coração, uma vez que diminui a pressão arterial, melhora a contração muscular e ajuda a manter o ritmo cardíaco.

3. Indicados para quem tem diabetes

As fibras presentes no alimento também podem ser boas aliadas para quem sofre de diabetes do tipo 1 e 2. Elas ajudam a controlar o nível de glicose e a melhorar a resistência à insulina nos tecidos.

4. Melhoram o sistema imunológico

O selênio presente nesses alimentos é responsável pelo fortalecimento do sistema imunológico, uma vez que ajuda a eliminar as toxinas do organismo que possam ameaçar o seu bom funcionamento.

5. Atuam no sistema nervoso e na síntese de energia

Os cogumelos são uma boa fonte de vitaminas do complexo B, como niacina e riboflavina. Essas vitaminas ajudam a fornecer energia, quebrando proteínas, gorduras e carboidratos. Também desempenham um papel importante no sistema nervoso e ajudam a produzir hormônios.

6. Fontes de minerais

Os cogumelos são fontes de minerais importantes, como selênio, cobre e potássio. Os minerais são necessários para o bom funcionamento do corpo humano e desempenham papéis diferentes, desde a produção de glóbulos vermelhos saudáveis até a proteção das células do corpo.

7. Protegem o cérebro

Um estudo divulgado no Journal of Alzheimer's Disease mostrou que consumir cogumelos mais de duas vezes por semana reduziu o risco de problemas de memória e linguagem em pessoas com mais de 60 anos. Os pesquisadores acreditam que esse benefício ocorre por causa dos antioxidantes presentes nesse alimento.

8. Fontes de vitamina D para vegetarianos e veganos

Os cogumelos são a única fonte de vitamina D de origem não animal. A vitamina D trabalha com o cálcio e o fósforo para formar ossos fortes. Também contribui para o crescimento, melhora o sistema imunológico e a musculatura.

Tipos mais comuns

Os mais consumidos no Brasil são o champignon, o shimeji, o shiitake, o portobello e do sol. Confira, a seguir, detalhes das características e as propriedades nutricionais de cada um.

Champignon: é o mais consumido no Brasil e conhecido também como cogumelo-de-paris. Pode ser ingrediente de qualquer prato por apresentar um sabor mais neutro. Ele é branco, bastante carnudo e possui um “chapéu” em formato de botão.

É facilmente encontrado em redes de supermercados. Possui vitaminas B1, B2, B3, C, D, ácido fólico, cálcio, potássio, iodo, sódio, fósforo e selênio. Ele pode ser usado em receitas como estrogonofe, aperitivos, molhos, saladas e até na pizza.

Em 100 g do alimento há 124 kcal.

Portobello: esse cogumelo possui uma coloração parda e a textura um pouco mais firme em relação ao champignon. O aroma também é mais intenso.

É comumente consumido fresco, costuma ser grande e com o chapéu aberto.

Pode ser recheado e levado ao forno e é o tipo mais utilizado em hamburguerias na composição das opções vegetarianas, também pode substituir o champignon no estrogonofe. Possui cerca de 34 kcal em 100 g.

Shimeji: apresenta talo comprido e fino, além de uma cabeça pequena e de cor acinzentada. Pode apresentar várias tonalidades, sendo os mais populares o preto e o branco. É pequeno, com aroma marcante, textura crocante e sabor leve.

É fonte de vitamina C, selênio, ferro e proteínas. É facilmente encontrado em feiras e supermercados e tem o preço bastante acessível. Pode ser consumido grelhado, frito, em massas, risotos e no yakissoba —também faz sucesso em rodízios japoneses.

Em 100 g contém cerca de 26 kcal.

Shiitake: possui uma cor homogênea, mais escura, e apresenta sabor intenso e amadeirado. É o mais consumido no país. É rico em proteínas, vitaminas B, C, D, E, fósforo, potássio e ferro. Em 100 g do alimento há cerca de 26 kcal. É bastante consumido em risotos, molhos, massas, saladas e pizzas.

Cogumelo do sol: fonte de proteínas e fibras, esse tipo de cogumelo possui o sabor adocicado e um aroma que remete às amêndoas. É rico em minerais como potássio, fósforo, manganês, ferro e cálcio, bem como vitaminas e aminoácidos. Em 100 g do alimento há 140 kcal.

Contraindicações e riscos

Há casos de pessoas que são alérgicas ao cogumelo e por essa razão não podem consumir esse alimento. Outra questão bastante importante é sobre a procedência do item. Fique sempre de olho nos selos de inspeção e quem é o produtor responsável.

Muito se fala sobre espécies que possuem princípios ativos psicoativos e outros tóxicos. Porém, atualmente a maioria dos cogumelos do mercado vem de cultivo controlado. Dessa forma, são seguros para o consumo. Identificar cogumelos venenosos não é uma tarefa fácil. Por isso, deve-se evitar o consumo de espécies silvestres e não colher cogumelos por conta própria.

Como escolher os cogumelos e formas de preparo

Na hora da compra, escolha cogumelos frescos e consulte o prazo de validade da embalagem. A boa aparência do cogumelo conta bastante — evite os que estiverem quebrados, com manchas ou viscosidade. Não deixe de checar se há alguma alteração, pois pode ser uma contaminação. Como regra geral, o ideal é que os cogumelos sejam uniformes, com odor agradável e levemente brilhantes.

Eles também podem ser encontrados desidratados (funghi seco) e dessa forma a textura é preservada e a maioria dos nutrientes permanece. Mas alguns elementos, como açúcares e minerais, se perdem.

Antes de preparar, limpe os cogumelos com um pano seco ou papel-toalha para tirar o excesso de terra. Evite deixar os cogumelos de molho na água, pois eles são como esponjas e absorvem bastante os líquidos, podendo ficar encharcados e até perder seus nutrientes. Sempre conserve os cogumelos refrigerados.

Vale ressaltar que, apesar de parecerem grandes, os cogumelos murcham quando cozinham. Portanto, leve isso em consideração na hora de decidir a quantidade que será preparada. Assim como qualquer alimento, os cogumelos podem perder os nutrientes quando são cozidos por muito tempo.

Fontes: Daniel Gomes, engenheiro agrônomo da Associação Nacional dos Produtores de Cogumelos e pesquisador da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios; Marcelo Cássio de Souza, nutrólogo do Hospital Moriah; Vanessa Dias Ferreira Nogueira, nutricionista e professora da Universidade São Judas Tadeu; Reginaldo Gomes, produtor de cogumelos; Keli de Toledo Colósio, nutricionista. Revisão técnica: Daniel Gomes.

Referências: Valor nutricional de cogumelos comestíveis: uma revisão – Unicamp; Tabela de Composição Química dos Alimentos – Unifesp

Источник: https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2020/02/26/cogumelos-trazem-saciedade-conheca-os-beneficios-e-os-riscos-de-consumo.htm

10 Benefícios Incríveis de Cogumelo para a Saúde

Tipos de cogumelo e 9 principais benefícios para a saúde

Quem pensava que cogumelo era prejudicial à saúde vai se surpreender com os grandes benefícios desse fungo. É claro que existem cogumelos venenosos com altos níveis de metais pesados que levam a morte, porém hoje não é nenhum segredo que cogumelos comestíveis fazem parte da culinária mundial.

Diferente do que muita gente pensa os cogumelos não são plantas e sim fungos com grande valor nutricional. Suas principais propriedades são a presença mínima de gordura, sódio e colesterol. O que ajuda no tratamento e prevenção de doenças como o câncer, diabetes, anemia, entre outras.

1- Grande fonte de vitamina D

Cogumelo é única fonte de vitamina D! Isso é um grande benefício já que nós produzimos vitamina D somente quando tomamos sol, algo que também ocorre nos cogumelos. Mas vamos ver alguns dos benefícios dessa vitamina, são eles:

  • Controle dos hormônios
  • Perda de peso
  • Aumento do ganho muscular
  • Aumento da imunidade
  • É bom para os ossos

2- Protege do câncer

Superalimento – é como muitos descreveriam o cogumelo e não é para menos. Observe como ele atua nos tumores cancerígenos:

  • Seu alto poder antioxidante é capaz de prevenir e auxiliar o tratamento do câncer, por expulsar as células tumorais do corpo;
  • O mineral selênio atua com a enzima hepática fazendo a desintoxicação de agentes causadores de câncer e previne contra inflamações;
  • Vitamina D diminui o crescimento das células cancerosas;
  • O folato repara o DNA impedindo a formação de tumores provocados por genética;
  • O ácido linoléico e fibra de beta-glucanas previne contra câncer de próstata e mama.

3- Previne a diabetes

O cogumelo é um alimento liberado para quem sofre de diabetes. Vamos ver o por que? O cogumelo possui um tipo de enzima que quebra as moléculas de açúcar, também naturalmente ele possui insulina e contém fibras.

Estudos comprovam que as fibras diminuem os níveis de glicose, ideal para diabéticos tipo 1. Já para a diabetes tipo 2 esse fungo melhora não só os níveis de glicose mas também a gordura no sangue e os níveis de insulina.

4- Cogumelos não contém glúten

Diante dessa revolução na alimentação, onde todo mundo quer ser fitness, a procura por alimentos sem glúten se tornou grande. A boa notícia é que os cogumelos são totalmente desprovidos de glúten. É claro que essa característica também faz a alegria dos intolerantes ao glúten que geralmente não tem muitas opções de alimentos.

5- Melhora a saúde do coração

Foi mostrado acima que o cogumelo contém fibras e vitaminas, mas outra propriedade marcante é a presença de potássio, todos esses fatores combinados melhoram a saúde do coração.

Falando do potássio, ele age como um vasodilatador natural, ou seja, aumenta a espessura dos vasos sanguíneos e diminui a pressão arterial. Um segundo ponto é o fato do potássio equilibrar o sódio no sangue, que como você sabe é um dos maiores causadores de pressão alta.

Vale lembrar também que o potássio estimula as atividades neurais, pois aumenta o fluxo sanguíneo e oxigênio que são levados ao cérebro.

6- Aumenta a imunidade

O sistema imune é a proteção do corpo contra doenças, então se a imunidade estiver baixa você fica vulnerável. O cogumelo entra nessa história toda como estimulante na produção de células brancas ou protetoras.

Como isso é possível? Esse fungo é o único alimento que contém ergotioneína um antioxidante, capaz de eliminar radicais livres. Esse antioxidante possui enxofre, algo que muitas pessoas não produzem.

Isso por sua vez melhora a saúde imunológica.

Cogumelos são antibióticos naturais isso faz com que bactérias, micróbios e fungos não cresçam no nosso organismo. Aliás, sabia que é do cogumelo que é extraído a penicilina- substância usada para combater infecções.

7- Combate a anemia

O cogumelo contém ferro o que irá combater a anemia. Note que anemia é uma condição que afeta grande parte da população, basicamente isso se deve a falta de ferro no sangue. Por isso, surgem manchas no rosto fadiga e dores de cabeça.

É interessante que o cogumelo pode provocar a absorção de 90% do valor nutritivo do ferro no organismo, o que aumenta a produção das células vermelhas no sangue.

8- Fortalece os ossos

Para ajudar na saúde dos ossos, o cálcio é essencial e adivinhem o cogumelo é uma grande fonte desse mineral. Basicamente, comer pequenas porções de cogumelo por dia supre a quantidade necessária de cálcio que o corpo precisa. Futuramente as chances de adquirir osteoporose ou degeneração óssea serão mínimas.

9- Regula os níveis de colesterol

O cogumelo regula os níveis de colesterol, isso se deve a falta de gordura ou lipídeos. Podemos dizer assim que esse fungo é a chamada proteína magra o que provoca a queima de gordura. A fibra também diminui o nível de colesterol ruim, ajudando a aumentar o HDL ou colesterol bom.

10- Provoca a perda de peso

Para quem pensava que só frutas possuem fibras está enganado, pois o cogumelo também tem e é essa propriedade que provoca a perda de peso.

Há 2 tipos de frutas presentes nesse fungo são elas a beta-glucanas citada acima e a quitina.

Elas são responsáveis por aumentar a sensação de saciedade, isso diminui a vontade de comer e consequentemente provoca a perda de peso se associada com atividades físicas.

Ao comprar cogumelos prefira os que são firmes e secos. Se tiverem aspectos enrugados ou murchos não são bons para o consumo. Nunca coma cogumelos encontrados no seu quintal já que podem ser fatais.

Fontes:

http://www.medicalnewstoday.com/articles/278858.php

Mushroom: Top Benefits & Side Effects

Источник: https://biosom.com.br/blog/alimentacao/10-beneficios-incriveis-de-cogumelo-para-a-saude/

Sobre a Medicina
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: